Arquivo da tag: Pernambuco

Policiais prendem comerciantes suspeitos de receptação e apreendem mais de 800 kg de queijo roubado em Pernambuco

Dois comerciantes foram presos por policiais militares e civis nessa terça-feira (28), nas cidades de Guarabira e Mulungu, suspeitos de receptação de queijos roubados no município de Saloá, no Estado de Pernambuco, onde uma carga de aproximadamente 8 toneladas de quejo muçarela da marca Carajás foi roubada no dia 22 de abril.

A ação conjunta envolveu policiais da guarnição do Comando do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) e do GTE (Grupo Tático Especial), além de policiais civis de Pernambuco e Sergipe, e as guarnições conseguiram recuperar 724 kg de queijo nos dois estabelecimentos comerciais dos suspeitos.

Na manhã desta quarta-feira (29), em Alagoinha, outros 100kg de queijo roubado foram apreendidos e o comerciante informou que teria adquirido de um dos dois que foram presos no dia anterior e foi intimado a prestar esclarecimentos na delegacia.

Os policiais chegaram até Guarabira, Mulungu e Alagoinha após obterem informações de que os produtos da marca roubada estariam sendo comercializados em estabelecimentos comerciais das três cidades. Todo o material apreendido e os suspeitos foram levados para a Delegacia de Polícia Civil.

 

Assessoria 4º BPM

 

 

Em Pernambuco: 774 profissionais de saúde testam positivo para Covid-19

Pernambuco registrou, até sexta feira (17), 774 profissionais de saúde confirmados para a Covid-19. Outros 539 testados foram descartados. Têm sido avaliados e testados os profissionais de saúde com sintomas de gripe. As testagens abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal), ou privadas. O estado foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar os profissionais da área da saúde. Nesta quinta (16), havia sido registrados 593 profissionais de saúde infectados.
“Quero ressaltar mais uma vez o nosso compromisso com a testagem desses profissionais de saúde, cuja contaminação é um fato que ocorre em todo o mundo. E Pernambuco tem o compromisso na sua testagem, no afastamento em tempo adequado e na retomada segura do trabalho desses profissionais”, disse o secretário estadual de Saúde, André Longo, durante coletiva de imprensa na tarde desta sexta-feira (17).
Segundo ele, as testagens foram incrementadas com a chegada dos testes rápidos vindos do Ministério da Saúde, que passaram a ser aplicados também pelo estado e pelos municípios, não apenas nos profissionais de saúde como nos de segurança. Os 774 profissionais de saúde confirmados para Covid-19 estão inclusos dentro do total de pacientes positivos em Pernambuco, que somam até sexta sexta (17) 2006 casos.
Pernambuco registrou, nesta sexta (17), 323 novos casos confirmados para a Covid-19 em apenas 24 horas, número recorde de registros de um dia para o outro. O secretário de Saúde do estadual, André Longo, acredita que a ampliação das testagens nos últimos dias e uma grande confirmação de laudos nas últimas 24 horas pode explicar o grande aumento da curva da Covid-19. Com esses novos pacientes positivos, Pernambuco bate outro recorde, chegando a 2006 casos confirmados para o novo coronavírus. Laboratorialmente também foram confirmados nas últimas 24 horas outros 26 óbitos, totalizando assim 186 mortes pela Covid-19 no estado.
Diário de Pernambuco

 

Polícia de Pernambuco investiga se morte de advogado paraibano teria sido execução

Após o advogado paraibano e defensor público aposentado Levi Borges ser morto a tiros durante uma ação criminosa na última quinta-feira (9), em um condomínio na Praia do Paiva, município de Cabo de Santo Agostinho, em Pernambuco, a polícia de Pernambuco investiga se foi assalto seguido de morte ou execução planejada.

De acordo com as informações, os policiais investigam as imagens das câmeras de segurança do pedágio e da rodovia privada Rota dos Coqueiros para identificar o carro onde estavam os suspeitos, além da câmera do condomínio que flagrou toda a ação.

A mala do carro do defensor público tem manchas de sangue na lataria do veículo.

Na hora do crime, o advogado ia visitar a filha, a juíza Andréa Rose Borges Cartaxo, que mora no condomínio e estava acompanhado da esposa, também juíza Mariza Borges de Lima.

O caso agora está sob responsabilidade da 13ª Delegacia de Polícia de Homicídios, e a investigação será comandada pelo delegado Cláudio Neto.

PB Agora

 

 

Vídeo mostra momento em que advogado paraibano Levi Borges é baleado por bandido em Pernambuco

Imagens de uma câmera de segurança mostram o momento em que o advogado e defensor público aposentado Levi Borges foi abordado por um criminoso e baleado na porta do condomínio onde a filha mora, no Cabo de Santo Agostinho, região metropolitana do Recife, em Pernambuco. O paraibano foi assassinado na tarde desta quinta-feira (9).

Nas imagens, é possível ver o bandido armado arrancar o advogado de dentro do carro e, em seguida, atingi-lo com diversos tiros. Uma mulher sai do banco do carona do veículo em direção à vítima dos disparos de arma de fogo.

O carro foi encontrado na cena do crime com o porta malas aberto. A Polícia Civil de Pernambuco já está em investigação sobre o caso.

clickpb

 

Paraíba assume estatística dos oito mortos pela Polícia de Pernambuco, diz secretário

Em apenas um dia, a morte de oito suspeitos de assalto, em confronto com a Polícia Militar de Pernambuco em Barra de São Miguel, cidade paraibana a 175 km de João Pessoa, correspondeu a 25% do total das mortes causadas pelas polícias da Paraíba em 2018. A estatística da operação contra a quadrilha de assalto a bancos e lotéricas caiu na conta das forças de segurança da Paraíba, explica o secretário de Estado da Segurança e Defesa Social (Seds), Jean Francisco Nunes.

Embora o assalto e o confronto inicial, deixando um PM de Pernambuco morto e outro ferido, tenha ocorrido em Santa Cruz do Capibaribe, Agreste pernambucano, e a troca de tiros tenha sido entre os policiais pernambucanos e os suspeitos, segundo Jean Francisco Nunes, a responsabilização pelas mortes é paraibana.

De acordo com o 24ª Batalhão da Polícia Militar de Santa Cruz do Capibaribe (PE), os suspeitos na morte do policial, que estavam foragidos desde a manhã da segunda-feira (1º), estavam escondidos em um matagal. Os criminosos foram localizados pela polícia por volta das 8h30 desta terça-feira.

Segundo a PM, o grupo estava escondido em um matagal entre as cidades de Barra de São Miguel e Riacho de Santo Antônio, ambas na Paraíba. Ao chegarem no local, a polícia teria sido recebida a tiros. Foi quando houve o confronto que terminou nas mortes dos suspeitos.

Viatura foi atingida por vários disparos de arma de fogo — Foto: WhatsApp/Reprodução

Viatura foi atingida por vários disparos de arma de fogo — Foto: WhatsApp/Reprodução

O secretário comentou que, por terem ocorrido em solo paraibano, cabe às autoridades do estado investigarem as circunstâncias, abrindo inquéritos sobre as mortes, assim como contabilizar para o balanço anual de Crimes Letais Violentos Intencionais (CVLI). As mortes são categorizadas como em decorrência de intervenção policial da Paraíba, para fins estatísticos.

“Pela metodologia que temos aqui, esse confronto contabiliza para nosso estado, ocorreu em território paraibano, mesmo sendo confronto de polícia de outro estado. Porque o que a gente contabiliza é morte em território paraibano, é uma metodologia rígida. Poderíamos colocar para o estado vizinho, mas aqui nós seguimos à risca”, comentou.

Em 2018, as polícias da Paraíba mataram 33 pessoas, um crescimento pequeno em relação às 30 mortes por mãos policiais em 2017 e 22 mortes do mesmo tipo em 2016. Segundo dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, entre 2014 e 2017, o crescimento de mortes por intervenção policial na Paraíba cresceu 27,8%.

As circunstâncias das mortes dos suspeitos estão sendo apuradas em inquéritos pela Polícia Civil da Paraíba. “Na terça-feira foram feitas várias perícias no local das mortes, no cenário, o que é normal, porque toda cena temos que fazer a perícia, exames. Foi aberto o procedimento na Paraíba, assim como em Pernambuco. Essa apuração vai para o judiciário, seguir o trâmite normal”, comentou o secretário de segurança.

Apesar disso, Jean Francisco Nunes garante que a operação integrada entre os dois estados foi exitosa, pois, embora tenham gerado oito mortes, tirou de circulação uma quadrilha ligada a crimes como assaltos, latrocínios e homicídios.

“Esse grupo iria continuar a agir na Paraíba, poderia tirar as vidas de outras pessoas, como tirou a vida de um policial e deixou outro ferido. Quanto mais a gente conseguir tirar de circulação prendendo essas pessoas, melhor. Se partirem para o confronto, a polícia não vai recuar”, comentou.

O secretário avaliou que o trabalho para seguir reduzindo o número de crimes com mortes violentas vai continuar sendo feito com rigor, mas garantiu que não há uma preocupação em orientar os policiais paraibanos a recuar em confronto por conta das estatísticas.

“Se esses números tiverem que crescer, que eles cresçam, porque é decorrência normal das abordagens policiais e operações, não é o que temos buscado, confronto com morte, mas não temos recuado, nem vamos recuar. A medida quem vai dar é a operação”, analisou.

Excessos após mortes

Os corpos dos seis homens e das duas mulheres suspeitos de integrarem a quadrilha de assalto a bancos e da morte um policial militar de Pernambuco, foram expostos em vídeos e fotos nas redes sociais e aplicativos de mensagens.

Jean Francisco Nunes explicou que o conteúdo foi feito por moradores da localidade que, como grande parte da sociedade brasileira, está indignada com os crimes patrimoniais. Os registros foram feitos quando, os policiais de Pernambuco levavam os corpos dos suspeitos para Santa Cruz do Capibaribe como forma de prestar socorro.

Investigações na Paraíba

A quadrilha morta no confronto era suspeita de assaltos em cidades de Pernambuco próximas à divisa com a Paraíba e, de acordo com levantamento feito pelas autoridades de segurança paraibanas, planejavam assaltos em cidades do interior do estado. Jean Francisco Nunes comentou que as investigações são agora para identificar ramificações no estado e se a quadrilha cometeu crimes na Paraíba.

“Temos informações de assaltos em lotéricas de Queimadas e Princesa Isabel. Registros de crimes semelhantes aos que eram cometidos pela quadrilha em cidades próximas à divisa com Pernambuco, por isso iremos investigar a participação dessa quadrilha no nosso estado”, comentou Jean Nunes.

O secretário explicou ainda que por conta da organização das quadrilhas de ataque a instituições bancárias, as secretarias de segurança dos estados vizinhos à Paraíba trabalham em uma força tarefa conjunta. O operação que culminou com a morte dos suspeitos em Barra de São Miguel é resultado do trabalho integrado.

G1

 

Governador confirma encontro com Bolsonaro em Pernambuco

O governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), confirmou nesta segunda-feira (20) que irá até Pernambuco na sexta-feira (24) onde, juntamente com os demais governadores do Nordeste, irá se encontrar com o presidente da República Jair Bolsonaro (PSL). O socialista afirmou que os chefes do Poder Executivo estão buscando fortalecer a Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), por meio do Conselho Deliberativo da Sudene.

“Os governadores do Nordeste querem fortalecer a Sudene através do Condel. Até porque essa reunião foi, ao longo do tempo, perdendo um pouco da sua importância considerando que a própria definição da utilização dos recursos do BNB (Banco do Nordeste) não era feita através do Condel e da Sudene, ficava a cargo do próprio banco, e aí você tinha reuniões mais burocráticas para definir aquilo que já estava sendo antecipadamente definido pelo próprio banco. Nós queremos participar sim, fortalecer a Sudene, fortalecer o Condel, estabelecer uma nova realização de utilização dos fundos de desenvolvimento”, explicou João Azevêdo.

Encontro com deputados do PSB

João irá se reunir nesta segunda-feira com os deputados do PSB. Segundo ele, o encontro é para discutir pontos de interesse do estado, assim como foi com o G10, grupo do centrão, realizado na semana passada que ele considerou tranquilo.

Sem racha

O governador também falou sobre um possível racha na sua base aliada dentro da Assembleia Legislativa. “Não tem racha nenhum dentro do partido. Todo partido tem discussão interna. Estamos dentro de um processo democrático, porque se todo mundo pensasse igual seria fácil, mas não é assim. Cada um tem seu ponto de vista e deseja colocá-lo. E é isso que nós estamos fazendo”, esclareceu.

 

Por

 Nice Almeida

 

 

Manifestantes interditam BR-101 e impedem tráfego de veículos entre a Paraíba e Pernambuco

Uma manifestação de integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra na BR-101 está impedindo o tráfego de veículos nas proximidades de Alhandra na manhã desta quarta-feira (29). O trecho interditado é o quilômetro 109 da BR-101.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), ainda não há previsão de liberação da via. Cerca de 20 manifestantes interditaram a rodovia por volta das 7h.

Imagens compartilhadas por internautas mostram um grande congestionamento.

Outra manifestação também impede o tráfego de veículos na BR-230, em Cruz do Espírito Santo. A interdição da rodovia interrompeu o trânsito entre João Pessoa e Campina Grande.

No km 53 da BR-230, concentraram-se cerca de 100 manifestantes para possibilitar a interdição. Até o momento não há previsão de liberação da rodovia.

clickpb

Operação Gabarito tem prisões na Paraíba, Pernambuco e Distrito Federal em nova etapa deflagrada nesta segunda

(Foto: Lucas Sá/Polícia Civil da Paraíba/Arquivo)

Uma nova etapa da operação Gabarito cumpriu cinco mandados de prisão na manhã desta segunda-feira (15) na Paraíba, em Pernambuco e no Distrito Federal contra suspeitos de integrarem uma organização criminosa que fraudava concursos públicos. De acordo com a Polícia Civil da Paraíba, foram duas prisões em Pernambuco, dois mandados de prisão cumpridos na Paraíba contra dois líderes da quadrilha que já estavam presos, e uma prisão de um policial civil no Distrito Federal.

Somente na Paraíba foram quatro mandados no total, sendo dois de prisão contra suspeitos já presos, Flávio Borges e Luiz Paulo Silva, e dois mandados de busca e apreensão. Conforme informações do delegado Lucas Sá, responsável pela Operação Gabarito, o policial civil do Distrito Federal era um membro importante na quadrilha. Em nota, a Corregedoria-Geral da Polícia Civil do Distrito Federal (CGP-DF) explicou que ainda não está confirmada a participação do policial na organização.

“O policial preso no Distrito Federal atuava como um dos principais professores da Organização Criminosa, responsável pela resolução de provas da área de Direito”, explicou o delegado Lucas Sá.

A atuação do policial civil do Distrito Federal havia sido detectada no concurso do Ministério Público do Rio Grande do Norte. Lucas Sá comentou que chegou a pedir por duas vezes a prisão preventiva à Justiça da Paraíba, mas teve os pedidos negados.

O suspeito permaneceu em liberdade, trabalhando normalmente desde o início da operação Gabarito, e só foi preso nesta segunda-feira, em razão da decretação de sua prisão pela justiça do Piauí, com base nas informações encaminhadas pela Delegacia de Defraudações de João Pessoa.

Todos os mandados cumpridos pela Operação Gabarito nesta segunda-feira foram expedidos pela Justiça de Piauí. Durante as investigações da Polícia Civil da Paraíba, foi constatada a fraude do concurso público para agente penitenciário no Piauí pela organização criminosa sediada em João Pessoa, possibilitando a integração das ações da Gabarito na Paraíba com a Justiça piauiense.

A Polícia Civil do Piauí, por sua vez, colabora com a operação Sem Barreiras, deflagrada dentro do escopo da Gabarito. Foram cumpridos mandados de prisões preventivas e buscas e apreensões nas cidades de João Pessoa, Teresina no Piauí; Olinda, Jaboatão dos Guararapes e Petrolina em Pernambuco; e Brasília no Distrito Federal.

Operação Gabarito

A operação iniciada pela Polícia Civil da Paraíba em maio de 2017 desarticulou uma organização criminosa tratada como “empresa” pelos mais de 82 suspeitos envolvidos, sendo 31 já presos pela polícia. O grupo fraudou concursos em pelo menos 15 estados, aprovou mais de 500 pessoas e movimentou R$ 29 milhões em 12 anos de atuação.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

PF faz operação contra suspeitos de fraudes no FGTS, PIS e INSS na Paraíba, Pernambuco e Goiás

Uma operação com objetivo de cumprir 18 mandados de prisão temporária e outros 11 mandados de busca e apreensão foi deflagada pela Polícia Federal na ParaíbaPernambuco Goiás, nesta quarta-feira (13). A Operação Quimera II tem como objetivo desarticular uma organização criminosa suspeita de realizar saques de benefícios previdenciários e seguros, por meio de fraude.

O prejuízo estimado causado pelo grupo é de R$ 4 milhões. Segundo as primeiras informações divulgadas pela Polícia Federal na Paraíba, o grupo usava documentos falsos para sacar saldos de Fundo de Garantir por Tempo de Serviço (FGTS), do Programa de Integração Social (PIS), além de seguro desemprego e previdência social.

De acordo com as investigações da Delegacia de Repressão a Crimes Fazendários da Superintendência Regional da Polícia Federal na Paraíba, a organização criminosa tinha como base o estado de Goiás, com ramificações na Paraíba e em Pernambuco. As fraudes eram aplicadas na Bahia, Rio Grande do Norte, Alagoas, Rondônia, Mato Grosso, Amazonas, Paraná, Amapá e Sergipe.

Os mandados foram expedidos pela 16ª Vara da Justiça Federal da Paraíba, em João Pessoa. A Polícia Federal marcou uma coletiva de imprensa, marcada para as 10h (horário local) desta quarta-feira, na sede da superintendência em João Pessoa.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Violência bate recorde em Pernambuco: 47,7% mais mortes

forçasNos primeiros 59 dias de 2017, 976 pessoas foram assassinadas em Pernambuco. O número é 47,7% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado, quando 661 pessoas foram mortas. Os dados – obtidos antecipadamente, com exclusividade, pelo Portal FolhaPE – deverão ser divulgados pela Secretaria de Defesa Social (SDS) apenas no dia 15 de março. Em fevereiro deste ano, o Governo mudou a metodologia e deixou de divulgar diariamente os números de homicídios.
Até o fechamento dos números, ainda pode haver uma pequena variação na quantidade de assassinatos, já que alguns inquéritos policiais que investigam a causa da morte podem ser concluídos como homicídio.
A violência no Estado já vinha apresentando índices alarmantes. Dezembro de 2016 havia sido considerado o mês mais violento dos últimos dez anos, com 472 assassinatos. Em janeiro deste ano, a estatística voltou a crescer, com 479 homicídios. O número disparou em fevereiro de 2017 e passou a liderar o ranking, com 497 Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs), uma média de 17,75 mortes por dia.
A última vez que um número tão alto havia sido contabilizado foi em janeiro de 2007, quando houve 459 assassinatos. Na época, o Pacto Pela Vida (PPV) ainda não havia sido lançado. Os dados não são uma surpresa para a SDS. Uma projeção feita no início da segunda quinzena de fevereiro já apontava que o mês dos Festejos de Momo deveria acabar com uma média de 500 assassinatos.
PPV em crise
O total de crimes ocorridos em 2016 – 4.479 – expõe a pior crise do Pacto Pela Vida, programa que, em maio, chegará a uma década de implantação. No mesmo período de 2015, foram 3.889 homicídios. Confira os números ano a ano:
Ano – Assassinatos
2006 – 4.634
2007- 4.591
2008 – 4.528
2009 – 4.018
2010 – 3.509
2011 – 3.507
2012 – 3.321
2013 – 3.100
2014 – 3.434
2015 – 3.889
2016 – 4.479
Dados regionais
A estatística criminal das 26 áreas integradas de segurança (AIS) teve seus índices mais altos na AIS 14 (Caruaru e outros 14 municípios do Agreste) e AIS 8 (Paulista, também na RMR), com 91 e 87 assassinatos, respectivamente, em janeiro e fevereiro deste ano. No mesmo período do ano passado, a AIS 14 teve 58 mortes e a AIS 8 teve 39.
As áreas onde houve mais aumento dos crimes foram a AIS 22 (que compreende os municípios de Belém do São Francisco, Floresta, Itacuruba, Carnaubeira, Petrolândia, Inajá, Tacaratu e Jatobá, no Sertão) e a AIS 8 (Paulista, Abreu e Lima, Igarassu, Itapissuma, Itamaracá e Araçoiaba, na Região Metropolitana do Recife). A AIS 22 aumentou de 5 para 14 mortes e a AIS 8 cresceu de 39 para 87.
Apenas a AIS 19 (Arcoverde e outras 9 cidades do Sertão), teve redução nos primeiros meses deste ano (em um confronto com o mesmo período ano passado, com um crime a menos – baixou de 19 para 18. Já a AIS 20 (Afogados da Ingazeira, Tabira e São José do Egito, também do Sertão), permaneceu com o mesmo índice de CVLIs – foram dez mortes. Ou seja: nenhuma delas conseguiu uma redução significativa.
Na tabela abaixo é possível ver o detalhamento dos crimes por área de segurança. Homicídios em presídios não são listados dentro das AIS.
Áreas de segurança Pernambuco (AIS)
Recife
AIS 1 –Santo Amaro, Boa Vista, Ilha Joana Bezerra e São José
AIS 2 – Espinheiro, Iputinga, Cordeiro, Madalena, Água Fria e Campo Grande
AIS 3 – Boa Viagem, Ibura, Brasília Teimosa
AIS 4 – Várzea, Curado, Jardim São Paulo, Torrões e Afogados
AIS 5 – Apipucos, Guabiraba, Brejo da Guabiraba, Passarinho, Dois Unidos, Vasco da Gama e Alto do Mandú
Região Metropolitana
AIS 6 – Jaboatão dos Guararapes e Moreno
AIS 7 – Olinda
AIS 8 – Paulista, Abreu e Lima, Igarassu, Itapissuma, Itamaracá e Araçoiaba
AIS 9 – São Lourenço da Mata e Camaragibe
AIS 10 – Ipojuca e Cabo Santo Agostinho
Interior
AIS 11 – Nazaré da Mata, Vicência, Carpina, Lagoa do Carro, Lagoa do Itaenga, Paudalho, Goiana e Itambé
AIS 12 – Vitória de Santo Antão, Gravatá, Escada, Primavera e Amaragi
AIS 13 – Palmares, Catende, Xexéu, Ribeirão, Sirinhaém, Barreiros e São José da Coroa Grande
AIS 14 – Caruaru, Riacho das Almas, Agrestina, Cupira, Altinho, Ibirajuba, Lagoa dos Gatos, Panelas, Jurema, Bezerros, Barra de Guabiraba, Bonito, São Joaquim do Monte, Camocim de São Félix e Sairé
AIS 15 – Belo Jardim, Pesqueira, Sanharó, São Bento do Una e São Caetano
AIS 16 – Limoeiro, Surubim, Casinhas, Bom Jardim e Feira Nova
AIS 17 – Santa Cruz do Capibaribe, Brejo da Madre de Deus, Toritama e Vertentes
AIS 18 – Garanhuns, Águas Belas, Caetés, Lajedo, Canhotinho e Terezinha
AIS 19 – Arcoverde e Buíque
AIS 20 – Afogados da Ingazeira, Tabira e São José do Egito
AIS 21 – Serra Talhada e Calumbi
AIS 22 – Belém do São Francisco, Floresta, Itacuruba, Carnaubeira, Patrolândia, Inajá, Tacaratu e Jatobá
AIS 23 –Salgueiro e Parnamirim
AIS 24 –Ouricuri, Araripina e Trindade
AIS 25 – Cabrobó, Santa Maria da Boa Vista e Lagoa Grande
AIS 26 – Petrolina
Folha de Pernambuco

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br