Arquivo da tag: perde

Desorganizado, Botafogo perde em casa para o Barcelona-EQU

Da festa ao desespero. Desorganizado e diante de um adversário letal, o Botafogo desperdiçou ótima chance de se garantir nas oitavas da Libertadores. Para piorar, viu o Barcelona-EQU vencer em pleno Nilton Santos, por 2 a 0, e se isolar na liderança do grupo A. Uma noite para se esquecer. Ou corrigir.

O Barcelona-EQU foi superior e mereceu a vitória dentro do Nilton Santos (Foto: Reginaldo Pimenta / Raw Image)
O Barcelona-EQU foi superior e mereceu a vitória dentro do Nilton Santos (Foto: Reginaldo Pimenta / Raw Image)

Foto: LANCE!

A grande festa na entrada da equipe, com direito a muito foguetório, era um presságio de um jogo coberto de tensão. O Glorioso entrou nervoso, com o cartão logo cedo de Airton comprovando. Aos 6 minutos, o balde de água fria. Ayoví recebeu de Álvez, deixou Carli para trás na corrida e tocou na saída de Gatito. O pior acontecia, indicando ainda o que estava por vir na sequência.

Posteriormente, o esquema com três atacantes acabou não dando certo. A equipe era espaçada, com Pimpão e Guilherme muito mal no jogo. A criação, pouco eficaz, com o meio vazio. E em grande atuação coletiva, o Barcelona-EQU logo aumentou: Álvez aproveitou saída desastrosa de Gatito – paraguaio foi mal nos 90 minutos – e a falha de Emerson Silva – para, aos 23 minutos, tocar para o gol vazio e transformar a noite – antes de euforia – em um pesadelo no Nilton.

Até o intervalo, o Botafogo chegou a criar chances. Guilherme desperdiçou uma saída cara-a-cara com Banguera, quando se enrolou com a bola. Aos 35, João Paulo também saiu de frente, parando no goleiro rival. As finalizações não eram com qualidade. E o contra-ataque equatoriano era perigosíssimo. Aos 39, Emerson Silva salvou bola em cima da linha no chute de Valência. O 2 a 0 ficou barato, com o time de Jair Ventura sem ter reação alguma dentro do período.

As lesões de Camilo e Emerson Silva – entraram Roger e Marcelo – fizeram o Botafogo ter quatro atacantes em campo no segundo tempo. Logo aos dois, o Barcelona acertou o travessão de Gatito em cobrança de falta. A equipe seguia com um buraco no meio-campo, sendo este bem explorado pelo Barcelona.

Sassá e Roger ainda desperdiçaram chances inacreditáveis, ambas dentro da pequena área. As oportunidades vinham em chutões e lançamentos de longe. Toque de bola pouco se viu. E não foi o bastante para marcar o seu golzinho.

No final, um Botafogo exposto, que fugiu de suas características e pagou um preço caro. Derrota doída e merecida dentro da sua casa, que só tinha visto vitória até o momento. Os botafoguenses ainda apoiaram a equipe no apito final. Atlético Nacional e Estudiantes agradecem o resultado no grupo A.

FICHA TÉCNICA:
BOTAFOGO 0 x 2 BARCELONA-EQU
Data/hora: 02/05/17, às 21h45
Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Arbitragem: Mario Díaz Vivar (PAR)
Cartões amarelos: Airton, Emerson e Marcelo (BOT); Calderón e Pineida (BAR)
Público e renda: 31.435 pagantes – 34.034 presentes – R$ 1.520.630,00

Gols: Ayoví – 6’/1°T (0-1) e Álvez – 23’/1°T (0-2)

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Emerson, Carli, Emerson Silva (Marcelo) e Victor Luís; Airton (Fernandes), João Paulo e Camilo (Roger); Guilherme, Rodrigo Pimpão e Sassá – Técnico: Jair Ventura.

BARCELONA-EQU: Banguera, Valencia (Erick Castillo), Aimar, Arreaga e Pineida; Gabriel Marques, Calderón (Segundo Castillo), Alemán (Ariel) e Velasco; Ayoví e Álvez – Técnico: Guillermo Almada.

LanceNet

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Treze perde e Botafogo fica mais perto do título Paraibano

Foto: Paraibaonline

Uma partida eletrizante marcou a primeiro jogo das finais do Campeonato Paraibano 2017. O Treze foi buscar o empate por duas oportunidades, mas Rafael Oliveira marcou o gol que garantiu a vitória do Belo por 3 a 2, em pleno Amigão, na noite deste domingo (30).

Até quase a metade do segundo tempo o ritmo da partida foi muito forte. Com grande intensidade, as chances apareciam para os dois lados, e a quantidade de gols da partida refletiu bem  o que foi o jogo.

O Treze fez uma blitz aos 11 minutos. Dico recebeu na direita e cruzou, Marcelinho Paraíba cabeceou na pequena área, tirando de Michel Alves, mas Bruno Maia tirou em cima da linha. No rebote a bola foi para Dedé, que da marca do pênalti encheu o pé, mas mandou por cima da meta.

A resposta do Belo foi imediata. Aos 13 minutos Sapé recebeu na entrada da área do lado esquerdo, driblou o zagueiro puxando para o meio e bateu de pé direito, no canto direito do goleiro Diego, que pulou mas não conseguiu fazer a defesa, e o Botafogo-PB abriu o placar.

O Galo tentou empatar o jogo e teve grande oportunidade aos 21 minutos em um chute de fora da área de Jean Carlo. Michel Alves caiu mal, mas a bola passou a direita de sua trave.

A metade final do primeiro tempo tinha o Treze pressionando e o Botafogo-PB se defendendo, mas tentando chegar ao ataque em momentos de desatenção da zaga do time de Campina Grande, que em duas oportunidades errou passes na saída de bola e quase levava o segundo gol.

Mas a pressão alvinegra deu certo, e no último lance antes do intervalo o Treze conseguiu o empate. Edinho arrancou pela esquerda e cruzou para o meio da área. Michel Alves espalmou a bola para frente e Jean Carlo chegou batendo de primeira, de pé direito, e estufou a rede botafoguense, empatando o jogo.

Segundo tempo

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

Já na volta do intervalo o Belo voltou a ficar na frente do placar. Depois de contra ataque puxado pela direita, Lito invertou o jogo e encontrou Fernandinho na esquerda, que avançou, invadiu a área e mandou uma bomba de pé esquerdo no ângulo direito de Diego aos 3 minutos para recolocar o Botafogo-PB em vantagem.

Diferente do primeiro tempo, desta vez a resposta do Galo não demorou. Aos 9 minutos Marcelinho Paraíba cobrou falta da direita para a área, e depois de confusão, Jean Carlo apareceu para mandar de cabeça a bola para as redes, marcar seu segundo no jogo e empatar a partida mais uma vez.

O ritmo do jogo começou a cair devido a intensidade muito fôlego, e o jogo já não era o mesmo.

Mas alguém com gás incendiou a partida e colocou o Botafogo-PB na frente do placar mais uma vez. Fernandes, que acabara de entrar, aos 25 minutos, puxou contra ataque em alta velocidade pela esquerda e cruzou na cabeça de Rafael Oliveira. O artilheiro do Brasil testou com categoria, no canto direito do arqueiro Diego, que nada pode fazer para evitar o terceiro gol do Belo.

O treinador Celso Teixeira resolveu então fazer as três mudanças no Treze de uma só vez. Com fôlego novo, o Galo passou a ficar desorganizado e não conseguia mais manter a intensidade do começo do jogo.

Mas aos 45 minutos, Michel Alves foi obrigado a intervir para evitar o empate. Edinho recebeu dentro da área de costas para a defesa, fez o giro e chutou forte de pé direito no canto esquerdo do arqueiro do Belo, que fez grande defesa e garantiu a vitória.

O placar de 3 a 2 para o Botafogo-PB dá a vantagem do Belo de perder por até um gol de diferença no próximo domingo (07) para levantar mais uma taça de campeão estaudal. O Galo precisa vencer por pelo menos dois gols de diferença para trazer a taça para Campina Grande.

Ficha técnica

Treze 2 x 3 Botafogo-PB
Campeonato Paraibano 2017 (primeiro jogo das finais)
Estádio: Amigão (João Pessoa)

Arbitragem: João Bosco Sátiro; Kildenn Tadeu e Broney Machado

Gols: Jean Carlo (2x) (T); Sapé, Fernandinho, Rafael Oliveira (B)
Cartões amarelos: Ítalo, Jean Carlo, Ferreira, Dedé (T); Rafael Oliveira, Plínio, Djavan, Fernandinho, Jadson, Sapé (B)

Treze: Diego, Ferreira, Fernando Lopes, Ítalo, Rafael Araújo (Caíque); Robson, Dedé, Jean Carlo (Rael), Marcelinho Paraíba (Roger Gaúcho); Dico, Edinho Camutama. Técnico: Celso Teixeira.

Botafogo-PB: Michel Alves, Lito, Plínio, Bruno Maia, Jadson; Djavan, Sapé, Val (Fernandes), Marcinho; Fernandinho (Wanderson), Rafael Oliveira (Gustavo). Técnico: Itamar Schulle.

*Fonte: Vozdatorcida

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Com gol de ”El Tanque”, Fla perde para Católica em jogo de chances desperdiçadas

(Foto: Ivan Alvarado/Reuters)
(Foto: Ivan Alvarado/Reuters)

O Flamengo conheceu a primeiro derrota na Libertadores. Após aplicar goleada sobre o San Lorenzo no Maracanã, o time da Gávea não consegui repetir o mesmo futebol do jogo passado e perdeu por 1 a 0, fora de casa, para a Universidad Católica.

O rubro-negro até chamou o jogo, conseguiu criar algumas boas jogadas, mas não foi efetivo. A Universidad Católica então aproveitou e “El Tanque” Silva marcou garantindo a vitória para os chilenos. O jogo ainda quebrou um tabu de quase seis meses. O técnico Zé Ricardo não perdia um jogo desde outubro de 2016.

Na outra parte do grupo, Atlético-PR venceu seu jogo contra o mesmo San Lorenzo. O Grupo conta com Universidad Católica e o Furacão juntos na primeira posição com 4 pontos, o Flamengo em segundo com 3 e o time de El Magro em último com nenhum ponto conquistado.

Band

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Boa Esporte perde patrocinador depois de acertar com goleiro Bruno

A equipe do Boa Esporte , de Minas Gerais, que assinou por duas temporadas com o goleiro Bruno, perdeu um de seus patrocinadores neste final de semana. A empresa de suplementos alimentares e nutricionais que apoiava o time usou as redes sociais para informar que havia encerrado o contrato.

Goleiro Bruno posa com a camisa do Boa Esporte
Divulgação

Goleiro Bruno posa com a camisa do Boa Esporte

Desde o anúncio do negócio do time mineiro com o goleiro Bruno , a empresa recebia diversos comentários negativos em suas páginas oficiais nas redes sociais. “Boicote geral a essa empresa enquanto não se posicionarem contrários ao patrocínio a time que contrata assassino”, disse um internauta no Instagram.

No sábado (11), a empresa postou uma nota de esclarecimento para falar sobre a situação. No texto, afirma que é apenas fornecedora de suplmentos para a equipe e que não participa de nenhuma tomada de decisão por parte da presidência ou da diretoria do time. A nota ainda diz que eles não compactuam com a contratação de Bruno, mas que isso é, mais uma vez, uma decisão do Boa e do Poder Judiciário.

A empresa diz que iria esperar até o próximo dia útil, segunda-feira (13), por um posicionamento do Boa. Entretanto, poucas horas depois, em mais uma nota nas redes sociais, eles afirmam que tiveram uma reunião extraordinária com a equipe e que a partir desta data não era mais “patrocinadora/apoiadora do Boa Esporte Clube”.

O caso Bruno

O jogador, em março de 2013, confessou que matou a ex-mulher, Eliza Samudio. Ele foi condenado por homicídio triplamente qualificado – por motivo torpe, usar meio cruel e também usar meio que dificultou a defesa da mulher -, sequestro, cárcere privado e ocultação de cadáver a uma pena de 22 anos e três meses de prisão. O crime foi cometido em 2010.

A pena deveria ser cumprida grande parte em regine fechado – 17 anos e seis meses – entretanto no dia 24 de fevereiro deste ano, o ministro do STF Marco Aurélio Mello concedeu habeas corpus  ao atleta.

O goleiro Bruno chegou a negociar a volta ao futebol com alguns clubes e assinou com o Boa Esporte na semana passada. Desde o acerto, o time tem sido alvo de uma enxurrada de comentários negativos  nas redes sociais. Em muitos, internautas questionam como a equipe pode contratar um assassino.

iG

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Com time reserva, Fla empata com Ceará e perde 100% na temporada

jogoO Flamengo não tem mais 100% de aproveitamento na temporada. Em um jogo de nível técnico baixo, os reservas do Rubro-negro ficaram apenas no 0 a 0 com o Ceará, nesta quarta-feira (22), no Castelão. Foi a última partida dos cariocas fase de classificação da Primeira Liga. O time de Zé Ricardo somou sete pontos e garantiu a primeira posição do Grupo B. De acordo com a tabela, as quartas de final serão realizadas apenas nos dias 29 e 30 de agosto.

A concentração do Rubro-negro agora se volta para a semifinal da Taça Guanabara. Depois de muita confusão, o jogo contra o Vasco foi marcado para o próximo sábado (25), às 17h (de Brasília), no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. A equipe tem a vantagem do empate para chegar à final.

Muralha é o único titular no Flamengo

O Flamengo contou apenas com o goleiro Alex Muralha na equipe de reservas escalada pelo técnico Zé Ricardo. O restante do time foi formado por jovens da base e jogadores acostumados a ficar no banco de reservas.

O Rubro-negro criou algumas chances, mas finalizou mal. O zagueiro Juan teve boa atuação, mas jovens como Felipe Vizeu e Lucas Paquetá foram apenas discretos.

No Ceará, o veterano Magno Alves foi o destaque e participou da maioria das jogadas dos donos da casa.

No fim, o resultado ficou de bom tamanho para os cariocas, mas deixou pelo caminho os 100% de aproveitamento na temporada.

Rubro-negro deixa de igualar melhor início de ano recente

O Flamengo não conseguiu igualar a marca de 2011, obtida pelo time de Ronaldinho e Thiago Neves. Na ocasião, a equipe dirigida por Vanderlei Luxemburgo conseguiu o melhor início de ano recente do Rubro-negro. Foram oito vitórias consecutivas em jogos oficiais. O time de Zé Ricardo soma sete triunfos e um empate.

CEARÁ 0 X 0 FLAMENGO

Local: Castelão, em Fortaleza (CE)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Auxiliares: Helton Nunes (SC) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS)
Cartões amarelos: Romário (Ceará); Rodinei (Flamengo)

Ceará
Éverson; Cametá (Everton Silva), Luiz Otávio, Rafael Pereira e Romário; Raul, Richardson e Felipe Tontini (Victor Rangel); Felipe Menezes (Alex Amado), Lelê e Magno Alves
Técnico: Givanildo Oliveira

Flamengo
Muralha; Rodinei, Donatti, Juan e Renê; Márcio Araújo, Cuéllar, Lucas Paquetá (Cafu) e Adryan (Matheus Sávio); Gabriel (Ronaldo) e Felipe Vizeu
Técnico: Zé Ricardo

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Sem Marcelinho, Treze tropeça e perde para o Auto Esporte, em JP

Treze-e-AutoA rodada de número nove do Campeonato Paraibano começou, neste sábado (18), com a realização de dois jogos. No Almeidão, em João Pessoa, o Auto Esporte não tomou conhecimento do Treze, e proporcionou a segunda derrota consecutiva para a equipe galista, vencendo o jogo por 2 a 1. Com a vitória o ‘Macaco Autino’ sobe para a quinta colocação na classificação.  já o Galo cai para o sexto lugar.

O Treze não pôde contar com o seu maior destaque, Marcelinho Paraíba, que cumpriu suspensão após receber o terceiro cartão amarelo.

No CT Ivan Tomaz, também em João Pessoa, o Internacional recebeu o Atlético de Cajazeiras e as duas equipes não marcaram gols. O empate fez o Inter subir uma posição na tabela, ficando agora em terceiro lugar. Já  o Atlético permanece em segundo, mesmo tendo conquistado mais um ponto.

A rodada final dos jogos de ida será completada neste domingo (19), com mais três jogos. Sem Michell,Plinio,  Sapé , Amarildo, Rafael Oliveira, Diogo Campos e ainda Rafael Luz, que deixou o Clube após acertar com o Oeste de Itápolis-SP, o líder Botafogo vai até Cajazeiras enfrentar o Paraíba, no Perpetão.

Já o Sousa, depois de conquistar sua primeira vitória na rodada passada diante do CSP, recebe o Serrano no Marizão, e em Campina Grande no Amigão o Campinense enfrenta a equipe do CSP.

Confira classificação

Clubes PG J V E D GP GC SG
 1º-   Botafogo  18  8  6  0  2  12  7  5
2º-  Atlético 15 9 4 3 2 6 3 3
3º-  Internacional 13 9 3 4 2 5 4 1
4º-  Campinense 12 8 3 3 2 11 7 4
5º-  Auto Esporte 12 9 3 3 3 9 9 0
6º-  Treze 12 9 3 3 3 7 7 0
7º-  Serrano 11 8 3 2 3 9 11 -2
 CSP 8 8 2 2 4 7 11 -4
 Sousa 6 8 1 3 4 5 7 -2
10º  Paraíba 6 8 1 3 4 3 8 -5

Albemar Santos

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Santos tem Cleber expulso contra a Ferroviária e perde a 2ª seguida na Vila

santosA estreia do zagueiro Cleber Reis neste sábado (18) foi para o torcedor santista querer esquecer. O defensor foi expulso e viu o Peixe, que já não jogava bem com 11, acabar derrotado pela Ferroviária por 1 a 0 (Leandro Amaro marcou). É a segunda derrota seguida do Santos na Vila Belmiro, esta válida pela quarta rodada do Campeonato Paulista.

A derrota santista rende consequências na classificação. O Peixe tem seis pontos no grupo D, agora quatro atrás do líder Mirassol e um atrás da vice-líder Ponte Preta. Na terça-feira (21) o atual campeão encara o Ituano, que sofreu sua primeira derrota no Paulistão nesta rodada. Já a Ferroviária recebe o Santo André na quarta-feira buscando a sua segunda vitória em 2017.

Quem foi bem: Leandro Amaro resolve pelo alto

O zagueiro ex-Palmeiras subiu no terceiro andar para fazer o único gol da partida, mas não fez só isso. Foi ele o responsável por marcar Ricardo Oliveira, o homem-gol santista, que ficou muito abaixo do usual. O capitão da Ferroviária ainda liderou a retranca que impediu o Santos de fazer qualquer coisa boa no primeiro tempo.

Quem foi mal: Cleber é expulso na estreia

Apesar de se mostrar uma boa opção ofensiva no jogo aéreo, o camisa 31 foi mal com a bola no chão em sua estreia pelo Santos. Logo no início ele errou e deu bola fácil para o ágil Capixaba, em lance que acabaria prenunciando o desastre do segundo tempo. Vinte segundos após o intervalo, Cleber foi amarelado por matar contra-ataque; dez minutos depois levou uma meia-lua na entrada da área e quase viu Elder Santana marcar; por fim errou passe, foi obrigado a fazer uma falta e acabou justamente expulso aos 23 minutos.

Ricardo Oliveira aparece pouco e tem gol anulado

Recuperado de caxumba e com a pré-temporada em dia, o camisa 9 chegou a abrir o placar aos 35 minutos, mas a arbitragem viu impedimento no passe de cabeça de Cleber. No geral, Ricardo Oliveira ficou escondido na marcação da Ferroviária e, quando teve chance, não mostrou o costumeiro faro de gol. Ele acabou substituído por Thiago Ribeiro e teve que adiar seu primeiro gol em 2017.

Santos cria pouco e demora para pressionar

O Peixe começou ganhando a maioria dos duelos no meio-campo, mas não conseguiu penetrar na retranca adversária. Os santistas tinham campo inteiramente à disposição até a intermediária, mas a partir daí faltava criatividade para vencer o campo minado grená. Um terço do jogo já tinha passado quando o Santos aumentou o ritmo, e o domínio virou pressão no início do segundo tempo. Mas a Ferroviária também resolveu agredir, tornou o jogo aberto e abriu o placar momentos após ficar com um jogador a mais.

Ferroviária se fecha na estreia de PC

Campeão mundial no futsal, o técnico fez sua estreia nos campos na Vila Belmiro. PC julgava essencial não tomar gol no início do jogo, por isso a Ferroviária ficou fechadinha por mais de meia hora. As linhas de marcação funcionavam, fazendo o Santos criar pouco, mas logo o jogo defensivo passou a sofrer com as viradas de bola. Apesar da pressão na etapa final, a equipe de Araraquara

Dorival Jr. demora para mexer e é xingado

O ferrolho da Ferroviária anulou o Santos até o intervalo, mas Dorival só mexeu aos 18 minutos do segundo tempo, trocando Leandro Donizete por Arthur Gomes. O reserva quase abriu o placar logo que entrou, inclusive. Com o meio-campo mais solto, o Santos parecia se adaptar melhor ao jogo quando Cleber foi expulso. Aí tudo mudou: Thiago Maia foi improvisado como zagueiro, e o Peixe perdeu o meio-campo. O técnico acabou chamado de “burro” por parte da torcida santista.

Ficha Técnica

Santos 0 x 1 Ferroviária
Data:
18/02/2017
Local: Estádio Urbano Caldeira (Vila Belmiro), Santos-SP
Hora: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza
Assistentes: Alex Ang Ribeiro e Herman Brumel Vani
Cartões Amarelos: Patrick, William Cordeiro e Matheus (Ferroviária)
Cartão Vermelho: Cleber (Santos)
Gol: Leandro Amaro aos 28 minutos do segundo tempo

Santos: Vladimir; Victor Ferraz, Cleber, Yuri e Zeca; Leandro Donizete (Arthur Gomes), Thiago Maia e Léo Cittadini (Bruno Henrique); Vitor Bueno, Copete e Ricardo Oliveira (Thiago Ribeiro). Treinador: Dorival Jr.

Ferroviária: Matheus; William Cordeiro, Patrick, Leandro Amaro e Léo Veloso; Flávio, Claudinei (Kelvy), Fabio Souza e Alan Mineiro (Raniele); Capixaba (Thiago Marques) e Elder Santana. Treinador: PC Oliveira.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Ensino integral do país perde mais de 2 milhões de alunos do 1º ao 9º ano

sala-de-aulaO número de matrículas para o período integral no ensino fundamental (do 1º ao 9º ano) caiu 46% no ano passado. De acordo com os dados do Censo Escolar, divulgados na quinta-feira (16), em 2015 eram 4,6 milhões de alunos matriculados na modalidade.

Em 2016, o número ficou em 2,4 milhões. A queda é puxada, principalmente, pela rede pública de ensino, mas também houve recuo de 18,9% na particular.

O aumento das vagas em tempo integral é uma das apostas do governo federal para melhorar a educação no país. O PNE (Plano Nacional da Educação) prevê que, até 2024, 25% das matrículas e 50% das escolas da rede pública ofertem essa modalidade.

Em 2015, 19,4% das matrículas das escolas públicas no fundamental eram no período integral –o porcentual caiu para 10,5% no ano passado. E foi ainda menor nos anos finais (do 6º ao 9º ano), com 7,7%.

Para especialistas, a queda registrada é consequência da descontinuidade de programas que impulsionavam essa oferta e da crise financeira. O Mais Educação, principal programa do Ministério da Educação (MEC) para fomentar o tempo integral com prioridade para o ensino fundamental, acabou paralisado em 2015.

Ele foi criado em 2007 para distribuir dinheiro para que Estados e municípios pudessem ampliar a jornada escolar para pelo menos 7 horas. Desde 2014, sofria com atrasos nos repasses e foi alvo de críticas por não promover melhoria no desempenho em Matemática e Língua Portuguesa nem fazer cair a evasão.

“A crise econômica afetou, mas mais determinante foi a crise política que culminou no abandono de programas. É uma tradição brasileira: acabar com projetos de outros governos”, disse Ângela Maria Martins, pesquisadora da Fundação Carlos Chagas.

Médio

Na contramão do ensino fundamental, houve expansão de 8,8% nas matrículas em tempo integral no ensino médio na rede pública e de 5,6%, na particular. Para Carlos Eduardo Chagas, consultor da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), os Estados conseguiram dar prioridade aos investimentos no ensino médio, com aumento de vagas no período integral, por ofertarem menos lugares nos anos finais do fundamental.

“Está ocorrendo com maior intensidade uma municipalização dessa etapa do fundamental, o que provoca um desequilíbrio financeiro nas prefeituras, que consequentemente não conseguem mais garantir a oferta de tempo integral. Por outro lado, os Estados têm mais capacidade para investir no ensino médio. O efeito é ruim, porque não adianta só pensar na etapa final”, afirmou.

Em nota, o MEC informou que o Mais Educação foi paralisado nos anos de 2015 e 2016, na gestão Dilma Rousseff, quando não foram previstos recursos no orçamento. O ministério disse que o programa vai retornar, sem informar o valor previsto de investimento e o número de escolas atendidas.

Procurado, o ex-ministro da Educação Aloizio Mercadante (PT) falou em “desmontes e retrocessos” da gestão atual. E destacou “a evolução contínua do número de estudantes em tempo integral” durante a administração petista. As informações são do jornal “O Estado de S. Paulo”.

 

Estadão

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Campinense perde para Atlético, Bota se reabilita diante do Sousa e Serrano vence mais uma

jogoO Campinense não está mais invicto no Campeonato Paraibano 2017. Jogando ela terceira rodada do Paraibano, com uma atuação muito abaixo do futebol, a Raposa perdeu por 2 x 0 para o Atlético de Cajazeiras no Perpetão. Os dois gols foram marcados pelo atacante Mosquito, ainda no primeiro tempo. Com a vitória, o Atlético chegou aos seis pontos (mesma pontuação de Botafogo-PB, CSP, Serrano e Treze) e três gols de saldo, e assumiu a liderança da competição.

Atlético e Campinense voltam a campo na próxima quarta-feira, pela quarta rodada do Campeonato Paraibano. O Trovão Azul faz o clássico de Cajazeiras contra o Paraíba, novamente no Perpetão. Já a Raposa recebe o Auto Esporte no Amigão, em Campina Grande. Os dois jogos estão marcados para as 20h30.

Sousa e Botafogo (PB) Em outra partida disputada no Marizão, no Sertão, o Botafogo (PB), venceu o Sousa, por 1 a 0. Rafael Oliveira marcou o único tento do duelo. Com o resultado, o Belo se reabilitou da derrota para o Atlético-PB em Cajazeiras no meio de semana.

O Belo chega aos 6 pontos no Campeonato Paraibano, enquanto que o Sousa permaneceu sem vencer dentro da competição e continua com apenas dois pontos ganhos. Na próxima rodada o Botafogo-PB volta a atuar dentro de sua casa. O Belo encara o CSP no Estádio Almeidão, em João Pessoa, às 20h30, em partida válida pela quarta rodada. Já o Sousa fica no Sertão, mas dessa vez vai atuar em Cajazeiras. O Dinossauro confronta o Atlético-PB no clássico sertanejo.

Serrano e CSP – Em Campina Grande O Serrano mostrou, neste domingo, que se recuperou totalmente da goleada sofrida na estreia do Campeonato Paraibano para o Campinense. Depois de bater o Auto Esporte, no meio de semana, o Lobo da Serra bateu o CSP por 3 a 2, de virada, em jogo disputado no Estádio Amigão, em Campina Grande.

Jogando fora de casa, o Tigre saiu na frente com um gol contra marcado por Caio. O gol não desanimou o Logo da Serra que buscou o empate e a virada. Em seguida, o Lobo da Serra chegou ao empate, também com um gol contra anotado por Walber. Ainda no primeiro tempo o CSP chegou à ficar na frente do placar. Bruno Paraíba aproveitou o rebote e marcou. Na etapa complementar, o Serrano lutou bastante e chegou à virada com gols de Ramos, aos 41 e Mateus, aos 47 do segundo tempo.

Severino Lopes 

PB Agora

Foto: G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Idosa perde R$ 200 mil após golpe do ‘namoro virtual’ com inglês

contaUma aposentada de Mogi das Cruzes, de 69 anos, procurou a Polícia Civil para denunciar um golpe sofrido por ela durante um namoro virtual com um homem que dizia ter nacionalidade inglesa. Em seis meses, ela perdeu R$ 200 mil que teria emprestado ao namorado para pagar os estudos dos filhos.

A vítima contou que conheceu o homem pela internet. Ele se identificou como Ray Roberto e dizia ter nacionalidade inglesa. Durante o relacionamento, que começou no dia 20 de julho deste ano, o homem pediu ajuda financeira para pagar os estudos dos filhos na África do Sul, além das taxas bancárias. A aposentada começou a depositar dinheiro que, até o começo de dezembro, somou R$ 200 mil. Os pagamentos foram feitos através dos sites Moneygram e Ego Brown, do  Quênia, que facilitam transferências internacionais.

O caso foi registrado no 2º Distrito Policial de Brás Cubas. Cópias dos extratos bancários foram entregues à Polícia Civil.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br