Arquivo da tag: possível

Brasil registra terceiro caso possível de coronavírus; contraprova é aguardada

Ministério da Saúde, a Secretaria de Saúde do estado de São Paulo e a Secretaria Municipal da capital paulista informaram a existência de um possível terceiro caso confirmado do novo coronavírus no Brasil. A contraprova ainda não foi realizada no Instituto Adolfo Lutz, um dos de referência nacional, para confirmar se a pessoa contraiu mesmo o novo vírus.

Não há detalhes sobre o terceiro possível caso. Segundo o último boletim do Ministério da Saúde, divulgado na terça-feira, o Brasil tem 488 casos suspeitos do novo coronavírus. São Paulo é o estado com mais suspeitas: 130.

Na Paraíba atualmente existem quatro casos em investigação de acordo com a Secretaria de Saúde do Estado.

A Covid-19 costuma provocar sintomas como febre e problemas respiratórios. Até o momento, há dois casos confirmados do novo coronavírus no Brasil, todos em São Paulo. Ambos os casos são importados, de pacientes que tinham viajado à Itália, um dos países mais afetados pela epidemia.

No Rio de Janeiro, são 62. Apenas quatro estados não registraram casos suspeitos: Acre, Amapá, Roraima e Tocantins. No mundo, mais de 3.200 pessoas já morreram em decorrência da doença, a maioria delas na China.

paraiba.com.br

 

 

Trócolli é contra possível fechamento de comarcas na Paraíba

O deputado estadual Trócolli Junior (Pros) participou de audiência entre o presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, desembargador Joás de Brito Pereira Filho, colegas parlamentares e prefeitos para discutir a possibilidade de fechamento de comarcas na Paraíba. Trócolli se colocou contra a extinção de, pelo menos, 25 comarcas e o rebaixamento de outras 19.

“Nós temos uma grande preocupação com a extinção de comarcas importantíssimas na Paraíba, algumas com mais de cem anos de criação, que atendem os jurisdicionado paraibano, que nós entendemos será um prejuízo muito grande o fechamento das mesmas”, ressaltou o deputado.

Trócolli disse que o presidente Joás de Brito Filho explicou o que realmente está acontecendo. “O desembargador demonstrou que na verdade houve um vazamento de um estudo que começou em 2015, que não existe absolutamente nada decidido, que existem regras a cobranças por parte do CNJ, no que se diz respeito a cobranças aos senhores juízes e que essas regras têm que ser cumpridas pelo Tribunal de Justiça. Mas deixou bem claro que apenas existe um estudo e que não existe nada decidido”, revelou.

O presidente
O desembargador Joás de Brito foi enfático ao afirmar que não existe nada oficial no sentido de desinstalar comarcas no Estado. “Existe um estudo realizado pelo setor de Planejamento Estratégico do Tribunal e que, ainda, será objeto de debate com os eminentes desembargadores”, explicou o presidente.
Assessoria para o Focando a Notícia

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Secretário de Governo explica que crise prejudica municípios, mas gestão faz o possível para manter ações no Estado

waldsonO Secretário do Desenvolvimento e Articulação Municipal, Waldson Souza explicou para o PB Agora sobre as dificuldades que o governo estadual está tendo, diante do período de crise econômica que o país está vivendo.

Para o auxiliar do governador Ricardo Coutinho (PSB), a redução ou até mesmo, falta de repasses de recursos federais estão prejudicando os municípios em diversas áreas de prestação de serviço e pagamento de folha de servidores, mas as ações do governo estadual estão mantidas, apesar dos problemas.

“Nós estamos continuando a execução dos convênios, mesmo com as dificuldades financeiras evidentes e aparentes, mas estamos fazendo nossas liberações para continuar as ações. Os governos municipais estão passando por dificuldades seríssimas, mais de 40 cidades estão com repasse zerado e outros, bastante reduzidos”, explicou.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Waldson lembrou ainda a busca pela criação de novas fontes de recursos já que ano que vem, vai persistir uma tendência de queda em arrecadação e consequentemente de repasses para os municípios.

“É preciso ter pé no chão na hora de administrar as cidades, já que há uma tendência de redução de arrecadação e repasses federais. Estamos lutando para demonstrar a necessidade de novas fontes de recursos, mas no momento, é preciso fazer cortes e ajustes não somentes na administração dos municípios, mas essa dificuldade é também do Governo Estadual e é o que estamos fazendo”, justificou o secretário.

Imagem: divulgação

Vanessa de Melo com informações de Henrique Lima

PB Agora

População de Remígio comemora possível volta do abastecimento na cidade

águaMais de cinco meses ininterruptos sem água e a população de Remigio já estava ansiosa pela notícia de que a agua seria bombeada para suas casas. Essa notícia começou a se concretizar nesta segunda feira, a chegada da água que a CAGEPA (Companhia de Água e Esgotos da Paraíba) começou a bombear na barragem de Vaca Brava, tratar em Cepilho e soltar no sistema de distribuição chegando as casa das familias que sofriam com a falta do líquido vital.

A barragem de Vaca Brava se encontra neste dia 03 de agosto com 17% da capacidade acumulada de água, pouco mais de 650 mil metros cúbicos.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Fica agora a missão para a população: Economizar, pois todos passamos por uma lição duríssima nos últimos dias.

 

remigio247

É possível estar menstruada e grávida ao mesmo tempo? Médica explica

menstruada-e-gravidaMulheres que desconfiam de uma gravidez e que mesmo assim menstruam: parece estranho, mas isso acontece frequentemente. No entanto, é importante ressaltar que o sangue expelido pelo corpo não é menstruação, e sim, um sangramento comum no início da gestação, denominado ameaça de aborto. Ou ainda, um pequeno sangramento de implantação, que acontece entre dez e quatorze dias depois da fecundação e não dura mais que dois ou três dias.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Pode ser aborto?

Segundo a ginecologista e obstetra Dra. Daniela Gouveia, apesar do nome envolvendo a palavra aborto, a condição não significa que a mulher está abortando: “Pode ser um deslocamento de placenta, um sangramento do colo do útero, alguma feridinha ou infecção, que tratando direitinho pode parar”. No entanto, a médica alerta que é preciso se consultar com o especialista caso haja sangramento durante a gravidez, para fazer exames e identificar de onde vem o problema.

Como diferenciar o sangramento da menstruação?

O sangramento da mulher grávida é menos intenso e dura menos dias do que a menstruação

De acordo com a ginecologista, o sangramento do início da gravidez vem em uma pequena quantidade, sendo muito menos intenso do que o da menstruação. Além disso, a característica do sangue, que não costuma ser percebido pelas mulheres, é sua cor, uma vez que ele é mais aguado.

A médica recomenda que redobre a atenção caso o sangramento tenha sido anormal, pois muitas mulheres acreditam que pode ser apenas uma menstruação incomum, quando na verdade já estão grávidas. “Se a menstruação foi ‘estranha’ e a mulher tiver outros sintomas, recomenda-se que ela faça o teste de gravidez”, sugere a especialista, que alerta ser essencial consultar um médico e informá-lo sobre qualquer anormalidade.

É possível sentir cólica na gravidez?

A mulher pode estar grávida e confundir a dor com a cólica menstrual

Algumas mulheres podem sentir cólica e estarem grávidas, segundo a ginecologista. Isso porque o útero fica destendido, dilatado e pode causar as dores. “A mulher pode confundir essa cólica com a cólica menstrual. Ela pode sentir nas duas ou três primeiras semanas da gestação”, explica.

Dra. Daniela ressalta que é possível que a mulher não perceba que está gestante por causa desses sinais, mas só até os três primeiros meses, onde ela não percebe o crescimento da barriga. Mas a partir do quarto mês já é mais perceptível.

itodas

Entenda o processo de impeachment e saiba se é possível Dilma deixar o governo

dilmaDesde que a crise econômica se instalou de fato no Brasil, a popularidade da presidente Dilma Rousseff tem sido abalada por uma onda constante de manifestações e protestos que tomam conta do país. A partir disso, alguns setores da sociedade cogitam a possibilidade de um processo de impeachment, a exemplo do que ocorreu com em 1992, com o presidente Fernando Collor. Mas, na prática, será que há base jurídica que garanta a destituição de Dilma Rousseff da presidência?

Para o advogado paraibano Marcos Pires, neste momento ainda não há possibilidade de que o processo de Impeachment avance, até mesmo porque não interessa ao PSDB, tendo em vista que, com a saída de Dilma Rousseff quem assumiria a Presidência seria Michel Temer (PMDB). Segundo Pires, para é mais interessante para o PSDB manter Dilma fragilizada para que, em 2018, a candidatura de Lula possa ser derrotada por Aécio Neves ou Geraldo Alkmin.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Caso Michel Temer venha a assumir a Presidência da República, em consequência do afastamento de Dilma Rousseff, explicou Marcos Pires, o PMDB poderá construir um arco de alianças para 2018, cenário atualmente inimaginável, incluindo até o próprio PT no processo, só que num papel secundário.

Portanto, avaliou o advogado Marcos Pires, as manifestações que estão ocorrendo no país, inclusive a programada para o próximo domingo (15), tem “no mínimo todo o interesse do PMDB e uma forte simpatia do PSDB, por razões diversas mas convergentes, ao menos por enquanto”. Caso o povo insista no processo de Impeachment, acredita Pires, mais à frente o PMDB e PSDB deverão adotar ações diversas.

Juridicamente

Segundo a Lei 1.079/50, que trata dos crimes de responsabilidade e regula o respectivo processo de julgamento, para que o pedido de abertura do processo de Impeachment tenha consistência, devem existir provas de que o Presidente da República, no caso Dilma Rouseff, tenha cometido algum crime comum – a exemplo de roubo ou homicídio; ou crime de responsabilidade – que abrange desde improbidade administrativa até atos que coloquem em risco a segurança nacional. Mas até agora não há processo envolvendo diretamente o nome da presidente Dilma Rousseff

Caso se configure o crime de responsabilidade e o processo de impeachment seja julgado e considerado procedente, quem assume é o vice, Michel Temer (PMDB), que permanece até o fim do mandato. Caso o vice também seja afastado, seguindo os mesmos tramites de Dilma Rousseff, ainda durante a primeira metade do mandato, serão convocadas novas eleições. Mas se o processo ocorrer a partir da segunda metade do mandato, as eleições são indiretas.

Nas eleições indiretas para Presidente da República, apenas os membros do Congresso Nacional podem votar nos candidatos. Durante o processo de novas eleições, quem assume a Presidência é o terceiro na linha sucessória: o presidente da Câmara dos Deputados, no caso atual,  Eduardo Cunha (PMDB).

 

clickpb

Tucano defende Ricardo Marcelo, e elogia possível candidatura de Daniella: “é viável”

tovarO deputado estadual diplomado Tovar Correia Lima (PSDB) concedeu entrevista à imprensa paraibana, nesta quinta-feira (21), e negou os boatos de desistência do atual  presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Ricardo Marcelo (PEN), de disputar à reeleição na Casa de Epitácio Pessoa.

Segundo o tucano, a continuidade do atual presidente à frente do parlamento paraibano nasce do desejo dos próprios parlamentares, que tem aprovado a administração de Ricardo Marcelo, e não da imposição do próprio.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Eu acredito que Ricardo Marcelo é o melhor candidato a presidente. Mas, ele nunca fez nenhuma imposição, nenhum pedido, ele não tem características de impor. O trabalho que ele realizou na Assembleia Legislativa é que credencia a sua candidatura”, disse Tovar.

O parlamentar do PSDB também comentou sobre as especulações em torno do ingresso da deputada Daniella Ribeiro (PP) como candidata à presidente da ALPB, em caso da confirmação da desistência de Ricardo Marcelo.

“A deputada Daniella é um nome viável. Mas, para falar a verdade, nunca falamos com ela sobre isso. Ela tem uma grande experiência legislativa acumulada, tanto na Câmara Municipal de Campina Grande como na própria Assembleia”, concluiu.

WSCOM Online

Dona de casa tenta fugir de possível assalto e é morta com tiro em João Pessoa

Plantão de PolíciaUma dona de casa, mãe de quatro filhos, foi assassinada com disparo de arma de fogo após tentar fugir de um possível assalto no bairro do Cristo redentor, Zona Oeste de João Pessoa, na noite desta quarta-feira (3), por volta das 18h30.

Segundo oficiais da Cavalaria da Polícia Militar da Capital, a vítima estava na frente da casa onde residia, na Rua José Francisco da Silveira, nas proximidades da caixa d’água do bairro. Ela teria percebido uma dupla suspeita se aproximando e, temendo sofrer algum tipo de violência, tentou se refugiar dentro da residência.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Nesse momento, os bandidos procederam com uma série de disparos através do portão da casa, quando a vítima já se encontrava do lado de dentro. Um dos tiros a acertou na região do abdômen, levando-a à morte ainda no local. Uma unidade do Serviço de Atendimento Médico de Urgência ainda foi deslocada, mas a equipe médica nada pôde fazer para reverter o quadro.

Segundo a polícia, a dupla suspeita teria fugido em um veículo Palio de cor branca, o que, segundo constataram os agentes, significa que os criminosos estavam recebendo cobertura.

Uma irmã da mulher assassinada entrou em contato com a polícia no local e demonstrou não compreender o caso, visto que a vítima seria uma pessoa de bem e sem qualquer envolvimento com o mundo do crime.

 

portalcorreio

Achar que é possível controlar a vida do parceiro é uma ilusão

casalRecursos para vigiar alguém existem aos montes. Ainda mais hoje em dia, com o excesso de exposição da vida privada nas redes sociais e de aplicativos que permitem divulgar a rotina em riqueza de detalhes, com direito a endereço, horário e companhia. Mesmo quem prefere um dia a dia mais discreto não está imune. Uma busca mais apurada pode facilitar bastante o trabalho de quem tem interesse –ou sente necessidade– de controlar a vida do par.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Mas por mais que uma pessoa se esforce, conferindo trajetos, fuçando o Facebook de minuto em minuto, telefonando várias vezes ao longo do dia, cercando o outro através de parentes e amigos, dá mesmo para controlar a vida de alguém e saber todos os seus passos?

Para a psicóloga especializada em sexualidade Juliana Bonetti Simão, de São Paulo (SP), a resposta é não. “A percepção de controlar o parceiro é ilusória. Nosso par é aquilo que pode ser e não o que gostaríamos que fosse. Portanto não está a serviço de nossas fantasias de controle”, diz. “O controle da vida daquele que acreditamos amar é algo que, cedo ou tarde, vai acabar indo contra a relação, pois é uma atitude desgastante que só provoca angústia e frustração em ambos”, afirma.

Segundo Maura de Albanesi, psicoterapeuta da capital paulista, quando a pessoa percebe que está sendo fiscalizada, a tendência é criar outros recursos para burlar a vigilância: contas de e-mails diferentes, páginas falsas em redes sociais, apagar rapidamente mensagens, inventar contatos no celular etc. “Para evitar conflitos, acabam utilizando várias ferramentas sem perceber que entraram no jogo do controle, se controlando também”, fala.

Controlar ou cuidar?

Muitas das pessoas que se dedicam a rastrear todos os passos da vida do parceiro o fazem mobilizadas pela ideia de que “quem ama, cuida”. Porém, essa crença é totalmente equivocada, já que cuidar não é sinônimo de controlar.

“Cuidar está relacionado à ação de tratar de algo ou alguém, zelar, preocupar-se, dar atenção, notar, manifestar interesse. Controlar significa vigilância, inspeção, fiscalização, exigir comprovação, domínio. Assim, quem ama cuida, não controla. O controle tem uma intensa necessidade emocional, na qual não há espaço para a necessidade do outro ou para o desenvolvimento do amor”, explica Ana Paula Magosso Cavaggioni, psicóloga da Clia Psicologia e Educação, de São Paulo (SP).

Na opinião de Juliana, antes de sair por aí inspecionando o par, é melhor a pessoa olhar para si mesma e repensar suas escolhas. “Se há certeza do amor que o outro sente, existe confiança. Por isso, há espaço para que cada um tenha uma vida própria dentro do relacionamento”, observa.

Por trás de todo controle excessivo é comum existir um ciúme doentio, que nasce de uma demanda de exclusividade, do desejo de ser tudo para alguém, da situação de não suportar dividir a atenção da pessoa amada com mais ninguém.

“O ciúme traz consigo uma grande angústia de ser excluído e de correr o risco de perder atenção e amor. Mas para amar o outro é preciso, primeiro, amar a si mesmo. Em qualquer relação, amar demais nunca será sinônimo de posse ou de controle”, expõe Raquel Fernandes Marques, psicóloga da Clínica Anime, de São Paulo (SP).

O ciúme normal se baseia em ameaças e fatos reais. Ele não limita as atividades de quem sente ou é alvo e tende a desaparecer diante de evidências. O ciúme extrapola as fronteiras do saudável quando se torna uma preocupação constante e, geralmente, infundada de pessoas que apresentam grande imaturidade em suas relações, chegando, em casos extremos, a ter comportamentos agressivos.

“Indivíduos inseguros e com baixa autoestima nem sempre sentem ciúme por causa de um motivo, pois esse sentimento é um monstro gerado por eles mesmos. Essas pessoas não precisam de inimigos, pois elas se bastam”, fala Raquel.

Efeito bola de neve

Ao acreditar que é possível gerenciar a relação, a pessoa tenta administrar as próprias emoções e angústias, sem considerar o que outro sente, para garantir o sucesso da vida a dois. “Mas nada é garantido. Temos o nosso desejo, mas ele precisa ser recíproco. O máximo que conseguimos gerenciar é a rotina em comum, as despesas, aquilo que é de cunho prático. Sentimentos, de forma alguma, pois não dá para obrigar alguém a amar”, conta Juliana.

Alguns homens e mulheres fazem tanto esforço ao tentar vigiar o par que acabam perdendo o controle da própria vida. Com frequência, sofrem prejuízos profissionais, sociais, familiares e financeiros. “Toda a sua energia pessoal é canalizada no outro e, com isso, suas questões pessoais ficam à deriva. É como uma bola de neve: a pessoa passa a se sentir vazia e busca que o outro a preencha, o que leva a aumentar ainda mais a cobrança”, explica Maura de Albanesi.

Segundo a psicóloga Ana Paula, é importante que aquele que se sente vigiado não alimente a dinâmica doentia e controladora do parceiro, estabelecendo de forma clara os limites de sua individualidade, mantendo atividades e contatos que considere importantes e evitando ceder à pressão para evitar brigas que lhe pareçam infundadas. Ao mesmo tempo, é fundamental procurar conscientizá-lo sobre o caráter destrutivo de seu comportamento para o relacionamento, apoiando-o a buscar ajuda profissional se necessário.

“Não se deve suportar o controle. Ao menor sinal dele, mude a relação rapidamente. É preferível perder uma pessoa a perder a si mesmo”, diz Maura. Já Juliana Simão lembra que toda questão amorosa tem dois lados. “Para alguém controlador, volta e meia existe outro alguém que se deixa controlar, ou seja, há uma autorização para que a relação se configure dessa maneira”, diz.

 

Uol

EUA investigam possível epidemia de doença respiratória rara em crianças

criancas-gameCentenas de crianças com sintomas de uma rara doença respiratória deram entrada em hospitais de dez Estados americanos nas últimas semanas, informou o CDC (Centro para Controle e Prevenção de Doenças) nos Estados Unidos. A instituição investiga a possibilidade de uma epidemia do enterovírus D68, conhecido também como EVD68.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

De acordo com um relatório divulgado nesta segunda-feira (8), aproximadamente 475 crianças receberam tratamento no Hospital da Misericórdia Infantil de Kansas City, no Missouri, após demonstrar sintomas do que parecia uma forte gripe. Pelo menos 60 crianças ainda estão em tratamento intensivo, de acordo com um porta-voz do hospital.  O CDC registrou 19 casos do enterovirus D68.

O Hospital Infantil do Colorado, na cidade de Denver, no Estado americano do Colorado, informou a um jornal local que mais de 900 crianças já receberam tratamento para doenças respiratórias nas últimas três semanas, incluindo 86 que tiveram de dar entrada no hospital. No Hospital Rocky Mountain, também no Colorado, cinco crianças ficaram em tratamento intensivo, mas ainda não houve confirmação oficial de que o mal esteja relacionado.

O CDC confirmou, porém, o registro de 11 casos do vírus em Chicago, com pacientes na faixa de 20 meses até 15 anos. O hospital da cidade vem tratando dezenas de crianças com problemas respiratórios, o que levou um porta-voz da Universidade de Chicago a afirmar que é “como se a gripe de inverno começasse mais cedo”.

De acordo com Mark Pallansch, diretor da divisão de doenças virais do CDC, o número de casos relatados poderiam ser “apenas a ponta do iceberg”. Em entrevista à CNN, ele informou que os Estados que já entraram em contato com o CDC são Missouri, Illinois, Colorado, Kansas, Oklahoma, Iowa, Kentucky, Ohio, Carolina do Norte e Georgia. A diretora para doenças respiratórias e imunização, Anne Schuchat, afirmou que “a situação está evoluindo muito rapidamente”.

O vírus EVD68

Enterovírus são extremamente raros e a maioria não apresenta sintomas ou, quando é o caso, parece uma gripe comum. Não é o que acontece com o EVD68. Conhecido desde 1962, esse enterovírus é relativamente raro e seus sintomas mais pronunciados são dificuldade para respirar e tosse. Febre, espirros, obstrução nasal e coriza também podem ser relatados.

O EVD68 acaba sendo um problema maior para quem sofre de asma ou já tem algum outro problema respiratório, cujos sintomas são agravados pela sua presença no organismo.

O vírus é facilmente transmitido através de contato com pessoas doentes, tosse ou com alguma superfície que poderia conter o EVD68. Para se prevenir, bastam os cuidados básicos, como lavar as mãos, manter superfícies de fácil contato sempre limpas, cobrir o nariz e a boca na hora de tossir e espirrar, evitar contato direto com indivíduos possivelmente infectados.

A maioria dos pacientes atacados pelo EVD68 recupera-se rapidamente. Os tratamentos normalmente dispensados a gripes podem ajudar, mas é o próprio sistema imunológico do indivíduo afetado que acaba combatendo o vírus. A maioria das crianças se recupera em uma semana. Os adultos não são afetados.

Não há vacinas e os antibióticos encontrados em farmácias não têm efeito no vírus. Os especialistas do CDC afirmam, entretanto, que vacinas contra gripe e outras medidas preventivas podem ajudar.

Uol