Arquivo da tag: Osasco

Apostador de Osasco leva sozinho a Mega-Sena milionária

Um único apostador de Osasco, na Grande São Paulo, levou o prêmio milionário de R$ 125 milhões sorteados pela Mega-Sena nesta quarta-feira, segundo os dados da Caixa Econômica Federal.

OS NÚMEROS SORTEADOS NESTA QUARTA-FEIRA PARA A MEGA-SENA FORA:

19, 08, 09, 10, 24, 42, 44

BATEU NA TRAVE

Duzentos e cinquenta e cinco apostadores passaram pertinho de tornarem-se os mais novos milionários do país. Eles acertaram 5 das 6 dezenas sorteadas e cada um vai levar para casa R$ 22.718,64.

Outros 15.769 apostadores fizeram a quadra e ganharam R$ 524,83

 

 

pbagora

 

 

Prefeito eleito de Osasco deixa prisão e fica livre para tomar posse

Aloisio Mauricio /Fotoarena/Folhapress
Aloisio Mauricio /Fotoarena/Folhapress

O prefeito eleito de Osasco, Rogério Lins (PTN), deixou nesta sexta-feira (30) a prisão do Tremembé, no interior de São Paulo, após a Justiça conceder alvará de soltura ao político. O desembargador Fábio Gouvêa, da Seção de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo, expediu a sentença.

Dessa maneira, Lins fica liberado para participar da cerimônia de posse na Câmara Municipal de Osasco, marcada para 8h deste domingo (1º).

O político, no entanto, terá que pagar uma fiança de R$ 300 mil até a segunda-feira (2), ou então poderá ser preso novamente. Segundo o advogado de defesa de Lins, Flávio Christensen Nobre, o desembargador acatou um pedido para que a fiança fosse protelada até o primeiro dia útil de 2017 por causa do recesso de fim de ano.

O prefeito eleito estava preso desde domingo (25) pela acusação de improbidade administrativa. Ele era considerado foragido desde 6 de dezembro.  Atualmente vereador em licença, Lins foi alvo de um mandado de prisão preventiva na Operação Caça Fantasmas, que apura um suposto esquema milionário de fraudes na contratação sem concurso público de centenas de servidores, mantendo funcionários fantasmas nos gabinetes.

Fiança

Na quinta, o desembargador concedeu liberdade ao prefeito eleito e a outros 13 vereadores da cidade mediante o pagamento de fiança de R$ 300 mil para cada um dos acusados, além da entrega do passaporte. Eles também estão proibidos de deixar o Brasil. Na documentação apresentada à Justiça Eleitoral para as Eleições 2016, Lins declarou um patrimônio de R$ 253.486,39 em bens, valor inferior à fiança imposta pelo TJ-SP.

Horas antes de ser preso, no domingo, Lins gravou um vídeo (abaixo) no qual se defende das acusações. “Não tenho dúvida que a verdade virá à tona e a nossa inocência será comprovada”, disse. Ainda no vídeo, ele diz respeitar o trabalho do Ministério Público e da Justiça e diz voltar ao Brasil “de cabeça erguida”.

 

Zebra nas eleições

Considerado uma zebra no início da campanha, Lins bateu em segundo turno o atual mandatário de Osasco, Jorge Lapas (PDT). Com 100% das urnas apuradas, Lins obteve 61,21% dos votos, contra 38,79% de Lapas.

Aos 38 anos de idade, ele é empresário. Possui duas empresas em Osasco. Quando as urnas lhe deram a vitória, Lins foi taxativo ao declarar seu compromisso com a ética e o bem público. Ele afirmou que iria “respeitar o dinheiro público da nossa população”.

“É tolerância zero com a corrupção”, declarou à época.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Menina de 13 anos é vítima de estupro coletivo em Osasco

Uma adolescente de 13 anos foi estuprada por ao menos nove homens em Osasco, na Grande São Paulo. Cinco suspeitos foram detidos e outros quatro menores apreendidos.

Assista: 

 

De acordo com a polícia, a jovem havia fugido de casa após brigar com o pai, que a impediu de ir a uma festa. Ao andar sozinha pelas ruas da cidade por quatro horas, foi abordada por um grupo de homens, com idades entre 14 e 22 anos.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Segundo a vítima, eles disseram que iriam a um baile funk, mas a levaram para uma escola e violentaram a menor. Depois de ter sido libertada, a jovem foi violentada por outro homem.

Um dos suspeitos pelo estupro da adolescente de 13 anos foi preso em Osasco, grande SP
Reprodução/SBT

Um dos suspeitos pelo estupro da adolescente de 13 anos foi preso em Osasco, grande SP

Uma testemunha encontrou a adolescente sozinha, coberta apenas por um papelão. A adolescente conta que foi abusada e agredida diversas vezes. Foram encontrados vídeo do estupro nos celulares dos suspeitos.

 

iG

Pai e filho morrem após caírem de prédio em Osasco, SP

Homem e criança caíram do 13° andar (Foto: Edu Silva/ Futura Press/ Estadão Conteúdo
Homem e criança caíram do 13° andar
(Foto: Edu Silva/ Futura Press/ Estadão Conteúdo

Um homem e uma criança foram encontrados mortos após ambos caírem de um prédio localizado na Avenida Manoel Pedro Pimentel, em Osasco, na noite desta segunda-feira (17), informou a Polícia Militar (PM) da cidade da região metropolitana de São Paulo.

A polícia suspeita, com base em informações de testemunhas, que o homem pulou do 13º andar com o filho de 6 anos nos braços, após discussão com a mulher, pouco depois das 22h. A PM ainda informou que foi chamada ao local por causa de uma briga no apartamento.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A mulher teria sido agredida e foi levada para atendimento médico num pronto-socorro da região, segundo a PM. Não há informações sobre o estado de saúde dela.

Não foram divulgados os nomes do homem, da criança e da mulher. O local foi isolado, para o trabalho de especialistas da Polícia Civil.

 

g1

Tio esfaqueia 6 durante ceia de Natal com a família em Osasco, diz polícia

Ciúmes da mulher, consumo exagerado de bebida alcoólica, uso de drogas ou surto psicótico. A Polícia Civil ainda apura quais foram os motivos que teriam levado o pedreiro Adelmo Rodrigues da Silva, de 46 anos, a esfaquear seis pessoas, matando uma delas, durante a ceia de Natal que passava com a família em Osasco, na Grande São Paulo.

Um vizinho morreu no ataque. Entre os feridos, estão duas sobrinhas do suspeito de esfaquear as vítimas, o marido de uma delas, a mulher de um sobrinho e um amigo deles. O estado de saúde dos sobreviventes é considerado grave e alguns deles ainda correm risco de morrer, segundo policiais.

O sobrado onde ocorria a festa natalina pertence a uma sobrinha do tio Adelmo e ao marido dela, que acabaram esfaqueados pelo pedreiro. Cerca de dez pessoas estavam no local, entre familiares, crianças e amigos. A ceia era regada a cerveja e churrasco.

Para a costureira Maria Eva Alves de Andrade, de 42 anos, que se identificou como esposa do agressor, o marido ‘surtou’. Outras testemunhas que presenciaram o crime foram ouvidas pelo G1 e também acham que o homem passou por problemas psicológicos quando protagonizou o esfaqueamento.

Surto
“Ele surtou. Teve um surto psicótico. Só tenho essa explicação plausível para tentar entender o que aconteceu. Sempre foi calmo, nunca teve passagens pela polícia e estávamos passando a ceia na casa de parentes dele, de quem sempre gostou. Tinha bebido um pouco, é verdade, mas acho que não foi o álcool. De repente, sem dizer nada, pegou a faca que estava na churrasqueira e começou a esfaquear quem via pela frente. Foi Deus quem me salvou. Senão ele teria me esfaqueado também”, disse Maria de Andrade.

Jeroniza Bezerra, mãe de Erivaldo, exibe foto do filho assassinado (Foto: Kléber Tomaz/G1)Jeroniza Bezerra, mãe de Erivaldo, exibe foto do
filho assassinado. Imagem foi manipulada para
preservar identidade de amigo
(Foto: Kléber Tomaz/G1)

A costureira rebateu as informações de testemunhas, de que o pedreiro ‘surtou’ após sentir ciúmes dela, que estaria disposta a se separar. “É mentira. A única coisa que fiz foi chamá-lo para irmos embora porque já eram 3h. Lá pelas 5h30, foi que ele [Adelmo] surtou, atacou todo mundo e tentou se matar, mas foi impedido”, afirmou Maria.

“Em 25 anos de convivência nunca presenciei ele [Adelmo] desse jeito. Peço perdão em nome dele pelas famílias das vítimas, mas acho que ele precisa de um tratamento médico”, sugeriu a costureira, durante entrevista concedida na sala de espera do 10º Distrito Policial, em Osasco, onde o caso foi registrado. Maria aparece no boletim de ocorrência do caso como ‘convivente’ do pedreiro.

Adelmo, que segundo testemunhas estava transtornado, só foi detido depois de ser atingido por um cabo de vassoura na cabeça, desferido por um dos convidados, que o imobilizou e telefonou para a Polícia Militar, que chegou ao imóvel e prendeu o esfaqueador.

Delegado
Questionado pelo delegado Marcus Vinicius Silva Reis se aceitaria falar com a equipe de reportagem, Adelmo respondeu que não. Ele ainda será interrogado pela autoridade policial que o indiciou por homicídio e tentativa de homicídio. No seu registro, o esfaqueador é indicado como ‘solteiro’.

“Ainda buscamos uma explicação para o que ocorreu. Até agora ele [Adelmo] não falou nada. Está muito alterado, com sinais de embriaguez”, disse o delegado Marcus Reis, que irá pedir exames de dosagem alcoólica e toxicológicos no assassino para saber se ele cometeu o crime sob efeito de bebida ou entorpecentes.

Um pino utilizado para armazenar cocaína foi apreendido pela Polícia Militar no terceiro pavimento do imóvel da Rua Padre Kassabian, no Jardim Bonanza. A faca usada para esfaquear as pessoas foi encontrada partida. Ela meda cerca de 30 centímetros.

“O que sabemos é que ele pegou a faca, ergueu o braço esquerdo da maioria das vítimas e as esfaqueou mirando a região do coração. Ou seja, ele quis matá-las”, comentou o delegado.

Morto
Uma das vítimas foi atingida no peito e morreu, outras cinco foram internadas com gravidade no Hospital Municipal de Osasco e no Pronto-Socorro Osmar Mesquita. O vigilante Erivaldo Teles Morais, de 23 anos, conhecia os donos do imóvel, era vizinho deles, e tinha ido ao local devolver um prato de comida que recebeu da ceia. Ia desejar ‘feliz natal’, segundo parentes dele.

Ao fundo, sobrado onde ocorreu o crime em Osasco (Foto: Kléber Tomaz/G1)Ao fundo, sobrado onde ocorreu o crime em
Osasco (Foto: Kléber Tomaz/G1)

“Nem teve tempo de dizer nada. Esse monstro esfaqueou meu filho [Erivaldo] perto das costelas. Me contaram que acertou o coração dele, que parou de bater na hora”, relatou a desempregada Jeroniza Teles Bezerra, 53, mãe do vigilante, que soube do assassinato nesta manhã.

“Ele morava comigo e me ajudava. Não terei mais motivos para comemorar o Natal. Esse foi horrível, trágico, sangrento. Será difícil de esquecer”.

Feridos
Entre os feridos por Adelmo, estão uma sobrinha dele, uma promotora de vendas de 32 anos, e o marido dela, ajudante de 37. O casal é dono do imóvel onde era feita a ceia natalina. Outra sobrinha, uma dona de casa, 29, também foi esfaqueada. Além dela, uma vendedora, 32, mulher de um sobrinho do pedreiro, levou uma facada no tórax.

“Por sorte, nenhuma das crianças, filhas do casal dono da casa, foi ferida. Elas estavam dormindo num dos quartos. Todas as vítimas foram feridas na área da churrasqueira. Só o dono da casa é que foi esfaqueado enquanto dormia na sua cama, no segundo pavimento”, explicou o delegado Marcus Reis.

G1