Arquivo da tag: Orkut

Saiba como guardar o seu perfil do Orkut

orkutO Orkut vai acabar, e isso não é novidade: em junho, o Google anunciou que daria fim à rede social que foi a primeira de muitos brasileiros, com seus scraps, depoimentos e gifs incríveis.

Entretanto, nem tudo que ficou por lá e viveu, marcou a nossa história vai para o grande lixo da internet: é possível recuperar e guardar consigo mesmo para a posteridade o seu perfil, os seus álbuns de fotos, os seus recados, depoimentos e todos os tópicos que você criou.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Em menos de duas semanas para o fim do Orkut como a gente o conhece — a rede social sai do ar no dia 30 de setembro —, muita gente ainda não guardou seus dados, nem sabe como fazê-lo. É para isso que estamos aqui, com a ajuda de uma ferramenta do Google chamada Google Takeout (ou retirada, em bom português). Para começar, acesse o link a seguir. 

Selecione apenas o Orkut no Google Takeout. FOTO: Reprodução

Essa é a página do Google Takeout. Você vai precisar se logar com a sua conta Google que usava para acessar o Orkut. (É, a memória talvez seja um problema agora, mas a gente confia que você vai lembrar). A partir dessa tela, você vai clicar em “criar um arquivo”. Vale dizer que o Google Takeout serve para todos os serviços Google que você usa — como o Blogger, o Gmail e o Drive. E é possível fazer backup de todos eles com a ferramenta, mas aqui só faremos do Orkut, ok?

Espere o Google carregar todos os seus scraps, fotos e depoimentos para um arquivo .zip. FOTO: CRÉDITO

Clique em “selecionar tudo” para desselecionar as caixas, e depois em “Orkut” para selecionar o Orkut. Na sequência, clique em “criar um arquivo” e espere o Google carregar tudo o que estava atrelado ao seu perfil. Ele vai gerar um arquivo .zip, que você pode baixar.

Pronto: agora é só baixar, guardar num HD externo, num pendrive ou na nuvem toda a memória do seu Orkut. FOTO: Reprodução

Dentro dele, um tesouro de anos atrás: além das suas fotos (que vem sem legenda, mas divididas nos álbuns), você tem a página do seu perfil. Na pasta “internal”, é possível encontrar outras páginas bacanas: “scraps” te leva para a lista de scraps que você tem (isso se você não era da turma “respondo e apago”); “testmonials” vai mostrar os depoimentos fofos que te deixaram; e dentro da pasta outras muitas pastas contém arquivos HTML das páginas de tópicos que você criou em diferentes comunidades. Dá para gastar horas e horas se divertindo com isso, né?

Ah, um aviso: apesar do fim do Orkut estar marcado para o dia 30 próximo, será possível retirar os dados até 30 de setembro de 2016. Já as comunidades públicas serão preservadas em um “arquivo de comunidades” aberto ao público. Este arquivo, porém, será apenas para visualização e não aceitará novos tópicos, comentários ou enquetes.

A “Luta de classes…” é um exemplo de comunidade engraçadinha do Orkut que vai deixar saudades. FOTO: Reprodução/Orkut
Estadão

Orkut: CEO promete a “volta” da rede social neste ano

orkutEm reunião realizada com o CEO do antigo Orkut, o engenheiro turco Orkut Büyükkökten, afirma que a rede está querendo voltar a ativa, contando com o apoio de grandes investidores que não estão gostando das novas normas do Facebook para empresas. Seguindo o novo padrão da Web 3.0, o Orkut viria como uma rede nova para gerar capital e engajar publicações até então que estão sendo pouco visualizadas.

Para a nova fase, uma equipe formada com engenheiros do site Twitter e Pinterest está sendo formada para alimentar e gerenciar a rede social.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
O Facebook passou a ter problema com grandes marcas como Coca-Cola, Burger-King, Itaú e Ambev, após mudar o algoritmo que promovem as páginas da rede social. Esse cálculo é responsável por engajar os posts para que um bom conteúdo chegue a seu feed de notícias.

Em seu perfil pessoal, Mark Zuckerberg publicou que a volta do Orkut não irá abalar a empresa, e que caso o Orkut realmente volte, nada mudara o plano de investimento da companhia.

Orkut

Decadência: Orkut tem apenas 3% dos acessos às redes sociais no Brasil

orkutA rede social da Google que se transformou no primeiro grande sucesso do gênero no país realmente perdeu seu reinado. Os números dos anos anteriores já mostravam o declínio, mas por conta dos esforços para continuar ativo, acreditava-se que o Orkut poderia durar mais algum tempo como uma das grandes redes sociais no país. Entretanto, de acordo com a Serasa Experian, o serviço representa apenas 3% dos acessos às redes sociais no Brasil.

Os responsáveis pela queda são Facebook e YouTube, que representam juntos 83% dos acessos desses produtos na internet brasileira. Assim, o Orkut fica em terceiro lugar. Em maio do ano passado, a rede social foi ultrapassada pelo YouTube e, em janeiro do mesmo ano, o Facebook se tornava o serviço mais acessado do gênero no país.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

De acordo com o relatório da Serasa Experian, de 2012 para 2013 o Facebook cresceu 27% no Brasil. Fora isso, o tempo médio das visitas no site está em 28 minutos, enquanto no YouTube as pessoas costuma passar quase 23 minutos vendo vídeos.

Confira a lista das redes sociais mais acessadas:

  1. Facebook 65%
  2. YouTube 18%
  3. Orkut 3%
  4. Ask.fm 2,52%
  5. Twitter 1,91%
  6. Yahoo! Respostas 1,64%
  7. Badoo 1,09%
  8. Bate-papo UOL 0,89%
  9. Google+ 0,85%
  10. Windows Live Home 0,7%

Tecmundo

Dados sobre compras online reforçam declínio do Orkut

Facebook agora domina o mercado das redes sociais na cidade de São Paulo, desbancando o Orkut. Foto:Istockphoto

Com o comércio virtual cada vez mais influenciado pelas publicidades e informações disponibilizadas nas redes sociais, o Facebook passou a dominar o mercado na cidade de São Paulo.

Segundo a 4° Pesquisa sobre o Comportamento dos Usuários da Internet, realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), divulgada nesta quinta-feira 23, o site de relacionamentos de Mark Zuckerberg agora atinge 90,02% dos paulistanos que usam redes sociais, uma alta de 35,98 pontos percentuais ante 2011. Na outra ponta, a influência do ex-líder Orkut teve queda acentuada: passou de 74,91% de usuários na cidade para 49,89% em apenas um ano.

Atualmente com 36,1 milhões de usuários no Brasil, o Facebook triplicou em tamanho sua audiência e cresceu sete vezes em engajamento para assumir a liderança do setor no País, conforme indicam dados recentes da consultoria comScore. Mas o Orkut ainda possui 34,4 milhões de usuários, principalmente fora da região Sudeste.

Ainda assim, a perda da liderança em São Paulo, um dos maiores mercados consumidores do País, pode debilitar o site e marcar sua derrocada final no Brasil. O estudo da FecomercioSP mostra que 48,64% dos entrevistados admitem ser influenciados nas decisões de compra pelas informações veiculadas nas redes sociais – ou seja, com menos usuários, o Orkut lucrará menos com publicidade.

Além disso, 25,17% dos internautas que acessam redes sociais afirmam realizar compras por meio delas. Ao perder usuários, diminuem também as chances de receber porcentagens de compras realizadas por pessoas que clicaram nos anúncios colocados no Orkut. As receitas geradas a partir de compras de itens de jogos virtuais também podem sofrer abalo.

A maior parte dos internautas de São Paulo (87,94%) participa de alguma rede social, uma parcela ainda maior entre pessoas entre 18 e 35 anos (92,08%). No público entre 35 e 70 anos, houve aumento na adesão: de 73,27% em 2011 para 81,61% neste ano.

O levantamento ainda mostra que o Twitter ganhou expressivos de 11,89 pontos percentuais e agora é utilizado por 30,95% dos internautas paulistanos. O comunicador MSN, por outro lado, viu seu público recuar de 66,1% para 49,89%.

A pesquisa foi realizada em maio de 2012, com 1 mil entrevistados na cidade de São Paulo.

cartacapital