Arquivo da tag: Pré

Manoel Junior confirma pré-candidatura ao Governo do Estado

oelO vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Junior (PMDB), descartou, nessa terça-feira (13), qualquer possibilidade de disputar o cargo de deputado federal nas eleições deste ano, como vem sendo especulado por setores da imprensa paraibana.

“Não disputarei o cargo de deputado federal, nem de estadual”, assegurou.

Com relação a sua participação no pleito, Manoel Junior revelou que vem dialogando com os seus aliados e aguarda as definições do prefeito Luciano Cartaxo (PSD), mas ressalta que já colocou o nome à disposição do grupo das oposições para disputar o cargo de governador.

“Estamos dialogando, mas já recebi várias manifestações de apoio de partidos da oposição em torno do lançamento do meu nome para disputar o governo Estado, missão esta que aceito com muito entusiasmo”, declarou.

Assessoria

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

PRE/PB impugna mais um pedido de registro de candidatura a deputado estadual

PRE-Pb-A Procuradoria Regional Eleitoral na Paraíba (PRE/PB) impugnou mais um pedido de registro de candidatura para as eleições de 2014. Trata-se do candidato a deputado estadual Renault Vieira de Souza, da Coligação “A Vontade do Povo IV”. Com a nova impugnação, o número total de candidaturas impugnadas no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB), pela PRE/PB, sobe para 15.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Na nova análise, foram examinados 35 requerimentos de registro individual de candidatos que pediram seu registro após o prazo de 5 de julho de 2014, uma vez que os partidos ou coligações não os incluíram no momento oportuno.

A ação tramitará no TRE-PB com direito à defesa ao impugnado. Cabe ao tribunal decidir se o candidato continuará na disputa eleitoral. Pode caber ainda recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), dependendo da matéria discutida.Até lá, o candidato permanece na disputa.

Fundamentos da impugnação – A ação de impugnação de registro de candidatura contra Renautl Souza foi proposta tendo em vista a existência de reprovação de prestação de contas por parte do Tribunal de Contas da União (Acórdão nº 0144-04/03-2) e existência de condenação criminal, transitada em julgado, pela prática do crime de estelionato (artigo 171, do Código Penal), por parte da Justiça Estadual de Minas Gerais (Ação Penal nº 0130696-56.1994.8.13.0145, Comarca de Juiz de Fora/MG). O caso tem enquadramento no artigo 1º, inciso I, alíneas ‘e’ e ‘g’ da Lei da Ficha Limpa.

Outro fundamento da impugnação foi a intempestividade do pedido individual pois o registro, protocolizado no TRE-PB em 12 de julho de 2014, não atendeu ao prazo limite de 48 horas da publicação dos editais dos registros de candidaturas normais, que ocorreu no dia 9 de julho.

Situações de inelegibilidade – Segundo o procurador regional eleitoral Rodolfo Alves Silva, mais uma vez, a estratégia da PRE/PB foi priorizar a análise de situações de inelegibilidade nos 35 casos. Portanto, as condições de elegibilidade e desincompatibilização dos requerimentos de registro individual de candidatos serão analisados na mesma sistemática utilizada para os requerimentos de registro de candidatura, ou seja, irão constar nos pareceres proferidos, na qualidade de fiscal da Lei do Ministério Público, quando da vista dos respectivos processos para manifestação.

 

Por Assessoria

TRE pode intervir e coibir ‘propaganda eleitoral’ em igrejas feitas por pastores e padres

rodolfo-alvesO Tribunal Regional Eleitoral (TRE) pode proibir que padres e pastores ‘vendam’ os candidatos das eleições deste ano. O costume tem sido cada vez comum, principalmente pelo numero maior de candidatos evangélicos.

 

O procurador eleitoral, Rodolfo Alves, afirmou que essa tem sido uma das preocupações do Ministério Público. “Nossa principal preocupação é que exista uma vedação à propaganda e a atos eleitorais em recintos públicos, como centros comerciais. Imagino que a igreja, embora seja um ente privado, as pessoas que estão lá buscam o lugar com outras motivações que não eleitorais”, lembra.

 

No entender do procurador, causa preocupação o uso e até mesmo a condução de algumas autoridades eclesiásticas em relação a este ou aquele candidato e alerta que a instituição não tem autorização para esse fim. “A propaganda política eleitoral é proibida nesse ambiente, caso haja configuração da propaganda a justiça deve tomar providencias”, frisou.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O pastor da Primeira Igreja Batista, Estevam Fernandes, também se mostrou receoso em relação ao tema. Contudo, Estevam argumenta que os candidatos têm recorrido às igrejas por três motivos:

 

“Cada eleição aumenta o número de candidatos evangélicos a deputado estadual e federal, este é o primeiro motivo. Segundo é porque a quanto maior a igreja, maior apoio evangélico que o candidato pode ter. O terceiro motivo é o que eu chamo de excesso de piedade dos candidatos, que só é demonstrado durante a campanha”, argumenta o pastor.

Segundo Estevam, assim como existe o político sem ética, também pode haver o líder religioso sem ética. “Eu digo para que eles não troquem voto por tijolo, por emprego. A função do pastor é gerar consciência e não vender as ovelhas ou consciência delas, quanto negociam favores eles se tornam tão corruptos quanto os corruptores”, finaliza.

 

Paulo Dantas com informações do Correio Debate

Léa Toscano desiste da reeleição e lança a filha Camila como pré-candidata a deputada estadual

A ex-prefeita de Guarabira e atual deputada estadual pelo PSB, Léa Toscano, anunciou na tarde desta segunda-feira (09), a retirada da sua pré-candidatura à reeleição e confirmou o que já vinha sendo cogitado na política paraibana. Camila Toscano, filha da deputada e do prefeito de Guarabira Zenóbio Toscano, é pré-candidata a deputada estadual, em substituição à sua mãe. O anúncio foi feito durante entrevista concedida na Rádio Constelação FM de Guarabira.Camila Toscano e Pedro Cunha Lima

Camila Toscano e Pedro Cunha Lima

Camila fará uma dobradinha com o filho do senador Cássio, Pedro Cunha Lima, pré-candidato a deputado federal pelo PSDB, que esteve acompanhando pessoalmente a entrevista da ex-prefeita Léa.

Zenóbio e Léa Toscano
Zenóbio e Léa Toscano

A advogada Camila Toscano, vem de uma família tradicional na política da paraíba e principalmente do Brejo. O seu pai Zenóbio Toscano governa a Rainha do Brejo em seu segundo mandato, tendo se destacado como um dos maiores administradores da terra das garças azuis. Ele também foi deputado estadual por cinco mandatos, além de assumir a Secretaria de Infra-estrutura do Estado e a PBGás. Já a sua mãe, Léa Toscano, além de ser eleita deputada estadual nas últimas eleições estaduais, também já teve a oportunidade de governar Guarabira por dois mandatos consecutivos.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Léa foi eleita deputada pelo PSB, dando sustentação ao governo de Ricardo Coutinho, na Assembléia Legislativa, mas depois do rompimento entre Ricardo e Cássio, ela achou por bem acompanhar a decisão do seu esposo Zenóbio em apoiar a pré-candidatura do tucano ao governo da Paraíba, deixando assim a base aliada do governador.

 

por Juka Martins

Fifa identifica manipulação de jogos em partidas pré-copa para benefício de apostas

nyDois pênaltis com bola na mão, sendo que, nos dois casos, a bola não passou nem perto da mão. Foi assim, com marcações controversas, que a África do Sul, então treinada por Carlos Alberto Parreira, venceu a Guatemala por 5 a 0 em um amistoso antes da Copa do Mundo de 2010 (veja aqui os lances). O árbitro Ibrahim Chaibou, do Níger, não pensou duas vezes antes de apontar a marca fatal, mas o tempo mostrou que a atitude dele naquela noite ia muito além das questões técnicas. Uma investigação da Fifa, revelada em reportagem do jornal americano The New York Times, detalha um esquema de manipulação de resultados em amistosos pré-Copa em 2010 para beneficiar apostadores. Segundo a apuração da Fifa, Chaibou teria recebido 100 mil dólares naquela partida. Oficialmente, ele nega todas as acusações.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A reportagem publicada neste fim de semana pelo NYT começa com a descrição do momento que o árbitro chega ao banco para depositar o dinheiro, levado em uma sacola em notas de US$ 100, poucas horas antes do jogo. O montante era tão incomum para o banco que o juiz ganhou de presente moedas comemorativas com a imagem de Nelson Mandela.

O documento confidencial da Fifa, ao qual o jornal americano teve acesso, afirma que Chaibou foi escolhido para aquele amistoso pela empresa Football 4U, sediada em Cingapura e ligada a uma quadrilha de manipulação de resultados no futebol. O árbitro também foi investigado um ano depois daquela partida, quando marcou um pênalti suspeito no amistoso entre Argentina e Nigéria no dia 1º de junho de 2011.

Amistoso 2010 África do Sul x Guatemala suspeita de manipulação (Foto: Getty Images)Pienaar, craque da África do Sul, no polêmico amistoso de 2010 contra a Guatemala (Foto: Getty Images)

Apesar de se tratar de amistosos, a reportagem parte da investigação para levantar questões sobre a vulnerabilidade da Copa no Brasil, que começa no dia 12 deste mês. Cita, inclusive, uma declaração de Ralf Mutschke, chefe de segurança da Fifa, ao site da entidade no dia 12 de maio deste ano.

– Os manipuladores estão procurando jogos que geram um volume muito grande de apostas, e obviamente os torneios internacionais de futebol como a Copa do Mundo geram esse volume. Então a Copa, no geral, tem um certo risco – afirmou Mutschke.

árbitro Ibrahim Chaibou (Foto: AP)Ibrahim Chaibou também levantou suspeitas em uma partida entre Argentina e Nigéria em 2011 (Foto: AP)

O documento da Fifa, que tem 44 páginas, revela detalhes do esquema montado pelos apostadores para manipular pelo menos cinco amistosos de preparação para a Copa do Mundo da África do Sul. Pelo menos 15 partidas estavam no radar dos criminosos, incluindo um duelo entre Estados Unidos e Austrália. Além da cena do árbitro depositando o dinheiro no banco, várias outras são descritas na investigação, mostrando a facilidade como os resultados são manipulados. Até ameaças de morte são citadas.

A Fifa concluiu que o esquema de 2010 contou com a ajuda de executivos do futebol sul-africano. Ainda assim, ninguém foi acusado formalmente ou banido de suas atividades. Na semana passada, uma porta-voz da Fifa admitiu que as investigações sobre o caso continuam em curso.

No caso de África do Sul x Guatemala, o esquema começou a ser montado com semanas de antecedência. Um homem identificado como Mohammad foi até o escritório da Federação Sul-Africana levando uma carta datada de 29 de abril de 2010. O documento oferecia árbitros para os amistosos da seleção do país-sede da Copa, cobrindo despesas de viagem, hospedagem e alimentação. A assinatura era de Wilson Raj Perumal, executivo da Football 4U e notório apostador conhecido como o maior manipulador de resultados do esporte mundial.

O árbitro Chaibou nega que conheça Perumal, mas o documento da Fifa detalha a relação entre os dois, incluindo a negociação para a manipulação do amistoso. “Eu posso fazer o serviço”, teria dito o juiz.

O New York Times afirma que “várias federações nacionais cujas seleções vão competir no Brasil são tão vulneráveis quanto a sul-africana, com problemas financeiros, em crise administrativa e divididas politicamente.

globoesporte

Depois de ter pré-candidatura ao governo ‘rifada’ pelo PT, Nadja se inscreve para concorrer à Câmara Federal

nadja-palitotDepois de ter tido sua pré-candidatura ao governo do estado ‘rifada’ pelo PT, a ex-deputada estadual Nadja Palitot realizou no final da manhã desta sexta-feira (30), a sua pré-inscrição para disputar uma vaga na Câmara Federal. Nadja atende um pedido do partido, do prefeito Luciano Cartaxo, e da presidenta Dilma Rousseff, colocando o seu nome à disposição para compor o quadro de deputados federais da Paraíba.

“Sempre confiei nas determinações do meu partido, e também estarei atendendo um chamado das pessoas que, diversas vezes, manifestaram o desejo que eu participasse das eleições deste ano”, explicou.

A petista ressaltou que entra mais uma vez para somar o projeto do Partido dos Trabalhadores e caminhará junto para que a legenda eleja o seu primeiro senador, o companheiro Lucélio Cartaxo, que possui uma história na militância partidária e social na Paraíba.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Quero que João Pessoa continue crescendo, uma Paraíba melhor, sem perseguição, com menos violência, e com mais humanidade, e que o Brasil permaneça no caminho certo”, destacou a petistas, que finalizou dizendo que, assim como os seus companheiros, estará apoiando a aliança entre o PT e o PMDB.

Blog do Gordinho com assessoria

Serra diz que nunca foi pré-candidato a vice de Aécio

Foto: AE
Foto: AE

O ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB) afirmou neste domingo (18) que nunca foi pré-candidato à vice-presidência da República na chapa do senador Aécio Neves (PSDB-MG). O mineiro deve anunciar seu vice até 14 de junho, data da convenção do PSDB.

 

“Nunca fui pré-candidato a vice. Também inexistem ‘interlocutores’ atuando em meu nome. Da minha boca, nunca ninguém ouviu nada a respeito”, disse Serra.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O tucano também afirmou que vai se candidatar a uma vaga no Legislativo e que estará junto com o partido para vencer a inércia que tomou conta do país. “Serei candidato a um cargo no Legislativo Federal – Câmara ou Senado. E só! No mais, estarei junto com o meu partido no esforço para vencer esta estranha mistura de atraso e inércia que tomou conta do país.”

 

A teoria de que o ex-governador seria um bom nome para a vice de Aécio nasceu de aliados de Serra. Entre os tucanos, o único consenso é de que o tema acabou por contribuir para que o clima entre Aécio e Serra venha se tornando menos tempestuoso. Os dois disputaram por anos o protagonismo político dentro do PSDB.

 

“Com humor, observo que a afirmação de que ‘Serra e os serristas pressionam para ter o lugar de vice’ não se encaixa em nenhuma dessas categorias: isso já faz parte do chamado ‘jornalismo criativo’, que, entendo, pertence ao terreno da ficção”, disse o ex-governador.

 

Contudo, começa a ganhar corpo uma articulação para que Henrique Meirelles, ex-presidente do Banco Central de Lula, seja vice na chapa de Aécio Neves. A possibilidade de o PSD romper o acordo para apoiar Dilma Rousseff e se aliar aos tucanos nas disputas nacional e paulista levou o Planalto a marcar conversa de Kassab com a presidente nesta semana conforme informou o Painel deste domingo. Lula também entrou no circuito.

 

A lista de possíveis vices de Aécio inclui ainda representantes de outros três partidos. No PSDB, além de Serra, o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) era tido como principal nome. Contudo, no dia 7 de maio, ele se envolveu em uma briga com um blogueiro do PT e foi criticado por seu temperamento. A deputada Mara Gabrilli (SP) também é a outra cotada no PSDB.

Folha Press

PRE/PB recomenda prudência ao governo estadual com propaganda institucional

procuradoriaO Ministério Público Eleitoral (MPE), através da Procuradoria Regional Eleitoral na Paraíba (PRE/PB), recomendou que o governador Ricardo Coutinho, o vice-governador Rômulo Gouveia e o secretário de comunicação Luís Tôrres, utilizem com prudência a publicidade institucional, estritamente dentro dos limites constitucionais, principalmente na veiculação de ações de governo na página oficial do estado.

A publicidade institucional deve respeitar, sobretudo, o princípio da impessoalidade, abstendo-se de veicular promoção pessoal, com exposição despropositada de fotos e referências expressas aos nomes dos governantes, sobrepondo-se às realizações do próprio governo, já que a publicidade institucional deve centrar-se na figura do governo, e não do governante.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Segundo a Recomendação nº 56/2014, tal prática pode configurar abuso de poder de mídia e comprometer a normalidade e legitimidade da disputa eleitoral, caracterizando ainda propaganda eleitoral antecipada, bem como, conduta vedada pela Lei 9.504/97, sujeitando os infratores ao pagamento de multa e eventual cassação de registro de candidatura.

Na recomendação, assinada pelos procuradores eleitorais auxiliares Marcos Alexandre Bezerra Wanderley de Queiroga, Victor Carvalho Veggi e Rodolfo Alves Silva, o MPE destaca que propaganda institucional tem como princípio a impessoalidade e que a publicidade institucional transmuda-se em propaganda eleitoral, inclusive extemporânea, na hipótese de autopromoção do gestor, sobretudo quando a conduta não visa propriamente a divulgação de atos do governo, mas sim ações do governante, com o objetivo, ainda que implícito, que enaltecer o pretenso candidato à reeleição.

Possíveis punições – O artigo 22 da Lei das Inelegibilidades (Lei Complementar nº 64/90) prevê a abertura de ação de investigação judicial eleitoral (Aije) para apurar fatos que caracterizem a utilização indevida de veículos ou meios de comunicação social, em beneficio de candidato, partido político ou coligação, configurando igualmente conduta vedada aos agentes públicos, prevista no artigo 73, inciso II, da Lei 9.504/97 (Lei Geral das Eleições).

A conduta também pode importar na cassação do futuro registro do candidato beneficiado pelo abuso perpetrado, bem como na decretação da inelegibilidade do responsável pela veiculação irregular e de todos que concorreram para a prática do ato, abarcando as eleições a se realizarem nos oito anos subsequentes. A Recomendação nº 56/2014 foi recebida em 25 de abril, via fax, e em 28 de abril de 2014, fisicamente.

Todas as notícias – Para fins de fiscalização, a PRE/PB recomendou que todas as notícias produzidas pelo governo do estado (após o recebimento da recomendação), sejam enviadas à Assessoria de Comunicação do MPF, através do e-mail prpb-ascom@mpf.mp.br.

 Ascom

Couto desmente Charlinton e não confirma apoio a pré-candidatura de Veneziano

luiz coutoO deputado federal Luiz Couto (PT) desmentiu, nesta quarta-feira (30), o presidente estadual do Partido dos Trabalhadores, Charlington Marchado, dando conta que a pré-candidatura de Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) já teria o seu apoio.Através de nota de sua assessoria, Couto considerou a afirmação “maldosa” e “equivocada” e disse que qualquer ilação levantada por causa de presença do seu coordenador de campanha, Noado Meireles, na reunião do PT na última segunda-feira (28).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Couto garante que a ala ‘Mensagem ao Partido, a qual ele está inserido, ainda não tomou nenhuma decisão em relação a alianças na Paraíba e isso só acontecerá após as deliberações da nacional do partido em encontro programado para acontecer nos dias dois e três de maio na cidade de São Paulo.

O parlamentar também alfineta a direção estadual do partido e sugere que o PT estadual se preocupe mais com a ‘psdbização’ do governo de Luciano Cartaxo, em João Pessoa, que tem recebido lideranças tucanas.

MaisPB

com assessoria 

Anísio Maia rebate críticas de Luiz Couto à pré-candidatura de Nadja Palitot ao Governo do Estado: “Fraco é ele”

anisioO deputado estadual Anísio Maia (PT) rebateu, neste domingo (23), as críticas do deputado federal Luiz Couto que minimizou a pré-candidatura de Nadja Palitot ao Governo do Estado. Couto disse que a intenção a pretensa candidatura petista para o Palácio da Redenção é “conversa para boi dormir” e disse que a mesma não teria “expressividade” para o pleito eleitoral.“Candidatura fraca é a do deputado Luiz Couto que perdeu apoio dos petistas e agora resta a ele apelar para a boa vontade do governador para conseguir votos para ele. Fraco é ele”, reagiu o parlamentar diante das insinuações do colega de partido.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

De acordo com o petista, já chegou a hora de Luiz Couto definir de que lado está, pois, segundo Anísio Maia, ele estaria a mando do governador da Paraíba tentando “detonar” o Partido dos Trabalhadores.

Roberto Targino – MaisPB