Arquivo da tag: Operação

Livânia ia se matar antes de ser presa na operação Calvário, revela colunista do UOL

A ex-secretária estadual de Administração Livânia Farias pensou em suicídio antes de ser presa pela Operação Calvário. A revelação está publicada neste domingo (12) no portal Folha Uol pela jornalista Mariana Carneiro.

De acordo com a coluna, antes de se tornar delatora na Operação Calvário, que mira o ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PSB), a ex-secretária estadual Livânia Farias mandou cartas a familiares e amigos em que relata angústia após se tornar alvo do Ministério Público.

Os textos foram escritos pouco antes de ela ser presa, em 16 de fevereiro de 2019. Nas cartas, ela reclama do que considerou perseguição e espetacularização do caso pelos procuradores do estado e faz planos para o próprio funeral. Farias diz que a pressão sobre a família é tanta que os filhos não podem sair de casa.

Ainda segundo a publicação, uma das cartas foi para Ricardo Coutinho. Ela agradece ao ex-governador pela confiança e diz que o tinha como espelho no trabalho no governo. Mas alega que o fardo da ofensiva do MP é pesado. Meses depois, a ex-secretária delatou o antigo chefe. Farias revelou suposto pagamento de R$ 4 milhões em propina ao político.

Ré sob a acusação de ter recebido suborno, ela saiu da prisão dias após assinar o acordo de colaboração e aguarda em liberdade o seu julgamento. A Calvário investiga desvio de R$ 134,2 milhões da área de saúde estadual.

 

clickpb

 

 

Citado em delação na Operação Calvário, deputado nega acusações

A Operação Calvário continua causando polêmicas na Paraíba. Novas delações vêm chamando atenção dos paraibanos e da classe política.

Ao Ministério Público, a ex-secretária de finanças de João Pessoa e ex-secretária de Administração do Estado, Livânia Farias, presa em um das fases da Calvário, revelou compra a de apoio políticos nas eleições de 2014.

Segundo ela, um grupo de políticos do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) pediu a quantia de R$ 8 milhões para dar apoio ao ex-governador do Estado, Ricardo Coutinho, na candidatura à reeleição

Conforme a ex-secretária, estavam presentes na reunião os filiados Manoel Júnior, Trócolli, Júnior, Nabor Wanderley, Raniery Paulino e Hugo Motta.

Em trecho, ela explica o teor da reunião.

– Quando foi decidido quem ia ficar ao lado do governador para a releeição, o MDB tinha decidido, às 2 horas da manhã, que fiaria como vice. E nesse momento o partido, Manoel Júnior, Trocolli, Nabor, Hugo Motta, Raniery Paulino, essas pessoas só aceitaram Vitalzinho como vice se fizéssemos um repasse de oito milhões de reais. Só não ia receber desse montante Vitalzinho, que ia ser vice, e Veneziano. Ricardo passou mal, precisou se recolher e eles queriam que eu desse a minha palavra que teriam esse dinheiro, mas só havia 500 mil – explicou.

Citado na delação, o deputado Raniery Paulino (MDB) se defendeu das acusações.

Em entrevista ele alegou que nunca esteve com Livânia e que pode ter sido alvo de vingança por parte da secretária.

– Reforço minha crença no Gaeco. Nunca tive tratativa ou conversa com Livânia Farias. Posso ter cumprimentado em algum evento, mas nunca sentei para conversar com ela. Eu gostaria de pedir as imagens da granja Santana para saber quem saiu e quem entrou lá no dia que ela disse que estive lá. Em nenhum momento da minha vida estive com ela tratando sobre esse assunto. O único momento que tive foi quando solicitei que ela fizesse esclarecimentos na Assembleia. Talvez ela tenha ficado chateada e quis se vingar – frisou.

 

paraibaonline

 

 

PRF flagra 20 pessoas dirigindo sob efeito de álcool, em dois dias na Operação Verão

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) iniciou, no último final de semana, a Operação Verão 2020, com fiscalização reforçada nas rodovias federais do estado da Paraíba. O reforço no policiamento ocorreu principalmente na região metropolitana de João Pessoa, Cabedelo e nos acessos ao litoral paraibano.

Ao todo, foram fiscalizadas 2.542 pessoas, sendo autuadas 1.082 infrações de trânsito das mais diversas e 88 veículos recolhidos por irregularidades. Durante a fiscalização, 20 pessoas foram flagradas no teste do etilômetro dirigindo sob efeito de álcool, gerando perigo a todos que utilizam as rodovias federais para curtir as férias de verão.

Além da fiscalização às irregularidades no trânsito, as ações de enfrentamento à criminalidade também estão sendo intensificadas. Neste final de semana, 18 pessoas foram detidas e dois veículos roubados foram recuperados.

O esforço da PRF tem como objetivo garantir a fluidez no trânsito e proteger os usuários das rodovias federais, para que possam ir e voltar para a casa com segurança.

A Operação Verão 2020, que se iniciou neste sábado (4), terá duração até o dia 19 de janeiro de 2020, e é mais uma ação que engloba a Operação Rodovida.

PB Agora

 

 

Jornalista citado em operação da PF é demitido do Sistema Correio

O Sistema Correio de Comunicação demitiu o jornalista Bruno Pereira, que dividia os microfones da Rádio 98 FM de João Pessoa com Samuka Duarte pela manhã. O rapaz esteve entre os alvos da quarta fase da Operação Recidiva no dia 20 de novembro sob suspeita de ter recebido vantagem indevida do esquema que fraudava recursos federais de convênios celebrados com prefeituras paraibanas. Bruno havia sido colocado em férias e nesta quinta-feira, 26, divulgou o desligamento em seu perfil no Instagram, onde comentou o momento que enfrenta e agradeceu ao Correio pela oportunidade.

Comunicado

Desde o último dia 20 de novembro passei a viver um momento de muita turbulência ao ser citado em uma operação da Polícia Federal. A PF está correta ao investigar! Logo, breve, ao final do inquérito eu falo com vocês CADA DETALHE! VOU PROVAR que estou pagando um preço muito alto de uma situação que não fiz. AGUARDEM! Deus é justo! Respeito e acredito nas autoridades.

Infelizmente vivemos em uma sociedade onde se existe um tribunal popular que nos condena por antecipação. Primeiro somos condenados, depois eles nos julgam. Só eu sei as consequências que estou sofrendo. São irreparáveis os dados a imagem e a moral. Mas creio em Deus e no tempo.

Em virtude da citação na operação, fui colocado de férias pela empresa que eu trabalhava. O veredito final eu já sabia. No dia do natal, recebi o comunicado oficial que estaria sendo demitido do Sistema Correio.

Jamais fico triste por ser demitido do trabalho, isso faz parte de um processo natural da vida. Sair de onde eu saí, quebrar as barreiras que já quebrei, isso não me abala para erguer a cabeça e ir em busca de uma nova oportunidade para tocar o projeto de alguém que é cheio de fé e vontade para vencer na vida. Algo me causa angústia é a maneira como as coisas estão se dando. Estou tendo consequências graves por algo que NÃO FIZ.

Quero me dirigir ao Sistema Correio com o sentimento de GRATIDÃO! Desde pequeno sonhei em fazer carreira na comunicação e foi um desejo realizado trabalhar nessa que é umas das emissoras mais importantes da Paraíba. No Correio eu tive oportunidades incríveis.

Em 2015, ainda estudante, comecei para tirar férias como auxiliar de programa de rádio. Degrau por degrau, recebi e cumprir várias missões até se tornar âncora no rádio e repórter e apresentador na televisão.

Ao direção geral e todos os meus diretores, muito obrigado pela confiança e oportunidade. Um abraço em cada amigo que aí deixei.

Aos meus ouvintes do rádio e telespectadores da TV, vocês me surpreenderam com tantas mensagens e ligações de carinho e preocupação. Amo vocês!

No livro da vida, vivemos vários capítulos. Esse é mais um que que finaliza. O lápis e o papel já estão em minhas mãos. Com a ajuda de Deus, já estou rabiscando um novo capítulo e em breve conto pra vocês. A gente se encontra em algum lugar desse Brasil lindo. Aquilo que Deus planeja NINGUÉM desfaz.

Aprendi que que coisas precisam acontecer para outras coisas acontecerem.

Existe tempo para tudo dentro do propósito do Senhor em nossa vida, diz o livro de Eclesiastes.

Boas festas para todos. Que venha 2020.

 

parlamentopb

 

 

Operação Verão: Detran-PB intensifica ações da Lei Seca no Estado

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB), por meio da Coordenação de Policiamento e Fiscalização de Trânsito, vem intensificando as ações da Operação Lei Seca, desde o período compreendido entre a segunda quinzena deste mês até fevereiro de 2020, quando ocorre a estação mais quente do ano, o verão. A época coincide com as férias escolares e o carnaval, em que se estima um aumento significativo de veículos circulando em todo o estado, sobretudo nos municípios litorâneos.

Quarenta e cinco homens são os responsáveis pelas ações. O efetivo é composto por três equipes, cada uma com 12 agentes de trânsito e três policiais militares, que atuam nas fiscalizações de trânsito com o auxílio dos seguintes equipamentos: 14 etilômetros (bafômetros), 50 talonários eletrônicos, dois redutores de velocidade móveis, duas camas de faquir, 20 cones de sinalização e duas barreiras de sinalização retrátil. Nas ações são empregadas nove viaturas, entre elas dois reboques.

Segundo o major Edmilson Castro, coordenador da Lei Seca no Estado, as fiscalizações da Operação Verão têm o objetivo de coibir os abusos praticados por muitos condutores que ainda insistem em desobedecer às leis de trânsito, principalmente ao que se refere às infrações relacionadas à embriaguez ao volante.

“Com isso, a Operação Lei Seca vem atuando em ações isoladas e/ou em conjunto com os órgãos operativos do Estado e dos municípios, a fim de executar a fiscalização de trânsito, adotando pontos de abordagem em locais previamente determinados pela Coordenação, no sentido de agir preventivamente próximo às áreas de eventos, nos principais corredores de tráfego de veículos, visando proporcionar um trânsito mais seguro”, enfatizou major Castro.

Seguem, abaixo, os locais das fiscalizações:

– João Pessoa, em toda a sua faixa litorânea;
 Litoral Norte, nas praias de Lucena e Baia da Traição;
 Litoral Sul, nas praias de Jacumã (Conde) e Pitimbu;
 Outros locais a serem determinados pela Superintendência do Detran-PB.

 

portalcorreio

 

 

Governador descarta renúncia e nega envolvimento na Operação Calvário: ‘Governos estão separados desde 31 de dezembro de 2018’

Em entrevista coletiva concedida na manhã desta segunda-feira (23), o governador João Azevêdo negou envolvimento nas ações que vêm sendo investigadas pela Operação Calvário, colocando-se, ainda, à disposição da justiça para esclarecer o que for necessário. Além disso, o governador afastou qualquer possibilidade de pedir a renúncia do cargo.

A hipótese de renúncia de João Azevêdo vem sendo especulada desde a deflagração da última fase da Operação Calvário. “Não tenho nenhuma preocupação em renunciar. Não farei isso, tenho respeito com as pessoas e com o compromisso que assumi”, garantiu o governador.

 

(Foto: ClickPB)

clickpb

 

 

Azevêdo convoca coletiva nesta segunda-feira para falar do sistema público de saúde após 7ª fase da Operação Calvário

O governador da Paraíba, João Azevêdo (sem partido), convocou uma entrevista coletiva à imprensa na manhã desta segunda-feira (23), às 10h, no Palácio da Redenção.

O governador concederá a coletiva falar do sistema público de saúde da Paraíba em função dos últimos acontecimentos ocorridos.

 

clickpb

 

 

Fantástico deste domingo mostra vídeos inéditos da delação de Livânia Farias na Operação Calvário

O programa Fantástico deste domingo (22), vai mostrar os vídeos inéditos da delação premiada da ex-secretária de Administração do Estado da Paraíba, Livânia Farias. O programa é exibido pela TV Globo aos domingos.

Livânia Farias confirmou em delação premiada que entregou mais de R$ 4 milhões ao ex-governador Ricardo Coutinho. A informação foi destaque em reportagem do jornal Estado de São Paulo na última quarta-feira (18).

Ela relatou que tinha uma rotina de entregas de dinheiro em espécia na residência oficial do governador, a Granja Santana, durante a gestão de Ricardo Coutinho.

Livânia Farias prestou colaboração premiada no âmbito do inquérito da Operação Calvário, que teve mais uma fase deflagrada na última terça-feira (17). Foram expedidos 17 mandados de prisão preventiva pelo Tribunal de Justiça da Paraíba. O ex-governador Ricardo Coutinho foi um dos alvos da Operação.

 

clickpb

 

 

Prefeito é preso e deputado é alvo de buscas durante operação da PF neste sábado

Na manhã deste sábado (21), a Polícia Federal foi às ruas em mais uma operação, a segunda realizada esta semana. Os agentes, segundo informações, cumpriram mandados de prisão e de busca e apreensão determinados pelo Supremo Tribunal Federal (STF), através de decisão do Ministro Celso de Mello.

O prefeito do município de Uiraúna, João Bosco Nonato Fernandes, do PSDB, foi alvo de mandado de prisão. O gestor foi condenado pelo Tribunal de Justiça da Paraíba, neste ano, por improbidade administrativa. Ainda de acordo com informações, endereços de um deputado federal também foram alvos de busca e apreensão.

A Operação Pés de Barro foi realizada com o intuito de dar sequência às investigações relacionadas a possibilidade de desvio de recursos públicos por meio de contratos com recursos federais.

Os agentes da Polícia Federal devem cumprir quatro mandados de prisão, 7 de afastamentos de função e 13 mandados de busca e apreensão nas cidades de João Pessoa-PB, Brasília-DF, Uiraúna-PB e São João do Rio do Peixe-PB. A PF não revelou os nomes dos investigados presos e nem daqueles que serão afastados de suas funções.

Investigações apontam que aproximadamente R$ 1.266.050,67 teriam sido pagos em distribuição de propina. Ainda segundo a determinação do STF, os investigados podem responder pelos crimes de peculato, lavagem de dinheiro, fraude licitatória e formação de organização criminosa

OPERAÇÃO PÉS DE BARRO

A Polícia Federal investiga a possível existência de uma organização criminosa dedicada à realização de pagamentos ilícitos e superfaturamentos de obras no Sertão da Paraíba. 80 agentes participam da operação.

 

 

PB Agora

 

 

Governo lança Operação Verão 2020 com reforço aéreo e R$ 3 milhões investidos

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Sesds), lança nesta sexta-feira (20) a ‘Operação Verão 2020’, que vai empregar reforço de policiais militares, policiais civis, bombeiros militares e agentes de trânsito em toda a Paraíba, desde as festas de fim de ano até o mês de fevereiro. Nesta edição, os trabalhos vão contar com um investimento de R$ 3 milhões para a compra de equipamentos destinados ao Corpo de Bombeiros Militar e a intensificação de resgates aéreos com a utilização da aeronave Acauã 2. A solenidade acontece no Largo da Gameleira, em Tambaú, onde haverá uma demonstração de salvamento aquático.

Para o Corpo de Bombeiros Militar serão entregues cinco veículos do tipo hatch, três motos aquáticas com reboques rodoviários, sete desencarceradores, 14 conjuntos de estabilização, 20 postos de guarda-vidas, seis veículos operacionais e seis conjuntos de combate a incêndios, que serão utilizados na região litorânea e no interior em mananciais, como rios, açudes e lagos. Ao todo, durante o período, a instituição chegará a empregar um efetivo de 281 homens e mulheres por dia e 95 viaturas na Operação Verão.

O material entregue vai evitar afogamentos e outros incidentes, reforçando as ações preventivas e o efetivo de guarda-vidas nas praias do litoral paraibano abrangendo 133 km da faixa de Barra de Camaratuba a Acaú – limites com os estados do Rio Grande do Norte e Pernambuco, respectivamente, e também no interior paraibano. Nessa área, os bombeiros militares irão trabalhar no serviço de praia, auxiliados por embarcações, lanchas, botes infláveis de salvamento e jet-skis. Dentro do efetivo empenhado estão também mergulhadores que são preparados para atuar na busca e resgate de vítimas em ambientes subaquáticos.

Já a Polícia Militar terá nas ruas um efetivo de 1.033 homens e mulheres por dia, atuando com quase 500 viaturas, em aproximadamente 107 cidades. As ações seguem orientações dos setores de Inteligência e Estatística da corporação, mapeando e ocupando áreas estratégicas para combate aos crimes patrimoniais e contra a vida.

Na região metropolitana da capital, a Companhia Especializada em Apoio ao Turista (CEATur) reforça as ações de segurança pública com rondas, blitzen, abordagens e ações preventivas em toda a orla de João Pessoa, litoral sul do estado e em pontos de interesses turísticos. O esquema de segurança prevê o uso dos Veículos Individuais de Policiamento (VIP), que permitem mais rapidez e agilidade no atendimento em ocorrências com terrenos arenosos, como a faixa da praia. Os VIP são novos, e foram entregues à PM pelo Governo do Estado no último mês de agosto. A CEATur também empregará o cliclopatrulhamento.

O apoio de policiamento especializado como Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), Batalhão de Polícia de Trânsito Urbano e Rodoviário (BPTran), Batalhão Especializado em Policiamento com Motocicletas (BEPMotos), Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb), Regimento de Polícia Montada (RPMont), entre outros, também irão integrar as ações que visam proteger a Paraíba em um dos períodos mais visitados do ano por turistas.

A Polícia Civil também vai reforçar seu efetivo durante a Operação Verão, com 300 homens e mulheres por dia. A Delegacia Móvel estará presente nas localidades de eventos e um trabalho preventivo será realizado pela Coordenação das Delegacias de Atendimento a Mulher (Coordeam), a fim reduzir os casos de violência doméstica. Em João Pessoa, a Delegacia de Atendimento ao Turista (Deatur), no Centro Turístico de Tambaú, irá funcionar em regime de plantão para registro de Boletins de Ocorrência e haverá reforço na 10ª Delegacia Distrital, no bairro de Tambaú, e na 12ª Delegacia Distrital, em Manaíra.

No interior do Estado, os pólos de plantão permanecem realizando procedimentos e atendimento ao público. Delegacias especializadas como a de Crimes contra o Patrimônio (Roubos e Furtos), Crimes contra a Pessoa (Homicídios), e Entorpecentes ainda estarão atuando de maneira diferenciada.

Fiscalização de trânsito e Lei Seca – O Departamento Estadual de Trânsito (Detran), por meio da Coordenação de Policiamento e Fiscalização de Trânsito, intensificará as ações da Operação Lei Seca durante a Operação Verão 2020, com fiscalizações que visam coibir os abusos praticados por condutores que desobedecerem as leis de trânsito, principalmente com infrações relacionadas à embriaguez ao volante, e a utilização de etilômetros.

O trabalho vai acontecer em ações isoladas e/ou em conjunto com os órgãos operativos do Estado e dos municípios, adotando pontos de abordagem em locais próximos às áreas de eventos, nos principais corredores de tráfego de veículos, no sentido de agir preventivamente e também repressivamente nos casos de flagrante. São locais de fiscalização: João Pessoa, em toda a sua faixa litorânea; Litoral Norte, nas praias de Lucena e Baia da Traição; Litoral Sul, nas praias de Jacumã (Conde), Pitimbu; e outros locais a serem determinados pela Superintendência do Detran-PB.

Secom-PB