Arquivo da tag: profissionais

Profissionais da Rede Municipal de Educação de Solânea recebem treinamento para primeiros socorros

Nessa quarta-feira (21) as Secretarias de Saúde e Educação de Solânea realizaram um curso de primeiros socorros para cerca de 250 profissionais que trabalham na Rede Municipal de Educação. O treinamento é resultado da parceria entre as secretarias para a aplicação do “Programa Saúde na Escola”(PSE).

Professores, gestores, supervisores, toda a equipe técnica e auxiliar das escolas foram treinados em duas turmas montadas em horários distintos da manhã e tarde. Entre os procedimentos ensinados pela equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Solânea, foram apresentados e treinados de forma prática como agir em situações de convulsão, desobstrução das vias aéreas superiores, queimaduras e parada cardiorrespiratória.

O prefeito de Solânea, Kayser Rocha, participou do treinamento. “Conhecendo como realizar os primeiros socorros podemos salvar vidas. Por isso a importância deste treinamento para os profissionais que cuidam de alguns dos nossos bens mais preciosos que são nossos estudantes”, disse. Ainda durante o curso, os secretários de Saúde, João Rocha, e Educação Virnália Fagundes, chamaram a atenção dos profissionais da educação para a parceria entre as secretarias e sobre a importância do treinamento. A diretora do Samu, Vânia Cândido, contou que durante o curso também foram esclarecidas informações sobre como funciona o serviço e em que situação chamar o Samu.

        

Ascom-PMS

 

Profissionais ligados à segurança podem sair da reforma, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nessa terça-feira (9), após participar de um evento, em Brasília, que categorias profissionais ligadas à segurança pública podem ser retiradas da proposta de emenda à Constituição da Previdência, marcada para começar a ser votada ainda nesta terça-feira (9) no plenário da Câmara dos Deputados.

“Pelo que tudo indica, o que chegou ao meu conhecimento é que essas classes voltadas para a segurança pública deverão sair da proposta de emenda à Constituição e compor uma lei complementar, tão logo seja promulgada essa emenda à Constituição”, disse.

A medida poderia atingir policiais federais, rodoviários federais e legislativos, além de agentes penitenciários federais. Pelo texto-base aprovado na comissão especial, na semana passada, essas categorias se aposentarão aos 55 anos de idade, com 30 anos de contribuição e 25 anos de exercício efetivo na carreira, independentemente de distinção de sexo. O tempo de contribuição será progressivo até chegar em 20 anos para mulheres e 25 para homens.

Segmentos como bombeiros e policiais militares já estão fora da reforma da Previdência, já que servidores públicos de estados e municípios foram excluídos da mudança. Eles devem ser incluídos nas mesmas regras da reforma da Previdência das Forças Armadas, que tramita em um projeto paralelo.

O presidente voltou a dizer que todas categorias profissionais estão colaborando com a reforma e negou que haja privilégio aos policiais. “Todo mundo está colaborando, de uma forma ou de outra, com a Previdência. Agora, privilégio, essa classe nunca teve. Então, o ajuste passa por aí”, disse. Ainda segundo o presidente, seria preciso “desfazer possíveis injustiças”.

“Uma ou outra categoria que sente prejudicada, é justo o reclame deles”.

Emendas

Sobre a liberação de emendas parlamentares pelo governo federal, Bolsonaro disse que tudo está sendo feito com base na legislação e negou troca de favores com parlamentares. “Tudo que é liberado está no orçamento, então eu gostaria de liberar tudo que está no orçamento. Então, quando acontece uma situação como essa, é normal, no meu entender. Nada foi inventado, não tem mala, não tem conversa escondidinha em lugar nenhum, é tudo à luz da legislação. É isso que deve estar acontecendo, com toda certeza”, acrescentou.

 

(Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

Agência Brasil

 

 

Paraíba deve receber quase 60 profissionais do Mais Médicos a partir desta segunda-feira (24)

Os profissionais aprovados no programa Mais Médicos devem se apresentar nos municípios a partir desta segunda-feira (24) e até a sexta-feira (28). De acordo com o Ministério da Saúde, na Paraíba são 59 médicos selecionados para 38 municípios da Paraíba.

As cidades com mais vagas, na Paraíba, são Campina grande e Sousa, com quatro oportunidades cada, e Alagoa Grande, Nova Floresta e Pombal, com três cada. A lista completa pode ser consultada no site do Ministério da Saúde (MS).

O edital no qual os médicos foram aprovados é o segundo lançado pele Ministério da Saúde desde a saída de Cuba do programa, anunciada em novembro de 2018. Dentre os médicos selecionados no primeiro edital, 1.052 desistiram do programa entre janeiro e março de 2019. O número representa 15% das vagas preenchidas por médicos brasileiros após a saída de Cuba.

G1

 

Primeiro encontro de profissionais e estudantes de gestão de pessoas da Paraíba (EPEGEP-PB) acontece nesta sexta-feira na faculdade IESP

A Faculdade IESP promoverá nesta sexta-feira, dia 03 de Maio, às 19 horas, o Primeiro EPEGEP-PB (Encontro de Profissionais e Estudantes de Gestão de Pessoas da Paraíba), o evento tem como tema “Benchmarking de Práticas de Gestão de Pessoas”.

A iniciativa, que conta com o apoio da ABRH-PB, tem confirmado como palestrantes os representantes das empresas Digna (Josemar Soares), Softcom (Renato Rodrigues) e Armazém Paraíba (Max Felizardo), organizações finalistas do Prêmio Great Place to Work da Paraíba 2018 (Melhores empresas para se trabalhar) e a AeC (Yvete Alves) empresa que integra soluções de inteligência artificial nos processos de RH, que compartilharão com o público presente as suas melhores práticas na área de gestão de pessoas.

O evento também contará com as presenças de Geraldo Rosa, Presidente do CRA-PB (Conselho Regional de Administração da Paraíba), que falará sobre a atuação do conselho na área de Gestão de Pessoas em nosso estado e Maria da Penha, Presidente da ABRH-PB (Associação Brasileira de Recursos Humanos da Paraíba), que além de abordar as ações da instituição, sorteará cortesias para a 29º Edição do Congresso Paraibano de Gestão de Pessoas da Paraíba que acontece no segundo semestre de 2019 em João Pessoa.

O evento é uma realização da Faculdade IESP, que tem como Diretora Geral Erika Marques, em parceria com os setores Núcleo de Carreiras (Ilma Garcia), Coordenações dos Cursos de Recursos Humanos (Marcelle Sodré) e Pós Graduação em Gestão de Pessoas (Odilon Carreiro) do IESP. O I EPEGEP-PB tem como público alvo os estudantes e profissionais da área de Gestão de Pessoas, as inscrições são gratuitas e com vagas limitadas, podendo ser realizadas através de o link a seguir: https://www.even3.com.br/epegeppb/

EPEGEP-PB

Data: 03/05/2019 (Sexta)

Horário: 19h00 às 21h30

Local: IESP – Bloco Central Auditório II. Rodovia BR 230, Km 14, s/n, Morada Nova, Cabedelo – PB.

SITE DA FACULDADE IESP

https://www.iesp.edu.br/

SITES DAS INSTITUIÇÕES ABRH-PB E CRA-PB

https://www.abrhpb.com.br/

http://www.crapb.org.br/

SITE DAS EMPRESAS PARTICIPANTES

http://www.planodigna.com.br/

https://www.aec.com.br/

http://www.softcomtecnologia.com.br/

http://www.armazempb.com.br/

 

 

Conselhos de Medicina Veterinária, Arquitetura e Farmácia barram registro de profissionais formados pelo Unipê

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo, Conselho Federal de Farmácia e Conselho Federal de Medicina Veterinária não estão aceitando registro de profissionais formados pelo Unipê.

Os conselhos não têm concedido atribuições profissionais para os egressos desses cursos de graduação, na modalidade à distância.

A negativa é mais um ‘baque’ para a imagem do Unipê, que desgastou-se muito após demissões em massa de professores.

O caso dos conselhos está sendo tratado pelas entidades representativas do Ensino Superior, como Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior, Associação Nacional das universidades Particulares e Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino Superior no Estado de São Paulo.

(Foto: Walla Santos)

clickpb

 

 

I Fórum Paraibano das Estudantes e das Profissionais da Contabilidade

No último sábado dia 04/08, tivemos a honra de participar do I Fórum Paraibano das Estudantes e das Profissionais da Contabilidade. O evento foi realizado na auditório do Sebrae na cidade de João Pessoa – PB.

Tivemos a presença de mulheres engajadas na política, a exemplo da Primeira Dama de João Pessoa, a Sra. Maísa Freire Cartaxo e a secretária do desenvolvimento humano do estado da Paraíba, Cida Ramos.

Grandes palestras como a da Contadora Liêda Amaral de Sousa, falando sobre: Contabilidade: Perspectivas e desafios em um mundo digital.

Palestra sobre: Contabilidade Consultiva, um caminho sem volta! Com a nacionalmente conhecida Marlise Alves Teixeira e a Palestra sobre: Gestão e Empreendedorismo na Contabilidade com Yeda Silveira Martins Lacerda.

Talk Show – Mulheres de Sucesso com Danielle Fernandes Rodrigues, Maria Edineide Costa, Francisca Leite, Mestra Doci, Hilda Lucena e Daniele Chianca Ramalho.

Presença também das Contadoras mediando as palestras do Evento: Clair Leitão, Jucileide Ferreira Leitão, Terezinha Carvalho e Luciana Dias Barros Martins.

O Evento reuniu profissionais da contabilidade, estudantes, empresários, colaboradores do CRCPB e foi realizado pelo Conselho Regional de Contabilidade e a Comissão da Mulher Contabilista do Estado da Paraíba, nas pessoas de Vilma Pereira – Presidente do Conselho estadual da Paraíba e Edimery Tavares Barbosa, Coordenadora da Comissão da Mulher Contabilista da Paraíba.

Que venham os próximo eventos!
Esse foi maravilhoso, todos estão de parabéns!

Luciana Dias

Mais de 1,3 mil profissionais devem deixar o Simples

Personal trainers, arquivistas, contadores e técnicos contábeis não poderão mais ser microempreededores individuais (MEI). Isso porque entram em vigor, no próximo ano, as normas estabelecidas na Lei Complementar nº 155/2016 – Crescer Sem Medo. Na Paraíba, o Sebrae estima que 1.323 MEIs tenham que solicitar seu desenquadramento da categoria no Portal do Simples Nacional.

Em todo o estado, 527 personal trainers, que são microempreendedores individuais, irão perder esses benefícios simplificados, além de 554 contadores/técnicos contábeis e 242 arquivistas, conforme os dados da Receita Federal.

As mudanças acontecem a partir do dia 1º de janeiro de 2018, além da exclusão das ocupações citadas no texto, passarão a poder se enquadrar no MEI: apicultor, cerqueiro, locador de bicicletas, locador de material esportivo, locador de motocicletas, locador de videogame, viveirista, prestador de serviços de colheita, de poda, de preparação de terrenos, roçagem e semeadura (sob contrato de empreitada).

Além disso, foi acrescido o termo “independente” ao MEI. Assim, fica claro que a pessoa não pode ter relação de subordinação e pessoalidade com o contratante a quem vai prestar serviços.

A medida, conforme o analista do Sebrae Paraíba, Luciano Holanda, pode aumentar a informalidade. “Esta medida constitui-se num retrocesso para o processo de simplificação do ambiente de negócio brasileiro e pode influenciar diretamente no aumento da informalidade dos profissionais que atuam nestes segmentos ou que pretendiam atuar”, explica.

Ainda conforme o analista, as alternativas para estes profissionais é que eles avaliem a possibilidade de firmarem parcerias com profissionais congêneres, afim de otimizarem os custos e incrementarem os resultados de seus negócios, ou mesmo, incorporem novos serviços e implantem processos inovadores, constituindo diferenciais competitivos para sua empresa.

Mais orientações podem ser buscadas nos pontos de atendimento do Sebrae Paraíba em sua cidade, através do 0800 570 0800, ou ainda no Fale com um especialista, disponível no portal www.sebraepb.com.br.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Dezessete cidades da PB vão receber profissionais do ‘Mais Médicos’

Foto: divulgação

Os médicos formados em instituição de educação superior brasileira ou com diploma revalidado no Brasil têm até esta terça-feira (12) para escolher os municípios onde desejam atuar pelo programa Mais Médicos. Os profissionais que quiserem atuar na Paraíba podem escolher uma das 17 cidades que receberão médicos do programa.

Ao todo, 8.042 profissionais tiveram a inscrição validada e poderão disputar entre as 983 vagas em 512 municípios e 1 Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) disponíveis no atual edital. “É um compromisso fortalecer a participação dos brasileiros no Mais Médicos. A reposição vai garantir a continuidade do atendimento prestado aos mais de 63 milhões de brasileiros beneficiados com esta ação”, ressalta o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Os candidatos inscritos e que selecionarem as opções de municípios devem aguardar, no próximo dia 15, a publicação do resultado preliminar da alocação, de acordo com o cronograma disponível no site do Mais Médicos. A previsão é que os profissionais iniciem as atividades no dia 8 de janeiro.

O Ministério da Saúde tem lançado editais periódicos para repor e substituir médicos da cooperação com a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) por profissionais brasileiros. Além disso, também estão sendo repostas vagas oriundas de desistências e de encerramento de contrato. Ampliar a participação de médicos brasileiros no programa é um compromisso da gestão do ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Municípios

Os municípios tiveram até o dia 1º deste mês para indicar o quantitativo de vagas disponíveis. Entre os 983 postos ofertados, a região Nordeste possui a maior quantidade, com 341 oportunidades, seguido do Sudeste (253), Sul (167), Norte (125) e Centro-Oeste (97). Entre os dias 3 e 5 de janeiro está previsto o período de validação dos médicos pelo gestor municipal no Sistema de Gerenciamento de Programas (SGP).

O programa

Criado em 2013, o Programa Mais Médicos ampliou à assistência na Atenção Básica fixando médicos nas regiões com carência de profissionais. O programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI), levando assistência para cerca de 63 milhões de brasileiros. Do total de médicos participantes, 47,1% são profissionais da cooperação com a OPAS, 45,6% brasileiros formados no Brasil ou no exterior e 4,16% são intercambistas estrangeiros.

Confira quais cidades paraibanas receberão o Mais Médicos em 2018:

– Aroeiras
– Alagoa Grande
– Baía da Traição
– Conde
– Curral De Cima
– Gurinhém
– João Pessoa
– Juazeirinho
– Lagoa De Dentro
– Marizópolis
– Picuí
– Pilões
– Pocinhos
– Santa Rita
– São José da Lagoa Tapada
– Tavares
– Triunfo

Portal Correio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Profissionais de segurança privada da PB adoecem por causa da profissão, diz sindicato

Pelo menos 18% dos trabalhadores que atuam em empresas privadas de segurança de valores na Paraíba estão afastados dos seus postos por conta de doenças relacionadas à profissão, segundo um levantamento feito pelo sindicato que representa a categoria no estado (Sindesforte-PB). De acordo com o presidente da instituição, Laudisvan Gonçalves, a maioria das licenças e atestados médicos emitidos são por problemas psicológicos provocados pelo estresse na profissão.

Funcionários também são afastados por causa de ferimentos causados em ações de assaltantes (Foto: Antonio Junior/Divulgação/Arquivo)

Funcionários também são afastados por causa de ferimentos causados em ações de assaltantes (Foto: Antonio Junior/Divulgação/Arquivo)

Segundo o presidente do Sindesforte-PB, além dos atestados médicos por problemas psicológicos, os trabalhadores também se afastam da profissão por causa de danos físicos relacionados a crimes contra agências bancárias, carros-fortes, caixas eletrônicos e outras ações de assaltantes.

Um funcionário de uma empresa, que não quis se identificar, foi baleado duas vezes durante ações de assaltantes. Um dos tiros foi nas costas e o outro no cotovelo, fazendo com que ele perdesse os movimentos do braço.

“A minha fisioterapia, eu liguei para a empresa para saber se eles pagavam, né? A empresa falou que não tinha o direito de pagar, que não pagava, então paguei do meu bolso. Fiz algumas sessões, mas a médica falou que não adianta mais fazer, que meu braço não chega mais ao normal. Perdi dois movimentos”, diz o segurança.

Para Laudisvan Gonçalves, a recorrência dos casos acaba prejudicando os funcionários. “O trabalhador de uma empresa dessas trabalha o tempo inteiro pressionado psicologicamente e por causa disso temos essa média de funcionários afastados por problemas de saúde. E grande parte destes trabalhadores que entram com atestado médico se recuperam pouco, voltam a trabalhar, mas em menos de um mês voltam a colocar atestado. Eles são vistos com outros olhares pelas empresas e na primeira oportunidade, acabam sendo demitidos”, completa.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Areia e Remígio vão receber médicos do programa Mais Médicos

maismedicosO Programa Mais Médicos, vai receber um reforço de 37 profissionais que serão distribuídos em 31 municípios paraibanos a partir do mês de fevereiro. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (27) pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). De acordo com a SES dos 37 médicos contratados pelo programa, 22 são brasileiros e 15 são estrangeiros.

Os médicos atuarão nos municípios de Areia, Bonito de Santa Fé, Brejo do Cruz, Cachoeira dos Índios, Cacimbas, Itapororoca, Jacaraú, Jericó, Juazeirinho, Livramento, Mamanguape, Nova Floresta, Picuí, Pocinhos, Santana dos Garrotes, Santo André, Soledade, Sumé, Triunfo, Umbuzeiro, Pombal, Água Branca, Olha D’Água, Remígio, Lagoa, Monteiro, Piancó, Santa Cecília, Teixeira, Cajazeiras e Princesa Isabel.

As cidades de Juazeirinho e Soledade vão receber dois profissionais cada e Cajazeiras e Princesa Isabel vão receber três médicos cada cidade.

No momento, o Programa Mais Médicos tem 350 profissionais distribuídos em 155 municípios da Paraíba. Destes, 206 são brasileiros e 144 intercambistas.

Segundo a coordenadora da comissão estadual do programa, Rosiani Videres, o interesse dos médicos brasileiros tem aumentado.

De acordo com a coordenadora da comissão estadual do programa, desde a implantação na Paraíba, os médicos estão se fixando nos municípios, principalmente na regiões mais afastadas da capital e vêm suprindo as carências de atendimento à população, oferecendo atenção integral para as famílias.

Programa Mais Médicos
Lançado em 2013 pelo Governo Federal, o Mais Médicos faz parte de um pacto de melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), com objetivo de acelerar os investimentos em infraestrutura nos hospitais e unidades de saúde e ampliar o número de médicos nas regiões carentes do país.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br