Arquivo da tag: ovo

Ketchup, manteiga, ovo, fruta: o que precisa ou não ficar na geladeira?

geladeiraAs geladeiras normalmente ficam cheias de alimentos que poderiam ser armazenados do lado de fora. Então, por que tanta gente insiste em colocar quase tudo dentro delas? Uma rede britânica de supermercados reascendeu essa polêmica recentemente ao dividir parte do seu estoque de ketchup entre prateleiras convencionais e o refrigerador.

O Asda explicou pelo Twitter que tentou agradar os clientes. Foram ouvidas 2,6 mil pessoas em uma pesquisa da rede: 54% disseram que o ketchup deve ficar em temperatura ambiente, enquanto 46% afirmaram que deve ficar refrigerado.

Afinal, alimentos como ovos, manteiga e algumas frutas precisam necessariamente ficar o tempo todo refrigerados? Polly Russell, historiadora de alimentos do programa da BBC “Back in Time for Dinner” (“De Volta no Tempo para Jantar”, em tradução livre), diz que refrigerar comida poderia ser considerado “bizarro” no passado.

Russell observa que muitas marcas britânicas, em especial de molhos e de ketchup, eram vendidas antes de as pessoas terem geladeira em casa. “No passado, famílias não tinham geladeiras, apenas caixas térmicas ou vasilhas com gelo, no caso dos ricos”, recorda Russell. “Esses produtos eram salva-vidas para donas de casa, porque adicionavam sabor à comida”

O nível de acidez desses alimentos, junto ao seu conteúdo, que leva sal e açúcar, os torna microbiologicamente seguros para serem mantidos em temperatura ambiente.

BBC
Programa da BBC levou uma família para uma cozinha dos anos 1900imagem: BBC

O programa “Further Back in Time for Dinner” tenta reproduzir em detalhes uma época específica do passado e simular como as refeições eram preparadas e consumidas. As “cobaias” são famílias que topam participar do show e “voltar no tempo” para jantar em épocas em não existia eletricidade ou equipamentos sofisticados na cozinha. Na última temporada, a família Robshaw foi enviada para uma casa dos anos 1900. Vestidos com roupas da época, eles se deparam com uma cozinha com um armário e um recipiente estofado em vez de um refrigerador ou congelador.

Segurança alimentar
Isso começou a mudar por volta de 1961, quando 20% das famílias famílias britânicas já tinham uma geladeira em casa, segundo uma pesquisa de Russell. No entanto, na mesma época, metade das famílias já eram donas de um aparelho de TV.

Foi somente a partir de 1968 que metade dos britânicos passaram a ter geladeiras. Quase 70 anos depois, a maioria das pessoas é obcecada pelo aparelho. Russell avalia que agora há uma “grande ansiedade” sobre a segurança alimentar, o que faz com que a tendência seja resfriar alimentos mesmo quando isso não é necessário. “Os consumidores não confiam no que compram e ouvem mensagens contraditórias sobre o que é ou não seguro”, diz.

Dentro ou fora?
O Serviço de Saúde do Reino Unido (NHS) faz algumas recomendações sobre a melhor forma de armazenar certos alimentos:
– Ketchup: pode ter a cor e o sabor alterados se ficar fora da geladeira, mas sua acidez garente que seja seguro consumí-lo mesmo assim.
– Tomates: perdem o sabor se forem refrigerados, porque a produção de enzimas é reduzida.
– Bananas: dentro da geladeira, aumenta o prazo para consumo, mas precisam amadurecer do lado de fora antes.
– Abacates: não amadurecem apropriadamente se forem refrigerados ainda verdes.
– Ovos: é melhor mantê-los na geladeira, assim, serão armazenados a uma temperatura constante.
– Sobras de alimentos: é preciso esperar que esfriem antes de colocá-las na geladeira, mas precisam ser consumidas em no máximo dois dias.
– Pão: podem ressecar e até envelhecer mais rápido dentro da geladeira, mas podem ser congelados.
– Cebolas e batatas: melhor manter em um armário fresco e escuro.
– Manteiga: mantenha no refrigerador, em especial as sem sal, mas pode ficar do lado de fora por um dia ou dois.

‘Medo cultural’
Algumas pessoas estão tentando resistir a essa ânsia de guardar tudo refrigerado. “Se mais pessoas se dedicarem a preservar os alimentos, podemos reduzir a necessidade do uso da geladeira”, diz Caroline Aitken, professora de preservação de alimentos de Dartmoor.

Aitken ensina sobre a permacultura, movimento que começou na década de 1970 e promove a autosuficiência, cultivando alimentos naturalmente e minimizando o desperdício. Emenda que existe um “medo cultural” de deixar o alimento fora do refrigerador e vê-lo estragar. Como solução, ela sugere a conserva de alimentos, usando sal e água. Para o caso de alguns doces, como geleia, ela propõe conservas açucaradas.

“Eu geralmente adiciono três colheres de sal para cada dois quilos de legumes triturados”, diz ela. “O chucrute (conserva de repolho fermentado) e o kimchee (fermentado coreano de vegetais) são ótimos.”

Aitken diz que as pessoas costumam exagerar ao guardar alimentos na geladeira, mesmo depois de cozidos. “Você tem como mantê-los frios do lado de fora”, disse ela.
“Se eu faço um cozido, por exemplo, posso guardá-lo em um pote apoiado em um chão de pedra para comê-lo no dia seguinte”, completa.

De acordo com o governo britânico, os custos de eletricidade para manter funcionando um refrigerador comprado em 2013 por aproximadamente 12 anos e meio é de aproximadamente 270 libras (R$ 1,1 mil).

Mas viver sem esse aparelho pode ser difícil. Até mesmo Aitken diz refrigerar algumas coisas, como seu iogurte caseiro. “Eu só não exagero: tomates, frutas cítricas e ovos não devem ficar na geladeira.”

comidasebebidas

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Conheça todos os benefícios que o ovo nos oferece

É ruim comer ovos diariamente?

 

ovoEssa é uma das muitas perguntas que costumamos fazer diariamente, porém hoje vamos desmentir os mitos.

No passado as pessoas costumavam dizer que a quantidade máxima de ovos que podíamos comer era de três por semana, devido ao seu alto índice de colesterol que podia prejudicar nossa saúde.

Porém atualmente sabe-se que os ovos NÃO causam nenhum dano ou problema ao nosso corpo, vejamos por que…

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Quais são os benefícios do ovo?

 

Durante muitos anos o ovo foi catalogado como um dos alimentos que podiam prejudicar a saúde de pessoas que o consumiam com certa frequência, diziam que ele era o grande responsável pelo aumento do colesterol ruim no sangue.

Essas afirmações foram desvirtuadas a pouco tempo, graças as pesquisas científicas realizadas em torno desse alimento; elas demonstraram que o ovo, sem dúvida alguma, não altera o colesterol.

Essas novas pesquisas afirmam que o consumo moderado de ovos oferece uma boa quantidade de nutrientes ao organismo, que são necessários para que tenhamos uma vida saudável.

O que realmente aumenta o colesterol no sangue é o consumo de gorduras saturadas e esse tipo de gorduras podem ser encontradas em lácteos integrais, gorduras de alimentos como queijos, iogurtes, leite, carnes gordurosas, as chamadas gorduras trans, que são encontradas na maioria das guloseimas que comemos como, pastéis, tortas, biscoitos e geralmente em massas utilizadas em confeitaria.

É necessário prestar atenção nas informações nutricionais dos alimentos, pois muitos apresentam margarinas ou óleos vegetais hidrogenados.

Dentro da grande quantidade de pesquisas realizadas sobre o ovo foi demonstrado que comer um ou dois ovos por dia não representa nenhum risco de sofrermos de doenças cardiovasculares.

Além disso, as pesquisas também demonstraram que o ovo possui um nutriente essencial para o funcionamento cardiovascular e cerebral chamado colina, que ajuda a metabolizar e diminuir a homocisteína, oque é muito benéfico visto que seus elevados níveis no organismo estejam associados ao aumento de doenças cardiovasculares.

Apesar de todas essas afirmações totalmente respaldadas e comprovadas cientificamente, ainda existem pessoas que são resistentes em acreditar nos benefícios que podemos obter ao consumirmos o ovo, continuam pensando que é prejudicial para a saúde e rejeitam com firmeza a ideia de inclui-lo em sua dieta.

 

O ovo é uma grande fonte de nutrientes

 

sobre-os-ovos

 

Apenas um ovo oferece 80 calorias, contém proteínas, colina, ferro e zinco, e a maioria desses nutrientes encontra-se na gema.

As proteínas contidas nos ovos são de excelente qualidade, oferecem os aminoácidos que nosso organismo necessita. Um ovo oferece aproximadamente seis gramas de proteínas, dentre as funções mais importantes que essas proteínas desenvolvem encontramos sua contribuição na formação do tecido muscular.

Além disso, é um componente essencial em todas as células, constituindo-se como parte vital do sistema imunológico, transportando substâncias no sangue e, além disso, fazendo parte de algumas enzimas, hormônios e neurotransmissores.

Na gema também encontram-se nutrientes chamados luteína e zeaxantina, que pertencem a família dos carotenoides,antioxidantes que ajudam a prevenir os danos visuais relacionados a idade, como a degeneração macular.

 

Para mulheres grávidas ou em período de lactação o consumo de ovo é muito importante, já que seu teor de colina beneficia o desenvolvimento do sistema nervoso do feto e ajuda a prevenir defeitos de nascimento.

Um ovo consumido inteiro oferece 125 ml de colina, uma mulher grávida precisa de 450 mg por dia e uma mãe amamentando necessita de 550 ml.

Os ovos podem permanecer frescos na geladeira durante aproximadamente 5 semanas. Caso desejemos saber se os ovos que vamos consumir estão frescos, simplesmente os jogamos em um recipiente com água e observamos seu comportamento. Se ele flutuar quer dizer que não está fresco. Quando quebramos o ovo e sua gema fica centrada é um sinal de que está fresco.

 

Como foi possível perceber, o ovo é muito saudável e não prejudica a saúde, não aumenta os níveis de colesterol ruim, algo que está cientificamente comprovado. Além disso, especialistas afirmam que é possível comer até dois ovos por dia sem problemas.

Além de nutritivo e saudável esse alimento é delicioso e pode ser preparado de inúmeras formas, fritos, cozidos, fritos em água, mexidos, assados, e no fim ficarão igualmente suculentos. Não deixe de inclui-los em sua alimentação.

 

melhorcomsaude

Ovo é aliado da dieta e possui benefícios à saúde

ovoO ovo é um dos alimentos mais nutritivos da natureza e uma excelente fonte de proteína de alta qualidade. Depois de um longo período sendo apontado como vilão da dieta, foi comprovado que o ovo faz bem à saúde, pois possui muitos benefícios, ajuda a prevenir doenças, retarda o envelhecimento e pode melhorar o colesterol.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

 

Ovo na dieta

Além disso, um ovo possui apenas 70 calorias e pode ser um aliado da dieta, pois as proteínas que aumentam saciedade e reduzem o apetite. É fonte também de vitaminas do complexo B e possui vitaminas e minerais que enriquecem qualquer tipo de refeição. O consumo recomendado é de um ovo por dia, a menos que haja outro tipo de orientação do nutricionista, o que pode variar para cada pessoa e cada caso.

Como diminuir o colesterol

O mais importante é que alimentação seja equilibrada. Na dieta para reduzir o colesterol, por exemplo, é mais importante cortar as gorduras saturadas (queijos, manteiga, gordura das carnes, embutidos, cremes de leite etc) e aumentar a quantidade de frutas, verduras e fibras na dieta. As gorduras trans, encontradas em recheio de biscoitos, bolos, massas, algumas margarinas e alimentos que tem gorduras hidrogenadas, também devem ser evitadas, pois, aliadas às gorduras saturadas, aumentam os níveis do mau colesterol sanguíneo (LDL).

A dica é substituir alimentos que contêm gorduras saturadas por aqueles que possuem gorduras insaturadas, como azeite de oliva, abacate, nozes e sementes, óleos vegetais.

O ovo também pode ser utilizado como ingrediente de pratos saudáveis e nutritivas, como uma receita de ovo pochê que leva cogumelos ao molho de vinho tinto.

 

 

itodas

Sobrou arroz? Com ovo e temperos, dá para fazer bolinhos deliciosos

(Foto: Casa e Comida)
(Foto: Casa e Comida)

Ingredientes
400 g de arroz cozido (de véspera, de preferência);
pimenta síria;
páprica doce;
orégano;
tomilho;
cheiro-verde;
sal;
mix de pimentas secas;
1 ovo;
100 ml de leite;
óleo para fritura.

Modo de fazer
1 Coloque o arroz cozido em uma travessa e tempere com as ervas, as especiarias e o sal.
2 leve ao processador, adicione o ovo e o leite e bata (não deixe bater muito, para não virar uma pasta).
3 Faça quenelles com a ajuda de duas colheres de sopa e frite-as em óleo quente. Coloque os bolinhos fritos sobre papel absorvente.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

 

revistacasaejardim

Pente fino em cadeia da PB encontra chip de celular dentro de ovo e máquina de barbear em cela

Agentes Penitenciários e a Polícia Militar realizaram, nesta quarta-feira (12), uma operação ‘Pente Fino’ na cadeia pública da cidade de Picuí, no Curimataú paraibano, e encontraram chip de celular dentro de uma casca de ovo e até uma máquina de barbear.

De acordo com informações da Sétima Regional, o chip era destinado a um detento que cumpre por tráfico de drogas.

Durante a revista na cela do presidiário, quatro aparelhos celulares foram encontrados, além de carregadores, espetos e pedaços de espelhos.

Os materiais apreendidos foram entregues na Superintendência de Regional de Polícia Civil da região para providências cabíveis.

Fotos: Sétima Regional

Hyldo Pereira

Portalcorreio