Arquivo da tag: Policial

Fabricante pede informações à PMPB sobre arma envolvida em morte de policial por tiro acidental

Após a morte do policial militar Emerson Thiago Soares de Lima, de 34 anos, vítima de um tiro acidental durante uma ação da Polícia Militar em Campina Grande, na segunda-feira (9), a Taurus, empresa responsável pela fabricação da submetralhadora .40 (SMT40), usada na ação, afirmou em nota que encaminhou um ofício à Polícia Militar da Paraíba para entender as circunstâncias do acidente e colaborar na apuração dos fatos.

O cabo Emerson Thiago Soares de Lima foi morto com um tiro na cabeça durante uma ação da polícia no bairro do Monte Santo, em Campina Grande. Ele ainda foi socorrido para o Hospital de Trauma de Campina Grande, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde. Emerson foi enterrado nesta quarta-feira (11) no cemitério Campo Santo, em Campina Grande.

O ofício foi encaminhado pela Taurus após a delegada que investiga o caso, Nercília Dantas, explicar com base nos primeiros indícios coletados pela Polícia Civil que o tiro poderia ter sido disparo sozinho pela arma, sem ação humana direta, enquanto os policiais tentavam conter um homem suspeito de desordem.

Conforme nota encaminhada pela Taurus, “as SMT40 da Polícia Militar da Paraíba estão há muitos anos em uso e deve-se fazer uma apuração técnica rigorosa para se determinar as causas dos acidentes”. A empresa ainda lamentou a morte do policial militar.

Cabo da Polícia Militar Emerson Thiago Soares de Lima, de 34 anos, foi morto após ser atingido por tiro acidental, em Campina Grande — Foto: TV Paraíba/Reprodução

Cabo da Polícia Militar Emerson Thiago Soares de Lima, de 34 anos, foi morto após ser atingido por tiro acidental, em Campina Grande — Foto: TV Paraíba/Reprodução

A Polícia Militar, por meio de sua assessoria, informou que vai aguardar a conclusão dos procedimentos de investigação por parte da Polícia Civil, incluindo os exames periciais na arma envolvida no caso, antes de emitir qualquer posicionamento. Ainda de acordo com a PM, em paralelo, a corporação tem feito uma apuração interna a respeito da conservação da arma.

10 anos de Polícia Militar

A tia do cabo Emerson Thiago, Glória Nascimento, disse que o sobrinho atuava como PM há 10 anos. O policial, que trabalhava no destacamento da cidade de Juazeirinho, no Agreste, havia sido transferido para trabalhar em Campina Grande este ano.

“Ele sempre sonhou com essa profissão, desde pequeno. A gente vivia pedindo pra Deus cuidar dele, mas infelizmente essa é a realidade que a gente vive no nosso estado e no país”, afirmou a tia do PM.

Durante o cortejo do corpo do PM, houve uma cerimônia de homenagem da Polícia Militar ao cabo Emerson Thiago — Foto: Artur Lira/TV Paraíba

Durante o cortejo do corpo do PM, houve uma cerimônia de homenagem da Polícia Militar ao cabo Emerson Thiago — Foto: Artur Lira/TV Paraíba

O caso

No momento em que o cabo Emerson Thiago foi atingido com um tiro na cabeça, ele estava deitado no chão ajudando os outros PMs a conterem o homem que estava causando desordem, enquanto isso o outro policial estava em pé com a arma nas costas, que acabou disparando.

Conforme a delegada Nercília Dantas, o caso é tratado como um acidente de trabalho. “A gente ouviu várias testemunhas na segunda-feira e os depoimentos mostraram que essa arma que estava nas costas do policial é um modelo de arma que tem um histórico de disparar muito fácil, pesquisas apontam que já são vários incidentes ocorridos com esse modelo de arma”, explicou a delegada.

Um vídeo feito por moradores do bairro Monte Santo registrou o momento em que o policial militar pediu por socorro após atirar acidentalmente no colega. O vídeo teria sido gravado após o cabo Emerson Thiago ser atingido com um tiro na cabeça.

As imagens mostram o PM baleado, já caído no chão, enquanto o policial que teria disparado acidentalmente continua em cima do suspeito de desordem no bairro. O PM grita por socorro, enquanto os outros policiais que estavam na ocorrência aparecem ao lado, um deles ao telefone.

G1

 

Policial militar é morto com tiro acidental por outro PM durante ação, em Campina Grande

Um policial militar foi morto com um tiro na cabeça durante uma ação da polícia no início da manhã desta segunda-feira (9), no bairro do Monte Santo, em Campina Grande. De acordo com a Polícia Militar, o tiro foi disparado acidentalmente por outro PM. Ele ainda foi socorrido para o Hospital de Trauma de Campina Grande, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde.

De acordo com relato dos moradores à TV Paraíba, a polícia foi acionada pela população da região para verificar uma movimentação de três homens que estavam em um carro na rua Olegário Maciel.

Segundo informações da Polícia Militar, ao chegarem no local os policias se depararam com os três jovens que estavam bastante alterados. Durante a abordagem da polícia, houve um disparo acidental da arma de um policial militar, que atingiu a cabeça do outro PM que participava da ocorrência.

Ele ainda foi socorrido para o Hospital de Trauma de Campina Grande, mas não resistiu aos ferimentos. Os jovens foram presos e encaminhados para a Central de Polícia de Campina Grande para mais esclarecimentos.

Foto: Mário Aguiar/TV Paraíba

G1

 

Policial militar atira acidentalmente na própria perna, em João Pessoa

Um policial militar ficou ferido na noite desta quinta-feira (5) depois de atirar acidentalmente contra a própria perna, em João Pessoa. Ele estava no Centro de Educação da Polícia Militar, no bairro de Mangabeira.

O policial, de 22 anos, faz o curso de formação de soldados e estava se preparando para ir para casa, quando manuseou a arma e ela disparou.

O policial foi socorrido pelos colegas até o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. Ele deu entrada no bloco cirúrgico e o estado de saúde é considerado estável.

G1

 

Policial militar é assaltado e tem carro roubado, em Campina Grande

Um policial militar foi assaltado nesta quarta-feira (24), em Campina Grande. Ele estava com duas crianças dentro do carro, além de parentes. Quando ele estava saindo de casa, foi abordado por dois suspeitos armados, que anunciaram o assalto. Ninguém ficou ferido.

O policial desceu do carro, foi revistado e os suspeitos encontraram a arma dele. A dupla mandou o policial deitar no chão e levou a carteira, onde estava a identidade funcional do policial, o celular e o carro.

Em seguida, os suspeitos fugiram e abandonaram o veículo no bairro do Catolé. O carro foi recuperado, mas os outros objetos não foram encontrados. Os suspeitos não foram presos.

G1

 

Policial militar e músico é encontrado morto ao lado de moto, em Alagoa Grande, PB

O policial militar e músico, Roberio Chaves, de 38 anos, foi encontrado morto na noite desta quarta-feira (17), juntamente com sua moto as margens da PB-079, na entrada do distrito de Zumbi, em Alagoa Grande, no Agreste da Paraíba. Ele estava desaparecido desde a última terça-feira (16). O músico atuava na banda da PM e era vocalista da banda Jackson Envenenado.

Segundo informações da Polícia Militar, Roberio foi visto pela última vez na festa de emancipação política da cidade de Juarez Távora, na noite da terça-feira (16). Ele retornava sozinho em sua moto para sua cidade natal, Alagoa Grande.

Após buscas na região, o corpo da vítima foi encontrado ao lado de sua moto em uma curva entre o distrito de Zumbi e Alagoa Grande. O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado para o recolhimento do corpo.

O músico além de atuar na banda da Polícia Militar, era vocalista e um dos fundadores da banda Jackson Envenenado, que homenageava Jackson do Pandeiro, desde 2001. O velório de Roberio será na câmara de vereadores de Alagoa Grande, a partir das 16h desta quinta-feira.

G1

 

Policial do 4º BPM fica em segundo lugar em etapa do Desafio das Serras em Bananeiras

O soldado Edinaldo, que atual na Ciclopatrulha do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar), conquistou no último sábado (13), o segundo lugar geral na categoria Elite 10km da 2ª etapa do Desafio das Serras Off Road Extremo, que foi realizado em Bananeiras. O tempo dele na corrida, que teve em torno de 800 participantes e é feita em estradas de barro, com ladeiras e muita lama, foi de 46min23seg.

O Desafio das Serras Off Road Extremo é um circuito com quatro etapas que incluem as modalidades de corrida em trilha e mountain bike e é realizado em três Estados além da Paraíba: Rio Grande do Norte, Ceará e Pernambuco. A primeira etapa aconteceu na Serra de São Bento-RN e a próxima será realizada nos dias 7 e 8 de setembro em Pacoti-CE.

O soldado Edinaldo, que faz parte da equipe Militares Runners PB, também tem participado de corridas de rua em várias cidades paraibanas e conquistado excelentes resultados.

 

Assessoria 4º BPM

 

 

Cinco são presos durante operação policial nas cidades de Caiçara e Logradouro

Na manhã dessa segunda-feira (08), nas cidades de Caiçara-PB e Logradouro-PB, a Polícia Civil (8ªDSPC) e a Polícia Militar-PB (4ºBPM), em ação conjunta, deram cumprimento a 09 mandados de busca e 02 de prisão.

Na ocasião, 5 pessoas foram presas em flagrante delito ou por força das ordens judiciais: Maria Lúcia Henrique da Silva (52 anos), Sebastião de Souza (65 anos), Cosmo Manoel da Silva (31 anos), Francisco de Assis Laurentino dos Santos (NENÉM DE BIRRIM) e o presidiário José Tibério da Silva (atualmente, no  presídio João Bosco Carneiro, em Guarabira-PB). A

Ainda como parte dessa mesma ação policial, na última sexta-feira (5), outro presidiário (também da penitenciária de Guarabira) Fabiano Gomes, líder do grupo, teve um mandado de prisão cumprido em seu desfavor.

Aos acusados são atribuídos diversos crimes: homicídios, tráfico de drogas, roubos e posse de armas de fogo.

 

Pedro jr

 

 

Operação na Paraíba prende e mata suspeitos de assassinar policial em PE

Uma operação está sendo realizada na manhã desta terça-feira (02) em Barra de São Miguel, na Paraíba, para procurar suspeitos de envolvimento na morte de um soldado da Polícia Militar na cidade de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco.

A ação é integrada e conta com a participação das polícias Militar da Paraíba e de Pernambuco. Um helicóptero sobrevoa área para dar apoio à operação.

De acordo com informações preliminares, há criminosos mortos e feridos. “A princípio, a informação que tem é essa”, disse o delegado Flaubert Queiroz. “O policial representa a garantia de uma sociedade pacífica”, lamentou.

Relembre

Na tarde dessa segunda, quatro homens armados assaltaram uma casa lotérica e um mercado no bairro Dona Lica, em Santa Cruz do Capibaribe, e foram perseguidos por uma viatura da Polícia Militar. A viatura foi atingida por vários disparos. O soldado André José da Silva, 32 anos, que dirigia a viatura, foi ferido e não resistiu.

Já o PM que estava no banco do passageiro, Moacir Pereira, 47, ficou ferido, mas conseguiu sair do veículo. Ele foi levado para a UPA de Santa Cruz do Capibaribe para receber atendimento e depois transferido para o Hospital Regional do Agreste (HRA). Os assaltantes fugiram e até a publicação desta matéria não tinham sido encontrados. O carro deles foi encontrado abandonado em Barra de São Miguel, na Paraíba.

NE10

 

 

Vídeo mostra momento em que policial é morto em PE; bandidos teriam fugido à Paraíba

Uma câmera de segurança flagrou o momento em que um soldado da Polícia Militar foi morto e um sargento ficou ferido durante uma troca de tiros com criminosos na manhã desta segunda-feira (1º) em Santa Cruz do Capibaribe, Agreste de Pernambuco.

Veja:

 O soldado estava dentro da viatura quando foi atingido pelos disparos. Vários tiros foram efetuados contra o veículo. Três criminosos teriam assaltado um mercado no bairro Dona Lica e, em seguida, fugiram. Os policiais chegaram a localizar os bandidos e os perseguiram. Foi quando houve a troca de tiros.

Através de nota, o comandante-geral da Corporação, coronel Vanildo Maranhão, em nome de toda a tropa, se solidariza com os familiares do policial militar. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

Fuga

Um veículo que teria sido usado pelos criminoso foi encontrado pela  Polícia Militar em Barra de São Miguel. A Polícia fez um cerco em vários municípios do Agreste paraibano para tentar prender os suspeitos.

wscom com G1

 

 

Policial militar suspeito de agredir manifestante em Campina Grande é afastado das ruas

O policial flagrado dando uma tapa na cara de um manifestante em Campina Grande na manhã desta sexta-feira (14) foi afastado das ruas. A decisão foi tomada pelo governador João Azevêdo e confirmada ao G1 pelo secretário de Comunicação, Luis Tôrres.

O caso aconteceu em frente a uma empresa de call center, no bairro do Cruzeiro. Manifestantes impediam a entrada de funcionários e a PM foi acionada. Quando os policiais chegaram houve uma discussão e um PM deu uma tapa na cara de um estudante ligado à União Nacional dos Estudantes (UNE).

Segundo o secretário Luis Tôrres, o policial está afastado temporariamente e vai ser investigado. “A Corregedoria abriu processo disciplinar para, após conclusão, dar parecer sobre o caso e, consequentemente, sugerir medidas”, informou.

G1