Arquivo da tag: praticar

Dupla é presa por praticar roubo na Praça Central de Araruna

A Polícia Civil prendeu, nesta quarta-feira (05), uma dupla acusada de ter praticado roubo na Praça Central do município de Araruna. Jackson Nascimento e Dayane Barbosa da Silva estão à disposição da Justiça e agora aguardam a audiência de custódia que vai determinar para qual prisão eles devem ser encaminhados.

As prisões foram feitas pela Seccional de Solânea, por meio da Delegacia de Araruna, em ação conjunta com o NI e as Polícias Civil e Militar da cidade de Brejinho, no Rio Grande do Norte.

A polícia cumpriu mandados de prisão expedidos pela Justiça.

 

Redação FN

 

 

Homem é preso acusado de praticar atos libidinosos com criança de 4 anos em frente a creche em Bayeux

Um homem de 42 anos foi preso na manhã desta segunda-feira (02) acusado de atos libidinosos com uma criança de quatro anos, em frente a uma creche no bairro Brasília em Bayeux, zona metropolitana de João Pessoa.

De acordo com a polícia, o homem estaria acompanhado de uma mulher e duas crianças, quando a mãe entrou na creche e ele ficou sozinho com as duas crianças. Foi nesse momento que o acusado teria pego a menina e a levou para um canto onde a teria feito pegar nos órgãos sexuais dele.

Uma mulher que mora em frente à creche viu o o ato e começou a gritar. O homem se assustou e tentou fugir com a bermuda ainda na altura dos joelhos.

A Polícia Militar foi chamada e conduziu o acusado para a delegacia onde ele foi autuado e o fato informado ao conselho tutelar que deve cuidar das crianças.
O acusado conversou com nossa equipe e negou as acusações. Disse que a bermuda caiu por quê o zíper e o botão estão quebrados.

Marília Domingues / David Martins

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Polícia prende suspeito de praticar golpes de R$ 200 mil que fingia ser filho de juiz

Uma das motos negociadas pelo suspeito de estelionato, preso nesta quarta-feira (9) em João Pessoa (Foto: Lucas Sá/DDF/PC)

Um homem de 31 anos foi preso nesta quarta-feira (9), suspeito de causar prejuízos de R$ 200 mil a vítimas de estelionato em João Pessoa. Segundo a Polícia Civil, ele afirmava ser filho de juiz para intimidar as vítimas e não ser denunciado à polícia.

Conforme a investigação policial, o suspeito oferecia empregos a motoboys e fazia as vítimas entregarem as motos delas, além de alugar automóveis e vendia os veículos a terceiros.

De acordo com o delegado de defraudações e falsificações Lucas Sá, há 12 anos ele pratica crimes, inclusive em Portugal e na França. O delegado ainda informou que o suspeito se passava por empresário e por volta de 18 vítimas do estelionatário foram identificadas.

 G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Homem é preso em Cuitegi acusado de violência doméstica contra a mãe

Policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) prenderam, na noite desta quinta-feira (4), no centro do município de Cuitegi, um homem acusado de praticar violência doméstica contra a mãe.

A própria vítima chamou os policiais militares e informou à guarnição do Sgt Valdomiro, que esteve no local, que o filho estaria agressivo e proferindo palavras de baixo calão contra ela.

O acusado, que já foi preso outras vezes pelo mesmo tipo de crime, foi conduzido, junto com a vítima, para a Delegacia de Polícia Civil.

Ele foi autuado em flagrante por violência doméstica e em seguida foi encaminhado para o Presídio Vicente Claudino de Pontes, em Guarabira.

Assessoria 4º BPM

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Preso em flagrante suspeito de praticar crimes sexuais contra crianças em Pilões

sireneNa tarde desta quinta-feira (15) policiais civis da delegacia de Pilões, no Brejo da Paraíba, a 117 km de João Pessoa, prenderam em flagrante um jovem de 18 anos suspeito de praticar crimes de natureza sexual contra crianças do município. A polícia chegou até ele depois de investigar denúncias feitas por mães e pais de crianças que moram próximas ao suspeito.

O jovem foi preso na casa dele, no sítio Rio do Braz, na Zona Rural de Pilões. Ele foi ouvido na delegacia e reconhecido pelos pais de algumas vítimas de atos que teriam sido praticados por ele. As mães que procuraram a autoridade policial informaram que o suspeito praticava atos obscenos na frente dos filhos e tentava aliciá-los oferecendo dinheiro. O detido vai ficar na delegacia de Pilões aguardando determinações da Justiça.

Outra prisão

A Polícia Civil da 8ª Delegacia Seccional de Guarabira, também no Brejo da Paraíba, a 98 km da Capital, em uma ação coordenada pela equipe da delegacia de Pilões, deu cumprimento, na tarde desta quinta, a um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça contra um homem de 36 anos, suspeito de praticar vários assaltos na cidade.

A polícia começou a investigar o suspeito depois que várias vítimas procuraram a delegacia denunciando que foram abordadas por um grupo de assaltantes. Algumas o descreveram como um dos integrantes do grupo criminoso. A partir das informações repassadas, os policiais iniciaram as buscas.

Foi montada uma campana no bairro apontado pelas vítimas como o local de atuação dos criminosos e, depois de uma diligência, foi descoberta a residência do suspeito. Ele foi preso na casa onde mora, no sítio Tabocal, localizado na Zona Rural de Pilões. Durante a abordagem ele disse que era o responsável por apontar para os outros integrantes do grupo as vítimas e as residências que seriam assaltadas.

O preso foi ouvido na delegacia e está recolhido na carceragem aguardando decisão da Justiça. Agora a polícia continua as investigações para identificar e prender os outros suspeitos de praticar os crimes patrimoniais.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Praticar exercícios físicos torna pessoas mais espertas e melhora humor

mulher-malhandoTodos nós sabemos que a prática de exercícios pode melhorar a qualidade de vida. Mas além de ajudar a perder peso e dar disposição, você sabia que a atividade física pode influenciar no bom humor, na cognição e na produção de novos neurônios?

Pois é, malhar fortalece o cérebro.

Um estudo teórico divulgado no jornal Frontiers in Neuroscience se baseou em diversas teses já publicadas para defender a hipótese de que a prática constante de exercícios físicos em níveis leves e moderados impulsiona a formação de novos neurônios, um fenômeno chamado de neurogênese no hipocampo adulto.

Anteriormente, acreditava-se que a criação de neurônios acontecia só durante o desenvolvimento do cérebro e não continuava por toda a vida.

Porém, cientistas identificaram a produção contínua em algumas partes do cérebro, principalmente no hipocampo –e estes novos neurônios seriam altamente responsivos ao exercício.

O hipocampo é a parte do cérebro com papel fundamental na formação de novas memórias e na regulação emocional, por isso o nascimento de neurônios nesta região do cérebro melhora a cognição e o humor, de acordo com o neurologista Fábio Porto, do Hospital das Clínicas de São Paulo.

iStock

Mas não adianta fazer um abdominal e esperar como resposta diversos neurônios ou maior controle emocional. Os benefícios da neurogênese acontecem com o tempo.

“Existem duas respostas corporais distintas que afetam o humor e estão relacionadas aos exercícios. De imediato temos a liberação da endorfina, que nos deixa feliz logo após o suor. A longo prazo temos a neurogênese, que pode trazer equilíbrio ao cérebro e nos deixar de bom humor”, afirma o neurologista Lucas Schilling, pesquisador do Instituto do Cérebro da PUC Rio Grande do Sul.

Mas o exagero faz mal

Schilling explica que a tese abordada no artigo leva em conta o nível dos exercícios –atividade física moderada e leve tem como benefício a produção de neurônios e o equilíbrio entre os neurônios que já existem. Mas a atividade exagerada, que força os limites, provoca respostas negativas do corpo, como inflamações, lesões e desidratação.

“Os cientistas acreditam que o acompanhamento dos níveis da neurogênese no hipocampo pode ser uma boa maneira de mensurar as respostas dos exercícios, com a possibilidade de analisar se a atividade gera novos neurônios ou não”, explica Schilling.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Idoso é roubado por travestis e obrigado a praticar orgias sexuais na cidade de Sousa

sireneNa madrugada deste sábado (27), um fato curioso movimentou a área policial da cidade de Sousa.

Um senhor de idade acionou a polícia militar do 14º BPM e informou aos militares que acabou sendo roubado por um grupo de travestis, e obrigado a participar de orgias sexuais com os mesmos.

O idoso contou que a confusão aconteceu próximo a um bar, e em seguida, os travestis fugiram do local com sua bolsa e todos os seus objetos pessoais.

A PM orientou à vítima a registrar um boletim de ocorrência na delegacia para formalizar o ocorrido.

Diário do Sertão

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Menor de 13 anos é morto minutos depois de praticar três assaltos na Paraíba

casos-de-policiaUm adolescente de 13 anos foi assassinado na tarde desta quarta-feira (21), no momento que assaltava duas mulheres no sítio Guritiba, na zona rural da cidade de Queimadas, Agreste do estado a 133 km de João Pessoa. Carlos Eduardo foi morto minutos depois de praticar três assaltos, sequenciais. O menor era usuário de drogas, segundo familiares.

De acordo com o delegado Ramirez São Pedro, que coordenou as investigações, duas mulheres caminhavam por uma estrada quando foram abordadas pelo adolescente e outro comparsa, que estavam em uma motocicleta roubada no dia 19 de outubro. Nesse momento, dois homens em outra moto efetuaram tiros contra a dupla.

“Tudo leva a crê que os outros dois homens estavam no encalço do menor e o comparsa. Os suspeitos efetuaram vários tiros contra a dupla. O adolescente Carlos Eduardo morreu no local e o outro ficou ferido e conseguiu fugir por um matagal. O menor teria praticado três assaltos no intervalo de poucos minutos”, falou o delegado.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Os suspeitos de efetuarem os tiros fugiram sem deixar pista. Vítimas dos assaltos do menor comparecem na delegada para prestar queixa e recolher os objetos recuperados.

 

portalcorreio

Cabo e soldado do Exército são presos após praticar assaltos na Zona Oeste da Capital

Material apreendido pela Polícia Militar
Material apreendido pela Polícia Militar

Um soldado e um cabo do Exército foram presos na noite dessa terça-feira (3) suspeitos de praticar assaltos no bairro de Cruz das Armas, Zona Oeste de João Pessoa. Um operário de 34 anos também foi preso por integrar o grupo. Com o trio, foram apreendidas duas armas de fogo, uma touca ninja, celulares roubados, cocaína e maconha.

De acordo com a Polícia Militar, a prisão aconteceu após uma estudante relatar à guarnição que realizava rondas no local que havia sido assaltada por três homens. Ela informou que eles estavam em um carro e descreveu o veículo para os policiais.

Os suspeitos foram encontrados próximo ao quartel do 15º Batalhão de Infantaria Motorizado. Segundo o aspirante Isaque Sabino, que comandou a prisão, dois suspeitos se identificaram como sendo integrantes do Exército no momento da abordagem policial. “Revistamos os suspeitos e o carro e encontramos armas, drogas e celulares roubados”, informou. Os três homens foram reconhecidos pela vítima.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O Exército Brasileiro foi informado sobre o ato praticado por dois de seus membros e os suspeitos foram levados para a 12ª Delegacia Distrital, em Manaíra.

 

Portal Correio

Padres que pregavam ‘amor livre’ para praticar pedofilia chocam Espanha

padres“Boa tarde filho, sou o padre Jorge”. “Não conheço nenhum padre Jorge”, respondeu o interlocutor. “Filho, acalme-se, aqui é o papa Francisco”.

Essas são as palavras que um atônito jovem escutou ao telefone. Ele havia escrito uma carta ao argentino meses antes, para denunciar anos de supostos abusos por parte de um grupo de religiosos da diocese de Granada, no sul da Espanha.

O escândalo foi noticiado pelos sites de internet espanhóis, atraindo cada vez mais atenção estrangeira. O próprio papa se referiu à polêmica na terça-feira (25).

Até o momento, três sacerdotes católicos e um professor de religião foram detidos.

“Eu li sua carta e escrevi ao bispo dizendo que ele comece uma investigação”, explicou o papa na terça-feira.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Recebi essa notícia com grande dor, com uma dor muito grande, mas a verdade é a verdade e não podemos escondê-la”, disse.

Mas qual é a trama em cuja investigação o papa se envolveu pessoalmente?

O clã dos Romanones
Acusações de escândalos sexuais , abusos de autoridades eclesiásticas, detenções, heranças duvidosas, segredos e um grupo com sobrenome aristocrático: “os Romanones”.

Os ingredientes são de um romance de intriga, crime e suspense. Mas não é ficção.

Daniel (nome fictício) tem 24 anos e há alguns meses denunciou ─ em uma carta dirigida ao papa ─ que entre os 13 e os 18 anos foi submetido a constantes abusos por parte de um grupo de sacerdotes católicos, os “Romanones”.

O jovem, membro da organização católica Opus Dei e professor universitário, entrou em contato com os sacerdotes investigados quando era coroinha na paróquia de San Juan María Vianney, localizada em um bairro de Granada.

Segundo seu depoimento, a rede seria comandada por um dos detidos, o padre Román M.V.C (de quem deriva o nome do clã) e realizaria atos sexuais em diversas de suas propriedades na província de Granada.

Ele afirmou que os religiosos justificavam suas práticas sexuais com a frase: “o amor é livre, eleva o espírito”.

Vítimas
As acusações recaem sobre dez sacerdotes e dois laicos.

Não se sabe exatamente quantos meninos e meninas podem ter sido vítimas do grupo, que supostamente atraía os jovens conquistando sua confiança ou afastando-os de suas famílias.

Daniel disse que decidiu fazer a denúncia principalmente por não saber a extensão da rede e quantas pessoas foram vítimas dela. Ele acrescentou não querer que as pessoas que arruinaram sua infância façam o mesmo com outros meninos e meninas.

Encorajado pelo respaldo do papa, Daniel apresentou uma denúncia formal perante a Fiscalização Central de Andaluzia, em outubro.

Detenções
O processo foi acelerado a partir do momento em que a denúncia foi feita.

O órgão judicial encarregado da causa ordenou na segunda-feira (24) a detenção de três sacerdotes e um leigo. Mas a Justiça ainda vai decidir se eles responderão ao processo em liberdade.

Os detidos são Román M.V.C, a quem o denunciante identifica como “o diretor”, Francisco C.M, e Manuel M.M. Todos eles tiveram algum vínculo com a paróquia de Vianney.

Eles foram encaminhados à Chefatura Superior de Polícia de Andaluzia Oriental e negaram qualquer relação com os crimes ao ser interrogados.

Além disso, há alguns dias, foi denunciado o desaparecimento de vários computadores de um chalé em Pinus Puente (Granada), que é de propriedade dos acusados.

Também há uma segunda denúncia, formulada por uma outra suposta testemunha, que forneceu aos investigadores mais dados e nomes.

O subdelegado do governo, Santiago Pérez, afirmou que não há mais prisões previstas por enquanto.

Reação da hierarquia
Enquanto isso, a Igreja Católica na Espanha demonstrou estar chocada e consternada com os eventos.

A Conferência Episcopal, por meio de seu porta-voz, José María Gil Mamayo, expressou repulsa e pediu perdão às “possíveis vítimas”.

O arcebispo de Granada, Francisco Javier Martínez, protagonizou no domingo uma cena pouco usual na catedral da província: deitou no solo junto com outros membros da diocese por vários minutos – um gesto que só é realizado Sexta-feira Santa.

“Os males da Igreja são os males de cada um de nós”, disse o arcebispo durante a homilia. Ele disse que tudo isso é “uma ferida dolorosíssima para (Jesus) Cristo”.

G1