Arquivo da tag: outubro

Nota Cidadã divulga os 21 ganhadores de outubro com R$ 60 mil em prêmios

Além de comprar de forma legal, fortalecer o comércio local e ajudar a manter empregos e gerar renda na Paraíba, os consumidores que compram com nota fiscal ainda concorrem a prêmios. De acordo com informações obtidas pelo ClickPB, o Programa Nota Cidadã contemplou mais 21 novos ganhadores no mês de outubro, referentes ao 10º sorteio realizado nesta sexta-feira (9), no auditório da sede da Loteria Estadual da Paraíba (LOTEP), em João Pessoa. Cerca de 100 mil pessoas concorreram aos prêmios.

Os ganhadores dos 20 prêmios de R$ 2 mil foram de oito cidades: João Pessoa, Campina Grande, Conde, Patos, Sousa, Cajazeiras, Catolé do Rocha e Junco do Seridó, sendo o prêmio especial de R$ 20 mil para um cidadão da capital. (Veja a lista completa dos 21 novos ganhadores do mês de outubro abaixo).

Para participar da campanha é só se inscrever no Portal da Cidadania do Governo da Paraíba (Clicando aqui). Neste 10º Sorteio, 100 mil notas fiscais de consumidores com CPF concorreram aos 21 Prêmios que totalizam R$ 60 mil.

O 10º Sorteio, referente ao mês de setembro, teve mais um recorde do número de participantes (20.933 cidadãos) e também de notas emitidas com CPF (102.958 unidades).

Devido à pandemia da Covid-19 e pelo sexto mês consecutivo, o sorteio foi realizado sem a presença de público externo, mas foi transmitido pelo canal do YouTube da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz-PB) e no perfil do Instagram da LOTEP (@lotep.pb) .

Como receber os prêmios – Como as repartições públicas do Estado ainda estão fechadas, devido às medidas de isolamento social para evitar a disseminação da Covid-19, a LOTEP entrará em contato com os novos ganhadores para informar os documentos necessários como forma de resgatar o prêmio, mas as dúvidas e esclarecimentos dos prêmios deste de mês de outubro já podem ser respondidos também pelo e-mail da LOTEP lotep@lotep.pb.gov.br; no direct do Instagram @lotep.pb ou pelo aplicativo do WhatsApp (83) 98133-5949. O resgate do prêmio pode ser feito em até 180 dias, após a data do sorteio.

Nomes dos Ganhadores/Cidades

1. Jean Douglas Castro Pinheiro Junior (Campina Grande)

R$ 2.000,00

2. Elisangela Nascimento Dantas (Cajazeiras)

R$ 2.000,00

3. Severino Gomes Barbosa (Sousa)

R$ 2.000,00

4. Hay Luana Dantas de Sousa (Catolé do Rocha)

R$ 2.000,00

5.Poliana Carneiro (Campina Grande)

R$ 2.000,00

6. Walber Cavalcanti Fernandes (Patos)

R$ 2.000,00

7. Juciclaudio  Cândido dos Santos (João Pessoa)

R$ 2.000,00

8.Christian Emmanoel da Cunha Anacleto (Conde)

R$ 2.000,00

9. Marcelo de Figueiredo Lopes (João Pessoa)

R$ 2.000,00

10.Helder de Medeiros Silva (João Pessoa)

R$ 2.000,00

11.Deivisson  Victor Pilato Silva (João Pessoa)

R$ 2.000,00

12. Adeilton Gonçalves da Silva (João Pessoa)

R$ 2.000,00

13. Mayara Isabel da Conceição (João Pessoa)

R$ 2.000,00

14.Alberto  Paulino da Silva (João Pessoa)

R$ 2.000,00

15. Suzimary Diniz Queiroz (Campina Grande)

R$ 2.000,00

16.Jailza Lima dos Santos (João Pessoa)

R$ 2.000,00

17. Juliana Carolina Nunes Rabelo (João Pessoa)

R$ 2.000,00

18. Rita de Cássia Ferreira da Silva (João Pessoa)

R$ 2.000,00

19. Erivaldo Alves de Azevedo (Junco do Seridó)

R$ 2.000,00

20. Erison Rodrigo de Lima Oliveira (João Pessoa)

R$ 2.000,00

21. Aderbaldo do Carvalho dos Santos  (João Pessoa)

R$ 20.000,00

Ascom

 

Primeiro repasse de outubro do Fundo de Participação dos Municípios tem aumento de 26%

No dia 9 de outubro, municípios recebem do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) o primeiro repasse do mês. Segundo a Secretaria do Tesouro Nacional (STN), o valor é de pouco mais de R$ 3 bilhões, já descontada a retenção do Fundeb. O valor representa crescimento de 26% em comparação ao mesmo período do ano passado.

Devido aos impactos da pandemia da Covid-19, o acumulado desde janeiro do Fundo de Participação dos Municípios apresenta queda de 6,66%. A maior queda ocorreu em maio, quando a perda foi de mais de R$ 1,8 bilhão.

Fonte: Brasil 61

 

 

Prazo para municípios solicitarem recursos de ajuda à cultura termina em 16 de outubro

A pandemia causada pela Covid-19 trouxe a paralisação de quase todos os serviços no Brasil que, por sua vez, dificultaram a situação financeira de inúmeros setores da sociedade como, por exemplo, a cultura. Sem que a população pudesse se aglomerar, ir à shows, teatros, cinemas, feiras entre tantos outros espaços dedicados à essa atividade, as pessoas que trabalham neste setor tiveram a fonte de renda esgotada.

Para que os efeitos dessa crise fossem reduzidos, o Congresso Nacional criou a Lei Nº 14.017, de 29 de Junho 2020, que trata sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural a serem adotadas durante o estado de calamidade pública por causa do coronavírus. De forma prática isso significa que o Governo Federal disponibilizou para este ano, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios, recursos somados no valor de R$ 3 bilhões de reais para promover ações que garantam uma renda emergencial aos trabalhadores da cultura e manutenção dos espaços culturais brasileiros durante o período da pandemia.

Apesar disso, quase metade dos municípios do país ainda não cadastraram planos de ação para recebimento dos recursos da lei, que ficou mais conhecida como Lei Aldir Blanc. Dos 5.570, cerca de 3 mil realizaram a solicitação dos recursos direcionado pelo Ministério do Turismo.

De acordo com o secretário de Cultura de Campinas (SP), que também é presidente do Fórum Nacional de Secretários de Cultura, Ney Carrasco, não é possível explicar com exatidão os motivos para essa baixa procura, mas algumas dificuldades podem ser apontadas como comuns entre vários municípios do país.

“Os prazos são apertados.  Temos que executar e fazer os pagamentos até dia 31 de dezembro. O gestor com experiência já consegue ter mais agilidade, enquanto o que nunca fez esse tipo de processo, pode não dar conta. Por isso, muitos deixam os recursos voltarem parar o estado de origem. Existe um compromisso entre todos os estados da Federação de que o recurso que voltasse seria aplicado na mesma região. Uma segunda possibilidade é que algumas cidades estejam preocupadas com questões eleitorais”, argumentou.

As cidades que ainda não enviaram suas informações para o governo federal e têm interesse em participar do recebimento de recursos pela Lei Aldir Blanc, têm até o próximo dia 16 de outubro para realizar o cadastro do plano de ação por meio da plataforma +Brasil. Na última semana, o Ministério do Turismo finalizou o pagamento dos 26 estados e do Distrito Federal. Somado aos municípios que já receberam, o montante ultrapassa os R$ 2 bilhões.

Por isso, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, afirmou que é preciso aumentar o número de municípios beneficiados e, assim, ajudar mais o setor da cultura por todo país, pois no último levantamento do ministério 25 estados e 905 municípios brasileiros receberam o recurso do governo federal.

“Que os gestores acessem a plataforma + Brasil e, com isso, possam cadastrar os seus planos de ação para o recebimento do recurso. E assim tenham a condição de auxiliar não só os profissionais da área da cultura mas, também, os espaços, os projetos de cultura durante essa pandemia”, destacou o ministro.

Todas as informações sobre a operacionalização da lei, como as iniciativas apoiadas, os beneficiários elegíveis e os prazos exigidos, podem ser conferidas no decreto de regulamentação da lei. O Ministério do Turismo e a Secult oferecem canais de atendimento para tirar dúvidas sobre a aplicação da legislação, pelo site portalsnc.cultura.gov.br/auxiliocultura e pelo e-mail auxiliocultura@turismo.gov.br.

Questionamentos a respeito da utilização da Plataforma+Brasil podem ser esclarecidos pelo telefone 0800-9789008, disponibilizado pelo Ministério da Economia.

Fonte: Brasil 61

 

Prova de vida de servidores aposentados é suspensa até 31 de outubro

Os servidores federais aposentados, pensionistas e anistiados políticos civis não precisarão fazer a prova de vida anual (recadastramento) até 31 de outubro. O prazo, que acabaria na próxima quarta-feira (30), foi prorrogado por instrução normativa publicada honesta segunda (28) no Diário Oficial da União.

Segundo a Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal do Ministério da Economia, o adiamento teve como objetivo reduzir a possibilidade de contágio dos beneficiários pelo novo coronavírus. De acordo com a pasta, a medida foi necessária porque a maioria desses servidores são idosos e integram o grupo de risco para a covid-19.

A prova de vida dos servidores federais está suspensa desde 18 de março. Inicialmente, o recadastramento tinha sido suspenso por 120 dias, até 16 de julho. O prazo tinha sido estendido para 30 de setembro por outra instrução normativa.

Os beneficiários que excepcionalmente tiveram o pagamento das aposentadorias e pensões suspensos antes de 18 e março podem pedir o restabelecimento do benefício. Basta acessar o Sistema de Gestão de Pessoas (Sigepe) e pedir, no campo “Requerimento”, o documento “Restabelecimento de Pagamento – Covid-19”. O servidor receberá um comunicado do deferimento ou não do seu requerimento por e-mail enviado automaticamente pelo Sigepe.

A Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal estabelecerá posteriormente o prazo e a forma para realização da comprovação de vida dos servidores contemplados na suspensão da prova de vida anual, assim como dos que tiveram o pagamento excepcionalmente restabelecido por solicitação via Requerimento do Sigepe. A partir da confirmação do deferimento, caberá à Unidade de Gestão de Pessoas de cada órgão restabelecer o pagamento, obedecendo ao cronograma mensal da folha.

Mais informações estão disponíveis no Portal do Servidor.

 

Agência Brasil

 

 

Enem: estudantes têm até 1º de outubro para inserir foto no cadastro

Até 23h59 (horário de Brasília) do dia 1º de outubro, inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 devem inserir ou alterar a foto na Página do Participante. O cadastramento é obrigatório e a foto deve atender a algumas regras, como ser atual, nítida, individual, colorida e com fundo branco.

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), não serão aceitas imagens de pessoas com óculos escuros ou artigos de chapelaria (boné, chapéu, viseira, gorro ou similares). A fotografia também deve mostrar o rosto inteiro do participante, com uma boa iluminação e foco, além de estar nos formatos de arquivo JPEG e PNG (tamanho máximo de 2 MB). Imagens em PDF não serão permitidas. O Inep e o Ministério da Educação (MEC) não realizam validação da foto.

Provas

Por causa da pandemia do novo coronavírus, as provas da edição 2020 do exame foram adiadas para os dias 17 e 24 de janeiro de 2021 (versão impressa); e 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021 (versão digital). Além de uma redação e 45 questões, os candidatos terão que responder questões sobre quatro áreas de conhecimento: linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias; e matemática e suas tecnologias.

Dúvidas

As informações a respeito do Enem 2020 podem ser acompanhadas nos portais do Inep e do MEC, assim como nas redes sociais oficiais dos dois órgãos do governo federal. Dúvidas podem ser sanadas pelo Fale Conosco do instituto, por meio do autoatendimento online ou do 0800 616161, a central aceita apenas chamadas feitas de telefone fixo.

 

Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil
Agência Brasil

 

 

Inquilinos não poderão ser despejados por proprietários de imóveis até 30 de outubro

Até 30 de outubro, proprietários de imóveis estão impedidos de realizarem ações de despejo por falta de pagamento. Lei aprovada pelo Congresso Nacional proíbe a concessão de liminar para a desocupação de imóveis por conta da pandemia.

No final de junho, o presidente Jair Bolsonaro havia vetado esse trecho, sob a justificativa de que ele violava o interesse público por conta do prazo ser muito longo. O presidente também vetou trecho da matéria que restringia a realização de reuniões e  assembleias presenciais promovidas por pessoas jurídicas de direito privado.

No entanto, em o Congresso rejeitou os vetos. O projeto que originou a lei era de autoria do senador Antonio Anastasia (PSD-MG).

Fonte: Brasil 61

 

 

Vacinação contra o sarampo é prorrogada até 31 de outubro

A vacinação contra o sarampo, para a população de 20 a 49 anos, foi prorrogada e vai ser realizada até o dia 31 de outubro por todo o Brasil. Dados preliminares das secretarias estaduais de saúde, registrados no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações, apontam que desde o início da vacinação em 16 de março deste ano até o dia 17 de agosto, foram vacinadas 5,29 milhões de pessoas nessa faixa-etária.

Esse número está muito abaixo da estimativa do público-alvo definido pelo Ministério da Saúde, que é de aproximadamente 90 milhões de pessoas. Isso é um fator grave, pois a vacina contra o sarampo é a única forma de prevenção efetiva contra a doença, tanto que essa vacina é uma das que está no calendário de rotina de todo brasileiro.

O sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus, que pode ser fatal. A transmissão ocorre quando uma pessoa doente tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas, por isso é considerada uma doença de transmissão rápida e fácil.

De acordo com o Boletim Epidemiológico mais recente da doença, o Brasil permanece com surto de sarampo nas cinco regiões. A Região Norte apresenta 5 (71,4%) estados com surto, a Região Nordeste 6 (66,7%), a Região Sudeste 3 (75,0%), a Região Sul 3 (100,0%), e a Região Centro- -Oeste 4 (100,0%).

Os estados do Pará, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Santa Catarina concentram o maior número de casos confirmados de sarampo, totalizando 7.091 (98,3%) casos. O municípios de Barcarena (PA), foi um dos afetados pela doença, mas com uma ação de vacinação volante, foi possível conter o crescente número de casos na região, como explica Marciclene dos Santos, coordenadora de Imunização do município.

“Aqui no município conseguimos estabilizar o sarampo. No início do ano nós tivemos várias notificações que, posteriormente, se confirmaram como casos da doença. Chegamos ao total de 70 notificações e iniciamos uma varredura com uma equipe volante no município, fazendo visita a todos os bairros e, com isso, conseguimos paralisar o sarampo. E foi no estado como um todo. Barcarena foi um dos 18 municípios que tiveram aumento do sarampo”, explicou a coordenadora.

Para o Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde, a estratégia da vacinação, mesmo durante a pandemia da Covid-19, é uma questão de proteção social, pois evita agravamento da situação onde a doença está ocorrendo, além de impedir que ela se espalhe por outros lugares. Por isso, o chefe da Unidade de Doenças Infecciosas e Parasitárias do Complexo Hospitalar Universitário João de Barros Barreto, da Universidade Federal do Pará, Julius Monteiro, médico infectologista, avisa da importância de ir ao posto de saúde.

“Essa é uma vacina universal disponível em qualquer Unidade Básica de Saúde e todo brasileiro pode ter acesso. É a melhor forma de prevenção. E caso não tenha o cartão de vacina atualizado, pode procurar uma unidade de saúde e saber se há necessidade ou não de um reforço ou fazer novamente as doses da Tríplice Viral se não houver alguma comprovação”, afirmou o médico.

Vacinação no Brasil

O Brasil possui o maior programa público de imunização do mundo. São distribuídas mais de 300 milhões de doses de imunobiológicos anualmente. O Programa Nacional de Imunização (PNI) conta com 37 mil postos públicos de vacinação de rotina em todo o país. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as vacinas evitam entre 2 milhões e 3 milhões de mortes por ano. O desafio é conscientizar a sociedade que um dos maiores avanços contra as doenças na história da humanidade são as vacinas. É importante esclarecer que as epidemias podem surgir quando a cobertura vacinal cai.

Apesar disso, desde 2016 o Ministério da Saúde vem identificando queda das coberturas vacinais, o que significa que o número de crianças menores de dois anos que recebem proteção pelas vacinas está diminuindo. As vacinas para crianças menores de dois anos, oferecidas pelo SUS são importantes para evitar doenças que tem controle fácil por meio desse tipo de proteção. Entre as doenças que podem ser prevenidas estão formas graves da tuberculose, sarampo, caxumba, rubéola, hepatites A e B, poliomielite e febre amarela.

Das doenças eliminadas, a única que teve registro de casos, recentemente, foi o sarampo em 2019. O país empreendeu esforços para interromper a transmissão dos surtos que estavam ocorrendo em alguns estados e mantém a vigilância. De acordo com os dados mais recentes sobre a doença, apresentados no Boletim Epidemiológico 28, de julho de 2020, em 2019 foram confirmados 20.901 casos de sarampo e 16 óbitos decorrentes da doença. Em 2020, até julho deste ano, foram enviadas mais de 30 milhões de doses da vacina contra sarampo aos estados.

Vale destacar que uma doença é considerada eliminada quando não existem casos em uma determinada população, embora ainda existam no mundo as causas que podem potencialmente produzi-la. Uma doença considerada erradicada significa que não somente foram eliminados os casos, mas também as causas da doença, em especial, o agente. É ressaltar que a erradicação de uma doença adquire seu real significado quando alcançada numa escala mundial. Até o momento, essa situação de erradicação mundial só foi obtida com a varíola.

Fonte: Brasil 61

 

 

INSS prorroga antecipação do BPC e auxílio-doença até 31 de outubro

O governo federal publicou um decreto autorizando o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) a pagar antecipações de auxílios-doença e do Benefício de Prestação Continuada (BPC). A medida, publicada em seção extra do Diário Oficial da União (DOU) dessa quinta-feira (2), determina que as antecipações serão pagas até o dia 31 de outubro.

A Lei nº 13.982, que trata da autorização para antecipar o pagamento, estabeleceu o prazo de três meses, a partir de abril, para o pagamento de um salário-mínimo por mês para beneficiários do BPC e do auxílio-doença. A prorrogação publicada ontem tem por objetivo evitar a aglomeração de pessoas para atendimento presencial nas agências do INSS, em razão da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

De acordo com o decreto, a concessão da antecipação do auxílio-doença no valor de um salário mínimo (R$ 1.045,00) se dará sem a realização de perícia médica. Para solicitar o benefício, o segurado deve anexar atestado médico junto ao requerimento, mediante declaração de responsabilidade pelo documento apresentado, por meio do portal ou aplicativo Meu INSS.

“O atestado médico deverá ser legível e sem rasuras e deverá conter as seguintes informações: assinatura e carimbo do médico, com registro do Conselho Regional de Medicina (CRM); informações sobre a doença ou a respectiva numeração da Classificação Internacional de Doenças (CID); e prazo estimado do repouso necessário”, informou o INSS.

O INSS informou ainda que a concessão do auxílio-doença continuará considerando os requisitos necessários, como carência, para que o segurado tenha direito ao benefício. Caso o valor do auxílio doença devido ao segurado ultrapasse um salário mínimo, a diferença será paga posteriormente em uma única parcela.

No caso do BPC, o INSS disse que a antecipação do benefício será paga com base nos dados de inscrição no Cadastro Único do Governo Federal (CadÚnico) e no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF).

“Além disso, para ter direito à antecipação, o requerente deve se enquadrar nas regras de renda relacionadas ao grupo familiar, que pode ser de até um quarto do salário-mínimo. Vale destacar que a antecipação do valor acima mencionado se encerrará tão logo seja feita a avaliação definitiva do requerimento de BPC”, informou o INSS.

 

agenciabrasil

 

 

São João 2020 de Campina Grande é adiado para outubro devido ao novo coronavírus

O São João 2020 de Campina Grande foi adiado para evitar aglomeração de pessoas e prevenir possíveis novos casos de infecção por coronavírus. A decisão foi anunciada na noite desta segunda-feira (23) pelo prefeito da cidade, Romero Rodrigues. Com a medida, o evento está previsto para acontecer entre os dias 9 de outubro e 8 de novembro deste ano.

Na última segunda (16), a programação do evento havia sido mantida pela prefeitura. De acordo com Romero, é a primeira vez que a festa é adiada. A montagem da estrutura no Parque do Povo foi suspensa a partir desta segunda.

A programação da 37ª festa junina conta com shows de artistas da música sertaneja, forró e apresentações religiosas. Shows privados, que seriam realizados durante o período junino na cidade, também serão adiados. Novas datas serão anunciadas pelas organizações de cada um.

São João 2020 de Campina Grande tem memorial que reproduz casa de Gabriel Diniz — Foto: Iara Alves/G1

São João 2020 de Campina Grande tem memorial que reproduz casa de Gabriel Diniz — Foto: Iara Alves/G1

Homenagem a Gabriel Diniz

O palco principal da edição 2020 do São de Campina Grande, localizado na arena de shows do Parque do Povo, vai homenagear o cantor Gabriel Diniz, que morreu após a queda de um avião, no dia 27 de maio, em Sergipe.

No Quartel General do Forró, como o local é popularmente conhecido, também será construído um memorial que reproduzirá a casa de GD, como Gabriel era carinhosamente chamado.

No local, o público poderá assistir a vídeos do cantor e observar peças de roupas e instrumentos musicais que foram do artista. Os visitantes também poderão soltar a voz em um karaokê, montado na “GD House”, e beber drinks batizados com os nomes das músicas do cantor.

Mais homenagens

Além de Gabriel Diniz, essa edição do São João de Campina Grande também vai fazer homenagens à professora Lenira Rita, ativista social, que vai dar nome ao palco da Pirâmide.

Também vai ser homenageado o ex-governador da Paraíba Ronaldo Cunha Lima. A cidade cenográfica do evento vai contar com uma réplica da casa dele, contando a história do político e poeta que morreu em 2012.

O Palco Cultural vai levar o nome de Antônio de Oliveira Jatobá, que foi dono de uma das principais casas de shows de Campina Grande.

Novidades

Uma das novidades anunciadas para a festa, neste ano, é o projeto “San Jon”, em que personagens vão contar a história do São João em um desenho animado. O projeto também conta com jogos pra celular, criados por uma startup de Campina Grande, e um espaço lúdico no Parque do Povo, com uma arena destinada para a diversão de crianças. Ainda não foi definido se o serviço será gratuito.

Já em uma casa de festas da cidade, o projeto será ampliado por meio de shows de artistas locais, que darão vida ao “San Jon Raiz”.

G1

 

Começa saque do FGTS para nascidos em setembro e outubro

A Caixa inicia, nesta sexta-feira (6), a nona etapa do calendário de pagamento do Saque Imediato do FGTS. Os trabalhadores nascidos nos meses de setembro e outubro poderão sacar até R$ 500 de cada conta ativa ou inativa do FGTS. Cerca de 9,1 milhões de pessoas serão alcançadas nesta nova etapa, com a disponibilização de R$ 3,3 bilhões.

Canais de atendimento

Com o cartão cidadão e a senha cidadão, os trabalhadores podem optar pelo saque nos terminais de autoatendimento, casas lotéricas, correspondentes Caixa Aqui ou agências.

Para quem tem só a senha cidadão, o saque pode ser realizado nos terminais de autoatendimento da Caixa ou nas casas lotéricas com a apresentação do documento de identidade.

Quando o saldo das contas FGTS for de até R$100, o saque é realizado de forma simplificada nas casas lotéricas apenas com o número do NIS ou CPF e o documento de identidade.

Para agilizar o atendimento, a Caixa orienta que o trabalhador esteja com sua Carteira de Trabalho em mãos no momento do saque.

As dúvidas sobre valores e direito ao saque podem ser consultadas no APP FGTS (disponível para IOS e Android), pelo site fgts.caixa.gov.br ou pelo telefone de atendimento exclusivo 0800 724 2019, disponível 24 horas por dia.

Atendimento especial

Para facilitar o atendimento, 2.381 agências da CAIXA abrirão em horário estendido na sexta (6) e na segunda-feira (9). A lista das agências com horário especial de atendimento está no site fgts.caixa.gov.br.

Cronograma de pagamento do FGTS

A Caixa antecipou o calendário do Saque Imediato do FGTS para que todos os trabalhadores possam receber os seus recursos ainda em 2019.

A data limite para recebimento dos valores é 31 de março de 2020. Caso o saque não seja feito até lá, os valores retornam para a conta de FGTS do trabalhador, sem qualquer ônus.

O Saque Imediato não altera o direito de sacar todo o saldo da conta do FGTS, caso seja demitido sem justa causa ou nas demais hipóteses previstas em lei. O saque de até R$ 500 por conta do FGTS não significa adesão ao Saque Aniversário ou a perda do direito à multa rescisória, independente do canal de recebimento.

 

portalcorreio