Arquivo da tag: Pessoa

Uma pessoa morre e seis ficam feridas em acidente no Sertão

Um grave acidente deixou uma pessoa morta e outras cinco feridas na madrugada deste sábado (5), na BR-230, em Patos, Sertão paraibano. Um carro e uma van colidiram de frente.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a van seguia na via quando um carro Corsa branco teria invadido a faixa contrária. O condutor do corsa não resistiu e morreu ainda no local do acidente.

Ainda segundo a PRF, as vítimas informaram que a van seguia sentido Patos-Campina Grande quando houve a colisão. A PRF não descarta a possibilidade de o motorista do carro teria cochilado durante a viagem e acabou perdendo o controle do veículo.

Foto: divulgação / PRF

No momento do acidente, 13 pessoas estavam na van. As seis vítimas que ficaram feridas no acidente foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e levadas para o Hospital Regional de Sousa. Uma mulher estaria em estado grave, de acordo com a PRF, os demais feridos não tiveram o estado de saúde divulgado.

O corpo do motorista foi encaminhado ao Núcleo de Medicina e Odontologia (Numol) de Patos.

Foto: divulgação / PRF

PB Agora

 

Acidente de moto deixa uma pessoa morta na curva do Eucalipto, em Araçagi

O irmão de um ex-vereador morreu na noite desta sexta-feira (20) em um acidente de moto na curva do eucalipto, na Rodovia PB-057, entre os municípios de Guarabira e Araçagi, na Paraíba.

Gelson Gonçalo Xavier, de 39 anos era natural de Guarabira e irmão do ex-vereador Beto de Paulino da cidade de Araçagi. Segundo a polícia civil, o motociclista teria perdido o controle da moto e sobrado na curva.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada e ao chegar ao local o médico confirmou o óbito. Uma perícia foi realizada para investigar o acidente.

Há relatos que houve uma colisão entre a moto e um carro, mas a polícia civil não confirmou e disse que o laudo ficará pronto em até 30 dias. O corpo foi encaminhado ao Núcleo de Medicina e Odonto-Legal (Numol) de Guarabira.

Blog do Pedro Júnior

 

 

Setembro Amarelo: Por que uma pessoa comete suicídio?

Por Sabrina Ferrer, psicóloga-chefe do FalaFreud

O suicídio é algo que vem chamando a atenção da sociedade. Não é de hoje que somos surpreendidos com alguns casos, seja de alguma celebridade ou de pessoas que, direta ou indiretamente, estavam próximas a nós. Nestas ocasiões, chocados, a pergunta que insistentemente invade a nossa mente é: Por quê?

Segundo as estatísticas, podemos ver o quão importante é abordar esse assunto e compreender a situação. Trata-se, além de uma comprovação do sofrimento individual, de um sério problema de saúde pública. Segundo o mais recente relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 800 mil pessoas cometem suicídio a cada ano – uma taxa de 11,4 para cada 100 mil habitantes. Isso significa um suicídio a cada 40 segundos. A “violência autodirigida”, como o suicídio, é classificada pela OMS e é hoje a 14ª causa de morte no mundo inteiro. E a terceira entre pessoas de 15 a 44 anos, de ambos os sexos.

Nossa cultura valoriza a vida em todos os sentidos, haja vista os incontáveis métodos de rejuvenescimento. Daí a morte, mesmo sendo um processo natural, não é bem-vinda porque rompe com o sonho humano de imortalidade. O suicídio, então, é tido como intolerável, nos conduzindo quase sempre a buscarmos uma justificativa para compreender tal ato e amenizar nossa perplexidade. O comportamento intencional de tirar a própria vida é resultado da soma de diversos fatores de origem emocional, psíquica, social e cultural. O indivíduo busca na morte o alívio, uma forma de fugir daquilo que o deprime, que o exclui de maneira insuportável.

Existem algumas pessoas que são mais propensas a cometer suicídio, são aquelas com transtornos mentais, depressivos, bipolares, transtornos de personalidade, dependentes químicos e esquizofrênicos. Outras podem estar passando por uma enfermidade, como câncer, HIV, ou mesmo pessoas que sofreram ou sofrem algum tipo de abuso ou bullying. Ou passaram por perdas, seja de emprego, separação, ou até uma exposição da vida íntima na internet.

A melhor forma de combater o suicídio é vencer nossos preconceitos e começar a falar desse assunto. Existem muitas pessoas que tem ideias suicidas mas não cometem o suicídio. Nesse processo a pessoa pensa em se matar, às vezes até planeja isso, mas não o faz.

O fato de haver um número considerável de pessoas que têm ideias suicidas criou uma crença na nossa sociedade de que quem fala que vai se matar não faz isso. Essa crença não é verdade. A maioria das pessoas que cometem suicídio comentam essa ideia com alguém antes de cometer esse ato. Neste caso, os sentimentos de uma pessoa que fala em se suicidar são minimizados por aqueles que não entendem sobre o assunto ou que nunca sentiram o mesmo.

A pessoa que sente vontade de morrer está em um processo de dor tão intenso que não vê outra saída. Na verdade, ela não quer matar a vida, ela quer matar a dor. Há nessas pessoas uma vontade imensa de viver, mas sem a dor, sem o problema. Nesses casos o suicídio pode ser visto como o fim de um longo sofrimento. Essas pessoas não têm encontrado sentido para a vida.

Para prevenir o suicídio é indicado que as pessoas escutem aquele que fala em se matar. Preste atenção em mudanças de comportamento, seja para uma tristeza profunda, a perda de vontade de fazer as coisas que a pessoa gostava, e até mesmo uma mudança repentina de humor para a felicidade. Se a pessoa estava muito triste e de repente fica feliz, pode ser que tenha planejado seu suicídio e está assim por se sentir aliviada em poder acabar com a dor.

Alguns sinais podem nos ajudar a perceber se o indivíduo está pensando em suicídio. Preste atenção se a pessoa costuma dizer as seguintes frases:

  • “Minha morte seria melhor para todos” ou “Pelo menos vocês não teriam mais que me aguentar”.

  • “Ninguém se importa, mesmo”, “Ninguém entende o que eu sinto” ou “Você nunca entenderá”.

  • “Agora é tarde, eu não aguento mais”, “Não existe mais nada a ser feito” ou “Eu só queria que a dor passasse”.

  • “Eu não tenho razões para viver” ou “Estou tão cansado de viver”.

Conversas assim podem ser indícios que o indivíduo pretende cometer suicídio. Não julgue. Se você nunca pensou ou se sentiu como a pessoa não diga como ela deveria se sentir ou o que deveria fazer. Apenas demonstre seu apoio e esforce-se para compreendê-la.

Falar que “Não é ruim assim” ou “As coisas vão melhorar” não ajuda em nada e fará com que ela sinta que você não entende ou não está ouvindo. Prefira dizer “Você não está sozinho. Eu estou aqui com você e ajudarei no que for preciso” . Eu não quero que você morra.” ‘Eu me preocupo com você.” Chame a pessoa para fazer algo com você como caminhar, praticar um esporte e qualquer coisa que a ajude a se manter fisicamente ativa. Um diário para a pessoa também pode ajudar. Assim, ela poderá expressar tudo que sente em vez de reprimir as próprias emoções.

Se você que está lendo este artigo agora tem ideias suicidas, saiba que existe um caminho para você. Existem estratégias que você pode usar para ajudar a mudar esses pensamentos. A mente de uma pessoa com pensamentos suicidas funciona de forma diferente. É preciso encontrar estratégias para lidar com isso. O uso, de programação neurolinguística, técnicas de mindfulness e meditação podem ajudar, além de um acompanhamento terapêutico intenso para que a pessoa possa se expressar livremente, sem julgamentos e encontrar atividades que lhes proporcione qualidade de vida.

Sabrina Ferrer é psicóloga-chefe do FalaFreud. Possui 14 anos de experiência na área de psicoterapia e Gestão de Pessoas. Sua abordagem é baseada na Psicanálise e Teoria Cognitivo Comportamental. Atua em clínicas atendendo adolescentes com questões emocionais, autoconhecimento, adultos com os mais variados sintomas e situações, além de idosos em casos de depressão e falta de motivação.

Isabella Lopes | NR-7 Comunicação

 

 

Bandidos assaltam agência dos Correios; uma pessoa foi ferida durante troca de tiros com a PM

A agência dos Correios e Telégrafos no Cristo Redentor foi assaltada no início da tarde de hoje, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Houve troca de tiros envolvendo equipes da Polícia Militar e os criminosos. Uma pessoa foi baleada e detida,  sendo socorrida pelo Samu.

Segundo a PRF, o trânsito está completamente interditado na BR 230, no viaduto do Geisel, sentido Cabedelo.

A agência alvo da ação dos bandidos fica ao lado da Superintendência da Empresa de Correios e Telégrafos, no Cristo Redentor.

Mais informações em instantes.

 

parlamentopb

 

 

RC sobre Aije: “Não existe uma única pessoa ou prova que diga ‘recebi o Empreender em troca do voto’”

Na tarde da última quinta-feira (11) teve início no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) o julgamento da Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) relativa ao programa Empreender –PB. No processo, o ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho, a vice-governadora Lígia Feliciano e mais cinco pessoa são acusadas de abuso de poder político e econômico nas Eleições 2014.

De acordo com o ex-governador, o programa implantado tanto durante sua gestão na Prefeitura Municipal de João Pessoa, quanto no Governo do Estado, não possui nem um objetivo eleitoreiro. Segundo Ricardo, no processo não há qualquer indício de compra de votos.

– Eu não vou comentar a AIJE porque tenho respeito pelo TER, pelo Pleno todo, só irei comentar quando ela acabar. Eu tenho que respeitar cada voto dos juízes que, por ventura, faltam ser dados. Agora, não existe no processo uma única pessoa, uma única prova que diga ‘eu recebi o Empreender em troca do voto’. Não existe isso.

Ricardo acrescentou que tanto na PMJP quanto no Governo do Estado, dentro do Empreender, não se percebe de forma alguma interesses eleitorais. “É tudo público”, resumiu o socialista.

AIJE

O relator José Ricardo Porto votou pela manutenção dos direitos políticos do ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, da atual vice-governadora Lígia Feliciano. Para Porto, é possível admitir supostas fraudes no programa Empreender-PB, mas que estas seriam observados estritamente como atos de improbidade administrativa, desta forma, não seria da competência da esfera da Justiça Eleitoral.

 

Secom

 

 

Acidente mata uma pessoa e deixa duas feridas em estrada para Natal

Uma pessoa morreu e duas ficaram feridas em acidente registrado na manhã desta sexta-feira (21), no quilômetro 47 da BR-101, no sentido João Pessoa-Natal.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), um dos veículos envolvidos no acidente estava parado no acostamento quando foi atingido por outro automóvel. Dentro do primeiro carro estavam duas pessoas. Uma delas morreu e outra ficou gravemente ferida, segundo a PRF. A polícia informou ainda que uma terceira pessoa estava perto do carro no acostamento. Esta sofreu escoriações leves.

Até a publicação desta matéria, não haviam detalhes sobre as vítimas, nem possíveis causas do acidente.

portalcorreio

 

Acidente com van do cantor Wesley Safadão deixa uma pessoa ferida no Maranhão

Um acidente envolvendo uma van do cantor Wesley Safadão foi registrado na tarde dessa sexta-feira (17) no km 436,4 da BR-316, no município de Peritoró, localizado a 236 km de São Luís. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal do Maranhão (PRF-MA), o motorista do veículo ficou ferido.

Ainda segundo a PRF, o condutor que não foi identificado, perdeu o controle do veículo que saiu da pista e tombando. Ele sofreu apenas escoriações no rosto, braço e perna.

O van com placa de Pernambuco é usado como apoio da equipe do cantor para divulgação e venda de CDs e DVDs.

Acidente foi registrado na tarde desta sexta-feira (17), no município de Peritoró (MA). — Foto: Reprodução/Polícia Rodoviária Federal do Maranhão (PRF-MA)

Acidente foi registrado na tarde desta sexta-feira (17), no município de Peritoró (MA). — Foto: Reprodução/Polícia Rodoviária Federal do Maranhão (PRF-MA)

 

 

G1

 

 

Dia Internacional de Atenção à Pessoa com Lúpus: doença atinge cerca de 200 mil brasileiros, segundo MS

Médica reumatologista fala sobre a doença, sintomas, diagnóstico e tratamento

Nesta sexta-feira (10/05) é lembrado o Dia Internacional de Atenção à Pessoa com Lúpus. A data visa conscientizar a população sobre a importância de se manter ciente dos sinais da doença. O Ministério da Saúde estima que aproximadamente 200 mil brasileiros sofram com o lúpus. Sendo mais comum em mulheres, na idade fértil. Elas representam uma proporção de nove para um homem.

Eliana Teles de Gois, médica reumatologista da Aliança Instituto de Oncologia explica que esta é uma doença autoimune, crônica, potencialmente grave, que pode deixar sequelas e até levar a morte. Segundo a especialista, o lúpus pode se manifestar de diversas formas e atacar qualquer parte do corpo.

Ela acrescenta que a doença pode se apresentar de quatro formas diferentes, com causas distintas. O Lúpus discoide atinge a pele da pessoa e pode ser diagnosticado com o surgimento de feridas avermelhadas com tamanhos, formatos e cores específicas, especialmente no rosto, nuca e/ou couro cabeludo.

O Lúpus sistêmico é o mais frequente e pode ser leve ou grave. Nesse tipo da doença, a inflamação abrange todo o organismo da pessoa, acometendo vários órgãos ou sistemas. “A primeira forma pode evoluir para o lúpus sistêmico”, complementa Eliana.

Há ainda o Lúpus induzido por drogas e o neonatal. O induzido também é comum e acontece porque esse tipo de substância pode provocar a inflamação, com sinais semelhantes ao lúpus sistêmico. Porém, nesse caso, tende a sumir assim que o uso terminar.

E, por último o lúpus neonatal, que é bastante raro e afeta recém-nascidos de mulheres que tenham a enfermidade. A criança pode ter erupções na pele, problemas no fígado ou baixa contagem de células do sangue. “Esses indícios tendem a sumir naturalmente depois de meses”, aponta. De acordo com a médica, esses bebês podem ter um defeito cardíaco grave. “Hoje em dia, temos testes e exames que podem identificar o risco e tratá-lo antes ou depois do nascimento da criança”, pontua.

Sintomas e tratamento

Dra Eliana destaca que os sintomas mais comuns são dores nas juntas, sensibilidade ao sol e manchas na pele. Dentre as manifestações mais graves, estão: a perda da função dos rins, anormalidades no sangue, além de transtornos neuropsiquiátricos, entre eles a depressão, os distúrbios de ansiedade e, em casos raros, os surtos psicóticos.

A especialista comenta que ainda não existe cura para o lúpus, mas o tratamento evoluiu nos últimos anos. “Pode- se dizer, que os pacientes que fazem acompanhamento regular com o reumatologista e seguem corretamente o tratamento, tem uma vida praticamente normal”, finaliza.

 

grupobjetiva

 

 

Colisão entre motocicletas deixa uma pessoa morta na Paraíba

Um acidente envolvendo duas motocicletas deixou uma pessoa morta na noite desta sexta-feira (15), em Pombal, na Paraíba. De acordo com imagens de uma câmera de segurança, uma das motos seguia em alta velocidade e com o farol apagado.

Com a colisão os dois condutores foram arremessados. Geraldo Severo Júnior não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. O outro condutor identificado como Douglas foi socorrido para o Hospital Regional de Pombal, pelo Samu.

O corpo da vítima foi levado para o Instituto de Polícia Científica (IPC).

 

clickpb

 

 

Grupo criminoso toca fogo em residência com casal dentro em JP

Segundo informações da vítima, o grupo de homens chegou até o local espalhando líquido inflamável pelo chão e atearam fogo (Foto: Reprodução/Portal T5)

Um grupo de homens tocou fogo em uma residência com os moradores dentro durante a madrugada desta quarta-feira (16) no bairro João Paulo II, em João Pessoa. Um casal estava dentro da casa no momento do incêndio e a mulher ficou ferida.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e conseguiu controlar o fogo. No entanto, todos os móveis e eletrodomésticos que estavam dentro da casa foram queimados.

Segundo informações da vítima, o grupo de homens chegou até o local espalhando líquido inflamável pelo chão e atearam fogo. Eles teriam gritado contra o casal que estava dentro da casa e fugido logo que o fogo se alastrou.

O homem que estava dentro da casa ainda relatou que havia se mudado para o local há apenas cinco meses e não sabia o que poderia ter motivado o ataque. O morador de 57 anos não ficou ferido.

A mulher, de 47 anos, teve queimaduras nas pernas e foi levada para receber atendimento no Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa. Ela ainda está internada e seu quadro é considerado estável.

ClickPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br