Arquivo da tag: população

Deputado Tião Gomes elogia iniciativa de sessão remota da ALPB e apela para população manter quarentena

Durante a 1ª sessão deliberativa da Assembleia Legislativa realizada nesta segunda-feira (23) de forma remota, os deputados paraibanos aprovaram o decreto de Calamidade Pública contra o coronavírus (Covid-19), publicado no último sábado (21) pelo Governo do Estado.

O deputado Tião Gomes (Avante) participou da primeira sessão virtual da história do Poder Legislativo paraibano e elogiou a iniciativa e a aprovação do decreto que visa reduzir a disseminação do novo coronavírus na Paraíba.

“Aprovamos esse importante decreto do executivo. Em momento único, usamos a tecnologia para que de forma online a Assembleia se reunisse para aprovar e ajudar o Governo do Estado no combate ao coronavírus. Um momento muito importante que dá poderes à gestão estadual para melhor distribuir os recursos e aplicar de forma mais efetiva na saúde. Aproveito e peço à população que fique em casa. Eu estou fazendo minha parte, estou bem, graças a Deus e quero que vocês também fiquem bem, com saúde que é o mais importante”, destacou Tião Gomes.

Mais de 30 deputados participaram da sessão e aprovaram, por unanimidade, o decreto do Executivo, que leva em consideração a imposição do aumento de gastos públicos e o estabelecimento das medidas de enfrentamento da emergência de saúde pública.

portaldolitoralpb

 

Em vídeo, João cobra à população cumprimento de quarentena e faz alerta

O governador da Paraíba, João Azevêdo, neste domingo (22), usou seu perfil nas redes sociais para alertar à população com relação às medidas adotadas no plano de contingência de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19) que está sendo executado na Paraíba.

O líder do Executivo ressaltou a necessidade da quarentena para que a saúde pública do estado não entre em colapso. Segundo ele, as medidas duras, porém necessárias, se forem cumpridas, podem ajudar na não disseminação do Covid-19.

O governador garantiu que vem realizando investimentos necessários para garantir o atendimento às vítimas do Coronavírus no estado. No último sábado, João anunciou ainda ontem (21), mais 300 novos leitos de UTI serão instalados na Paraíba.

João Azevêdo autorizou às forças de segurança a fazerem valer a determinação de isolamento social, fechando comércios considerados não problemáticos essenciais, como bares e restaurantes e retirando das ruas as pessoas que não fazem parte do grupo de profissionais dos serviços essenciais. Em caso de desobediência, as polícias podem até prender os infratores.

– Nesse momento a chegada do vírus é inevitável, mas o caos na saúde pública pode ser evitado. Depende de nós.

E acrescentou:

– Por isso, pedimos a todos que entendam, quarentena não é férias, trabalhar de casa não é folga. Evitam aglomerações, fiquem em casa.

 

PB Agora

 

 

ALPB restringe acesso da população e autoriza regime de teletrabalho em casos suspeitos para prevenção ao coronavírus

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) baixou Ato, nesta sexta-feira (13), determinando um conjunto de regras e protocolos de segurança para evitar a propagação do Coronavírus, classificado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como pandemia. De acordo com o documento, o acesso da população à Casa Epitácio Pessoa será restringido, serão suspensas as sessões especiais, audiências públicas e sempre que possível, o afastamento de servidores e colaboradores se dará sob o regime de teletrabalho.

O ato também veda a autorização de afastamento em missão oficial de servidores e deputados Estaduais para locais onde houve infecção por COVID19, constantes da lista do Ministério da Saúde (MS). Os deputados, servidores e demais colaboradores que estiveram em locais onde houve infecção por COVID-19, constantes da lista do MS, poderão ser afastados administrativamente por até 14 dias a contar do regresso dessas localidades.

“Apenas terão acesso à sede da Assembleia Legislativa e seus respectivos anexos, servidores, terceirizados, profissionais de veículos de imprensa, assessores de entidades e órgãos públicos, representantes de instituições de âmbito estadual e empregados que prestam serviços na seara deste Poder Legislativo, todos previamente credenciados, salvo prévia autorização da Presidência”, diz trecho do ato.

Também serão suspensas as sessões especiais e audiências públicas. “Fica abrangida pela suspensão as sessões solenes, sessões especiais abertas, audiências públicas, eventos de lideranças partidárias e de Frentes Parlamentares, visitação institucional e outros programas patrocinados pela Assembleia Legislativa. Também fica suspensa a realização nas dependências da Casa de eventos coletivos, que não estejam diretamente relacionados às atividades legislativas do Plenário e das Comissões”.

A pessoa abrangida pela hipótese deste artigo deverá comunicar imediatamente tal circunstância, com a respectiva comprovação, à Presidência, no caso de deputado estadual; e a respectiva chefia imediata, no caso de servidor e colaborador, a qual remeterá a documentação, a Secretaria de Administração e Recursos Humanos, para demais providências. Sempre que possível, o afastamento de servidores e colaboradores dar-se-á sob o regime de teletrabalho. As normas de que trata este Ato terão vigência até decisão em sentido contrário da Mesa Diretora da ALPB.

Além disso, a ALPB determinou a instalação de dispenseres com álcool em gel nos principais setores e corredores da ALPB. Ainda serão distribuídas folhetos explicativos de orientação, que serão fixados em locais estratégicos da Casa, além de ser entregues de forma individual aos funcionários e ao público que se dirigir a sede da ALPB.

Segundo o presidente da ALPB, Adriano Galdino, o Poder Legislativo cumprirá com rigor todas as ações designadas no ato com o objetivo de impedir a disseminação da doença. “Essas determinações acontecem para que nós possamos ficar atentos e preparados para agir com a rigidez necessária às medidas voltadas a conter essa doença que, infelizmente, tem se espalhado em nosso país”, declarou.

A única atividade pública mantida pela  Assembleia Legislativa será reunião para discutir justamente os cuidados com o Coronavírus. O debate vai acontecer com poucos convidados, tendo acesso apenas os deputados, servidores e também os representantes do Conselho Regional de Medicina (CRM-PB), o secretário estadual da Saúde, Geraldo Medeiros; e os secretários municipais de Saúde de João Pessoa e Campina Grande, Adalberto Fulgêncio e Felipe Reul, respectivamente.

 

clickpb

 

 

Com cheias de rios Taperorá e Paraíba, Boqueirão ultrapassa 24% da capacidade e população comora

Chuvas no Cariri paraibano, cheias nos rios Paraíba e Taperoá em Cabaceiras, e água abundante correndo em direção ao açude Epitácio Pessoa em Boqueirão. O açude responsável pelo abastecimento da população de Campina Grande e outros 18 municípios do Agreste, beneficiando cerca de 1 milhão de habitantes, recebeu uma significativa recarga de água, graças as chuvas dos últimos dias.

O manancial, segundo dados da Agência Executiva de Gestão das Águas (AESA), amanheceu nesta terça-feira (03), com 113.896.467 milhões de metros cúbicos, o que corresponde a 24,41% de sua capacidade de armazenamento que é de 411.686.287 m³ de água. As cheias dos dois rios que deságuam em Boqueirão, tem elevado o nível do reservatório desde o início do ano.

No dia 18 de fevereiro, as chuvas aumentaram em 21 cm o volume do açude, conforme dados do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs-PB). Naquele dia, a recarga correspondeu a 2.716.390 m³ de água. O açude atingiu os 21,7% da capacidade total, o que correspondeu a 89.502.558 m³ de água. Posteriormente, o açude ultrapassou os 104 milhões de mil m³, o que representava 22,4% de sua capacidade total de armazenamento.

O volume do Boqueirão já havia aumentado 15 cm após duas recargas registradas no mês de janeiro deste ano. Na primeira recarga, no dia 5, o volume do açude aumentou 3 cm na lâmina d’água, após cheia no rio Taperoá, ficando com 20,4% da capacidade total.

A segunda recarga, de 12 cm, aconteceu entre os dias 6 e 8 de janeiro, após chuvas que provocaram cheia tanto do Rio Taperoá, quanto no Rio Paraíba. Com isso, o Boqueirão atingiu 20,8% da capacidade total. Segundo os dados da Aesa, no dia 8 de janeiro, o açude de Boqueirão tinha cerca de 68,67 milhões de m³ e, após as chuvas, o volume subiu para os 87,70 milhões de m³.

Construído há 63 anos pelo Departamento Nacional de Obras Contra Seca (Dnocs), o Epitácio Pessoa  tem recebido uma das maiores recargas de sua história nos primeiros dois meses do ano. Com isso, aumenta o sonho da população de ver Boqueirão sangrar de novo. Para atingir a marca de sangria o açude ainda precisa aumentar mais de 10 metros.

Com capacidade para armazenar 411,686 milhões de metros cúbicos de água, o manancial foi inaugurado em 16 de janeiro de 1957 e logo se transformou na principal fonte de abastecimento de Campina Grande.

Segundo o especialista e recursos hídricos, Isnaldo Cândido, que durante 20 anos monitorou o açude como gerente de bacias hidrográficas da Aesa, o açude de Boqueirão divide momentos de sangrias maravilhosas, mas também de secas terríveis.  Há dois anos, o manancial viveu a pior seca de sua história, há dois anos. O nível de água atingiu os 4,8% da capacidade total e o açude chegou na sua reserva técnica, o que provocou um racionamento sem precedentes na história de Campina Grande. Com a chegada das chuvas, e das águas advindas da transposição do Rio São Francisco, o açude recuperou parte de sua recarga e aliviou a vida dos paraibanos que dependem do manancial.

Desde a inauguração, em 1957, Boqueirão sangrou 18 vezes, nos anos de 1967, 1968, 1973, 1974, 1975, 1976, 1978, 198, 1984, 1985, 1986 1989. Depois ele passou 15 anos sem sangrar. Na última vez que o açude sangrou em 2011, a população fez festa para comemorar o espetáculo proporcionado pela natureza. Quando o açude de Boqueirão sangrou pela última vez, , ele teve a melhor fase de sua história. Segundo os dados da Aesa, ele passou 202 dias transbordando água ininterruptamente

Severino Lopes
PB Agora

 

 

Atuação parlamentar do vereador Jucian Jad continua rendendo frutos à população

Autor do requerimento n°075/2017, aprovado por unanimidade em sessão legislativa, o Vereador Jucian agradece ao prefeito Kayser Rocha por ter atendido o pleito e realizado a obra de 2.127 metros quadrados de pavimentação contemplando o sonho dos moradores da rua Francisco de Morais Vale no bairro Santa Mônica.

A obra foi entregue pela Prefeitura Municipal de Solânea na tarde desta quinta feira 23 de janeiro.

O vereador Jucian Jad, parabeniza mais esta ação da Prefeitura Municipal de Solânea e agradece ao prefeito Kayser Rocha, em nome de todos os moradores da referida rua.

“A demonstração de respeito ao povo e ao dinheiro público tem sido revelada em cada ação da gestão do prefeito Kayser Rocha, que tem trabalhando em todos os recantos da cidade, melhorando a qualidade de vida da população”, disse o vereador Jucian Jad.

Assessoria

 

 

AFINK e parceiros desenvolvem ações para promover um Natal solidário para a população carente de Araruna e região

Desde o último dia 15 de novembro diversas entidades não governamentais, a exemplo dos bombeiros civis de Araruna (Araras Negras), realizam uma força tarefa na arrecadação de alimentos não perecíveis.

As ações ocorrem em Araruna e diversas cidades da região, o objetivo é proporcionar um natal diferente para diversas famílias que vivem em extrema carência.

Muitos tem acolhido de forma satisfatória os voluntários que estão realizando visitas e efetuando esse trabalho especial e isto é mais clara realidade de que a nossa gente se preocupa com o bem-estar do próximo.




Por: Marcos Lima

 

 

Transtornos mentais atingem 20% da população, revela estudo

Tema foi abordado pelo renomado psiquiatra da USP, Wagner Gattaz, durante workshop realizado em São Paulo

Tema recorrente em setores da sociedade, a saúde mental esteve cercada de tabus e preconceitos ao longo de décadas, mas nos últimos anos ganhou visibilidade e se tornou pauta obrigatória em debates sobre qualidade de vida e bem-estar. Atenta à questão, a Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp) realizou na última quarta-feira, 9, em sua sede em São Paulo, um workshop com a participação do presidente do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da USP, Wagner Gattaz.

Logo no início, o médico apresentou dados alarmantes de um estudo, do qual ele é um dos pesquisadores, realizado com 5 mil pessoas de diferentes situações socioeconômicas, em São Paulo. A pesquisa mostrou que 20% dos indivíduos participantes tinham transtorno de ansiedade, 11% depressão e 4% abusavam de álcool e drogas. O especialista informou ainda que a depressão atinge o cérebro do enfermo, diminuindo consideravelmente sua atividade.

Focado no ambiente corporativo, Gattaz trouxe gráficos comprovando que 2/3 dos custos referentes às doenças psiquiátricas são indiretos, isto é, não ocorrem por conta do tratamento. “Cerca de 40% das pessoas com depressão não sabem que têm a doença, isso acarreta uma série de consultas com especialistas errados por conta de alguns sintomas como indisposição e, consequentemente, haverá custo com exames para investigar essa possível doença física que não existe”, pontuou. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), foram gastos 2,5 trilhões de dólares com doenças mentais em 2010, e esse valor deve chegar em 6 trilhões em 2030.

A boa notícia é que, como já se sabe, depressão tem tratamento e programas de saúde mental costumam dar um retorno rápido. “Após três semanas de tratamento, o indivíduo já é capaz de retornar às atividades normais, voltar ao trabalho, aos estudos e afins”, contou Gattaz, que na sequência abordou o Burnout e explicou que a doença é uma versão da depressão causada por questões laborais, que consequentemente acarreta a perda de prazer e produtividade neste e em outros ambientes.

Após a explanação sobre doenças mentais, três hospitais apresentaram seus projetos voltados para colaboradores em prol de uma melhor qualidade de vida no trabalho. Miguel Schmiedel, coordenador médico do trabalho do Hospital Tacchini, contou que a instituição tem avaliado os níveis de estresse e autoestima dos colaboradores por meio do projeto Bem Cuidar Ocupacional, e criou o “Acolher” em 2018, programa de escuta promovido pelo serviço de psicologia a todos os setores do hospital.

Já a psicóloga e gerente de Gestão de Pessoas do Hospital Albert Sabin, Raquel Oliveira, falou sobre a ronda diária feita pelo departamento de Recursos Humanos da instituição, “com o objetivo de criar um vínculo entre RH e colaborador, para que ele se sinta à vontade para falar e seja escutado sem finalidade hierárquica”. Essa ação faz parte do projeto Lado a Lado, que pretende entender o significado do trabalho para o funcionário e saber quais são seus desejos dentro daquele ambiente, para que a instituição possa investir em projetos certeiros.

Leonardo Piovesan, gerente médico de Saúde e Qualidade de Vida do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, encerrou os cases com o projeto Saúde Integral, que conta com três modalidades de atendimento divididas em atenção primária a saúde (APS), saúde ocupacional, e qualidade de vida e bem-estar. As atividades oferecidas aos colaboradores vão desde aulas de yoga, pilates e balé, até coaching para gerenciamento de estresse e atendimento psicoterápico, este último podendo ser usufruído também pelo dependente, assim como a academia de ginástica da unidade Paulista do hospital.

Piovesan mostrou que a partir da implementação do programa houve redução de 31% nos níveis de estresse dos funcionários e contou que índices referentes à colesterol, hipertensão e até mesmo tabagismo diminuíram por meio dessas ações, reforçando a importância desse movimento em prol de um ambiente de trabalho mais saudável para todos.

Thaynara Dalcin

 

 

Dinheiro de assalto é jogado na rua e população disputa cédulas

Correria da população e disputa para ver quem pegava mais dinheiro. Foi assim que terminou um assalto no início da tarde desta segunda-feira (7) em Cabedelo, na Grande João Pessoa. O crime começou quando um homem que estava em um carro foi abordado por um bandido armado, que queria o veículo e o dinheiro da vítima.

Ao conseguir o veículo e o dinheiro, o assaltante iniciou a fuga, mas o carro parou metros à frente de onde o crime foi praticado e não seguiu caminho.

Sem conseguir religar o veículo, o bandido desceu e fugiu a pé. Porém, ele não percebeu que o dinheiro roubado não havia sido guardado “corretamente” e parte da quantia caiu no chão durante a fuga. Com isso, testemunhas da ação correram em direção às notas e iniciaram uma disputa para ver quem conseguia pegar mais cédulas.

Ao Portal Correio, a Polícia Militar informou que o bandido conseguiu fugir após o crime e que a vítima foi orientada a prestar boletim de ocorrência na Central de Polícia Civil.

Quem pegou dinheiro pode ser penalizado

Segundo o delegado Braz Morroni, da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio de João Pessoa, caso as pessoas que pegaram o dinheiro não o devolvam à vítima do crime, poderão ser indiciadas por furto e ficarão sujeitas à condenação que varia de um a quatro anos de prisão.

“As pessoas que pegaram para si esse dinheiro podem, sim, ser indiciadas e futuramente condenadas por furto, até porque elas estão tomando posse de uma coisa que não é delas, que é fruto de um crime e que elas sabem disso. Se elas pegaram e não devolveram o dinheiro, é crime”, disse o delegado.

 

 

portalcorreio

 

 

Por falta de sala, população pode ficar sem atendimento da Defensoria Pública em Araruna e Região

Centenas de pessoas carentes assistidas mensalmente pela Defensoria Pública na Comarca de Araruna oriundas ainda de cidades vizinhas, a exemplo de Tacima e Riachão, poderão ficar a partir desta semana sem o atendimento e a assistência judiciária gratuita prestada pela Instituição.

“Na última quarta-feira, a juíza-diretora do Fórum, Cláudia de Farias Queiroz nos comunicou oralmente através da gerente Claudineia, que teríamos de desocupar ‘o mais rápido’ possível a sala cedida à DPE-PB”, afirmou, perplexa, a defensora pública que atua na Comarca, Valéria Fonsêca.

Ela externou sua preocupação com as consequências da medida, pois devido às limitações orçamentárias que a Defensoria enfrenta e ao seu imediatismo, os maiores prejudicados serão justamente às pessoas pobres na forma de lei, que não podem pagar a um advogado particular.

Esse prejuízo pode ser dimensionado pela crescente demanda diária, que teve de ser limitada a até 20 atendimentos dos mais variados deles, os mais comuns nas áreas penal e de família, como investigação de paternidade, adoção e divórcio. Até o fechamento dessa matéria, a Defensoria Pública da Paraíba não havia sido formalmente informada da referida decisão.

 

 Foto. Fivulgação/Assessoria
Assessoria

 

 

Governo de Solânea realiza audiência pública itinerante no Distrito de Santa Fé, nesta terça (27), para ouvir a população

Na ocasião também será assinada ordem de serviço para construção de quadra coberta no Distrito e climatização da Escola Municipal Padre Ibiapina.

Acontece nesta terça-feira (27) no Distrito de Santa Fé a partir das 8:30 da manhã na Escola Padre Ibiapina, a primeira audiência pública para elaboração da Lei Orçamentária Anual – 2020 (LOA – 2020). Durante a reunião será assinada a ordem de serviço para construção da quadra coberta em Santa Fé.

O objetivo da audiência é envolver o poder executivo e comunidade para ouvir as propostas e prioridades da população em áreas como saúde, educação e pavimentação de ruas. Para posterior inclusão na previsão orçamentária no exercício financeiro 2020 da administração municipal.  “Toda a população está sendo convidada para participar. É um encontro importantíssimo para todos nós, envolvidos na gestão do município”, contou o prefeito Kayser Rocha.

 Assessoria de Comunicação