Arquivo da tag: população

Com reabertura de atividades, população faz fila para entrar no Shopping Edson Diniz em Campina Grande

Nesta segunda-feira (29), shoppings centers e galerias,  além das lojas acima de 200 metros quadrados estão autorizados a abrir no município de Campina Grande, na Paraíba. Com a reabertura, a população fez fila para entrar no Shopping Edson Diniz.

Uma imagem gravada por um cinegrafista amador mostra, várias pessoas em uma fila para entrar no estabelecimento. Na porta do local um funcionário está com álcool em gel para colocar nas mãos dos clientes.

Nesta chamada fase laranja do Plano, elaborado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Campina Grande, os shoppings estão proibidos de reabrir equipamentos como praça de alimentação, cinemas e salões de jogos.

Os estabelecimentos reabrem sob rigorosos protocolos sanitários e com restrições de horários e acesso ao número de clientes.

 

clickpb

 

 

Curva de contaminação da Covid-19 cresce em Solânea e Secretaria de Saúde alerta população

A curva de contaminação da Covid-19 continua crescendo em Solânea e, nessa última semana, foi verificado um aumento ainda maior. Isso levou a Secretaria Municipal de Saúde a emitir um alerta à população com relação ao isolamento social.

De acordo com os dados divulgados, o período se refere de 12 de maio (data do surgimento do 1° caso no município) até 26 de junho do corrente ano, a curva de contaminação continuou em ascensão nessa última semana.

“Mais uma vez alertamos a importância de não relaxarmos quanto ao isolamento e distanciamento social.

Mantivemos o aumento dos casos nos homens e a faixa etária com maior número de casos positivos continua entre 31 a 40 anos (ambos os gêneros)”, diz a nota da Secretaria.

Porém, os casos nas faixas etárias entre 21 a 30 e 41 a 50 anos vêm aumentando consideravelmente. A predominância dos casos é na zona urbana em relação a zona rural de nossa cidade.

Importante frisar que 82% dos pacientes que foram infectados já se encontram recuperados da Covid-19. Infelizmente foi registrado o 1° óbito no município.

No momento, há apenas 22 pacientes em tratamento, com 2 deles internos.

“Devemos continuar adotando as medidas sanitárias regularmente. Não podemos relaxar um só momento”.

Redação FN

 

 

Prefeitura de Araruna alerta para avanço do coronavirus e apela para que a população fique em casa

A Prefeitura de Araruna, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), fez um alerta à população nesta segunda-feira (22) para o aumento do número de casos confirmados da Covid-19 no município, principalmente nos últimos dias. O cenário não é nada animador e força à população a refletir sobre o papel de cada um nesta pandemia: ficar em casa e seguir as recomendações do Ministério da Saúde e dos governos estadual e municipal.

“São dois caminhos bem claros.  Ou a população colabora, ou o preço poderá ser alto demais para todos”, disse o prefeito Vital Costa.

Todo esse cuidado é porque o município já atingiu o nível da transmissão comunitária, quando o contágio passa de pessoa para pessoa em uma grande velocidade. Em Araruna já são 30 casos confirmados de coronavírus. “E a tendência é que esse número só aumente. Para muitos, os alertas feitos pelos governos estadual e municipal são ignorados a todo tempo e nem mesmo o uso obrigatório da máscara é respeitado”, explicou o prefeito.

E continuou. “Trata-se de um inimigo terrível, invisível e microscópico, mas com força suficiente para matar e causar tragédias nas vidas de muitas famílias. Logo, o melhor remédio é ficar em casa e obedecer ao isolamento social”, finalizou o prefeito Vital Costa.


 

ASCOM PMA

 

 

Tião Gomes destaca doação de 60 mil máscaras pelo Governo do Estado para população do Brejo paraibano

O deputado Tião Gomes (Avante) celebrou mais uma ação do governador João Azevêdo (Cidadania) no enfrentamento à pandemia do coronavírus. Por meio das Secretarias de Estado da Saúde e do Desenvolvimento Humano foram entregues 60 mil máscaras de tecido à população do Brejo Paraibano, inicialmente, os beneficiários do Bolsa Família das cidades Areia, Alagoa Grande e Remígio serão os primeiros contemplados.

“Meus amigos do Brejo, o Governo do Estado enviou mais de 60 mil máscaras para os municípios da região. Isso me dá uma alegria enorme, ao saber que nosso povo estará recebendo esse importante instrumento para combater a propagação do novo coronavírus. Quem não tem máscaras, por favor, procurem os postos e secretarias de saúde ou os hospitais dessas cidades e peguem suas máscaras”, informou o deputado.

A iniciativa da aquisição e distribuição das máscaras faz parte do plano “Novo Normal Paraíba”, do governo estadual. “Essa medida é de extrema importância, muito bom termos um governador, como João Azevêdo, que pensa em ações para todos os paraibanos. Juntos aos demais deputados estaduais, estamos conseguindo evitar a propagação do vírus”, pontua Tião.

Nesse início, as máscaras serão entregues para as famílias inscritas no Bolsa Família, mas também serão distribuídas à população de Areia, Remígio e Alagoa Grande. “Peguem suas máscaras. Precisamos combater essa pandemia. Quem puder, fique em casa, não vamos para o meio da rua, pois esse vírus é mortal”, finaliza Tião.

Segundo o secretário de Estado do Desenvolvimento Humano, Tibério Limeira, as máscaras se tornaram um item essencial para que cada um se proteja. “Entregar máscaras para as pessoas em situação de vulnerabilidade, que muitas vezes têm dificuldade de comprar os itens necessários à sobrevivência básica, é uma ação grandiosa do Governo do Estado, além de causar um impacto forte na economia, já que as máscaras estão sendo adquiridas junto a empresas têxteis do estado”, comentou.

 

portaldolitoralpb

 

 

‘Número de mortes pela Covid-19 vai aumentar se a população não obedecer o isolamento’, diz secretário

O secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, fez um alerta, no início da tarde desta segunda-feira (8), que o número de casos e mortes pela Covid-19 será muito maior na Paraíba, caso a população continue desobedecendo as medidas de isolamento social.

Geraldo alertou também que, uma possível flexibilização no isolamento social a partir do dia 14, pode fazer com que o Estado enfrente o mesmo problema da Itália que, de acordo com o secretário, relaxou no isolamento social e teve que voltar atrás devido ao aumento no número de casos e mortes no país pelo coronavírus.

“É uma cultura da população não querer obedecer normas”, lamentou Geraldo Medeiros, acrescentando que a Paraíba pode enfrentar um efeito “sanfona”, ao flexibilizar no isolamento social e ter que voltar atrás por conta do aumento nos números de casos e mortes, provocadas pela Covid-19.

paraiba.com.br

 

 

Prefeitura de Belém, PB, amplia fiscalização na feira, higieniza população com álcool em gel e realiza barreiras sanitárias

A Prefeitura de Belém, no Agreste paraibano, não para nas ações de combate ao coronavírus e continua com as medidas preventivas na feira livre, realizada novamente neste sábado (6) para diminuir o fluxo de pessoas de outros municípios durante a pandemia da Covid-19.

As equipes da gestão municipal realizaram barreiras sanitárias nas entradas da cidade de Belém, com verificação da temperatura corporal, através de termômetros digitais infravermelhos adquiridos pela Prefeitura, higienização com álcool a 70% dos motoristas e passageiros, e desinfecção de veículos com solução clorada.

Já no espaço da feira livre, as equipes fiscalizaram as bancas e apoiaram os feirantes e clientes com higienização das mãos com álcool líquido e gel a 70%, e orientações nos lavatórios móveis instalados pela Prefeitura para o uso da população na feira e nos locais de recebimento do Auxílio Emergencial e dos programas sociais como o Bolsa Família.

 

Pesquisa da UFPB estuda efeitos do distanciamento social nos hábitos e saúde da população

Uma pesquisa da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) feita pelo Departamento de Terapia Ocupacional do Centro de Ciências da Saúde estuda efeitos do distanciamento social no cotidiano das pessoas, em aspectos como sono, trabalho, atividades religiosas e de autocuidado, sobretudo prática de atividades físicas. O objetivo da pesquisa é investigar se o isolamento social em domicílio, para contenção do contágio por Covid-19, alterou a rotina das pessoas adultas.

O levantamento está sendo realizado por meio de questionário on-line. Até a quinta-feira (4), a pesquisa, que teve início em 26 de maio, recebeu pelo menos 200 respostas em menos de dez dias. A meta é atingir 500 participantes.

Segundo os dados preliminares da pesquisa, o distanciamento social também alterou o cuidado com as crianças e com os idosos, atividades de ensino e de lazer. Mas nem todas as modificações foram apontadas, inicialmente, como negativas, a exemplo das relações familiares, que, para algumas pessoas, melhoraram.

O estudo está sendo conduzido pela pesquisadora Berla Moraes, líder do grupo de pesquisa Vida adulta e cotidiano. Os dados poderão ser utilizados como subsídios para que outras estudos sejam feitos. Segundo a pesquisadora, mudanças nas questões emocionais, como medo e ansiedade, podem estar impactando na realização das ocupações cotidianas.

“Acredito que a pesquisa vai contribuir socialmente porque a gente já começou a analisar um pouco e ela já dá indícios de que várias rotinas foram alteradas. Então a gente já começa a perceber que realmente as rotinas tiveram alterações, logo, como terapeutas ocupacionais, pretendemos propor soluções”, disse a pesquisadora.

A pesquisa considerou para as análises, fatores como a classe social dos entrevistados. “Para pessoas com renda mais baixa, por exemplo, pode haver impacto negativo nos relacionamentos, no nível de satisfação com a rotina, nas ocupações cotidianas. Por isso a pesquisa precisa ser bem divulgada para ampliar seu alcance e chegar a todos os públicos”.

Os resultados serão disponibilizados por meio do perfil do grupo de pesquisa no Instagram e no site do Departamento de Terapia Ocupacional da UFPB. O estudo foi aprovado pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa para Seres Humanos (Conep) do Ministério da Saúde.

G1

 

Sem fiscalização, população de Areia desobedece isolamento social e ruas ficam lotadas como se não existisse pandemia

Enquanto a maioria das prefeituras estão intensificando as fiscalizações para evitar a aglomeração de pessoas, na cidade de Areia, Brejo paraibano, está tudo a “Deus dará”. Nesta quinta-feira (4), um morador que cumpria o isolamento social e precisou sair para ir ao hospital se deparou com ruas lotadas, sem o distanciamento necessário e algumas até sem máscaras.

“Eu saí de casa para vir na emergência  de hospital. E fui surpreendido com essa quantidade de gente pelas ruas da cidade. Meu Deus do Céu! Isso é a cidade de Areia, só para vocês terem uma ideia de como estão as coisas por aqui. Sem qualquer fiscalização municipal ou sequer alguém da prefeitura orientando as pessoas para não ficarem juntas uma das outras”, relata o cidadão.

“Tá tudo funcionando normalmente e as pessoas andam como se não estivéssemos no meio de uma pandemia. A Paraíba toda se protegendo do coronavírus e a prefeitura de Areia sem fazer nada para proteger a população da cidade dessa doença”, acrescenta.

Segundo informações do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB), a prefeitura municipal de Areia possui dinheiro em caixa para usar no combate à Covid-19, porém a população segue exposta a contaminação e arriscando suas vidas, sem cumprir o isolamento social.

 

portaldolitoralpb

 

 

Avançam casos da covid-19 em Serraria e preocupa população

Mais duas pessoas do sexo masculino foram detectadas nesta quinta-feira (28) com o novo coronavírus na cidade de Serraria, no interior paraibano. A população serrariense está preocupada com o avanço da doença no município que já causou morte. Já são 10 casos da covid-19 registrados na cidade, incluindo um óbito

A Secretaria de Saúde Municipal poderá adotar medidas mais rígidas para controlar a disseminação do vírus.

É comum ver várias pessoas aglomeradas em praças e outros lugares públicos. Se as pessoas não se conscientizarem que o coronavírus está na cidade e mata será mais difícil controlar sua proliferação. Só saia de casa se realmente for necessário  e previna-se o quanto puder.

 

Balbino Silva/MIDIA PARAIBA

 

 

Guga lamenta investimentos perdidos pela população de Bananeiras

Em pronunciamento na Rádio Integração do Brejo na manhã desta quarta, 25, o vice-prefeito de Bananeiras, Guga Aragão, lamentou o fato de Bananeiras ter perdido cerca de R$ 800.000,00 (oitocentos mil reais) após a oposição barrar projeto de Emenda ao orçamento que possibilitava retomada das obras do estádio “O Bezerrão” e a construção do Centro de Informações turísticas.

Segundo Guga, neste instante em que o País está vivendo grave crise econômica em virtude da Pandemia, a injeção de R$ 800.000,00 (oitocentos mil reais) na nossa economia seria fundamental para geração de emprego, já que somente durante as obras cerca de 30 empregos diretos seriam gerados, além da possibilidade de conclusão do estádio e da construção do centro de informação turística.

Asseverou ainda o vice-prefeito que já foi vereador e Presidente da Câmara, entende a necessidade do contraditório, mas existiam outros meios de controle de gastos públicos como o pedido de prestação de contas, o acompanhamento das obras, a convocação dos responsáveis para pedir esclarecimentos, que poderiam sanar qualquer dúvida a respeito da parte da obra já executada.

Por fim, Guga lamentou o fato de que a guerra política instalada está trazendo prejuízos não para prefeito, vice e vereadores, mas para a população, que vai perder investimentos, empregos e equipamentos esportivos e turísticos.

 

Assessoria