Arquivo da tag: pezinho

Paraíba tem queda de 11% no número de testes do pezinho aplicados em 2020, diz SES

O número de testes do pezinho, exame feito em recém-nascidos para detectar e prevenir até seis tipos de doenças genéticas ou congênitas, caiu aproximadamente 11% nos cinco primeiros meses deste ano em relação ao mesmo período de 2019. A informação é de um levantamento divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde da Paraíba.

A redução tem preocupado as equipes de saúde que trabalham nas maternidades, diretamente no tratamento. Em 2018, nos cinco primeiros meses, foram 15.183 testes aplicados. Em 2019, houve um aumento para 17.700, e entre janeiro e maio de 2020, houve a queda para 15.900, uma redução de 11,3%.

Pelo menos 1.800 crianças nascidas na Paraíba não fizeram teste do pezinho neste ano. Os especialistas indicam que o problema pode ter relação com a pandemia do coronavírus, porque é possível que alguns pais estejam com medo de sair de casa para fazer o exame.

A pediatra Flávia Paredes explicou que os pais não devem deixar de fazer o teste do pezinho. “O teste do pezinho é realizado gratuitamente na rede SUS, que serve para o diagnóstico de seis doenças. É feito com uma pequena punção no calcanhar do bebê até a primeira semana de vida”, explicou.

Maternidade Cândida Vargas, em João Pessoa, é um dos pontos que fazem o teste do pezinho no estado — Foto: Francisco França/Jornal da Paraíba

Maternidade Cândida Vargas, em João Pessoa, é um dos pontos que fazem o teste do pezinho no estado — Foto: Francisco França/Jornal da Paraíba

Doenças detectadas pelo teste do pezinho

  • fibrose cística
  • fenilcetonúria
  • deficiência de biotinidase
  • hipotireoidismo congênito
  • hiperplasia adrenal congênita
  • doença falsiforme

Ainda de acordo com a pediatra, para todas as doenças, existe um quadro clínico grave, que podem deixar sequelas de todas as formas no bebê ou até matar a criança. “Tudo isso pode ser evitado se o tratamento for iniciado antes do aparecimento dos sintomas. Por isso é tão importante que o teste do pezinho seja realizado precocemente. O SUS garante tratamento gratuito e especializado, acompanhamento para os pacientes triados no teste do pezinho”, avaliou a médica.

Na Paraíba, pelo menos 200 pontos de atendimento médico fazem a coleta de material pelo teste do pezinho. O SUS é responsável por pelo menos 80% do total dos testes aplicados por ano no estado.

G1

 

CG: Centro de Saúde do Catolé implanta Triagem Neonatal e realiza testes do pezinho e do olhinho

 


O Centro de Saúde do Catolé, Campina Grande, implantou a Triagem Neonatal e desde o mês passado está realizando nos recém-nascidos os Testes do Pezinho e do Olhinho e em breve, estará realizando também o Teste da Orelhinha. Os exames já são realizados no ISEA (Instituto de Saúde Elpídio de Almeida), mas estão sendo feitos também no Centro de Saúde, ampliando o acesso da população aos serviços e com mais comodidade, principalmente para as mães que residem nas proximidades do bairro do Catolé.

A Triagem Neonatal, dos quais estes exames fazem parte, tem por objetivo a detecção precoce de alterações genéticas, metabólicas e infecciosas auditivas e visuais em recém-nascidos evitando seqüelas graves durante o desenvolvimento da criança. No Centro de Saúde, a equipe é formada por pediatras, enfermeira, fonoaudióloga e técnicas de enfermagem.

Pela manhã, das 7h às 11h, o Teste do Pezinho está sendo realizado no Centro de Saúde do Catolé, de segunda a sexta-feira e o Teste do Olhinho, às quartas-feiras. À tarde, das 13h às 17h, o Teste do Pezinho é realizado também de segunda a sexta-feira e o Teste do Olhinho, todas as sextas-feiras.

TESTE DO PEZINHO – O Teste do Pezinho detecta doenças congênitas como, fenilcetonúria, hipotireoidismo, anemia falciforme e fibrose cística, que somente apresentam sinais nos primeiros meses de vida e, em alguns casos, podem levar a um retardo mental. O exame deve ser feito entre o terceiro dia de vida ou, no mais tardar, até o 28º dia após o nascimento. No caso de alguma doença ser diagnosticada, o bebê precisa passar por outros exames confirmatórios e passa a ter um acompanhamento médico.

TESTE DO OLHINHO – O Teste do Olhinho é um exame que deve ser realizado na primeira semana de vida e pode detectar e prevenir diversas patologias oculares, assim como o agravamento dessas alterações, como uma cegueira irreversível. O exame é indolor e rápido, feito entre dois e três minutos, com uma fonte de luz saindo de um aparelho chamado oftalmoscópio, semelhante a uma “lanterninha”, onde a pediatra observa o reflexo das pupilas do recém-nascido.

Quando a retina é atingida por essa luz, os olhos saudáveis refletem tons de vermelho, laranja ou amarelo e quando há alguma alteração, não é possível observar o reflexo ou sua qualidade é ruim, esbranquiçada. A comparação dos reflexos dos dois olhos também fornece informações importantes, como diferenças de grau entre olhos ou o estrabismo. O Teste do Olhinho previne e diagnostica doenças como a retinopatia da prematuridade, catarata congênita, glaucoma, retinoblastoma, infecções, traumas de parto e a cegueira.

Jonas Batista para o Focando a Notícia