Arquivo da tag: primeiro

Araruna registra primeiro caso suspeito de Coronavírus

A Prefeitura de Araruna, por meio da Secretaria Municipal de Saúde informa que na noite do dia 24/03, às 23h30, deu entrada no Pronto Atendimento Municipal, um paciente, (criança de 08 anos de idade), apresentando sintomas de tosse seca, afebril, dispneia e após o manejo clínico, o médico plantonista avaliou a necessidade de regular o mesmo para o serviço de referência (UPA-Guarabira).

Através do monitoramento constante da SMS na busca por informações sobre o paciente, a Secretaria de Saúde do Estado da Paraíba comunicou que o caso em questão foi considerado suspeito para a COVID-19.

Todas as medidas recomendadas pelo Ministério da Saúde estão sendo adotadas pela Secretaria Municipal de Saúde e logo que o resultado laboratorial seja apresentado, a população será comunicada.

Mesmo assim, se trata apenas de uma suspeita, não há motivo para pânico. Recomenda-se que as pessoas fiquem em casa e evitem contato com pessoas. Atenção deve ser redobrada a idosos e crianças.

boletim 26


ASCOM PMA

 

 

Primeiro caso de coronavírus na Paraíba levou 16 dias para ser confirmado após suspeita

O período entre a suspeita e a confirmação do primeiro caso positivo para o novo coronavírus (Covid-19) na Paraíba foi de 16 dias, segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou ao G1 nesta quinta-feira (19). O primeiro caso confirmado foi de um idoso de 60 anos, cujo resultado do exame saiu na quarta-feira (18).

Segundo os dados da SES, o paciente voltou da Europa para o Brasil no dia 29 de fevereiro. No dia 2 de março ele procurou um médico e fez a coleta do material para testes em um laboratório privado de João Pessoa. A data em que foi realizado o exame não foi informada.

Ainda conforme o órgão, durante os dias em que aguardou o resultado, o paciente ficou em isolamento domiciliar. O resultado saiu na quarta-feira e segundo a SES, o idoso já está fora do período de contaminação, sem sintomas, e é considerado curado.

G1

 

Paraíba confirma primeiro caso de coronavírus em homem de 60 anos

A Secretaria de Estado da Saúde recebeu, na tarde desta quarta-feira (18) o exame que confirma o primeiro caso de Covid-19 no estado. Trata-se de um homem de 60 anos, residente no município de João Pessoa, com histórico de viagem para Europa, retornando ao Brasil no dia 29/02. O paciente foi atendido pela rede privada, esteve em isolamento domiciliar e já está fora do período de contaminação da doença.

Já o caso de uma mulher de 39 anos, que faleceu na madrugada de quarta-feira (18), no Hospital Universitário Nova Esperança (HUNE), em João Pessoa, a Secretaria de Saúde informa que a paciente foi notificada como um dos casos suspeitos até o momento de Covid-19. O material para teste foi colhido e no momento a SES aguarda o resultado dos exames. A paciente apresentava comorbidades, ou seja, presença de mais de uma ou de várias doenças na mesma pessoa.

Até o momento, a Paraíba realizou a notificação e coleta de 96 casos, sendo 1 confirmado, 16 descartados e 80 aguardam resultado da análise dos exames pelo Instituto Evandro Chagas, em Belém-PA, referência regional. Todos os exames são realizados seguindo os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

BOATOS – O secretário de Estado da Saúde, da Paraíba, Geraldo Medeiros, desmentiu, em entrevista, a um programa de rádio local, na tarde desta quarta-feira (18), a informação que chamou de ‘boato’ de que estaria havendo subnotificação dos casos de coronavírus no estado. Segundo ele, o sistema de saúde está preparado com todo o suporte necessário para identificar e tratar os casos

O secretário explicou que, desde o dia 21 de fevereiro, há um planejamento estratégico que contempla todos os cenários possíveis. “Temos 590 respiradores que podem ser remanejados e oito ondas que podem ser disparadas, paulatinamente, com 30 leitos de enfermaria e 10 leitos de UTI, distribuídos de acordo com a demanda e que serão disparados, novamente, quando 50% dos leitos estiverem ocupados. Temos 250 leitos de UTI.

Em relação à disponibilidade de coleta de material e exames, temos os técnicos de vigilância em saúde da Secretaria e um posto de coleta no Juliano Moreira, criado nesta terça (17), obedecendo ao protocolo do Ministério da Saúde”, disse.

“Infelizmente uma médica destemperada e sem conhecimento propicia o pânico na população. O governo está pronto para enfrentar o coronavírus, inclusive, estamos sendo referência para outros estados nesse combate. Estamos funcionando dentro dos critérios técnicos do Ministério da Saúde”, denunciou.

De acordo com ele, a Secretaria de Estado da Saúde (SES), não realiza coleta indiscriminada de material. “Todos os materiais estão sendo enviados ao Instituto Evandro Chagas, em Belém do Pará e divulgamos os resultados assim que recebemos, pelo sistema, os resultados definitivos”, declarou.

O secretário agradeceu a todos os servidores da instituição. “Todos estão trabalhando com abnegação e compromisso social objetivando propiciar aos paraibanos a assistência à saúde adequada num momento que nos deparamos com uma pandemia”, falou.

“Recomendamos aos pacientes acima de 60 anos, diabéticos, hipertensos, enfisematosos, renais crônicos, cirróticos, com câncer fazendo quimioterapia, portadores de lúpus, artrite reumatóide e aqueles que utilizam corticóides, permanecerem em casa e evitarem aglomerações”, orientou.

 

Secom/PB

 

 

Campina Grande registra primeiro caso suspeito de coronavírus

Um homem de 37 anos procurou a UPA Manoel Tavares em Campina Grande neste domingo, 8, relatando sintomas parecidos com o do coronavírus como dor de cabeça, febre e tosse. Recentemente, ele viajou à Espanha e também passou pela Inglaterra com a esposa, que não apresenta qualquer problema de saúde. O homem ainda teve contato com uma prima e também com a sogra e ambas também estão assintomáticas. A orientação dada ao paciente foi de que permaneça em quarentena em casa. Os demais familiares não precisam ficar no isolamento já que não apresentam sintomas.

“Os cuidados a serem tomados são os mesmos de uma gripe comum”, disse o secretário estadual de Saúde, Geraldo Medeiros.

Na Paraíba, outros cinco casos suspeitos de contágio por coronavírus já foram descartados.

 

parlamentopb

 

 

Primeiro caso suspeito de Coronavírus na Paraíba dá negativo, após exame

A Secretaria de Saúde do Estado da Paraíba descartou nesta sexta-feira (28) a infecção por coronavírus no paciente que está internado no Hospital Clementino Fraga, em João Pessoa.

As informações são de que a coleta foi feita na última terça-feira (25) e enviada para o laboratório do Instituto Evandro Chagas, no estado do Pará.

O resultado foi divulgado no início da tarde desta sexta-feira (28) pelo secretário de Saúde, Geraldo Medeiros.

 

pbagora

 

 

João Pessoa tem primeiro caso suspeito de Coronavírus

A Secretaria de Estado da Saúde (SES-PB) foi notificada nessa terça-feira (25) sobre o primeiro caso suspeito para o novo Coronavírus na Paraíba. Trata-se de um homem de 59 anos, com histórico de viagem à Itália entre 14 e 23 de fevereiro, chegando ao Brasil na segunda, 24 de fevereiro, em voo internacional com destino a Recife (PE). Ainda durante a viagem o homem, que reside em João Pessoa, apresentou sintomas como tosse, febre e coriza.

O homem buscou o atendimento médico por conta própria, acompanhado por familiares. Segundo a SES, foi realizado atendimento assistencial, coleta para exame e realizada notificação para o Ministério da Saúde para definição de caso. É importante deixar claro que o Coronavírus não foi confirmado no paciente, é apenas um caso suspeito, que está em investigação. Exames são feitos para confirmar ou não o vírus no paciente.

O paciente segue internado no Hospital Clementino Fraga, em João Pessoa, uma das unidades de referência para atendimento de casos suspeitos de Coranavírus e sendo tratado para Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), como determina o protocolo do Ministério da Saúde, enquanto aguarda confirmação ou descarte de caso. “Outras informações sobre seu estado de saúde serão divulgados em breve”, disse a SES.

Em paralelo ao acolhimento do paciente no Clementino Fraga, a SES-PB juntamente com a Vigilância municipal, informou que já deu início às primeiras medidas de vigilância, conforme estabelecido previamente no Fluxo Estadual para Caso Suspeito.

“Importante destacar que a Paraíba possui um plano estadual para notificação e assistência para o novo Coronavírus, elaborado desde o fim de Janeiro e amplamente divulgado entre profissionais de saúde da rede pública e privada de todo o estado. Além do Hospital Clementino Fraga, em João Pessoa, o Hospital Universitário Lauro Wanderley também é unidade de atendimento para casos suspeitos para o novo Coronavírus na Paraíba, sendo este último para pacientes da pediatria”, finalizou a SES.

Primeiro caso confirmado no país

O Ministério da Saúde investiga um caso positivo do novo coronavírus (Covid-19). Um brasileiro de 61 anos testou positivo para a doença, segundo o Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo.

A unidade de saúde adotou todas as medidas preventivas para transmissão por gotículas, coletou amostras e realizou testes para vírus respiratórios comuns e o exame específico. Este é o primeiro caso de teste positivo para o novo coronavírus no Brasil.

 

portalcorreio

 

 

Doação de órgãos na Paraíba registra aumento de 196% e fica em primeiro lugar no país

A Paraíba é o primeiro lugar do Brasil em termos de aumento percentual de doação de órgãos, registrando crescimento de 196,1%. Os estados do Sergipe (74,5%) e Rio Grande do Norte (60,2%) ocupam, respectivamente, a segunda e a terceira posição nacional no crescimento percentual de doação de órgãos. A lista de espera do mês de fevereiro de 2020 registra 390 pessoas que aguardam córneas; 239 rins; 11 fígados e um coração.

Em 2020, a Central de Transplante da Paraíba tem registrado um doador por semana. Entre os meses de janeiro e fevereiro, foram seis doadores, sendo cinco de João Pessoa e um de Campina Grande.

Neste mesmo período, a negativa familiar para doação de órgãos teve redução de 30% em relação a 2019. A negativa familiar é o principal motivo para que um órgão não seja doado em todo país.

Os dados foram apresentados pelo governador Azevêdo, nesta segunda-feira (10), durante o programa Fala Governador, transmitido pela Rádio Tabajara em cadeia estadual e pelas redes sociais do Governo.

Na ocasião, o governador João Azevêdo comentou que esse era um setor que praticamente estava paralisado no estado. “A Paraíba voltou a fazer transplante de coração depois de 10 anos. Esse número é extraordinário e isso é fruto do esforço de toda equipe da saúde no sentido de recriar essa coordenadoria de doação de órgãos, que deu esses resultados e que levou a Paraíba ao primeiro lugar no Brasil em termos de aumento percentual de doação de órgãos”, comemorou.

O governador ainda aproveitou a oportunidade para agradecer aos familiares que autorizam a doação dos órgãos de seus parentes. “Eu sempre agradeço àqueles que no momento de dor têm, juntamente com seus familiares, dado a autorização para que seja possível salvar outras vidas. Tenho certeza que cada um que faz isso está tendo um ato de extrema dignidade e respeito para com os outros. Então fica a minha gratidão a essas pessoas que permitiram que a Paraíba atingisse um número tão importante percentualmente em termos de aumento de doação e de transplantes de órgãos”, ressaltou.

 

clickpb

 

 

Governo realiza nesta sexta primeiro sorteio da ‘Nota Cidadã’

O Governo da Paraíba realiza nesta sexta-feira (10), às 10h, o primeiro sorteio da campanha Nota Cidadã, na sede da Lotep, e aberta ao público. Serão conhecidos os primeiros 21 ganhadores da campanha mensal, que totalizam R$ 60 mil em espécie, sendo 20 prêmios de R$ 2 mil, e um prêmio especial no valor de R$ 20 mil.

Na tarde dessa quinta-feira (9), os técnicos da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), da Companhia de Processamento de Dados da Paraíba (Codata), e da Lotep fizeram os últimos testes para realizarem do sorteio desta sexta-feira.

Concorrem ao 1º sorteio todos os consumidores que compraram no período de 16 a 31 de dezembro, que fizeram previamente o cadastro no Portal da Cidadania e exigiram o número do CPF no antes da emissão do ato da compra nos caixas das lojas comerciais do Estado da Paraíba.

Os cupons desse período foram transformados em números de bilhetes para participarem do sorteio. Os 20 primeiros prêmios serão de R$ 2 mil e o 21º será o prêmio especial de R$ 20 mil.

O sorteio terá a transmissão online do canal do YouTube da Sefaz-PB, com transmissão ao vivo da Rádio Tabajara e das redes sociais da rádio, enquanto a locução oficial dos sorteios ficará por conta de Lucas Pereira. Os sorteios acontecerão todos os meses a cada dia 10 de cada mês, sendo dia útil, ou no dia anterior, caso seja no fim de semana ou feriado.

Para concorrer aos prêmios mensais, o cidadão precisa fazer, antes de tudo, um cadastro único no portal digital do governo e registrar posterior no Nota Cidadã. O cadastro solicita apenas o nome completo; número do CPF; data de nascimento; e-mail e a criação de uma senha.

 

portalcorreio

 

 

Previsão para primeiro trimestre de 2020 favorece ocorrência de chuvas, na PB

A previsão do tempo para o primeiro trimestre de 2020 favorece a ocorrência de chuvas, na Paraíba. A informação é da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa). As chuvas devem acontecer dentro da média histórica no semiárido paraibano, que contempla as regiões do Alto Sertão, Sertão e Cariri/Curimataú, entre os meses de janeiro e março de 2020.

De acordo com a meteorologista Marle Bandeira, o fenômeno El Niño, que provoca alteração significativas na distribuição da temperatura, com grande alterações no clima, não deve ocorrer. O fenômeno La Ninã também não está previsto.

“Hoje estamos com o Oceano Pacífico com uma condição neutra. Já o Oceano Atlântico, que se encontrava numa situação não favorável, está nesses últimos meses com essa possibilidade de favorecimento”, explicou a meteorologista.

Em termo numéricos, a estimativa é de que os totais pluviométricos acumulados no período podem oscilar em uma margem de 20% com relação à média histórica.

G1

 

O aspirador de pó será o primeiro robô a entrar na casa das pessoas

Produtos já apresentam boas variações de tarefas totalmente automatizadas

Ter um aspirador de pó pode resolver a vida de muitas pessoas. Vale lembrar que o acúmulo desse tipo de sujeito pode resultar em problemas na respiração e reações alérgicas que podem complicar sua vida, mas a tecnologia tem ajudado a solucionar esses problemas, como os novos modelos de aspirador de pó vertical.

Por isso, o site 365 dicas mostra como aspirar pó e eliminar ácaros está se tornando uma tarefa não só importante para a saúde, mas que está impulsionando experimentos científicos que podem mexer com a rotina de famílias no mundo inteiro.

Alguns modelos já comercializados mostram que a inteligência artificial e a inovação tecnológica podem ser bons aliados no desenvolvimento humano, sobretudo no que diz respeito a economia do tempo e aprimoramento dos nossos afazeres.

Com programação inteligente, os aparelhos podem sugar detritos e poeira até mesmo embaixo de móveis, já que contam com design compacto, capaz de passar por cadeiras, mesas, sofás e camas.

Mas, antes de investir em algum produto, é importante estar atento a algumas coisas. Os sensores, por exemplo, são a principal vantagem de um aspirador de pó inteligente. Eles conseguem identificar obstáculos, escadas e paredes, além de rastrear tudo que está em volta, sabendo para onde devem ou não andar.

Outro fator positivo desse tipo de produtor é a programação de limpeza para o dia e horário que precisar. A função é importante para quem não deseja ser atrapalhado pelo robô enquanto estiver em casa. Além disso, você pode adequar a limpeza a sua rotina, sem que a sua casa fique suja por muito tempo.

Algo que também surge como diferencial é o sistema de mapeamento. Essa ajuda com limpezas mais eficientes e precisas, utilizando a tecnologia VSLAM (Vision Simultaneos Localization and Mapping, ou Localização Simultânea Visual e Mapeamento, em tradução livre). Nesse módulo, os aspiradores podem coletar dados de todo o ambiente, reunindo as informações para desenhar uma planta da sala, por exemplo.

Como apontado no início do texto, um aspirador de pó não é um objeto de luxo um supérfluo. Doenças provenientes do acúmulo de ácaros são mais comuns do que se imagina.

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, há, no Brasil, cerca de 20 milhões de pessoas com asma e rinite. No mundo, são 300 milhões, o que torna a asma uma das doenças crônicas mais prevalentes. A asma se caracteriza pela inflamação crônica das vias aéreas, que ficam mais estreitas e causam dificuldade respiratória.

No Brasil, os aspiradores de pó ainda são caros e pouco acessíveis. O preço dos produtos varia entre R$ 600 e R$ 5300.

 

Crédito da foto: Kowon vn

Assessoria