Arquivo da tag: prós

Cid Gomes e grupo saído do PSB devem anunciar ida ao PROS

cidO governador do Ceará, Cid Gomes, e mais cerca de 500 políticos do estado devem anunciar na terça-feira (1º) a ida para o Partido Republicano da Ordem Social (PROS), que teve o registro aprovado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na semana passada.

Além de Cid, o secretário da Saúde do Ceará, Ciro Gomes; o presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, Zezinho Albuquerque; e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, deixaram o PSB, presidido pelo governador de Pernambuco, Eduardo Campos, na semana passada.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O governador do Ceará afirmou que deixou o partido para apoiar Dilma Rousseff nas eleições de 2014. Como o PSB deve lançar a candidatura de Eduardo Campos, o grupo do PSB no Ceará foi pressionado a apoiar o governador pernambucano ou deixar o partido.

Na noite de sábado (28), o grupo liderado por Cid Gomes se reuniu com membros do PROS, onde estava presente o presidente nacional da sigla, Eurípedes Júnior, ex-vereador de Goiás.

Junto com o governador do Ceará, parte dos demais políticos que deixou o PSB também deve ingressar no PROS. “Vamos todos para o mesmo partido. O meu esforço é de manter a unidade”, disse Cid Gomes.

Além do PROS, Cid recebeu convite para fazer parte do PDT, PP, PC do B e PSD. O PROS teve criação confirmada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 24 de setembro. Por ser um partido recém-criado, o ingresso de políticos na legenda facilita a regularização da situação do grupo de Cid Gomes.

No site do partido, o PROS afirma que tem como principal bandeira a redução de impostos. “A reforma tributária é um tema altamente complexo, portanto, precisamos tratar o problema por etapas, com segurança, perspicácia e inovação. O PROS surge não com soluções mágicas ou miraculosas que resolvam tudo de uma vez, mas sim com aquilo que sempre faltou para implantação de boas soluções no Brasil: vontade política”, afirma o partido.

O prazo para quem pretende concorrer nas eleições do ano que vem trocar de partido ou se filiar a uma nova legenda termina no dia 5 de outubro. As listas com os nomes dos filiados serão entregues pelos partidos ao TSE em 14 de outubro.


G1

Conheça os prós e contras de investir numa franquia

De um lado, uma estrutura de gestão pronta para apoiar a empresa. Do outro, a pouca liberdade para apostar em novas oportunidades ou tomar decisões. Para falar sobre as vantagens e desvantagens das franquias, o UOL conversou com especialistas e consultores na área.

De acordo com Batista Gigliotti, presidente da Fran Systems, consultoria em desenvolvimento de negócios e franquias, entre as principais vantagens, está o fato de o empreendedor receber todo o conhecimento de mercado e gestão do franqueador, o que reduz os riscos.

Não é preciso elaborar um plano de negócios, por exemplo, pois a matriz franqueadora já oferece informações sobre a venda do produto ou serviço e o gerenciamento da empresa. “O empreendedor não é solitário, ele tem a quem consultar no momento de tomar decisões.” Além disso, é o franqueador que determina o preço de venda.

Outra vantagem é trabalhar com uma marca reconhecida. Se o público já conhece a empresa, não há a necessidade de grandes investimentos em publicidade. Por causa disso, ainda, é possível economizar na compra de material e na instalação do negócio. “Se o franqueador tem um nome forte no mercado, há mais flexibilidade nas negociações do ponto de venda e na aquisição de insumos”, diz.

Veja as diferenças entre franquias e modelos próprios de negócios

Franquias Modelo próprio
Suporte do franqueador na gestão Empreendedor gerencia sozinho
Nome reconhecido pelo público Marca nova no mercado
Franqueador escolhe o ponto comercial Empreendedor escolhe o ponto comercial
Plano de negócio é elaborado pelo franqueador Empreendedor tem de pesquisar e montar o próprio plano de negócio
Baixo investimento em publicidade Alto investimento em publicidade
Criatividade e autonomia limitadas Maior liberdade para inovar e decidir
Pagamento de taxa de franquia e royalties Marca criada pelo próprio empresário
Franqueador determina o preço de venda Empreendedor determina o preço de venda
Franqueado tem de se adaptar ao perfil do franqueador Empreendedor cria perfil da empresa, valores e missão
Necessidade de comprovar renda e capital de giro para abrir a operação Empreendedor não precisa comprovar renda e capital de giro, mas precisa calcular e reservar os valores necessários para garantir abertura da empresa

Criatividade e autonomia são limitadas

No entanto, lidar com um modelo de negócio pronto tem suas desvantagens. Na opinião do professor do programa de administração e varejo da FIA (Fundação Instituto de Administração) Claudio Felisoni de Angelo, o franqueado tem menor liberdade de atuação do que um empresário que cria o próprio negócio.

“Na franquia, compra-se uma roupa pronta. O empreendedor tem de se adaptar a ela e não ela se adaptar a ele. A criatividade é limitada. Os produtos e a forma de atuação do franqueador também”, declara.

Até na escolha do local de atuação, a decisão fica a critério do franqueador. O empreendedor pode até sugerir uma região onde acredita que o negócio possa dar certo, mas a palavra final é da matriz.

“O franqueador pode recusar a sugestão do empreendedor e oferecer outros locais onde tem planos de expansão. Cabe ao empreendedor avaliar se é vantajoso ou não. É uma escolha muito limitada aos interesses da empresa.”

 

Uol