Arquivo da tag: positivos

Três tipos de vacinas contra zika têm resultados positivos em primatas

Lucas Lima/UOL
Lucas Lima/UOL

Um grupo de cientistas brasileiros e americanos completou mais uma etapa dos estudos pré-clínicos para o desenvolvimento de vacinas contra o vírus da zika. Um mês depois de anunciar que duas candidatas a vacinas deram proteção completa a camundongos, o grupo comprovou em novo estudo que três tipos de vacinas foram totalmente eficazes contra a infecção por zika em macacos rhesus.

O novo estudo, que teve seus resultados publicados nesta quinta-feira, 4, na revista Science, foi feito por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), do Beth Israel Deaconess Medical Center (BIDMC, na sigla em inglês) e do Instituto de Pesquisas Walter Reed do Exército (WRAIR), ambos dos Estados Unidos.

“As três vacinas forneceram proteção completa contra o vírus da zika em primatas não humanos, que são o melhor modelo animal para estudos antes de iniciar os testes clínicos (em humanos)”, disse um dos autores do estudo, Dan Barouch, diretor Centro de Pesquisa em Virologia e Vacinas do BIDMC e professor da Escola de Medicina da Universidade de Harvard.

“A proteção robusta e consistente contra o vírus da zika em roedores e primatas nos deixa otimistas em relação ao desenvolvimento de uma vacina segura e eficaz contra a zika para humanos”, afirmou Barouch.

Nesta quarta-feira, 3, o Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (NIAID, na sigla em inglês), dos Estados Unidos, anunciou o início dos testes em humanos de uma vacina experimental de DNA contra o vírus da zika.

Em junho, as autoridades de saúde americanas já haviam aprovado a realização de testes clínicos em humanos para uma outra candidata a vacina contra a zika, produzida pelo laboratório americano Inovio, em parceria com a GeneOne Life Sciences, da Coreia do Sul. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), há mais de 20 projetos de vacina contra o vírus da zika em países como os Estados Unidos, Brasil, Índia, França e Áustria.

O funcionamento das vacinas consiste em estimular o sistema imune do paciente para que ele desenvolva defesas contra o vírus. No novo estudo, os cientistas testaram três maneiras de produzir a imunidade em macacos rhesus: uma vacina de vírus inativo purificado (PIV, na sigla em inglês), desenvolvida por cientistas do Exército, uma vacina de DNA e uma vacina com base em vetor de adenovírus. As três apresentaram eficácia notável sem nenhum efeito adverso, segundo os autores.

Para testar a vacina PIV, os cientistas imunizaram oito macacos rhesus com o vírus inativo e oito outros macacos com um placebo. Em duas semanas, os sistemas imunes dos animais produziram anticorpos contra o vírus.

Depois de uma nova aplicação após quatro semanas, os níveis de anticorpos subiram substancialmente, segundo os cientistas. Quando os macacos foram expostos a duas linhagens diferentes do vírus da zika, isoladas no Brasil e em Porto Rico, mostraram que estavam completamente protegidos contra a zika, sem nenhum vestígio detectável do vírus no sangue, nem nos fluidos corporais.

Em um segundo experimento, 12 macacos rhesus foram imunizados com as vacinas de DNA ou com a vacina com base em vetor de adenovírus. Esses dois tipos de vacinas introduzem apenas um fragmento do DNA do vírus, que codifica proteínas da membrana que o envolve, fazendo com que o sistema imune do paciente desenvolva anticorpos.

Nesse experimento, ambas as vacinas produziram anticorpos específicos contra o zika em todos os macacos testados. A vacina com base em vetor de adenovírus provocou uma resposta mais ampla e potente. Quando os primatas foram expostos à linhagem brasileira do vírus da zika, ambas as vacinas forneceram proteção completa. Os dados sugerem que os testes clínicos para essas candidatas a vacinas contra o zika podem acontecer mais rápido do que se pensava.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Tião denuncia suposto descaso na saúde de Solânea e prefeito reage mostrando números positivos

 

beto e tiãoO prefeito de Solânea, Beto do Brasil (PPS), rebateu as denúncias do deputado estadual Tião Gomes (PSL), nesta sexta-feira (15), que denunciou um suposto descaso na área da saúde do município. Tião acusou funcionários da prefeitura de maltratarem pacientes sob a alegação de que eles não teriam votado em Beto. Já o prefeito negou as acusações e mostrou números positivos que provam que o caos na saúde faz parte apenas do passado.

“Tudo sem fundamento. Realmente, quando nós assumimos a prefeitura de Solânea só havia dois médicos atuando em postos de saúde. Menos de três meses depois do início do nosso mandato já temos nove médicos atuando e na próxima semana o 10º PSF que resta sem profissional já deve estar recebendo os pacientes em sua plenitude”, explicou Beto do Brasil.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O prefeito revelou que o município aderiu ao Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica (Provab) e que isso mudou a forma de trabalho nos PSFs da cidade. “Esse programa é um estímulo do governo federal para que os profissionais da saúde se mantenham nos postos. E nós, logo que assumimos a prefeitura, logo tratamos de aderir a esse projeto do Governo Federal para beneficiar nosso município. Com o Provab vamos conseguir manter os profissionais nos PSFs”, falou.

No entanto, Beto disse que, apesar de todas as melhorias já feitas, a gestão ainda pretende melhorar mais. “Nós queremos melhorar ainda mais a saúde de Solânea, porque quando assumimos estava muito complicado, mas estamos trabalhando para elevar a saúde de nosso município”, declarou.

Tião denuncia descaso e diz que hospital está superlotado

O deputado estadual Tião Gomes informou que vários moradores denunciaram que alguns funcionários que trabalham nas casas de saúde da cidade estariam priorizando o atendimento aos ‘amarelos’ (eleitores da atual gestão) e postergando o atendimento dos ‘vermelhos’ (eleitores da antiga gestão) simplesmente por mera picuinha política.

A situação, de acordo com o deputado, piorou ainda mais porque os vários PSFs instalados na cidade não estariam funcionando em sua plenitude, principalmente pela falta de médicos. “Isso está provocando quilométricas filas nos hospitais da cidade, população que não tem cor partidária e que como qualquer cidadão também tem o direito a saúde pública”, falou.

Sem médicos e com o atendimento supostamente precário dos PSFs, segundo Tião Gomes, a população é obrigada a superlotar o Hospital Distrital de Solânea que, apesar de ser do Estado, estaria utilizando por parte de alguns funcionários a ‘distinção’ entre pacientes aliados e adversários da atual gestão.

 

 

Redação/Focando a Notícia