Arquivo da tag: pega

Funerária pega fogo e carro e caixão são queimados

funerariaO galpão da Funerária Santa Paz, localizada na Rua Erotildes Serafim, Jardim Sorrilândia II, em Sousa (PB), pegou fogo, na tarde desta quinta-feira (22), e carros, motos e cachões. Um corpo estava sendo preparado, mas não foi atingido.

Segundo informações, um funcionário da funerária realizava serviço de limpeza usando álcool nos castiçais, quando as chamas aumentaram. Ele foi ferido na região torácica e socorrido para o Hospital Regional de Sousa, enquanto o fogo se alastrava pelo interior do galpão.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O Corpo de Bombeiros foi acionado e chegou ao local rapidamente, iniciou o trabalho de resfriamento da área atingida e evitou que as chamas se propagassem. Três motos e três carros foram danificados parcialmente pelas chamas.

MaisPB

Viatura da PM pega fogo no Sertão e polícia investiga se incêndio foi criminoso

Uma viatura da Polícia Militar pegou fogo na madrugada desta quarta-feira (21), em Triunfo, Sertão do estado. O veículo estava dentro da garagem da delegacia da cidade e a polícia ainda não sabe se a combustão foi criminosa.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada para conter o fogo, que por volta das 5h já havia sido controlado. No momento da combustão, não havia ninguém na delegacia. A garagem onde estava a viatura ficou destruída e o teto desabou.

De acordo com informações do 6º Batalhão da PM, uma perícia será realizada para saber o que motivou as chamas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Perícia vai analisar se fogo foi criminoso ou acidentalÂngelo Lima

 

 

Portal Correio

Mulher pega carona com desconhecido e é estuprada em Campina Grande

campina grandeMais um caso de estupro foi registrado, nessa quinta-feira (22), no município de Campina Grande. Uma mulher de 47 anos foi abusada sexualmente após pegar carona com um caminhoneiro desconhecido.

O crime aconteceu quando a vítima estava se dirigindo ao trabalho e um homem que estava conduzindo um caminhão lhe ofereceu carona. Depois que ela entrou no veículo, o acusado a ameaçou com uma arma. Ele a levou até o Distrito Industrial da cidade, onde praticou o crime. A vítima foi deixada no bairro do Catolé.

De acordo com o Centro de Operações Policias, a vítima foi encaminhada para Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal (Gemol) para realização de exames que comprovem o estupro.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Policiais estão procurando o suspeito pelas características descrita pela mulher, “um homem careca e alto”.

 

portal correio

2h de medo: Taxista pega corrida e acaba sendo vítima de assalto seguido de seqüestro em João Pessoa

taxiO taxista Alan Ramos, 39 anos, passou por maus momentos ao ser vítima de um assalto seguido de sequestro. O fato aconteceu no tarde desta terça-feira (25) em JoãoPessoa.

De acordo com a polícia, o taxista foi solicitado para pegar um casal no bairro de Manaíra e levá-los até a Praia de Jacumã, no Litoral Sul do Estado.

Sem desconfiar de nada, o taxista pegou a corrida, mas quando trafegava pela Via Litorânea, ele foi surpreendido pelo casal. A mulher sacou de uma faca e o homem, uma pistola e anunciaram o assalto.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Poucos minutos depois o casal obrigou o taxista a parar o veículo nas imediações do Centro de Convenções onde outro carro os esperava. Alan Ramos foi trancado na mala do veículo e os bandidos fugiram levando o som do automóvel e o rádio de comunicação.

O taxista conseguiu sair da mala do carro e pediu ajuda aos vigilantes do Centro de Convenções que ligaram a polícia. Uma viatura foi acionada e iniciou as investigações e buscas, mas até agora os bandidos não foram localizados.

Paulo Cosme / Jota Ferreira

 

Fla vence, rebaixa o Americano e pega o Vasco na semifinal da Taça Rio

Com jogadores poupados, sem suas estrelas principais (Ronaldinho Gaúcho e Vagner Love) e um futebol para o gasto, o Flamengo venceu por 3 a 1 o Americano, neste domingo, no Engenhão, garantiu a primeira colocação do Grupo A da Taça Rio, com 21 pontos, e rebaixou o adversário para a Segunda Divisão do estado pela primeira vez na história do clube de Campos, que terminou o Campeonato Carioca com apenas nove pontos na classificação geral. Agora, o time terá uma semana livre para trabalhar antes do clássico com o Vasco pela semifinal da competição, dia 22, reeditando o confronto da Taça Guanabara.

O Flamengo atuou com seis jogadores reservas e ainda assim dominou com facilidade o jogo. Galhardo, Marllon, Magal, Kleberson, Thomás e Diego Maurício ganharam uma oportunidade no time depois da eliminação traumática na Taça Libertadores, quinta-feira, quando venceu o Lanús por 3 a 0, mas acabou fora por causa da vitória do Emelec-EQU por 3 a 2 sobre o Olimpia-PAR, nos últimos minutos.

Sem atrações em campo, com a dor da eliminação da Libertadores e o time já classificado para a semifinal da Taça Rio, o sol de verão em pleno outono no Rio de Janeiro afastou ainda mais o público do estádio. Apenas 2.358 pessoas pagaram para ver o jogo, num total de 4.104 de público presente para uma renda de R$ 55.480,00.

Na tabela de classificação, o Flamengo só perderia o primeiro lugar em caso de tropeço contra o Americano e uma vitória do Botafogo sobre o Boavista, que foi disputado no mesmo horário, em São Januário. Em campo, com uma escalação bem ofensiva, o time partiu para o ataque, comandado por Kleberson, Deivid e Thomás. A busca pelo gol mostrou o interesse de quem recebeu poucas chances até o momento e procurou aproveitar da melhor maneira possível.

Não demorou para a pressão se transformar em gol. Depois de uma boa jogada de Thomás e chute no travessão de Kleberson, o Flamengo conseguiu marcar em cobrança de pênalti de Deivid, aos 11 minutos, sofrido por Diego Maurício. O Americano respondeu com uma cabeçada de Xandão, mas parou nas mãos de Felipe, que fez boa defesa.

Fãs femininas gritam por Thomás

A torcida, apesar de pequena, começou aparecer, principalmente quando Thomás pegava na bola. Os gritos femininos eram facilmente escutados em jogadas sem qualquer perigo. Com o incentivo, a revelação rubro-negra parecia um dos mais empolgados em campo, buscando a bola o tempo todo, tentando dribles, tabelas e finalizações.

Thomás, então, teve a chance de fazer a alegria da torcida feminina. Aos 43, Luiz Antonio puxou o contra-ataque e deixou o companheiro livre. Ele deu um belo drible no goleiro, mas chutou para fora, desperdiçando a oportunidade de marcar seu primeiro gol com a camisa do Flamengo e abrir vantagem no marcador. No fim do primeiro tempo, um torcedor aproveitou o pouco público no Engenhão para chamar atenção de Deivid. Mesmo no Setor Oeste Superior, ele se fez ouvir pelo atacante, que atendeu com um aceno.

No intervalo, chamou a atenção o placar no telão do Engenhão, que mantinha o empate em 0 a 0, apesar de o Flamengo ter marcado o seu gol aos 11 minutos do primeiro tempo. Com o reinício do jogo e a transmissão no telão, a situação voltou ao normal. Mas a cada informação passada pelo locutor, o erro voltava a aparecer.

O Flamengo parece ter sido contaminado por isso. O time entrou em campo disperso no segundo tempo, errando muitos passes e permitindo alguns bons ataques do Americano, que precisava virar o jogo para ainda sonhar com a fuga do rebaixamento. Nada que exigisse de Felipe uma grande defesa.

Na parada técnica, o placar estampado no telão antes das informações do jogo finalmente passou a mostrar o resultado correto. Em campo, os erros do Flamengo continuaram ganhando dos acertos e o castigo aconteceu aos 26 minutos, quando Diego empatou o jogo, aproveitando bom cruzamento de Alex.

Renato volta a jogar

O técnico Joel  Santana, então, resolveu mudar. Negueba entrou no lugar de Diego Maurício e viu uma cobrança de escanteio estranha bater na trave de Felipe. Mas, no contra-ataque do Flamengo, o atacante fez grande jogada pela ponta direita e cruzou para Thomás, que chutou para fora, aos 28 minutos. A substituição seguinte do Flamengo mereceu aplausos, aos 29. Trinta e cinco dias depois de passar por uma cirurgia cardíaca, Renato entrou no lugar de Bottinelli e teve seu nome gritado pelos torcedores.

Negueba estava mesmo decidido a mostrar seu futebol. Empolgado com o seu primeiro lance no jogo, ele voltou a fazer uma grande jogada pela ponta direita, deu vários dribles em um marcador e cruzou na cabeça de Kleberson, que colocou o Flamengo novamente na frente do placar, aos 32 minutos. Ainda houve tempo para Renato dar ótimo passe para Bottinelli, que perdeu mais uma chance.

Aos 42, o argentino se redimiu e deu passe para Deivid fazer o terceiro. Na ressaca da queda na Libertadores, pelo menos, a vitória no Engenhão e classificação do Bangu, eliminando o Fluminense das semifinais, foram suficientes para a festa dos torcedores que foram ao estádio.

Globoesporte.com