Arquivo da tag: parede

Grupo usa caminhão para derrubar parede e roubar cofre de posto de combustível, na PB

Cerca de quatro homens roubaram o cofre de um posto de combustível, na madrugada desta sexta-feira (13), no Distrito Industrial, na BR-101, em João Pessoa. De acordo com a Polícia Militar, os suspeitos usaram um caminhão para derrubar o local onde estava o cofre.

Conforme as informações da polícia, o grupo fez um caminhoneiro de refém, que estava descansando no posto, e obrigaram o motorista e dar marcha ré no veículo e derrubar a estrutura do cofre. Em seguida, fugiram no mesmo carro que chegaram. Pouco mais a frente, abandonaram o veículo e teriam roubado outro carro e dado continuidade à fuga.

O caminhoneiro relatou que foi ameaçado de morte caso não seguisse as ordens dos suspeitos. Ele não viu quantos homens participaram e contou que essa era a primeira viagem interestadual dele.

A polícia não soube informar a quantia que foi roubada, mas disse que, durante a ocorrência, foi informado à polícia que o cofre estava cheio no momento do roubo e que a capacidade dele era de R$ 80 mil. Até as 6h15, nenhum dos suspeitos havia sido localizado.

G1

 

Sete presos fogem de Cadeia de Picuí após arrombar parede de cela

A polícia realiza diligências na região em busca dos fugitivos (Foto: Walla Santos)
A polícia realiza diligências na região em busca dos fugitivos (Foto: Walla Santos)

Pelo menos sete presidiários fugiram da Cadeia Pública de Picuí durante a madrugada desta sexta-feira (07). No entanto, a falta dos detentos só foi percebida no banho de sol.

De acordo com as primeiras informações, os presos teriam arrombado uma das paredes da cadeia e conseguido fugir por um buraco.

A polícia realiza diligências na região em busca dos fugitivos.

Uma relação com o nome dos fugitivos e os crimes que eles respondem foi divulgada. Confira:

1. Fábio Junior dos Santos

De Esperança

2. Janicley Bezerra de Souza Lima

Responde por tráfico (não perigoso, segundo os agentes)

3. José Ricardo

Responde por estupro (segundo os agentes, é extremamente perigoso, e não se sabe nem se esse é seu nome real, pois não tem documentos)

4. Erison Nailson dos Santos

Responde pelo crime de assalto (perigoso)

5. Sebastião Apolinário de Souza

Responde por vários crimes. Extremamente perigoso. Sentenciado com 52 anos de prisão. Conhecido como “tatu do Serrotão”

6. José Vitório Cavalcante

Responde por assalto (não perigoso) / (quebra de albergue)

7. Janiel de Oliveira Santos

Responde por homicídio. Perigoso.

ClickPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Polícia diz que pai jogou bebê na parede irritado com choro

Foto: Cléber Júnior / Extra
Foto: Cléber Júnior / Extra

Os pais de um bebê de 3 meses foram presos em flagrante pela morte da criança, nesta quarta-feira, em Xerém, Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. O crime aconteceu na noite da última terça-feira.

Segundo a polícia, Leandro Júnior da Trindade Marques, de 20 anos, estava com o pequeno Gabriel Henrique da Trindade dos Santos na sala, enquanto a mãe do menino dava banho em outra criança. O choro do bebê teria irritado Leandro, que jogou o próprio filho contra a parede.

A criança continuou chorando, mas o casal decidiu não socorrê-la. Horas depois, na manhã desta quarta-feira, o bebê estava morto.

O choro do bebê teria irritado Leandro que jogou o próprio filho contra a parede
O choro do bebê teria irritado Leandro que jogou o próprio filho contra a parede Foto: Cléber Júnior / Extra

O casal acionou a PM, alegando Gabriel havia amanhecido morto. Inicialmente, o caso foi registrado na 61ª DP (Xerém). Mas, devido às contradições do casal, a Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) foi acionada:

— Ele dizia que a criança caiu da cama, depois que foi jogada para o alto e caiu. O perito constatou que criança estava com uma fratura na cabeça e hematomas nas costas e nas nádegas. Eles só confessaram aqui, mas não demonstraram arrependimento em momento algum — afirmou o delegado Willians Batista.

Na delegacia, o casal, que estava junto há aproximadamente um ano, afirmou também que Leandro já havia batido no bebê outras vezes. A mãe vai responder por homicídio. Já Leandro, por homicídio triplamente qualificado, por motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa da vítima.

Os três estavam passando uns dias na casa da mãe de Leandro, mas moravam em Magé. O pedreiro Wilson José dos Santos, de 52 anos, avô paterno da criança, morava com eles e disse que nunca viu nenhuma atitude de agressão por parte do casal:

— Eles foram passar uns dias em Xerém e voltariam na segunda, mas estavam sem dinheiro de passagem. Depois, soube do que aconteceu. Fiquei desesperado. Não sei como isso foi acontecer. Eu sempre vi ele tratando bem o filho.

O corpo do bebê está no IML de Duque de Caxias. Sirlene de Aguiar Bittencourt, tia da criança, disse que a família não tem condições financeiras de realizar o sepultamento:

— Não sabemos como vai ser. Está em torno de R$ 1,5 mil. A gente não tem esse dinheiro.

Extra

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Em Guarabira: Após apresentar falha mecânica, ônibus derruba parede de residência e por pouco não atinge moradora

casaUm ônibos escolar atingiu uma residência no município de Guarabira após, segundo o motorista, apresentar falhas mecâncias e, no momento do devido problema, o veículo teria ficado impossibilitado de qualquer tipo de controle segundo o depoimento dado pelo condutor do veículo.

“Desci do ônibus para fazer observações rotineiras e, ao descer do veículo após ter acionado o freio de mão, ele teria saído desgovernado e, sem a mínima possibilidade de evitar o insidente, ele atigiu a casa. Felizmente foram apenas danos materiais e ninguém ficou ferido.” – relatou o condutor do ônibos.

No momento do incidente uma mulher estava no interior da residência, mas não foi atingida. Devido o nervosismo, a mulher foi socorrida para o Hospital Regional de Guarabira por causa de uma tensão emocional apenas pelo susto, mas não sofreu nenhum ferimento.

portalindependente

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Mensalão do PSDB coloca Joaquim Barbosa contra a parede

Joaquim Barbosa (Foto Nelson Jr./SCO/STF)
Joaquim Barbosa (Foto Nelson Jr./SCO/STF)

A batata quente da ação penal 536, o chamado “mensalão do PSDB”, está assando nas mãos do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, mas ele ainda não sabe o que fazer com ela. Na última quarta (12), o ministro relator da ação, Luís Roberto Barroso, afirmou à imprensa que concluiu seu parecer e gostaria de discuti-lo com a corte o mais rápido possível. O presidente do STF, entretanto, não a incluiu na pauta desta semana. Ele já deve prever que, qualquer que seja a decisão do tribunal, ele sairá perdendo.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O caso se refere às denúncias de um suposto esquema de corrupção armado em Minas Gerais para beneficiar a reeleição do então governador, Eduardo Azeredo (PSDB), em 1998. Apresenta inúmeras similaridades com o chamado “mensalão do PT”, já julgado pela corte, embora tenha ocorrido só cinco anos depois, em 2003. Envolve, inclusive, alguns personagens em comum, como os publicitários Marcos Valério, Ramon Hollerbach e Cristiano Paz, apontados como os operadores do esquema tucano, e já condenados pela participação no petista.

O impasse ocorre porque, apesar das similaridades evidentes entre os casos, o STF agiu com dois pesos e duas medidas. Os réus do “mensalão do PT” foram todos eles julgados pelo STF, inclusive os que não tinham o chamado foro privilegiado e, por isso, deveriam ter tido direito ao duplo grau de jurisdição, em instâncias diferenciadas. Já o processo do mensalão do PSDB foi desmembrado: as denúncias contra réus sem mandato eletivo foram remetidas para a justiça mineira. No STF, só sobrou o processo contra o único político ainda em exercício de mandato: o próprio ex-governador que, até fevereiro deste ano, atuava como deputado federal pelo PSDB.

Em fevereiro, porém, para escapar dos holofotes de um julgamento no STF, ele acabou renunciando e, portanto, perdeu a prerrogativa do foro privilegiado.  Na época, o relator da ação condenou a manobra. “O STF tem reagido um pouco quando considera que tem havido algum tipo de manipulação da jurisdição. Não estou fazendo nenhum tipo de juízo de valor, mas é um dois elementos a serem considerados”, disse Barroso aos jornalistas.

Foi o que ocorreu, por exemplo, no caso do ex-deputado Natan Donadom, eleito pelo PMDB de Rondônia, que, em 2010, um dia antes de ir a julgamento pelo STF, decidiu renunciar ao mandato para que o processo fosse reencaminhado à 1ª instância. A corte, porém, decidiu mantê-lo e o condenou à prisão. Em 2007, porém, ocorreu o contrário. O então deputado Ronaldo Cunha Lima, do PMDB da Paraíba, renunciou ao cargo cinco dias antes do julgamento e seu processo foi transferido para o tribunal inicial. Ele acabou morrendo, em 2012, sem acertar suas contas com a justiça.

Nos dois casos, Barbosa votou pela competência do STF para julgar os ex-deputados. Perdeu e ganhou, mas manteve a coerência. Agora, a situação é outra. Desgastado com a esquerda por conta das arbitrariedades cometidas durante o julgamento da ação penal 470, o ministro precisa manter o apoio que conseguiu da direita e da imprensa que a serve se quiser, de fato, se dedicar à carreira política. E isso, claro, inclui arrumar uma desculpa jurídica plausível para beneficiar Azeredo, como a corte já o fez ao desmembrar o processo do ‘mensalão do PSDB’ e retardá-lo ao máximo.

Entretanto, a estratégia pode significar também um certo desgaste com a opinião pública. Ficará impossível disfarçar o tratamento diferenciado dispensado a petistas e tucanos. Será como uma confissão final de que este novo STF rigoroso e impassível com a corrupção de que ele é garoto-propaganda não existe para todos, mas apenas para réus provenientes do campo popular. E este também não é o perfil desejável para um pretenso candidato que tem como principal bandeira a moralidade política.

 

Najla Passos

 

Presos arrombam parede e tentam fugir da cadeia de Cuité

cadeiaOs agentes penitenciários da Cadeia Pública de Cuité, Curimataú paraibano, frustraram uma fuga em massa na manhã desta sexta-feira (20). O buraco que foi encontrado por volta das 6 horas da manhã daria fuga a 16 presos da cela 4.

Segundo o chefe de disciplina da unidade prisional, Jurandir Nascimento, os agentes desconfiaram da movimentação dos presos e ao realizar os procedimentos de rotina se depararam com um saco cheio de areia, o que levantou a suspeita e levou os profissionais ao buraco que estava prestes a ser concluído.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
Ainda de acordo com Jurandir, o buraco começou a ser cavado na noite desta quinta-feira (19). “Os detentos aproveitaram o barulho da chuva e começaram a cavar”, declarou.

Com a chegada da Polícia Militar os três responsáveis pela escavação foram identificados. Trata-se de Madson Roberto – do estado do Rio Grande do Norte, cumpre pena por assalto; Paulo Josino dos Santos – do estado de Alagoas, cumpre pena por homicídio; e Dimitre Paulino dos Santos – o qual não teve o estado nem a pena identificada. Os presos já se encontram no isolado.

Blog do Flávio Fernandes 

Em Sapé, detentos tentam fugir de presídio cavando buraco em parede de cela

Direção do presídio
Direção do presídio

Seis detentos do Presídio Regional de Sapé, Zona da Mata paraibana, tentaram fugir através de um buraco feito na parede da cela do isolado, nesta quinta-feira (20). Todos os apenados já foram transferidos para os presídios Silvio Porto e Geraldo Beltrão, ambos em João Pessoa.

Silva Neto, diretor da unidade prisional, informou ao Portal Correio que agentes penitenciários estavam realizando uma inspeção de rotina no presídio quando ao vistoriarem a cela do isolado perceberam um buraco que estava sendo feito na parede.

“Os agentes me informaram de imediato e comunicamos o caso ao secretário Walber Virgulino. Os presos são de alta periculosidade e estavam no isolado por terem descumprindo ordens”, disse Silva Neto.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Os presidiários foram encaminhados para a delegacia da cidade e, em seguida, transferidos para presídios da Capital paraibana. Os detentos foram identificados como  Thiago Pedro dos Santos Silva, vulgo “cicatriz”; Guilherme Cavalcante de Melo, vulgo “veneninho”, Severino dos Ramos Nascimento da Silva vulgo “bebinha”, Anderson Luiz da Silva, vulgo “andinho”,  Edvaldo Nascimento da Silva, vulgo “leão” e Emanuel José Bezerra da Rocha “vulgo “chinês”. Conforme a direção do presídio, os envolvidos pertencem a facção criminosa “Al Qaeda”.

 

 

Hyldo Pereira

Polícia descobre buraco na parede de cela no presídio de Guarabira

Policiais que estavam nas guaritas do Presídio Regional de Guarabira conseguiram evitar fuga em massa quando perceberam movimentação suspeita dos detentos.

Por volta das 15h30 desta segunda-feira, os agentes penitenciários que estavam de plantão foram avisados e quando realizaram uma vistoria encontraram buraco em uma das celas que seria usado para a fuga de detentos.

Além do buraco na parede da cela também foram encontrados vários espetos de fabricação artesanal.

Os objetos apreendidos foram encaminhados a delegacia de polícia de Guarabira e o fato comunicado a direção do Presídio Regional de Guarabira.

Cardoso Filho
WSCOM Online

ACIDENTE FATAL: Jovem perde o controle da moto e colide em parede de residência em Mari/PB

Um acidente com vítima fatal foi registrado no início da  noite dessa sexta-feira (02), na cidade de Mari entre as ruas Lídio Galvão e Padre Geraldo Pinto, mas precisamente depois do Colégio José Paulo de França, sentido cemitério.

Segundo informações, Jefferson Barbosa de Sales, 17 anos, residente na Rua da Empresa, em Mari, andava em sua moto quando, ao tentar fazer a curva de uma rua a outra, perdeu o controle do veículo, subiu em uma calçada alta e chocou-se contra a parede de uma residência.

Jeferson após o acidente

Jefferson sofreu várias escoriações e traumatismo craniano, conforme a equipe que o socorreu. Ele foi encaminhado para a Policlínica Municipal mas não resistiu aos ferimentos e morreu antes de ser encaminhado para a capital.

ExpressoPB
Com Informações e Fotos: Nordeste1