Arquivo da tag: Presidente

Coronavírus não será um problema para a realização do Enem, diz presidente do Inep

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 já está com novas datas para aplicação das provas. O exame será realizado nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021 (versão impressa) e nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021 (versão digital). Os novos dias foram divulgados pelo secretário-executivo do Ministério da Educação (MEC), Antonio Paulo Vogel, e pelo presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes, nesta quarta-feira (8).

Em entrevista coletiva realizada por videoconferência, o presidente do Inep afirmou que o instituto está preparado para aplicar o exame em janeiro e que busca, junto ao Ministério da Economia, um aporte adicional de R$ 70 milhões para adequações de segurança contra o novo coronavírus.

“Vamos tomar todas as medidas de segurança do ponto de vista sanitário para a aplicação da prova. Para isso, teremos de alugar novas salas e disponibilizar equipamentos de segurança, como máscaras e álcool em gel, o que gera um custo além do que foi planejado inicialmente. Porém, já estamos em contato com o Ministério da Economia e isso não será um problema para a realização da prova”, disse Alexandre Lopes, durante a coletiva.

A secretária de Educação do Mato Grosso do Sul e presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), Cecília Motta, também participou da coletiva e ressaltou a importância do Enem ser realizado no início do primeiro semestre de 2021.
“Este é um ano que está sendo muito difícil e chegar a um consenso não é fácil. No entanto, a decisão agradou a todos nós, porque a gente não pode perder o primeiro semestre, que é muito importante, nem perder a organização do Prouni, do Sisu e do Fies. Então, o Consed unanimemente aprovou esta data e achou-a muito interessante para os alunos da rede pública”, disse a presidente do Consed.

As novas datas do Enem foram definidas após diálogos com as secretarias estaduais de Educação e entidades representativas das instituições de ensino superior públicas e privadas e enquete com estudantes, disponibilizada na última semana de junho, em que mais da metade dos inscritos preferiu os meses de dezembro e janeiro.

O MEC pontuou, durante a coletiva, que, caso as instituições de ensino achem necessário, será possível abrir um terceiro processo seletivo do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) em 2020. A segunda edição do Sisu 2020 já está com inscrições abertas e seguem até o dia 10 de julho.

*Com informações do MEC

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

 

 

“O Belo não pode ser responsabilizado”, diz presidente do clube sobre atletas que receberam auxílio

A pandemia interrompeu o esporte no mundo todo, mas trouxe consequências bem piores na vida de muita gente. Por isso, o governo federal criou o auxílio emergencial para pessoas em estado de vulnerabilidade. Mas há a suspeita que vários cidadãos que não precisam desse serviço também receberam dinheiro. Sobre as denuncias que recaíram sobre atletas do Botafogo da Paraíba, o presidente do clube Sérgio Meira, se manifestou a respeito, destacando que o clube não pode ser responsabilizado.

“O Botafogo não pode ser responsabilizado por atos individuais e fora do futebol praticado pelos seus jogadores. Nós vamos ouvir atentamente a versão dos jogadores. Não vamos tomar nenhuma decisão precipitada no momento”, disse o presidente Sérgio Meira.

Entenda o caso – As denúncias envolvendo três jogadores do clube, feitas no domingo, numa reportagem do programa Esporte Espetacular da Rede Globo. Segundo a denúncia, os atletas Jean, Rhuan e Rogério teriam recebido, de forma irregular, o auxílio emergencial do Governo Federal, para pessoas de baixa renda em condição de vulnerabilidade social, durante este período de pandemia do coronavírus. Jean e Rhuan alegaram na reportagem que não sabiam que eles não podiam receber o benefício e se prontificaram a devolver. Já o volante Rogério não se pronunciou sobre o assunto.

pbagora

 

Presidente do TRE-PB alerta para mudanças no calendário eleitoral com adiamento do pleito para novembro

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), o desembargador José Ricardo Porto, alertou pré-candidatos e partidos políticos sobre o novo calendário eleitoral que se estabeleceu com o adiamento das eleições.

A Câmara dos Deputados aprovou nessa quarta-feira (1) o adiamento das eleições municipais deste ano para o dia 15 de novembro o primeiro turno, e dia 29 de novembro o segundo turno.
Com isso, a partir do dia 11 de agosto as emissoras de rádio e televisão não podem mais exibir programas apresentados ou comandados por pré-candidatos, conforme explicou ao ClickPB o desembargador.

As convenções partidárias serão realizadas entre os dias 31 de agosto e 16 de setembro. Nelas serão definidos os candidatos e as coligações partidárias. A novidade é que este ano, devido à pandemia de covid-19, há a possibilidade de realizar as convenções online.

”A assessoria jurídica dos partidos deve, a meu ver, realizar cursos para quem vai trabalhar nas eleições”, comentou o presidente do TRE-PB, ressaltando a importância de obedecer aos prazos e regras.

 

clickpb

 

 

Presidente do PT da PB engrossa o tom contra apresentador de TV após comunicador reverenciar ditadura: “Um Zé ninguém”

Os posicionamentos quase sempre polêmicos do apresentador Sikêra Júnior sempre causam bastante barulho, sobretudo nas redes sociais.

Desta vez, o comunicador fez referências à ditadura no Brasil, alegando que o país possuía mais liberdade na época do que agora com o advento das redes sociais, onde, segundo ele, tudo que se diz vira polêmica.

“O Brasil tinha mais liberdade na ditadura que agora, porque hoje tudo que a gente fala é recriminado” declarou.

A frase de Sikêra não passou batido para o presidente do PT na Paraíba, Jackson Macêdo que engrossou o tom contra o apresentador.

Jackson disse que Sikêra vive “do ódio, do preconceito às minorias e da espetacularização da violência no país”.

O presidente do PT foi mais além e alegou que com as declarações, Sikêra comprova que “não sabe nada de História do Brasil. Ou seja, um Zé Ninguém” disparou.

pbagora

 

Presidente do TRE/PB diz que eleições podem ser adiadas para novembro com ampliação do horário das votações até às 20h

Nesta terça-feira (02), durante entrevista a uma emissora de rádio de João Pessoa, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador José Ricardo Porto, revelou que por conta da pandemia do novo coronavírus, as eleições de 2020 podem acontecer apenas no dia 15 do mês de novembro.

A possibilidade, ainda segundo o desembargador, foi debatida em uma videoconferência com outros presidentes de TREs brasileiros e o ministro Luís Roberto Barroso, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“Outra medida que está sendo estuda é a ampliação do horário de votação, que termina às 17 horas”, disse. Com isso, os eleitores teriam até as 20 horas para comparecer às urnas.

Caso a nova data seja aprovada, o segundo turno deve ocorrer no dia 6 de dezembro.

José Ricardo Porto disse ainda que a biometria também pode ser dispensada por conta do risco de contágio pelo novo coronavírus.

Com relação à extensão do mandato para que sejam realizadas eleições unificadas, Porto voltou a rejeitar a tese, dizendo que o TSE não trabalha com essa possibilidade.

“As eleições devem ser realizadas este ano. É com essa possibilidade que o TSE trabalha” finalizou.

PB Agora

 

 

“Eu não acredito na volta do futebol tão cedo”, diz presidente do Sousa, em meio a incertezas da volta do Paraibano

O futebol brasileiro foi interrompido no mês de março por causa da pandemia do novo coronavírus. Nas últimas semanas, muito tem se falado de como (ou se vai ter como) prosseguir com a temporada. Muitas são as variáveis: quanto tempo vai durar o isolamento social, calendário, situação econômica dos clubes, etc. Mas uma das possibilidades – e talvez a mais forte – é que os estaduais fiquem simplesmente sem conhecer os seus campeões em 2020.

Quem comenta esse caso na Paraíba é Aldeone Abrantes, presidente do Sousa. Para ele, a situação é grave e não havia como os clubes renovarem os contratos com os atletas, além disso, o dirigente afirmou que não acredita no retorno da competição em curto prazo e a solução encontrada foi dialogar com alguns atletas para que, caso haja o retorno, eles possam assinar novos vínculos com o clube de Sousa.

“Estamos conversando e resolvendo com alguns atletas para um possível retorno, pois nossa intenção é que caso isso ocorra possamos remontar o elenco com a maior parte deles. Vamos aguardar a definição do cenário, mas eu não acredito na volta do futebol tão cedo”, disse Aldeone.

O Campeonato Amazonense foi o primeiro a indicar isso. Logo após a suspensão, a FAF decidiu que a competição não seria mais retomada, seja qual for o cenário daqui a alguns meses. Com isso, Manaus (campeão do primeiro turno) e Amazonas (time de melhor campanha) pleiteiam o título. Na Paraíba, o Atlético de Cajazeiras segue o mesmo caminho e também quer ser reconhecido campeão.

Na Paraíba o primeiro clube a esvaziar o seu elenco foi o Nacional de Patos que, ainda no dia 20 de março, anunciou a dispensa de todo o elenco e comissão técnica – assim que a Federação Paraibana de Futebol (FPF) anunciou a paralisação do estadual. O clube ainda defendeu o cancelamento da competição e a manutenção das equipes sem rebaixamento, mas foi voto vencido diante da perspectiva de disputa das vagas nas competições nacionais.

 

pbagora

 

 

“No período da pandemia, o turismo está reduzido a zero”, diz presidente da PBTur que prevê retomada lenta do setor

A divulgação dos principais roteiros turísticos do Destino Paraíba prossegue durante o isolamento social em todo Brasil. Desde a segunda quinzena de março deste ano, a Empresa Paraibana de Turismo (PBTur) vem buscando formas de incentivar os turistas a visitar a Paraíba no pós-pandemia do coronavírus. A campanha atual está sendo feita em conjunto com a Secretaria de Comunicação do Governo do Estado, utilizando fotografias de atrativos turísticos, postados das redes sociais da PBTur e de órgãos estaduais. Apesar disso a presidente da PBTur, Ruth Avelino, afirmou que o turismo, por não ser considerado uma atividade essencial, está praticamente parado no Estado e que o retorno da atividade será lento ao longo do segundo semestre.

“No período da pandemia, o turismo está reduzido a zero. Ninguém viaja mais. Não existe na Paraíba, nem no Brasil e em pouquíssimos países do mundo. Só em alguns que estão tendo uma retomada, agora. Tirando isso, é tudo parado. É um setor muitíssimo atingido”, disse Ruth, destacando que a perspectiva de todos os secretários de Turismo dos estados brasileiros é que o setor possa ter uma retomada a partir do segundo semestre deste ano. No entanto, isso ocorrerá lentamente, a partir do turismo local (entre cidades paraibanas) ou regional (entre os estados nordestinos), isto é, destinos onde é possível viajar de carro.

Para Ruth Avelino, a expectativa da gestora é que o turismo paraibano retorne de fato, com hotéis mais cheios e voos acontecendo plenamente, a partir do verão de 2020, ou seja, dezembro deste ano, após o Natal. Por enquanto, o Governo do Estado, através da Empresa Paraibana de Turismo, está realizando a campanha “Não cancele seu sonho de conhecer a Paraíba”, que ocorre desde o início do isolamento social e busca incentivar as pessoas para que elas não cancelem as viagens para a Paraíba, mas sim, adiem, seja para o segundo semestre ou para o próximo ano. É um estímulo à visitação para após a pandemia, quando houver a reabertura do setor. Veja detalhes da campanha no link: https://www.pbtur.pb.gov.br/2020/05/15/pbtur-mantem-divulgacao-do-destino-paraiba-pela-internet-durante-isolamento-social/

 

pbagora

 

 

“Avançamos” diz governador João Azevêdo sobre resultado da reunião com o presidente Jair Bolsonaro

O governador João Azevêdo (Cidadania) declarou na tarde desta quinta-feira (21), logo após a reunião com o presidente Jair Bolsonaro e demais governadores do Brasil, que com relação ao auxílio do governo federal aos estados, a pauta avançou.

De acordo com o chefe do executivo estadual, a reunião foi objetiva e proveitosa.

João ainda destacou a celeridade com que o projeto que destinará R$ 60 bilhões de auxílio para manter o equilíbrio de estados e municípios será aprovado.

“Foi uma reunião proveitosa, objetiva. O presidente informou que irá vetar o artigo que previa aumento para funcionários até dezembro de 2021. Os governadores solicitaram que fosse sancionada rapidamente e que a primeira parcela fosse liberada ainda em maio. Acho que avançamos” pontuou.

PB Agora

 

 

João Azevêdo e outros governadores se reúnem com o presidente Jair Bolsonaro nesta quinta-feira

O governador João Azevêdo se juntará a outros governadores do Brasil, representantes do Congresso e do Supremo Tribunal Federal (STF) em uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro nesta quinta-feira (21).

A reunião será realizada por videoconferência e o tema será a pandemia de covid-19 e o socorro aos estados e municípios, que, aprovado no congresso, ainda não foi sancionado pelo presidente.

O secretário especial da Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, já havia dito que Bolsonaro foi orientado pela equipe econômica a vetar pelo menos dois pontos do projeto de auxílio: o que amplia o número de carreiras que ficam de fora do congelamento de reajuste salarial e o que impede a União de executar as garantias contratuais no caso de estados e municípios não pagarem empréstimos firmados com bancos e organismos multilaterais internacionais.

 

clickpb

 

 

Presidente do TRE/PB trata como possível convenções remotas: “Só poderemos ter previsão mais realista em junho”

O desembargador José Ricardo Porto, presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), que em entrevista ao portal já se manifestou contrário ao adiamento das eleições municipais deste ano, agora opinou sobre à possibilidade de as convenções partidárias serem realizadas de modo remoto, por causa da pandemia do coronavírus.

Para Porto, há um prazo elástico até começarem efetivamente as movimentações oficiais em torno das eleições municipais deste ano e com isso, é pouco provável que haja o adiamento da mesma por conta da pandemia de coronavírus. O primeiro turno das eleições está programado para acontecer no dia 4 de outubro e de acordo com os prazos regimentais, as convenções só podem acontecer em agosto, assim como é em agosto que termina o prazo para o registro de candidaturas.

“As eleições de 2020 serão absolutamente atípicas, em razão da pandemia. No TSE já existe vários estudos como o ano eleitoral será processado. No tocante à realização das convenções partidárias, também planos estão sendo elaborados e planejamentos para verificar a viabilidade dessas convenções serem realizadas de modo remoto, possivelmente por meio de videoconferência. Mas tudo isso ainda são estudos. Só poderemos ter uma previsão mais realista no final do mês de junho, quando saberemos se haverá uma curva ascendente ou descendente do covid-19”, comentou o presidente do TRE-PB.

José Ricardo Porto citou ainda declarações do ministro Luis Barroso e disse que a prorrogação do mandato dos parlamentares por conta de um adiamento do pleito seria uma solução aterradora. “Todos os segmentos da sociedade estão preocupados com o combate desse vírus. Mas o pessimismo é o câncer da alma, eu sou um otimista e acredito que as eleições irão se processar. Estamos iniciando hoje o dia 1º de abril e as convenções irão acontecer em agosto e o período de registro de candidaturas começara dia 23 também de agosto, teremos um prazo elástico para que possamos avaliar a propagação do vírus se esta em forma crescente ou decrescente. O ministro Luis Barroso disse com toda a propriedade que a prorrogação de mandato é uma ideia aterradora” declarou, destacando ainda que: “Poderemos suprimir carreatas, passeatas e comícios, porque esses eventos, certamente, se transformarão em focos da propagação da doença”.

 

pbagora