Arquivo da tag: palanque

Zenóbio admite subir no mesmo palanque que Paulino em prol de candidatura de Cássio ou de Lira

zenobio-e-paulinoAdversários políticos históricos na Paraíba os Tocasnos e Paulinos disputam o voto do eleitorado na cidade Guarabira, reduto eleitoral das duas famílias. Apesar de todo passado caminhando em lados opostos, o prefeito de Guarabira, Zenóbio Toscano (PSDB), não vê empecilho de dividir o palanque com o ex-governador Roberto Paulino (PMDB) no pleito de 2018.

Ele descartou compor com Paulino, mas disse que não faz objeção de que o peemedebista venha apoiar uma possível candidatura do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) a governador. “Nada impede que ele possa votar no mesmo candidato que eu vote. Não há nenhuma possibilidade de nós estarmos em composição, agora se ele quiser votar com Cássio, não há problema”, declarou em entrevista ao programa Correio Debate, da 98 FM, nesta segunda-feira (23).

Já Paulino, na semana passada, defendeu que os partidos que se uniram em favor da candidatura de reeleição do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), como PSDB, PMDB e PSD, formem uma coalizão de forças em torno do nome do senador Raimundo Lira (PMDB) para lançá-lo como candidato a governador.

Zenóbio, apesar de defender a candidatura de Cássio, afirmou que não tem restrição ao peemedebista. “Não descarto votar em Lira, tenho com ele um bom relacionamento, inclusive, tem nos ajudado com emendas parlamentares. Nós temos hoje cerca de R$ 15 milhões em emendas tramitando na Caixa Econômica Federal e outros projetos já em execução, entre eles, temos a ajuda de Raimundo Lira”, disse.

blogdogordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Cássio admite licença e garante apoio incondicional a Cartaxo: ‘Vou subir no palanque’

cassioelucianoO senador Cássio Cunha Lima (PSDB) admitiu nesta sexta-feira (19) a possibilidade de se licenciar do mandato após a votação do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff (PT) e garantiu que irá subir no palanque do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD).

O tucano pôs fim às especulações de que não iria participar da campanha do prefeito Luciano Cartaxo ao destacar o trabalho do chefe do executivo municipal na cidade.

“O apoio é incondicional, é convicto. O prefeito Luciano Cartaxo está concluindo uma ação administrativa melhor para João Pessoa, que permite que ele continue com essa ação como os outros tiveram chance na perspectiva da população dar mais chance de prosseguir o trabalho. Vou participar da campanha, vou subir no palanque, vou trazer a minha solidariedade à candidatura ao prefeito Cartaxo e Manoel Júnior”,  assegurou.

Ele deixou claro, porém, que o gestor não precisa de “padrinho político”, pois tem “competência” e “serviço prestado” para apresentar à população.

“Não tenho necessidade de aparecer ou de me esconder porque eu não sou candidato. Os candidatos e os eleitores são os protagonistas. Luciano Cartaxo não precisa de apadrinhamento para disputar a eleição porque ele tem trabalho, o que mostrar a João Pessoa, dispensa de padrinho, os eleitores escolhem dentro de suas convicções. Isso é uma coisa ultrapassada, é coisa de coronel querer apadrinhar candidatura. A minha participação será como senador, mas reconhecendo que o protagonismo é dos candidatos, não dos que os apoiam”, disse.

Cássio confirmou que irá conversar com Deca do Atacadão e com a bancada do PSDB no Senado para estudar uma provável licença do mandato.

“Irei conversar com o primeiro suplente Deca para saber da disponibilidade dele para assumir, segundo, vou conversar com minha bancada, tenho um procedimento médico para fazer, a licença não seria propriamente para fazer campanha eleitoral, vou precisar realizar uma pequena cirurgia, se tudo estiver bem na saúde, visitarei os municípios”, falou.

Blog do Gordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Mercadante contra FHC: “precisa sair do palanque”

mercadanteO ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, rebateu nesta quarta-feira 12 as críticas feitas pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, de que a presidente Dilma Rousseff estaria “quebrando o País” com a proposta, enviada ao Congresso, de alterar a meta do superávit primário. Mercadante defendeu que o tucano ‘desça do palanque’.

“Eu acho que é preciso, quando acaba a eleição, a gente sair do palanque, discutir as coisas com mais racionalidade, especialmente para quem foi governo e enfrentou dificuldades, lembrando que as crises enfrentadas no passado eram muito menores do que as que tem hoje”, disse o ministro.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Mercadante afirmou ainda entender “esse tipo de intervenção”, pois esteve durante muito tempo na oposição, mas ressaltou que o Brasil tem bases sólidas. Segundo ele, o governo Dilma está “pronto para comparar qualquer indicador”.

Mais cedo, durante uma palestra, FHC afirmou, sobre o projeto que altera o cálculo do superávit, que o governo tenta “driblar” a meta fiscal, e ironizou, afirmando que nem mesmo o Rei Pelé conseguiria tal façanha. “É um drible que não dá certo, vai mostrar a incompetência de bem gerir a economia do Brasil, é um gol contra, não tem sentido”, disse.

Ele rebateu também crítica anterior que recebeu da petista durante a campanha eleitoral, de que havia quebrado o País três vezes. “A Dilma falou que eu quebrei o País três vezes, não sei quando. Agora é ela quem está quebrando (o país)”, afirmou o tucano, que proferiu palestra em um evento de tecnologia hoje, em São Paulo.

 

brasil247

Para cientista político, RC pode sair ganhando ao colocar ‘um pé no palanque de Dilma e outro no de Marina’

jose-henrique-artigasA morte do presidenciável, Eduardo Campos (PSB), e primeira pesquisa apontando empate técnico entre Marina (PSB) e Aécio (PSDB), mudou totalmente o cenário político no Brasil e também na Paraíba. Para o cientista político, José Hernique Artigas, o governador e candidato à reeleição, Ricardo Coutinho (PSB), pode ‘sair ganhando’ ao colocar ‘um pé no Palanque de Dilma (PT) e um no de Marina (PSB).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Para o cientista, antes do lançamento oficial da candidatura de Marina, o governador era natural que o governador se aproximasse mais do palanque de Dilma, porém com Marina na disputa, ‘por ela ser mais próxima de Ricardo’, se o PSB liberar os candidtos ‘é possível que ele saia ganhando botando um pé no palanque de Dilma e outro no de Marina’.

Artigas destacou que se Marina continuar crescendo, como na primeira pesquisa, onde ela figura um empate técnico com Aécio Neves, Coutinho vai se colar e pode ter mais votos ligado à Marina que teria ligado a Eduardo.

Marília Domingues

 

Lucélio diz que Couto se comprometeu a subir no palanque de Vené quando Lula e Dilma vierem à PB

cartaxoO pré-candidato a senador e presidente municipal do PT, Lucélio Cartaxo, garantiu que o deputado federal Luiz Couto (PT), vai subir no palco de Veneziano, ainda que seja apenas quando Dilma e Lula estiverem.

Lucélio esteve reunido com Couto e afirmou que mostrou para o parlamentar, a importância de ter um senador representando o PT na chapa e que o partido que eles estão apoiando faça parte da base de Dilma. “O deputado Luiz Couto entendeu o processo e a necessidade de ter um partido unido e forte. Foi uma reunião tranquila. Ele vai nos apoiar na candidatura ao senado e se comprometeu com a pré-candidatura”, diz.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Em relação a Veneziano, Lucélio destacou que Couto se comprometeu a subir no palanque quando Dilma e Lula vierem e também destacou que não iria entrar em confronto com Veneziano. “Isso é um avanço muito grande”, destacou.

paraiba.com

Cássio revela que prefeitos ‘aliados’ de RC estarão em seu palanque

 

cassioO senador Cássio Cunha Lima, pré-candidato a governador pelo PSDB, disse que o governador Ricardo Coutinho (PSB) está intimidando prefeitos, numa tentativa de impedir que eles deixem a base governista para anunciar apoio à candidatura tucana na Paraíba.

Segundo Cássio, o que prevalece neste instante, é a perseguição aos prefeitos, para que se mantenham alinhados ao governo, e para isso o atual governador está usando de sua estrutura para ‘convencê-los’.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Em contato com o MaisPB, Cássio revelou que vários prefeitos que hoje estão ao lado do governador lhe telefonaram explicando os motivos pelos quais não podem “colocar a cara de fora agora”. O senador deixou a entender que a confirmação do apoio desses gestores virá mais adiante. Ele acredita que em breve mais gestores se incorporarão aos prefeitos que já anunciaram adesão ao seu projeto político.

MaisPB

Couto aceita aliança com o PMDB, mas não sobe no palanque de Vené

LUIZ COUTOO deputado federal, Luiz Couto (PT-PB), revelou, nesta segunda-feira (26), que não subirá no palanque do ex-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), nas eleições deste ano. Para justificar seu posicionamento, Luiz Couto disse ter problemas com alguns integrantes do PMDB e acusou o ex-governador José Maranhão de tentar lhe derrotar de todas as formas em 2010. “Tenho coerência, não vou subir no palanque de quem tentou me derrotar, e era dessa forma: vamos derrotar o velhinho”, observou.

Em relação ao seu voto para governador, Luiz Couto escondeu o jogo e não revelou em que votaria. Mesmo acenando para o apoio a reeleição de Ricardo Coutinho, Couto preferiu não manifestar sua posição e disse que o “voto é secreto”.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Questionado sobre uma possível ingratidão dele com o PMDB, pelo fato de o partido ter manifestado apoio ao PT desde 2002, Couto lembrou que em 2010 o partido governava o Estado e a prefeitura de Campina Grande, mas mesmo assim Dilma perdeu na cidade porque os peemedebistas não fizeram campanha para a petista. “Na época da aliança com Cícero no 2° turno, o PMDB não pedia voto em Campina Grande, e por isso foi preciso organizar um comitê para a presidente”, contou.

Alexandre Freire – MaisPB

Cotado para assumir coordenação de campanha de Aécio, Cássio participa de reunião para debater palanque no Piauí

cassioCotado para assumir a coordenação geral da campanha do presidenciável Aécio Neves, o senador Cássio Cunha Lima é presença confirmada em reuniões ao lado do mineiro para discutir a formação de palanque no Piauí.

Os encontros estão agendados para a próxima terça-feira (14), em Brasília. A informação é do colunista Lauro Jardim, da Revista ‘Veja’.

 

Luis Torres

 

2014: Dilma pede a Aguinaldo Ribeiro que garanta palanque para ela

dilma e aguinaldoA presidente Dilma Rousseff (PT) se reuniu com o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro (PP) no último final de semana para analisar o cenário político para as eleições 2014. De acordo com o ministro, Dilma quer uma aliança formal com o PP em 2014 e garantiu que subirá no palanque progressista nos estados. Ribeiro é cotado para ser candidato do planalto na Paraíba.

“Analisamos os palanques nos estados, mas houve uma solicitação para garantir o palanque dela”, afirmou Agnaldo Ribeiro sobre o encontro com a presidente. Ele é cotado para ser candidato pelo bloco formado pelo PP, PT e PSC na Paraíba e o preferido da presidência na disputa pelo Governo do Estado.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
Agnaldo Ribeiro defendeu apoio formal do PP à reeleição de Dilma. Na eleição passada, apesar do apoio de caciques do partido, a legenda não definiu o apoio oficial à Dilma. Como não entrou na coligação, o tempo de TV do PP foi dividido igualmente entre todos os candidatos à Presidência.

MaisPB com Camorotti