Arquivo da tag: Paraíba

Gestante morre vítima de Coronavírus na Paraíba; bebê não resiste à cesariana de emergência e também acaba falecendo

Uma gestante de 24 anos morreu na noite deste sábado (23), vítima de Coronavírus, na Paraíba. Joyce Rodrigues era assistente social e morava no bairro de Tibiri, em Santa Rita.

A vítima apresentou os primeiros sintomas no início do mês de maio e precisou ser internada às pressas. Logo em seguida ela apresentou piora no quadro de saúde e ficou intubada por 10 dias.

De acordo com informações, na noite deste sábado (23), ela sofreu uma parada cardíaca e precisou passar por uma cesariana de emergência. Nem ela nem o bebê resistiram e foram a óbito.

 

clickpb

 

 

Alerta de acumulado de chuva é renovado para Bananeiras, Solânea e mais 103 cidades da Paraíba

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) renovou o alerta de acumulado de chuva para 105 cidades da Paraíba. O alerta saiu de laranja para amarelo e inclui João Pessoa e Campina Grande. O Inmet alerta que o acumulado de chuva vale até as 8h desta terça-feira (26).

O Inmet diz que pode chover entre 20 e 30 milímetros por hora, ou até 50 milímetros por dia. Nestas cidades, há baixo risco de alagamentos e pequenos deslizamentos.

O órgão orienta que as pessoas evitem enfrentar o mau tempo; observem as alterações nas encostas; e evitem usar aparelhos eletrônicos ligados na tomada.

Caso haja algum problema, o órgão orienta que as pessoas entrem em contato com a Defesa Civil, por meio do número 199, e com o Corpo de Bombeiros, por meio do número 193.

Cidades com perigo de acumulado de chuva

  1. Alagoa Grande
  2. Alagoa Nova
  3. Alagoinha
  4. Alcantil
  5. Algodão De Jandaíra
  6. Alhandra
  7. Arara
  8. Araruna
  9. Araçagi
  10. Areia
  11. Areial
  12. Aroeiras
  13. Bananeiras
  14. Baraúna
  15. Barra De Santa Rosa
  16. Barra De Santana
  17. Bayeux
  18. Baía Da Traição
  19. Belém
  20. Boa Vista
  21. Boqueirão
  22. Borborema
  23. Caaporã
  24. Cabedelo
  25. Cacimba De Dentro
  26. Caiçara
  27. Caldas Brandão
  28. Campina Grande
  29. Capim
  30. Casserengue
  31. Caturité
  32. Conde
  33. Cruz Do Espírito Santo
  34. Cubati
  35. Cuitegi
  36. Cuité
  37. Cuité De Mamanguape
  38. Curral De Cima
  39. Damião
  40. Dona Inês
  41. Duas Estradas
  42. Esperança
  43. Fagundes
  44. Frei Martinho
  45. Gado Bravo
  46. Guarabira
  47. Gurinhém
  48. Ingá
  49. Itabaiana
  50. Itapororoca
  51. Itatuba
  52. Jacaraú
  53. João Pessoa
  54. Juarez Távora
  55. Juripiranga
  56. Lagoa De Dentro
  57. Lagoa Seca
  58. Logradouro
  59. Lucena
  60. Mamanguape
  61. Marcação
  62. Mari
  63. Massaranduba
  64. Mataraca
  65. Matinhas
  66. Mogeiro
  67. Montadas
  68. Mulungu
  69. Natuba
  70. Nova Floresta
  71. Nova Palmeira
  72. Olivedos
  73. Pedra Lavrada
  74. Pedras De Fogo
  75. Pedro Régis
  76. Picuí
  77. Pilar
  78. Pilões
  79. Pilõezinhos
  80. Pirpirituba
  81. Pitimbu
  82. Pocinhos
  83. Puxinanã
  84. Queimadas
  85. Remígio
  86. Riachão
  87. Riachão Do Bacamarte
  88. Riachão Do Poço
  89. Rio Tinto
  90. Salgado De São Félix
  91. Santa Cecília
  92. Santa Rita
  93. Sapé
  94. Serra Da Raiz
  95. Serra Redonda
  96. Serraria
  97. Sertãozinho
  98. Sobrado
  99. Solânea
  100. Sossêgo
  101. São José Dos Ramos
  102. São Miguel De Taipu
  103. São Sebastião De Lagoa De Roça
  104. Tacima
  105. Umbuzeiro

 

G1

 

 

Preso por violência doméstica morre e policiais ficam feridos após serem atropelados durante ocorrência na Paraíba

Um homem foi preso suspeito de atropelar um preso e dois policiais militares na estrada entre Capim e Sapé, na Zona da Mata paraibana. O fato aconteceu na noite deste domingo (24).

As primeiras informações são de que um detido pela PM morreu e os policiais ficaram feridos. Eles teriam atendido uma ocorrência em que uma mulher havia denunciado o marido por violência doméstica.

Durante a condução do suposto agressor, um outro homem surgiu com o carro e atropelou as três pessoas. As circunstâncias do atropelamento ainda não foram esclarecidas.

Ainda de acordo com as informações preliminares, os policiais tiveram apenas ferimentos. O condutor do veículo foi preso.

 

clickpb

 

 

Paraíba chega a 7.823 casos de coronavírus e registra mais 14 mortes

Os casos de coronavírus na Paraíba chegaram a 7.823 neste domingo (24), conforme divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). Em 24 horas, a pasta confirmou 315 novos casos e mais 14 mortes. Os dados mostram que 2.208 pessoas se recuperaram da Covid-19, doença causada pelo vírus, e 7.178 casos foram descartados para o patógeno.

Resumo | Últimas 24h na Paraíba

  • Confirmados: 7.823 (eram: 7.508)
  • Descartados: 7.178 (eram: 6.958)
  • Cidades: 178 (eram: 177)

Dentre os confirmados

  • Recuperados: 2.208 (eram: 2.203)
  • Isolados em casa: 4.880 (eram: 4.584)
  • Internados: 463 (278 em enfermarias + 185 em UTI)
  • Mortos: 272 (eram: 258)

A ocupação de leitos de UTI em todo o estado é de 74%. Se fizermos um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, 89% estão ocupados. Apenas 48,6% da população seguiu a recomendação de isolamento social.

Segundo a SES, 14 mortes foram confirmadas neste domingo, referentes a pacientes com idades entre 24 e 95 anos, sendo oito homens e seis mulheres, dentre estas uma gestante. Seis desses pacientes não apresentaram informação de comorbidades.

Gráficos

 

 

portalcorreio

 

 

Estudo indica interiorização do coronavírus na Paraíba

Um estudo encomendado pelo Núcleo de Atendimento da Defensoria Pública do Estado da Paraíba (DPE-PB), em Patos, ao Laboratório de Inteligência Artificial e Macroeconomia Computacional (Labimec) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) mostra um processo de interiorização do novo coronavírus na Paraíba, com a participação decrescente de João Pessoa no registro de novos casos e aumento da participação dos demais municípios.

De acordo com o relatório apresentado durante videoconferência no último dia 18, com representantes da Defensoria Pública estadual, Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério Público do Estado da Paraíba (MPPB) e da Prefeitura Municipal de Patos, estima-se que o pico dos casos na cidade de Patos ocorrerá entre as 3ª e 4ª semanas de junho.

Na hipótese de um cenário de normalidade no convívio das pessoas, o estudo aponta, neste período, aproximadamente 2,5 mil casos de pessoas infectadas na cidade. A apresentação do relatório foi do professor Cássio da Nóbrega e do pesquisador Flávio Macaúbas Torres Filho.

“O momento é de respeito as orientações de isolamento, ter mais consciência de que é pelo bem da coletividade, até porque a gente sabe que tem pessoas com mais propensão a, uma vez adquirido o vírus, chegar à letalidade. Então, nós reiteramos essa necessidade de cumprir as medidas de isolamento. É difícil, mas é pelo bem comum. Pessoas estão morrendo, entes queridos, inclusive crianças, em decorrência do novo coronavírus. Para que isso termine o mais rápido possível, a gente precisa se conscientizar e respeitar as medidas de isolamento”, reforçou a defensora pública Raíssa Palitot.

De acordo com os dados que mostram o processo de interiorização, João Pessoa registrou, no dia 15 de maio, 27 novos casos, enquanto a cidade de Patos apresentou 45 novos casos na mesma data. “Mesmo sendo uma cidade muito menor, com uma população que representa aproximadamente 15% da população da Capital”, pontou Raíssa.

Dentre os dados, também foi destacado o aumento de 216,2% dos casos confirmados (74 para 160 casos) em apenas uma semana (de 9 a 16 de maio) e de 44,4% nos óbitos (7 para 13), refletindo uma taxa de mortalidade de 5,5%. “Levando-se em conta que, em outros países com testagem superior à brasileira, a taxa de mortalidade do coronavírus não alcança esse patamar, verificou-se, pelos dados do relatório, a possibilidade de grande subnotificação”, diz a ata da reunião.

“Outra coisa que esse estudo nos trouxe que é preciso ficar muito alerta é que o tempo em que a pessoa tem constatado a infecção do vírus, que é testado positivo, até o dia que vem a óbito, em Patos, é menor do que a média no estado”, acrescentou Raíssa.  A média em todo o Estado é de 11 dias, enquanto a de Patos está em torno de oito dias.

 

portalcorreio

 

 

Alerta de acumulado de chuva para 114 cidades da Paraíba é emitido pelo Inmet

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta laranja de acumulado de chuva para 114 cidades da Paraíba. João Pessoa e Campina Grande estão inseridas na lista. O alerta vale até as 8h desta segunda-feira (25).

O Inmet diz que pode chover entre 30 e 60 milímetros por hora, ou até 100 milímetros por dia. Nestas cidades, há riscos de alagamentos, deslizamento de encostas e transbordamento de rios.

O órgão orienta que as pessoas evitem enfrentar o mau tempo; observem as alterações nas encostas; desliguem, se possível, os aparelhos elétricos e o quadro geral de energia; e em caso de inundação, proteger pertences envolvendo-os em sacos plásticos.

Caso haja algum problema, o órgão orienta que as pessoas entrem em contato com a Defesa Civil, por meio do número 199, e com o Corpo de Bombeiros, por meio do número 193.

Cidades com perigo de acumulado de chuva

  1. Alagoa Grande
  2. Alagoa Nova
  3. Alagoinha
  4. Alcantil
  5. Algodão De Jandaíra
  6. Alhandra
  7. Arara
  8. Araruna
  9. Araçagi
  10. Areia
  11. Areial
  12. Aroeiras
  13. Bananeiras
  14. Baraúna
  15. Barra De Santa Rosa
  16. Barra De Santana
  17. Barra De São Miguel
  18. Bayeux
  19. Baía Da Traição
  20. Belém
  21. Boa Vista
  22. Boqueirão
  23. Borborema
  24. Caaporã
  25. Cabaceiras
  26. Cabedelo
  27. Cacimba De Dentro
  28. Caiçara
  29. Caldas Brandão
  30. Campina Grande
  31. Capim
  32. Casserengue
  33. Caturité
  34. Conde
  35. Cruz Do Espírito Santo
  36. Cubati
  37. Cuitegi
  38. Cuité
  39. Cuité De Mamanguape
  40. Curral De Cima
  41. Damião
  42. Dona Inês
  43. Duas Estradas
  44. Esperança
  45. Fagundes
  46. Frei Martinho
  47. Gado Bravo
  48. Guarabira
  49. Gurinhém
  50. Gurjão
  51. Ingá
  52. Itabaiana
  53. Itapororoca
  54. Itatuba
  55. Jacaraú
  56. João Pessoa
  57. Juarez Távora
  58. Juazeirinho
  59. Juripiranga
  60. Lagoa De Dentro
  61. Lagoa Seca
  62. Logradour
  63. Lucena
  64. Mamanguape
  65. Marcação
  66. Mari
  67. Massaranduba
  68. Mataraca
  69. Matinhas
  70. Mogeiro
  71. Montadas
  72. Mulungu
  73. Natuba
  74. Nova Floresta
  75. Nova Palmeira
  76. Olivedos
  77. Pedra Lavrada
  78. Pedras De Fogo
  79. Pedro Régis
  80. Picuí
  81. Pilar
  82. Pilões
  83. Pilõezinhos
  84. Pirpirituba
  85. Pitimbu
  86. Pocinhos
  87. Puxinanã
  88. Queimadas
  89. Remígio
  90. Riacho De Santo Antônio
  91. Riachão
  92. Riachão Do Bacamarte
  93. Riachão Do Poço
  94. Rio Tinto
  95. Salgado De São Félix
  96. Santa Cecília
  97. Santa Rita
  98. Sapé
  99. Serra Da Raiz
  100. Serra Redonda
  101. Serraria
  102. Sertãozinho
  103. Sobrado
  104. Soledade
  105. Solânea
  106. Sossêgo
  107. São Domingos Do Cariri
  108. São José Dos Ramos
  109. São João Do Cariri
  110. São Miguel De Taipu
  111. São Sebastião De Lagoa De Roça
  112. São Vicente Do Seridó
  113. Tacima
  114. Umbuzeiro

 

G1

 

 

Paraíba passa de 7.500 casos de coronavírus e já registra 258 mortos; 2.203 pessoas já estão curadas

O Boletim da Secretaria de Saúde da Paraíba divulgado na tarde deste sábado, 23 de maio, registrou 626 novos casos de Covid-19 e 10 óbitos confirmados desde a ultima atualização. São 7.608 paraibanos que já contraíram a doença, 2.203 pessoas que já se recuperaram e 258 faleceram.

A ocupação de leitos de UTI em todo o estado é de 71%. Apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, 86% estão ocupados. A redução na taxa de ocupação na Primeira Macrorregião de Saúde é resultado da abertura de 10 novos leitos no Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires. Apenas 42,3% da população seguiu a recomendação de Isolamento Social.

Os casos confirmados estão em  174 municípios paraibanos:

Água Branca (1); Aguiar (1); Alagoa Grande (37); Alagoa Nova (9); Alagoinha (48); Alhandra (69); Amparo (11); Aparecida (1); Araçagi (29); Arara (6); Araruna (3); Areia (37); Areial (6); Aroeiras (13); Baia da Traição (29); Bananeiras (15); Barra de Santa Rosa (1); Barra de Santana (9); Barra de São Miguel (1); Bayeux (191); Belém (13); Belém do Brejo do Cruz (1); Boa Vista (3); Bom Jesus (1); Boqueirão (6); Borborema (1);  Brejo do Cruz (5); Caaporã (209); Cabaceiras (2); Cabedelo (288); Cachoeira dos Índios (3); Cacimba de Dentro (11); Cacimbas (2); Caiçara (18); Cajazeiras (44); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (8); Campina Grande (713); Capim (22);  Carrapateira (1); Casserengue (2); Catingueira (2), Catolé do Rocha (12); Caturité (4); Conceição (2);  Condado (40);  Conde (62); Congo (11); Coremas (12); Coxixola (4); Cruz do Espírito Santo (86); Cuité (8);  Cuité de Mamanguape (3); Cuitegí (32); Curral de Cima (3); Damião (1); Desterro (2); Dona Inês (1); Duas Estradas (12); Emas (1); Esperança (40); Fagundes (3); Gado Bravo (15);  Guarabira (399); Gurinhém (23); Gurjão (3); Ibiara (2); Igaracy (4); Imaculada (5); Ingá (16); Itabaiana (47); Itaporanga (4); Itapororoca (21); Itatuba (25); Jacaraú (7); Jericó (1);  João Pessoa (2454); Joca Claudino (1); Juarez Távora (12); Juazeirinho (40);  Junco do Seridó (5); Juripiranga (46); Juru (2); Lagoa (3); Lagoa de Dentro (4); Lagoa Seca (25); Lastro (1); Logradouro (7); Lucena (40); Mãe d’Água (2); Malta (7); Mamanguape (42); Manaíra (2); Mari (64); Marizópolis (4); Massaranduba (16); Mataraca (12); Matinhas (5); Mato Grosso (3); Matureia (7); Mogeiro (1);  Montadas (3); Monteiro (17); Mulungu (9); Natuba (7); Nova Floresta (1), Nova Olinda (1); Olho D´Água (1); Ouro Velho (1); Passagem (3); Patos (374); Paulista (8); Pedras de Fogo (124); Piancó (10); Picuí (3); Pilar (25); Pilões (5); Pilõezinhos (19); Pirpirituba (10); Pitimbu (57); Pocinhos (5);  Pombal (21); Princesa Isabel (5); Puxinanã (12);  Queimadas (29); Quixaba (5); Remígio (28); Riachão do Bacamarte (49);  Riachão do Poço (1); Riacho de Santo Antônio (3); Riacho dos Cavalos (2); Rio Tinto (26); Salgadinho (1); Salgado de São Felix (13); Santa Cecília (1); Santa Helena (1); Santa Luzia (24); Santa Rita (424); Santa Terezinha (5); São Bentinho (3); São Bento (50); São Francisco (1);  São João do Cariri (1); São João do Rio do Peixe (11); São João do Tigre (1); São José da Lagoa Tapada (13); São José de Caiana (8); São José de Espinharas (2); São José de Piranhas (4); São José do Bonfim (6); São José do Sabugi (68); São José dos Cordeiros (3); São José dos Ramos (4); São Mamede (6); São Miguel de Taipu (12);  São Sebastião de Lagoa de Roça (9); São Vicente do Seridó (8); Sapé (126); Serra Branca (2); Serra da Raíz (7); Serra Redonda (12); Serraria (5); Sertãozinho (7); Sobrado (8); Solânea (35);  Soledade (4); Sousa (100); Sumé (6); Tacima (9); Taperoá (26); Tavares (4); Teixeira (12);  Uiraúna (4); Umbuzeiro (17); Várzea (1); Vieirópolis (2); Vista Serrana (1).

*Dados Oficiais (fonte e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 23/05.

10 óbitos foram confirmados neste sábado:

Mulher, 59 anos, portadora de doença neurológica, residente em Cruz do Espírito Santo. Início dos sintomas 11/05, interna em hospital público, veio a óbito no dia 14/05.

Homem, 62 anos, diabético, residente em Cajazeiras. Início dos sintomas 02/05, interno em hospital público, veio a óbito no dia 17/05.

Homem, 90 anos, diabético, cardiopata, portador de neoplasia de próstata, residente em João Pessoa. Início dos sintomas 09/05 veio a óbito na unidade de pronto atendimento no dia 14/05.

Homem, 64 anos, diabético, hipertenso, residente em Areia. Início dos sintomas 05/05 interno em hospital público, veio a óbito no dia 22/05.

Mulher, 72 anos, cardiopatia, diabética, hipertensa, obesa, residente em Bayeux. Início dos sintomas 05/05 interna em hospital público, veio a óbito no dia 22/05.

Homem, 66 anos sem informação de comorbidade, residente em Bayeux. Início dos sintomas 03/05, veio a óbito em sua residência dia 13/05.

Homem, 48 anos, diabético, obeso, residente em Patos. Início dos sintomas 29/04, interno em hospital público, veio a óbito no dia 22/05.

Homem, 61 anos, sem comorbidade, residente em Caaporã. Início dos sintomas 19/04, interno em hospital público, veio a óbito no dia 21/05.

Homem, 61 anos, diabético, residente em João Pessoa. Início dos sintomas 03/05, interno em hospital público, veio a óbito no dia 22/05.

Mulher, 84 anos, hipertensa, residente em Cajazeiras. Início dos sintomas 03/05, interna em hospital público, veio a óbito no dia 23/05.

 

clickpb

 

 

Meteorologista da AESA diz que chuvas este ano ficaram acima da média na Paraíba e elevaram reserva hídrica do Estado

Chove em quase toda à Paraíba. As chuvas que caíram este ano na Paraíba e encheram rios como o Taperoá e Piancó, elevaram o nível dos maiores açudes do Estado. Os dois maiores açudes da Paraíba, ultrapassaram os 50% de sua capacidade, sendo que um deles, Boqueirão, já tem mais de 70% de água acumulada e e está prestes a atingir a capacidade máxima. As chuvas elevaram a reserva hídrica da Paraíba em um ano, em que o mundo ainda convive com a pandemia do novo coronavírus.

O meteorologista da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), Alexandre Magno,disse em entrevista a uma emissora de Campina Grande, que, 2020 pode ser considerado como de chuvas normais acima da média, o que, inclusive, fez com que diversos reservatórios de água pudessem ter uma boa carga de água, incluindo o Açude Epitácio Pessoa, em Boqueirão.

O meteorologista ressaltou que, apesar da redução gradativa dos volumes de chuva daqui pra frente, os meses anteriores foram satisfatórios, e há também uma expectativa sobre o mês de junho que possivelmente ainda ocorram chuvas acima da média, possibilitando ainda mais o volume de água em mananciais como o Rio Paraíba e o próprio açude de Boqueirão, quem sabe até chegando a sua capacidade máxima.

“As chuvas também foram bem abundantes e praticamente acima da média em toda região do Sertão e Alto Sertão, evoluindo o total hidrográfico que estava em torno de 15% a média, chegando hoje a 56% da capacidade total das bacias hidrográficas da região”, pontuou.

O Açude de Coremas, o maior reservatório do Estado, está com 400.198.242m³, mais da metade de sua capacidade de armazenamento, que é de 744.144.694m³ de água.
Em apenas um dia, o açude de Coremas que começou o ano com pouco mais de 9% de sua capacidade, recebeu uma recarga de 2.615.811 m³ . Coremas amanheceu esta sexta-feira (22), com 53,78% de sua capacidade.

Segundo a meteorologista da Aesa, Marle Bandeira, a previsão é de que o reservatório receba ainda mais água nos próximos dias, uma vez que é comum a incidência de chuvas na região entre fevereiro e maio.

Já açude Epitácio Pessoa, em Boqueirão, que abastece Campina Grande e região, amanheceu este sábado (23) com 330.092.375 metros cúbicos de água, o que corresponde a 70,76% de sua capacidade que é de 466.525.964 milhões de metros cúbicos. O açude Engenheiros Ávidos em Cajazeiras, está com 146.790.248, o que representa 49,99 de sua total capacidade que é 293.617.376 milhões de metros cúbicos de água acumulada.

Pelo menos 34 açudes da Paraíba estão sangrando conforme dados divulgados pela Agência Executiva de Gestão das Águas do estado (Aesa). Entre os açudes que estão com mais de 100% da capacidade estão o reservatório de São Gonçalo, em Sousa, no Sertão, o Cordeiro, na cidade de Congo e do município de Camalaú, no Cariri da Paraíba.

Severino Lopes
PB Agora

 

 

Suspeito de extorquir e ameaçar ex-governador da Paraíba é preso em PE

Um homem suspeito de extorquir e ameaçar o ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, foi preso durante a Operação Timer, deflagrada pela Polícia Civil da Paraíba, em parceria com a Polícia Civil de Pernambuco e Ministério da Justiça e Segurança Pública. A prisão, divulgada nesta sexta-feira (22), ocorreu no dia 16 de maio deste ano, mas foi mantida em sigilo para não prejudicar as investigações.

No celular do suspeito de 22 anos, a polícia ainda encontrou indícios de ameaças praticadas contra o atual governador de São Paulo, João Dória, e contra o ex-candidato a Presidência da República, João Amoêdo. O aparelho foi apreendido e será periciado.

O caso começou a ser apurado no dia 11 de maio deste ano, quando o delegado geral da Polícia Civil da Paraíba, Isaías Gualberto, tomou conhecimento que Ricardo Coutinho estava sendo extorquido e ameaçado de morte.

Ex-governador Ricardo Coutinho estava sendo extorquido e ameaçado de morte — Foto: Junior Fernandes/Secom-PB/Arquivo

Ex-governador Ricardo Coutinho estava sendo extorquido e ameaçado de morte — Foto: Junior Fernandes/Secom-PB/Arquivo

Segundo as investigações, o político recebeu por meio de uma rede social ameaças dizendo que uma organização criminosa, com atuação nacional, havia sido contratada por R$ 2 milhões para matá-lo. O suposto homicídio ocorreria no dia 16 de maio deste ano, mas a ordem seria cancelada se a vítima pagasse R$ 3 milhões ao comando da organização.

Em seguida, o suspeito revelava dados pessoais da vítima, para demonstrar que conhecia a rotina do ex-governador. O autor das ameaças chegou a enviar a imagem de um temporizador, indicando que o tempo para o pagamento exigido estava acabando .

O Grupo de Operações Especiais da Polícia Civil da Paraíba (GOE) foi acionado para investigar o caso. Com apoio da Unidade de Inteligência e do Laboratório de Operações Cibernéticas do Ministério da Justiça e Segurança Pública, a equipe conseguiu identificar e localizar o suspeito na cidade de Santa Cruz de Capibaribe, em Pernambuco.

Preso foi encaminhado ao presídio de Santa Cruz do Capibaribe — Foto: Ney Lima/Divulgação

Preso foi encaminhado ao presídio de Santa Cruz do Capibaribe — Foto: Ney Lima/Divulgação

Após ter a prisão decretada pela Justiça, o homem foi conduzido para o Presídio de Santa Cruz de Capibaribe pelo GOE, com o apoio de equipes da 17ª Delegacia Seccional de Polícia Civil de Pernambuco.

Apesar da prisão, as investigações continuam porque a polícia acredita que outras pessoas possam ter sido vitimas dos mesmos crimes.

G1

 

Paraíba registra 6.238 infectados, 1997 recuperados e 245 mortes pela Covid-19

A Secretaria de Saúde registrou nesta quinta-feira (21), um total de 245 mortes por covid-19 na Paraíba.

O boletim epidemiológico divulgado no fim da tarde também registrou 6.238 casos confirmados, 1.997 recuperados e 6.245 casos recuperados.

De acordo com o boletim divulgado pela SES, a Paraíba tem a ocupação das Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) em 76%, e enfermarias em 54%.

Os casos confirmados estão em  161 municípios paraibanos:

Água Branca (1); Aguiar (1); Alagoa Grande (24); Alagoa Nova (7); Alagoinha (30); Alhandra (69); Amparo (10); Aparecida (1); Araçagi (29); Arara (6); Areia (30); Areial (4); Aroeiras (13); Baia da Traição (28); Bananeiras (14); Barra de Santa Rosa (1); Barra de Santana (9); Barra de São Miguel (1); Bayeux (191); Belém (13); Belém do Brejo do Cruz (1); Boa Vista (1); Bom Jesus (1); Boqueirão (5); Borborema (1);  Brejo do Cruz (4); Caaporã (172); Cabedelo (288); Cachoeira dos Índios (2); Cacimba de Dentro (4); Caiçara (12); Cajazeiras (42); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (4); Campina Grande (421); Capim (19);  Casserengue (1); Catingueira (2), Catolé do Rocha (12); Caturité (1); Conceição (2);  Condado (27);  Conde (62); Congo (11); Coremas (11); Coxixola (3); Cruz do Espírito Santo (86); Cuité (1);  Cuité de Mamanguape (2); Cuitegí (16); Curral de Cima (2);  Duas Estradas (7); Esperança (18); Fagundes (2); Gado Bravo (12);  Guarabira (238); Gurinhém (16); Gurjão (3); Ibiara (2); Igaracy (2); Imaculada (4); Ingá (10); Itabaiana (45); Itaporanga (4); Itapororoca (18); Itatuba (14); Jacaraú (7); Jericó (1);  João Pessoa (2226); Joca Claudino (1); Juarez Távora (8); Juazeirinho (38);  Junco do Seridó (4); Juripiranga (25); Juru (1); Lagoa (3); Lagoa de Dentro (4); Lagoa Seca (22); Lastro (1); Logradouro (7); Lucena (40); Malta (6); Mamanguape (28); Manaíra (1); Mari (60); Marizópolis (4); Massaranduba (10); Mataraca (10); Matinhas (3); Mato Grosso (3); Matureia (7); Mogeiro (1);  Montadas (1); Monteiro (13); Mulungu (6); Natuba (1); Nova Floresta (1), Nova Olinda (1); Olho D´Água (1); Passagem (1); Patos (374); Paulista (3); Pedras de Fogo (98); Piancó (9); Picuí (1); Pilar (23); Pilões (5); Pilõezinhos (15); Pirpirituba (7); Pitimbu (57); Pocinhos (1);  Pombal (13); Princesa Isabel (5); Puxinanã (2);  Queimadas (25); Quixabá (5); Remígio (24); Riachão do Bacamarte (31);  Riachão do Poço (1); Riacho dos Cavalos (2); Rio Tinto (19); Salgado de São Felix (12); Santa Helena (1); Santa Luzia (17); Santa Rita (375); Santa Terezinha (3); São Bento (31); São João do Rio do Peixe (6); São João do Tigre (1); São José da Lagoa Tapada (12); São José de Caiana (5); São José de Espinharas (2); São José de Piranhas (4); São José do Bonfim (5); São José do Sabugi (39); São José dos Cordeiros (2); São José dos Ramos (4); São Mamede (6); São Miguel de Taipu (11);  São Sebastião de Lagoa de Roça (9); São Vicente do Seridó (7); Sapé (126); Serra Branca (2); Serra da Raíz (5); Serra Redonda (2); Serraria (2); Sertãozinho (6); Sobrado (4); Solânea (27);  Soledade (2); Sousa (100); Sumé (1); Tacima (3); Taperoá (26); Tavarez (1); Teixeira (9);  Uiraúna (4); Umbuzeiro (17); Várzea (1); Vieirópolis (2); Vista Serrana (1).

15 óbitos foram confirmados

Homem idoso, 68 anos, com comorbidade, diabético, cardiopata, residente João Pessoa. Início dos sintomas 06/05, interno em hospital público, veio a óbito no dia 07/05.

Homem, 57 anos, com comorbidade, doença hepática crônica, etilista, tabagista, residente em Cruz do Espírito Santo. Início dos sintomas 15/05, interno em hospital público, veio a óbito no dia 20/05.

Homem idoso, 66 anos, sem  comorbidade, residente em Cachoeira dos Índios. Início dos sintomas 04/05, interno em hospital público, veio a óbito no dia 20/05.

Homem, 27 anos, com comorbidade, diabético, residente em João Pessoa. Início dos sintomas 04/05, interno em hospital público, veio a óbito no dia 10/05.

Homem, 35 anos, sem  comorbidade, residente em João Pessoa. Início dos sintomas 24/04, interno em hospital público, veio a óbito no dia 21/05.

Homem, idoso 89 anos, sem comorbidade, residente em Campina Grande. Início dos sintomas 10/05, interno em hospital público, veio a óbito no dia 21/05.

Homem, 35 anos, com comorbidade, diabético, residente em Cajazeiras. Início dos sintomas 08/05, interno em hospital público, veio a óbito no dia 20/05.

Homem, idoso 61 anos, com comorbidade, diabético, residente em Conde. Início dos sintomas 04/05, interno em hospital público, veio a óbito no dia 16/05.

Homem, idoso 97 anos, sem informação de comorbidade, residente em  João Pessoa. Início  dos sintomas 25/04, veio a óbito em sua residência no dia 10/05.

Homem, idoso 68 anos, sem comorbidade, residente em João Pessoa. Inicio dos sintomas 22/04, veio a óbito em sua residência no dia no dia 10/05.

Mulher idosa, 65 anos, com comorbidade, diabética, hipertensa, doença hepática crônica, doença cardiovascular crônica, residente em Caiçara. Início dos sintomas 29/04, interna em hospital público, veio a óbito no dia 10/05.

Homem idoso, 73 anos, com comorbidade, hipertenso, residente em Santa Rita. Início dos sintomas 16/04, veio a óbito na unidade de pronto atendimento no dia 20/05.

Homem, 55 anos, com comorbidade, doença renal crônica, residente em João Pessoa. Início dos sintomas 09/05, interno em hospital público, veio a óbito no dia 20/05.

Mulher idosa, 90 anos, com comorbidade, doença neurológica crônica, doença cardiovascular, residente em  Campina Grande. Início dos sintomas 06/05, interna em hospital público, veio a óbito no dia 18/05.

Homem idoso, 97 anos, com comorbidade, diabético, residente em  Alhandra. Início dos sintomas 08/05, interno em hospital público, veio a óbito no dia 20/05

Confira abaixo:

 

pbagora