Arquivo da tag: pai

Bolsonaro rebate Bachelet com ataque a pai torturado

O presidente Jair Bolsonaro respondeu a críticas da ex-presidente do Chile Michelle Bachelet atacando seu pai, Alberto Bachelet, torturado e morto pela ditadura de Augusto Pinochet no país. Alta Comissária para Direitos Humanos da ONU, ela disse em entrevista que o “espaço democrático” no Brasil estava encolhendo.

Em redes sociais, Bolsonaro, que estará na Assembleia Geral da ONU neste ano, publicou uma foto em que a ex-presidente chilena aparece ao lado de Dilma Rousseff e Cristina Kirchner, ex-presidentes de Brasil e Argentina.

“Seguindo a linha do (Emmanuel) Macron (presidente da França) em se intrometer nos assuntos internos e na soberania brasileira, (Michelle Bachelet)investe contra o Brasil na agenda de direitos humanos (de bandidos), atacando nossos valorosos policiais civis e militares”, escreveu Bolsonaro. “Diz ainda que o Brasil perde espaço democrático, mas se esquece que seu país só não é uma Cuba graças aos que tiveram a coragem de dar um basta à esquerda em 1973, entre esses comunistas o seu pai brigadeiro à epoca”, concluiu, no Facebook.

Aos jornalistas em Brasília, na manhã desta quarta, ele reiterou as críticas. “Parece que quando tem gente que não tem o que fazer, como a senhora Michelle Bachelet, vai lá para cadeira de direitos humanos da ONU. Passar bem, dona Michelle”. Bolsonaro ainda desejou “pêsames” para Bachelet. “A única coisa que tenho em comum com ela é a esposa que tem o mesmo nome. Fora isso, fora isso, meus pêsames a Michelle Bachelet”, disse o presidente.

 

Foto: Reuters
Terra

 

 

Pai de criança atropelada por caminhão na PB vai responder por homicídio culposo, diz delegada

O pai que atropelou o filho acidentalmente na manhã desta quinta-feira (29), em Monte Horebe, no Sertão da Paraíba, vai responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, conforme a delegada de homicídios de Cajazeiras, Yvina, responsável pelo caso. O menino, de 1 ano e dois meses, morreu após ser atropelado por um caminhão caçamba conduzido pelo pai, quando corria para abraçá-lo.

“O pai vai responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, o que a gente trata também como negligência, imprudência e imperícia. Mas é preciso salientar que, em casos como esse, em análise judicial, o juiz pode aplicar um perdão judicial se o sofrimento do pai for muito mais intenso do qualquer penalidade que ele possa ter”, explicou a delegada.

Menino foi atingido por pneu traseiro de caminhão

De acordo com a delegada, a vítima, Márcio Ryan, foi atingida na cabeça por um dos pneus traseiros do caminhão caçamba conduzido pelo pai, de 54 anos. “Antes de entrar no caminhão, o pai estava brincando com o filho dentro de casa, se despedindo para ir trabalhar. Quando ele entrou no caminhão, a criança correu ao encontro dele novamente, mas ele não percebeu”.

Conforme Yvina, o pai precisou dar marcha à ré no caminhão caçamba para sair de casa. Foi nesse momento que o menino estava atrás do veículo e o pai acabou não percebendo que o filho estava no local.

“Infelizmente, na hora que ele saiu com o caminhão de ré, o menino estava atrás do veículo e acabou sendo atingido na cabeça por um dos pneus traseiros do veículo. O pai ainda pegou o menino nos braços e acionou o Samu ao local, mas a criança já estava morta”, contou a delegada.

Mãe pediu para verificar corpo do filho

Ainda conforme relato da delegada ao G1, a mãe da criança, que está em choque, fez um único pedido à polícia. “Todos estão em choque com o que aconteceu. A mãe da criança, que não acredita no que aconteceu, pediu pra que a gente verificasse o corpo do filho, pra saber se o menino havia sofrido muito na hora da morte”, disse Yvna.

De acordo com a delegada, a perícia analisou o caminhão caçamba e no veículo não há nenhuma marca do acidente. “Pelo que a gente analisou no local, a criança pode ter ido à óbito com a pancada que sofreu na cabeça. No local não há nenhum sinal do acidente, não há marcas ou restos encefálicos da criança no pneu do caminhão”, salientou.

Caso é investigado na Delegacia de Homicídios de Cajazeiras — Foto: Beto Silva/TV Paraíba

Caso é investigado na Delegacia de Homicídios de Cajazeiras — Foto: Beto Silva/TV Paraíba

Testemunhas serão ouvidas na terça-feira (3)

A delegada informou que a família da criança e testemunhas serão ouvidas no dia 3 de setembro. “As oitivas estão marcadas pra próxima terça-feira. Todos da família e testemunhas que estavam no local vão prestar esclarecimentos do caso na delegacia”, pontuou.

G1

 

Criança morre após ser atropelada por caminhão conduzido pelo pai, na PB

Uma criança de 1 ano e dois meses morreu na manhã desta quinta-feira (29) após ser atropelada acidentalmente pelo pai, em Monte Horebe, no Sertão da Paraíba. De acordo com as primeiras informações da Polícia Militar, o homem estaria tirando um caminhão caçamba da garagem de casa quando, sem perceber, atropelou o filho.

O caso aconteceu no bairro São José. Segundo relato de testemunhas à PM, o pai de Márcio Ryan estaria tirando o caminhão caçamba da garagem de casa para ir trabalhar, quando o menino correu para abraçar o pai. Sem perceber que a criança estava no local, o homem acabou atropelando o filho.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada ao local, mas constatou que o menino já estava morto. Ainda segundo a PM, ao perceber que tinha atropelado o filho, o pai da criança passou mal e precisou ser atendido por uma equipe médica do Samu.

G1

 

Filho mandou matar pai por R$ 4 mil e irmã seria a próxima, diz polícia

Paula Carvalho seria a próxima vítima do irmão adotivo Paulo Rodrigo Ribeiro Teixeira de Carvalho, preso nesta segunda-feira (26), suspeito de mandar matar o pai adotivo, o auditor fiscal Paulo Germano Teixeira de Carvalho, de 67 anos. Ele morreu no dia 7 de julho em um falso assalto numa granja em Paratibe, na Zona Sul de João Pessoa.

Durante entrevista coletiva na tarde desta segunda (26), o delegado Hugo Helder disse que o crime foi planejado por Paulo Rodrigo e que ele pagaria R$ 4 mil ao homem que seria executor do assassinato, Diego da Silva Cavalcanti.

O plano

O plano inicial de Rodrigo era que Diego matasse o auditor fiscal quando ele saísse de uma missa, no dia 7 de julho, mas o pneu da moto utilizada no crime furou e a ideia acabou sendo adiada. Conforme o delegado, Rodrigo levou os parentes que estavam na granja para outro local e deixou o portão destrancado, o que facilitou o acesso de Diego à granja.

De acordo com a polícia, Diego matou o auditor fiscal depois que ele chegou à granja, após a missa, com três tiros e roubou celulares e uma quantia de R$ 1.800 em dinheiro, para simular o assalto. O acordo era que esse dinheiro ficaria com Diego, que receberia depois mais R$ 4 mil pelo assassinato.

Mais envolvidos

Segundo a polícia, o irmão de Diego, Carlos Roberto Ferreira Pontes, também estaria envolvido no caso e seria o responsável por mediar a comunicação entre Diego e Rodrigo após o assassinato.

Mais vítimas

Depois do crime, o plano do trio era executar mais duas pessoas, sendo a irmã de Rodrigo, Paula Carvalho, e uma pessoa que estaria cometendo pequenos furtos nas imediações da casa do suspeito. Paula acusa o irmão adotivo de mandar matar o pai deles por causa de herança.

Prisão

Rodrigo, Diego e Carlos foram presos na Operação Édipo, que leva o nome do personagem da mitologia grega que matou o pai. Os três foram levados para a Central de Polícia no Geisel, em João Pessoa, onde estão à disposição da Justiça.

Conforme o delegado Hugo Helder, outras pessoas são investigadas como suspeitas de participação no crime, como o caseiro que estava na granja no dia do assassinato e também é a principal testemunha.

 

portalcorreio

 

 

Pai e filho morrem afogados em barreiro entre Puxinanã e Montadas, no Agreste da PB

Pai e filho morreram afogados na tarde desta quinta-feira (22), em um barreiro que fica entre as cidades de Puxinanã e Montadas, no Agreste paraibano. Segundo as informações do Corpo de Bombeiros, o filho havia caído no barreiro e o pai pulou na água para tentar salvá-lo, mas os dois acabaram morrendo.

O afogamento foi confirmado pelo Corpo de Bombeiros de Campina Grande, por volta das 16h30. O barreiro onde o caso ocorreu fica às margens da rodovia estadual PB-115.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi ao local para retirar os corpos. O pai era um agricultor de 48 anos de idade e filho era um adolescente de 13 anos de idade.

G1

 

Paiva Netto: Jesus e Seu Pai

No segundo domingo de agosto, celebramos o Dia dos Pais. Que alegria! Como são importantes esses benfeitores em nossas existências!

Considero oportuno apresentar-lhes trechos de uma página digna da admiração de todos. Seu autor, o Espírito Emmanuel, foi buscar no Evangelho do Cristo um excelente modelo para nós. Por intermédio do mundialmente famoso médium Chico Xavier (1910-2002), ele exalta a relevância que teve o bem-aventurado pai de Jesus na Terra.

José da Galileia foi um homem tão profundamente espiritual que seu vulto sublime escapa às análises limitadas de quem não pode prescindir do material humano para um serviço de definições.

“Já pensaste no cristianismo sem ele?

“Quando se fala excessivamente em falência das criaturas, recordemos que houve tempo em que Maria e o Cristo foram confiados pelas Forças Divinas a um homem.

“Entretanto, embora honrado pela solicitação de um anjo, nunca se vangloriou de dádiva tão alta.

“Não obstante contemplar a sedução que Jesus exercia sobre os doutores, nunca abandonou a sua carpintaria.

“O mundo não tem outras notícias de suas atividades senão aquelas de atender às ordenações humanas, cumprindo um édito de César e as que no-lo mostram no templo e no lar, entre a adoração e o trabalho.

“Sem qualquer situação de evidência, deu a Jesus tudo quanto podia dar.

“A ele deve o cristianismo a porta da primeira hora, mas José passou no mundo dentro do divino silêncio de Deus”.

Pilares da família

Se observarmos à nossa volta, não será difícil identificar numerosos dedicados pais, cuja discrição em cumprir seus nobres deveres nos faz lembrar o exemplo de José da Galileia.

A maioria deles, provavelmente, não terá seus nomes catalogados pela História; contudo, o resultado de seus esforços educativos se prolongará nas virtudes que souberem desenvolver nos filhos ou nos bons frutos de nobilitantes obras realizadas. Nas árvores genealógicas em que estão inseridos e com a qual decididamente colaboram, poderão ser reconhecidos como seus grandes pilares.

Por vezes silenciosos, mas atuantes, ao lado de suas companheiras, nossas generosas mães, promovem a sustentabilidade da luminosa instituição da Família. No seio delas, quando sob a proteção de Deus, a paz mundial encontra campo fértil de semeadura e germinação.

Aproveito para saudar também meu querido pai, Bruno Simões de Paiva (1911-2000). Quanto aprendi com ele! Recentemente comentava com alguns auxiliares que foi ele quem me instruiu sobre a expressão latina “Fiat Lux”, extraída do livro Gênesis, de Moisés, 1:3 e 4: “E disse Deus: ‘Faça-se a Luz!’ E houve Luz. E viu Deus que era boa a Luz; e fez a separação entre a Luz e as trevas”. De seus bondosos ensinamentos, sempre junto do amor de minha mãe, Idalina Cecília de Paiva (1913-1994), muita claridade se fez em meu aprendizado juvenil.

Aos pais que me honram hoje com sua leitura, as homenagens de todos nós da LBV.

José de Paiva Netto, jornalista, radialista e escritor.

paivanetto@lbv.org.br — www.boavontade.com

 

‘Gabriel é para mim a maior representatividade de alegria’, diz pai do cantor morto em acidente aéreo

O pai do cantor Gabriel Diniz, morto na segunda-feira (27) em um acidente aéreo em Sergipe, afirmou nesta terça que o filho “é a maior representatividade da alegria”. Francisco Cizinato Lacerda Diniz falou com a imprensa durante o velório do filho, em João Pessoa.

“Este momento que a gente tá passando é difícil, é muito difícil realmente. Às vezes você pensa que está sonhando, mas não está. Neste momento, eu falo para os fãs que não se sintam tristes, porque o Gabriel é pra mim a maior representatividade da alegria. Eu não me incomodo se as pessoas se manifestarem com alegria neste momento, de maneira alguma. A gente tem que guardar as coisas boas que ele deixou pra gente”, disse o pai do cantor.

GD, como Gabriel Diniz era chamado, nasceu em Campo Grande (MS), mas foi criado em João Pessoa (PB), onde morava e construiu sua carreira, marcada pela irreverência nas letras, nas roupas e na presença de palco.

Gabriel Diniz — Foto: Reprodução/Instagram

Gabriel Diniz — Foto: Reprodução/Instagram

O estouro veio no segundo semestre do ano passado, com “Jenifer”, o grande hit do último verão. A música divertida sobre uma mulher encontrada no Tinder foi a primeira de Diniz a chegar ao topo das paradas de todo o Brasil.

Os maiores sucessos anteriores dele eram “Paraquedas”, com Jorge e Mateus (18 milhões de visualizações no YouTube) e “Acabou, acabou”, com Wesley Safadão (62 milhões). GD tinha empresários em comum com Safadão.

Gabriel Diniz canta em gravação do programa 'Só Toca Top', da TV Globo, no Rio de Janeiro, em julho de 2018 — Foto: Fábio Rocha/TV Globo

Gabriel Diniz canta em gravação do programa ‘Só Toca Top’, da TV Globo, no Rio de Janeiro, em julho de 2018 — Foto: Fábio Rocha/TV Globo

A queda da aeronave foi na tarde de segunda no povoado Porto do Mato, em Estância, sul de Sergipe. O corpo foi liberado às 21h do Instituto Médico Legal de Sergipe (IML), em Aracaju, e chegou por volta de 3h30 ao aeroporto Castro Pinto, na região da Grande João Pessoa.

O corpo de Gabriel Diniz chegou por volta de 5h desta terça-feira no ginásio onde acontece o velório, no bairro do Cristo Redentor.

Fãs chegaram de madrugada para velório

Durante toda a madrugada, fãs começaram a ocupar a entrada do ginásio Ronaldão para acompanhar o velório. A primeira parte da cerimônia, das 5h às 8h, ficou restrita à pedido da família. Após entrar no ginásio, fãs passavam por uma espécie de corredor para se aproximar do caixão de Gabriel.

O cantor Matheus, da dupla Matheus e Kauan, a youtuber e humorista Gkay e Renan da Resenha, também humorista, estavam entre os presentes.

Uma missa, também aberta ao público, será celebrada pelo Padre Luiz Carlos por volta de 15h. Uma hora depois, às 16h, o corpo do cantor seguirá em cortejo em carro aberto do Corpo de Bombeiros para o Cemitério Parque das Acácias, no bairro José Américo. O sepultamento será restrito a parentes de Gabriel.

Fãs de Gabriel Diniz fazem fila para ver caixão com o corpo do cantor em velório, em ginásio de João Pessoa  — Foto: Reprodução/TV Globo

Fãs de Gabriel Diniz fazem fila para ver caixão com o corpo do cantor em velório, em ginásio de João Pessoa — Foto: Reprodução/TV Globo

Mapa mostra local da queda de avião em que estava Gabriel Diniz — Foto: Arte G1/ Rodrigo Sanches

Mapa mostra local da queda de avião em que estava Gabriel Diniz — Foto: Arte G1/ Rodrigo Sanches

 

 

G1

 

 

Em Araçagi, homem é preso em flagrante depois de agredir o pai de 72 anos

Policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) prenderam em flagrante, na noite dessa quinta-feira (28), na zona rural do município de Araçagi, um homem suspeito de agredir o próprio pai, um idoso de 72 anos de idade.

Os militares foram informados, através de familiares da vítima que ligaram para o 190, de que o homem teria chegado na casa do pai, localizada no Sítio Gravatá de Piabas, com sinais visíveis de embriaguez, passando a agredi-lo fisicamente.

Quando a guarnição chegou ao local, o suspeito tinha evadido, mas de forma rápida os policiais conseguiram localizá-lo e prendê-lo. Ele foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil e autuado em flagrante pelo crime de lesão corporal.

 

4º BPM

 

 

Pai e filho morrem baleados na chegada à igreja em Mangabeira, na Capital

Pai e filho foram assassinados no bairro de Mangabeira, em João Pessoa, após estacionarem o veículo no qual estavam. O fato aconteceu na noite deste domingo (30) enquanto as vítimas chegavam à igreja onde assistiriam a um culto.

O pai identificado como Gouveia morreu na hora, com o corpo estirado no chão. O filho identificado como Cristiano foi levado até a ambulância do Samu, onde morreu após os primeiros socorros.

O caso foi registrado perto de um PSF em Mangabeira. Os autores que chegaram em um carro de cor branca e o motivo do crime não foram identificados. Nenhum suspeito do atentado foi detido durante as buscas feitas pela Polícia Militar.

O Samu confirmou ao ClickPB que enviou duas ambulâncias, sendo uma de suporte básico e outra de suporte avançado, para casos mais graves.

ClickPB

Foto: Reprodução/WhatsApp

Adolescente de 15 anos é apreendido suspeito de planejar morte do próprio pai na Capital

Armas que seriam utilizadas pelo adolescente para assassinar o pai foram apreendidas (Foto: Reprodução/Assessoria)

A Polícia Militar apreendeu no início da noite dessa terça-feira (20), um adolescente de 15 anos, suspeito de planejar a morte do seu próprio pai. Com ele apreendeu  dois revólveres que seriam usados para tirar a vida do pai, na comunidade do Aratu, em Mangabeira VIII, na zona sul da Capital. O jovem contou que pretendia cometer o homicídio por vingança.

Ao ser flagrado, ele revelou que estava procurando pelo pai para matá-lo, já que, segundo ele, há um ano o pai havia tentado matar a mãe dele, que se separou depois do fato. O adolescente foi levado para a Delegacia da Infância e Juventude, no Geisel.

Ele foi abordado ao passar de bicicleta por uma das viaturas do 5º Batalhão, que fazia rondas na comunidade. Os revólveres apreendidos com ele eram de calibres 38 e 32 e estavam todos com munições intactas.

ClickPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br