Arquivo da tag: pacientes

Três pacientes com suspeita de coronavírus morrem em 24 horas, em Campina Grande

Três pacientes com suspeita de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, morreram entre o domingo (5) e a segunda-feira (6), em Campina Grande, de acordo com o prefeito Romero Rodrigues. Segundo informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES), as três pessoas estavam internadas em estado grave no Hospital Municipal Dom Pedro I, que é referência no tratamento da infecção na cidade.

O primeiro caso foi de uma idosa, de 77 anos, que morava em Campina Grande e morreu no domingo (5). O segundo paciente foi um homem, de 56 anos, que também morava em Campina Grande. Ele morreu nesta segunda (6).

A terceira paciente foi uma mulher, de 55 anos, que morava no município de Olho D’água, no Sertão do estado. Antes de ser internada no Hospital Dom Pedro I, ela já havia sido transferida para Piancó, também localizada no Sertão paraibano. Ela tinha hipertensão e foi transferida para Campina Grande em estado grave de saúde.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), todos os três pacientes deram entrada no hospital com quadros graves de insuficiência respiratória, foram entubados, mas não resistiram à evolução da gravidade dos casos.

Já o secretário estadual de saúde, Geraldo Medeiros, informou que os pacientes também apresentavam sintomas de outras doenças como sepse, meningite e pneumonia. De acordo com ele, os testes serão realizados no Laboratório Central de Saúde Pública da Paraíba (Lacen-PB) já que os casos foram notificados como suspeitos.

G1

 

Familiares de pacientes com coronavírus na PB ficam isolados, mas não fazem testes

A Paraíba tem dez casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus, segundo informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgadas nesta sexta-feira (27). Porém, testes não estão sendo realizado em familiares e pessoas próximas a esses pacientes diagnosticados com a Covid-19. Aos familiares, recomenda-se isolamento domiciliar, de acordo com a SES. Ao paciente, a recomendação é a mesma, podendo ficar num cômodo isolado.

Três dos pacientes com diagnostico confirmado de coronavírus estão recuperados e apenas um segue em internação. Os outros seis estão bem e seguem acompanhados pelas vigilâncias municipais.

De acordo com a SES, durante a fase de mitigação da doença, com casos leves, não tem mudança no protocolo: os testes são realizados apenas pacientes hospitalizados.

Apenas um desses casos, uma mulher de 55 anos, está internada em leito regular de hospital privado na capital. João Pessoa registra um total de 7 casos confirmados. Igaracy, Sousa e Campina Grande têm um, cada.

Entre os casos confirmados nesta sexta-feira, está o do presidente do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB), Roberto Magliano. Ele tem 56 anos, mora em João Pessoa e segue em isolamento domiciliar, acompanhado pela vigilância municipal.

Foto: Francisco França/Secom-PB

G1

 

Paraíba tem 5 casos confirmados de Covid-19 e 31 pacientes internados

Em boletim divulgado no final da tarde desta quarta-feira (25), a Secretaria de Estado da Saúde confirmou mais dois casos positivos de Covid-19. Dentre as amostras analisadas pelo LACEN – PB, foram descartados 17.

De acordo com o Governo do Estado, 117 casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus já foram descartados. Não há registro de óbito pela contaminação do Covid-19 no estado.

Um dos casos confirmados no dia de hoje é o de uma mulher, de 55 anos, residente em João Pessoa, com histórico de contato com caso em investigação. Ela segue em isolamento domiciliar e é acompanhada pela vigilância municipal.

O outro caso positivo para o Covid-19 foi também de uma mulher, esta com 45 anos, moradora da Capital. Ele teve contato contato com caso em investigação. A paciente também encontra-se em em isolamento domiciliar, acompanhada pela vigilância municipal.

Ainda segundo a secretaria, a Paraíba possui 8 pacientes internados em Unidades de Terapia Intensiva e outros 23 em leitos regulares. Estas internações estão localizadas em:

Cajazeiras, Monteiro e João Pessoa – 23 (leitos regulares)
Sousa, Patos, Cajazeiras, Piancó e João Pessoa – 8 (UTI). Destes, 4 estão em hospitais privados na capital.

 

PB Agora

 

 

Paraíba registra quatro mortes de pacientes com suspeita de coronavírus

Quatro óbitos já foram registrados na Paraíba nos últimos sete dias de pacientes suspeitos de contágio pelo coronavírus. A informação foi confirmada pelo secretário Geraldo Medeiros, durante entrevista nesta segunda-feira (23).

Os casos foram registrados em João Pessoa, Monteiro e Patos. As amostras foram coletadas e o Governo aguarda a liberação dos resultados pelo Instituto Evandro Chagas, unidade referência para esse tipo de exame no Norte e Nordeste, para confirmar se foram ou não causados pelo contágio do vírus.

Agora, com a nova fase na efetivação do plano de contingência e enfrentamento da doença, que entrou na fase de mitigação, qualquer paciente que apresente sintomas e entrem em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da rede de saúde será considerado suspeito.

Boletim divulgado na manhã de hoje apontou que a Paraíba registra dois casos confirmados e mais de 200 sob investigação.

A Paraíba já conta com 205 hospitais e mais de 8.000 leitos, sendo 132 hospitais públicos, destes 32 estaduais e mais de 6.000 leitos são públicos.

A Sescretaria de Saúde disponibiliza quatro números para plantão de dúvidas da Vigilância em Saúde e Hospital Clementino Fraga, desde o dia 16/03/2020, cujo atendimento é realizado por especialista da área (99146-9790; 99146-9250; 99147-0810 e 98823-6186).

 

PB Agora

 

 

Paraíba notifica 4 novos casos suspeitos de coronavírus, diz SES; 18 pacientes são investigados

A Paraíba notificou mais mais quatro casos suspeitos do novo coronavírus (Covid-19) no estado, conforme uma atualização feita pela Secretaria de Estado da Paraíba no fim da tarde deste sábado (14). Com esses novos casos, a Paraíba soma 29 notificações, sendo que 18 seguem sob investigação e 11 foram descartados. Nenhum caso foi confirmado no estado.

Os casos só são oficialmente reconhecidos como suspeitos após confirmação do Ministério da Saúde (MS). Até as 16h45 deste sábado (14), o MS havia reconhecido 11 casos sob investigação na Paraíba e outros 11 descartados. Os números divulgados pelas secretarias estaduais e o Ministério da Saúde não são necessariamente iguais, já que os órgãos têm horários e procedimentos distintos para apresentação de seus boletins diários.

Suspeitas de coronavírus na Paraíba

  • 29 casos notificados por suspeita de Covid-19
  • 18 casos seguem sob investigação
  • 11 casos foram descartados

Governo decreta situação de emergência

O governador João Azevêdo decretou, nesta sexta-feira (13), situação de emergência em saúde pública por causa do aumento na confirmação de casos de contágio do novo coronavírus (Covid-19) no Brasil, que considera potenciais possíveis repercussões na Paraíba.

A medida tem caráter preventivo para assegurar estruturas necessárias para o enfrentamento de possíveis casos no estado, que possui 13,32% da população acima de 60 anos de idade, grupo mais vulnerável à doença.

G1

 

PB tem novos casos notificados por suspeita de coronavírus, diz SES; 17 pacientes são investigados

A Paraíba notificou mais dois casos suspeitos do novo coronavírus (Covid-19) no estado, conforme uma atualização feita pela Secretaria de Estado da Paraíba na noite desta sexta-feira (13). O caso da criança de seis anos que viajou aos Estados Unidos foi descartado após a realização de um exame que comprovou o contágio por H1N1. Com isso, sobe para 24 o número de notificações. Dezessete casos permanecem em investigação e sete foram descartados.

Os casos só são oficialmente reconhecidos como suspeitos após confirmação do Ministério da Saúde (MS). Até as 15h45 desta sexta-feira (13), o MS havia reconhecido os 16 casos sob investigação na Paraíba e outros seis descartados. Os números divulgados pelas secretarias estaduais e o Ministério da Saúde não são necessariamente iguais, já que os órgãos têm horários e procedimentos distintos para apresentação de seus boletins diários.

Os dois novos casos registrados na noite desta sexta são de um homem de 23 anos com histórico de viagem à Europa. Ele mora em Campina Grande e está em isolamento domiciliar. O segundo caso é de uma mulher de 37 anos que também tem histórico de viagem para o continente europeu. Ela mora em João Pessoa e também está em isolamento domiciliar.

Casos sob investigação (13/03)

  1. Homem, 37 anos, residente em Campina Grande com histórico de viagem para a Europa. Está em isolamento domiciliar.
  2. Mulher, 72 anos, residente em João Pessoa, com histórico de viagem aos Estados Unidos. Está em isolamento domiciliar.
  3. Mulher, 80 anos, residente em João Pessoa, com histórico de viagem para os Estados Unidos. Atendida na rede privada e aconselhado isolamento domiciliar.
  4. Mulher, 74 anos, residente em João Pessoa, com histórico de viagem para a Europa. Atendida na rede privada e aconselhado isolamento domiciliar.
  5. Homem, 65 anos, morador de João Pessoa, com histórico de viagem para os Estados Unidos. Foi recomendado isolamento domiciliar.
  6. Mulher, 35 anos, moradora de Cuité, com histórico de viagem para a Europa. Foi recomendado isolamento domiciliar.
  7. Mulher, 62 anos, moradora de João Pessoa, com histórico de viagem para os Estados Unidos. Foi recomendado isolamento domiciliar.
  8. Mulher, 58 anos, Moradora de João Pessoa, com histórico de viagem para os Estados Unidos. Foi recomendado isolamento domiciliar.
  9. Mulher, 35 anos, moradora de Cabedelo, com histórico de viagem para a Europa. Em observação em hospital privado com quadro de pneumonia.
  10. Homem, 40 anos, morador de João Pessoa, com histórico de viagem para os Europa. Foi recomendado isolamento domiciliar.
  11. Homem, 24 anos, morador de João Pessoa, com histórico de viagem para os Estados Unidos. Foi recomendado isolamento domiciliar.
  12. Mulher, 20 anos, Moradora de João Pessoa, com histórico de viagem para os Estados Unidos. Foi recomendado isolamento domiciliar.
  13. Mulher, 29 anos, moradora de João Pessoa com histórico de viagem para Europa. Foi orientado isolamento domiciliar.
  14. Homem, 62 anos, morador de João Pessoa com histórico de viagem para Europa. Foi orientado isolamento domiciliar.
  15. Homem, 32 anos, morador de João Pessoa com histórico de viagem para Europa. Foi orientado isolamento domiciliar.
  16. Homem, 23 anos, morador de Campina Grande com histórico de viagem para Europa. Foi orientado isolamento domiciliar.
  17. Mulher, 37 anos, moradora de João Pessoa com histórico de viagem para Europa. Foi orientado isolamento domiciliar.

Suspeitas de coronavírus na Paraíba

  • 24 casos notificados por suspeita de Covid-19
  • 17 casos seguem sob investigação
  • Sete casos foram descartados

Governo da PB decreta situação de emergência para ações de combate ao novo coronavírus

O governador João Azevêdo decretou, nesta sexta-feira (13), situação de emergência em saúde pública por causa do aumento na confirmação de casos de contágio do novo coronavírus (Covid-19) no Brasil, que considera potenciais possíveis repercussões na Paraíba.

A medida, que será publicada no Diário Oficial do Estado deste sábado (14), tem caráter preventivo para assegurar estruturas necessárias para o enfrentamento de possíveis casos no estado, que possui 13,32% da população acima de 60 anos de idade, grupo mais vulnerável à doença.

G1

 

Outra lei garante gratuidade em ônibus intermunicipal a pacientes com câncer

A Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP) informou nesta quinta-feira (13) que notificou o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado da Paraíba (Setrans-PB) para que cientifique os associados sobre o Estatuto do Portador de Câncer (lei estadual 11.298/2019), que garante o gratuidade da pessoa com câncer em transporte intermunicipal na Paraíba. A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) também foi notificada. Veja aqui a lei na página 2.

De acordo com o secretário Helton Renê, o Estatuto do Portador de Câncer (lei 11.298/2019) está em vigor e deve ser cumprido pelas empresas de transporte que operam nas linhas intermunicipais.

“Apesar da Lei do Passe Livre (9.115/2010) ter sido declarada inconstitucional pelo STF por vício de iniciativa, o Estatuto do Portador de Câncer está em plena vigência e tem que ser cumprido. Portanto, as pessoas que têm direito de utilizá-lo devem cobrar sua aplicação e, em caso de resistência das empresas, devem acionar os órgãos de defesa do consumidor. No caso da Capital, o Procon-JP”.

A lei em vigor aplica-se aos serviços de transporte público coletivo intermunicipal operados em linhas regulares, com veículos convencionais nas modalidades rodoviária, ferroviária e aquaviária. A lei ainda estipula a obrigatoriedade da reserva de 3% do total de assentos, em cada viagem, da capacidade indicada de cada veículo para uso preferencial do beneficiário do passe livre e do seu acompanhante, quando houver necessidade.

O Setrans foi procurado pelo Portal Correio para comentar o caso, mas o superintendente José Augusto Morosini informou que ainda não tinha informações sobre a notificação.

Gratuidade

O Estatuto do Portador de Câncer prevê, em seu artigo 16, o direito ao transporte gratuito da pessoa portadora de câncer em tratamento, comprovadamente carente (com renda de até dois salários mínimos), no sistema de transporte público coletivo intermunicipal. A lei estadual 11.298/2019 garante, ainda, que o doente poderá ser acompanhado e que o mesmo também terá passe livre, desde que o portador da doença comprove a necessidade de acompanhamento, que deve ser atestada por equipe médica autorizada, e que será identificado como seu responsável durante toda viagem.

Documentos

Para ter direito ao passe livre no transporte intermunicipal, o portador de câncer deverá apresentar como documentação, os dados do seu prontuário médico-hospitalar, atestados, laudos, resultados de exames, e biópsias, que devem estar devidamente assinados pelo médico que assiste o doente ou pelo hospital em que realiza o tratamento.

Atendimentos do Procon-JP na Capital 

  • Sede – segunda a sexta-feira: 8h às 14h na sede situada na Avenida D. Pedro I, nº 473, Tambiá
  • MP-Procon – segunda a sexta-feira: 8h às 17h na sede situada no Parque Solon de Lucena, Lagoa, nº 300, Centro
  • Uninassau: segunda a sexta-feira das 8h às 17h, no Núcleo de Práticas Jurídicas da Faculdade Uninassau, na av. Amazonas, 173, Bairro dos Estados
  • Telefones: 3214-3040, 3214-3042, 3214-3046, 2107-5925 (Uninassau) e 0800 083 2015

 

portalcorreio

 

 

Pacientes com câncer perdem gratuidade em ônibus intermunicipais na PB

Uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) tornou inconstitucional a lei estadual 9.115/10 que garantia gratuidade em ônibus intermunicipais dentro da Paraíba a pacientes com câncer e acompanhantes.

As informações foram repercutidas nesta sexta-feira (7), pela TV Correio, a partir do vídeo da telespectadora Edlane Palmeira, que questionou o porquê do benefício não estar mais disponível nos guichês das empresas.

A lei do ‘Passe Livre’, que valia desde 2010, dizia que o benefício atendia um portador de câncer e até três acompanhantes, sendo um acompanhante por viagem; apenas para o serviço regular convencional e ainda garantia que o transporte deveria ser sempre feito em acomodação adequada.

Em 2018, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado da Paraíba (Setrans-PB) acionou a Justiça contra a medida. No STF, a lei foi declarada inconstitucional por “vício de iniciativa”, ou seja, deveria ter sido criada por um Poder, mas foi elaborada por outro. A lei foi criada em 2010 pelo então deputado Quinto de Santa Rita e sancionada pelo governador da Paraíba na época, o atual senador José Maranhão (MDB).

A partir de agora, pacientes com câncer que precisem viajar dentro da Paraíba, junto com o acompanhante, deverão pagar passagens normalmente, seja preço inteiro ou valor de estudante, a depender da condição do passageiro.

O diretor do Instituto de Polícia Científica (IPC), Marcelo Burity, disse à TV Correio que o órgão emitiu mais de 4,5 mil carteirinhas para o benefício que era previsto na lei, mais 9 mil para acompanhantes. Ele explicou que o caso não cabe mais recurso porque já consta como “transitado em julgado” e só poderia ser alterado com a criação de uma nova lei.

 

(Foto: Reprodução/TV Correio)

TV Correio

 

 

Pacientes denunciam retenção de macas e oito viaturas do Samu sem funcionar no Hospital do Trauma

Pacientes do Hospital de Trauma denunciam que oito ambulâncias do Samu permanecem inativas no local e que está faltando macas para ajudar no atendimento de quem chega ferido. Segundo eles, os veículos estão parados há dias e não há previsão para que retomem os serviços. As reclamações já se estendem durante dias.

O Portal ClickPB entrou em contato assessoria do Hospital para obter mais detalhes sobre o caso. Segundo a assessoria, as ambulâncias chegaram por volta de  meio dia e permaneceram no local, sendo direcionadas aos atendimentos ao longo do dia. Já as macas ficaram paradas durante o processo de atendimento e depois foram liberadas.

Ainda segundo o órgão, o ocorrido foi um caso isolado e que ao longo da madrugada já não se registrava nenhuma ambulância no local.

 

ClickPB

 

 

Pacientes de hospital infantil na PB são transferidos após vazamento de gás

Pacientes que estavam no pronto atendimento do Hospital Infantil Arlinda Marques, em João Pessoa, foram transferidos para outros setores da unidade hospitalar, após um vazamento de gás que aconteceu no local, no final da tarde desta quinta-feira (26). Segundo informações do Corpo de Bombeiros, pessoas que inalaram o produto apresentaram irritação na garganta.

O local precisou ser evacuado para que uma inspeção fosse feita. Conforme o Corpo de Bombeiros, a enfermaria da Ala Amarela da Unidade Hospitalar foi isolada, mas não foi possível identificar a origem do vazamento.

Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que foi percebido um cheiro forte no pronto atendimento da unidade hospitalar. A situação fez com que o Corpo de Bombeiros fosse acionado imediatamente.

Ainda de acordo com a SES, após uma inspeção, os socorristas garantiram que o vazamento não aconteceu nas dependências do hospital. Por prevenção, os atendimentos que aconteceriam no pronto atendimento serão feitos no ambulatório.

Ainda de acordo com o Corpo de Bombeiros, a situação está sob controle e não há risco de morte para nenhuma das pessoas atingidas pelo produto.

Funcionários do hospital informaram à equipe de reportagem da TV Cabo Branco que a enfermaria do local ficará interditada até a manhã da sexta-feira (27).

Corpo de Bombeiros disse que não é possível identificar a origem do vazamento de gás no Arlinda Marques — Foto: Walter Paparazzo/ G1

Corpo de Bombeiros disse que não é possível identificar a origem do vazamento de gás no Arlinda Marques — Foto: Walter Paparazzo/ G1

 

G1