Arquivo da tag: OAB

‘Bomba’ em corpo de candidato da OAB na Bahia era bala de gengibre

balas-de-gengibreO homem que ameaçou explodir uma bomba na Unijorge, em Salvador, onde seria realizada a prova da OAB, estava com balas de gengibre presas ao corpo. A informação foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia na noite deste domingo (24).

Por causa da ameaça, a prova do exame da ordem em Salvador foi cancelada. Frank Oliveira da Costa se entregou à polícia por volta das 16h50. Segundo testemunhas, o homem já tentou o exame da OAB 11 vezes.

De acordo com a SSP-BA, não foram encontrados artefatos explosivos ou armas de fogo com o rapaz. Após depoimento no Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), Frank Oliveira foi levado para exame de corpo de delito no Departamento de Polícia Técnica (DPT). Ele foi liberado em seguida.

Segundo a SSP-BA, ele foi autuado com um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), quando não tem potencial ofensivo, pois não foi encontrado nenhum explosivo ou arma com o rapaz. Ele vai responder crime com base no artigo 41 da Lei das Contravenções Penais por provocar alarme anunciando perigo existente capaz de produzir pânico ou tumulto. Frank Oliveira pode pegar de 15 dias a seis meses de prisão.

A Unijorge informou por meio de nota que Frank Oliveira da Costa cursou direito há 10 anos na instituição, entre os segundos semestres de 2000 e 2006. De acordo com a universidade, o histórico escolar de Frank é de um aluno de conduta regular, sem qualquer registro de incidente durante o período de curso.

Frank Oliveira da Costa se entregou após negociação com a polícia (Foto: Alberto Maraux/Ascom SSP)Frank Oliveira da Costa se entregou após
negociação com a polícia (Foto: Alberto Maraux/
Ascom SSP)
Homem se rendeu quatro horas após ter feito ameaça de explosão (Foto: Maiana Belo/G1)Homem se rendeu quatro horas após ter feito
ameaça de explosão (Foto: Maiana Belo/G1)

Negociação
A rendição ocorreu quatro horas após início da confusão e com a chegada do advogado Marcos Melo, que foi contratado pela família do suspeito. Segundo o coronel do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), Paulo Coutinho, o motivo da ameaça seria o fato de o homem não ter passado no exame anteriormente e estar frustrado.

O coronel ainda afirmou que o rapaz aparentava ter problemas mentais e já tem um processo contra a OAB. As duas sacolas que estariam com as supostas bombas tinham apenas roupas, segundo o coronel do Bope.

O advogado do rapaz chegou ao local no momento da rendição (Foto: Maiana Belo/G1)O advogado do rapaz chegou ao local no momento
da rendição (Foto: Maiana Belo/G1)

A SSP-BA ainda informou que o homem passou por atendimento médico e depois foi encaminhado ao Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), onde é ouvido. Segundo a polícia, informações preliminares dão conta de que o caso se trata de um fato isolado, sem conexões com terrorismo.

Ameaça de bomba
Uma ameaça de bomba interrompeu e suspendeu a prova da OAB na Unijorge, que fica na Avenida Paralela, em Salvador, por volta das 12h40 deste domingo. De acordo com a assessoria da instituição, um homem ameaçou explodir o local. A situação causou pânico e correria. A polícia informou que não houve feridos.

Por volta das 15h50, o grupo anti-bomba chegou no local (Foto: Maiana Belo/G1)Por volta das 15h50, o grupo antibomba chegou no
local (Foto: Maiana Belo/G1)

De acordo com a SSP-BA, o suspeito ficou isolado em uma sala até a rendição. O grupo antibomba da Polícia Federal chegou a ser acionado e esteve no local.

Segundo Fabrício de Castro Oliveira, Conselheiro Federal da OAB na Bahia, o homem teria entrado em uma sala e pedido para os candidatos saírem em 11 minutos, pois estava em posse de uma bomba pronta para explodir.

Neste domingo é realizada a primeira fase do exame da Ordem dos Advogados do Brasil em todo o país. A presidente da comissão do exame da OAB na Bahia, Beta Norma, informou que 3,4 mil pessoas iriam fazer a prova na Unijorge, 6 mil na Bahia.

Jorge Magno tentou conversar com suposto homem bomba (Foto: Maiana Belo/G1)Jorge Magno tentou conversar com suposto
homem bomba (Foto: Maiana Belo/G1)

Pânico e confusão
O agente penitenciário Jorge Magno relatou que chegou a conversar com suspeito. “Ele estava em uma sala do lado da minha, fui lá e tentei conversar com ele, disse ‘rapaz, vamos conversar’, e ele disse: ‘você tem 12 minutos para deixar o prédio’. Não vi bomba, mas ele estava com duas sacolas e quando eu tentava me aproximar, ele colocava a mão na sacola, então preferi sair”, disse o candidato.

O jornalista Alex Soares estava no local à espera da esposa que estava dentro da universidade para fazer a prova. “Ela disse que pediram para todos [os candidatos] deitarem no chão e chegou uma informação de que um homem estava com bomba no corpo”, disse.

Trânsito no local está lento (Foto: Daniel Cardozo/Arquivo pessoal)Trânsito no local está lento (Foto: Daniel Cardozo/
Arquivo pessoal)

A candidata Suzane Senzano relatou que algumas pessoas ficaram feridas na confusão. “Eu estava no 5° andar. Estava em frente à minha sala quando ouvi um barulho alto. Todo mundo começou a correr. As pessoas foram pisoteadas. Fui correndo para o lado de fora. Me escondi em um condomínio aqui do lado [da universidade]. Perdi algumas coisas que estavam na minha bolsa, as pessoas me empurraram na escada, na hora não senti nada, só saí correndo”,  disse. Não há informações oficiais sobre feridos.

De acordo com um outro candidato que preferiu não se identificar, o homem que estaria com bombas amarradas ao corpo estava na sala ao lado da dele. “Na sala ao lado tinha um cara com um colete, com bombas amarradas e armado. Disseram que outras pessoas armadas estavam com ele também. Nessa confusão, ele abriu a camisa e deu tiro na sala. Ele ainda colocou cadeira e mesa para atrapalhar a saída das pessoas. Foi a maior correria”, contou. A polícia não confirma a ocorrência de tiros no local.

Presidente da OAB-BA, Luiz Viana, esteve no local  (Foto: Maiana Belo/G1)Presidente da OAB-BA, Luiz Viana, esteve no local
(Foto: Maiana Belo/G1)

Segundo Luiz Viana, presidente da OAB-BA, uma nova data será marcada para a realização do exame em Salvador.

“A prova está suspensa em Salvador. Vai ser marcada uma nova data garantindo a todos a fazer uma nova prova com tranquilidade. O mais importante é que estão todos do lado de fora e ninguém ficou ferido. A nova data vai ser publicada no site da OAB nacional e no regional”, disse. A OAB ainda não informou os detalhes da nova prova que será realizada para os candidatos de Salvador.

Por meio de nota, a Unijorge informou que o prédio 1 do campus Paralela é frequentemente alugado para realização de provas e concursos. Nessas ocasiões, o locatário assume na totalidade a operação do espaço, sendo responsável por limpeza, acesso, segurança, dentre todas as outras atividades necessárias para o pleno funcionamento do local. Segundo a instituição, esta é a primeira vez que é registrado um incidente do tipo.

Grupo antibomba participou de operação (Foto: Alberto Maraux/Ascom SSP)Grupo antibomba participou de operação (Foto: Alberto Maraux/Ascom SSP)
Não foram encontrados explosivos com suspeito (Foto: Maiana Belo/G1)Não foram encontrados explosivos com suspeito (Foto: Maiana Belo/G1)
Equipe do Corpo de Bombeiros deixou universidade por volta das 17h (Foto: Maiana Belo/G1)Equipe do Corpo de Bombeiros deixou universidade por volta das 17h (Foto: Maiana Belo/G1)
Três mil e 400 candidatos fariam a prova da OAB na Unijorge neste domingo (Foto: Maiana Belo/G1)Três mil e 400 candidatos fariam a prova da OAB na Unijorge neste domingo (Foto: Maiana Belo/G1)
Frente da Unijorge, em Salvador (Foto: Alex Soares/Arquivo Pessoal)Polícia, Bombeiros e Samu estiveram no local (Foto: Alex Soares/Arquivo Pessoal)
Confusão causou correria na Unijorge (Foto: Maiana Belo/G1)Confusão causou correria na Unijorge (Foto: Maiana Belo/G1)
Após ameaça de bomba, candidatos saíram correndo (Foto: Maiana Belo/G1)Após ameaça de bomba, candidatos saíram correndo (Foto: Maiana Belo/G1)
Grupo antibomba da PF chegou ao local por volta das 15h50 (Foto: Maiana Belo/G1)Grupo antibomba da PF chegou ao local por volta das 15h50 (Foto: Maiana Belo/G1)
Prédio da Unijorge foi isolado pela polícia (Foto: Maiana Belo/G1)Prédio da Unijorge foi isolado pela polícia (Foto: Maiana Belo/G1)
Equipes dos Bombeiros e Samu estão no local (Foto: Daniel Cardozo/Arquivo pessoal)Equipes dos Bombeiros e Samu estiveram no local (Foto: Daniel Cardozo/Arquivo pessoal)
Candidatos na frente da Unijorge, após confusão na prova da OAB, em Salvador (Foto: Alex Soares/Arquivo Pessoal)Candidatos na frente da Unijorge, após confusão na prova da OAB, em Salvador (Foto: Alex Soares/Arquivo Pessoal)

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Ameaça de bomba suspende prova da OAB

 (Foto: Maiana Belo/G1)
(Foto: Maiana Belo/G1)

Uma ameaça de bomba interrompeu e suspendeu a prova da OAB na Unijorge, que fica na Avenida Paralela, em Salvador, por volta das 12h40 deste domingo (24). De acordo com a assessoria da instituição, um homem ameaça explodir o local. A situação causou pânico e correria. A polícia informou que não há feridos e que o Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) negocia a rendição do rapaz.

De acordo com a assessoria da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), ainda não há informações sobre a motivação das ameaças. A SSP informou que o suspeito está isolado em uma sala. Por volta das 15h50, o grupo antibomba da Polícia Federal chegou no local.

Um advogado que foi contratado pela família do suspeito chegou à universidade às 16h50, mas não passou mais informações sobre o rapaz.

Segundo Fabrício de Castro Oliveira, Conselheiro Federal da OAB na Bahia, o homem teria entrado em uma sala e pedido para os candidatos saírem em 11 minutos, pois estava em posse de uma bomba pronta para explodir. Neste domingo é realizada a primeira fase do exame da Ordem dos Advogados do Brasil em todo o país. A presidente da comissão do exame da OAB na Bahia, Beta Norma, informou que 3,4 mil pessoas iriam fazer a prova na Unijorge, 6 mil na Bahia.

Ameaça de bomba
O agente penitenciário Jorge Magno relatou que chegou a conversar com suspeito. “Ele estava em uma sala do lado da minha, fui lá e tentei conversar com ele, disse ‘rapaz, vamos conversar’, e ele disse: ‘você tem 12 minutos para deixar o prédio’. Não vi bomba, mas ele estava com duas sacolas e quando eu tentava me aproximar, ele colocava a mão na sacola, então preferi sair”, disse o candidato.

O jornalista Alex Soares estava no local à espera da esposa que estava dentro da universidade para fazer a prova. “Ela disse que pediram para todos [os candidatos] deitarem no chão e chegou uma informação de que um homem estava com bomba no corpo”, disse.

A candidata Suzane Senzano relatou que algumas pessoas ficaram feridas na confusão. “Eu estava no 5° andar. Estava em frente à minha sala quando ouvi um barulho alto. Todo mundo começou a correr. As pessoas foram pisoteadas. Fui correndo para o lado de fora. Me escondi em um condomínio aqui do lado [da universidade]. Perdi algumas coisas que estavam na minha bolsa, as pessoas me empurraram na escada, na hora não senti nada, só saí correndo”,  disse. Não há informações oficiais sobre feridos.

De acordo com um outro candidato que preferiu não se identificar, o homem que estaria com bombas amarradas ao corpo estava na sala ao lado da dele. “Na sala ao lado tinha um cara com um colete, com bombas amarradas e armado. Disseram que outras pessoas armadas estavam com ele também. Nessa confusão, ele abriu a camisa e deu tiro na sala. Ele ainda colocou cadeira e mesa para atrapalhar a saída das pessoas. Foi a maior correria”, contou. A polícia não confirma a ocorrência de tiros no local.

Segundo Luiz Viana, presidente da OAB-BA, uma nova data será marcada para a realização do exame em Salvador.

“A prova está suspensa em Salvador. Vai ser marcada uma nova data garantindo a todos a fazer uma nova prova com tranquilidade. O mais importante é que estão todos do lado de fora e ninguém ficou ferido. A nova data vai ser publicada no site da OAB nacional e no regional”, disse.

A Unijorge emitiu nota oficial sobre a situação. Confira o comunicado na íntegra:

Em relação ao incidente que paralisou a realização da primeira fase do exame da OAB, no prédio 1 do campus Paralela da Unijorge, a instituição confirma que o prédio foi evacuado e até o momento não há reféns, vítimas ou feridos. A Polícia Militar está no comando da situação, que está restrita à sala 711, no 7º andar, e atualizará as informações tão logo seja possível.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

PSB, PT e PCdoB pedem apoio a OAB-PB a projeto de reforma política

odonOs presidentes estaduais do PT, Charliton Machado; do PSB, Ronaldo Barbosa; e do PCdoB, Simão Almeida; visitaram, na tarde desta quinta-feira (26), o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), Odon Bezerra, para pedir apoio da OAB-PB a Frente Partidária em defesa da reforma política e democracia no Brasil.

De imediato, Odon Bezerra garantiu apoio da Ordem ao movimento, que realizará sua primeira atividade na próxima quinta-feira (05), na sede da Associação Paraíba de Imprensa (API), localizada na Avenida Visconde de Pelotas, centro de João Pessoa (PB). Outra atividade da frente será uma mobilização de rua, no próximo dia 13 de março, organizado pela Consulta Popular e outros movimentos.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O presidente do PT, Charliton Machado, destacou que o objetivo da “Frente Partidária é chamar a sociedade civil organizada e dizer que ele tem que pautar a reforma política, ser protagonista e não aceitar as coisas de cima para baixo”.

Cristiano Teixeira – MaisPB

OAB esclarece sobre suposta cobrança abusiva de honorários advocatícios

odon-bezerraA diretoria da OAB Nacional e o Colégio de Presidentes de Seccionais divulgaram, neste domingo (25), manifestação conjunta sobre a matéria do programa Fantástico que trata de alegada cobrança abusiva de honorários advocatícios. O presidente da OAB-PB, Odon Bezerra, destaca que segue a orientação do Conselho Federal da OAB (CFOAB) e, caso alguém se sinta prejudicado, aconselha a buscar apoio da comissão de Ética e Disciplina da Instituição.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Eis o inteiro teor da manifestação:

Diante da veiculação da matéria “Advogados cobram valores abusivos para defender aposentados”, no “Fantástico”, edição de 25/01/2015, o Colégio de Presidentes da OAB esclarece que são casos isolados e que a maioria absoluta dos advogados previdenciários atua de forma ética, honesta, buscando o justo equilíbrio na cobrança dos honorários pactuados com os clientes.

Enfatizamos que a OAB Nacional e as Seccionais estaduais da Ordem defendem uma rigorosa e profunda investigação, para a punição dos profissionais e eventualmente envolvidos. A ética é fundamental para a valorização da advocacia. Ressaltamos que atitudes como as retratadas na matéria são praticadas por uma minoria de profissionais, sendo a quase totalidade da classe composta por honrados e dignos advogados.

É missão do advogado defender os direitos do jurisdicionado e dar materialidade à cidadania, com elaboração das peças processuais e diligências necessárias no acompanhamento das ações, ao longo dos anos. A fixação da verba honorária deve ser pactuada por um contrato privado entre as partes e remunerar condignamente o trabalho do advogado. Não deve ser fixada aquém da razoabilidade ou do mínimo legal; nem ser abusiva.

Afirmamos que a cobrança de honorários, em todas as áreas da advocacia, tem seus limites definidos no Código de Ética e sua infração se traduz em falta disciplinar, que deve ser comunicada a Ordem, para que as providências disciplinares possam ser adotadas.

Reafirmamos nossa mais integral confiança na advocacia brasileira, séria, ética e comprometida com os valores da cidadania, ao tempo em que, como todos, condenamos aqueles que não seguem os preceitos éticos que nos conformam.

OAB Nacional

Colégio de Presidentes da OAB

MaisPB

Universidade Federal da Paraíba é uma das dez que mais aprova no exame da OAB no Brasil

UFPBA lista das instituições de ensino que mais aprovam advogados no Exame da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) foi divulgada recentemente pela FGV Projetos, que organiza a prova.

Como em outras edições do estudo, as universidades públicas ocupam o topo do ranking. A primeira posição ficou com a Universidade Federal de Viçosa, com taxa de aprovação média de 77%.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O estudo foi feito com base nos resultados do XI ao XIII exames. Clique nas fotos para ver as 10 faculdades com alunos e egressos mais bem-sucedidos na avaliação.

1. Fundação Universidade Federal de Viçosa

Município: Viçosa (MG)
Total de inscritos nas três edições do exame: 112
Taxa de aprovação: 77%

2. Universidade Federal de Juiz de Fora

Município: Juiz de Fora (MG)
Total de inscritos nas três edições do exame: 221
Taxa de aprovação: 76%

3. Universidade de São Paulo

Município: Ribeirão Preto (SP)
Total de inscritos nas três edições do exame: 78
Taxa de aprovação: 73%

4. Universidade Federal de Pernambuco

Município: Recife (PE)
Total de inscritos nas três edições do exame: 302
Taxa de aprovação: 70%

5. Universidade Federal de Minas Gerais

Município: Belo Horizonte (MG)
Total de inscritos nas três edições do exame: 466
Taxa de aprovação: 70%

6. Universidade Federal do Ceará

Município: Fortaleza (CE)
Total de inscritos nas três edições do exame: 256
Taxa de aprovação: 67%

7. Universidade Federal da Paraíba

Município: João Pessoa (PB)
Total de inscritos nas três edições do exame: 313
Taxa de aprovação: 65%

8. Universidade Federal de Santa Catarina

Município: Florianópolis (SC)
Total de inscritos nas três edições do exame: 184
Taxa de aprovação: 64%

9. Universidade Federal do Espírito Santo

Município: Vitória (ES)
Total de inscritos nas três edições do exame: 153
Taxa de aprovação: 63%

10. Universidade Federal do Piauí

Município: Teresina (PI)
Total de inscritos nas três edições do exame: 128
Taxa de aprovação: 63%

Revista Exame

OAB cria comissão para investigar escravidão de negros no Brasil

escravidãoO Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) criou, nessa segunda-feira (3), a Comissão Nacional da Verdade da Escravidão Negra no Brasil, no âmbito da entidade, para investigar os fatos relativos à escravidão de africanos e seus descendentes. A intenção, também, é fazer um resgate histórico e da contribuição da população negra para o desenvolvimento do país.

Para o presidente do Instituto da Advocacia Racial e Ambiental, Humberto Adami, a comissão cria um espaço para a escravidão do negro ser passada a limpo. “Para que se consiga ver o que aconteceu, a tragédia e o holocausto do povo negro, do povo africano no Brasil, e a partir daí se possa buscar com mais firmeza a aplicação de política de ação afirmativa, para que os brasileiros que estão em uma situação de cidadão de segunda classe partam para a verdadeira igualdade”, disse.

Em sessão plenária, o conselho decidiu, ainda, encaminhar ao governo federal a proposta de instalar a comissão da escravidão negra nos moldes da Comissão Nacional da Verdade (CNV) que investiga as violações de direitos humanos durante o regime militar, entre 1964 e 1985.

Segundo Adami, além do resgate histórico, é possível discutir a reparação e avaliar as condições de desigualdade nos campos político, econômico, de mercado de trabalho, das questões quilombolas e das religiões de matriz africana. “Na verdade, você transforma e refunda a República ao trazer a reparação da escravidão para uma discussão franca e aberta, como tiveram os judeus, os japoneses da época do macartismo e outros grupos humanos que passaram por períodos de discriminação. Apenas para a população negra isso ainda não foi concedido”, disse Adami. Os membros da comissão da OAB devem ser escolhidos e nomeados até o próximo mês.

 

brasil247

OAB repudia discriminação a nordestinos e estimula denúncia

marcusA Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) repudiou nesta segunda-feira 27 as manifestações de discriminação contra nordestinos após a reeleição da presidente Dilma Rousseff.

“O Brasil é uma nação plural, tolerante e respeitosa. Essas manifestações preconceituosas contra nordestinos advêm de uma minoria e merece ser repudiada pela sociedade brasileira”, disse o presidente nacional da OAB, Marcus Vinicius Furtado Coêlho.

As redes sociais foram tomadas de comentários preconceituosos e racistas depois da vitória de Dilma. Eleitores do PSDB publicaram ofensas contra quem seriam, segundo eles, responsáveis por um novo governo do PT. “A OAB, como voz constitucional do cidadão, repudia de forma veemente essas manifestações, contrárias ao conceito exposto na Carta Maior da construção de uma sociedade justa, solidária e fraterna”, diz nota da Ordem.

“O cidadão que se sentir ofendido ou que testemunhe atos de preconceito pode entrar com uma representação no Ministério Público Federal. O procedimento pode ser feito pela internet, neste link“, estimula a entidade.

 

brasil247

OAB cobra mais de nove mil advogados inadimplentes com a anuidade na Paraíba

oabA Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), já encaminhou, nos últimos dias, mais de nove mil notificações para os advogados inadimplentes com a anuidade da Instituição. De acordo com o Diretor Tesoureiro, Marcus Tulio Campos, os advogados tem um prazo de 10 dias, após o recebimento da notificação, para comparecerem a sede da OAB-PB e regularizarem a situação, caso contrário terão os débitos encaminhados para execução judicial. Marcus Túlio ressalta que a inadimplência gira em torno de 47% na OAB-PB. O valor dos débitos dos advogados com as anuidades soma mais R$ 9 milhões. O tesoureiro explicou que o valor arrecadado com a anuidade não pertence exclusivamente às Seccionais, mas que 20% da receita vai para a Caixa de Assistência dos Advogados (CAA), 10% para o Conselho Federal e 3% para o Fundo de Apoio ao Ensino Jurídico.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Por isso eu não posso renunciar a uma receita que tem vários destinatários. Todos os meses recebemos correspondências do Conselho Federal cobrando medidas para combater a inadimplência. É uma cobrança constante e não podemos nos furtar dessa obrigação”, declarou.

Em 2013, a OAB reduziu de 55% para 47% a inadimplência dos advogados com a Instituição.

MaisPB

Após tumulto, audiência da ALPB sobre contas de RC é encerrada na OAB

tumultoA audiência pública para debater as contas do Governo do Estado referentes a 2011 não durou muito tempo, após tumulto, a reunião que acontecia na sede da OAB-PB foi encerrada em 10 minutos.

Com a presença maciça de aliados do governador, os deputados tiveram dificuldade em prosseguir a audiência em meio aos gritos de ordens de socialistas que lotaram a OAB.

O deputado Caio Roberto (PR), autor da proposta da audiência não conseguiu falar por muito tempo e o deputado Raniery Paulino, presidente da Comissão de Orçamento encerrou a audiência.

Caio Roberto anunciou que irá votar contra a aprovação das contas de Ricardo. “O governo perdeu uma ótima oportunidade de defender suas contas e a preço de hoje vou votar contra as contas”.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Raniery quase teve um confronto físico na saída do local com os militantes socialistas.

MaisPB 

Comissão de Orçamento da ALPB define data para análise das Contas do Governo no auditório da OAB

frei anastacioA Comissão de Orçamento da Assembleia Legislativa, presidida pelo Deputado Raniery Paulino (PMDB), deliberou na manhã desta quarta-feira (14) que a análise das Contas de Governo de Ricardo Coutinho (PSB), que aconteceriam na sessão de hoje, foi adiada para o próximo dia 21 de maio no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil.

O adiamento é devido a reforma que passa a Casa Legislativa, sem condições de realizar uma audiência pública. Em uma audiência no início do mês, que deveria ser pública, populares foram impedidos de entrar enquanto o secretário de Saúde do Governo esclarecia escândalos contra a Cruz Vermelha do Trauma.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

No dia 20 de junho terá início ao recesso da Assembleia, para o relator das contas, Frei Anastácio (PT), o tempo de um mês até lá deve ser suficiente para todos os trâmites até a apreciação do documento.

Pedro Callado / João Costa