Arquivo da tag: Paraíba

Paraíba implanta placas no padrão Mercosul a partir desta segunda-feira

A partir desta segunda-feira (11), a Paraíba inicia a implantação das placas no padrão Mercosul. O superintendente Agamenon Vieira esclarece, no entanto, que a substituição do antigo modelo não precisa ser imediata. Ela só será obrigatória para os casos de primeiro emplacamento; de substituição de qualquer das placas em decorrência de mudança de categoria do veículo ou furto, extravio, roubo ou dano; de mudança de município ou de unidade federativa; de expedição de segunda via do documento do veículo, e quando houver necessidade de instalação da segunda placa traseira.

A nova placa vem com fundo branco e uma faixa azul na parte superior, com o nome Brasil ao centro e a bandeira do país à direita. A identificação do Mercosul aparece na ponta esquerda da mesma faixa. Logo abaixo, na área de fundo branco, a sequência de identificação aparece com um novo padrão: sai o esquema com três letras e quatro números e entra um formato com quatro letras e três algarismos, sendo que o último caractere será um número, para não prejudicar programas de rodízio municipal.

Quanto às cores das molduras e caracteres, elas mudam conforme o tipo de veículo. Para os particulares serão pretos. Já aqueles destinados a fins comerciais — como táxis e ônibus — terão moldura e caracteres em vermelho. Veículos diplomáticos seguirão a cor laranja; carros oficiais receberão a cor azul; veículos especiais, a verde, e os carros de colecionadores terão cor prata.

Secom-PB

 

 

Justiça do Trabalho anula multa aplicada à Igreja Católica da Paraíba por exploração sexual

A Justiça do Trabalho anulou, nesta quinta-feira (7), a multa de R$ 12 milhões aplicada contra a Arquidiocese da Paraíba através de uma ação civil pública, que acusa a instituição religiosa de exploração sexual. De acordo com a decisão, não há provas suficientes no processo. O julgamento do recurso aconteceu no Tribunal Regional do Trabalho, em João Pessoa. A procuradoria afirmou que vai recorrer da decisão.

A multa foi aplicada em janeiro de 2019, mas o caso vem sendo investigado desde 2014. Conforme a acusação, um grupo de sacerdotes pagava por sexo a flanelinhas, coroinhas e seminaristas.

A denúncia feita pelo procurador do Ministério Público do Trabalho, Eduardo Varandas, também afirma que o pagamento aos jovens explorados era feito com dinheiro e até mesmo com comida. Os padres envolvidos negam a acusação. Eles foram afastados da função.

Conforme explicou Varandas no mês de janeiro, a indenização de R$ 12 milhões – R$ 1 milhão para cada ano de dom Aldo Pagotto à frente da Arquidiocese – seria revertida “para o fundo da infância, da adolescência e instituições congêneres que trabalham com crianças sexualmente exploradas e atuam na recuperação psicóloga e na reinserção social”.

O julgamento começou à tarde e terminou pouco antes das 20h. Mais informações sobre o processo não foi divulgado, pois o caso corre em segredo de justiça.

G1

 

Paraíba tem 421,5 mil pessoas empregadas sem carteira assinada

Do 1,5 milhão de paraibanos empregados no estado, 28,1% estão trabalhando sem carteira de trabalho assinada. Os dados são da Síntese de Indicadores Sociais (SIS), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nessa quarta-feira (6).

O documento é resultado da análise das condições de vida da população brasileira em 2018, tendo em vista aspectos como mercado de trabalho e estrutura econômica; distribuição de renda e padrão de vida; e educação. O estudo é baseado, principalmente, em dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC), de 2012 a 2018.

Conforme o estudo,a taxa de trabalhadores empregados sem carteira assinada é a quarta maior proporção do país, atrás apenas do Tocantins, com 31,7%; do Ceará, com 29,5% e da Bahia, com 28,2%.

Além disso, aproximadamente 23,1% do total estão empregados com carteira assinada; 10,4% são militares ou funcionários públicos estatutários; 29,7% trabalham por conta própria e 3,1% são empregadores. Já a taxa de desocupação no estado é de 10,3%, a segunda menor do Nordeste.

Com relação às pessoas de 14 anos de idade ou mais, a taxa de desocupação no estado está abaixo da média da região Nordeste (de 14,5%) e da nacional (de 12%). Apesar disso, esse é o maior indicador registrado desde 2012, exceto em relação ao ano de 2016, quando a taxa foi de 10,9%.

Sem estudo e sem trabalho

A pesquisa também mostrou que cerca de 26% dos paraibanos de 15 a 29 anos de idade não estudam e não trabalham, o menor percentual entre os estados do Nordeste, sendo que essa proporção representa cerca de 246 mil pessoas. Ainda na faixa etária de 15 a 29 anos, 32,7% só estudam; 30% só estão ocupados; e 11,2% estudam e estão ocupados.

Dos que não estudam e não trabalham, 74,6% estão fora da força de trabalho, ou seja, não procuraram uma ocupação ou não estavam disponíveis para assumir um emprego no período pesquisado. Foi registrada uma alta nessa taxa em relação ao ano de 2017, quando o percentual foi de 71,7%.

Ainda em relação à idade, o levantamento verificou que cerca de 40% das pessoas de 14 anos ou mais, que estavam ocupadas na semana pesquisada, começaram a trabalhar cedo, até os 14 anos de idade.

 

portalcorreio

 

 

Operação que resultou em morte de policial da Paraíba foi autorizada pelo 8º Batalhão da PM do RN

A operação de busca a um foragido no município de Tacima, na Paraíba, que acabou com a morte de um policial militar paraibano foi autorizada pelo comando do 8º Batalhão da Polícia Militar do Rio Grande do Norte. O documento consta no inquérito policial que investiga a ação. Os três policiais militares do RN envolvidos na ação estão afastados de suas funções.

Apesar da autorização do 8º Batalhão, o comando geral da Polícia Militar não foi informado sobre a operação. Um dia após a ação, no dia 30 de outubro, o comandante-geral da PM do Rio Grande do Norte, coronel Alarico Azevedo reforçou que toda operação que envolva estados vizinhos precisa ser comunicada ao comando-geral.

“Todo deslocamento de um estado para o outro, de uma polícia militar para outra, é feito o contato entre os comandantes gerais, como já fizemos anteriormente em várias outras ocorrências tanto com a Polícia Militar da Paraíba, como do Ceará. Eu não tive conhecimento, por isso não mantive contato com o coronel Euller Chaves (comandante geral da PB) informando dessa operação, pedindo autorização e um trabalho conjunto”, disse à época.

O G1 voltou a procurar a corporação nesta quinta-feira (7) para saber se houve falha do Batalhão, porém a assessoria de imprensa informou que o comando não iria comentar, por ser um assunto apurado pelo inquérito militar instaurado. Já a Polícia Militar da Paraíba reforçou que não foi comunicada da operação da PM potiguar.

A ordem de serviço, à qual o G1 teve acesso, determinava que os policiais da inteligência deveriam cumprir decisão judicial e ir até o distrito de Cachoeirinha, em Tacima, na tarde do dia 29 de outubro, para checar uma informação sobre a localização do foragido. Além disso, eles deveriam executar a prisão do indivíduo, caso as informações se confirmassem.

O documento ainda informava que os policiais deveriam estar descaracterizados (sem farda) e que o chefe da seção deveria manter contato com o policiamento local, para avisar sobre a ação.

Defesa
A defesa dos três policiais militares do Rio Grande do Norte envolvidos na morte do PM da Paraíba alega que eles comunicaram à polícia do município paraibano sobre a operação. Porém, o advogado da família do cabo Edmo Tavares, de 36 anos, afirma que a comunicação foi informal, feita a um cabo.

O caso aconteceu no dia 29 de outubro deste ano. Durante a ação, o policial Edmo Tavares, de 36 anos, que estava de folga, teria confundido os policiais com bandidos. Houve um tiroteio entre ele e os policiais potiguares. Atingido, o militar paraibano acabou morrendo.

Após o caso, os militares foram afastados das funções e respondem a um inquérito civil aberto pela Polícia Civil da Paraíba, além de um inquérito militar aberto pela PM do Rio Grande do Norte.

De acordo com a advogada Kátia Nunes, os militares potiguares atenderam a todos os requisitos da ordem de serviço assinada pelo comandante do 8º Batalhão do Rio Grande do Norte, em Nova Cruz.

“O comandante expediu uma ordem de serviço determinando que a inteligência fizesse o levantamento. E a inteligência chegou lá na cidade de Tacima, procurou o policiamento local e houve a informação de onde essa pessoa poderia se encontrar. Então, a viatura permaneceu no local e a inteligência foi fazer o levantamento só que se depararam com o foragido e outro, determinaram que eles fossem ao solo, adotaram as providências de segurança de área, fizeram a revista e nesse momento a pessoa de Edmo efetuou o disparo. Foi ai que a Polícia Militar do estado do Rio Grande do Norte revidou”, afirmou.

“Em verdade, o que eu posso dizer é que houve uma precipitação por parte de Edmo. Ele sabia que não pode abordar e muito menos efetuar disparo quando se encontra em uma situação de desvantagem numérica. E ele não fez essa observação. Ele sequer se identificou. Tudo está totalmente documentado. Os policiais cumpriram integralmente a determinação do seu comandante, que obedecia à determinação da Justiça.”, acrescentou a advogada.

Questionada sobre o relato de testemunhas que dizem que o policial paraibano teria se identificado, antes de sofrer os tiros, ela afirmou que outras pessoas dizem o contrário. O G1 procurou o comandante do 8º Batalhão, Coronel Genilton Tavares, mas ele preferiu não comentar o caso.

Advogado da família fala em execução Porém, o advogado Flávio Roberto, que representa a família do policial paraibano, considera que a comunicação foi irregular e informal. “Pelo que se tem de dados hoje, foi uma comunicação de maneira informal, feita a um cabo que sequer era a autoridade responsável pelo local onde, em tese, iria se cumprir o mandado. Então esse cumprimento, essa forma, esse modus operandi foi totalmente irregular.

A comunicação deveria ter sido feita, no mínimo, formalmente, à autoridade local, ao comandante do batalhão ou a um oficial local, o que não foi feito de nenhuma forma”, declarou.

“Tenho que trabalhar com os fatos que estão postos. Pelo que temos hoje, pelos áudios que foram expostos, pelas testemunhas que foram ouvidas, pelo modus operandi da Polícia Militar do Rio Grande do Norte nesse caso específico, é que o cabo Edmo foi de fato executado. O modus operandi com que agiram os PMs do Rio Grande do Norte não é digno da Polícia Militar do Rio Grande do Norte nem de nenhuma polícia militar dos estados federativos do Brasil”, concluiu.

A ação

Segundo informações da Polícia Civil, Edmo Lima Tavares, de 36 anos, teria confundido policiais que estavam à paisana com bandidos e atirado contra eles. Ainda de acordo com o delegado, a vítima vendia cestas básicas durante a folga, no distrito de Cachoerinha. Os três policiais militares do Rio Grande do Norte estavam à paisana, enquanto realizavam uma operação. Quando desceu do carro em que estava, Edmo viu que os policiais estavam armados e os confundiu com bandidos. Houve troca de tiros. Edmo era policial há 10 anos e trabalhava no batalhão de Picuí.

 

blogseridonoar

 

 

Ex-diretor de cadeia pública é assassinado a tiros em Rio Tinto, na Paraíba

Um homem de 58 anos, foi assassinado a tiros no final da tarde desta terça-feira (5) no município de Rio Tinto, no Litoral da Paraíba. O crime aconteceu em frente a uma casa, onde a vítima estava sentada.

Nildo Farias (Ex-diretor da Cadeia Pública de Rio Tinto) - Foto: Reprodução/ WhatsApp.
Nildo Farias (Ex-diretor da Cadeia Pública de Rio Tinto) – Foto: Reprodução/ WhatsApp.

 

Josenildo Adelino de Farias, mais conhecido por Nildo Farias, era ex-diretor da Cadeia Pública de Rio Tinto. Ele estava afastado do Sistema Penitenciário há cerca de 8 anos. Informações dão conta de que a vítima não chegou a ser socorrido e morreu ainda no local.

De acordo com as primeiras informações, o ex-diretor foi morto por dois indivíduos que estavam em uma motocicleta Honda Bros. A dupla se aproximou, efetuou os disparos e fugiu após o crime com destino a cidade de Mamanguape.

Até às 18h35, ninguém havia sido preso. O Major Alberto Filho, comandante da 2ª Companhia Independente de Polícia Militar de Mamanguape, se encontra empenhado na investigação do caso.

Redação e Fonte: Blog do Pedro Júnior

 

 

Briga termina com homem de 22 anos morto à facada em Sertãozinho, na Paraíba

Um homem foi assassinado com um golpe de faca peixeira na região do tórax, na noite deste domingo (4) na cidade de Sertãozinho, na Paraíba. O crime aconteceu às 23h30, na Rua do Sol.

Segundo informações da Polícia Civil, a vítima Erivaldo Joaquim de Macena, de 22 anos, teria se envolvido em uma briga com o acusado João Paulo Nunes de Muniz, de 18 anos. O socorro foi chamado, mas o rapaz já estava morto.

João Paulo se encontra recolhido no Presídio Velho, em Guarabira. – Foto: Reprodução

 

Após diligências, a Polícia Militar conseguiu localizar e prender em flagrante o autor do homicídio. Ele confessou o crime porém, a arma branca usada para matar o rapaz não foi encontrada.

O delegado Fábio Facciolo autuou João Paulo pelo crime de homicídio na Delegacia de Polícia Civil em Guarabira (PB). Na manhã desta terça-feira (5), ele foi encaminhado ao Presídio Regional Vicente Claudino (Presídio Velho), onde aguardará pela audiência de custódia

O corpo de Erivaldo Joaquim foi encaminhado ao Núcleo de Medicina Odonto-legal (Numol) em Guarabira.

Redação e Fonte: Blog do Pedro Júnior

 

 

Ex-prefeito de município da Paraíba morre após passar mal em briga dentro de clube

O ex-prefeito e também ex-vice prefeito de Passagem, José Ferreira da Costa, morreu dentro de uma ambulância do Samu após se envolver em uma confusão em um clube no distrito de Café do Vento, neste domingo (3). Cazuza, como também ele era conhecido, tinha 72 anos e também chegou a ser vereador de Passagem.

José Ferreira estava na área de lazer no Clube Jordão quando se desentendeu com um homem no local e os dois trocaram agressões físicas. Eles foram separados por outras pessoas presentes no local.

Pela idade avançada, Cazuza teve um mal estar e foi socorrido pelo Samu. Ele morreu dentro da ambulância quando estava sendo encaminhado a Patos, no Sertão paraibano. O outro homem chegou a ser preso pela Polícia Militar.

José Ferreira era vice-prefeito entre 1997 e 2000 e tornou-se prefeito quando o gestor Agamenon Balduino deixou o cargo para concorrer na eleição.

Cazuza deixa esposa e nove filhos vivos, pois a filha Rosicleide já faleceu. Os horários de velório e sepultamento não foram divulgados.

 

clickpb

 

 

Detran suspende registro de veículos a partir desta segunda-feira na Paraíba

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB) suspende a partir desta segunda-feira (4), os serviços referentes ao registro de veículos, na Paraíba. A suspensão segue até o domingo (10), e tem como objetivo regularizar os ajustes no sistema do órgão, para a implantação das placas com padrão Mercosul, que começam a ser usadas a partir da próxima segunda-feira (11), no estado.

De acordo com uma nota divulgada pelo Detran, “o órgão está convocando os usuários com algum tipo de pendência nos seus processos de registro de veículos para comparecer ao Detran-PB até a próxima quinta-feira (dia 7), a fim de regularizar os dados pendentes e obter a consequente liberação do documento”.

Segundo o o superintendente Agamenon Vieira , a substituição das antigas placas não precisa ser imediata. A obrigatoriedade aconte nos casos de primeiro emplacamento, substituição de qualquer das placas em decorrência de mudança de categoria do veículo ou furto, extravio, roubo ou dano, no caso de mudança de município ou de unidade federativa, expedição de segunda via do documento do veículo, e quando houver necessidade de instalação da segunda placa traseira.

A Paraíba será o nono estado brasileiro a adotar as placas de identificação de veículos dos países-membros do Mercado Comum do Sul (Mercosul). De acordo com a Resolução 780/2019, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), todos os Detrans do país têm até o dia 31 de janeiro de 2020 para a implantação do novo modelo.

 

clickpb

 

 

Paraíba tem mais de 28 mil faltosos no primeiro dia de Enem

O primeiro dia de provas do Enem 2019 teve 28.727 faltosos na Paraíba, segundo dados preliminares do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), divulgados na noite desse domingo (3). O número representa 19,5% dos inscritos no estado. A Paraíba havia contabilizado 147.182 inscrições.

Em todo o Brasil, foram 1.174.750 candidatos ausentes, o que significa 23% das 3.920.638 inscrições no exame. O índice total de faltosos no Enem 2019 será fechado apenas após o segundo dia de aplicação, no próximo domingo (10). Quem não fez a prova neste domingo ainda poderá comparecer ao segundo e último dia do exame, cujas provas abordarão matemática e ciências da natureza.

Ainda conforme o Inep, 376 candidatos foram eliminados por portar equipamento eletrônico, ausentar-se antes do horário permitido, utilizar impressos, não atender às orientações dos fiscais, entre outros descumprimentos de regras.

Avaliação positiva

A taxa de faltosos neste ano é mais baixa que a registrada no primeiro dia de prova de 2018, quando 24,9% dos inscritos não compareceram ao exame. O ministro da Educação, Abraham Weintraub, comememorou o saldo.

“Deu tudo certo, foi tudo perfeito, funcionou tudo bem. Tivemos a mais baixa abstenção da história”, avaliou.

Vazamento da prova

Uma foto da prova de redação do Enem vazou nesse domingo (3) nas redes sociais. Segundo Weintraub, as investigações, a cargo da Polícia Federal, indicam que a foto foi tirada por um aplicador de prova.

O ministro explicou que a suspeita de que tenha sido um aplicador se deve ao fato de que aparecem na imagem três provas de pessoas que faltaram ao exame e apenas aplicadores têm acesso ao caderno de provas de candidatos faltosos. A identificação é possível devido ao código de cada prova. “Houve a tentativa de macular, de colocar em xeque o Enem, ele foi um péssimo profissional, péssima pessoa ao fazer isso, mexe com a vida de 5 milhões de pessoas”, disse o ministro.

Segundo o presidente do Inep, Alexandre Lopes, ao contrário dos participantes, que são eliminados se os celulares estiverem fora do envelope porta-objetos, os aplicadores podem portar os aparelhos. “Porque eles entram em contato com os coordenadores para reportar problemas ou pedir orientações”, explicou Lopes. No entanto, no momento de abertura dos malotes e distribuição das provas, os aplicadores são orientados a não portarem celulares.

Para o ministro da Educação, apesar de a imagem ser verdadeira, o vazamento não causou prejuízo aos participantes, uma vez que a imagem foi divulgada após o início da aplicação: “O impacto foi zero”. No entanto, o ministro defendeu uma punição severa ao culpado por divulgar a imagem: “O que a gente vai tentar fazer é escangalhar ao máximo a vida dele. Eu sou a favor sempre de que pessoa que é um transgressor pague o preço da transgressão dela”, disse. “A gente vai atrás de absolutamente tudo que puder fazer para essa pessoa pagar pela má-fé dela, pela falsidade, pela traição que ela cometeu. Absolutamente tudo. Se der para ser criminal, criminal, cível, absolutamente tudo que a gente puder fazer para essa pessoa realmente se arrepender amargamente de um dia ter vindo ao mundo”, complementou.

Tema da redação

O tema da redação deste ano foi Democratização do acesso ao cinema no Brasil. “Antigamente para ter acesso ao cinema, precisava de estrutura grande para produzir um filme e estrutura para ver o filme. Hoje, [a gente] vê o filme aqui”, disse levantando o celular. “Consegue fazer filme de coisa barata, isso democratizou”.

Segundo o ministro, não há uma resposta única para a redação. “O objetivo da redação é a pessoa conseguir elaborar um texto com argumentos racionais tangíveis e bem escrito. Achei muito bom o tema, gostei do tema, porque tinha várias possibilidades”, disse.

Sobre os conteúdos da prova como um todo, ele ressaltou que a orientação foi a elaboração de uma prova por meio da qual fosse possível selecionar pessoas qualificadas para entrar na faculdade: “O objetivo do Enem é selecionar as pessoas mais capacitadas. E acho que foi plenamente atendido”. Ele reafirmou que nem ele, nem o presidente do Inep tiveram acesso às provas com antecedência. “Tivemos contato com a prova hoje”.

 

portalcorreio

 

 

Bombeiros combatem incêndio florestal entre Guarabira e Araçagi, na Paraíba

Na tarde desta sexta-feira (1º), a guarnição de Combate a Incêndio (ABT-22), composta pelo Sargento Betuel, Sargento M Silva, Cabo Gama e Cabo Montenegro, atendeu a uma ocorrência de incêndio florestal, nas proximidades de Pirpiri, localizado entre Guarabira e Araçagi, na Paraíba.

Devido as grandes proporções do incêndio na vegetação, foi necessário o apoio da guarnição de Busca e Salvamento (ABS-17), composta pelo Sargento Emanuel e Cabo Jobson, chefiada pelo Tenente Sérgio Félix.

O combate teve início por volta das 13h e só foi concluído após as 17h, com a extinção total das chamas.

Blog do Pedro Júnior

Fonte: 3º BBM