Arquivo da tag: pedradas

Homem é morto a pauladas, pedradas e facadas em via pública na PB

Um homem de 25 anos foi morto a facadas, pauladas e pedradas por volta da 1h desta quarta-feira (13), em Alagoa Grande, no Agreste paraibano. Conforme a Polícia Civil, antes de ser morto ele estaria bebendo com outras pessoas em uma rua no Conjunto Vera Cruz.

“A informação inicial que tinha chegado era de que ele tinha sido morto a pedradas, mas ele também foi esfaqueado e morto a pauladas. Ele tinha histórico criminal, a informação que temos até agora é de que hoje ele seria só usuário de drogas, mas já tem passagem por tráfico”, informou o delegado responsável pelo caso, Hugo Lucena.

A princípio, a suspeita da Polícia Civil, neste caso, é de que o crime foi praticado por mais de um autor, de forma ocasional e não premeditada. O caso continuará sendo investigado. Até o fechamento desta matéria nenhum suspeito havia sido preso.

 

portalindependente

 

 

Morador de rua é assassinado a pedradas e pauladas no Centro de João Pessoa

morador-de-ruaUm crime bárbaro foi registrado na manhã deste domingo (20), em João Pessoa. O corpo de um morador de rua foi encontrado nas proximidades da Casa da Pólvora, no Centro e a polícia suspeita que a vítima tenha sido executada a pedradas e pauladas.

Ao lado do corpo foram deixadas algumas pedras e pedaços de madeira que teriam sido utilizados para assassinar o homem, que até o momento não foi identificado.

O corpo foi removido para o Instituto de Polícia Científica (IPC) e por enquanto, nenhum suspeito de praticar o crime foi detido.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Homem é morto a pedradas na Grande JP; perna dele foi decepada e jogada para cão

casos de policiaDois homens foram encontrados mortos no início da manhã desta segunda-feira (31) em Santa Rita, na Grande João Pessoa. Em um dos crimes, a vítima teve parte da perna decepada e lançada para alimentar um cão na casa vizinha.

O primeiro caso foi registrado por volta das 5h, quando um homem foi assassinado a tiros numa praça no bairro Marcos Moura. Enquanto apuravam as circunstâncias do crime e realizavam perícia no local, policiais foram informados de que outra vítima havia sido morta no loteamento ‘Plano de Vida’, situado no mesmo bairro.

Ao chegar ao local, as equipes constataram que um morador de um sítio foi assassinado a pedradas. Segundo apuração da Rádio Correio 98 FM, a vítima ainda teve parte de uma das pernas decepadas pelos criminosos, que a jogaram para alimentar um cachorro que latia muito na casa vizinha.

A esposa do homem alega que ele não tinha antecedentes criminais e era viciado apenas em bebidas alcoólicas. Inicialmente, a polícia trata o caso como latrocínio, ou seja, roubo seguido de morte.

Até a publicação desta matéria, nenhum suspeito nos casos havia sido preso.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Homem tem crânio esmagado por pedradas em CG; outra vítima teve o corpo queimado

casos-de-policiaDois homens foram encontrados mortos na madrugada deste domingo (6) nos bairros São José e Pedregal, em Campina Grande. Em um dos crimes, a vítima foi morta a pedradas e teve o crânio esmagado. No outro assassinato, o homem foi morto a facadas e teve parte do corpo queimado.

Segundo o Centro Integrado de Operações Policiais da Polícia Militar em Campina Grande (Ciop), o corpo do homem morto a pedradas foi encontrado por volta das 0h55 deste domingo.

Segundo a polícia, familiares da vítima alegaram que ele não teria envolvimento com drogas e não possuía inimigos. A PM informou também que moradores da região não souberam informar quem teria cometido o crime. Até as 8h30, a polícia não tinha suspeitos para o crime.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

No bairro São José, por volta das 5h, o corpo de um homem foi encontrado pela população, que acionou a polícia. Segundo a PM, a vítima tinha diversas perfurações e parte do corpo estava queimado. Após o crime, o assassino fugiu.

Até as 8h30 ninguém havia sido preso pelo assassinato.

 

 

portalcorreio

Mulher é sequestrada em JP, levada a matagal e agredida com pedradas e tijoladas

plantão policialUma mulher de 54 anos foi sequestrada por um homem que ainda não havia sido identificado, no bairro Gramame, Zona Sul de João Pessoa, às 9h desta segunda-feira (6). O caso aconteceu na frente da casa dela. A vítima foi arrastada para um matagal próximo, onde foi agredida, segundo a Polícia Militar, com pedradas e tijoladas, que a deixaram inconsciente. Ela só foi localizada cerca de 12 horas depois, por familiares, no mesmo local, com diversas escoriações pelo corpo, principalmente na face.

Os parentes encontraram a mulher a partir de imagens capturadas em um circuito de câmeras de uma residência vizinha. Nas imagens é possível ver um homem atacando a vítima e a conduzindo ao matagal. Ele permanecia foragido e a polícia investigava o caso. Também seria apurado se ela também sofreu estupro.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

A mulher foi socorrida por uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena. Os profissionais do Samu informaram que ela não corria risco de morte. A unidade hospitalar ainda não havia divulgado boletim oficial com o quadro clínico dela.

 

portalcorreio

Senadores brasileiros são recebidos a pedradas na Venezuela

senadoresO senador Ronaldo Caiado (DEM) afirmou, na tarde desta quinta-feira (18/6), por telefone, que a comitiva de senadores que viajou à Venezuela está sitiada a um quilômetro do aeroporto de Caracas. “Manifestantes pró-governo venezuelano estão obstruindo toda a pista. É realmente de uma petulância e prepotência. Pior que qualquer ditadura da África”, contou. Segundo ele, foram arremessadas pedras no ônibus em que os senadores estão. 

A comitiva dos senadores está na Venezuela para prestar solidariedade aos políticos de oposição presos pelo governo do presidente Nicolás Maduro. Caiado contou que o embaixador do Brasil naquele país, Ruy Pereira, recebeu os senadores no aeroporto, mas foi embora.

O senador Aécio Neves também relatou o episódio. “Estamos em Caracas, sitiados em uma via pública. Nossa van foi atacada por manifestantes”, afirmou em seu perfil no twitter. “Estamos aqui para defender a democracia e até agora o governo venezuelano tem demonstrado pouco apreço por ela”, completou.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“Não conseguimos sair do aeroporto. Sitiaram nosso ônibus, bateram, tentaram quebrá-lo. Estou tentando falar com o presidente Renan”, disse Caiado, referindo-se ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Além de Ronaldo Caiado (DEM), participam da comitiva os senadores Aécio Neves (PSDB), José Agripino (DEM) e Aloísio Nunes Ferreira (PSDB).

Segundo o senador Aloísio Nunes Ferreira cerca de 200 pessoas atacaram o ônibus. “Jogaram pedras, deram pontapés no ônibus”, contou. Ele afirmou que apesar das agressões, ninguém está ferido e a polícia está garantindo a segurança dos parlamentares. Ainda segundo Nunes, o embaixador do Brasil já está ciente do episódio e entrou em contato com o governo venezuelano para garantir a integridade deles.

“Nunca na nossa história uma missão oficial havia sido tratada dessa maneira. É revoltante”, disse María Corina Machado, dirigente da oposição venezuelana em entrevista a imprensa local, sobre o episódio envolvendo os parlamentares brasileiros.

 

correiobraziliense

Homem é preso por agredir idoso a pedradas na cidade de Remígio

Divulgação/ Secom PB
Divulgação/ Secom PB

Um homem de 37 anos foi preso após agredir um idoso de 66 a pedradas, em Remígio (Agreste do estado, a 157 km de João Pessoa). De acordo com a Polícia Militar, o crime aconteceu por volta das 12h desse domingo (22), quando o suspeito avistou a vítima saindo de um bar. Testemunhas acionaram a polícia, que prendeu o homem em flagrante.

Em depoimento ao delegado de Esperança, para onde foi levado, o suspeito disse que agrediu o idoso por vingança. De acordo com ele, há uma rixa entre os dois e o idoso havia lhe dado um soco no rosto recentemente. O suspeito foi levado para a Cadeia Pública de Remígio.

Já o idoso foi socorrido para o Hospital de Trauma de Campina Grande, onde permanece internado. O estado de saúde dele não foi divulgado pelo hospital.

 

portalcorreio

Pedreiro é encontrado morto a pedradas e com rosto queimado por plástico no Litoral Sul

Reprodução/ Jorge Filho
Reprodução/ Jorge Filho

O pedreiro Marcos Lopes Barbosa, de 43 anos, foi encontrado morto no início da manhã desta quinta-feira (23), em uma estrada de barro do loteamento Caixa D’água, periferia da cidade de Alhandra, no Litoral Sul do estado. O corpo estava com marcas provocadas por pedras e o rosto queimado e coberto com um saco plástico.

Segundo o delegado Francisco Basílio, que esteve no local do crime, moradores ligaram para o 190, por volta das 5h30, e informaram sobre o corpo de um homem, que estava com sinais de violência.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“A Polícia Militar chegou no local e isolou a área. Foi comprovado o homicídio e os levantamentos feitos pela PM e PC constataram que a vítima não tinha ficha criminal. O homem era pedreiro e estava consumindo diariamente bebida alcoólica depois de separar da esposa. Nos últimos dias, Marcos Lopes estava morando na rua. O homem foi morto a pedradas e teve o rosto queimado”, confirmou o delegado.

A Polícia Civil descartou que a vítima tenha sofrido violência sexual. “O corpo estava despido. As roupas estavam próximas, mas a perícia descartou completamente que o homem tenha sido abusado sexualmente antes de morrer”, falou o delegado Francisco Basílio.

O corpo foi removido para a Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal (Gemol), no bairro do Cristo Redentor, na Capital, onde será periciado.

 

portalcorreio

Adolescente mata garoto de 12 anos a pedradas e pauladas no Agreste da Paraíba

Local onde ocorreu o homicídio
Local onde ocorreu o homicídio

Um garoto de 12 anos foi assassinado a pedradas e pauladas na tarde desta quinta-feira (22), na zona rural da cidade de Soledade, no Agreste do estado a 186 km de João Pessoa. O suspeito do crime é um adolescente de 16 anos, que foi detido pela Polícia Militar após quase ser linchado pela população.

Segundo a Polícia Militar local, o menor teria saído de casa para encontrar com a irmã quando foi abordado pelo adolescente em uma estrada de barro que dá acesso a um assentamento. O suspeito do crime jogou várias pedras contra o garoto e o espancou com um pedaço de madeira.

Perto do corpo foram encontradas pedras grandes sujas de sangue. De acordo com o major Sérgio Fonseca, comandante do 10º Batalhão de Polícia Militar, após o crime, a população enfurecida tentou linchar o adolescente.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Chegamos rápido e evitamos que ele fosse linchado pela população. O adolescente foi levado para a Delegacia de Polícia Civil de Soledade, mas devido o clima de tensão e a aglomeração que se formou no local, o suspeito do crime foi transferido para Campina Grande”, comentou o major.

Durante depoimento, o adolescente confessou o crime e disse que não tinha nenhuma rixa contra a vítima. “Ele disse que deu um branco na hora e matou o menino. O menor falou que não tinha nenhuma divergência com a vítima. Mas, que não se lembra de nada”, disse o major.

O corpo do garoto foi levado para o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal de Campina Grande.

 

Por Hyldo Pereira

Adolescentes matam amiga a pedradas e quase são linchadas em Foz do Iguaçu

Taís Cristina Martins, 13, morta a pedradas por duas amigas em Foz de Iguaçu (PR)
Taís Cristina Martins, 13, morta a pedradas por duas amigas em Foz de Iguaçu (PR)

Duas adolescentes, de 15 e 19 anos, foram presas nesta quarta-feira (7) acusadas de assassinar Taís Cristina Martins, 13, no final da tarde de segunda-feira (5) em Foz do Iguaçu, no Paraná.

Segundo a polícia, a vítima foi levada para uma área de matagal pelas duas garotas e morta a pedradas. O motivo do crime seriam ciúmes, pois havia a suspeita de que Taís estava se relacionando com o namorado da jovem de 15 anos.

Os moradores do bairro Cidade Nova, local do crime e de residência dos envolvimentos, imediatamente suspeitou da participação das menores no crime e, assim que a notícia se espalhou, moradores revoltados começaram a procurar pelas meninas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Antes de serem presas, as suspeitas quase foram linchadas pela população.  A situação só foi contida após a chegada de reforço policial, que escoltou as suspeitas até a delegacia.

O corpo foi descoberto no final da tarde de terça (6) em uma área da Subestação de Furnas por dois funcionários da companhia de energia. Abandonado na margem de um córrego, tinha sinais de trauma no crânio.

A polícia apurou que Taís foi levada pelas duas jovens ao local após sair da escola. A mais velha teria segurado a vítima, enquanto a garota de 15 anos, namorada do rapaz em disputa, atacou a menina a pedradas.

Em entrevista à Rádio Cultura de Foz, a mãe da vítima disse que as suspeitas eram amigas da filha. “Uma falsa amiga que levou ela (sic) para a emboscada”, disse.

A jovem de 19 anos foi presa e a adolescente, encaminhada ao Centro de Socioeducação. A polícia ainda investiga se houve a participação do rapaz no crime. Em depoimento, ele negou qualquer envolvimento no caso.

 

Osny Tavares