Arquivo da tag: Perdeu

‘Foi doloroso’, diz paraibana que perdeu cerca de R$ 80 mil em golpe do ‘Don Juan’

A história começa com muito carinho e atenção, se desenvolve para uma relação amorosa e acaba com um golpe financeiro. Esse é o padrão do golpe do “Don Juan”, do qual uma paraibana foi vítima em 2017. Após receber promessas falsas de amor, ela acabou perdendo cerca de R$ 80 mil – poupados com muito sacrifício – que achava que estavam sendo destinados para a compra de um carro e um imóvel.

“Foi doloroso aceitar a realidade. Uma tortura, sentimentos de culpa, raiva de si mesmo, revolta, depressão, vergonha e tantos outros que contribuíram para me fazer sentir destruída em várias dimensões da vida – econômica, sentimental e afetiva”, declarou.

Os dois se conheceram durante uma festa de São João em Bananeiras, no Brejo paraibano. Ele afirmava ser empresário e geólogo e trabalhar para a Petrobrás. Desde o início, o suspeito se mostrou gentil, prestativo e solícito, fazendo com que ela se sentisse atraída afetivamente por ele e que o casal começasse a namorar.

Com pouco tempo, começaram os planos de casamento, e ele sugeriu que os dois comprassem um carro e um apartamento. “Como sendo eu uma simples funcionária pública e ele se apresentando como um funcionário efetivo da Petrobrás e tendo mais uma pensão da esposa que falecera, a qual era promotora pública em Salvador, jamais poderia imaginar que a minha renda ou qualquer patrimônio material meu pudesse interessá-lo”, disse.

O homem explicou a ela que iria fazer uma viagem, alegando que iria trabalhar em uma plataforma da Petrobrás. De lá, ele pediu que parte do dinheiro para a entrada das duas compras fosse depositada para ele. Depois disso, os contatos com ele começaram a ficar mais escassos e Mariângela nunca mais o viu.

“Foram anos e anos fazendo economia, juntando e poupando até chegar ao valor que ele roubou sem piedade, isso além de abusar da minha afetividade, usando como um objeto, tornando vítima de seu cruel golpe”, disse a vítima.

Logo a funcionária pública descobriu que o nome que ele usava era falso e que ele nunca trabalhou para a Petrobrás. Também descobriu que as negociações do apartamento e do carro eram falsos e que existiam vários processos em andamento, por estelionato, contra o homem que a enganou.

Suspeito de aplicar golpe do 'Don Juan' se comunicava com a vítima por mensagens (Foto: Reprodução/TV Cabo Branco)

Suspeito de aplicar golpe do ‘Don Juan’ se comunicava com a vítima por mensagens (Foto: Reprodução/TV Cabo Branco)

Caso de polícia

Em João Pessoa, a vítima acionou a Delegacia de Defraudações e Falsificações para investigar o ex-namorado. Mais de seis meses depois, o delegado Lucas Sá explicou que o caso segue na Justiça, esperando alguma decisão, e que o suspeito responde ao processo em liberdade.

“Esse tipo de golpe consiste no ganho de confiança e depois na solicitação de valores a título de empréstimo. No entanto esses valores nunca são devolvidos”, esclareceu o delegado.

Para o policial, é importante que outras pessoas sejam alertadas sobre golpes como esse. Ele orienta que qualquer pessoa procure a Delegacia de Defraudações e Falsificações sempre que desconfiar de alguma negociação.

“A recomendação é de nunca passar valores de maneira informal. Deve sempre procurar fazer através de contrato (contrato simples – uma página) e recibo dos valores entregues. Pedindo sempre a cópia do documento de identificação. Se for um golpista, ele vai ‘cair fora’. No entanto, quase todas as vítimas não fazem isso. Agem sempre com base na confiança e depois são lesadas”, explicou Lucas Sá.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Juiz manda BB nomear candidato que perdeu vaga devido a cota a negros

 (Foto: Marcelo Andrade/CBN)
(Foto: Marcelo Andrade/CBN)

Um candidato ao cargo de escriturário do Banco do Brasil ganhou na Justiça da Paraíba o direito de assumir a vaga após o juíz considerar inconstitucional a lei de cotas raciais. De acordo com o advogado Max Kolbe, que é morador do Distrito Federal e representante do candidato, as reservas de vagas para concursos públicos são “absolutamente desnecessárias”. Cabe recurso à decisão.

O concurso público, realizado em 2014, estabeleceu 11 vagas para ampla concorrência, uma para portadores de necessidades especiais e três para negros. Entretanto, Carlos Delano Brandão, de 40 anos, foi classificado na 15º colocação geral no concurso público. Se não existisse a lei de cotas raciais, ele seria contratado, afirma.

Estudante de concursos públicos desde 2012, o autônomo conta que resolveu procurar o Tribunal Regional de Trabalho por se sentir injustiçado ao ser ”preterido” por candidatos com notas inferiores.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“Os candidatos se beneficiaram por conta do sistema de cotas, que diga-se de passagem, é totalmente injusto, tendo em vista que 99% da população brasileira pode ser considerada parda”, diz o autômomo.

Trecho da sentença assinada pelo Juiz do Trabalho substituto Adriano Mesquita Dantas (Foto: Reprodução)Trecho da sentença assinada pelo Juiz do Trabalho substituto Adriano Mesquita Dantas (Foto: Reprodução)

Em nota, o banco disse que segue a lei e que vai analisar a decisão. “O Banco do Brasil cumpre integralmente a Lei 12.990, que prevê a destinação de parte das vagas de concursos públicos para negros e pardos. Em relação à decisão do TRT da Paraíba, o Banco do Brasil informa que irá analisar a sentença para adotar as medidas judiciais cabíveis.”

Já a inexistência de corte objetivo de cunho social na Lei n.º 12.990/2014 privilegia o negro rico e de classe média em detrimento do negro pobre, quando, na verdade, esse último é que faz jus às políticas públicas de inclusão social. Ou seja, gera benefícios apenas para uma parcela dos negros (ricos e de classe média) que não enfrentaram dificuldades no processo de formação educacional e poderiam concorrer em igualdade de condições com os demais.”
Trecho da decisão

A lei estabelecendo que 20% das vagas em concursos públicos devem ser destinadas a negros foi sancionada pela presidente Dilma Rousseff em 9 de junho de 2014. A reserva é aplicada sempre que o número de postos de trabalho oferecido for igual ou superior a três.

Para o advogado de Brandão, estabelecer cotas raciais para concursos públicos, além de fazer distinção entre brasileiros, prejudica os candidatos, pois trata os “iguais de forma desigual”. Segundo ele, o acesso ao cargo ou emprego público depende de conhecimentos prévios que vão além dos estabelecidos na grade curricular do ensino brasileiro.

“Qualquer candidato apto a ingressar no cargo ou emprego público estaria, ao menos em tese, em igualdade de condições nesta competição. Assim, estabelecer privilégios, com exceção da a portadores de necessidades especiais, é ofender, por critérios não objetivos, a isonomia entre os candidatos e o princípio da meritocracia, sendo que este último princípio visa selecionar os melhores candidatos para prestarem o serviço público a toda à população”, declarou.

Brandão diz que é favor de cotas por questões sociais, não por cor da pele, e apenas para graduações. Ele acredita que para concursos públicos deve-se escolher os mais bem preparados. “Estudo muito, a minha rotina é dividida entre família, estudos e alguns trabalhos autônomos.”

Em um trecho da sentença, a que o G1 teve acesso, o juiz do Trabalho substituto Adriano Mesquita Dantas declarou que o “provimento de cargos e empregos públicos mediante concurso não representa política pública para promoção da igualdade, inclusão social ou mesmo distribuição de renda”.

(Colaboraram Lucas Nanini e Alexandre Bastos, do G1 DF)

G1 PB

Perdeu o prazo de declaração do Imposto de Renda? Saiba o que fazer

impostoderendaO prazo para a declaração do Imposto de Renda de 2015 terminou às 23h59 de quinta-feira (30). Os contribuintes que estavam obrigados a declarar mas não enviaram as informações a tempo para a Receita devem acertar sua situação com o fisco. A multa mínima por atraso é de R$ 165,74, mas pode atingir até 20% do imposto devido.
A Receita Federal recebeu mais de 27,8 milhões declarações do Imposto de Renda 2015, segundo balanço divulgado na madrugada desta sexta-feira (1º). O número fica acima das expectativas do fisco, que falava em 27,5 milhões de declarações.
Veja abaixo dicas de Ana Cláudia Utumi, sócia responsável pela área Tributária de TozziniFreire Advogados:

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

O contribuinte que perdeu o prazo de declaração tem quantos dias para regularizar sua situação?
O envio da declaração em atraso pode ocorrer a qualquer momento a partir das 8h do dia 4 de maio de 2015, segundo a Receita Federal. O contribuinte que perdeu o prazo para enviar a declaração deve apresentá-la o quanto antes, pois a multa é calculada conforme o tempo de atraso.

A multa fica mais cara conforme o número de dias de atraso aumenta?
A lei estabelece multa de 1% ao mês-calendário ou fração de atraso, calculada sobre o total do imposto devido apurado na declaração, ainda que integralmente pago. O valor mínimo é de R$ 165,74 e o valor máximo é de 20% do imposto sobre a renda devido.

Assim, caso o contribuinte entregue a declaração até o último dia útil de maio, por exemplo, irá pagar 1% do IRPF devido ou R$ 165,74 (o maior entre os dois valores). No entanto, caso a entrega ocorra dia 1º de junho, a multa percentual já seria o dobro, ou seja, 2%.
O que acontece se o contribuinte deixar de declarar?
Deixar de declarar é considerado sonegação e, além da multa pela falta de entrega da declaração, o fisco poderá cobrar o imposto devido sobre a renda não declarada (lembrando que os bens não declarados podem ser considerados acréscimos patrimoniais injustificados, tributáveis pelo IRPF), mais multa de 150% (aplicável no caso de sonegação fiscal) e juros Selic.
Caso o contribuinte não pague o valor cobrado pelo fisco, após o final de processo administrativo, a pessoa física poderá ser investigada e processada por crime de sonegação fiscal, punível com pena de reclusão de 2 (dois) a 5 (cinco) anos, e multa.

G1

Perdeu seu smartphone Android? É só procurar no Google

Busca-no-GoogleVocê já conhece o Gerenciador de Dispositivos, que permite localizar seu smartphone Android, bloqueá-lo e até apagar seus dados remotamente. É um recurso embutido no Android 2.2 e superior, e o Google criou uma forma bem esperta de acessá-lo.

Digite “find my phone” no Google, e você verá quase imediatamente um mapa com a localização do celular, junto à opção de fazê-lo tocar no volume máximo.

Há alguns requisitos: você precisa estar logado no navegador com a mesma conta Google do seu smartphone, e você precisa usar o Google em inglês. O recurso funciona fora dos EUA, no entanto: basta ir em google.com/search?hl=en&q=find+my+phone para testar.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Find my Phone no Google

Ou seja, pode ser questão de tempo até que o Google entenda buscas em português como “cadê meu celular” ou “cadê meu Galaxy”. E quem sabe o Bing possa fazer o mesmo para Windows Phones, que têm o recurso Localizar Meu Telefone há anos.

Em meu teste, o Gerenciador de Dispositivos não conseguiu encontrar o celular (estou tendo problemas com isso!), mas ele fez o aparelho tocar bem alto, mesmo sem um chip – ele só estava conectado ao Wi-Fi.

Find my Phone no Google (2)

E ao clicar no mapinha, você é levado para android.com/devicemanager, onde você pode bloquear o dispositivo: é possível mudar a senha remotamente, colocar uma mensagem na tela de bloqueio, e até exibir um botão Ligar – a outra pessoa pode tocá-lo para discar um número e entrar em contato com você.

Para usar tudo isso, abra o app Config. Google no seu smartphone, toque em “Segurança” e ative as opções “Localizar remotamente o dispositivo” e “Permitir bloqueio e limpeza remotos”.

Ativar gerenciador de dispositivos no Android

No mês passado, o Android Wear também ganhou suporte ao Gerenciador de dispositivos, permitindo usar um relógio inteligente para encontrar seu smartphone – basta dizer “OK Google, iniciar Encontrar smartphone”.

Para tudo isso funcionar, seu smartphone precisa estar ligado e conectado via rede móvel ou Wi-Fi; senão, os comandos só serão enviados quando ele estiver online novamente. [Google+ via El Androide Libre]

Foto por Anthony Ryan/Flickr

 

gizmodo

Aécio diz que perdeu para criminosos, e PT recorre à Justiça

JOSÉ PAULO LACERDA/CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA
JOSÉ PAULO LACERDA/CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, anunciou nesta segunda (1) em seu perfil no Twitter que já está interpelando judicialmente o presidente do PSDB, senador mineiro Aécio Neves, para que confirme na Justiça declaração de que não perdeu a eleição presidencial, quando disputou com a presidente Dilma Rousseff, “para um partido político, mas para uma organização criminosa”. A declaração foi dada em entrevista ao jornalista Roberto D’Ávila, da GloboNews, que foi ao ar no sábado.

Se Aécio confirmar a declaração perante a Justiça, Rui Falcão disse que o passo seguinte será um processo contra ele no Supremo Tribunal Federal (STF).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Na entrevista, Aécio mencionou o suposto uso da máquina pública por lideranças petistas durante a eleição. “Na verdade, eu não perdi a eleição para um partido político. Eu perdi a eleição para uma organização criminosa que se instalou no seio de algumas empresas brasileiras patrocinadas por esse grupo político que aí está”, disse o tucano, em referência ao escândalo da Petrobras.

No fim da tarde de ontem, após encontro com lideranças sindicais em Florianópolis, Aécio rebateu a decisão do PT de entrar na justiça contra ele e afirmou que não retiraria o que disse. “O PT tem esse vício: em vez de interpelar seus membros que cometeram crimes, como por exemplo na época do mensalão, os tratou como heróis nacionais. Agora, em vez de interpelar o tesoureiro do seu partido, acusado por um dos membros da quadrilha de ser parte desse processo, quer processar o acusador, como ameaça fazer com a própria Polícia Federal”, disse ele.

Num duro discurso no plenário do Senado, o líder do PT na Casa, Humberto Costa (PE), fez críticas a Aécio, chamando-o de “irresponsável” e acusando o tucano de ter feito uma séria de declarações “insensatas”.

Para Humberto Costa, “a derrota subiu à cabeça de Aécio”. Ele disse que o senador tucano “se comporta com um Dom Quixote, brigando contra moinhos de ventos inexistentes”. “Não é possível que, mais de um mês depois do pleito, Vossa Excelência ainda esteja em um mundo à parte”, disse.

IG

Secretário do TRE-PB confirma que eleitor que perdeu prazo para recadastramento não pode votar

Walter FélixO secretário judiciário do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, Walter Félix, confirmou em entrevista a imprensa paraibana, que o eleitor que perdeu o prazo para o recadastramento biométrico não vai votar nestas eleições. “O eleitor deverá procurar os cartórios eleitorais após as eleições para regularizar sua situação junto à Justiça Eleitoral”, disse.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Segundo ele, `a Paraíba tem 2.835.882 eleitores aptos a votarem nas eleições do dia de 5 de outubro. Conforme o secretário deste número, 928 mil vão votar através do Sistema Biométrico em 19 municípios paraibanos.

O secretário ressaltou ainda que o eleitor que está fora do seu domicílio eleitoral e perdeu o prazo do recadastramento também não vai poder votar em trânsito e terá que justificar a ausência.

Walter Félix, observou que para que as eleições transcorram normalmente 50.766 pessoas estarão trabalhando no dia das eleições entre eles servidores efetivos, requisitados, contratados, magistrados e promotores.

E as pessoas que foram convocadas para trabalharem como mesários e não compareceram ao treinamento que está sendo realizando pelo TRE, o secretário fez um apelo para eles procurem a Justiça Eleitoral.

“O não atendimento á convocação pode acarretar conseqüências na esfera jurídica desses mesários. É importante que essas pessoas façam justificativas plausíveis para que sejam aceitas pelo juiz eleitoral para que não sofra nenhum tipo de sanção prevista na legislação eleitoral”, disse.

Para os faltosos, a Justiça promoverá dois dias intensivos de treinamento uma semana antes das eleições. “É uma praxe não só o treinamento como também a elasticidade do prazo para as pessoas que não puderam comparecer nos dias da convocação estabelecida pela Justiça Eleitoral”, destacou.

A novidade deste pleito, segundo o secretário, é que o eleitor portador de deficiência poderá ser acompanhando até a cabine de votação para ser auxiliada no exercício do voto.

pbagora

Lula diz que futebol do Brasil perdeu estilo: ‘não tem mais o jogo bonito’

lulaO ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse em entrevista publicada nesta terça-feira pelo jornal francês L’Équipe que o futebol brasileiro perdeu seu estilo. “O Brasil não é mais o país do jogo bonito”, resumiu Lula.

Para o ex-presidente, o futebol brasileiro “perdeu um pouco da essência”, e não é mais possível dizer que os europeus são mais violentos ou que não sabem driblar. “Talvez não saibam sambar, mas sabem jogar a bola”, brincou Lula, que citou o Bayern de Munique como um exemplo de time que “trata a bola com o mesmo amor que os brasileiros”.

Lula também apontou a globalização do futebol como um dos fatores que tiraram o estilo do Brasil. “Quando os brasileiros entram em campo contra a Espanha, conhecem os seus rivais melhor do que seus próprios companheiros. Já não há a inibição que poderia haver antes. O futebol perdeu a rivalidade e nós perdemos nosso estilo”, disse o ex-presidente.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Sobre a Copa do Mundo, Lula disse que pretende ver não apenas os jogos da seleção brasileira, mas também de outros países. E disse que o Brasil é um dos principais candidatos ao título.

“Um país que organiza a Copa do Mundo e tem o histórico de conquistas que o Brasil tem é necessariamente favorito”, afirmou o ex-presidente, que alertou a seleção para possíveis “excessos de confiança”. Para Lula, Itália, Alemanha, Portugal, França e Espanha são os outros possíveis campeões.

“Mas tem que ter atenção ao Uruguai, que não pode passar despercebido porque tem dois jogadores de classe mundial, Luis Suárez e Cavani. Tem que estar muito atento a esses jogadores”, avisa Lula.

Sobre a organização da Copa, Lula defendeu o legado da competição para o Brasil. “Você tem que ter na cabeça que não podemos solucionar em 20 anos os problemas que arrastamos há 500 anos”, disse o ex-presidente.

Paraiba.com

Em dois anos sob gestão da Petrobras, Pasadena perdeu US$ 300 mi

petrobrasSe controlar os gastos em sua operação brasileira parece não ser o forte da Petrobras, fazê-lo em subsidiárias no exterior é tarefa ainda mais improvável. Exemplo disso é o rombo no balanço da refinaria de Pasadena nos anos de 2007 e 2008. Os números nunca foram discriminados no resultado financeiro da estatal, mas foram obtidos com exclusividade pelo site de VEJA na Justiça do Texas — e assustam. Em dois anos, as perdas acumuladas chegaram a 300 milhões de dólares, quase 700 milhões de reais. A conta torna-se ainda mais espantosa porque se trata de um levantamento parcial. De 2009 para cá, levando-se conta que a refinaria jamais deu lucro, o saldo negativo pode ter se ampliado de forma exponencial. Pasadena foi adquirida pela Petrobras por 1,18 bilhão de dólares após um litígio de dois anos com a Astra Oil, que terminou em 2011.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Relatório confidencial da KPMG feito em 2009 apontava que a refinaria acumulava prejuízos subsequentes e que seu fluxo de caixa dependia essencialmente dos aportes de seus sócios, Petrobras e Astra Oil. Ainda de acordo com o documento, a capacidade da empresa de cumprir suas obrigações financeiras era “historicamente e amplamente” relegada aos controladores. Diante das baixas expectativas de entradas futuras de dinheiro, a KPMG afirmou que não esperava que a dependência “fosse revertida no médio prazo”. O relatório mostra que, em 2007, as perdas foram de 6,5 milhões de dólares — e avançaram para 289,9 milhões de dólares no ano seguinte.

Balanço da PRSI

 

Os salários de funcionários de uma refinaria obsoleta eram parte relevante dos gastos. No balanço mostrado pela KPMG consta que 12 milhões de dólares foram usados para pagar funcionários em ambos os anos, sem que uma gota de gasolina saísse dos tonéis. Contudo, tais despesas se tornam secundárias se comparadas a supostos bônus que os funcionários da refinaria receberam sem que ela desse um dólar de lucro. Depoimento do supervisor tributário de Pasadena, Dong-Joon, ao qual o site de VEJA teve acesso, dado em 2009, afirmava que o Fisco americano havia questionado a refinaria pelos bônus de 52 milhões de dólares pagos a funcionários naquele período. Joon afirmava que os fiscais queriam um maior detalhamento sobre o pagamento dos prêmios, mas a refinaria afirmou, em correspondência oficial, que não poderia explicar o que quer que fosse. Joon também exercia a função de supervisor tributário na Petrobras América, subsidiária da estatal brasileira.

 

A gastança desenfreada foi um dos maiores pontos de discórdia entre a Astra e a Petrobras na gestão de Pasadena. Executivos da empresa belga já afirmavam, em troca de e-mails datados de dezembro de 2006, que os gastos eram o último item da lista de preocupações da estatal. “Como Alberto (Feilhaber) disse tantas vezes, a Petrobras não tem nenhum problema em gastar dinheiro”, afirmou o diretor Terry Hammer em mensagem ao presidente da Astra, Mike Winget, e ao próprio Feilhaber — ex-funcionário de carreira da Petrobras e então diretor da área de trading da empresa belga.

A estatal tinha a intenção de dobrar a capacidade de produção de Pasadena, o que exigiria investimentos da ordem de 2 bilhões de dólares. Os belgas, segundo os documentos da Justiça americana, não estavam dispostos a dividir tal aporte pelo simples fato de não acreditarem no retorno de seus investimentos após a modernização e ampliação da refinaria. Foi justamente o ímpeto de dispêndios que impôs uma barreira intransponível entre a Petrobras e os sócios belgas logo no início da joint venture, e sepultou qualquer chance de acordo entre ambas.

 

Ana Clara Costa

A Petrobras não informa o quanto teve de aportar na refinaria deficitária e tampouco os investimentos feitos no projeto. Contudo, no testemunho de Mike Winget na Câmara de Arbitragem, o executivo afirmou que a estatal injetou mais de 200 milhões de dólares na operação de Pasadena, sem levar em conta os valores relativos à aquisição. Winget reconheceu que, a partir de dezembro de 2007, quando a situação entre as duas empresas já estava perto do insustentável, a Petrobras passou a financiar sozinha Pasadena, sem pedir recursos à Astra.

 

Mega da Virada: alegria dos novos ricos e frustração de quem perdeu a chance

Agência A Tarde
Agência A Tarde

Três dias depois de divulgado o segundo maior prêmio desde que a Mega-Sena da Virada começou, em 2009, apostadores começaram a retirar a bolada, enquanto outros, menos afortunados, lamentaram por pouco não terem entrado no seleto grupo dos novos milionários. O rateio foi de R$ 224.677.860. Quatro apostas acertaram as seis dezenas da Mega-Sena da Virada 2013, sendo duas no Paraná, uma em Alagoas e uma na Bahia.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Em Teofilândia (BA), o primeiro dia útil de 2014 foi marcado por um misto de alegria, arrependimento, sonho, medo e clamor por mais segurança. Tudo por conta do bilhete premiado, que foi pago a um grupo de 22 pessoas que trabalha no Hospital Municipal Waldemar Ferreira de Araújo e investiu R$ 100 no bolão. Agora, cada um deve receber pouco mais de R$ 2 milhões. Os vencedores são duas cozinheiras, quatro funcionárias da limpeza, cinco motoristas, cinco técnicas de enfermagem, três vigilantes, uma enfermeira, uma recepcionista e um diretor.

Um dos amigos dos ganhadores disse que seu nome era um dos primeiros da lista do bolão, mas acabou excluído por não ter pago sua parte no dia da aposta.

— O organizador resolveu adiantar a aposta e como eu viajei e acabei não pagando, meu nome foi retirado da lista. Não era pra ser — disse o funcionário, que não quis se identificar.

Melhor sorte teve o diretor Valdemir de Assis, 43 anos, casado, quatro filhos:

— Resolvi participar pela primeira vez e dei sorte. Mas não mudará muita coisa em minha vida, afinal minha família é muito grande e pobre, assim como a de minha esposa.

Quando recebeu a notícia dos colegas, Valdemir disse ter ficado “sereno”. Na virada do ano, “como sempre faço, abri um espumante e brindei com minha esposa”. Ele não quis entrar em detalhes sobre o salário que recebe, mas disse que o prêmio vai melhorar um pouco a qualidade de vida da família:

— Sairei do aluguel mensal de R$ 500, mas continuarei trabalhando.

Uma das vencedoras, Maria Lúcia deixou a cidade na noite de quarta-feira. Há mais de 20 anos, ela trabalhava no hospital. No quintal da casa de estrutura muito precária, apenas uma cadela, um cachorro e algumas galinhas ciscando. Vizinha de Maria Lúcia, Marivalda Andrada disse que a viu chorando na tarde do dia 1º:

— Achei que foi de emoção. E, por volta das 22h, um carro parou em sua porta, pegaram algumas coisas e ela partiu. Acho que perdi uma amiga, mas estou muito feliz pela sua conquista.

Na cidade, o prêmio de Maria Lúcia foi visto como a mais merecido.

— Ela é muito pobre e sofredora. Mãe de 10 filhos, sendo dois deficientes físicos. Tinha dia que, por falta de dinheiro, ela andava até o trabalho. São mais de 9km. Deus foi muito justo com ela. Estou muito feliz — disse Ademilson Ramos.

Na casa de uma das filhas de Maria Lúcia, Junior, genro da vencedora, pediu que a equipe de reportagem fosse embora:

— Não se brinca com dinheiro, aqui é uma cidade sem nenhuma segurança, e vocês da imprensa vão acabar cavando a nossa sepultura.

A preocupação com a segurança não é à toa. Segundo o delegado Getulio Queiroz, na cidade existe “dificuldade de pessoal”.

— Trabalho com apenas dois agentes e um escrivão — contou Queiroz, lembrando que a a Polícia Militar trabalha com oito homens e em regime de revezamento: — Só mesmo com a ajuda de Deus.

Motorista do hospital, Antônio Matos disse conhecer todos os vencedores:

— Nenhum veio trabalhar. Eles não estão preocupados com demissão.

Matos é evangélico e não joga. Mas acredita que será beneficiado, pois um dos ganhadores, além de ser motorista, é vereador (PDT). Matos é seu suplente.

Dono da lotérica onde a aposta foi feita, Antônio Ramos lembra que teve o estabelecimento assaltado duas vezes — no último assalto, ele foi baleado no ombro — e que a casa também foi arrombada. Para ele, o prêmio pode servir para reforçar a segurança na cidade:

— Estava me programando para mudar de atividade. Agora, com essa verba circulando no município, o prefeito terá mais força para reivindicar proteção.

Na pequena Palotina, no Paraná, sete das dez cotas do bolão vencedor já estão nas mãos dos novos milionários. Cada cota é de R$ 5,6 milhões. O ganhador de Curitiba, que fez um único jogo pelo preço de R$ 2, também já está com os mais de R$ 56 milhões, retirados na tarde desta quinta-feira.

Um suposto apostador paranaense registrou boletim de ocorrência relatando o furto do bilhete ganhador, que teria desaparecido em um lava a jato de Curitiba. No registro, Aníbal Fayez Marraui diz que viajou no dia 24 de dezembro e deixou o carro com a irmã, que levou o automóvel para lavar. Quando voltou, teria constatado o sumiço. Com o aparecimento do ganhador em Curitiba, Marraui pode responder, segundo a Polícia Civil, por falsa denúncia.

O Globo

Perdeu o tesão? Conheça possíveis causas para poder combatê-las

Getty Images
Getty Images

Não existe uma fórmula pronta para reverter a perda do desejo sexual, que pode ter múltiplas causas. Mas descobrir a origem do problema ajuda o casal a acertar seus ponteiros. Tanto homens quanto mulheres podem sofrer com a diminuição da libido por razões físicas ou psicológicas. Veja, a seguir, as mais comuns para eles e para elas.

No caso deles

Do ponto de vista clínico, há três possibilidades para a perda do desejo, explica o médico Geraldo Eduardo Faria, presidente do Departamento de Sexualidade Humana da Sociedade Brasileira de Urologia: por uma causa emocional, quando a pessoa está deprimida, ansiosa, estressada, ou por conta de um período difícil, como o luto; também inclui os cansados da rotina ou vivendo uma situação emocionalmente instável.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Outro inimigo comum do desejo é o desequilíbrio hormonal, principalmente na chamada andropausa (esperada a partir dos 50 anos), quando há uma queda na produção de testosterona, estimulante da sexualidade. O terceiro motivo é de origem metabólica e/ou medicamentosa, quando a pessoa toma medicações para tratar depressão, pressão arterial, problemas prostáticos ou outros que podem interferir na libido, além de alterações no metabolismo, que podem ser causadas por diabetes ou sedentarismo, por exemplo.

“A maioria dos pacientes chega ao meu consultório pensando que sofre de um problema hormonal. Mas, na verdade, a causa mais comum é a psicológica”, diz o urologista.
Os especialistas foram unânimes ao apontar, dentre as causas psicológicas, a rotina e o estresse como os principais inimigos do tesão. A psicóloga Carla Zeglios, diretora do Inpasex (Instituto Paulista de Sexualidade), chama atenção para a distinção entre a disfunção erétil, que pode ser corrigida com medicamentos, e a disfunção do desejo. “Com frequência, a dificuldade de resolver problemas no dia a dia vai parar na cama”, diz.
Com mais de 35 anos de experiência na prática de atendimento em psiquiatria e psicoterapia de casais e famílias, Luiz Cuschnir avalia que os homens precisam se sentir desejados. “Esse quadro aparece com frequência nas relações afetivas que seguem muito tempo sem estímulos apropriados para mantê-los interessados na mulher que têm”, diz.

O lado delas

As causas do fim do desejo sexual feminino também estão divididas em físicas ou psicológicas. “Entre as físicas, podemos citar prolapsos genitais, infecções vaginais, causas hormonais como menopausa e amamentação, uso de medicações ou drogas e outras doenças sistêmicas”, enumera a ginecologista Andreia Mariane Deus, do Hospital Evangélico de Sorocaba.
O pós-parto costuma ser um período delicado. A mulher entra em uma nova relação, com um ser totalmente dependente. Os horários sofrem mudanças bruscas e o casal também deve se adaptar a uma nova dinâmica. Além disso, alterações hormonais reforçam o problema.

“A mãe está sob efeito da ação da prolactina e progesterona, que podem diminuir o desejo sexual”, explica Silvia Carramão, ginecologista da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, que recomenda o diálogo e o apoio de parentes para ajudar nos cuidados com a criança.

“É importante que se crie momentos de intimidade entre os dois, às vezes contando com a ajuda de familiares para cuidar do bebê, para que o casal possa ter um tempo para aproximação”.

Nas causas de fundo emocional, elas se aproximam dos homens. Estresse, ansiedade, problemas com o relacionamento e baixa autoestima foram apontados como os principais culpados pela perda do desejo sexual feminino.

Para Cuschnir, mulheres mais reprimidas, com dificuldades de vivenciar plenamente a sexualidade, tendem mais a ter problemas de libido. “A falta do desejo pode estar associada com a dispareunia, ou seja, a dor no ato sexual, e outros quadros que afetam a possibilidade de sentir satisfação em virtude de incômodos nessa hora”, descreve.

O problema pode se tornar maior, segundo o psiquiatra, quando as mulheres vão, gradativamente, evitando relacionamentos íntimos e assumindo uma rotina assexuada.

Um tenta ajudar o outro

É preciso identificar o problema e ter ao menos uma pista da causa para começar a agir. Se as mulheres percebem o desinteresse do parceiro, podem tentar novidades no sexo e tentar abrir um canal de comunicação. “Homens guardam o que desaprovam e, aos poucos, perdem a atração pela companheira”, explica Luiz Cuschnir.
Os homens também precisam estar atentos às respostas femininas ao notar o afastamento. A conversa é sempre recomendada: não tenha medo de abordar temas que parecem tabus. “A vida sexual precisa ser constantemente ativada”, resume o psiquiatra. “O jogo de sedução tem de permanecer e os problemas da vida não podem invadir este espaço”.
Se não for possível fazer isso a dois, está na hora de procurar um terceiro: um especialista em medicina ou psicologia.

Fale com seu médico

Do ponto de vista clínico, considera-se a perda do desejo um problema quando a relação sexual não ocorre há mais de seis meses e essa falta não está associada a outra patologia, como a depressão. Mas, na prática, os especialistas recomendam que se busque ajuda o quanto antes.
Uma armadilha comum é o conformismo à situação. E ela pode ser fatal. “Às vezes, o desvio é irrecuperável e, mesmo atravessando a situação que causou o problema, o casal já não consegue retomar o ritmo e interesse que havia”, afirma Luiz Cuschnir.
Carla Zeglios concorda: “As pessoas passam tempo demais achando que ‘vai passar'”, diz. “Ao perder tanto tempo, os casais acabam chegando ao consultório ‘quebrados’, pois já destruíram tudo de legal que tinham na relação”.
Por isso é importante procurar apoio o quanto antes. “Seja de um terapeuta, médico ou advogado, se perceberem que a situação não tem mais conserto”, finaliza Carla.
Terra