Arquivo da tag: Pilar

Bando explode Caixa Econômica de Pilar durante a madrugada

explosaoA agência da Caixa Econômica Federal da cidade de Pilar, região da Mata Paraibana, foi explodida na madrugada desta sexta-feira (25).

Na fuga, os criminosos atiraram em casas, no destacamento da PM local, espalharam grampos nas pistas que dão acesso ao município e queimaram um carro, no limite entre as cidades de Sapé e Santa Rita.

Nenhum suspeito foi identificado e preso. O valor levado não foi divulgado pela polícia.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Bandidos explodem agência da Caixa e causam pânico em Pilar

bancoBandidos atacaram mais uma agência bancária na Paraíba. Desta vez, o alvo foi a agência da Caixa Econômica no município de Pilar. O crime ocorreu na madrugada deste domingo (25). De acordo com testemunhas, os bandidos chegaram a atirar contra uma residência.

Após a explosão, a agência ficou completamente destruída. Os bandidos conseguiram fugir e ainda não foram localizados pela polícia.

Segundo moradores, a agência da Caixa Econômica Federal havia sido inaugurada há dois meses. De acordo com o Sindicato dos Bancários da Paraíba, somente este ano já foram registrados 78 ataques contra instituições bancárias.

whatsapp-image-2016-09-25-at-08-40-09 whatsapp-image-2016-09-25-at-08-40-111 whatsapp-image-2016-09-25-at-08-40-11

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Prefeitura de Pilar (PB) firma TAC garantindo realização de concurso

ConcursoA  Promotoria de Justiça e a Prefeitura de Pilar, na Mata Paraibana, firmaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para a realização de um concurso público para as áreas de saúde, educação e ação social. O objetivo é preencher vagas atualmente ocupadas por servidores temporários e, com isso, acabar com as contratações ilegais no município.

De acordo com o TAC, o processo de licitação das empresas que vão concorrer à realização do certame será concluído em 90 dias e o edital de abertura das inscrições para o concurso público será publicado no prazo de 45 dias após a contratação da empresa vencedora. O prazo máximo estabelecido pelo TAC para conclusão e homologação será de 240 dias.

Ainda de acordo com o TAC, o município de Pilar deverá se abster de realizar novas contratações temporárias sem concurso público, exceto nas situações específicas previstas pela legislação para contratação de pessoal por excepcional interesse público.

Na área de Saúde, serão preenchidas vagas para Médico – PSF (1), Médico Ginecologista (1), Médico Pediatra (1), Dentista – PSF (2), Enfermeiro – PSF (3), Fisioterapia (1), Nutricionista (1), Educador Físico (1), Dentista – CEO (1), Nutricionista (1), Técnico em Enfermagem – PSF (2), Técnico em saúde Bucal – PSF (2), Protético (1), Técnico em Saúde Bucal – CEO (1), Atendente de Consultório Médico – PSF (1), Agente de Combate às endemias (1) e Auxiliar de serviços gerais (2).

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Na área de Educação, serão preenchidas as vagas para Professor A (11), Professor de Português (2), Ciências (2), História (2), Geografia (2), Inglês (1), Educação Física (1), Artes (1), Supervisor Escolar (01), Orientador Escolar (1) e Psicólogo escolar (1).

Para nível fundamental, as vagas são para Merendeira (7), Auxiliar de Serviços Gerais (7), Auxiliar Administrativo (2) e Vigia (4). Já para a Ação Social, serão disponibilizadas duas vagas para Digitador.

 

 

G1

Homem morre após ser atingido com vários golpes de foice em Pilar

Plantão de PolíciaUm homem foi encontrado morto na periferia de Pilar, cidade localizada à 55 km de João Pessoa, por volta das 15h desta terça-feira (12). A vítima foi morta a golpes de arma branca, no entanto, ainda não há informações sobre a autoria do crime.

A polícia trabalha com a hipótese de acerto de contas motivado pelo envolvimento do homem com o tráfico de drogas.As autoridades policiais se dirigiram ao local onde o corpo foi encontrado, após ligações telefônicas de moradores da região.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Uma equipe formada por peritos criminais também foi acionada até  o local. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Itabaiana.

 

 

portalcorreio

Vereador de Pilar diz que polícia decretou toque de recolher e tolheu direitos do cidadão

Murilo Barbosa (de bigode) em evento festivo. (Foto: Marcio Deyvson)
Murilo Barbosa (de bigode) em evento festivo. (Foto: Marcio Deyvson)

O vereador Murilo Barbosa (PT), presidente da Câmara Municipal de Pilar (PB), demonstrou revolta com o que considera abuso de poder da Polícia Militar na segunda-feira de carnaval em sua cidade. Segundo ele, a Polícia “impediu a manifestação livre do povo no carnaval, mandando encerrar os eventos carnavalescos à meia-noite, proibindo beber, ouvir música ou conversar, num autêntico toque de recolher, sem que a autoridade policial tenha apresentado nenhuma portaria ou qualquer outro documento de autoridade que tenha ascendência sobre o poder público municipal”, queixou-se o vereador. Para ele, a atitude da Polícia Militar prejudicou comerciantes, donos de blocos e foliões “Até os evangélicos ficaram indignados com essa ação da Polícia”, disse Murilo.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Sem avisar com antecedência, a Polícia mandou encerrar até um evento festivo patrocinado pela Secretaria de Ação Social da Prefeitura. Para o vereador Murilo, “é obrigação do Estado dar segurança aos cidadãos e não lhe causar insegurança e medo”.  Ele promete protestar contra o que considera intervenção indevida da autoridade policial, atropelando as prerrogativas dos poderes públicos locais.  O edil garante que  irá procurar o deputado Luiz Couto e a deputada estadual Daniela Ribeiro para repercutir o incidente e pedir providências. “Pilar tem autoridade, na qualidade de vereador irei propor leis disciplinando os horários de festas e outros eventos públicos”, disse ele, acrescentando que também pedirá apoio do deputado Anísio Maia “para as providências cabíveis”.

O vereador Murilo Barbosa afirmou ainda que no próximo ano, o carnaval será diferente em Pilar. “Eu me comprometo com esta luta. Com dinheiro ou sem dinheiro, ninguém vai tirar o nosso direito de diversão. Pedirei à Prefeita Virgínia que me indique para organizar e tomar conta de todas as atividades carnavalescas”, finalizou.

Muitos foliões criticaram a ausência da prefeita Virgínia Veloso na cidade durante o carnaval.  A programação do carnaval do município não foi acompanhada pela prefeita que reside em João Pessoa. “Por isso que é ruim ter prefeito que não mora na cidade, assim como outras autoridades, a exemplo de juiz, promotor e delegado”, disse um morador de Pilar. Outro cidadão manifestou seu apoio à prefeita nas redes sociais, afirmando que “querem distorcer e manipular os fatos, pois a prefeita Virgínia designou como autoridade para acompanhar os eventos carnavalescos o vice-prefeito, que legitimamente a representa”.

Fonte: Tribunadovaleonline

Shirley, mãe de santo em Pilar, é a primeira travesti vereadora da Paraíba

Foto: Arquivo Pessoal

A cidade de Pilar (localizada na região da Mata Paraibana, a 52 km de João Pessoa), elegeu a primeira vereadora travesti da história Paraíba. Shirley Costa, 51 anos, foi eleita com 273 votos pelo Partido Progressista (PP). Seu nome no registro de nascimento é Geraldo Costa da Silva.

Adepta do candomblé há 38 anos, a vereadora é também conhecida na cidade de pouco mais de 11 mil habitantes como ‘Mãe Shirley´. Ela disse que sua fórmula da vitória foi “o trabalho de humanização” que desenvolve no hospital da cidade, onde é lotada no setor administrativo. Para Shirley, sua espiritualidade contribuiu em seu equilíbrio nos dois meses de campanha.

“Levo carinho aos pacientes do hospital. Muitas vezes são pessoas pobres com ausência de afetividade. Converso com eles, brinco e isso me motivou a entrar na política para ajudar os mais necessitados”, comentou, lembrando ainda o incentivo de familiares e amigos.

Com poucos recursos, Shirley repudiou “a compra de votos que existiu na cidade” e disse que fez uma campanha “à base da honestidade, boas propostas” e isso agregou muitos simpatizantes. “Minha campanha foi simples. Recebi apoio da majoritária e alguns gastos foram pagos com recursos próprios”, disse.

A chapa majoritária a que ela se refere foi encabeçada pela atual prefeita Virgínia Veloso Borges (PP), reeleita para o cargo. A prefeita é mãe do ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro.

Apenas com primeiro grau completo, a vereadora eleita disputou o mandato eletivo pela primeira vez e garantiu que no Legislativo municipal vai “levantar a bandeira de combate ao homicídio e em defesa de um atendimento mais humanizado na saúde pública. “Vou ser a voz da luta contra o preconceito. Não podemos nos calar para a discriminação não apenas de sexo, mas de raça e cultura”, discursou a parlamentar.

O município de Pilar está localizado na microrregião de Sapé. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no ano de 2010 sua população era estimada em 11.191 habitantes. Sua área territorial é de 102 quilômetros quadrados.

O município era uma antiga aldeia de índios Cariris e Coremas. É a terra natal do escritor José Lins do Rêgo, autor de livros como ‘Fogo Morto’, ‘Menino de Engenho’ e ‘Doidinho’.

portalcorreio

MPPB intervém e garante fim da greve de professores, em Pilar

Um acordo mediado pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) pôs um fim à greve de professores iniciada há duas semanas no município de Pilar (a 50 quilômetros de João Pessoa). Nesta quinta-feira (31), cerca de 1,6 mil alunos da rede municipal de ensino voltarão às aulas.

A categoria reivindicava o cumprimento da “Lei Nacional do Piso Salarial” para os profissionais da Educação e o aumento de 22,22%, dentro do escalonamento previsto no Plano de Cargos e Carreiras municipal. A Prefeitura, por sua vez, alegava a falta de recursos financeiros para atender à reivindicação.

O impasse foi resolvido na tarde de da terça-feira (29), durante audiência promovida pela Promotoria de Justiça de Pilar e pelo Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça da Educação do MPPB.

Ficou decidido que os professores da rede municipal terão aumento de 10% (que deverão ser pagos na sua totalidade) no mês de junho deste ano, respeitando o escalonamento previsto no Plano de Cargos e Carreiras Municipal, conforme parcela do reajuste previsto na Lei 11.738/2008.

O Município também se comprometeu a não descontar os dias paralisados no contracheque dos educadores e a pedir a extinção da ação judicial que tramita na comarca para declarar a ilegalidade da greve dos professores.

Segundo o promotor de Justiça de Pilar, Aldenor de Medeiros Batista, a Secretaria Municipal de Educação também deverá elaborar o calendário especial para a reposição das aulas relativas ao período de paralisação. “O acordo ocorreu no momento certo. Os alunos voltarão a ter aula e estamos todos satisfeitos”, comemorou.

Audiência

Compareceram à audiência a promotora de Justiça que coordena o Caop da Educação, Fabiana Lobo; a prefeita de Pilar, Virgínia Maria Velloso Peixoto Borges; o procurador municipal, Rodrigo Lima Maia; o secretário municipal de Educação, César Augusto Melo Silva; o secretário municipal de Administração, Djalma Pereira de Castro Filho e a presidente do Sindicato dos Professores em Educação do Município de Pilar, Rejane de Lourdes Soares.

Assessoria MPPB
Focando a Notícia