Arquivo da tag: prejuízo

‘Acidente mais caro do mundo’ gera prejuízo de R$ 8 milhões no Japão

A polícia do Japão divulgou nesta semana que pretende cobrar cerca de R$ 8 milhões de 10 motoristas presentes em um acidente ocorrido em 2011, na província de Yamaguchi. O ocorrido foi apelidado pela imprensa do país como “o acidente mais caro do mundo”, pois o engavetamento envolveu 14 carros, entre eles, oito Ferraris, uma Lamborghini e 3 Mercedes-Benz.

Acidente com carros de luxo no Japão aconteceu em 2011 (Foto: Arquivo/AFP)Acidente com carros de luxo no Japão aconteceu em 2011 (Foto: Arquivo/AFP)

Segundo a polícia, o motorista que liderava o comboio de carros esportivos em uma Ferrari perdeu o controle e os demais não  conseguiram frear a tempo. O passeio contava com um total de 20 superesportivos, que viajavam de Kyushu (sul do país) até a cidade de Hiroshima (oeste).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

No acidente, 10 pessoas ficaram levemente feridas. Os donos das Ferraris, da Lamborghini e de um Mercedes-Benz terão de pagar a punição.

Por envolver modelos de luxo, acidente de 2011 foi apelidado de 'o mais caro do mundo' (Foto: Arquivo/AFP)Por envolver modelos de luxo, acidente de 2011 foi apelidado de ‘o mais caro do mundo’ (Foto: Arquivo/AFP)
Do G1, com informações da France Presse

PB perde 8 deputados: Presidente da AL diz que extinção de vagas e irreversível e lamenta prejuízo

Ricardo-MarceloO presidente da Assembleia Legislativa do Estado da Paraíba, Ricardo Marcelo (PEN) lamentou a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que determinou a extinção de seis vagas para deputado estadual e duas para federal.

Ricardo Marcelo explicou que já entrou com alguns recursos, mas acredita que a decisão é definitiva e não terá uma reversão imediata. De acordo com parlamentar, além da Paraíba, mais sete Estados estão sendo prejudicados com a decisão do TSE.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O parlamentar adiantou que os cálculos foram feitos de maneira errônea e foram baseados no número de eleitores e não no de habitantes e mesmo assim ele não acredita que a situação possa mudar e voltar ao que era antes. “ Eu acho muito difícil que haja reversão, mas vale a pena tentar”, afirmou

“Com essa decisão, eu lamento a perda de quase 200 milhões de emendas que deveriam ser apresentadas e aprovadas pelos deputados em benefício do povo paraibano”, finalizou o presidente da AL.

 

Paulo Cosme\Antônio Malvino

PREJUÍZO DE R$ 1 MI: equipamentos adquiridos pela UFPB são roubados e substituídos por pedras e paus

rouboUtilizando seu perfil em uma rede social, o professor e pesquisador da UFPB Alexandre Nóbrega Duarte, denunciou que equipamentos no valor de R$ 1 milhão, comprados pela instituição para o centro de informática foram roubados.

A encomenda da UFPB deveria conter dois projetores de cinema 4k e duas câmeras de cinema 4k.

De acordo com o professor as caixas que deviam conter os equipamentos chegaram através da importadora e quando eles foram abrir só encontraram pedras e troncos de madeira.

A Polícia Federal entrou no caso e vai investigar o crime.

Veja a nota na íntegra da UFPB

A Administração Central da Universidade Federal da Paraíba, UFPB, esclarece a toda sociedade que, a respeito do ocorrido no Laboratório de Vídeo Digital – Lavid, sob responsabilidade do professor Guido Lemos, está tomando todas as medidas administrativas, inclusive junto à Polícia Federal para a devida apuração do fato, com investigação de todos os processos de entrega e recebimento dos equipamentos importados para o referido Laboratório.

Reitoria da UFPB

PB Agora

Solânea: Contadora não entrega balancete antigo e presidente da Câmara denuncia prejuízos

 

marcioA primeira sessão ordinária ocorrida na Câmara Municipal de Solânea também foi palco de denúncias. O presidente da Casa, Márcio Prudêncio, aproveitou o momento para revelar que a nova gestão municipal – tanto o Poder Executivo quanto o Legislativo – pode ficar prejudicada por conta da falta de balancetes que deveriam ter sido entregues pela contadora da gestão passada.

Márcio explicou aos presentes à sessão o que vem acontecendo com relação as contas da Prefeitura Municipal e sobre alguns pagamentos que deveriam ter sido efetuados. Segundo ele, a contadora deveria ter entregue o balancete da prefeitura e não o fez o que estaria prejudicando as contas da nova gestão.

“Posso chamar essa situação de incompetência, por não apresentar o balancete do mês de dezembro. É com esse balancete que a Prefeitura Municipal e a própria Câmara irá fazer o seu planejamento orçamentário para o ano subsequente, no caso 2013. Inclusive, os próprios vereadores estão com seus vencimentos pendentes. O prazo que seria no dia 31 de janeiro não foi cumprido, a contadora da gestão passada tem até o dia dez deste mês para apresentar este balancete”, revelou Márcio Prudêncio.

Ouça o trecho em que o presidente da Câmara faz as revelações

Redação/Focando a Notícia

 

Vettel vence na Índia, mas Alonso fica em 2º e minimiza prejuízo; Massa é 6º

Se a Índia tivesse um rei, ele atenderia pelo nome de Sebastian Vettel. Em duas provas disputadas no Circuito Internacional de Buddh na história da Fórmula 1, duas pole positions e vitórias de ponta a ponta do alemão. Neste domingo, só faltou a melhor volta para o piloto da RBR completar o fim de semana perfeito, o chamado “Grand Chelem”. Ele não deu chances aos adversários e venceu sua quinta corrida no ano, a 26ª na carreira. Uma prova tranquila, tirando um pequeno susto no fim, quando sua RBR começou a soltar faíscas por arrastar o assoalho no asfalto. Vettel reina absoluto também no campeonato. Com o quarto triunfo consecutivo, chegou aos 240 pontos e aumentou de seis para 13 a vantagem sobre Fernando Alonso, vice-líder da temporada.

Dos males o menor para o espanhol da Ferrari: largou em quinto, superou as McLarens, ultrapassou Mark Webber e recebeu a bandeirada em segundo, minimizando o prejuízo para o rival na luta pelo título. O australiano precisou segurar a pressão de Lewis Hamilton, da McLaren, para conseguir o terceiro lugar no pódio.

Felipe Massa não teve uma corrida das mais movimentadas. Em seu primeiro GP após renovar com a Ferrari para 2013, começou em sexto e em sexto terminou. O brasileiro chegou a ser superado por Kimi Raikkonen logo após a parada nos boxes, mas recuperou a posição e segurou a pressão do finlandês até o fim. Tensão mesmo só quando teve que tirar o pé para economizar gasolina no fim e não terminar com pane seca. Pouco depois de cruzar a linha de chegada, o carro de Massa parou sem combustível.

Corrida mais agitada teve Bruno Senna. O piloto da Williams foi um dos destaques da prova: partiu de 13º, protagonizou belos duelos com Pastor Maldonado, Nico Rosberg e Kamui Kobayashi. Como recompensa, fechou em décimo e levou um pontinho para casa.

Sebastian vettel fernando alonso pódio gp da índia (Foto: Agência Reuters)No alto do pódio, Vettel celebra vitória no GP da Índia ao lado de um resignado Alonso (Foto: Reuters)

Vettel e Alonso terão mais três duelos pela frente para ver quem será tricampeão Mundial. A Fórmula 1 retorna no próximo fim de semana para o GP de Abu Dhabi, antepenúltima etapa da temporada. A prova no circuito de Yas Marina será disputada no domingo a partir das 11h (horário de Brasília). Os treinos livres começam na sexta-feira e terão transmissão do SporTV. A TV Globo exibe o treino classificatório (sábado) e a corrida ao vivo. O GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real. Em seguida, é a vez do GP dos Estados Unidos, no dia 18 de novembro. A temporada se encerra uma semana depois, com o GP do Brasil, em Interlagos.

Largada: ultrapassagem dupla e troco

Webber tracionou melhor, mas Vettel fechou a porta do parceiro na largada. O australiano segurou a onda para evitar qualquer tipo de incidente e o alemão manteve a ponta. Determinado a superar as duas McLarens para não deixar seu rival na luta pelo título escapar, Alonso tirou um coelho da cartola na primeira volta e fez uma ultrapassagem dupla nos carros prateados. Porém, na curva seguinte, Hamilton – por dentro – e Jenson Button – por fora – deram o troco. O espanhol ainda conseguiu sair do duelo em quarto, à frente de Hamilton. Massa e Bruno se mantiveram, respectivamente, em sexto e 13º. Quem se deu mal foi Schumacher. O alemão teve um pneu furado após ser tocado por Jean-Eric Vergne, da STR. Os dois tiveram que seguir para os boxes para reparos e voltaram no fim do pelotão.

Enquanto Alonso brigava com as McLarens, Vettel aproveitava para abrir na liderança. E o espanhol não perdeu muito tempo. Na quarta volta, acionou a asa móvel e superou Button para assumir a terceira posição. Duas passagens depois, foi a vez de Hamilton ganhar a colocação do companheiro.

Largada gp da índia  (Foto: Agência Getty Images)Vettel fechou a porta de Webber na largada e manteve a ponta (Foto: Getty Images)

Em dez voltas, Vettel abriu três segundos de vantagem sobre Webber, e 7s4 sobre Alonso. Disputa mesmo era pelo quarto lugar. Menos de dois segundos separavam Button, Massa e Kimi Raikkonen. Outra boa briga foi entre Nico Hulkenberg, da Force India, com Sergio Pérez pela oitava colocação. O alemão deve assumir o cockpit da Sauber em 2013, enquanto o mexicano troca o time suíço pela McLaren.

 Bruno Senna faz belas manobras

Um pouco mais atrás, Bruno aproveitou a ultrapassagem de Romain Grosjean sobre Pastor Maldonado na curva 4 e deu o bote sobre o companheiro para subir para 11º. Foi a primeira de uma série de belas manobras do brasileiro na prova. Pérez, que tinha feito seu pit stop e voltado em 16º, foi precipitado ao tentar recuperar o terreno perdido. Primeiro, tentou ultrapassar Ricciardo, mas freou tarde e levou o famoso “xis”. Ao tentar superar o rival novamente, tocou no bico da STR, furou o pneu e precisou voltar para os boxes e decidiu abandonar a prova. Na luta para entrar na zona de pontuação, Bruno protagonizou uma bela disputa com Nico Rosberg, que conseguiu se manter em décimo.

Na parte da frente, ao mesmo tempo em que Vettel abria de Webber, Alonso se aproximava do australiano da RBR. Na 25ª volta, o alemão estava 10s à frente do companheiro que, por sua vez, tinha menos de dois segundos de vantagem sobre o espanhol.

A partir da 26ª volta, começou a primeira e única rodada de pit stops. Quem abriu as atividades foi Button. Massa foi para os boxes três passagens depois e retornou à pista logo à frente de Raikkonen. No entanto, o finlandês havia parado duas voltas antes e, com pneus mais aquecidos, conseguiu superar o brasileiro. Porém, Massa recuperou a posição na sequência.

Bruno fez sua parada e retornou em 13º, atrás de Maldonado e Kobayashi. De “camarote”, viu o japonês da Sauber tocar e furar o pneu traseiro de seu parceiro de Williams e ganhou uma posição. Pouco depois, passou Koba e assumiu o 11º lugar.

Líder da prova e do campeonato, Vettel foi para os boxes na 34ª passagem e voltou com folga à frente de Webber, que havia parado pouco antes. O australiano seguia buscando conter a pressão de Alonso, terceiro colocado.

Pelo rádio, a Ferrari motivava o espanhol: “Você é um lutador, um talento extraordinário”, disse o engenheiro. E Alonso tratou de fazer jus aos elogios na pista. Voltou a colar em Webber, mas precisou adiar o bote por algumas voltas por não poder acionar a asa móvel em razão de uma bandeira amarela provocada pelo abandono de Pedro de la Rosa. Mas na 48ª volta não teve jeito. Com o DRS ativado, superou o australiano e assumiu a segunda posição.

A dez voltas do fim, Bruno fez mais uma bela manobra. Por fora na curva 4, finalmente conseguiu superar Rosberg e entrou na zona de pontuação.

Pequeno susto no fim

Na ponta, Vettel seguiu administrando uma vantagem de cerca de dez segundos, agora para Alonso, para rumar para a vitória. Mas não sem antes levar um pequeno susto: a seis volta do fim, o assoalho de sua RBR começou a arrastar no chão e sair faísca. De olho na oportunidade da vitória com o possível problema de Vettel, Alonso forçou o ritmo mas acabou cometendo alguns erros e voltou a ficar distante. Mas o alemão manteve a tranquilidade e cruzou a linha de chegada em primeiro para conquistar a quarta vitória consecutiva no campeonato. Hamilton chegou a pressionar Webber, mas não conseguiu tirar o pódio do australiano. Button completou em quinto com direito ao melhor tempo da prova na última volta (1m28s203). Massa chegou em sexto, seguido de perto de Raikkonen. Hulkenberg, Grosjean e Senna completaram a zona de pontuação.

sebastian vettel rbr gp da índia - Agência AP (Foto: Agência AP)Alemão recebe a bandeirada da vitória. É o quarto triunfo seguido do líder do campeonato (Foto: AP)

Confira o resultado final do GP da Índia (60 voltas):

1 – Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) – 1h31m10s744
2 – Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – a 9s437
3 – Mark Webber (AUS/RBR-Renault) – a 13s217
4 – Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) – a 13s909
5 – Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) – a 26s266
6 – Felipe Massa (BRA/Ferrari) – a 44s600
7 – Kimi Raikkonen (FIN/Lotus-Renault) – a 45s200
8 – Nico Hulkenberg (ALE/Force India-Mercedes) – a 54s900
9 – Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault) – a 56s100
10 – Bruno Senna (BRA/Williams-Renault) – a 1m14s900
11 – Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – a 1m21s600
12 – Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) – a 1m22s800
13 – Daniel Ricciardo (AUS/STR-Ferrari) – a 1m26s000
14 – Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) – a 1m26s400
15 – Jean-Eric Vergne (FRA/STR-Ferrari) – a 1 volta
16 – Pastor Maldonado (VEN/Williams-Renault) – a 1 volta
17 – Vitaly Petrov (RUS/Caterham-Renault) – a 1 volta
18 – Heikki Kovalainen (FIN/Caterham-Renault) – a 1 volta
19 – Charles Pic (FRA/Marussia-Cosworth) – a 1 volta
20 – Timo Glock (ALE/Marussia-Cosworth) – a 2 voltas
21 – Narain Karthikeyan (IND/HRT-Cosworth) – a 2 voltas
22 – Michael Schumacher (ALE/Mercedes) – a 5 voltas

Não completaram:
Pedro de la Rosa (ESP/HRT-Cosworth) – na volta 41
Sergio Perez (MEX/Sauber-Ferrari) – na volta 21

Melhor volta: Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) – 1m28s203

Globoesporte.com

Bando faz arrastão em lojas comerciais da Capital; prejuízo pode chegar a R$ 500 mil

Cerca de cinco lojas comerciais do Empresarial Center foram arrombadas durante a madrugada desta quarta-feira (10) no centro de João Pessoa. Os estabelecimentos estão localizados na Avenida Dom Pedro I.

De acordo com a polícia, os arrombadores tiveram acesso ao prédio por uma janela lateral que fica nos fundos do edifício e que estava aberta. Antes de entrar, os ladrões tiveram o cuidado de cortar os fios do sistema se segurança como também dos telefones e da Internet.

Nas salas arrombadas funcionavam salões de beleza, restaurantes e uma joalheria de onde foram levados cerca R$ 350 mil somente em jóias.

O roubo só foi descoberto no início da manhã desta quarta-feira (10) quando um dos funcionários chegou para abrir uma das lojas e percebeu que o local tinha sido arrombado.

As Polícias Civil e Militar foram acionadas e iniciaram as investigações e buscas na tentativa de prender os acusados. Peritos do Instituto de Polícia Científica (IPC) estiveram nos estabelecimentos roubados à procura de impressões digitais que possam identificar os ladrões.

Paulo cosme\Washington Luiz

Prefeito tem casa invadida em Campina Grande; prejuízo chega a R$ 30 mil

O prefeito do município de Aroreiras, localizado na região do Agreste paraibano, Giuseppe Oliveira Soares, 43 anos, teve a casa invadida nessa sexta-feira (7), em Campina Grande. Segundo a vítima, o prejuízo gira em torno de R$ 30 mil.

De acordo com a Delegacia de Roubos e Furtos, onde o caso foi registrado, o político saiu de casa ontem de manhã deixando no local apenas funcionários. Ao retornar na madrugada de hoje, percebeu que alguns objetos tinham sido roubados.

Durante depoimento o prefeito disse que os bandidos levaram quatro televisores de 40 e 42 polegadas, dois tablets, uma adega completa, câmeras fotográficas, sete relógios, três notebooks e três vídeos games.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Roubos e Furtos de Campina Grande.

Por Hyldo Pereira, com informações da TV Correio

Greve da Anvisa deixa um prejuízo de mais de R$ 1 milhão no Porto de Cabedelo

A greve dos auditores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) chega ao Porto de Cabedelo e até este sábado (4) já deixou um prejuízo de mais de um milhão nos quatro primeiro dias de agosto.

O presidente da Companhia das Docas da Paraíba, Wilbur Holmes Jácome, explicou a reportagem do Portal Correio sobre os prejuízos para Paraíba. Ele disse que existe um navio do grupo Votorantim nas imediações do Porto, sem conseguir atracar há quatro dias com uma grande carga de cimento.

“Faz três meses que lutamos para trazer o navio da Votorantim para Cabedelo, pois a empresa pertence a Pernambuco. Quando conseguimos, a greve da Anvisa prejudica a operação. Vamos a Brasília conversar com o diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Dirceu Brás Aparecido Barbano para tentar entrar em um acordo, antes que a Votorantim entre com mandado de segurança para descarregar o cimento em Pernambuco”, explicou Wilbur Jácome.

A Cia das Docas inaugurou recentemente um projeto chamado Porto Sem Papel, que possibilita a liberação de qualquer navio no Porto de Cabedelo em apenas 15 minutos, com apenas um clique. Só com este navio o prejuízo vai em R$ 1.010.000. Por dia que o navio fica na barra e não pode atracar o prejuízo é de R$ 40 mil, acumulado nos quatro dias já chega a R$ 160 mil. Os serviços de mão-de-obra e custo de navio são de R$ 480 mil, onde envolveria vários trabalhadores. Seria utilizado 70 a 100 caminhões para descarregar o cimento, só de transporte um prejuízo de R$ 300 mil. O imposto Sobre Serviços (ISS) também deixa de ser recolhido e acumula um prejuízo de R$ 70 mil.

“Estamos em um crescimento bom este ano e não queremos que a greve nos prejudique. Esperamos entrar em um acordo”, salientou o presidente da Cia das Docas.

Anvisa –  A atuação da Anvisa é necessária na liberação de navios que vão atracar. Os fiscais são a primeira autoridade a checar as condições sanitárias das embarcações, de saúde dos tripulantes e avaliar mercadorias como alimentos e remédios. Outra responsabilidade é verificar se o navio não vem de áreas com doenças altamente transmissíveis, como ocorreu com a influenza A (H1N1) – gripe suína.

O movimento grevista vem acontecendo em vários portos do país desde 16 de julho. Os auditores reivindicam entre outras coisas, a criação de uma carreira única para a Regulação Federal, isonomia remuneratória entre quadros de pessoal e compensação da perda salarial decorrente da inflação.

Um decreto da presidente Dilma Roussef publicado esta semana no Diário Oficial permite que funcionários da ANVISA sejam substituídos por funcionários dos estados. Uma reunião nesta sexta-feira no Porto de Cabedelo tentou pôr fim ao impasse, mas o representante da vigilância sanitária estadual não compareceu.

portalcorreio

Incêndio destrói supermercado no Agreste da PB; prejuízo chega a R$ 500 mil

Foto: Ilustrativa

Um incêncido atingiu na tarde desta sexta-feira (27), um supermercado de grande porte localizado na entrada da cidade de Lagoa Seca, no Agreste da Paraíba.O prejuízo gira em torno de R$ 500 mil.

De acordo com major Fábio Santos, comandante do Corpo de Bombeiros de Campina Grande, por volta das 14h20 equipes foram acionadas para debelar as chamas no Supermercado Tadeu.

Chegou ao local, os bombeiros constataram que o prédio de 3 andares estava em chamas. Segundo o CB, o fogo começou no 2º andar e rapidamente se alastrou para outros espaços devido a presença de produtos inflamáveis.

Debeladas as chamas, o major constatou que o incêndio pode ter sido provocado por um defeito em uma chaminê da padaria do estabelecimento.As chamas comprometeram a estrutura física do prédio.

Ainda de acordo com Fábio Santos, instalações elétricas irregulares conhecido como ‘gambiarras’ contribuiram o aumento do fogo.

O laudo oficial sobre o caso será divulgado em 30 dias. O prédio deverá ser interditado. Não houve feridos.

portalcorreio

Contra pirataria, remédios vão ganhar seu próprio ‘RG’; prejuízo anual é de 13 bilhões de reais

A Organização Mundial da Saúde estima que 10% dos remédios consumidos no mundo sejam falsificados. Em países em desenvolvimento, como o Brasil, a taxa sobe até 30%. Para conter a pirataria e estancar um prejuízo estimado em 13 bilhões de reais ao país por ano, uma lei de 2009 deve finalmente sair do papel no segundo semestre deste ano. O texto cria o Sistema Nacional de Controle de Medicamentos e deve permitir que os remédios sejam rastreados desde a fabricação até o balcão da farmácia. A norma da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) confere a cada medicamento um identificador único – uma espécie de RG do remédio.

O comércio de medicamentos falsificados é considerado crime hediondo, com pena de 10 a 15 anos de prisão. Para enganar o consumidor, os piratas copiam as caixas, as embalagens e até mesmo as cores e formatos dos comprimidos. Na melhor das hipóteses, as vítimas estarão consumindo uma pílula de farinha e correrão, sem saber, todos os riscos de quem interrompe ou nem inicia o tratamento médico. Na pior das hipóteses, estarão consumindo outra substância qualquer, potencialmente prejudicial, às vezes letal.

Em 2006, mais de 100 pacientes morreram no Panamá por conta de medicamentos feitos com glicerina falsificada. Em 2008, versões contaminadas do anticoagulante Heparina, importadas da China, mataram 62 pessoas nos Estados Unidos. Em 2011 foram apreendidas na Inglaterra versões piratas dos remédios Truvada e Viread, contra a aids. Estimativas da International Policy Network, organização sediada em Londres, mostram que o consumo de remédios falsos contra tuberculose e malária foi responsável por mais de 700.000 mortes até hoje.

Polícia Federal apreende anabolizantes e remédios ilegais na Ponte da Amizade em março de 2012

[I]Polícia Federal apreende anabolizantes e remédios contra impotência ilegais na fronteira[/I]

[I]com [/I][I]o Paraguai em março de 2012 (PF/Divulgação)[/I]
[I][/I]

Segundo o diplomata Roberto Abdenur, atual presidente do Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (ETCO), a falsificação de remédios é a forma mais cruel de pirataria. Enquanto na maioria das vezes o consumidor de eletrônicos, CDs e DVDs piratas sabe que está comprando produtos falsos, aquele que compra os medicamentos frequentemente está agindo de boa-fé. ‘E os mais pobres, em busca de preços acessíveis, são os mais afetados’, afirma.

[B]Pirataria on-line [/B]

Segundo a Anvisa, os pontos de venda tradicionais de remédios piratas são camelôs e feiras livres. Mas medicamentos falsos também podem ser encontrados em farmácias, principalmente fora dos grandes centros do país. “O mercado brasileiro é muito grande. Temos muitos municípios onde a fiscalização é tênue, e a informalidade, alta”, afirma Sérgio Mena Barreto , presidente executivo da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma).

Na última década, o avanço tecnológico abriu mais uma rota para esse comércio ilegal: a internet. Segundo uma pesquisa encomendada pelo Ministério da Saúde e divulgada pelo jornal [I]O Globo[/I], existem cerca de 1.200 sites ilegais que vendem remédios no país.

A Anvisa informa que as farmácias on-line só podem funcionar se também existirem fisicamente, com endereço comprovado, e com a autorização da agência. Segundo o delegado Paulo Alberto Mendes Pereira, da 2ª Delegacia de Saúde Pública e Crimes Envolvendo Medicamentos, de São Paulo, o combate a essas farmácias não é fácil. “Muitos desses sites estão registrados em outros países, o que dificulta o trabalho. No entanto, há 40 dias realizamos uma operação onde apreendemos 4 mil remédios comercializados ilegalmente pela internet”, conta.

[B]
[/B]

[B]Armas e drogas [/B]

Segundo o Centro para Medicina de Interesse Público, grupo de pesquisa americano financiado pela indústria farmacêutica, o mercado mundial de medicamentos falsos cresce anualmente 13%. A pirataria é praticada em escala global e assim se liga a outras máfias, ao tráfico de drogas e ao de armas.

“Já foram apreendidos carregamentos de remédios piratas nos mesmos contêineres que eletrônicos falsos e munições”, diz Edson Vismona,  presidente do Fórum Nacional Contra a Pirataria (FNCP), entidade formada por empresas brasileiras com o objetivo de combater a falsificação de produtos. Só no Brasil, Vismona calcula que os prejuízos alcancem 13 bilhões de reais, dos quais cinco bilhões só em sonegação de impostos.

[B]
[/B]

[B]O RG do remédio[/B]

Atualmente, os mecanismos de certificação dos medicamentos no Brasil são frágeis. ‘Não há como controlar os lotes de remédio’, diz Sérgio Mena Barreto, da Abrafarma. Já a nova tecnologia a ser implantada pela Anvisa tornará possível monitorar todo medicamento produzido e vendido no Brasil ao longo de toda cadeia produtiva.

Quando a lei foi foi aprovada, em 2009, estipulou-se que a Anvisa teria três anos para estabelecer as normas a serem usadas. Por fim, a agência decidiu adotar uma tecnologia conhecida como Datamatrix, parecida com o código de barras. Mas, enquanto este último permite o armazenamento de apenas um número de vários algarismos, o Datamatrix possibilita a leitura de vários dados, pois as informações são guardadas tanto em linhas quanto em colunas. O código deve conter o número de registro da droga, lote, validade e um identificador único do medicamento, que funcionaria como uma espécie de RG.

Segundo a Anvisa, os detalhes sobre o sistema de identificação ainda estão sendo fechados e devem ser anunciados no segundo semestre. Espera-se que a lei enfim saia do papel. Nesses três anos de discussões, foram apreendidos no Brasil mais de 153.000 comprimidos de remédios falsos. Só no ano passado, foram realizadas 40 operações conjuntas, durante as quais foram interditados 177 estabelecimentos e presas 156 pessoas.

pbacontece