Arquivo da tag: pessoas

Cerca de 41 mil pessoas devem sair da Rodoviária de João Pessoa para o carnaval em outras cidades

Cerca de 41 mil pessoas devem sair do Terminal Rodoviário de João Pessoa para aproveitar o período de carnaval 2020 em outras cidades a partir desta sexta-feira (21) e até o dia 26 de fevereiro. O aumento previsto na movimentação é de 5% em relação ao carnaval 2019. Aproximadamente 38 mil pessoas devem desembarcar em João Pessoa para passar o carnaval no litoral.

Os principais destinos procurados pelos pessoenses, dentro da Paraíba, é Campina Grande, Souza, Patos, Cajazeiras e Guarabira. Já em outro estado, as pessoas procuram pelas cidades de Recife e Natal.

De acordo com a assessoria do Terminal Rodoviário, as empresas ainda não divulgaram se vai haver ônibus extras.

No entanto, há algumas orientações para vai viajar nesse período:

  • Comprar a passagem de ida e volta com antecedência;
  • Verificar toda a documentação necessária para o embarque, inclusive os das crianças;
  • Chegar ao terminal com no mínimo uma hora antes do embarque;
  • Identificar as bagagens.

 

G1

 

 

Duas pessoas são feridas a tiros após desfile de bloco em João Pessoa

A dispersão de um bloco de pré-carnaval resultou em tiros e duas pessoas feridas em João Pessoa. A ocorrência foi registrada na Avenida Epitácio Pessoa, durante a madrugada.

De acordo com informações da polícia, duas pessoas foram atingidas por tiros de arma de fogo durante discussão. Ainda não há informações de quem teria efetuado os disparos.

Para o Hospital de Trauma foi levado um homem de 32 anos. Ele foi ferido com dois tiros, um nas costas e outro no braço. De acordo com a assessoria do hospital, ele recebeu alta hospitalar na manhã deste sábado.

Já a mulher que sofreu um tiro no braço foi socorrida para o Ortotrauma de Mangabeira, o Trauminha, e está em estado considerável estável, segundo o hospital.

 

PB Agora

 

 

Deputado Tião Gomes defende passagem gratuita para pessoas com câncer

O deputado estadual Tião Gomes (Avante) lamentou a decisão judicial de inconstitucionalidade da Lei 9.115/2010 que garantia o direito a passagens gratuitas nos ônibus intermunicipais para pessoas com câncer na Paraíba.

Pacientes com câncer na Paraíba não têm mais o direito a passagens gratuitas nos ônibus intermunicipais, desde a quinta-feira (6), quando o Instituto de Polícia Científica (IPC) da Paraíba recebeu notificação da Justiça e suspendeu a emissão das carteirinhas de gratuidade, devido a decisão do Supremo Tribunal Federal.

Tião Gomes afirma que o legislativo paraibano deve agir para que uma Lei da Casa que estava em vigor e auxiliando milhares de paraibanos permaneça em atividade.

“Respeitamos a decisão judicial, mas é um ato desumano tirar direitos de quem apenas luta para ter saúde. Temos que reconhecer que o Estado tem o compromisso de cuidar dessas pessoas, e com a carência da maioria de nossos municípios, as pessoas com câncer necessitam realizar deslocamentos. Via de regra para a Capital João Pessoa e agora sem direito a passagens gratuitas tudo ficará ainda mais difícil para quem já sofre com a saúde debilitada. Vamos unir o parlamento em prol dessa luta e acionar o Governo do Estado para efetivar e autorizar a gratuidade ”, pontua Tião Gomes.

A decisão do Supremo Tribunal Federal aponta que a norma da gratuidade não poderia ter sido criada pela Assembleia Legislativa da Paraíba, mas sim pelo Executivo, algo que o deputado Tião Gomes acredita que pode ser revertido o mais breve possível.

 

portaldolitoralpb

 

 

Paraíba é quarto estado do país com mais presídios com celas para pessoas LGBT

A Paraíba é o quarto estado do país com o maior número de presídios com celas reservadas para pessoas LGBT. São nove unidades prisionais, de um total de 79 penitenciárias em toda a Paraíba. Os dados são de um relatório divulgado nesta quarta-feira (5) pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

A nível nacional, a Paraíba só fica atrás, em números absolutos, de São Paulo, com 51 unidades, Pernambuco, com 11, e Goiás, com dez presídios com alas LGBT.

Em relação ao Nordeste, a Paraíba é os segundo estado que melhor atende a esse público dentro dos presídios. Dos nove estados, Pernambuco lidera, logo em seguida vem a Paraíba e depois os números sofrem uma queda enorme. Ceará e Maranhão apresentam duas unidades cada. Alagoas, Bahia e Sergipe apenas uma unidade cada. E o Rio Grande do Norte e Piauí não dispõem de nenhuma penitenciária com ala LGBT.

Apesar da Paraíba estar em uma posição ainda privilegiada em relação ao Brasil, em proporção, a taxa ainda é pequena. Das 79 unidades prisionais que existem na Paraíba, apenas 11% disponibilizam uma cela reservada para as pessoas LGBT.

Presídio Desembargador Flóscolo da Nóbrega, no bairro do Roger, em João Pessoa — Foto: Reprodução/TV Cabo Branco

Presídio Desembargador Flóscolo da Nóbrega, no bairro do Roger, em João Pessoa — Foto: Reprodução/TV Cabo Branco

Presídio do Róger entra na estatística

O Presídio Desembargador Flósculo da Nóbrega, o Presídio do Róger, em João Pessoa é uma das nove undiades prisionais localizadas na Paraíba que dispõem das alas especiais. De acordo com o relatório, atualmente o Róger faz a custódia tanto de presos provisórios quanto de presos condenados, contanto com 1054 pessoas presas em uma estrutura prevista para 470.

A penitenciária está dividida em pavilhões, que estão divididos internamente em celas. Trata-se, conforme o relatório, de uma unidade muito antiga. A administração prisional acredita que a estrutura era originalmente utilizada como escola, sendo adaptada posteriormente para ser utilizada como unidade prisional.

A prisão conta com uma cela reservada para a população LGBT que atualmente tem 22 pessoas. A cela é uma ampla sala onde as camas ficam dispostas uma ao lado da outra, lembrando muito uma sala de aula. Os companheiros

dos LGBT não ficam na mesma cela. O banho de sol da cela LGBT é feito juntamente com os presos que ficam no seguro e, segundo a narrativa dos apenados, não há relato de convívio violento nesses momentos.

Dentro do relatório, há alguns relatos de travestis, transexuais e gays sobre a situação que vivem e viveram dentro de alguns presídios da Paraíba.

Eu cheguei em Esperança. Fiquei confortável lá porque já tinha travesti lá. Passei 9 meses lá. De lá eu fui pra Araras e lá só era eu no meio de cento e poucos homens. Só eu de travesti. Sofri, viu. A coisa do psicológico. Me senti sozinha lá. Não tinha ninguém pra conversar. Era só conversa de homem, de bandido. Eu ficava trancada na minha cachanga. Emagreci muito. Minha mãe ficou com pena de mim. Vim fumar na cadeia. Eu não fumava na rua. Eu ficava com medo, ficava assustada. A gente tinha vergonha de ficar nua. Botavam a gente no bolo nua. Revista e tal. Eu morrendo de vergonha. Lá passei um ano e pouco e foi sentenciada e fui para Guanabira. Nenhum desses lugares tem ala. Nesse último eu fui pra uma cela de crente. Nas outras celas eles não me aceitavam. Daí chegou um papel pra mim. Eu nem sabia o que era. Quando eu fui ver era uma transferência pra mim. Quando que eles me falaram “ói você está sendo transferida pro Roger” e eu disse “Roger? Por que?”. “Lá tem uma ala LGBT pra você. Você tem que ir pra lá”.

Uma das conclusões do relatório foi de que as pessoas LGBT nas prisões masculinas que não possuem celas/alas específicas estão submetidas a um regime de constante risco, portanto, vulneráveis à violência física, sexual e psicológica, sobretudo por parte dos outros custodiados. Já os LGBT que estão em unidades prisionais que possuem celas/alas específicas, mesmo que talvez não estejam em risco imediato, também estão vulneráveis uma vez que vivem a precariedade de políticas institucionais.

 

G1

 

 

38 milhões de pessoas ainda podem fazer o saque do FGTS na Caixa

O resgate de até R$ 998 do FGTS ainda pode ser feito por 37,6 milhões de trabalhadores, de acordo com a Caixa Econômica Federal, que administra o fundo.

Até o dia 27 de janeiro, R$ 27,2 bilhões já haviam sido pagos para 58,4 milhões de pessoas.

O valor pode ser sacado até 31 de março de 2020 por todos que tinham até R$ 998 em uma conta do FGTS em 24 de julho de 2019, quando o governo Bolsonaro anunciou a liberação da grana.

Para quem tem mais de R$ 998, o limite de saque é de R$ 500 para conta ativa (atual emprego) ou inativa do trabalhador. Por exemplo, se tiver três contas com R$ 1.000 cada, terá direito a sacar até R$ 1.500 no total.

Mais de 4 milhões de trabalhadores que já resgataram R$ 500 ainda podem sacar mais R$ 498 do FGTS. O valor extra foi liberado em dezembro para aquecer a economia. Segundo a Caixa Econômica Federal, 5,9 milhões de brasileiros já receberam a diferença.

Para saber se pode resgatar a grana, basta conferir o seu extrato do FGTS em qualquer agência da Caixa, pelo site ou pelo Aplicativo FGTS.

O saque pode ser feito em qualquer agência da Caixa, nas lotéricas e nos correspondentes Caixa, apresentando um documento de identificação. Quem tem o cartão cidadão pode ainda fazer o saque diretamente no caixa eletrônico.

SEGURO-DESEMPREGO

Quem aderiu ao saque imediato não perde o direito ao seguro-desemprego em caso de demissão por justa causa.

No entanto, mais de 67 mil pedidos tiveram que ser reprocessados pelo governo federal, pois, durante o cruzamento de dados realizado para a liberação do seguro, a movimentação da conta do FGTS fez com que o sistema barrasse o pagamento.

De acordo com a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, do Ministério da Economia, os problemas relacionados ao saque imediato foram sanados.

DINHEIRO NA CONTA

  • Dos 96 milhões de trabalhadores com direito ao saque imediato do FGTS, 58,4 milhões já fizeram o resgate
  • Dos 10 milhões de trabalhadores com direito ao valor extra, de R$ 498, apenas 5,9 milhões já receberam o valor
  • O saque imediato do FGTS pode ser realizado até 31 de março de 2020

 

FOLHAPRESS

 

 

Presidente do TCE-PB diz que pessoas comentem crimes e não instituições

O presidente do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), conselheiro Arnóbio Viana, negou nesta quarta-feira (15) que teria convocado uma reunião com os demais integrantes da corte para debater as consequências da Operação Calvário que no âmbito da instituição causou o afastamento de dois conselheiros.

“Estamos na expectativa porque dois conselheiros foram afastados e nós já substituímos os afastados. Eu cheguei no Tribunal e tinha essa história, daí você vê que às vezes notícias que não estão calcadas na verdade se propagam. Eu não marquei reunião nenhuma. É mentira, eu não convoquei reunião nenhuma até porque já substituí os conselheiros afastados e todas as notícias dependem de quem está investigando e não do Tribunal de Contas que fez apenas as substituições” declarou.

Arnóbio Viana ainda ressaltou que cabe ao Ministério Público investigar e denunciar os envolvidos e reforçou que é a favor da celeridade e punição para quem cometeu os crimes investigados “doa a quem doer”.

“O Ministério Público é quem tem o papel de investigar e denunciar para que os envolvidos sejam punidos o TCE continua com seu trabalho sempre altivo e em defesa da correta aplicação dos recursos públicos. Pedi celeridade e punição a quem deve doa a quem doer. Eu fico triste quando as notícias envolvem o nome da instituição, porque quem comete crimes são as pessoas e não as instituições então tem que se citar o nome da pessoa, o fato e se fazer as punições devidas” concluiu.

As informações repercutiram no programa Correio Debate.

PB Agora

 

 

Três pessoas ficam feridas após tiroteio no Sertão da Paraíba

Três pessoas ficaram feridas na manhã deste sábado (11), após um tiroteio ocorrido no centro de Piancó, município do Sertão da Paraíba.

De acordo com o relato de testemunhas no local, um homem chegou em um carro e começou uma briga. O pai da vítima sacou uma arma e reagiu, efetuando disparos. O grupo no veículo revidou e começou o tiroteio.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado e socorreu as vítimas para o Hospital Regional de Piancó.

Um dos feridos foi transferido para o Hospital Regional de Patos.

 

clickpb

 

 

Acidente mata três pessoas de mesma família e deixa duas feridas

Duas mulheres e um bebê morreram na noite da terça-feira (7) após a caminhonete em que estavam colidir em um caminhão, na BR-412, em São João do Cariri, no Cariri da Paraíba. Segundo informações da Polícia Civil, outra criança que estava no veículo ficou ferida e foi socorrida e encaminhada para o Hospital de Trauma de Campina Grande.

De acordo com a polícia, a caminhonete colidiu com o caminhão do tipo caçamba. Estavam no veículo um homem, duas mulheres, uma criança e um bebê todos da mesma família. As duas mulheres, que eram mãe e filha, morreram logo após o acidente.

A criança, de 5 anos, e o bebê, de um ano, foram socorridos para o Hospital Geral de Serra Branca. De acordo com a unidade hospitalar, o bebê morreu no hospital. Já a criança foi reanimada e transferida para o Hospital de Trauma de Campina Grande, onde permanece internado na UTI em estado de saúde considerado grave.

Ainda estava no veículo o motorista, que era o pai das crianças e esposo de uma das mulheres. Ele teve apenas ferimentos leves. A Polícia Civil ainda não sabe o que teria causado o acidente e confirmou que as vítimas eram da cidade de Sertânia, Pernambuco.

G1

 

Casal atira contra vizinhos e deixa duas pessoas feridas em Campina Grande

Um casal atirou várias vezes contra vizinhos na noite de segunda (6), em Campina Grande. Uma mulher e uma criança de 4 anos ficaram feridas. Segundo relato de uma das vítimas à Polícia Civil, o crime pode ter acontecido após os suspeitos terem o portão de sua casa chutado. O caso aconteceu por volta das 22h, no bairro da Conceição.

De acordo com as informações das vítimas, a família estava na calçada de sua residência quando o casal de vizinhos chegou em uma motocicleta e efetuou os disparos. Uma mulher foi atingida na perna e uma criança pode ter ficado ferida de raspão no ombro.

Ainda conforme as vítimas, um homem, que supostamente é usuário de drogas e frequenta a casa das vítimas, teria chutado o portão da casa dos suspeitos antes da situação acontecer, o que pode ter motivado os disparos.

A mulher atingida na perna deu entrada no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande e encontra-se estável. Não há registros no hospital sobre a criança.

Até as 9h10 ninguém foi preso. A polícia deve investigar o caso.

G1

 

PRF flagra 20 pessoas dirigindo sob efeito de álcool, em dois dias na Operação Verão

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) iniciou, no último final de semana, a Operação Verão 2020, com fiscalização reforçada nas rodovias federais do estado da Paraíba. O reforço no policiamento ocorreu principalmente na região metropolitana de João Pessoa, Cabedelo e nos acessos ao litoral paraibano.

Ao todo, foram fiscalizadas 2.542 pessoas, sendo autuadas 1.082 infrações de trânsito das mais diversas e 88 veículos recolhidos por irregularidades. Durante a fiscalização, 20 pessoas foram flagradas no teste do etilômetro dirigindo sob efeito de álcool, gerando perigo a todos que utilizam as rodovias federais para curtir as férias de verão.

Além da fiscalização às irregularidades no trânsito, as ações de enfrentamento à criminalidade também estão sendo intensificadas. Neste final de semana, 18 pessoas foram detidas e dois veículos roubados foram recuperados.

O esforço da PRF tem como objetivo garantir a fluidez no trânsito e proteger os usuários das rodovias federais, para que possam ir e voltar para a casa com segurança.

A Operação Verão 2020, que se iniciou neste sábado (4), terá duração até o dia 19 de janeiro de 2020, e é mais uma ação que engloba a Operação Rodovida.

PB Agora