Arquivo da tag: permanência

Julian Lemos revela que filhos de Bolsonaro podem inviabilizar o governo e sai em defesa da permanência de Bivar no PSL

Na entrevista à Jovem Pan, na noite desta segunda-feira, o deputado federal e presidente estadual do PSL-PB Julian Lemos disse que a guerra no PSL é um grande problema para Jair Bolsonaro (PSL). Na mesma entrevista ele destacou que os filho do presidente vão inviabilizar o Governo Federal.

“No momento em que você tira a estabilidade emocional de alguém… Esse problema do partido é um inferno astral hoje”, afirmou o parlamentar do PSL da Paraíba, um dos vice-líderes do partido na Câmara afastados por Eduardo Bolsonaro. Segundo Lemos, Bolsonaro não encontraria o mesmo espaço nem teria a mesma força em nenhum outro partido.

“Imagine uma casa, uma potência, com 53 deputados federais. Um fundo partidário. Isso é uma máquina. Uma ferramenta que o presidente não tinha, e hoje ele tem. Onde o presidente vai achar outra casa em que ele tenha tamanha influência?”, questionou o deputado.

Filhos de Bolsonaro – Noutro trecho, Julian dispara contra os filhos do presidente, “De fato, há uma interferência [dos filhos]. Se continuar nessa passada, dessa forma, os meninos vão inviabilizar muita coisa do governo”, afirmou o deputado do PSL da Paraíba.

“Não cabe um filho atacar um presidente de Poder”, prosseguiu Lemos. “Os Poderes tem que estar em harmonia, senão não funciona. O Congresso Nacional é que manda no país. Se você viver inflamando esse tipo de coisa, vai ter uma explosão ali e o presidente não vai ter controle.”

Perguntado sobre como Bolsonaro deveria agir em relação aos filhos, Lemos respondeu: “Não sei como o presidente deveria agir. Eu sei como eu agiria se fosse meu filho. Eu diria: senta aqui no canto e fica calado”. Apesar das críticas aos filhos do presidente, o parlamentar defendeu Jair Bolsonaro. “Eu honrei Jair Bolsonaro e honro até hoje. Não há possibilidade de eu o trair”, disse Lemos.

Na entrevista, Lemos ainda defendeu o presidente nacional do PSL, Luciano Bivar. “Não aceito injustiça. Bivar foi correto. Quando o nosso presidente ficou internado naquela tentativa de homicídio [a facada em Juiz de Fora, em setembro de 2018], teve passagens áreas e estadias que Luciano pagou do próprio bolso. Eu não aceito esse tipo de injustiça, não faço esse tipo de coisa.”

O deputado do PSL paraibano, quando questionado sobre como ficou sabendo que não era mais vice-líder do partido, respondeu: “Pelo Antagonista. É o correio das boas e das más notícias”.

 

O Antagonista

 

 

Botafogo-PB enfrenta ABC para garantir permanência no G-4

Foto: Augusto Gomes
Foto: Augusto Gomes

A briga pela primeiras colocações do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro promete esquentar na 12ª rodada. Neste domingo às 16 horas, ABC e Botafogo-PB se enfrentam no Frasqueirão. O time da casa é o terceiro colocado e os visitantes vem logo à frente, em terceiro.

Com 18 pontos, o Botafogo está na cola do líder Fortaleza, que tem um ponto a mais e recebe o América-RN na rodada. O ABC, com 17, ocupa a terceira colocação. Remo, também com 17, fecha o G4 e recebe o River-PI no sábado.

O equilíbrio do Grupo A é grande e, completando a classificação, mais dois times estão de olho em uma vaga no G4. Com 16 pontos, ASA e Salgueiro ocupam a quinta e sexta posições e se enfrentam na rodada.

MUDANÇAS NO ELEFANTE
Uma das prováveis mudanças do ABC é o retorno do zagueiro Léo Fortunato, que voltou a treinar após ter sido vetado na última rodada por conta de dores no púbis. Tiago Sala, que o substituiu no último jogo, deve retornar ao bando de reservas.

Outro que volta a ficar à disposição do técnico Geninho é o atacante Nando, após cumprir suspensão. É provável que ele entre no time no lugar de Jones Carioca, que recebeu o terceiro cartão amarelo na última rodada. Os meias Echeverria e Fábio Gama também disputam a vaga.

BELO REFORÇADO
O Botafogo, do técnico Itamar Schulle, poderá contar com retornos de alguns atletas importantes. O zagueiro Plínio e o meia Marcinho, que cumpriram suspensão na última rodada, voltam a ficar à disposição de devem ser escalados no time titular.

O treinador não confirmou a escalação, mas a tendência é que o time seja o mesmo da última rodada, com apenas as duas modificações graças aos retornos desses dois jogadores.

MaisPB com Futebol Interior

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

BB garante permanência da agência em Barra de Santa Rosa e mais 6 cidades da PB

rômuloO deputado federal Rômulo Gouveia (PSD) recebeu a garantia do Banco do Brasil (BB) que a instituição financeira irá permanecer com postos de atendimentos em sete cidades da Paraíba onde o serviço estava ameaçado após ações criminosas. Assim que tomou conhecimento da possibilidade do fechamento do banco, Gouveia encaminhou requerimentos e ofícios ao BB e procurou a direção nacional do Banco, desde o ano passado, para evitar o fim do serviço na Paraíba. Nesta quinta-feira (21), o deputado se reuniu com a direção do Banco do Brasil na Paraíba.

Acompanhado do deputado estadual licenciado Manoel Ludgério (PSD), Gouveia se reuniu com o superintendente do Banco do Brasil na Paraíba, Jefferson Correia, e com o gerente administrativo, Daniel Augusto. Foram os dirigentes do Banco do Brasil que deram a informação ao deputado. “Há meses venho dialogando com a direção nacional do Banco do Brasil sobre a manutenção das agências em alguns municípios paraibanos. Hoje recebemos a garantia de que as agências de Cabaceiras, Boqueirão, Umbuzeiro, Serra Branca, Jacaraú, Barra de Santa Rosa e Aroeiras serão mantidas”, revelou o deputado após o encontro.

Rômulo comemorou a decisão do banco que acatou os apelos do parlamentar. O deputado já apresentou, na tribuna da Câmara Federal, sua preocupação com a segurança pública, relatando as centenas de ataques aos postos de atendimentos bancários que ameaçam a continuidade do serviço em várias cidades.

Ele destacou a importância do atendimento bancários nas pequenas cidades. “Os postos de atendimento garantem aos usuários, muitos deles aposentados e servidores públicos, o conforto de usar o serviço na cidade onde moram, sem ter que gastar com translado para outros municípios, evitando assim mais uma oportunidade para possibilidade de assaltos. A realidade dos pequenos municípios é bem diferente dos grandes centros onde existem vários postos de atendimentos”, concluiu o deputado.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

PMDB estuda aliança com socialistas no 1º turno; Olenka quer permanência de JM na presidência

olenkaO PMDB, como se sabe, se prepara para reconduzir o senador José Maranhão à presidente estadual do partido na convenção prevista para o final do mês. Apesar do clima de disputa, a deputada Olenka Maranhão, entrevista a TV Arapuan nesta quarta-feira (7), avalia que haverá um consenso em torno da permanência de JM à frente do comando da legenda na Paraíba. Na opinião dela, não existem motivos para mudanças e que a sigla terá candidatura a prefeito onde for “possível”, resguardando a aliança com o PSB do governador Ricardo Coutinho.

“Em primeiro lugar, Maranhão tem legitimidade e referência para permanecer à frente do PMDB, além de ser o nome capaz de unir as correntes do partido. Eu vejo que não haverá disputa, até porque há praticamente uma decisão consensual em torno da definição neste sentido. Ou seja, em time que está ganhando não se mexe”, observou.

Sobre as candidaturas nas eleições do próximo ano, Olenka sustentou que PMDB e PSB devem caminhar juntos, no mesmo palanque. “Nos municípios em que for ‘possível’ a aliança nós estaremos unidos, pois somos aliados e minha posição é claro e confortável”. Porém, não deixou claro se a sigla terá candidatura própria nas eleições de João Pessoa e Campina Grande. “Onde for ‘possível’ estaremos unidos”, reiterou.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Olenka adiantou, ainda, pertencer a base governista na Assembleia Legislativa e disse que “minha posição é clara e confortável, até porque sigo a orientação do meu partido e integro a base de um governo bem avaliado, não apenas em João Pessoa, mas em toda a Paraíba”, frisou ao lembrar o resultado da recente pesquisa veiculada pelo Sistema Arapuan na sondagem feita pelo Instituto Opinião.

“Por isso”, prossegue ela, “é muito cômodo para eu estar nesta condição e entende que a nossa aliança com o PSB será importante nas eleições do próximo ano”. Sem querer fazer mistério, Olenka acrescentou: “Eu defendo a aliança com o PSB e existe uma tendência muito forte que venha ocorrer”.

– Inclusive em João Pessoa? Perguntou o repórter.

Olenka assim respondeu: “Dentro do ‘possível’, mas entendo uma tendência também aqui em João Pessoa”, concluiu.

Marcone Ferreira

Servidores ameaçam se aposentar após anúncio do fim do abono de permanência

servidor-publicoUma das medidas propostas pelo governo para salvar as contas públicas de 2016, o fim do abono de permanência pode levar à aposentadoria de mais de um terço dos servidores de órgãos como o INSS e o IBGE, ameaçando a prestação de serviços.

O abono é uma espécie de reembolso da União ao servidor federal em idade de aposentadoria por seu gasto com a contribuição previdenciária, de 11% do salário total. Na prática, é como se o servidor recebesse um aumento para permanecer na ativa.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Cento e um mil servidores atendem às condições de aposentadoria, mas optam por ficar no trabalho. Somente no INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), 12.100 dos 33.424 funcionários permanecem na ativa porque recebem abono, segundo a federação dos servidores. “Estamos falando de um terço do INSS. As agências já funcionam com deficit de funcionários em vários Estados no atual quadro, imagina sem esse contingente”, disse Moacir Lopes, secretário da Fenaps, a federação dos sindicatos da área.

Na Receita Federal, 4.900 servidores estão em idade para se aposentar. Do total, 1.870 são auditores fiscais ­um auditor em final de carreira recebe em média R$ 2.475 de abono.

Correio da Paraiba

Raniery desmente Hervázio e garante permanência na bancada de oposição

ranieryO deputado estadual Raniery Paulino (PMDB) reagiu às declarações do líder do governo, Hervázio Bezerra (PSB), que apostou num alinhamento político do peemedebista com o governador Ricardo Coutinho (PSB). Na oportunidade, ele garantiu que se manterá na bancada de oposição.

“Não há nenhum tipo de entendimento. Eu sou da bancada de oposição ao governo e faço oposição bem fundamentada, cobrando, sobretudo, o desenvolvimento da Paraíba”, declarou.

Raniery defendeu ainda a autonomia dos deputados ao afirmar que a divisão empobrece a classe política.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“Há acertos do governo, há sim. Mas, quando houver falhas, elas devem ser apontadas. Todo parlamentar deve trabalhar com autonomia Essa dicotomia entre oposição e situação até diminui a classe política, principalmente a Assembleia. Todos nós temos que ser deputados da Paraíba, mas se tiver que ter essa divisão, eu me coloco na bancada de oposição”, acrescentou.

 

blogdogordinho

Raniery nega que seja candidato à prefeito de Guarabira e afirma que permanência na política depende de reforma política

DEPUTADO-RANIERYO deputado estadual Raniery Paulino (PSB) afirmou nesta terça-feira (09) que não deve ser candidato à Prefeitura de Guarabira em 2016. “Eu tenho vontade, Guarabira é minha terra. Mas nunca coloquei isso como plano de vida”, pontuou o deputado.

Sem se referir a uma ação específica o deputado lembrou que quando o governador Ricardo Coutinho (PSB) comete um ato falho, ele se coloca no lugar do gestor. “Se eu fosse prefeito de Guarabira como eu faria? Se eu tivesse na gestão eu faria diferente? Não fujo a luta, acho que o PMDB de Guarabira tem bons quadros e a gente pode fazer uma boa disputa na cidade”, argumentou.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Todavia, o deputado explicou que sua permanência na política depende da reforma política que pode acontecer ou não no país. “Tenho colocado como divisor de águas a reforma política. Eu vou reavaliar minha permanência política ou não”, revelou.

O deputado está fazendo Consulta pública em todo o país sobre a reforma política através da Fundação Ulisses Guimarães.

Paulo Dantas

Colunista diz que Dilma teria dado ‘carta branca’ para permanência de Aguinaldo no Ministério

aguinaldoApós notícia publicada na coluna de Lauro Jardim, da Revista ‘Veja’, dando conta de que o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro (PP), teria pedido à presidente Dilma Rousseff (PT) para permanecer no governo e desistir da reeleição, foi a vez do colunista Claudio Humberto dizer que a petista teria dado ‘sinal verde’ para o paraibano ficar no cargo, mas sem garantia de permanecer em 2015.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Ontem, o ministro tratou de negar a informação de que teria interesse em permanecer no Ministério das Cidades e desistir de disputar um mandato nas eleições deste ano.

Aguinaldo garantiu que o assunto nunca passou pela sua cabeça, nem muito menos foi conversado com a presidente Dilma. Ele ainda assegurou que disputará as eleições deste ano.

Blog do Luís Torres

Com permanência na Série A, Flu vira alvo de gozações na Internet

Na tarde desta segunda-feira, com a punição a Portuguesa pela escalação de Héverton, a perda de quatro pontos, o rebaixamento do time paulista e a permanência do Fluminense na Primeira Divisão depois de julgamento realizado no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), começaram a pipocar e se multiplicar gozações com o Tricolor na Internet. Ainda cabe recurso para a Lusa. Em uma das montagens, a sigla F.F.C (Fluminense Football Club) que fica no escudo do time foi substituída pelo STJD. Veja algumas das gozações que circulam na grande rede.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook



 

 

Globoesporte.com

Ministro das Minas e Energia garante permanência do terminal da Petrobrás no Porto de Cabedelo

 

trocolli_ministérioO ministro das Minas e Energia, Edson Lobão, garantiu que o terminal da Petrobrás existente no Porto de Cabedelo não vai ser fechado. A vitória paraibana foi conquistada na noite desta terça-feira (06) durante uma reunião, em Brasília, onde esteve presente toda a bancada federal paraibana, o deputado estadual Trócolli Júnior (PMDB) – representando a bancada estadual – e o vice-governador Rômulo Gouveia (PSD).

Trócolli destacou que o resultado positivo contra o fechamento do posto da Petrobrás em solo paraibano só foi possível por conta da união entre os parlamentares que abraçaram a causa e compraram a briga em benefício do Estado.

“Nosso objetivo maior foi alcançado. Toda a bancada federal esteve presente nessa reunião com o ministro, todos juntos na mesma luta. Ali não estava cor partidária, ali estava a vontade da Paraíba. Foi essa união de forças que fez com que nosso Estado saísse vitorioso nessa batalha. Essa vitória não foi de um homem só, mas sim de todos que assumiram o compromisso de lutar pelo nosso povo, em benefício de todos os paraibanos”, ressaltou Trócolli Júnior.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Segundo o legislador, o ministro Edson Lobão finalizou o encontro com os deputados paraibanos afirmando que eles não precisam se preocupar porque o terminal vai continuar sendo da Paraíba. “Ele disse que se não puder colocar mais, tirar é que não vai fazer. Essas foram as palavras do ministro assegurando que o posto da Petrobrás vai permanecer no Porto de Cabedelo”, destacou.

O deputado agradeceu, ainda, ao presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Marcelo (PEN), que apoiou a luta e dispensou todas as condições necessárias para que a Casa tivesse um representante para dialogar com as autoridades competentes. “O apoio do deputado Ricardo Marcelo foi crucial. Logo que nós iniciamos esse debate na Casa ele de imediato me nomeou para formar uma comissão para lutar pela permanência da Petrobrás e me deu todas as condições para estar reunido com essas autoridades pressionando para que o terminal ficasse onde está”, afirmou.

Antes do encontro com o ministro Edson Lobão, os deputados paraibanos estiveram nessa segunda-feira (05) com o presidente da Transpetro José Sérgio de Oliveira Machado, que na ocasião já havia sinalizado pela manutenção do terminal em Cabedelo.

Prejuízos

De acordo com levantamento feito pela prefeitura de Cabedelo, a retirada do posto da Petrobrás do Porto local iria gerar um prejuízo de mais de R$ 1,3 bilhão. Significaria uma perda de mais de R$ 108 milhões por mês, conforme está previsto na movimentação da empresa para o ano de 2014. Esse valor corresponde apenas ao adicionado, ou seja, ao movimentado pela Petrobrás. Isso quer dizer que o prejuízo financeiro poderia ser ainda maior tendo em vista que a presença do posto em Cabedelo gera a movimentação de outras empresas.


Assessoria de imprensa