Arquivo da tag: Polícia

Polícia Federal apreende mais de 1,5 tonelada de maconha na Paraíba

Mais de 1,5 tonelada de maconha foi apreendida na tarde desta sexta-feira (14) durante a Operação Mar do Atlântico deflagrada pela Polícia Federal em João Pessoa e Cabedelo. Além da apreensão da droga, duas pessoas foram presas em flagrante. A ação também contou com a participação da Polícia Militar.

Segundo a PF, a operação teve o objetivo de combater uma organização criminosa dedicada ao tráfico internacional de entorpecentes. A droga apreendida é conhecida como ‘skunk’, uma maconha prensada dotada de maior concentração de substância psicoativas. Esta foi a maior apreensão de ‘skunk’ da história da Polícia Federal na Paraíba.

Os dois presos e a droga foram encaminhados para a sede da Polícia Federal em Cabedelo, Região Metropolitana de João Pessoa. Os homens responderão, segundo a PF, pelo crime de tráfico internacional de drogas, cuja pena pode alcançar até 15 anos de prisão.

Foto: Divulgação/Polícia Federal

G1

 

Foragido da Paraíba é encontrado pela polícia em shopping de Fortaleza

Um homem foragido da Penitenciária de Segurança Máxima Romeu Gonçalves Abrantes, na Paraíba, foi recapturado nesta sexta-feira (14), em um shopping de Fortaleza. Romário Gomes Silveira, de 30 anos, é acusado de explosões a bancos e carros-forte. Ele escapou da prisão em setembro de 2018, quando um total de 92 presos conseguiu fugir.

A captura de Romário se deu em operação das polícias Federal e Militares da Paraíba e do Ceará. O criminoso foi encaminhado à Delegacia de Capturas, no Centro de Fortaleza, até que a Justiça decida onde ele permanecerá preso.

Romário é o 69º detento a ser localizado desde a fuga em massa no presídio paraibano. Ele foi o alvo principal por quem a fuga foi planejada.

Fuga

Pelo menos 92 presos fugiram da Penitenciária de Segurança Máxima Romeu Gonçalves Abrantes, o PB1, na madrugada de 10 de setembro do ano passado, em João Pessoa.

A ação começou com pessoas atirando de dentro da mata próximo ao presídio de segurança máxima. Os criminosos atiraram nas guaritas que estavam ocupadas pelos policiais militares para confundir os policiais e se inicia uma troca de tiros. Pessoas que moram perto da cadeia começaram a ouvir disparos e uma explosão pouco depois da meia-noite.

De acordo com informações da PM, cerca de 20 homens chegaram em quatro carros e dispararam várias vezes contra as guaritas, o alojamento e o portão principal. Havia grande quantidade de armamento, inclusive fuzis ponto 50, que perfura a parede. Por causa da munição utilizada pelos criminosos, os agentes penitenciários tiveram que se abrigar.

Nesse momento os criminosos conseguem se aproximar e usar os explosivos no portão da frente e da lateral do PB1. Eles tiveram acesso à unidade prisional e com um alicate conseguiram arrombar os cadeados para libertar Romário Gomes Silveira, alvo do resgate e acusado de explosões a bancos e carros-forte. Após ele ser resgatado, os demais presos também pegam os alicates para abrir as celas.

Durante a fuga dos detentos, um policial militar foi baleado na cabeça, próximo a Academia de Polícia Civil (Acadebol), na PB-008. Um grupo fechou a rodovia e houve troca de tiros. Ele foi levado para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, onde permaneceu até o fim da manhã desta segunda-feira em grave estado de saúde. No entanto, o hospital confirmou que o policial teve morte cerebral e, em seguida, o coração também parou de bater.

Foto: Walter Paparazzo/G1

G1

 

Homem é detido suspeito de matar cadela com chute, em Bonito de Santa Fé, PB, diz polícia

Um homem foi detido na quinta-feira (13) suspeito de matar um cadela de raça Pinscher, em Bonito de Santa Fé, no Sertão da Paraíba. De acordo com a Polícia Militar, o homem teria chutado violentamente o animal, que morreu na hora. O dono da cadela registrou um Boletim de Ocorrência na polícia sobre o caso.

Segundo a polícia, o caso aconteceu por volta das 4h20, na rua Solidônio Leite Palitot, por trás da Igreja Matriz, ao lado da residência do dono do animal. Conforme relatou o dono da cadela à polícia, ele havia soltado a cadela na rua para que o animal fizesse as necessidades fisiológicas, quando o suspeito passou no local e cometeu o crime.

De acordo com a polícia, o suspeito é um servidor público, de 32 anos. Ele voltava de uma festa com a namorada quando viu a cadela na rua e chutou o animal violentamente. A cachorra não resistiu e morreu ainda no local. A PM foi acionada e conduziu o homem à Delegacia de Polícia Civil de São José de Piranhas.

Como o animal morreu na hora, o homem foi autuado por crime ambiental, assinou um Termo Circunstanciado e depois foi liberado. Ainda conforme a polícia, em depoimento, a namorada do suspeito também contestou o porquê da agressão cometida por ele e afirmou ser totalmente contra a atitude do homem.

G1

 

Polícia investiga denúncia de estupro em hospital psiquiátrico de João Pessoa

Está sendo investigada pela polícia a denúncia de um suposto caso de abuso sexual. Segundo a denúncia, o estupro contra um menor teria ocorrido no Complexo Psiquiátrico Juliano Moreira, no bairro da Torre, em João Pessoa. Informações repassadas pela mãe da paciente à polícia, o abuso teria ocorrido em novembro de 2018.

Segundo a denunciante, sua filha, uma adolescente de 15 anos, relatou que o crime teria sido praticado por um outro paciente, também adolescente. Ainda de acordo com relatos da vítima, em outra ocasião teria ocorrido um novo abuso por uma outra pessoa.

Exames realizados no Instituto de Polícia Científica (IPC) comprovaram a  conjunção carnal. Logo após os exames, a mulher procurou a delegacia do município do Conde, onde mora com a filha. A denúncia está sendo investigada pela delegacia da Infância e da Juventude. O caso corre em segredo de Justiça.

A direção do Hospital Psiquiátrico Juliano Moreira diz ter recebido com surpresa notícia do suposto estupro. Ainda segundo a unidade hospitalar, os alojamentos masculino e feminino são separados e há uma vigilância constante e que não foi procurada por nenhum órgão policial.

 

PB Agora

 

 

Polícia apreende armas de fogo e desarticula oficina no Cariri

A Polícia Militar realizou a maior apreensão de armas de fogo, em uma única ocorrência, neste ano de 2019. Foram 29 armas entre espingardas de diversos calibres, pistola, armas curtas, cartuchos e vários materiais para manutenção e conserto que foram apreendidos nesse sábado (8), na zona rural de Serra Branca, região do Cariri ocidental paraibano. A ação fez parte da Operação Festas Juninas, deflagrada pela PM na última sexta-feira.

Todo o material estava em uma oficina de armas que foi desarticulada pela ação dos policiais da Rondas Ostensivas Táticas com Apoio de Motocicletas (Rotam), do 11º Batalhão. “A partir de uma denúncia anônima, chegamos a um sítio, em uma localidade de difícil acesso, e identificamos o estabelecimento, que servia para conserto e manutenção de armas”, explicou o sargento Cleudo Caldeira, que comandou a ação.

Um homem de 71 anos de idade, dono da propriedade, foi preso. “Ele não reagiu à prisão, disse que várias daquelas armas haviam sido deixadas ali há muito tempo, e que não lembrava quem eram os donos”, contou o policial. No local, a PM encontrou ainda várias peças de armas desmontadas, como coronhas, canos, além de cartuchos, pólvoras, chumbo e espoleta, materiais que são comumente usados para fabricação de munições.

Todo o material, o suspeito preso, e as armas apreendidas foram encaminhados para a delegacia de Monteiro e devem ser investigados.

 

portalcorreio

 

 

Com auxílio de helicóptero, polícia prende cinco, apreende armas e localiza carro roubado

O helicóptero Acauã 2, da Secretaria de Segurança e da Defesa Social, atuou durante a abertura dos festejos juninos nesta sexta-feira (7) em Campina Grande, e participou de ações que resultaram na apreensão de armas e prisão de cinco pessoas, além da localização de um veículo roubado.

As prisões ocorreram em operação conjunta com o 10º Batalhão de Polícia Militar. Os presos, suspeito de assaltos, foram localizados na saída para Massaranduba. Na ação, três armas de fogo foram apreendidas além de facões e machados.

Horas antes, a equipe do Grupamento Tático Aéreo foi responsável pela localização de um veículo roubado na manhã desta sexta-feira (7). O carro foi encontrado numa região de mata no Bairro do Jardim Tavares e devolvido aos proprietários.

Blog do Márcio Rangel

 

 

Polícia intensifica trabalho e mais um acusado é preso por tráfico de drogas em Solânea

Kelson Moreira Evaristo, 22 anos, residente na rua João Fernandes de Lima, centro de Solânea, foi preso após investigação da Polícia Civil da Paraíba, através da 21ª Delegacia Seccional de Solânea, em ação conjunta com a Polícia Militar, 7ª CIPM, nesta sexta-feira (07), por volta das 15:30 hs.

Com o investigado foi apreendida mais de 1/2 Kg de maconha destinada a comercialização.

Kelson, que já responde a crime de furto qualificado, será autuado por crime de tráfico de entorpecente e encaminhado a Cadeia de Solânea.

De acordo com a 21ª Delegacia Seccional de Solânea, o trabalho de combate ao tráfico de drogas e roubos estão sendo intensificados no período que antecede os festejos juninos de Solânea e região, sendo mais de 20 (vinte) pessoas presas nos últimos dias, parte delas nas operações “Tabuleiro” e “Aluir”.

FN com Polícia Civil

 

 

Governador João Azevêdo autoriza promoções e Polícia Militar da Paraíba ganha mais de 540 novos cabos

A Polícia Militar da Paraíba agora conta com 546 novos cabos. A promoção dos soldados à essa nova graduação profissional foi publicada na noite desta quinta-feira (6), no boletim interno da corporação, e contempla policiais de todas as regiões do estado.

A promoção foi assinada pelo comandante-geral da PM, coronel Euller Chaves, após autorização do governador João Azevêdo. Os promovidos receberão os atos de promoção em três solenidades simultâneas que acontecem nesta sexta-feira (7), nas cidades de João Pessoa, Campina Grande e Patos.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Euller Chaves, agradeceu ao Governador a autorização e parabenizou a todos os promovidos, falando que novos avanços estão para acontecer. “É mais um momento de ascensão profissional, totalizando mais de 9 mil promoções, sendo 6.437 delas de praças. Desde 2011, tivemos a honra de receber 472 novos graduados, através das seleções internas de sargentos e cabos que foram retomadas e deveremos tê-las novamente nos próximos meses, além de possibilidades de progressões que estamos analisando para termos uma Polícia Militar cada vez mais pautada na valorização profissional, no trabalho, nos resultados e nas conquistas históricas”, destacou.

Em Campina Grande, os policiais promovidos receberão os atos do próprio governador João Azevêdo, que fará a entrega durante o lançamento da Operação São João 2019, no Sesc do Açude Velho. Ainda na solenidade, a PM receberá 13 viaturas novas e 18 motos, que fazem parte de um investimento total de mais de 1,2 milhões de reais feito pelo governador João Azevêdo para garantir uma frota nova e moderna para operar nas 15 unidades operacionais da PM, na 2ª Região Integrada de Segurança Pública, que abrange Campina Grande, Brejo e Cariri.

 

clickpb

 

 

Rebelião deixa feridos no Lar do Garoto, em Lagoa Seca, PB e Polícia Militar encontra espetos

Equipes da Polícia Militar foram acionadas para o centro educacional Lar do Garoto, em Lagoa Seca, no Agreste paraibano, na tarde desta terça-feira (4). O Centro Integrado de Operações da Polícia Militar confirmou o chamado era para apoio no controle de um princípio de rebelião. Mas, ao chegar no local, os policiais se deparam com uma rebelião já em andamento.

A informação sobre feridos foi confirmada pelo presidente da Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac), Noaldo Meireles, que disse que ao todo 22 internos tiveram ferimentos leves. Por volta de 21h a Polícia Militar confirmou que três internos precisaram ser levados para o Hospital de Trauma de Campina Grande.

A Polícia Militar também informou a reportagem da TV Paraíba que foi encontrado um bilhete, mas o conteúdo não foi divulgado. De acordo com a Polícia Militar, os internos conseguiram abrir algumas grades pra ter acesso ao pátio. Cinco internos foram vistos em cima do muro já para fugir, mas foram impedidos por policias que usaram armas com munições de borracha.

G1 tentou contato com a direção do Lar do Garoto e com a Delegacia de Polícia Civil em Lagoa, mas não teve sucesso. O presidente da Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac), Noaldo Meireles, disse que vai abrir um procedimento administrativo para apurar o caso. A suspeita da Fundac é de tentativa de fuga com a proximidade do São João.

“Nos últimos anos temos percebido que sempre na semana de abertura do São João 2019 em Campina Grande acontecem planos e tentativas de fuga. Uma revista já estava programada para a próxima quinta-feira (6). No ano passado havia um plano e há dois anos tivemos um rebelião mais grave com mortes”, disse ele.

Revista no Lar do Garoto

Ainda durante a tarde desta terça-feira, a Polícia Militar deu apoio a um procedimento de revista. O presidente da Fundac disse que na revista foram encontrados três pedaços de cadeado, quadro espetos de ferro, quatro pedaços da cabo de vassoura, um lápis e um pedaço de madeira.

G1

 

Morte de radialista em Campina Grande foi motivada por briga envolvendo relógio, diz polícia

Uma briga por causa de um relógio teria sido o motivo que levou o empresário Roberto Vicente Correia do Monte a matar o radialista Joacir Oliveira Filho, de 34 anos em Campina Grande. Essa informação foi divulgada pela Polícia Civil, durante uma entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (31).

Jorcir Oliveira Filho foi morto a tiro na noite desta quinta-feira (30), em um restaurante no centro de Campina Grande. O suspeito foi preso no início da tarde desta sexta-feira, em flagrante.

Segundo a Polícia Civil, vítima e suspeito estavam embriagados no momento do crime. Imagens colhidas pelos policiais mostram que os dois se encontraram no restaurante, se cumprimentaram e começaram a beber juntos. Segundo o relato de testemunhas à Polícia Civil, enquanto bebiam, os dois começaram a discutir por vários assuntos.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, a briga ficou mais intensa quando os dois começaram a discutir por causa do relógio que o empresário estava usando. De acordo com a delegada de homicídios da Polícia Civil, Suelane Guimarães, o autor do crime saiu do local, pagou a conta dele e da vítima, e depois voltou já atirando.

Depois de atirar na vítima, o suspeito fugiu. Segundo a Polícia Civil, o motorista do empresário estava esperando do lado de fora. O motorista assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). O suspeito do crime seguia detido na carceragem da Central de Polícia, até as 17h30, aguardando audiência de custódia.

A vítima ainda foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no caminho do hospital.

G1