Arquivo da tag: Princesa

TCE impõe débito de mais de R$ 830 mil ao ex-prefeito de Princesa Isabel

tceO Tribunal de Contas da Paraíba, reunido na sessão plenária desta quarta-feira (13), emitiu parecer contrário à aprovação das contas de 2011 do ex-prefeito de Princesa Isabel, Thiago Pereira de Sousa Soares, a quem impôs o débito de R$ 831.412,88 e multa pessoal de R$ 83 mil, em razão de irregularidades decorrentes, sobretudo, de saldo bancário não comprovado e da contabilização de gastos não documentalmente demonstrados com a folha de pagamento e o INSS. Ainda cabe recurso da decisão tomada com base em proposta do conselheiro substituto Renato Sérgio Santiago Melo, relator do processo.

Também houve reprovação às contas de 2012 do ex-prefeito de Carrapateira José Ardison Pereira que respondeu, notadamente, por aplicações insuficientes em ações de saúde pública e remuneração excessiva. A ele e, ainda, ao então vice-prefeito municipal José Luciano Ferreira o TCE imputou o débito de R$ 24 mil (no primeiro caso) e R$ 12 mil (no segundo). O processo teve a relatoria do conselheiro Arnóbio Viana e decisão da qual ainda cabe recurso.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Em grau de recurso, o TCE manteve, por maioria, a desaprovação às contas de 2009 do ex-prefeito de Juarez Távora José Alves Feitosa, em razão, entre outras, de gastos excessivos com pessoal e despesas sem licitação.

Foram aprovadas, em fase também recursal, as contas de 2008 apresentadas pelo ex-prefeito do Conde Aluísio Vinagre Régis. O Tribunal ainda aprovou as contas de 2012 das Câmaras Municipais de Solânea e Curral Velho e do Instituto de Assistência à Saúde do Servidor (Ipep).

Os processos constantes da pauta indicaram movimentação de recursos da ordem de R$ 175.084.967,51. Participaram da sessão plenária, conduzida pelo presidente Fábio Nogueira, os conselheiros Arnóbio Viana, Umberto Porto, Nominando Diniz, Fernando Catão e André Carlo Torres Pontes. Também, os conselheiros substitutos Antonio Gomes Vieira Filho, Antonio Cláudio Silva Santos, Oscar Mamede e Renato Sérgio Santiago Melo. O Ministério Público de Contas esteve representado pela procuradora geral Elvira Samara Pereira de Oliveira.

Do TCE-PB

Vídeo mostra tiroteio e desespero no momento de ataque de quadrilha a Princesa Isabel

arrastãoComércio fechado, aulas suspensas, carros metralhados, casas e prédios públicos com marcas de bala. Esse foi o saldo após a invasão de um bando, formado por cerca de 20 criminosos, que assaltou agências bancárias e casa lotérica no final da manhã desta terça-feira (28), na cidade de Princesa Isabel (a 430 quilômetros de João Pessoa, no Sertão da Paraíba).

Vestidos com o fardamento das Forças Armas, os bandidos chegaram em duas camionetas e invadiram as agências do Bradesco e Banco do Brasil. O prédio do Ministério Público local foi metralhado. O valor levado pelos criminosos ainda não foi divulgado pelas agências bancárias.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Cidades da divisa da Paraíba e Pernambuco estão sendo vasculhadas por policiais civis e militares dos dois estados. Informações da Polícia Militar são de que os bandidos fugiram com destino a cidade pernambucana de Flores, que faz limite com Princesa Isabel e fica a 8 quilômetros da cidade paraibana.

“Portas de vidro do MP foram quebradas. Carros que estavam nas ruas foram alvo dos bandidos. Um ônibus escolar, além de casas também metralhados”, disse a jornalista Sabrina Barbosa, moradora da cidade, acrescentando que 12 pessoas que estavam dentro de uma escola foram feitas reféns, mas liberadas minutos depois por integrantes do bando

Durante a ação criminosa, os assaltantes cortaram o fornecimento da energia elétrica da cidade e parte da rede de telefonia local.

 

A polícia foi acionada e houve um intenso tiroteio. O comandante geral dos batalhões sertanejos, coronel da Polícia Militar Almeida Rosa, revelou que os bandidos fugiram levando cinco reféns, mas foram liberados em uma rodovia local. Um carro utilizado na fuga foi incendiado e deixado no meio da pista, para dificultar a perseguição policial.

 

Bandidos queimaram carro na rodovia para evitar fugaFoto: Bandidos queimaram carro na rodovia para evitar fuga
Créditos: Reprodução/Facebook

 

“Quando os bandidos entraram em uma das agências, um idoso que temia ser baleado ofereceu dinheiro aos bandidos, mas um deles disse: ‘Não queremos seu dinheiro. Mas, o do governo’. E continuou com a ação criminosa”, comentou Sabrina Barbosa.

Em entrevista ao programa Correio Debate, da 98 FM, o prefeito de Princesa Isabel, Domingos Sávio, desmentiu a informação de que teria sido sequestrado. Ele revelou que estava na sede da prefeitura, quando os bandidos começaram as ações criminosas no Banco do Brasil, que fica ao lado. Depois, a investida dos bandidos seguiu contra a agência do Bradesco e também em uma casa lotérica. “Fiquei trancado para me proteger. O gerente de um dos bancos foi sequestrado, mas já está libertado”, revelou.

Sávio falou ainda que foram cerca de 45 minutos de troca de tiros com armamentos pesados, mas não há registro de vítimas fatais ou feridas. “Agora, a situação está tranquila, sob controle e a polícia está fazendo as buscas para localizar os acusados, que fugiram em direção à Pernambuco e provavelmente vestiam roupas do Exército”, disse o prefeito.

Um cinegrafista amador conseguiu flagrar o momento do assalto e da troca de tiros entre a Polícia Militar e os criminosos. Dividido em duas partes, o vídeo foi publicado na tarde desta terça-feira no Youtube.

Assista:


portalcorreio

Candidato a prefeito de Princesa Isabel desiste de candidatura

Foto: blog José Duarte Lima

Faltando apenas dois dias para a eleição de 7 de outubro, o médico Aledson Moura (PSB), candidato a Prefeitura de Princesa Isabel, desistiu de disputar a eleição para apoiar a candidatura de Ricardo Pereira (PCdoB).

Ainda disputam as eleições em Princesa Isabel, o atual prefeito Domingos Sávio Maximiano Barreto (Domiguinhos), candidato pela coligação ‘Paz, união e progresso’ (PRB / PT / PMDB / PPS / PSDB); Francisco Diomar Pegado Cordeiro (Dr. Diomar), do PDT; e José Nominando Diniz do Psol.

Por telefone, Aledson afirmou que a decisão não significa uma desistência, e sim a vitória da eleição municipal. “Ainda durante o período de pré-campanha, eu e Ricardo já víamos a possibilidade de união. Por isso, foi pela vontade de vencer a disputa que me uno a ele. Nos fortalecemos durante a campanha, e agora podemos ter a certeza que venceremos a eleição”, disse.

Aledson afirmou que a campanha estava divida em dois grupos, as quatro candidaturas de oposição, formadas pela dele, a de Ricardo Pereira (PCdoB), a de Zé Nominando (Psol) e a de Dr. Diomar (PDT), e apenas uma de situação, a de Dominguinhos (PSDB). “Do jeito que estávamos desunidos não havia a possibilidade de a oposição vencer. Agora, a conquista está garantida”, justificou.

O socialista disse que vai comunicar a desistência de concorrer a eleição a Justiça Eleitoral. “Vamos deixar a decisão formalizada”, garantiu. Aledson afirmou que esta foi a primeira eleição do município que teve cinco candidatos disputando o pleito.

Ricardo Pereira afirmou que recebeu com muita satisfação e gratidão a notícia de que Aledson apoiaria a sua candidatura. “Felizmente, Deus tem me encaminhado a favor do povo. Comecei a campanha com muita dificuldade, sem possuir o apoio de outros partidos e com pouco tempo no guia eleitoral. Esse apoio que recebo hoje, indiscutivelmente, vai fazer a minha candidatura crescer ainda mais”, declarou.

Assim como Aledson, o candidato disse que a união dos dois vai consolidar a vitória da oposição na cidade. “A decisão de Aledson me traz alegria e aumenta a responsabilidade de lutar pelo bem comum de Princesa Isabel e de administrar bem a Prefeitura, sempre olhando pelos mais necessitados”.

Lays Rodrigues, Jornal Correio da Paraíba