Arquivo da tag: Nordeste

Salvador ganha força e Botafogo-PB deve jogar reta final da Copa do Nordeste na Bahia

A Bahia deve ser anunciada como sede da reta final da Copa do Nordeste 2020. Com a indefinição quanto à liberação dos jogos em Pernambuco, que segue sem data, Salvador levou a melhor também sobre Fortaleza e será escolhida como cidade sede para abrigar os jogos, que devem ter início entre 18 e 19 de julho.

A tendência é que Salvador resolva os últimos detalhes burocráticos nesta segunda-feira e, com isso, seja a escolhida. A data, no entanto, ainda pode sofrer ajustes. Com isso, o time do Botafogo-PB, que já retornou aos treinos e iniciou sua preparação, deve viajar para a capital baiana nos próximos dias.

Sobre o retorno

A princípio, as partidas ocorrerão na Fonte Nova, Pituaçu, Barradão e Joia da Princesa, em Feira de Santana, estádios eleitos para receber os confrontos.

A expectativa do anúncio é para o início desta semana. Para isso, a capital baiana precisa validar os protocolos junto à CBF, processo que está em fase final e deve ocorrer nesta segunda-feira.

Com cinco datas ainda por disputar, a Copa do Nordeste deve ser finalizada em até 10 dias. Período visto como suficiente para não atrapalhar os Estaduais da região.

No início de julho, o prefeito de Salvador, Antônio Carlos Magalhães Neto, abriu as portas da cidade para a competição que, por conta da pandemia causada pela Covid-19, será disputada em sede única.

Confira a tabela antes da parada:

Imagem reprodução

WSCOM

 

Preços do etanol e gasolina no mês de junho na Paraíba são os menores do Nordeste

Os valores do etanol e da gasolina na Paraíba foram os menores do Nordeste no mês de junho, de acordo com o Índice de Preços Ticket Log (IPTL). A pesquisa também compara os preços dos combustíveis no mês de maio na região nordestina.

Segundo o levantamento, a Paraíba comercializou em junho a gasolina mais barata do Nordeste, com o litro vendido a R$ 3,922, enquanto o maior preço foi do Piauí com R$ 4,417.

Levantamento aponta valores dos combustíveis no Nordeste — Foto: Ticket Log/Divulgação

Levantamento aponta valores dos combustíveis no Nordeste — Foto: Ticket Log/Divulgação

O estado paraibano também vendeu o etanol mais barato, por valor médio de R$ 3,156, enquanto o maior preço foi do Maranhão com R$ 3,699, em junho.

No mês de maio, o menor preço da gasolina também foi o valor vendido na Paraíba, de R$ 3,761, enquanto o Piauí comercializou o produto por R$4,25, o maior preço do Nordeste.

Também foram pesquisados os valores dos combustíveis Diesel, Diesel S-10 e Gás Natural Veicular (GNV). Em comparação com o mês de maio, apenas o etanol não aumentou em junho na Paraíba e apresentou um recuo de 0,7% no valor.

G1

 

Auxílio emergencial contemplou mais da metade dos domicílios das regiões Norte e Nordeste

Em maio, o auxílio emergencial concedido pelo governo federal superou os 50% dos lares das regiões Norte e Nordeste. Em todos os domicílios brasileiros esse percentual é 38,7%. Os são do Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Covid-19, realizada pelo IBGE para estimar os impactos da pandemia do novo coronavírus na saúde e no mercado de trabalho do país.

Segundo o governo federal, desde a sua implementação, o auxílio emergencial já chegou às mãos de mais de 64 milhões de brasileiros, com um total de investimento de quase R$ 91 bilhões. De acordo com o levantamento do IBGE, trabalhadores autônomos e domésticos integram a principal categoria do público-alvo do auxílio.

O auxílio emergencial varia entre R$ 600 e R$ 1,2 mil, valor pago a mães e chefes de família. O IBGE afirma que, em maio, o valor médio do benefício por domicílio foi de R$ 846,50.

 

Brasil 61

 

 

Região Nordeste registra o etanol e a gasolina mais caros no início de junho

Apesar do cenário de alta nos preços para o período, alguns Estados ainda mantiveram comportamento de recuo nos preços
A Região Nordeste apresentou cenário de alta nos preços durante os primeiros 15 dias de junho de acordo com o Índice de Preços Ticket Log (IPTL). Os valores que desde janeiro vinha caindo tiveram uma ligeira alta no período. A gasolina que em maio foi vendida ao preço médio de R$ 4,011 já pode ser encontrada a R$ 4,105, alta de 2,34%. O etanol também teve aumento, 0,86%, chegando às bombas nordestinas por R$ 3,365. Já o preço do diesel comum esteve no mesmo patamar de maio e continua a ser vendido pela média de R$ 3,210 por litro, enquanto o diesel S-10 teve aumento de 0,59% e foi comercializado a R$ 3, 239.

“O comportamento dos preços dos combustíveis foi de alta em todo o País devido ao aumento no repasse às refinarias que já havia sido anunciado em maio. O Nordeste acompanhou esse cenário, mas trouxe um fato diferente quanto ao diesel comum, que manteve a mesma média do fechamento de maio. Pode ser que esse preço tenha uma alteração até o final do mês, mas precisaremos analisar o cenário até lá para entender se essa variação será de acréscimo ou decréscimo”, analisa o Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil, Douglas Pina.

Ao analisar os preços nos Estados nordestinos, o IPTL aponta que o Piauí continua vendendo a gasolina mais cara da região por R$ 4,393, um aumento de 3,4% em relação a maio. O Estado também tem o maior valor para o diesel que foi vendido a R$ 3,356, com uma ligeira alta de 0,5%. Já o diesel mais barato está no Rio Grande do Norte, comercializado a R$ 3,025 com recuo de 0,80%. A gasolina mais barata foi encontrada nas bombas Paraibanas por R$ 3,853 mesmo com alta de 2,4%.

Os dados do IPTL ainda apontam para um aumento de consumo do etanol em alguns Estados como Maranhão, Pernambuco e Rio Grande do Norte que em maio não haviam registrados dados de consumo suficientes para análises. O Maranhão inclusive desponta com o etanol mais caro da região nesse início de junho. O combustível foi comercializado a R$ 3,655.

Ainda de acordo com o estudo realizado pela Ticket Log, os preços apresentados nessa primeira quinzena de junho demonstram que, embora existam perfis diferentes em cada veículo, foi mais vantajoso financeiramente abastecer com gasolina em todos os Estados do Nordeste.

Sobre a Ticket Log

A Ticket Log integra a divisão de Frota e Soluções de Mobilidade da Edenred Brasil, juntamente com Repom e Edenred Soluções Pré-Pagas, com o propósito de valorizar o tempo das pessoas para que possam aproveitar mais e melhor a vida. A marca, que atua no mercado urbano, conecta pessoas e empresas a uma mobilidade inteligente por meio de soluções inovadoras que otimizam processos e apoiam no controle da gestão de deslocamento para organizações de todos os tipos e tamanhos.

Com mais de 25 anos de experiência, a Ticket Log conta com 30 mil empresas-clientes, administra, por ano, 1 milhão de veículos em sua base de clientes e quase 2,5 bilhões de litros de combustível, com uma rede de mais de 36 mil comerciantes credenciados. Entre os produtos disponíveis, estão: Ticket Car com a funcionalidade Log&Go, que permite o pagamento de diferentes meios de transporte e serviços veículos, como lavagens ecológicas de automóveis (App Easy Carros), caronas compartilhadas (App Zumpy), serviços de assistência 24h (App Fácil Assist) e recarga do bilhete único (Onboard Mobility); Ticket Fleet e Gestão de Manutenção.

A marca é uma das Maiores e Melhores do Transporte na categoria “Automação e Informática”, no prêmio promovido pela OTM Editora e foi reconhecida como uma das “As 500 Maiores do Sul”, ranking promovido pela revista Amanhã. Também foi eleita uma das melhores empresas para trabalhar na região Sul pela consultoria global Great Place to Work ® Institute (GPTW).

 

Polícias destroem 146 mil pés de maconha que abasteceriam Nordeste

Foram encerradas, neste domingo (7), as atividades de erradicação de uma plantação de maconha que abasteceria o tráfico de drogas em estados do Nordeste, incluindo a Paraíba. Foram destruídos 146,3 mil pés da erva. A droga era cultivada em terrenos nos municípios de Cabrobó e Belém de São Francisco, no Sertão de Pernambuco.

As ações começaram na última terça-feira (2) e foram realizadas durante as operações Macambira V e Muçambê II, que ocorreram de forma integrada entre a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a Polícia Federal (PF) e o Batalhão Especializado de Policiamento do Interior da Polícia Militar (BEPI-PM). Policiais rodoviários federais da Paraíba deram apoio aos trabalhos. No total, foram utilizadas 19 viaturas, um caminhão tanque, uma van e um helicóptero.

As plantações foram localizadas a partir de levantamentos da Base de Operações Aéreas da PRF e de investigação da PF, que identificaram 48 roças com características da cannabis sativa. Se colhidas, as plantas poderiam produzir 48,7 toneladas de maconha pronta para o consumo.

As ações de combate ao crime também foram realizadas nas rodovias federais do Sertão, sendo fiscalizados 259 veículos e 256 pessoas, apreendidos 81,5 Kg de maconha embalada, dois carros roubados e R$ 1.142. Ao todo, onze pessoas foram detidas pelos crimes de tráfico de drogas e receptação de veículo roubado.

A investigação das ocorrências será realizada pela Delegacia de Polícia Federal de Salgueiro, Pernambuco. As ações de erradicação vem sendo intensificadas na região, tendo em vista que o período de chuvas contribui para o aumento na produção da droga.

 

portalcorreio

 

 

Isolamento social rígido deve ser estendido para Campina Grande urgentemente, diz Comitê Científico do Nordeste

O Comitê Científico do Consórcio Nordeste para combate à Covid-19 reiterou, em seu último boletim, a necessidade de manter o isolamento social rígido dos Estados e Municípios que decretaram essas medidas, anteriormente.

O Comitê sinalizou, pela segunda vez, que essas medidas também deveriam ser adotadas, imediatamente, pelas Prefeituras de Natal e Mossoró, no Rio Grande do Norte; Campina Grande, na Paraíba e Arapiraca e São Miguel dos Campos, em Alagoas. O Comitê também recomendou pela primeira vez a implementação de um isolamento social mais rígido nas cidades de Imperatriz, no Estado do Maranhão, e Aracaju, no Estado de Sergipe.

Paraíba

O grupo demonstrou apoio ao governo da Paraíba e aos prefeitos da região metropolitana de João Pessoa pela decisão de implementar o isolamento social mais rígido pelas próximas duas semanas. O Comitê reiterou sua recomendação anterior de que a cidade de Campina Grande precisa urgentemente entrar num regime mais rígido de isolamento social.

Além disso, baseado no gráfico atualizado de aumento de casos nos últimos 14 dias, o Comitê recomendou que as regiões de Patos e Sousa passem a ser monitoradas com grande cautela devido ao aumento de casos. Da mesma forma, as cidades do litoral do Estado demonstram estar entrando num nível de casos muito alto e merecem a mesma atenção.

 

Portal WSCOM

 

 

Cientistas do Consórcio Nordeste dizem que pico da pandemia não será antes de junho e propõem planejamento para lockdown

As simulações matemáticas realizadas pelo Comitê Científico do Consórcio Nordeste mostram que os picos do número diário de novos casos da COVID-19 e de mortes não serão atingidos antes do mês de junho. A informação está no Boletim do comitê que foi divulgado nessa terça-feira (5).

Os gráficos que acompanham a evolução dos casos da doença têm curva ascendente em todos os estados do Nordeste.

O Comitê, dada a gravidade e aceleração do contágio, recomenda aos Estados que estabeleçam critérios objetivos para decretação de lockdown, associando, a eles, medidas legais, políticas e de segurança que deem sustentação à eventual ocorrência.

Os Estados do Nordeste do Brasil deverão decretar lockdown quando os números de leitos hospitalares tenham superado 80% de ocupação e, ao mesmo tempo, a curva de casos e de óbitos seja ascendente.

De acordo com o documento, o lockdown é eficaz para reduzir a curva de casos e dar tempo para reorganização do sistema. É sabido que países que o implementaram, conseguiram sair mais rápido do momento mais crítico.

O texto também explica que, num lockdown, todas as entradas do perímetro determinado são bloqueadas por profissionais de segurança e ninguém deve ter permissão de entrar ou sair sem justificativa plausível.

É importante considerar, portanto, que a decretação de lockdown deverá ser feita em comum acordo com demais forças políticas e de segurança, sendo necessário, para isso, o envolvimento das forças armadas e polícias estaduais.

 

clickpb

 

 

PB é o 3º no Nordeste em número de domicílios conectados à internet

O percentual de domicílios paraibanos em que a internet é utilizada passou de 60,7%, em 2016, para 72,2%, em 2018, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada ONTEM (29). As informações são referentes ao 4º trimestre de 2018, quando foi pesquisado o acesso dos domicílios brasileiros à Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).

Neste período, a utilização da internet em domicílios na Paraíba ficou acima da média do Nordeste (69,1%). O percentual observado no estado em 2018 foi o 3º maior da região, atrás apenas dos registrados em Sergipe, de 76,7%, e no Rio Grande do Norte, de 73,5%. Entretanto, este número ainda está abaixo da nacional (79,1%).

No total, são 362 mil lares paraibanos sem internet. Os principais motivos apontados foram: o serviço de acesso era caro (35,2%), nenhum morador sabia usar a internet (28,8%) e a falta de interesse em acessar a rede (28,6%). Cerca de 2,6% disseram que o equipamento eletrônico necessário tinha um alto custo e 2,5% afirmaram que o serviço de acesso à internet não estava disponível na área.

A pesquisa identificou ainda que 93,3% dos paraibanos de 10 anos ou mais de idade usaram a internet para para enviar ou receber mensagens de texto, voz ou imagens por aplicativos diferentes de e-mail. Além disso, 91,9% das pessoas utilizavam para conversar por chamadas de voz e 48,9% utilizavam a rede para enviar ou receber e-mail. Cerca de 86,5% paraibanos usam para assistir a vídeos, inclusive programas, séries e filmes.

Jovens e mulheres paraibanas são os que mais utilizam internet no estado. Segundo a pesquisa mulheres representam um percentual de utilização de 67%, enquanto entre os homens, são 62,6% dos usuários. Os dois percentuais, porém, estão acima das médias de utilização na Região Nordeste, de 66,1% entre o grupo feminino e 61,6% no masculino.A faixa etária que apresentou o maior percentual de utilização da internet no estado foi a de 20 a 24 anos de idade, representando 88,3% do uso. Enquanto o menor número de usuários, cerca de 22,9%, foi o grupo de 60 anos ou mais. O levantamento indica que todos os grupos etários tiveram aumentos em comparação com o ano anterior, sendo o maior crescimento na faixa de 40 a 49 anos de idade, que passou de 56,6% em 2017 para 66,3% em 2018.A pesquisa também apontou que o rendimento real médio mensal per capita em domicílios em que havia utilização da internet, é de R$ 1.203. Aqueles em que não havia o uso da rede esse valor era de R$ 699.

 

 

IBGE

 

 

Governo Federal lança crédito emergencial para operacionalização pelo BNB no Nordeste

Com objetivo de recuperar ou preservar atividades produtivas dos municípios com situação de emergência ou estado de calamidade pública, em decorrência da pandemia resultante da Covid-19, o Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional, lançou hoje a linha de crédito especial FNE Emergencial, a ser operacionalizada, com exclusividade, pelo Banco do Nordeste em toda sua área de atuação – Nordeste e Norte dos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo. Para tanto, o BNB dispõe de R$ 3 bilhões, recursos oriundos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), que atenderá os setores produtivos industrial, comercial e de serviços.

São beneficiárias pessoas físicas e pessoas jurídicas, assim como cooperativas que, de acordo com prioridades estabelecidas nos planos de desenvolvimento regionais, desenvolvam atividades produtivas não rurais, especialmente as vinculadas aos setores de empreendimentos comerciais e de serviços na área de atuação do Banco.

O crédito emergencial destina-se a capital de giro isolado e a investimentos, incluindo capital de giro associado. Para capital de giro, são financiáveis todas despesas de custeio, manutenção e formação de estoques, inclusive despesas de salários e contribuições de despesas, com limite de até R$ 100 mil por beneficiário.

No caso de investimentos, incluído capital de giro associado ao investimento, o limite de financiamento é de até um terço da operação, correspondendo até R$ 200 mil por beneficiário. As operações terão juros de 2,5% ao ano, com carência máxima e prazo até 31 de dezembro deste ano.

A linha de crédito especial está prevista na Resolução do Banco Central, n.º 4.798, publicada hoje, 6, que também suspende as parcelas até 31 de dezembro deste ano, com eventual acréscimo ao vencimento final da operação, para as operações não rurais adimplentes ou com atraso de até 90 dias na data de hoje.

 

parlamentopb

 

 

Região Nordeste inicia março com queda de 2% no preço do etanol, aponta levantamento da Ticket Log

Análises mostram uma curva decrescente no preço dos combustíveis, com queda de 0,6 % no valor médio da gasolina e de 1,7% com relação ao etanol.
O levantamento mais recente do Índice de Preços Ticket Log (IPTL), continua apontando queda no preço dos combustíveis nos postos da Região Nordeste. Na primeira semana de março, a gasolina recuou 0,6%, passando de R$ 4,680, registrado em fevereiro, para R$ 4,650; é a segunda média mais baixa do Brasil para o combustível. O valor do etanol também recuou 1,7%, com o litro a R$ 3,629, ante os R$ 3,691 do mês passado.

“Nas primeiras análises para o mês, percebemos que o etanol manteve o comportamento de baixa dos últimos seis meses. Ainda assim, entre 2 e 8 de março, o combustível alcança média 21% superior, quando comparada à média nacional para o mesmo período, que foi de R$ 3,001. Ainda é difícil prever se essa baixa vai permanecer em razão da atual instabilidade no mercado financeiro, como a queda do preço do petróleo”, comenta o Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil, Douglas Pina.

Neste início de março, a Paraíba lidera com os menores preços para a gasolina e etanol, em todo o Nordeste, comercializados a R$ 4,414 e R$ 3,238, respectivamente. Já os postos do Maranhão apresentam o maior valor médio do litro do etanol, R$ 4,001, enquanto o Piauí o valor mais caro para a gasolina, com o litro a R$ 4,813.

O IPTL também revela o comportamento do preço dos combustíveis em fevereiro. No mês passado, a região apresentou leve alta de 0,3% para o etanol, que foi de R$ 3,680, registrado em janeiro, para R$ 3,691. Com relação à gasolina, o cenário foi de recuo. O combustível fechou fevereiro com baixa de 1,14%, em relação ao mês de janeiro.

No recorte por Estado, em Alagoas o etanol apresentou recuo de 0,13% no comparativo com os preços praticados em janeiro deste ano. O combustível passou de R$ 3,826 para R$ 3,821. A gasolina também ficou mais em conta nas bombas, baixa de 0,54%.

Depois de começar o ano com alta nos preços, a Bahia teve um alívio no valor dos combustíveis. Com redução de 2%, o etanol passou a custar R$ 3,580, ante os R$ 3,656 de janeiro. A gasolina baixou 1,9%, com o litro vendido à média de R$ 4,649. Nos primeiros 30 dias de 2020, o valor médio era de R$ 4,739.

No Ceará, o custo do etanol para o consumidor teve um pequeno acréscimo de 0,13%, com o litro a R$ 3,824. No caso da gasolina, o preço médio do litro registrado nas bombas foi de R$4,726, queda de 0,46%, no comparativo com janeiro.

Pelo segundo mês consecutivo, o Maranhão liderou com o litro do etanol mais caro no Nordeste, com o valor médio de R$ 3,969, alta de 0,35% no comparativo com janeiro. Já a gasolina recuou 1,5%, comercializada a R$ 4,653. Na Paraíba foram registrados os menores preços para a gasolina e o etanol de toda a região, comercializados a R$ 4,443 e R$ 3,238, respectivamente.

Em Pernambuco, o destaque foi para o recuo de 0,8% da gasolina e a alta de 2,16%, para o etanol. O preço por litro praticados nas bombas baixou de R$ 4,606 para R$ 4,570 no caso da gasolina, e aumentaram de R$ 3,511 para R$ 3,587, no caso do etanol. No Piauí foi registrada a média mais alta da gasolina, comercializada a R$ 4,828. Apesar de contar com o valor mais alto da Região, o estado apresenta sinais de queda, com uma redução em 0,8% no comparativo com o valor comercializado em janeiro, que era de R$ 4,868. Com relação ao etanol, os preços passaram de R$ 3,716 para R$ 3,722, em fevereiro e apresentam alta de 0,16%.

No Rio Grande do Norte foi registrado maior recuo no valor médio da gasolina e do etanol de todo o território nacional, baixa de 2,62% e 2,08%, respectivamente. Na contramão, os postos de Sergipe se destacaram pela curva crescente de 3,28% no preço médio do etanol, com o litro vendido a R$ 3,714. A maior alta registrada em fevereiro para o combustível no Brasil.

No contexto nacional, o cenário foi de baixa para a gasolina e o etanol em fevereiro, sendo o último com o avanço mais expressivo de 0,81%. Depois de fechar o mês passado com o preço médio de R$ 3,757, o etanol sinaliza para um contexto de baixa na primeira semana de março, comercializado à média de R$ 3,001. Com a gasolina não é diferente, em fevereiro com o litro vendido a R$ 4,693, o combustível já apresenta o preço médio de R$ 4,668 na média de todo o território nacional.

O IPTL é um índice mensal de preços de combustíveis levantados com base nos abastecimentos realizados nos 18 mil postos credenciados da Ticket Log, que tem grande confiabilidade, por causa da quantidade de veículos administrados pela marca: 1 milhão ao todo, com uma média de oito transações por segundo. A Ticket Log, marca de gestão de frotas e soluções de mobilidade da Edenred Brasil, conta com mais 25 anos de experiência e se adapta às necessidades dos clientes, oferecendo soluções modernas e inovadoras, a fim de simplificar os processos diários.

Sobre a Ticket Log

A Ticket Log integra a divisão de Frota e Soluções de Mobilidade da Edenred Brasil, juntamente com Repom e Edenred Soluções Pré-Pagas, com o propósito de valorizar o tempo das pessoas para que possam aproveitar mais e melhor a vida. A marca, que atua no mercado urbano, conecta pessoas e empresas a uma mobilidade inteligente por meio de soluções inovadoras que otimizam processos e apoiam no controle da gestão de deslocamento para organizações de todos os tipos e tamanhos.

Com mais de 25 anos de experiência, a Ticket Log conta com 30 mil empresas-clientes, administra, por ano, 1 milhão de veículos em sua base de clientes e quase 2,5 bilhões de litros de combustível, com uma rede de mais de 36 mil comerciantes credenciados. Entre os produtos disponíveis, estão: Ticket Car com a funcionalidade Log&Go, que permite o pagamento de diferentes meios de transporte e serviços veículos, como lavagens ecológicas de automóveis (App Easy Carros), caronas compartilhadas (App Zumpy), serviços de assistência 24h (App Fácil Assist) e recarga do bilhete único (Onboard Mobility); Ticket Fleet e Gestão de Manutenção.

A marca é uma das Maiores e Melhores do Transporte na categoria “Automação e Informática”, no prêmio promovido pela OTM Editora e foi reconhecida como uma das “As 500 Maiores do Sul”, ranking promovido pela revista Amanhã. Também foi eleita uma das melhores empresas para trabalhar na região Sul pela consultoria global Great Place to Work ® Institute (GPTW).