Arquivo da tag: oitavas

Libertadores terá três duelos Brasil x Argentina nas oitavas

A Conmebol sorteou na noite desta segunda-feira em sua sede, no Paraguai, os oito confrontos de oitavas de final da Copa Libertadores, que terão início só depois da Copa América. Os jogos de ida serão entre 23 a 25 de julho, enquanto a volta acontece de 30 de julho a 1º de agosto. São mais de dois meses, portanto, entre o fim da fase de grupos e o início das oitavas.

Os destaques são os três duelos Brasil x Argentina logo de cara: Cruzeiro x River Plate, Palmeiras x Godoy Cruz e Athletico-PR x Boca Juniors – este último, uma repetição dos duelos da fase de grupos. Flamengo, Inter e Grêmio pegam Emelec, Nacional e Libertad, respectivamente.

Os confrontos ficaram assim:*

  • Palmeiras x Godoy Cruz-ARG
  • Cruzeiro x River Plate-ARG
  • Internacional x Nacional-URU
  • Cerro Porteño-PAR x San Lorenzo-ARG
  • Libertad-PAR x Grêmio
  • Boca Juniors-ARG x Athletico-PR
  • Flamengo x Emelec-EQU
  • Olimpia-PAR x LDU Quito-EQU

*Os times da esquerda, líderes de seus grupos, decidem a vaga em casa.

Sorteio da Libertadores ocorreu na noite desta segunda-feira — Foto: EFE/Andrés Cristaldo

Sorteio da Libertadores ocorreu na noite desta segunda-feira — Foto: EFE/Andrés Cristaldo

A Conmebol também já definiu o chaveamento até a final: há possibilidades de Flamengo x Internacional e Palmeiras x Grêmio nas quartas de final, caso todos os brasileiros passem.

O sorteio foi simples: os primeiros colocados foram inseridos no Pote 1, enquanto os segundos colocados foram para o Pote 2. Os cruzamentos foram sorteados um a um entre os integrantes dos dois potes – não houve restrição a nenhum confronto, nem mesmo com adversários do mesmo país ou que já se enfrentaram na fase de grupos.

View image on Twitter

Havia, portanto, possibilidade de um clássico entre Grêmio x Inter, ou um Boca x River. Os dois encontros, porém, só podem acontecer em eventuais semifinais.

Importante: na Libertadores, gol fora de casa vale como critério de desempate.

Com a melhor campanha da primeira fase, o Palmeiras tem a possibilidade de decidir todos os confrontos em casa até as semifinais. A final será em jogo único, dia 23 de novembro, em Santiago, no Chile.

Mudanças na lista

A Conmebol permite cinco alterações na lista de 30 jogadores dos clubes para as oitavas de final. Depois, são mais duas mudanças permitidas nas quartas, e outras duas nas semifinais. Para a grande final, nenhuma troca na lista será possível.

GE

 

Com vantagem, Cruzeiro recebe Flamengo pelas oitavas da Libertadores

O Cruzeiro construiu uma boa vantagem no primeiro duelo contra o Flamengo, no início do mês, pela Copa Libertadores, com vitória por 2 a 0. Agora as equipes reencontram, na noite desta quarta-feira, no Mineirão, para definir quem avança às quartas de final do torneio continental para enfrentar o vencedor do embate entre Boca Juniors e Libertad, do Paraguai, que duelam nesta quinta-feira, em La Bombonera, na Argentina. Na ida, o time argentino ganhou por 2 a 0.

A Raposa chega embalada para o jogo. No Brasileirão, no último sábado, a equipe voltou a vencer e bateu o Fluminense por 2 a 1, acabando com o jejum de um mês sem triunfar na competição nacional. Na Copa do Brasil a coisa anda bem encaminhada, o time está nas semifinais, e terá o Palmeiras pela frente.

Nos treinamentos na Toca da Raposa II, em Belo Horizonte, o Cruzeiro foi muito bem recebido pelos torcedores. No dia anterior ao jogo, os atletas foram recepcionados pelos fanáticos, que fizeram uma bela festa. No Mineirão, outra grande exibição das arquibancadas está programada com mais de 60 mil ingressos vendidos. Nos treinamentos, Mano Menezes pediu privacidade. Os jornalistas não puderam acompanhar nada que foi feito, nem mesmo o aquecimento.

O treinador tem duas grandes dúvidas para o duelo contra o Flamengo. Uma na lateral-direita e outra no ataque. Na ala, Mano não confirmou o retorno de Edilson. Ele pode manter Lucas Romero, que embora seja volante desempenha um ótimo papel na posição. Na frente, o treinador ainda não confirmou se vai de Raniel ou Barcos. O Pirata ainda não encontrou seu melhor futebol com a camisa celeste, enquanto o brasileiro pede passagem a cada jogo, marcando gols e dando muita mobilidade ao setor.

Pelo lado do Flamengo, Maurício Barbieri vai manter a base que vem jogando, sem mudanças profundas. As duas equipes fazem boas campanhas no Brasileirão, mas preservaram alguns titulares no fim de semana. O Flamengo, também em Belo Horizonte, só que na Arena Independência, ficou no empate por 2 a 2 com o América-MG, figurando na terceira colocação. O São Paulo lidera com 45 pontos.

“No futebol, em um jogo entre duas grandes equipes como são Flamengo e Cruzeiro, qualquer coisa pode acontecer. Portanto, precisamos trabalhar com muita seriedade e em busca de um resultado positivo. Antes de pensar no gol, temos que criar chances. Trabalhar bola, conseguir espaços e aproveitar. A classificação é complicada, mas está ao nosso alcance se estivermos em um grande dia e colocarmos em prática aquilo que foi trabalhado. Embora, o respeito ao Cruzeiro sempre vai existir”, disse Barbieri.

Para colocar seu plano em prática o elenco flamenguista aposta na concentração. “Vai ser um duelo muito complicado, pois são dois times qualificados. Podemos conquistar um resultado positivo e por isso mesmo temos que entrar em campo ligados e tentando nos impor, mas sem perder a capacidade de concentração”, observou o meia Diego.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO X FLAMENGO

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Data: 29 de agosto de 2018 (Quarta-feira)

Horário: 21h45(de Brasília)

Árbitro: Andres Cunha (Uruguai)

Assistentes: Nicolás Tarán (Uruguai) e Mauricio Espinosa (Uruguai)

CRUZEIRO: Fábio, Lucas Romero (Edilson), Dedé, Leo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Robinho, Thiago Neves e Arrascaeta; Barcos (Raniel).

Técnico: Mano Menezes

FLAMENGO: Diego Alves, Rodinei, Réver, Léo Duarte e Renê; Gustavo Cuéllar, Lucas Paquetá, Diego, Everton Ribeiro e Vitinho; Henrique Dourado

Técnico: Maurício Barbieri

Gazeta Esportiva
(Foto: Divulgação)

Libertadores terá duelo brasileiro nas oitavas; veja duelos

A sorte foi lançada e os confrontos das oitavas de final da Libertadores estão definidos. Em sorteio realizado na noite desta quarta-feira, a Conmebol desenhou os confrontos do mata-mata, colocando frente a frente logo de cara dois times brasileiros: Atlético-PR x Santos. Curiosamente, as equipes se enfrentaram no último domingo pelo Brasileirão, na Arena da Baixada, com vitória do Peixe por 2 a 0.

Agora, 16 equipes buscam o título da Libertadores (Foto: AFP)
Agora, 16 equipes buscam o título da Libertadores (Foto: AFP)

Foto: LANCE!

– Jogo muito difícil. Pegar brasileiro é muito difícil. Mas estamos aí. Não dá para escolher resultado. Sorteio é sorteio. É um jogo complicado. Sabemos que o Atlético-PR tem uma equipe forte. Se quisermos adversário fácil, vamos disputar o campeonato metropolitano – disse à Fox Sports o presidente do Santos, Modesto Roma.

Quem passar entre Furacão e Peixe pode enfrentar o Palmeiras. O Verdão terá o Barcelona (EQU) como adversário nas oitavas e está ao lado dos dois no chaveamento.

O Botafogo, que está na disputa desde a fase preliminar, pega o Nacional (URU). Se avançar, pode enfrentar o Grêmio, que terá o Godoy Cruz, da Argentina, como oponente nas oitavas.

– Estou muito confiante. O jogo é em Montevidéu, é nível do mar, estou confiante que o Botafogo vá superar mais esse grande adversário – disse à Fox Sports o presidente do Bota, Carlos Eduardo Pereira.

O Atlético-MG, por outro lado, ficou afastado dos brasileiros no chaveamento. O Galo vai à Bolívia enfrentar o Jorge Wilstermann. Caso ocorra uma final brasileira, ela terá que envolver necessariamente o Atlético-MG.

Segundo a Conmebol, a disputa das oitavas irá começar na primeira semana de julho.

OITAVAS DE FINAL DA LIBERTADORES

LADO A
Guarani (PAR) x River Plate (ARG)
Jorge Wilstermann (BOL) x Atlético-MG
The Strongest (BOL) x Lanús (ARG)
Emelec (ECU) x San Lorenzo (ARG)
——-
LADO B
Atlético-PR x Santos
Barcelona (EQU) x Palmeiras
Nacional (URU) x Botafogo
Godoy Cruz (ARG) x Grêmio

Lance

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Substituto de Grafite marca no fim, Santa bate Sport e vai às oitavas

Felipe Oliveira/AFP
Felipe Oliveira/AFP

O Santa Cruz levou a melhor no clássico disputado na noite desta quarta-feira, na Arena Pernambuco, e está classificado para as oitavas de final da Copa Sul-Americana. Depois de um empate sem gols no jogo de ida, o time coral venceu o Sport por 1 a 0 depois de um gol de Bruno Moraes, que entrou no segundo tempo no lugar de Grafite, que saiu machucado.

O provável adversário do Santa Cruz é o Independiente Medellín, da Colômbia, que venceu o Sportivo Luqueño, do Paraguai, por 3 a 0 no primeiro jogo. O confronto, porém, só será definido no dia 15 de setembro, quando os times voltam a s enfrentar na cidade de Luque.

Tanto Sport como Santa Cruz criaram boas oportunidades na etapa inicial. Grafite quase fez logo aos 6min, mas Magrão defendeu. Já pelo lado rubro-negro, aos 26min, Luan e Edmílson exigiram boas defesas do goleiro Tiago Cardoso – a segunda em chute à queima-roupa perdido pelo atacante.

O 0 a 0 do primeiro tempo se repetiria na etapa final, o que acabaria levando a a decisão para os pênaltis. Mas Bruno Moraes, que substituiu Grafite aos 22min, tratou de colocar o Santa na próxima fase com um gol aos 35min. Depois de Serginho sair jogando errado, Keno finalizou de dentro da área e Magrão defendeu; no rebote, o atacante não perdoou e marcou o gol salvador.

Jejum de Grafite continua

Grafite mais uma vez passou em branco. Foi o 11º jogo consecutivo que o experiente atacante coral não balançou as redes. Para piorar, ele se chocou com Mansur em dividida pelo alto, ficou sentindo a cabeça e deixou o campo de maca – sendo substituído logo em seguida.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Empurrado pela torcida, Bellucci bate Cuevas, vibra muito e vai às oitavas

O repertório foi completo. Teve voleio, deixadinha, belas paralelas e cruzadas que tiraram o rival do eixo. Jogando o “fino”, Thomaz Bellucci não decepcionou a torcida que encheu o Centro Olímpico de tênis, bateu o uruguaio Pablo Cuevas e avançou às oitavas de final. O triunfo por 2 sets a 1, parciais de 6/2, 4/6 e 6/3, veio com grande participação do público e alguma irritação de seu oponente. Empurrado a cada ponto, o paulista, 54 do ranking mundial, não se deixou levar pela pressão de jogar em casa e foi superior praticamente por toda a partida. A vitória, além de manter vivo o sonho da medalha, aconteceu sobre um rival que hoje é o número 21 do mundo e chegou a interromper o duelo para reclamar do barulho das arquibancadas.

Bellucci em jogo contra Cuevas (Foto: Toby Melville/Reuters)Bellucci vibra muito com vitória sobre Cuevas (Foto: Toby Melville/Reuters)

Sempre frio, Bellucci parecia outro. Vibrava com a torcida a cada ponto. A atmosfera estava toda a favor de Thomaz, que reconheceu isso com uma vitória tranquila no primeiro set. Só que do outro lado estava um cara experiente, acostumado com a catimba. E Cuevas voltou do buraco empatando o jogo. No desempate, o brasileiro foi amplamente melhor e confirmou o triunfo, para delírio de todos os presentes.

Nas oitavas de final, Bellucci terá pela frente o belga David Goffin, que mais cedo entrou em quadra e venceu o israelense Dudi Sela por 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 6/3. A programação da próxima fase ainda não foi divulgada pela organização dos Jogos, mas todas as partidas estão previstas entre esta quarta e quinta-feira. Se passar por Goffin, o brasileiro pode encarar o espanhol Rafael Nadal ou Gilles Simon, da França, que se enfrentam.

COMEÇO ARRASADOR E REEQUILÍBRIO

​​Thomaz Bellucci tênis olimpíada rio 2016 (Foto: REUTERS/Toby Melville)Brasileiro teve atuação segura contra o uruguaio (Foto: REUTERS/Toby Melville)

Esperava-se um jogo mais complicado no primeiro set. E assim começou. Bellucci sacou e fez 1 a 0, mas Cuevas, sem dificuldades, igualou. Em seguida, o brasileiro confirmou seu saque da mesma forma. E então partiu para o “atropelo”. O paulista colocou 3 a 1, quebrando o serviço do uruguaio com bom jogo de transição e poucas trocas de bola. Depois, sacou para fazer 4 a 1. Cuevas ainda diminuiu para 4 a 2 quando sacou, mas não teve mais chances. Bellucci fez 5 a 2 e depois repetiu a quebra devolvendo bem as tentativas do rival, fechando o set em 6 a 2 para delírio dos brasileiros.

O segundo set começou melhor para Cuevas. No terceiro game, o uruguaio quebrou o serviço do brasileiro, que errou um pouco mais, e fez 2 a 1. Daí em diante, os dois foram confirmando os serviços sem sofrer tanto. Com uma hora de jogo, o placar do set tinha 4 a 3 para Cuevas, com o rival do brasileiro no saque. No game da sequência, o brasileiro complicou a vida de Pablo, mas com uma boa passada, Cuevas saiu do buraco e fez 5 a 3. Empurrado pela torcida, Thomaz confirmou o saque: 5 a 4. O uruguaio fez o mesmo e empatou a partida em 1/1.

Jogando junto, a torcida brasileira levava Bellucci nos braços. O brasileiro venceu o seu game e deu um calor em Cuevas no segundo. Tanto é que o uruguaio, depois de quase 15 minutos de game, foi reclamar com a arbitragem do barulho vindo das arquibancadas. Mesmo assim, igualou o jogo em 1 a 1. Bellucci fez 2 a 1, e depois, debaixo do coro “Brasil, Brasil”, quebrou o saque do rival, fazendo 3 a 1. Sob aplausos e rapidamente, o brasileiro ampliou para 4 a 1. O uruguaio, sem se abater, diminuiu e depois quebrou o saque do paulista, trazendo para 4 a 3. Então, Thomaz parou o jogo para receber atendimento médico e fazer um curativo no pé machucado. Na volta, Bellucci quebrou o rival e depois confirmou o saque, vencendo por 6/3.

Globoesporte.com

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Botafogo-PB enfrenta o Palmeiras nas oitavas de final da Copa do Brasil

Foto: Rafael Ribeiro/CBF
Foto: Rafael Ribeiro/CBF

Em evento realizado na manhã desta terça-feira (2), na sede da CBF, no Rio de Janeiro, um sorteio definiu as oitavas de final da Copa do Brasil. Entre os oito confrontos, destaca-se São Paulo x Juventude; Corinthians x Fluminense; e Palmeiras x Botafogo-PB.

Os outros cinco embates serão entre: Santos x Vasco da Gama, Grêmio x Atlético-PR; Internacional x Fortaleza; Cruzeiro x Botafogo; e Atlético-MG x Ponte Preta. Um novo sorteio, marcado para o início da tarde, define a ordem dos mandos de campo.

Os jogos de ida das oitavas serão nos dias 24 e 25 de agosto, enquanto a volta será quase um mês depois: em 20 e 21 de setembro. Após a definição dos oito classificados, os confrontos das quartas de final serão novamente definidos em sorteio. Os jogos que valem o título estão marcados para a segunda quinzena de novembro.

Esta é a primeira fase da atual edição que inclui as equipes que participaram da Copa Libertadores da América no primeiro semestre. Por este motivo Atlético-MG, Corinthians, Grêmio, Palmeiras e São Paulo ficaram reunidos no pote 1, somados a Internacional, Santos e Cruzeiro – os mais bem colocados no ranking da CBF entre os outros 11 times.

Confira os confrontos:

São Paulo x Juventude
Corinthians x Fluminense
Santos x Vasco da Gama
Palmeiras x Botafogo-PB
Grêmio x Atlético-PR
Internacional x Fortaleza
Cruzeiro x Botafogo
Atlético-MG x Ponte Preta

Focando a Notícia com Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

CBF sorteia duelos das oitavas da Copa do Brasil nesta terça

sorteioA CBF sorteia nesta terça-feira (2), as 11h da manha, os duelos da fase de oitavas de final da Copa do Brasil. No pote 2, o Botafogo-PB, que pela primeira vez chega tão longe na competição, terá pela frente um time da 1ª divisão do Campeonato Brasileiro.

Esta será a primeira fase da competição com a presença dos clubes que disputaram a Taça Libertadores. Atlético-MG, Corinthians, Grêmio, Palmeiras e São Paulo estarão no pote 1, junto de Internacional, Santos e Cruzeiro, os mais bem colocados no ranking da CBF.

No pote 2 estão os outros oito times classificados: Botafogo-PB, Vasco, Juventude, Atlético-PR, Fortaleza, Fluminense, Ponte Preta e Botafogo. O sorteio é simples, com as equipes do pote 1 enfrentando a do pote 2.

Após a definição dos confrontos, a confederação fará um novo sorteio, às 12h30, para definir a ordem dos mandos de campo.

Assim como nas oitavas, os duelos das quartas de final da Copa do Brasil também serão definidos em sorteio, mas, desta vez, sem a divisão dos classificados em potes – todos poderão se enfrentar. As finais da competição que classifica o campeão para a Libertadores estão marcadas para 23 e 30 de novembro.

Confira os dois blocos para os jogos das oitavas de final:

POTE 1:
Atlético-MG
São Paulo
Corinthians
Grêmio
Palmeiras
Internacional
Santos
Cruzeiro

POTE 2:
Botafogo-PB
Vasco
Juventude
Atlético-PR
Fortaleza
Fluminense
Ponte Preta
Botafogo

MaisPB com GloboEsporte

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Botafogo-PB administra vantagem, empata com Ceará e avança às oitavas

Max Oliveira/Mais PB
Max Oliveira/Mais PB

O Botafogo-PB tem feito história na Copa do Brasil 2016. Nesta quarta-feira (20), no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, mais um capítulo foi escrito. O Belo soube administrar o esfacelado Ceará por desfalques e confirmou sua classificação para as oitavas de final da competição. O empate sem gols foi o suficiente, já que no jogo de ida, no Almeidão, o time paraibano aplicou 3 a 0.

Sem o lateral esquerdo Jefferson Recife suspenso, o técnico Itamar Schulle optou pelo lateral direto Ângelo, que fez a função sem comprometer. A distribuição tática foi a mesmo das partidas anteriores.

E a partida se desenhou a caráter do Belo, em um ritmo cadenciado. Sem a dupla de ataque titular, Rafael Costa e Bill, o Ceará não foi efetivo. Ao total foram seis desfalques, o que explica a pouca efetividade da equipe na partida. A não ser a cabeçada à queima-roupa de Robinho, que Michel Alves fez grande defesa, aos 13 minutos do segundo tempo, o goleiro do Belo pouco trabalhou. Alex Amado, aos 28 minutos, e Ricardinho, nos acréscimos, ainda acertam a trave E só.

A enorme vantagem fez com que o time pessoense não se aventurasse tanto ao ataque, optando por se defender atrás da linha da bola e trocar passes no meio campo. A melhor chance foi com Rodrigo Silva. Marcinho acionou Carlinhos que observou o camisa 9, livre, ele finalizou na rede do lado de fora.

Os confrontos das oitavas de final são decididos em sorteio. Os brasileiros participantes da Taça Libertadores da América – Corinthians, Atlético-MG, Grêmio, São Paulo e Palmeiras -, no primeiro semestre, além do Internacional, quinto colocado no Campeonato Brasileiro do ano passado, entram na disputa.

Ficha técnica

Data-Horário: 20/07/2016, às 19h30
Competição: Copa do Brasil – 3ª fase
Árbitro: Italo Medeiros de Azevedo (RN)
Assistentes: Leandro Lincoln Santos Neves (RN) e Ruan Neres Souza de Queiros (RN)
Cartões amarelos: Rafinha (C); Djavan e Danielzinho (B)
Cartão vermelho: nenhum

CEARÁ: Éverson; Robinho, Sandro, Charles (Lucas) e Eduardo (Thomaz Bastos); Baraka, Ricardinho e Felipe; Serginho, Caio César (Alex Amado) e Rafinha. Técnico: Sérgio Soares.

BOTAFOGO-PB: Michel Alves; João Paulo, Plínio, Marcelo Xavier e Ângelo; Djavan, Sapé, Pedro Castro e Marcinho (Assis); Danielzinho (Carlinhos) e Rodrigo Silva. Técnico: Itamar Schulle.

Maurílio Júnior – MaisPB

 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Classificação com goleada. Atlético-MG se garante nas oitavas da Libertadores

REUTERS/Washington Alves
REUTERS/Washington Alves

Um empate já era suficiente para o Atlético-MG garantir presença nas oitavas de final da Libertadores. Mas com 16 minutos a equipe brasileira já tinha resolvido o jogo contra o Melgar, do Peru. Com o primeiro lugar assegurado, agora o Atlético aguarda os confrontos da próxima semana para descobrir quem vai ser o adversário na fase seguinte. No final uma goleada por 4 a 0, com direito a gol de Robinho, o primeiro dele nesta edição do torneio.

Com 13 pontos e oito gols de saldo, o Atlético é momentaneamente o 3ª colocado na classificação geral. Somente duas equipes podem tirar o time brasileiro dessa posição, que são Toluca e Corinthians. Aos mexicanos bastam um empate com o Grêmio, enquanto os brasileiros precisam vencer o Cobresal por seis gols de diferença, ou quatro, desde que marquem pelo menos seis vezes.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Como já disputou as seis partidas pela fase de grupos, na próxima semana o Atlético vai acompanhar a Libertadores do sofá. Para saber qual vai ser o adversário das oitavas, além do caminho na busca do bicampeonato da América.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 4 X 0 MELGAR-PER

Data: 14/04/2016 (quinta-feira)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Motivo: 6ª rodada do grupo 5 da Copa Libertadores
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Público: 36.031 pagantes
Renda: R$ R$ 1.630.310,00
Árbitro: Jesus Valenzuela (VEN)
Assistentes: Carlos Lopez e Luis Sanchez (VEN)
Cartões amarelos: – (CAM) – (MEL)
Gols: Thiago a 1 min, Robinho aos 7 min e Lucas Pratto aos 16 min do primeiro tempo; Carlos aos 23 min do segundo tempo

ATLÉTICO-MG
Victor, Marcos Rocha, Tiago, Erazo e Douglas Santos; Leandro Donizete, Rafael Carioca (Eduardo, aos 21 do 2º), Júnior Urso e Cazares (Carlos, aos 18 do 2º) (Pablo, aos 33 do 2º); Robinho e Lucas Pratto.
Treinador: Diego Aguirre.

MELGAR
Ferreyra; Bolaños, Villamarín, Santamaría e Quina; Hinostroza (Arismendi, aos 13 do 2º), Arias, Leudo (Patricio Arce, aos 38 do 2º), Loyola e Sánchez (Diego Estrada, aos 24 do 2º); Cuesta.
Treinador: Juan Reynoso.

 

 

Uol

Sem ar, mas com raça, Galo bate o Strongest e garante vaga nas oitavas

O Galo ganhou até da altitude. Na noite desta quarta-feira, o Atlético-MG, na raça, bateu o Strongest, da Bolívia, por 2 a 1, em jogo válido pela quarta rodada do Grupo 3 da Taça Libertadores. A equipe brasileira, enquanto teve fôlego, mandou na partida, dominou as ações e esteve à frente no placar, com um gol marcado por Diego Tardelli, logo nos primeiros minutos. Mas o ar rarefeito da cidade de La Paz, a 3.600 metros de altitude, prejudicou os jogadores do clube mineiro. A bola rápida, resultado da menor resistência do ar, traiu o goleiro Victor, que, no fim do primeiro tempo, soltou nos pés de Reina uma bola chutada da intermediária. Mas, na vontade, quando o empate já estava encaminhado, Serginho criou a jogada para que Méndez, todo atrapalhado, marcasse contra o patrimônio.

Diego Tardelli e Ronaldinho comemoram gol do Atlético-MG contra o Strongest (Foto: Reuters)Diego Tardelli e Ronaldinho comemoram gol do Atlético-MG contra o Strongest (Foto: Reuters)

Os jogadores do Atlético-MG realmente sentiram bastante a altitude. Embora não tivessem que recorrer aos tubos de oxigênio disponíveis no banco de reservas, alguns atletas se mostraram mais ofegantes que o normal e demonstraram um enorme esforço para fazer coisas simples. Um mero pique se transformava em uma maratona. Um chute despretencioso contra o gol de Victor criava uma expectativa enorme. Já no intervalo, vários atleticanos reclamaram de cansaço e, no segundo tempo, sofreram para acompanhar as jogadas.

Destaques nas últimas apresentações do Galo, Bernard e Ronaldinho Gaúcho não conseguiram render o esperado. O primeiro, ainda debilitado, já que se recuperou recentemente de uma inflamação na garganta, não conseguiu mostrar futebol. R10, homenageado nos últimos dias pelas autoridades bolivianas, ficou muito aquém do que poderia apresentar. O torcedor de La Paz acabou vendo os defensores do Atlético-MG brilharem. Réver e Leonardo Silva evitaram um placar desfavorável aos mineiros.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Com a vitória, o Atlético-MG chegou aos 12 pontos e segue na liderança da competição e garantido, de forma definitiva, nas oitavas de final, independentemente do resultado entre São Paulo e Arsenal, nesta quinta-feira. As duas equipes se enfrentarão às 21h30m (de Brasília), no estádio Julio Grondona, em Sarandí, na Argentina. O Strongest tem três pontos e está atrás do Tricolor, tem quatro. Os argentinos, na lanterna, têm somente um ponto. Com a derrota o Tijuana, do México, para o Corinthians, no Pacaembu, por 3 a 0, o Galo passou a ter a melhor campanha entre os 36 clubes na competição e é o único com 100% de aproveitamento.

Na quinta rodada da competição internacional, o Atlético-MG encara o Arsenal, no Independência, em Belo Horizonte, no dia 3 de abril, às 22h. O Strongest, por sua vez, receberá o São Paulo, novamente em La Paz, no dia 4 de abril, às 21h30m. O próximo compromisso do Galo, porém, será pelo Campeonato Mineiro. No domingo, o time alvinegro enfrentará o América-MG, às 18h30m, no Independência.

Castigo no fim

Quem imaginava que o Strongest, logo de cara, teria uma postura ofensiva, se enganou. Os bolivianos respeitaram o Atlético-MG e, mesmo diante do torcedor, esperavam os ataques dos brasileiros e buscavam apenas os contra-ataques. Aos 8 minutos, Réver, após cobrança de Ronaldinho Gaúcho, já havia levado perigo ao gol de Vaca. Mas, um minuto depois, aos 9, o Galo abriu o placar. Jô recebeu de Bernard, entrou na área, tentou finalizar, mas a zaga tirou. Na sequência, Jô, insistente, fez um cruzamento perfeito, na cabeça de Diego Tardelli, que, sem goleiro, marcou para o Atlético-MG.

O Galo tomava as rédeas do jogo. Bernard ainda teve outra chance de marcar, mas o Strongest, atrás no marcador, saiu um pouco para o ataque. Em uma jogada pela esquerda, Pablo Escobar teve condições de finalizar, mas Junior Cesar, na raça, evitou o empate.

A partir daí, quem passou a buscar os contragolpes foi o Atlético-MG, principalmente quando a bola passava por Ronaldinho Gaúcho. Mas os bolivianos, aos poucos, passaram a criar diversas jogadas de perigo, e Victor, até então um espectador, teve que trabalhar e fez grandes defesas.

O Strongest tentava surpreender o goleiro do Galo em chutes de longa distância. Na altitude e com o ar rarefeito, a bola ganha velocidade. Porém, Victor estava atento e sempre defendia em dois lances ou espalmava para a linha de fundo. Bejarano, Cristaldo e Escobar eram os mais perigosos.

Porém, aos 43 minutos, o Strongest chegou ao empate. Cristaldo, da intermediária, bateu forte. A bola explodiu no peito de Victor, que vacilou no lance. Reina, muito esperto, foi mais rápido que o goleiro do Galo e empurrou a bola para as redes: 1 a 1.

Pressão e vitória heroica

Após respirarem nos vestiários, os jogadores do Atlético-MG voltaram para o segundo tempo um pouco mais organizados. O gol sofrido aos 43 minutos da etapa inicial deixou o Galo um pouco apavorado. O Strongest, porém, aos poucos, novamente tomou conta da partida. Em determinados momentos, os bolivianos fizeram uma pressão terrível na defesa atleticana, que se virava como podia. Victor, inseguro, não passava tranquilidade aos zagueiros.

Aos 16 minutos, o jogador que mais sentiu os efeitos da altitude deixou o campo. Bernard, que na última semana se recuperou de uma grave inflamação na garganta, chegou à Bolívia debilitado. Assim, não conseguiu render em campo e foi substituído pelo volante Serginho. A intenção de Cuca era dar mais força de marcação ao meio-campo da equipe mineira.

As chances do Atlético-MG eram muito raras e, por isso mesmo, os lamentos pelas oportunidades perdidas eram muito maiores. Aos 24 minutos, em um respiro profundo, Jô e Diego Tardelli puxaram um contra-ataque rápido. Porém, Méndez, com um biquinho na bola, tirou do alcance de Jô. Por pouco, o Galo não voltava a comandar o placar.

Mas, aos 37 minutos, o Atlético-MG pulou na frente. Serginho, com fôlego, arrancou pela direita, chegou à linha de fundo e cruzou rasteiro, buscando Ronaldinho Gaúcho. Méndez, apavorado com a presença de R10, ao tentar tirar a bola, tocou para as próprias redes. Gol contra, e Galo na frente, garantindo mais três pontos.

Depois disso, o Galo “cozinhou” o adversário e esperou o tempo passar. Mais três pontos na conta do Atlético-MG e a garantia de uma bela campanha na Taça Libertadores.

 

 

Globoesporte.com