Arquivo da tag: Paraíba

Governo da Paraíba anuncia 812 mil testes rápidos para coronavírus e compra de EPIs

O governador João Azevêdo anunciou, neste sábado (28), a aquisição de 812 mil testes rápidos e novos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). As aquisições fazem parte do plano estadual de enfrentamento do novo coronavírus, que se estende a compra de 89 respiradores e ao aguardo da chegada de novos equipamentos do Ministério da Saúde (MS) para dar suporte aos pacientes da Covid-19 que precisarão de atendimento médico, seja em leitos de enfermaria ou de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Além disso, a parceria do Ministério da Saúde com quatro indústrias nacionais irá permitir a produção de 700 respiradores por semana, que serão distribuídos aos Estados, incluindo a Paraíba que já fez o planejamento para oito ondas de atendimento hospitalar, que serão disparadas, paulatinamente, a partir da ocupação de 50% dos leitos em cada uma delas, cuja composição são de 30 leitos de enfermaria e 10 leitos de UTI.

Ele também anunciou para a próxima terça-feira (31) o resultado do chamamento público para a seleção de 2.450 profissionais de Saúde. Ao todo, são 346 vagas para médicos, 1.606 para profissionais da enfermagem, 336 para Fisioterapeutas, 10 vagas para o Lacen-PB, 100 vagas para técnico em vigilância em saúde, 50 para técnico em análises clínicas e 5 vagas para videofonista. As vagas são para os municípios de Cajazeiras, Campina Grande, João Pessoa, Mamanguape, Patos e Pombal e a contratação ocorrerá de acordo com a demanda das unidades hospitalares.

O governador ainda destacou a atuação da Secretaria de Estado da Saúde (SES) no acompanhamento do trabalho dos municípios na 22ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. A meta é imunizar o maior número possível do público-alvo. Mesmo diante da não eficácia da vacina contra o coronavírus, essa é uma forma de auxiliar os profissionais de saúde a descartar as influenzas na triagem e acelerar o diagnóstico para a Covid 19.

Já os órgãos de fiscalização também têm atuado no confisco de estoque de fornecedores que insistem em praticar o sobrepreço. O trabalho integrado de várias Secretarias tem o objetivo de garantir aos cidadãos da Paraíba o melhor atendimento diante do quadro projetado pelas autoridades sanitárias.

Ele parabenizou os profissionais da Saúde e da Segurança Pública e dos demais órgãos, que têm atuado com despojamento e abnegação para atender aos paraibanos. “Por isso, reafirmo nosso compromisso para assegurar mais proteção ao trabalho de todos que estão na linha de frente da luta contra o coronavírus”, disse.

Até a manhã deste sábado (28), a Paraíba contabiliza 14 casos confirmados da Covid-19, sendo 10 em João Pessoa, dois em Campina Grande, um em Sousa e um em Igaracy. A estimativa é de que 65% dos casos se concentrem na Capital paraibana  e 25% em Campina Grande. Nos demais municípios, a previsão é de 10%.

Secom-PB

 

 

Pelo menos 25 mil famílias da Paraíba serão incluídas no Bolsa Família em abril, diz secretário

Pelo menos 25 mil famílias paraibanas de baixa renda serão incluídas no programa Bolsa Família a partir do mês de abril, conforme o secretário especial do Desenvolvimento Social, Sérgio Queiroz. A ampliação do benefício é uma das medidas de enfrentamento ao novo coronavírus no país.

O estado tem 494.822 famílias cadastradas no Bolsa Família, segundo dados do Governo Federal. Mais pessoas serão beneficiadas por meio de uma Medida Provisória (MP) para liberação de crédito extraordinário de mais de R$ 3 bilhões direcionados ao programa.

A decisão de ampliar o número de beneficiados foi anunciada, em nota, na sexta-feira (20) pelo Ministério da Cidadania, quando o órgão divulgou a previsão de incluir 1,2 milhão de famílias no programa.

O anúncio foi feito após governadores de sete estados do Nordeste entrarem com uma ação judicial que pedia a suspensão dos bloqueios feitos no benefício. Fizeram o pedido os governos de Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte.

A solicitação foi acatada pelo ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), na última segunda-feira (23). A decisão liminar (provisória), segundo o ministro, ultrapassa esses estados e tem validade para todo o país.

Em nota, o Ministério da Cidadania informou também que uma portaria publicada na última sexta (20) que suspendeu os bloqueios e cancelamentos dos benefícios por 120 dias.

O Bolsa Família é um programa de transferência de renda que atua em três eixos: complemento de renda, acesso a direitos – como educação, saúde e assistência social – e articulação com outras ações para garantir o desenvolvimento das famílias beneficiárias.

G1

 

Alerta de chuvas com perigo potencial para todas as cidades da Paraíba é emitido pelo Inmet

Um alerta amarelo de chuvas com perigo potencial para toda Paraíba foi emitido na tarde desta sexta-feira (27) pelo Centro Virtual para Avisos de Eventos Meteorológicos Severos do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Todos os 223 municípios paraibanos estão inseridos no alerta, que vai até às 10h de sábado (28).

Ainda de acordo com o Inmet, o alerta indica a possibilidade de chuva entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia. A notificação aponta ainda baixo risco de alagamentos e pequenos deslizamentos em cidades com áreas de risco.

Em caso de rajadas de vento, o Inmet orienta para que a população não enfrente o mau tempo, fique atento às alterações nas encostas e evite usar aparelhos eletrônicos ligados na tomada.

O órgão orienta que as pessoas entrem em contato com a Defesa Civil, por meio do número 199, e com o Corpo de Bombeiros, por meio do número 193, caso haja qualquer problema.

G1

 

Paraíba registra sétimo caso confirmado de coronavírus

A Paraíba registrou na noite desta quinta-feira (26) o sétimo caso confirmado de contaminação pelo novo coronavírurs, segundo informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES). O paciente é da cidade de Sousa, no Sertão da Paraíba, segundo o secretário estadual de Saúde, Geraldo Medeiros, que divulgou o caso nesta sexta-feira (27). O resultado foi informado para o paciente e para a família com o objetivo do isolamento social. A SES ainda não confirmou o perfil do paciente.

Acompanhe os sete casos por ordem crescente de confirmação:

– Homem, de 60 anos, que mora em João Pessoa
– Homem, de 60 anos, que mora em Igaracy
– Mulher, de 31 anos que mora em João Pessoa
– Mulher, de 45 anos, que mora em João Pessoa
– Mulher, de 55 anos, que mora em João Pessoa
– Homem, de 34 anos, que mora em João Pessoa
– Homem, idade e moradia não informados

Os três primeiros pacientes que tiveram os testes confirmados para o coronavírus estão recuperados, de acordo com o secretário de estado da saúde, Geraldo Medeiros. Conforme a assessoria da SES, os três já estão fora do período de 14 dias de transmissão da doença, estão bem e em casa.

Até a tarde da quinta-feira, exames haviam descartado mais 34 casos com suspeita de infecção pelo coronavírus. Com isso, a Paraíba tem os seguintes destaques:

– Sete casos confirmados
– 227 casos descartados
– Nenhuma morte

 

portal25horas

 

 

Arcebispo da Paraíba agradece a todos que atenderam pedido de isolamento: “estamos trabalhando para a proteção da vida”

O Arcebispo da Paraíba, Dom Manoel Delson, divulgou um vídeo nesta quinta-feira (26) em que agradece a toda a população que tem respeitado as orientações de isolamento e quarentena contra o coronavírus.

Assista abaixo:

De acordo com a Arquidiocese, as missas devem ocorrer sem a presença física dos fiéis, transmitidas online.

Confira a nota oficial da CNBB:

A presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) emitiu, na tarde desta quinta-feira, 26 de março, a todos os arcebispos e bispos católicos do país, a orientação sobre qual postura tomar quanto aos decretos do Poder Executivo Federal, incluindo o Decreto 10.292 (art. 3º, inciso 39), assinado ontem, que afirma que, dentro dos serviços públicos e atividades essenciais, encontram-se as “atividades religiosas de qualquer natureza”.

Segundo o informe, as atividades religiosas foram, por decreto, inseridas no grupo das atividades essenciais, porém sob a condição – assim diz o próprio Decreto – de se obedecer ao que o Ministério da Saúde determina.

A CNBB, considerando as orientações emanadas pelas autoridades competentes do Ministérios da Saúde, que indicam o distanciamento social, orienta os bispos que as igrejas podem permanecer abertas, porém, do modo como tem sido feito até agora, apenas para orações individuais, transmissões online, etc. Segundo o documento, “não há como entender que os instrumentos legais possam obrigar a reabertura das igrejas, muito menos para a prática de qualquer tipo de aglomeração”.

Conheça abaixo a íntegra da parte do comunicado interno sobre os decretos do Executivo Federal, assinado pelo o bispo auxiliar do Rio de Janeiro e secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, dom Joel Portella Amado, enviado ao episcopado brasileiro na tarde desta quinta -feira:

DECRETOS DO PODER EXECUTIVO FEDERAL
Temos diante de nós um composto legislativo: Lei nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020; Decreto nº 10.282, de 20 de março de 2020 e o Decreto nº 10.292, de 25 de março de 2020.

Todos, de algum modo, tratam de medidas para o “enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus responsável pelo surto de 2019″ (Lei 13.979, art. 3º).  Essa mesma lei diz que as medidas adotadas “deverão resguardar o exercício e o funcionamento de serviços públicos e atividades essenciais” (§8º), cabendo ao Presidente da República indicar, mediante decreto, quais são os serviços públicos e as atividades essenciais (§9º).

Essenciais são aqueles serviços e atividades que, se não atendidos, colocam em perigo a sobrevivência, a saúde ou a segurança da população (art. 3º, § 1º). Este não é o caso das igrejas.

No entanto, o Decreto 10.292 (art. 3º, inciso 39), assinado ontem, afirma que, dentro dos serviços públicos e atividades essenciais, encontram-se as “atividades religiosas de qualquer natureza, obedecidas as determinações do Ministério da Saúde”. Desse modo, as atividades religiosas foram, por decreto, inseridas no grupo das atividades essenciais, porém sob a condição – assim diz o próprio Decreto – de se obedecer ao que o Ministério da Saúde determinar.

Considerando, pois, que as orientações emanadas pelas autoridades competentes do Ministério da Saúde indicam o distanciamento social, as igrejas, se os bispos assim o considerarem, podem permanecer abertas, porém, do modo como tem sido feito: orações individuais, transmissões online etc. Não há como entender que os instrumentos legais acima referidos possam obrigar a reabertura das igrejas, muito menos para a prática de qualquer tipo de aglomeração.

Enfim, caros irmãos, reitero a unidade e a solidariedade de toda a Presidência da CNBB. Sabemos o quanto tem sido árduo equilibrar, por um lado, o atendimento religioso aos enfermos, aos profissionais da saúde e a todas as pessoas em geral e, por outro, seguir as normas sanitárias, cuja base é o distanciamento social. Sabemos também que, junto às preocupações especificamente pastorais, rondam-nos questões ligadas ao sustento de nossas igrejas, tanto no que concerne aos bens temporais quanto à caridade que praticamos. Os pobres esperam de nós tanto a presença espiritual quanto material. Essa presença começa pelo testemunho de quem, preocupado, por certo, com os aspectos materiais, escolhe, porém, a vida e a caridade em primeiro lugar.

Angustia-nos, por isso, a colocação do dilema vida versus economia. Num tempo quaresmal, em que a Campanha da Fraternidade nos interpela a viver a vida como dom e compromisso, recordo o que o Santo Padre nos disse em sua mensagem para a abertura da CF 2020:

“…a Quaresma é um tempo propício para que, atentos à Palavra de Deus que nos chama à conversão, fortaleçamos em nós a compaixão, nos deixemos interpelar pela dor de quem sofre e não encontra quem o ajude. É um tempo em que a compaixão se concretiza na solidariedade, no cuidado. …”

Em nome da Presidência de nossa querida CNBB, manifesto a mais plena unidade e reafirmo a disponibilidade em ajudar no que for possível e necessário.

Que o Deus da Vida nos ajude a contribuir para “formar uma nova mentalidade política e econômica que ajude a superar a dicotomia absoluta entre a economia e o bem comum social” (EG 205).

Dom Joel Portella Amado
Bispo auxiliar de São Sebastião do Rio de Janeiro
Secretário Geral da CNBB

 

clickpb

 

 

Sobe para seis o número de casos confirmados de coronavírus na Paraíba

Subiu para seis o número de casos confirmados de coronavírus na Paraíba, de acordo com o mais recente boletim emitido pela Secretaria de Saúde do Estado, às 17h desta quinta-feira (26). O caso mais recente é o de um homem de 34 anos de idade residente em João Pessoa.

De acordo com as informações da Secretaria de Saúde, o paciente está em isolamento domiciliar e segue sendo acompanhado pela vigilância municipal. Somente um paciente com diagnóstico confirmado de coronavírus na Paraíba permanece internado em observação.

O exame que detectou o sexto caso de coronavírus na Paraíba foi processado pelo LACEN-PB. Dentre os resultados das amostras analisadas hoje pelo LACEN-PB, outros 34 casos foram confirmados.

O mesmo boletim também informa que há 33 pacientes internados na Paraíba com suspeita de coronavírus. 21 destes pacientes estão em leitos de internação regular nas cidades de Cajazeiras, Campina Grande e João Pessoa. Outros 12 pacientes estão em UTIs nas cidades de Sousa, Patos, Cajazeiras, Piancó e João Pessoa, sendo que seis estão em situação grave e internados em hospitais privados.

Governo da Paraíba

Secretaria de Estado da Saúde

Atualização COVID-19 26/03 | 17h

Casos Confirmados: 06
Casos Descartados: 227
óbitos confirmados: 0

Dentre as amostras analisadas pelo LACEN – PB nesta quinta, 26, foram descartados 34 casos e confirmado mais 1 casos para COVID-19 no Estado da Paraíba. Trata-se de um homem, 34 anos, residente em João Pessoa. Segue em isolamento domiciliar acompanhado pela vigilância municipal. 

Internação

Até às 17h a Paraíba possuía 33 pacientes internados, sendo 21 em leitos de internação regular (nos municípios de Cajazeiras, Campina Grande e João Pessoa) e um deles com diagnóstico laboratorial confirmado para COVID-19; 12 em UTI (nos municípios de Sousa, Patos, Cajazeiras, Piancó e João Pessoa), 6 destes pacientes graves estão em hospitais privados na capital.

 

clickpb

 

 

Paraíba tem 5 casos confirmados de Covid-19 e 31 pacientes internados

Em boletim divulgado no final da tarde desta quarta-feira (25), a Secretaria de Estado da Saúde confirmou mais dois casos positivos de Covid-19. Dentre as amostras analisadas pelo LACEN – PB, foram descartados 17.

De acordo com o Governo do Estado, 117 casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus já foram descartados. Não há registro de óbito pela contaminação do Covid-19 no estado.

Um dos casos confirmados no dia de hoje é o de uma mulher, de 55 anos, residente em João Pessoa, com histórico de contato com caso em investigação. Ela segue em isolamento domiciliar e é acompanhada pela vigilância municipal.

O outro caso positivo para o Covid-19 foi também de uma mulher, esta com 45 anos, moradora da Capital. Ele teve contato contato com caso em investigação. A paciente também encontra-se em em isolamento domiciliar, acompanhada pela vigilância municipal.

Ainda segundo a secretaria, a Paraíba possui 8 pacientes internados em Unidades de Terapia Intensiva e outros 23 em leitos regulares. Estas internações estão localizadas em:

Cajazeiras, Monteiro e João Pessoa – 23 (leitos regulares)
Sousa, Patos, Cajazeiras, Piancó e João Pessoa – 8 (UTI). Destes, 4 estão em hospitais privados na capital.

 

PB Agora

 

 

É falso áudio de suposta médica dizendo que morte na Paraíba foi causada por H1N1

É falso o áudio que anda circulando nas redes sociais com uma suposta médica afirmando que a morte de uma funcionária da Maternidade Frei Damião, em João Pessoa, foi causado por H1N1. A morte dela também foi descartada para Coronavírus.

A secretaria de saúde do Estado (SES), conforme publicação do site Paraíba.com, afirmou que o áudio gravado por uma suposta médica afirmando que o exame da funcionária testou positivo para H1N1 é falso.

“Esta informação é inverídica, uma vez que foi testado no LACEN-PB para COVID-19, ainda aguardando o resultado para outros vírus respiratórios. A investigação de um óbito pela vigilância epidemiológica dura até 60 dias”, diz a nota da secretaria.

 

fonte83

 

 

Idoso é preso suspeito de matar vizinha a facadas em Cajazeiras, no Sertão da Paraíba

Uma mulher de 42 anos foi morta a facadas na noite de terça-feira (24) em Cajazeiras, no Sertão da Paraíba. De acordo com a Polícia Militar, o principal suspeito é o vizinho da vítima, Antônio Salvador da Silva, de 82 anos. Ele foi preso em flagrante e encaminhado para a Cadeia Pública de Cajazeiras.

Segundo a polícia, o crime aconteceu quando Izonete Sales da Silva estava bebendo com amigas na calçada da casa dela. A vítima teria tentado fugir, mas o suspeito desferiu vários golpes de faca nas costas dela.

Conforme a PM, a mulher morreu a poucos metros de casa. Segundo relatos das testemunhas e do filho do idoso à polícia, a vítima e o suspeito tinham uma rixa. A Polícia Civil investiga o caso.

G1

 

Paraíba descarta três mortes por suspeita de coronavírus, diz SES

Exames descartaram que as mortes de três pacientes da Paraíba tenham sido causadas pelo novo coronavírus. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) na noite desta terça-feira (24). Foram descartadas a contaminação por Covid-19 das seguintes pessoas:

  • Mulher, de 29 anos, que morava em João Pessoa
  • Homem, de 67 anos, que morava em Zabelê
  • Mulher, de 34 anos, que morava em João Pessoa

Com isso, até o momento, o estado tem três casos confirmados e 80 descartados. Ainda não foram divulgados os resultados dos exames da primeira morte registrada em um hospital particular de João Pessoa, de uma mulher de 39 anos que apresentava mais de uma doença, e a segunda morte de uma outra mulher, essa de 40 anos, no Hospital Regional de Patos, que sofria de doença crônica renal.

Casos de mortes descartados

As mortes descartadas são de um caso registrado em Monteiro, cidade a 305 km de João Pessoa. De acordo com informações repassadas pela Prefeitura de Monteiro, a vítima era um homem de 67 anos. Ele era residente da cidade de Zabelê e havia dado entrada no Hospital Regional de Monteiro no sábado (21). Ele apresentou sintomas de gripe, como tosse e febre. De acordo com a SES, a coleta foi feita no paciente no domingo (22) e enviada para o Instituto Evandro Chagas.

O outro caso é de uma mulher de 29 anos que morreu em um hospital particular de João Pessoa, que não tinha histórico de doenças relacionadas. Ela deu entrada na unidade no sábado com sintomas de gripe, diarreia e vômitos. O quadro clínico evoluiu rapidamente e logo depois ela precisou ser entubada. A paciente não resistiu e morreu na noite de domingo (22). A SES informou que a vítima foi testada para o novo coronavírus ainda no domingo.

O último caso descartado foi uma mulher que era assessora administrativa da Maternidade Frei Damião. Quézia Leite Batista estava internada em um hospital privado em João Pessoa, com notificação de suspeita para Covid-19. O material para exame do coronavírus foi coletado e analisado no Laboratório Central de Saúde Pública da Paraíba (Lacen-PB).

Foto: Francisco França/Secom-PB

G1