Arquivo da tag: prolongado

Medo excessivo e prolongado de ir à escola pode ser fobia

O início das aulas para Beatriz Koh, 8, foi mais custoso que o de outras crianças de sua idade. “Ela chegava da escola chorando”, conta o pai, Eduardo Koh, empresário. “A Bibi tinha dificuldade para fazer amigos e demorou para se adaptar.”

Beatriz passou por um período descrito popularmente como fobia escolar, medo excessivo de ir ou permanecer na escola capaz de provocar crises de choro, náuseas, tonturas, dores de cabeça e suor excessivo em alguns alunos.

Um dos primeiros artigos sobre o assunto, “School Phobia And Its Treatment” (“A fobia escolar e o seu tratamento”), publicado no “British Journal of Medical Psychology”, em 1964, mostrou que a fobia escolar é caracterizada como ansiedade de separação, ou seja, dificuldade da criança de se adaptar a um novo espaço sem a presença do vínculo familiar do qual é dependente –a mãe, na maior parte dos casos.

Eduardo Anizelli/Folhapress
Beatriz Koh, 8, teve problemas para se adaptar à escola e chegou a não querer frequentar as aulas
Beatriz Koh, 8, teve problemas para se adaptar à escola e chegou a não querer frequentar as aulas

É por esse motivo que esse tipo de fobia se diferencia de outras mais conhecidas, como a de elevador e de altura.

A Associação Americana de Depressão e Ansiedade estima que a ansiedade de separação acometa 5% das crianças em idade escolar.

“Nos casos mais graves, o aluno apresenta forte dependência da figura materna”, explica Ana Olmos, psicoterapeuta especializada em avaliação neuropsicológica infantil. “A falta de autonomia pode atrasar a formação de novos vínculos e a criança se sente excluída, o que é um gatilho para fobia”, diz.

Bullying e problemas na família como agressões e separações podem agravar ou iniciar o transtorno.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

PREOCUPAÇÃO NORMAL

A ansiedade, porém, se dá em vários níveis e nem sempre é preocupante. Segundo terapeutas e educadores, alguma dificuldade no começo da vida escolar é comum. “Há uma dificuldade inicial de convivência com os outros na escola”, diz Ascânio João Sedrez, diretor do Colégio Marista Arquidiocesano, na Vila Mariana. “São muitos os desafios dessa fase”.

A maioria das crianças se adapta em uma semana, aproximadamente –período em que alguns colégios permitem que os pais permaneçam na escola, mas em salas separadas para não interromper a transição.

Leonardo Soares/Folhapress
Nathalia Silveira, 13 anos, teve dificuldades relacionadas ao deficit de atenção
Nathalia Silveira, 13 anos, teve dificuldades relacionadas ao deficit de atenção

“Mas quando essa ansiedade perdura por algumas séries é necessário analisar se há um transtorno mais grave”, afirma Mônica Miotto Bertolini, coordenadora pedagógica do Colégio São Judas Tadeu, no bairro do Cambuci. “Já tivemos uma aluna com síndrome de pânico associado a esse medo”, diz.

Nessas circunstâncias, a transferência para um colégio especializado pode ser indicada para a superação do transtorno. “As crianças se adaptam mais facilmente quando encontram outros colegas na mesma situação”, explica Elizabeth Polity, terapeuta familiar e coordenadora do Colégio Winnicott, no Jardim Paulista.

É o caso da Nathália Silveira Dias, 13. Após frequentar quatro escolas e receber diagnóstico de transtorno de deficit de atenção e hiperatividade (TDAH), ela só conseguiu se adaptar em uma escola específica. “Ela se sentiu muito excluída”, lembra a mãe Renata Silveira Dias, dona de casa. “Hoje ela se reconhece nos outros alunos.”

Caso a avaliação médica descarte transtornos associados, a ansiedade de separação pode ser tratada com terapia cognitivo comportamental. Nela, a criança aprende a substituir hábitos de dependência por outros que a habilite a enfrentar os desafios do novo espaço coletivo.

A terapia familiar também pode ajudar a desatar vínculos de dependência. “Com a terapia, a Beatriz passou a estabelecer novas relações e hoje ela é líder nas brincadeiras”, diz o pai.

 

Editoria de Arte/Folhapress

folha de s.paulo

Uso prolongado de aspirina pode provocar um tipo de cegueira, diz pesquisa

aspirinaPessoas que tomam aspirina por muitos anos, como pacientes cardíacos, por exemplo, são mais suscetíveis a desenvolver um determinado tipo de cegueira, revelaram cientistas.
Um estudo com 2.389 pessoas, publicado na revista científica JAMA Internal Medicine, indicou que o uso prolongado do ácido acetilsalicílico, principal substância do medicamento, dobra os riscos do surgimento da forma úmida da degeneração macular relacionada à idade.
A doença deteriora a chamada retina central, ou mácula, causando perda de visão no centro do campo visual do paciente.
Os pesquisadores, entretanto, não souberam dizer quais mudanças seriam necessárias na ingestão do remédio para evitar a cegueira.
O estudo, conduzido na Universidade de Sydney, na Austrália, reuniu participantes com idades em torno de 65 anos. Um a cada dez deles usava o medicamento pelo menos uma vez por semana.
Os pacientes foram submetidos a testes oftalmológicos a cada cinco, dez e 15 anos.
Ao final do estudo, os pesquisadores concluíram que 9,3% dos pacientes que tomavam aspirina desenvolveram o tipo úmido da degeneração macular relacionada à idade, contra uma taxa de 3,7% entre os pacientes que não faziam uso da medicação.
Segundo o relatório, “o aumento do risco da forma úmida da degeneração macular relacionada à idade foi detectado apenas 10 ou 15 anos depois, indicando que a dose prolongada tem um papel importante”.
“Dado o uso generalizado da aspirina, qualquer risco de condições anormais será significativo e afetará muitas pessoas.”
A forma úmida da degeneração macular relacionada à idade é causada pelo crescimento dos vasos sanguíneos. Isso provoca o inchaço e o sangramento da retina.
O processo pode acontecer muito rapidamente, com a visão sendo danificada em dias. Idade, fumo e histórico familiar são os principais fatores de risco.
Alto risco
Já há relatos na literatura médica dos riscos da aspirina, como os sangramentos internos. Para a equipe que conduziu o experimento, o risco de dano à visão “também deve ser considerado”.
Os pesquisadores reconheceram, no entanto, que para a maior parte dos pacientes, há “pouca evidência” para mudar a prescrição do medicamento.
Eles também indicaram que o uso da droga seja reavaliado em pacientes de alto risco, como aqueles que já possuem a doença em um de seus olhos.
Segundo o professor Jie Jin Wang, especialista em olhos da Universidade de Sydney, a descoberta pode fazer com que os médicos rediscutam a ingestão do medicamento com seus pacientes.
A Macular Society, entidade britânica ligada à área, disse: “A evidência está aumentando sobre a associação da aspirina e da forma úmida da degeneração macular; entretanto, ainda há um longo caminho a percorrer neste tema.”
“Para pacientes que sofrem de cardiopatias, os riscos para a saúde com a interrupção ou não prescrição da aspira são muito maiores do que o desenvolvimento da doença ocular.”
“Pacientes que estão tomando aspirina não devem interromper seu uso antes de falar com seus médicos.”
 Uol

 

Sindicalista envia artigo ao FN apontando 10 itens sobre o recesso prolongado dos vereadores

CONSTRUINDO UMA NOVA CONSCIENCIA POLÍTICA E FORTALECENDO A CIDADANIA.

1º OS VEREADORES FOLGAM 317 DIAS DURANTE O ANO E TRABALHAM APENAS 48 DIAS.

2º TRABALHAM UM ÚNICO DIA POR SEMANA E AS CESSÕES DURAM EM MÉDIA UMA HORA SEMPRE REALIZADA NA SEGUNDA-FEIRA; SOMANDO TODAS AS HORAS TRABALHADAS POR UM VEREADOR DO NOSSO MUNICÍPIO DURANTE O ANO, TEMOS EM MÉDIA 48 HORAS TRABALHADAS AO ANO.

3º MESMO COM AS FOLGAS EXAGERADAS QUE SE TEM DURANTE TODO ANO, AINDA EXISTE RECESSO DE 90 DIAS; TRÊS MESES. NÓS TRABALHAMOS O ANO TODO, 8 HORAS POR DIA; FÉRIAS, 30 DIAS ANO.

4º AINDA ACHAM POUCO TODA ESTA MORDOMIA ABSURDA DADA PELA FALTA DE CONSCIENCIA DE ALGUM E COMPLEMENTADA PELA COMPRA DE VOTOS, PASSAM TODO MANDATO SUGANDO OS RECURSOS DO MUNICÍPIO; LOCANDO SEUS CARROS, EMPREGANDO PARENTES E CABOS ELEITORAIS.

5º SÃO ELEITOS PELO POVO E EM PALAQUE SE DIZEM DEFENSORES DO POVO; PORQUE SERÁ QUE APÓS ELEITO, ADMINISTRA O MANDATO EM CAUSA PRÓPRIA? SÓ SÃO POVO EM CAMPANHA ?

6º DURANTE A CAMPANHA O VEREADOR SE DIZ VEREADOR DO POVO; APÓS A CAMPANHA, SE DIZ VEREADOR DA BANCADA DO PREFEITO. SE OS VEREADORES QUE DEVERIAM FISCALIZAR OS ATOS DO PREFEITO SÃO DO PREFEITO, QUEM VAI FISCALIZAR OS ATOS DO PREFEITO ENTÃO? O POVO É ?

7º SE SECRETÁRIOS, DIRETORES, COORDENADORES, VEREADORES E TANTOS OUTROS DEFENDEM O PREFEITO, QUEM VAI DEFENDER O POVO? O POVO TEM QUE SE AUTO DEFENSER É ISTO ?

8º SE A CÂMARA TEM RECEITA PRÓPRIA E DEVERIA SER UM PODER INDEPENDENTE; PORQUE EXISTE A TAL BANCADA DE VEREADOR DO PREFEITO? FORAM ELEITOS PELO POVO; DEVERUAM SER DO POVO!

9º JÁ QUE, O PODER EXECUTIVO É UM, E LEGISLATIVO OUTROS, PORQUE SÃO FUNDIDOS E SE TORNAM UM PODER SÓ EM DEFESA DO PREFEITO? ONDE EXISTE A TAL INDEPENDENCIA ENTRE OS PODERES ?

10º MEUS AMIGOS (A), O QUE VEMOS É FRUTO DE UMA INDEPENDENCIA DE MENTIRA, SE OS VEREADORES, A GRANDE MAIORIA ,PERTECEREM AO PREFEITO, NÃO TEM COMO FISCALIZA-LO. POIS, ATÉ SE TORNAR VEREADOR DA BANCADA DO PREFEITO, FORAM NEGORCIADOS CORGOS PARA FAMILIARES, CARROS FORAM LOCADOS, CABOS ELEITORAIS EMPREGADOS E TANTAS OUTRAS COISAS SÃO DADAS EM TROCA DO SILENCIO, DA SUBMISSÃO, DA PROTENÇÃO AS COISAS ERRADAS PRATICADAS NAS GESTÕES. A CÂMARA SÓ É VERDADEIRAMENTE UM PODER INDEPENDENTE E O VEREADOR SÓ SERÁ VEREADOR A SERVIÇO DO POVO E DA CIDADE QUANDO NÃO HOUVER SUBMISSÃO AO PREFEITO, ISTO É LÓGICO; VOCÊ ACHA MESMO QUE UM VEREADOR QUE TEM TODOS ESTES PRIVILEGIOS BANCADO PELO PREFEITO VAI COBRAR ALGO DO PREFEITO? VAI FISCALIZAR E DIZER QUE NÃO TEM REMÉDIO? VAI DIZER QUE O MUNICÍPIO NÃO PAGA BEM A FUNCIONÁRIO? VAI AO RÁDIO COBRAR DO PREFEITO EDUCAÇÃO DE QUALIDADE? VAI COBRAR ALGO DE QUEM LHES DAR TUDO? CLARO QUE NÃO VAI ! NÃO FAZEM PORQUE NO MOMENTO QUE SÃO ELEITOS JÁ NÃO ESTÃO MAIS A SERVIÇO DO POVO E SIM DO PREFEITO. SÃO ESTAS COISAS QUE O POVO TEM QUE VER, SÃO ESTES VÍCIOS QUE TEM QUE ACABAR; A CÂMARA DEVE SER UM PODER A SERVIÇO DO POVO E NÃO DO PREFEITO; ENQUANDO ISTO NÃO ACONTECER, O POVO FICA SEM FOZ, FICA ACORRENTADO, FICA SOFRENDO SEM TER QUEM OS DEFENDA. O QUE VEMOS ACONTECER EM SOLÂNEA É JUSTAMENTE ISTO; QUEM DEFENDE O AGRICULTOR? QUEM DEFENDE A JUVENTUDE? QUEM DEFENDE A SAÚDE? QUEM DEFENDE A EDUCAÇÃO? QUEM DEFENDE O LAZER? QUEM COBRA PAVIMENTAÇÃO DE RUAS? QUEM VAI AS COMUNIDADES CONHECER OS PROBLEMAS E APRESENTAR SOLUÇÕES SEM ESTAR EM CAMPANHA? QUEM DEFENDE O QUÊ POR AQUI? QUEM FOI AO RÁDIO DURANTE ESTES TRÊS ANOS E MEIO FALAR SOBRE OS PROIBLEMAS QUE ELES HOJE APONTAM E VER ?  NINGUÉM FALOU NADA, NINGUÉM VIU NADA.

TÁ NA HORA DE ACORDAR; VOTO NÃO TEM PREÇO, VOTO TEM CONSEQUENCIAS. FIQUEM DE OLHOS ABERTOS, ANALISE BEM O PERFIL DOS CANDIDATOS; VEJA O QUE FIZERAM OU PRETENDEM FAZER PELO MUNICÍPIO, ANALISE OS PONTOS MORAIS E ADMINISTRATIVOS DELES; VEJA O QUE PRODUZIRAM DE BOM PARA SOLÂNEA.

Elmar Neto