Arquivo da tag: Novo

Novo vídeo flagra Berg Lima supostamente recebendo mais propina

Circula nas redes sociais, desde a noite dessa terça-feira (9), um vídeo que mostra o prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima, supostamente cobrando e recebendo propina em ocasião diferente da que resultou em flagrante que o levou à prisão, no dia 5 de julho do ano passado, em uma operação do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba, na qual é suspeito de extorquir um prestador de serviços à prefeitura.

Nas imagens, de acordo com denúncia, assinada pelo promotor Octávio Paulo Neto, no dia 17 de julho de 2017, Berg Lima aparece negociando, no dia 30 de junho do mesmo ano, propina com um dono de um restaurante que presta serviços à prefeitura. Ele é o mesmo empresário responsável pela gravação do vídeo que resultou na prisão do prefeito afastado de Bayeux, no dia 5 de julho.

Ainda conforme o Gaeco, a gestão anterior do Município devia R$ 77.838,60 ao dono do restaurante e, para realizar o pagamento, Berg exigiu propina. Primeiro,  no dia 25 de abril, o prefeito afastado teria pago R$ 15.000, mas exigido, em contrapartida, propina de R$ 5.000, valor que foi entregue no dia seguinte, na residência do próprio prefeito.

A partir do pagamento da propina, o empresário moveu uma notícia crime contra Berg, pedindo a apuração dos fatos. A denúncia acrescenta ainda que, em junho, o empresário cobrou R$ 21 mil referente à dívida. Nesta ocasião, Berg teria exigido propina de R$ 3 mil. A parcela da dívida foi depositada na conta do restaurante no dia 9 de junho, porém  o empresário não teria cumprido o “acordo” com Berg imediatamente.

Em um “novo acerto”, Berg teria liberado mais R$ 16 mil no dia 29 de junho, exigindo R$ 3.500 em contrapartida. Com isto, o dono do restaurante ficaria devendo R$ 6.500 ao prefeito. No dia seguinte, segundo o Gaeco, o empresário informou que não tinha toda a quantia e pagou apenas R$ 3 mil. Esta negociação é a que aparece no vídeo divulgado na noite dessa terça-feira (9). A outra parcela da propina, de R$ 3.500, foi paga no dia 5 de julho, dia da prisão de Berg Lima.

A redação tentou contato com a defesa de Berg Lima, mas as ligações não foram atendidas.

Novo vídeo

No novo vídeo, o gestor afastado aparece em um restaurante, na companhia de algumas pessoas que estão fazendo refeição. Em determinado momento, o homem que estaria gravando o vídeo, que seria aparentemente proprietário do local, segue com Berg para uma conversa mais reservada, em uma sala localizada em um pavimento superior. Durante o deslocamento, o interlocutor do prefeito afastado chega a afirmar: “Vamos refazer nossas contas”. Em seguida, o suposto empresário comenta detalhes sobre uma reforma que faria no local, com a instalação de novos equipamentos.

Já na sala citada, chamada de “QG” pelo homem que estaria gravando o vídeo, Berg Lima é apresentado a uma secretária e, com a saída da mulher do local, o gestor e o interlocutor passam, com volume das vozes reduzido, a tratar sobre valores em dinheiro, que eram citados pelo homem e confirmados por Berg, que fazia sinais positivos com a cabeça e complementava a soma das contas que eram tratadas. Nesse momento, o prefeito afastado teria recebido certa quantia em dinheiro, que teria sido colocada em um envelope.

No fim do vídeo, de maneira enfática, Berg Lima se dirige ao homem e diz: “Deixe eu dizer uma coisa para você: problema entre prefeitura e você, resolva comigo”.

Entenda o caso

Depois de passar mais de quatro meses preso no 5º Batalhão da Polícia Militar de João Pessoa, Berg Lima deixou a prisão no dia 28 novembro, após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidir, por maioria, conceder habeas corpus em favor de sua soltura. No dia seguinte, também virou réu na esfera criminal, em uma notícia-crime, após o pleno do TJPB receber a denúncia oferecida pelo Ministério Público Estadual (MPPB) sobre o vídeo em que é flagrado supostamente recebendo propina.

Berg Lima tenta retornar ao mandato, ocupado pelo vice Luiz Antônio (PSDB), que também é alvo de denúncia que está sendo apurada pela Câmara. Na época da prisão, ele já vinha sendo investigado há 40 dias, após um empresário denunciar que era vítima de extorsão.

Absolvição na Câmara Municipal de Bayeux

O prefeito afastado foi absolvido por 10 votos a 7 em sessão de julgamento na Câmara Municipal, que se iniciou às 10h30 do dia 29 de dezembro do ano passado e só  terminou na madrugada do dia 30, cerca de 15 horas depois. Para ser condenado e ter a perda do mandato decretada pelo Legislativo Municipal, ele precisava de 12 votos contrários à sua absolvição.

A sessão julgou a denúncia que pedia a cassação de Berg por suposta prática de infração político-administrativa. Apesar disso, a palavra final sobre o destino político e se ele voltará ou não ao comando da prefeitura será do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB).

Nova denúncia

Berg deve ser ouvido nesta quarta-feira (10), pela Comissão Processante da Câmara Municipal de Bayeux, que apura uma segunda denúncia que pede a cassação de seu mandato por suposta prática de infração político-administrativa. Os integrantes da comissão vão ouvir três testemunhas da defesa e, ao final, o próprio acusado.

De acordo com o advogado Aécio Farias, procurador da Câmara de Bayeux, serão ouvidos pela Comissão Caio Cabral, Israel Rêmora e Washington, todos auxiliares de Berg Lima, que ocupavam, respectivamente, os cargos de secretário da Administração, Procurador-Geral do Município e chefe do setor de compras.

Desta vez, a Câmara Municipal de Bayeux instaurou uma comissão no último dia 23 de novembro para apurar denúncia de suposta locação de carros fantasmas. O gestor afastado está sendo acusado por um morador de suposta fraude em aluguéis de veículos para administração municipal, quando ainda estava no comando da prefeitura.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

CNH ganha novo visual e mais itens de segurança

Uma nova Carteira Nacional de Habilitação (CNH) está sendo entregue aos condutores com visual diferente e mais requisitos de segurança. As mudanças serão válidas para os novos documentos, por isso os condutores não precisam fazer a troca. As carteiras atuais serão reconhecidas até a validade ou até que o condutor solicite alguma alteração de dado.

Uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito, de maio de 2016, deu prazo até 31 de dezembro para que os departamentos nacionais de Trânsito dos estados e do Distrito Federal se adequassem aos novos procedimentos. Mas a mudança causa impacto apenas no visual da CNH, os procedimentos para obter a habilitação permanecem os mesmos.

Produzida por empresas credenciadas, em modelo único, a CNH terá papel com marca d´água, tintas de variação ótica e fluorescente e imagens secretas. Os itens de controle de segurança incluem ainda mais elementos em relevo e em microimpressão. O fundo do documento ficará mais amarelado.

A tarja azulada, que fica no topo do documento, passará a ser preta e trará o mapa do estado responsável pela emissão do lado direito. No lado esquerdo, sob o Brasão da República, aparecerá a imagem do mapa do Brasil.

A nova CNH terá ainda duas sequências de números de identificação nacional – do Registro Nacional e do Espelho da CNH – e uma de identificação estadual – do Registro Nacional de Condutores Habilitados (Renach).

Veja as mudanças:

Saiba quais são os ítens de segurança da nova Carteira Nacional de Habilitação/Divulgação/ Denatran

Agência Brasil

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Ricardo anuncia nome do novo procurador-geral de Justiça da Paraíba

Divulgação
Seráphico da Nóbrega é o novo procurador-geral de Justiça

O governador Ricardo Coutinho (PSB) anunciou, nesta segunda-feira (14), o nome do novo procurador-geral de Justiça da Paraíba. O escolhido foi o promotor Seráphico da Nóbrega, que foi o candidato mais votado na eleição realizada para o biênio 2017-2019. Ricardo manteve a forma de escolha sempre optando pelo candidato mais votado, como tem feito desde que assumiu o cargo de Chefe do Executivo Estadual.

A lista tríplice foi definida no dia 29 de julho e também tinha os nomes dos promotores Amadeus Lopes Ferreira e João Arlindo Corrêa Neto. Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega Filho obteve 153 votos; Amadeus Lopes Ferreira ficou com 82 votos; e João Arlindo Corrêa Neto registrou 64 votos, em um universo total de 606 votos possíveis (202 membros compareceram ao pleito e cada um tinha direito a votar em até três candidatos).

Os outros quatro candidatos que estavam na disputa, Clístenes Bezerra de Holanda, João Geraldo Carneiro Barbosa, José Roseno Neto e Valberto Cosme de Lira, obtiveram, respectivamente, 58, 42, 41 e 37 votos. Foram registrados ainda 106 votos brancos e 23 nulos. Pela primeira vez no Ministério Público, a eleição foi realizada com urna eletrônica.

Perfil do novo procurador-geral

2º promotor de Justiça da Promotoria de Justiça Cumulativa de Santa Rita. Promotorias que ocupou: Patos, Campina Grande, João Pessoa, Cruz do Espírito Santo, Mari, Soledade, São Mamede, Pombal, Malta e Paulista. Cargos que já exerceu: secretário-geral e secretário de Planejamento e Gestão do MPPB. Atribuições exercidas: integrou a Comissão de Combate aos Crimes de Responsabilidade e à Improbidade Administrativa (Ccrimp), a Assessoria Técnica e a Coordenação do Núcleo de Controle Externo da Atividade Policial (Ncap). No biênio 2013-2015, exerceu o cargo de presidente da Associação Paraibana do Ministério Público. Mestre em Direitos Humanos pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), especialista em Direito Processual pela UNP e professor do Centro Universitário de João Pessoa (Unipê).

Portal Correio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Novo prefeito de Bayeux diz que vai abrir prefeitura para fiscalização, cortar gastos e revisar contratos

(Foto: Aline Lins)

O novo prefeito de Bayeux, Luiz Antônio de Miranda Alvino (PSDB), anunciou na tarde desta quinta-feira (05), em seu discurso de posse, que vai abrir as portas da prefeitura para o Tribunal de Contas, Polícia Civil e Ministério Público. Além disso, o tucano disse que vai promover cortes da administração e diminuir a folha, começando pelo aumento dado no ano passado no salário de prefeito e dos secretários municipais.

Com o cancelamento do reajuste dos salários do prefeito e secretários, ele disse que a economia anual vai ser de R$ 1 milhão, segundo ele, para ser investido em saúde e educação.

Ele ainda anunciou outras medidas administrativas, como a devolução de todos os carros locados de representação. A partir de agora, secretários e até o prefeito vão usar os próprios carros para ir trabalhar, assegurou.

Além disso, adiantou que o pagamento de fornecedores estão suspensos e os contratos serão revisados.

O gestor fez um discurso rápido e sem nenhuma efusividade. “Posse é momento de festa, de alegria, mas Nesse momento a decepção e a frustração toma conta de toda a cidade”, disse, declarando-se decepcionado, referindo-se ao fato do prefeito Berg Lima ter sido preso por envolvimento em corrupção.

Ele pediu a ajuda da Câmara Municipal, defendendo a harmonia entre os poderes, afirmando que não se governa uma cidade sozinho.

Luiz Antônio foi empossado no cargo de prefeito em decorrência do afastamento de Berg Lima, depois que foi preso por suspeita de extorquir fornecedor da prefeitura.

clickpb

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Anvisa aprova venda de novo medicamento para tratamento da insônia

Um novo medicamento para tratamento da insônia foi aprovado e registrado nessa segunda-feira (12) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Segundo a Anvisa, o Rozerem é indicado para tratamento da insônia caracterizada por dificuldade em iniciar o sono, que afeta entre 10 e 25% da população geral adulta.

O Rozerem será fabricado pela empresa Takeda Ireland localizada em Bray, na Irlanda, e a detentora do registro do medicamento no Brasil é a empresa Takeda Pharma LTDA, localizada em São Paulo.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Sport anuncia Vanderlei Luxemburgo como novo treinador

Sem clube desde o ano passado, quando deixou o Tianjin Quanjian, da China, Vanderlei Luxemburo é o novo técnico do Sport . A informação foi confirmada através do site oficial do clube nesta segunda-feira. O pentacampeão brasileiro chegará em Recife nesta terça-feira e irá acompanhar o treino da equipe no CT.

Com passagens e conquistas por equipes do Sul e do Sudeste do Brasil, Luxemburgo comemorou a oportunidade de trabalhar pela primeira vez no futebol nordestimo e demonstrou entusiasmo em acertar com o Sport.

“É uma grande oportunidade. Minha primeira vez no Nordeste, um grande momento profissional. Vou levar o meu conhecimento a um grande clube”, disse Vanderlei ao site oficial do clube. “Vou trabalhar visando uma conquista de um Brasileiro. Assisti a alguns jogos do Sport, que tem jogadores experientes e que mescla com jovens”, acrescentou.

O treinador de 65 já havia sido descartado pelo clube e ele próprio desistido da negociação, mas ele voltou atrás e procurou a diretoria pernambucana para conversar e o acerto se concretizou. Ele elogiou a força da Ilha do Retiro para alcançar bons resultados no Campeonato Brasileiro.

“Sempre foi muito difícil jogar contra o Sport na Ilha. Tem uma magia especial aí. Essa magia tem que existir sempre a nosso favor. Se das 38 rodadas do Brasileirão , em 19 vamos atuar na Ilha, é uma vantagem a nosso favor”, continuou.

Carreira

Carioca de Nova Iguaçu, o treinador de 65 anos passou por diversas equipes do futebol brasileiro e também algumas do exterior, além de comandar a seleção brasileira. Seu primeiro trabalho de destaque foi no Bragantino, quando conquistou o Campeonato Paulista de 1990. Ganhou por quatro vezes o Paulistão também pelo Palmeiras, em 1993, 1994, 1996 e 2008.

Além disso, foi bicampeão Brasileiro com o time alviverde em 1993 e 1994. Conquistou o nacional também com o Corinthians, em 1998, com o Cruzeiro, em 2003, e com o Santos, em 2004. Conquistou ainda o Campeonato Carioca e também o Mineiro. Com a seleção, Luxemburgo levou a Copa América de 1999. Seu trabalho de maior expressão no exterior foi no Real Madrid, em 2005.

iG

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Flamengo lança novo manto inspirado na década de 80 e com Diego de modelo

Flamengo está de roupa nova. Com a campanha #EUSOU, iniciada na segunda-feira, rubro-negros manifestavam seu amor pelo clube com uma frase, e a nova camisa era revelada de acordo com a participação dos fãs. Nesta terça-feira, a peça, inspirada na vitoriosa década de 80, foi lançada. Diego e Willian foram os modelos da peça, que, com listras largas, recorda o tempo que Zico e companhia conquistaram todos os títulos possíveis do futebol.

– A década de oitenta é muito especial para o Flamengo. Época de craques como Zico, Junior, Tita e Adílio, entre tantos outros. As listras mais largas relembram grandes títulos e alegrias daquela época. Sem dúvida, essa é uma das camisas mais lindas da história do Flamengo – afirma Luiz Gaspar, responsável pelo futebol da Adidas Brasil.

Willian Arão posa com o novo uniforme em frente ao campo 5, onde o Flamengo treina no Ninho (Foto: Divulgação)

Willian Arão posa com o novo uniforme em frente ao campo 5, onde o Flamengo treina no Ninho (Foto: Divulgação)

A venda nas lojas adidas, e-commerce e lojas oficiais do clube em todo Brasil se inicia nesta quinta-feira. A partir do dia 3 de maio, nas principais lojas do varejo esportivo do país. A nova camisa vai custar R$249,99 (adulto) e R$229,99 (versões feminina e infantil).

No dia 3 de maio, aliás, o Flamengo entrará em campo pela primeira vez com o “novo manto”. Na data, encara a Universidad Católica, pela quinta rodada do Grupo 4 da Libertadores, no Maracanã.

Diego também exibiu a parte traseira da nova camisa do Flamengo (Foto: Divulgação)

Diego também exibiu a parte traseira da nova camisa do Flamengo (Foto: Divulgação)

Daniel Orlean, vice-presidente de marketing do Flamengo, também destacou o laço entre a novidade e o time mais vitorioso da história rubro-negra.

– O manto sagrado é uma das formas mais visíveis de manifestarmos o orgulho de ser rubro-negro. E o novo manto é inspirado em uma época histórica, das mais vencedoras do clube. Vamos colorir o Brasil de rubro-negro, empurrar o time e mostrar mais uma vez que a torcida do Flamengo faz a diferença.

Uma novidade no design é a Gola Henley, uma mistura da clássica com a polo.

Essa é a nova camisa do Flamengo (Foto: Divulgação)

Essa é a nova camisa do Flamengo (Foto: Divulgação)

GE

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Jô marca de novo, Corinthians tira SP e reedita final de 77

Jô só enfrentou o São Paulo neste domingo, dia de São Jorge, porque o zagueiro Rodrigo Caio inocentou o rival em uma jogada de cartão amarelo há uma semana, no Morumbi. E foi justamente o centroavante, em um lance com suspeita de impedimento, quem abriu caminho para o empate por 1 a 1 em Itaquera e a consequente classificação do Corinthians à decisão do Campeonato Paulista. O argentino Lucas Pratto igualou o placar.

Foto: Rodrigo Gazzanel / Futura Press

A adversária da final será a Ponte Preta, algoz de Santos e Palmeiras nas fases anteriores, em uma histórica reedição dos três confrontos que decidiram o Campeonato Paulista de 1977. Há 40 anos, o Corinthians superou o time de Campinas com um gol do ídolo Basílio e encerrou um jejum de quase 23 anos sem a conquista de um título expressivo.

Para alcançar a decisão e acabar com o estigma de quarta força do Estado, crítica decorrente da temporada ruim de 2016 e dos investimentos escassos no elenco de 2017, o Corinthians já havia derrotado o São Paulo na primeira partida das semifinais. No último domingo, fez 2 a 0 no Morumbi, com gols de Jô, de novo, e do meia Rodriguinho.

Ao São Paulo, restará esperar o compromisso de volta da Copa Sul-Americana para disputar um novo mata-mata. O reencontro com o Defensa y Justicia, com o qual o time de Rogério Ceni empatou por 0 a 0 na Argentina, será em 11 de maio, no Morumbi. Um dia antes, o Corinthians visitará a Universidad de Chile, que bateu por 2 a 0 em Itaquera, em Santiago.

Foto: Marcos Bezerra / Futura Press

O jogo – A vantagem construída pelo Corinthians no Morumbi já fazia muitos projetarem a reedição da final do Campeonato Paulista de 1977. Presente em um dos setores de imprensa de Itaquera, pois comentaria o clássico para uma emissora de rádio, Basílio era um dos poucos cautelosos. Ao menos quando estava no ar. “Não posso falar que já está definido”, sorriu o autor do gol do título corintiano de quatro décadas atrás.

Nas arquibancadas, preenchidas apenas por torcedores do Corinthians por conta de medida de segurança que vigora no Estado, também prevalecia o otimismo. Um mosaico foi formado no setor leste de Itaquera quando o time da casa e o São Paulo pisaram no gramado: “Tu és orgulho”.

Foto: Marcos Bezerra / Futura Press

Eliminado da Copa do Brasil pelo Internacional na última vez em que esteve em Itaquera, o Corinthians tinha a missão de realmente orgulhar o seu público. Para tanto, adotou a sua postura tática habitualmente cautelosa, apesar de Guilherme Arana ter empolgado os torcedores com uma tentativa de passar a bola entre as pernas de Gilberto em sua primeira participação no clássico.

Era o São Paulo, contudo, que precisava se mostrar ousado na Zona Leste paulistana. Rogério Ceni apostou justamente em Gilberto para compor um trio ofensivo com o argentino Lucas Pratto e o peruano Cueva, com quem o atacante se alternava entre os lados direito e esquerdo do ataque, e viu a sua equipe acuar a rival.

Foto: Rodrigo Gazzanel / Futura Press

Logo aos três minutos, o São Paulo criou grande chance para abrir o placar. Pratto recebeu a bola na direita da grande área e bateu cruzado, para fora, iniciando a pressão são-paulina. O Corinthians ainda colaborava com a iniciativa dos visitantes, com uma série de passes errados.

Quando enfim acertou algumas triangulações, os donos da casa incomodaram o goleiro Renan Ribeiro. Aos 24 minutos, Rodriguinho se inspirou no gol marcado no Majestoso passado e arriscou a conclusão de fora da área, para a linha de fundo. Mais tarde, aos 38, ele preferiu acionar Romero na esquerda, e o paraguaio chutou na trave.

Foto: Rodrigo Gazzanel / Futura Press

A bola entrou na última oportunidade do Corinthians no primeiro tempo. Aos 46 minutos, Jadson cobrou falta na área, e Pratto subiu junto com a defesa são-paulina para tentar afastar. Jô dominou na entrada da pequena área e arrematou para dentro em posição duvidosa – logo ele, que só estava em campo porque Rodrigo Caio teve fair play no jogo de ida. O assistente Alex Ang Ribeiro não correu para o meio-campo, mas o árbitro Flávio Rodrigues de Souza confirmou o gol.

Impedido ou não, Jô permitiu que o Corinthians retornasse do vestiário com ainda mais tranquilidade para disputar o segundo tempo. Do outro lado, a paciência de Rogério Ceni durou pouco além de dez minutos, quando decidiu trocar Gilberto e Júnior Tavares por Chávez e Luiz Araújo.

Foto: Rodrigo Gazzanel / Futura Press

O São Paulo, então, lançou-se ao ataque de maneira desesperada. Embora tivesse volume de jogo, quase não chutava a gol, tal qual no primeiro tempo. Para piorar, deixava-se irritar pela marcação corintiana. Uma confusão na ponta esquerda do ataque visitante, por exemplo, resultou em cartões amarelos para Thiago Mendes e Guilherme Arana.

O cenário agradou à torcida do Corinthians, entusiasmada nas arquibancadas, que vibrava com cada desarme e enchia-se de esperança nos contra-ataques. Caminhando de um lado a outro da área técnica, desolado, Ceni resolveu apostar sua última ficha na tentativa de reverter o panorama da semifinal com a entrada de Thomaz na vaga de Cueva.

Foto: Rodrigo Gazzanel / Futura Press

No Corinthians, os torcedores pediram a entrada de Pedrinho. Carille preferiu mandar a campo primeiro Léo Jabá, no lugar do ovacionado Romero. Depois, Moisés substituiu Arana. Àquela altura, o público da casa já gritava “olé” para a troca de passes corintiana.

A euforia só foi brevemente interrompida aos 38, quando Pratto recebeu lançamento e finalizou na saída de Cássio para empatar o jogo. As esperanças são-paulinas de atingir uma virada heroica, entretanto, duraram pouco. Três minutos depois, quando Kazim já ocupava o posto de Jô no comando do ataque do Corinthians, Thiago Mendes foi punido com um segundo cartão amarelo e despediu-se do Campeonato Paulista mais cedo do que os seus companheiros.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 X 1 SÃO PAULO

Local: Estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)

Data: 23 de abril de 2017, domingo

Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)

Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Herman Brumel Vani (SP)

Público: 43.008 pagantes (total de 43.394)

Renda: R$ 2.667.936,30

Cartões amarelos: Rodriguinho, Guilherme Arana, Léo Jabá e Jadson (Corinthians); Thiago Mendes, Wesley e Chávez (São Paulo)

Cartão vermelho: Thiago Mendes (São Paulo)

Gols: CORINTHIANS: Jô, aos 46 minutos do primeiro tempo; SÃO PAULO: Lucas Pratto, aos 38 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana (Moisés); Gabriel, Maycon, Jadson, Rodriguinho e Romero (Léo Jabá); Jô (Kazim)

Técnico: Fábio Carille

SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Wesley, Maicon, Rodrigo Caio e Júnior Tavares (Luiz Araújo); Jucilei, Thiago Mendes e Cícero; Cueva (Thomaz), Lucas Pratto e Gilberto (Chávez)

Técnico: Rogério Ceni

Gazeta Esportiva

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Prefeito de Casserengue adquire veículo novo para a Saúde

toroO prefeito do município de Casserengue, Genival Bento (Dinda), adquiriu um novo veículo para dar suporte aos trabalhos realizados pela Secretaria Municipal de Saúde.

O carro, um Fiat Toro, deve melhorar os serviços prestados pela gestão de saúde na cidade, já que é frequente no local o transporte de pacientes que fazem tratamento em hospitais de Campina Grande e João Pessoa, inclusive crianças. Para o prefeito essa é apenas uma das primeiras conquistas do município.

“Precisamos dar condições aos nossos profissionais para que eles realizem um bom trabalho. Sem dúvida, o aumento na frota de veículos agilizará o serviço público”, destacou.

A chave do veículo foi entregue ao secretário, Willian Basílio, que tem conduzido a saúde com a característica de prestar o melhor serviço à população.

Diariamente é comum pessoas da zona urbana e rural precisarem de transporte para tratamentos em outras localidades e a ordem do gestor é atender a todos sem exceção.

Focando a Notícia

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Novo líder: Flamengo começa bem, segura pressão e vence o Atlético-PR

Foto: Reginaldo Pimenta / Raw Imagem / LANCE!
Foto: Reginaldo Pimenta / Raw Imagem / LANCE!

O Flamengo conquistou uma importante vitória na Libertadores, na noite desta quarta-feira, no Maracanã. O Rubro-Negro carioca venceu o Atlético-PR por 2 a 1 e assumiu a liderança do Grupo 4. Guerrero e Diego chamaram a responsabilidade e decidiram a favor dos donos da casa, diante de um bom público. Nikão descontou no segundo tempo, dando esperanças para o Furacão, mas o empate não foi possível.

O Flamengo jogou bem na maior parte do tempo e teve lampejos que lembraram o time do Brasileiro de 2016, com trocas de passes envolventes.

O jogo começou debaixo de muita chuva, com o Flamengo sendo empurrado pela sua torcida. Aos seis minutos, Trauco lançou Guerrero entre os dois zagueiros do Atlético-PR. O peruano livrou-se da marcação, chutou em cima do goleiro, mas mostrou raça e ganhou a disputa de bola no rebote, cabeceando para o fundo da rede.

O Maracanã explodiu de alegria com o primeiro gol e sacudiu novamente nove minutos depois. Arão foi à linha de fundo, na direita, e cruzou para o meio da área. Diego recebeu a bola limpa e fez o que dele se espera: a diferença. O meia não vacilou e chutou com categoria, no ângulo esquerdo de Weverton, que ficou sem ação: 2 a 0.

Lutando para esboçar reação, o Atlético-PR chegou com perigo em poucas ocasiões. Do outro lado, o Rubro-Negro carioca queria mais. Diego acertou uma bomba no travessão aos 26. O lance tirou o tradicional ‘uhhh’ da galera. Depois, os donos da casa passaram a trocar muitos passes, valorizando a posse de bola, até o intervalo.

O segundo tempo começou um pouco mais devagar do que a primeira etapa. No entanto, não faltou emoção. Assim como no início da partida, o Atlético-PR tinha muitas dificuldades para encontrar espaços na defesa do Fla. No entanto, aos 13 minutos, os visitantes finalmente encaixaram uma boa jogada e descontaram. Lucho González lançou para Douglas Coutinho, que cruzou da ponta direita para a área, onde Nikão só empurrou para o gol vazio.

Como esperado, o Atlético-PR se animou para buscar o empate e pressionou o Flamengo. A saída de Diego – por causa de uma contusão – causou ainda mais apreensão entre os mandantes. A torcida da casa, então, fez sua parte, cantou alto e incentivou o time da Gávea para segurar a vitória. Nos minutos finais, o Furacão ainda teve um gol anulado por impedimento.

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO 2 X 1 ATLÉTICO-PR

Data/hora: 12/04/2017, às 21h45
Local : Maracanã
Árbitro : Wilson Lamourox (COL)
Auxiliares : Wilmar Navarro (COL) e Dionisio Ruiz (COL)
Cartões amarelos: Deivid (ATP); Donatti e Pará (FLA)
Público e renda: 53.389 pagantes / 58.588 presentes / R$ 3.336.297,50
Gols: Guerrero, 6’/1°T (1-0); Diego, 15’/1°T (2-0); Nikão, 13’/2°T (2-1)

FLAMENGO : Alex Muralha, Pará (Cuéllar, 42’/2°T), Réver, Donatti e Renê; Márcio Araújo, Arão e Diego (Matheus Sávio, 21’/2°T); Trauco, Gabriel (Cirino, 26’/2°T) e Guerrero. Técnico : Zé Ricardo.

ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Deivid (Luiz Otávio, 25’/2°T), Rossetto e Lucho (João Pedro, 29’/2°T); Coutinho, Nikão e Eduardo da Silva (Grafite, 11’/2°T). Técnico : Paulo Autuori.

LanceNet

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br