Arquivo da tag: pedreiro

Mulher suspeita de atropelar pedreiro em ciclofaixa na PB é indiciada por homicídio culposo

Após a confirmação da morte cerebral do ciclista, a mulher suspeita de atropelar o homem foi indiciada por homicídio culposo, de acordo com nota da Polícia Civil divulgada nesta sexta-feira (3), em João Pessoa. O caso aconteceu na quarta-feira (1º), no bairro de Quadramares. O G1 não conseguiu contato com a defesa da suspeita.

Segundo a delegada Cléa Lúcia Gomes, responsável pelo inquérito, uma equipe de investigadores foi até o local do acidente na tarde da quinta-feira (2) e fez um relatório sobre tudo o que foi coletado, além de solicitar as imagens do local e listar novas testemunhas.

Um vídeo divulgado na quinta-feira (2) pela TV Cabo Branco mostra o atropelamento. O vídeo foi gravado de um prédio em frente ao local onde aconteceu o acidente e também mostra uma mulher saindo do carro pelo lado do motorista.

Inicialmente, testemunhas do acidente relataram que era o homem quem estava dirigindo o carro, porém, em depoimento, o casal explicou que a mulher dirigia o veículo e homem estava no banco de trás do carro.

A mulher já havia sido indiciada por lesão corporal culposa mas, após a confirmação da morte cerebral da vítima, o caso passou a ser tratado como homicídio culposo. A família de Walmir Pedro de Brito irá doar os órgãos da vítima.

Foto: Walter Paparazzo/G1/Arquivo

G1

 

Advogado de casal acusado de atropelar e matar um pedreiro bate-boca com jornalista e diz que imprensa cria factoide

A polêmica em torno do acidente que resultou na morte do pedreiro Walmir Pedro de Brito, de 43 anos, continua, pois a defesa do casal acusado de causar o atropelamento, feita pelo advogado Genival Veloso, bateu-boca, com o radialista Emerson ‘Môfi’ durante seu programa radiofônico.

Segundo o advogado ele ainda está tomando conhecimento do caso.

“O que eu posso adiantar é que era ela, mesmo que vinha dirigindo e isso não há mais nenhuma dúvida e não adianta ficar especulando isso Mofi, por que isso é maldade”, disse Genival Veloso.

Em rebate o jornalista indaga de quem seria a maldade alegada. Para Genival Veloso, a maldade viria da imprensa. “O seu trabalho é nessa condição de fazer essa pressão toda”.

O repórter destacou, porém, que só estaria noticiando o fato, pois houve a morte de um pai de família. Veja o desenrolar da discussão no link:

pbagora

 

 

Pedreiro é morto a tiros após discussão em obra em Esperança

Um pedreiro de 45 anos foi morto com um tiro na cabeça na tarde desta quinta-feira (10), no município de Esperança. De acordo com a Polícia Militar (PM), o suspeito de cometer o crime é um colega de trabalho dele.

De acordo com informações da Polícia Militar, o crime teria acontecido depois de uma discussão. Eles estavam trabalhando em uma obra dentro de uma residência.

Ainda de acordo com PM, um servente também ficou ferido e foi encaminhado ao Hospital de Trauma de Campina Grande. O estado de saúde não foi divulgado.

A polícia informou também que o suspeito de 43 anos foi preso e foi encaminhado à Delegacia da cidade.

A arma, que teria sido usada no crime, também foi apreendida.

 

clickpb

 

 

Pedreiro morre depois de sofrer descarga elétrica em obra no Cariri da Paraíba

Um pedreiro de 21 anos morreu após sofrer uma descarga elétrica na cidade de São Sebastião do Umbuzeiro, no Cariri da Paraíba, a 319 km de João Pessoa, na tarde desta segunda-feira (5).

Segundo a Polícia Militar do município vizinho de Monteiro, que fica responsável pelas ocorrências da região, a vítima trabalhava em uma obra no Centro da cidade quando o acidente aconteceu. A polícia não apurou o que teria causado a ocorrência.

O pedreiro morreu ainda no local do fato. O corpo do jovem foi encaminhado para o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal de Campina Grande.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Pedreiro é preso suspeito de estuprar enteada de 11 anos; vítima o denunciou à polícia

POLICIAUm pedreiro de 30 anos foi preso nesta quinta-feira (2), em São José de Piranhas, no Sertão da Paraíba, a 503 km de João Pessoa, suspeito de estuprar a própria enteada, de 11 anos, que o denunciou, na companhia da mãe, à delegada Cristiana Roberta, na delegacia da Mulher do município vizinho de Cajazeiras.

Segundo o delegado Braz Morrone, do Grupo Tático Especial da Polícia Civil de Cajazeiras, a delegada da Mulher solicitou a prisão do suspeito e o GTE fez buscas e executou a detenção.

“O pedreiro foi localizado trabalhando em uma obra, negou tudo ao ser interrogado e se mostrou surpreso pelo motivo da prisão”, disse Braz, que revelou que as investigações indicaram que os abusos sexuais ocorriam há pelo menos três anos.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“A menina começou a apresentar comportamentos estranhos, agressivos, na escola e em casa. Ela foi levada para tratamento com psicólogo. Foi aí que ela se abriu e revelou os abusos”, afirmou o delegado. Conforme explicou, a mãe da garota, que já tem dois filhos com o suspeito, disse que não sabia de nada e já estranhava pedidos recorrentes da vítima para se mudar para Cajazeiras. O objetivo seria fugir do padrasto.

A criança foi submetida a exames que comprovaram os abusos sofridos. O suspeito detido foi encaminhado para a delegacia de Polícia Civil de Cajazeiras. Nesta sexta-feira (3), ele fará exame de corpo de delito e será conduzido para a cadeia de São José de Piranhas, onde aguardará o andamento do processo judicial.

 

 

 

portalcorreio

Pedreiro morre após sofrer choque elétrico durante trabalho na Paraíba

sireneUm homem de 42 anos morreu na terça-feira (5) após ser eletrocutado na cidade de Itaporanga, Sertão paraibano. De acordo com a Polícia Civil, ele era pedreiro e estava trabalhando em cima de uma casa no momento do acidente.

Conforme o delegado Cristiano Santana, a vítima trabalhava com um irmão no imóvel e usava uma régua metálica. A suspeita é de que o pedreiro tenha encostado o objeto em um cabo de alta tensão. O homem caiu de cima de residência e a régua foi encontrada ao lado do corpo.

A vítima foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada para o um hospital de Itaporanga, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Patos.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Segundo o delegado, um inquérito foi aberto sobre o caso. “A morte está sendo investigada e nós vamos ouvir o irmão da vítima, o proprietário da casa e, se precisar, a Energisa para saber se os cabos estão postos corretamente”, explicou Cristiano Santana.

 

Do G1 PB

Servente de pedreiro é preso acusado de estupro em Serraria

plantão policialO servente de pedreiro, Leandro Cosme da Silva, de 23 anos, foi preso nessa segunda-feira (27), após ser acusado de ter estuprado a ex-mulher. O fato aconteceu no município de Serraria e a mãe da vítima foi quem pediu socorro à polícia, que logo ao ser informada fez diligências e conseguiu capturar o acusado.

De acordo com a mãe da vítima, ao se deparar com a ex-mulher Leandro a teria agredido com socos e pontapés. Após as agressões físicas, ele teria ameaçado matar a vítima, caso ela se recusasse a ter relações sexuais com ele. Como sua ex-companheira teria se recusado, o servente de pedreiro teria arrastado a mulher para dentro de uma casa em reforma e a violentado.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Depois da violência sexual, Leandro ainda teria saído do local ameaçando a ex-mulher e os pais dela de morte. Porém, a viatura 5689, comandada pelo Cabo Barreto, foi ao local, constatou o fato e conseguiu prender Leandro, que foi conduzido para a delegacia para que as autoridades tomassem as medidas cabíveis.

Focando a Notícia

Pedreiro morre eletrocutado em construção no município de Borborema

Reprodução/ Instagram/ Emerson Machado
Reprodução/ Instagram/ Emerson Machado

Um pedreiro de 43 anos morreu após sofrer uma descarga elétrica enquanto trabalhava na construção de uma casa no Centro do município de Borborema, no Agreste da Paraíba, distante 130 quilômetros de João Pessoa. O acidente aconteceu no fim da tarde desta sexta (24).

De acordo com a Polícia Militar da cidade, o pedreiro estava fazendo o piso do primeiro andar da residência com a companhia de um servente, quando teria se distraído e tocado em um fio desencapado enquanto manuseava uma régua de construção.

Ainda de acordo com a polícia, no momento do choque, o ajudante do pedreiro foi à rua na tentativa de buscar socorro para o colega de trabalho. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ainda foi acionado, mas quando a equipe chegou ao local constatou o óbito.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

O trabalhador morto morava em Borborema. O corpo deve ser levado ao Instituto de Medicina Legal de Guarabira.

 

portalcorreio

Pedreiro é encontrado morto a pedradas e com rosto queimado por plástico no Litoral Sul

Reprodução/ Jorge Filho
Reprodução/ Jorge Filho

O pedreiro Marcos Lopes Barbosa, de 43 anos, foi encontrado morto no início da manhã desta quinta-feira (23), em uma estrada de barro do loteamento Caixa D’água, periferia da cidade de Alhandra, no Litoral Sul do estado. O corpo estava com marcas provocadas por pedras e o rosto queimado e coberto com um saco plástico.

Segundo o delegado Francisco Basílio, que esteve no local do crime, moradores ligaram para o 190, por volta das 5h30, e informaram sobre o corpo de um homem, que estava com sinais de violência.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“A Polícia Militar chegou no local e isolou a área. Foi comprovado o homicídio e os levantamentos feitos pela PM e PC constataram que a vítima não tinha ficha criminal. O homem era pedreiro e estava consumindo diariamente bebida alcoólica depois de separar da esposa. Nos últimos dias, Marcos Lopes estava morando na rua. O homem foi morto a pedradas e teve o rosto queimado”, confirmou o delegado.

A Polícia Civil descartou que a vítima tenha sofrido violência sexual. “O corpo estava despido. As roupas estavam próximas, mas a perícia descartou completamente que o homem tenha sido abusado sexualmente antes de morrer”, falou o delegado Francisco Basílio.

O corpo foi removido para a Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal (Gemol), no bairro do Cristo Redentor, na Capital, onde será periciado.

 

portalcorreio

Pedreiro é preso acusado de estuprar a neta em cemitério

cemitérioUm homem de 58 anos foi preso na manhã desta segunda-feira (20) pela Polícia Militar, suspeito de abusar sexualmente da sua neta de nove anos, no Cemitério São João Batista, em Votorantim. O pedreiro é avô materno da vítima e foi flagrado pela própria PM, quando acariciava a menina. O flagrante ocorreu após denúncia.

O suspeito foi apresentado na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Votorantim, onde a delegada titular da unidade, Maria Sílvia Joly, elaborou boletim de ocorrência por estupro de vulnerável. Ele tem várias passagens por furto e tráfico de drogas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Segundo apurado pela delegada da DDM, esta não foi a primeira vez que o avô abusou da neta. “É de cortar o coração. Ontem foi aniversário dela. Acabou de completar nove anos e passa por um trauma como esse. É muito triste”, comentou a delegada, que encaminhou a menina e seu irmão de sete anos ao Conselho Tutelar de Votorantim.

A mãe está viajando e a polícia não conseguiu localizá-la, informou Maria Sílvia. A criança e um irmão estavam com um tio, que não soube informar o paradeiro da mulher. O pai da menina mora em outra cidade.

O acusado foi encaminhado à penitenciária de Pilar do Sul. Se condenado pelo crime de estupro de vulnerável, a pena pode variar de 8 a 15 anos de prisão.

O jornal Cruzeiro do Sul não divulga o nome do acusado para preservar a identidade da vítima.

(Informações de Amilton Lourenço)