Arquivo da tag: negociar

Feirão online ajuda consumidores a negociar dívidas a partir desta segunda-feira

A partir desta segunda-feira (6), os consumidores com dívidas atrasadas terão a oportunidade de renegociar seus débitos por meio de um feirão online organizado pela Serasa Experian. As negociações entre empresas e clientes serão realizadas pelo site, até o dia 30 de novembro. Acesse aqui o ‘Feirão Limpa Nome’ da Serasa.

Bancos, lojas e empresas de telefonia e cartões de crédito estão entre as entidades que confirmaram participação no feirão. Serão oferecidas oportunidades exclusivas, com prazos de pagamentos diferenciados ou descontos para a quitação das contas em atraso.

Ao se cadastrar no site do feirão, o consumidor será direcionado a uma página na qual estarão listadas as dívidas que constam na base de dados da Serasa e que podem ser negociadas com as empresas participantes. Também serão apresentados os canais de atendimento (telefones, e-mail, chat) disponibilizados por cada credor e, em alguns casos, ofertas pré-estabelecidas através de boleto bancário ou até mesmo simular, escolher a melhor condição de pagamento e gerar o boleto de forma online.

O site é desenvolvido em ambiente protegido, o que garante a proteção aos dados do consumidor. Assim, quem não tiver internet em casa, pode usar qualquer computador, celular ou tablet para negociar. Na última edição do Feirão Limpa Nome da Serasa, 320 mil consumidores limparam o nome.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Deputado da PB repercute matéria e acusa Temer de negociar R$ 40 milhões com Cunha

Em pronunciamento feito nessa quinta-feira, 4, na Câmara dos Deputados, Luiz Couto (PT-PB) repercutiu informações publicadas na revista Carta Capital na matéria “Temer Delata o Golpe”. De acordo com o parlamentar, a reportagem confirmaria que o Impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) teria sido vingança de Eduardo Cunha contra o PT.

Couto destacou que delatores da Odebrecht relataram ter sido no escritório político de Michel Temer, em São Paulo, quando ele era vice-presidente, que foi negociada, junto a Eduardo Cunha, uma quantia de 40 milhões de dólares em 2010.

“Esse governo está atolado em suspeitas, abriga oito ministros investigados por corrupção, com dificuldades cada vez maiores para aprovar no Congresso o pacote completo de medidas impopulares defendidas pela turma que embarcou no revanchismo cunhista e fica a dúvida sobre até quando o governo Temer resistirá”, disse Couto.

A matéria de André Barrocal na Carta Capital detalha o passo a passo da susposta negociação dos U$ 40 milhões e Couto declarou que o atual presidente Michel Temer e Eduardo Cunha teriam negociado juntos a quantia.

“Cunha e Temer sempre foram carne e unha. Andavam juntos, negociavam juntos e comiam na mesma mesa. Não tenho dúvidas que além desta acusação de 40 milhões de dólares, negociados no escritório de Temer, ainda surgirão outras. Agora, o único que está sendo desmontado e afundando, nesta história, é o povo humilde deste país. Enquanto se negociam votações de retiradas de direitos, lá no Planalto, enquanto se ouve delatores em negociatas bilionárias, o povo sofre”, disse Couto, em referências às reformas trabalhistas e previdenciária em tramitação no Congresso.

“O povo sempre foi o pilar da democracia e agora, mais do que nunca, precisa se reinventar e fazer cumprir seus direitos democráticos. Precisamos de eleições direitas. Precisamos de um presidente que não seja colocado por um golpe e sim pelo povo”, concluiu o parlamentar paraibano.

PB Agora

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Empresário tem carro roubado após negociar em site de vendas na PB

sireneUm empresário teve o carro roubado depois de anunciar o veículo em um site de vendas e negociar com um casal de criminosos. A dupla foi até a casa da vítima, alegando interesse no carro, mas acabou roubando o veículo e, ainda, vários objetos da casa. O caso ocorreu nesta quinta-feira (23), no bairro Alto Branco, em Campina Grande. A Polícia Militar chegou a ser acionada, mas o veículo não foi localizado até o fim da tarde desta sexta-feira (24).

O empresário Francisco Antero da Silva Júnior conta que queria vender o carro e decidiu anunciar na internet e já estava negociando com algumas pessoas há pelo menos duas semanas, quando houve um suposto interesse por parte de um casal. Os suspeitos pediram para ir até a casa da vítima avaliar o carro, mas tudo fazia parte do plano para o roubo.

“Esse pessoal me ligou perguntando se o veículo já havia sido vendido. Quando eu falei que estava em negociação, eles pediram para dar uma olhada, sem compromisso. Eu sempre marcava para mostrar o carro em algum lugar público, mas dessa vez eu aceitei fazer em casa. E aconteceu o que aconteceu”, disse o empresário.

Os suspeitos ficaram na casa da vítima por cerca de 10 minutos, tempo suficiente para roubar eletroeletrônicos e eletrodomésticos. Quando os dois suspeitos chegaram eles “perguntaram se podiam ir ao banheiro e eu disse que sim. A moça foi primeiro, depois o rapaz. Quando ele retornou, já veio com a arma em punho e me rendeu. [Ele] pediu para que eu não reagisse, que não ia fazer nada comigo e que queria apenas o carro e alguns itens de casa. E foi o que fizeram. Me prenderam no banheiro”, relatou a vítima.

Além do casal, durante a ação o empresário percebeu que outra pessoa entrou na casa para ajudar a pegar os objetos. “Quando preso [no banheiro], eu ainda escutei a voz de um terceiro, que até então não tinha se apresentado com eles. E só fui escutando a quebradeira dentro de casa, levando tudo, eu sentado lá, sem poder fazer nada, escutando o que eles me mandavam, o que eles me perguntavam”, conta Francisco Antero.

O empresário só conseguiu sair do banheiro, depois que ouviu o momento em que o suspeitos saíram com o carro. Ele arrombou a porta e procurou ajuda com os vizinhos, para acionar a Polícia Militar.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Temer define limite de 65 anos para negociar reforma da Previdência

michel-temerDiante da resistência de integrantes da base do governo em apoiar pontos da reforma da Previdência, o presidente Michel Temer decidiu assumir pessoalmente a negociação com a Câmara dos Deputados e estabeleceu limites para negociar sua proposta.

Segundo relatos de deputados recebidos pelo presidente no fim de semana, Temer disse que não abre mão da idade mínima proposta para aposentadoria, de 65 anos, da regra de transição para os que estão perto de se aposentar e da redução do valor assegurado à pensão por morte.

Auxiliares presidenciais admitem que o governo, para manter os pontos principais da reforma, poderá aceitar o fim da isenção tributária concedida a entidades filantrópicas e a manutenção de tratamento especial para a aposentadoria de policiais.

A nova fórmula de cálculo proposta para a aposentadoria, que prevê 49 anos de contribuição para ter direito ao benefício integral, também é apontada por integrantes da equipe política como um ponto em que o governo pode ceder. Eventuais mudanças, no entanto, enfrentariam resistência da equipe econômica.

Na noite de segunda-feira (6), o presidente realizou um jantar no Palácio da Alvorada com integrantes da base governista para avaliar a tendência dos deputados em relação aos principais pontos da sua proposta de reforma.

Enquete feita pela reportagem apontou que metade dos deputados da comissão especial que analisa a proposta do governo na Câmara se opõe à idade mínima de 65 anos, e a maioria discorda de outros pontos cruciais do projeto.

Depois de reunião no Ministério da Fazenda, o relator da reforma na Câmara, deputado Arthur Maia (PPS-BA), disse que a idade mínima não pode ser retirada “de jeito nenhum”, mas manteve suas críticas à regra de transição.

A proposta do governo é que homens com 50 anos de idade ou mais e mulheres com 45 ou mais possam se aposentar pelas regras atuais se pagarem um pedágio, trabalhando 50% mais tempo do que o necessário hoje para alcançar a aposentadoria.

O relator defende uma regra mais proporcional, que considere o tempo que falta para cada um se aposentar.

TRAIÇÕES

Preocupado com o risco de traições nas votações da reforma, Temer mandou instalar um gabinete de monitoramento dos deputados governistas, para antecipar focos de insatisfação entre aliados.

O mesmo procedimento foi adotado na votação do impeachment e da proposta do teto de gastos, quando o presidente recebeu pessoalmente parlamentares indecisos ou que indicavam postura contra à orientação do Planalto.

No Senado, que analisará a reforma depois da Câmara, o senador oposicionista Paulo Paim (PT-RS) coleta assinaturas para criar uma comissão para analisar as contas da Previdência. Nove governistas já apoiaram o requerimento, incluindo três do PMDB.

Folha

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Pai é suspeito de negociar virgindade da filha de 12 anos em troca de moto, na Zona Rural de Sousa

sireneUm pai é suspeito de negociar a virgindade da filha, de apenas 12 anos, em troca de uma moto. O caso aconteceu em um sítio na Zona Rural do município de Sousa, Sertão do Estado.

Em contato com o Portal MaisPB, o delegado Vicente Honório informou que a Polícia recebeu a denúncia nesse domingo (12) e foi até o local para averiguar. Chegando lá, o pai e o possível comprador fugiram.

A garota foi levada para prestar depoimento na Delegacia da cidade, acompanhada pela mãe.

“A menina disse que o pai sempre leva a pessoa para lá, mas nunca chegou a ter nenhum contato físico. Na hora da ação, fugiu o pai e o rapaz”, pontuou.

O caso foi encaminhado para a Delegacia da Mulher da cidade e está sob sigilo.

Wallison Bezerra – MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

 

Casal é preso por fraude ao negociar imóveis de programas sociais na PB

casos de policiaUm homem de 39 anos e a mulher dele, de 32 anos, foram presos em flagrante na tarde desta quinta-feira (29). Segundo informações da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), eles são suspeitos de atuar na negociação fraudulenta de imóveis de programas sociais, como o Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal, e de liderar uma associação criminosa com atuação emJoão Pessoa.

Segundo a DDF, o suspeito é ex-vice-presidente do Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) em João Pessoa. A Executiva Municipal do partido informou que eles são filiados ao PT, mas que, “desde 2013, ele não vem participando da vida partidária, muito menos da instância executiva do PT, já tendo sido inclusive afastado da Direção”.

“Desta forma, conforme prevê os nossos estatutos e regulamentos, ele já estava excluído da direção local do PT por ter ficado mais de 2 anos fora de nossos quadros dirigentes. Vale ressaltar que a prisão em flagrante dos citados diz respeito a atuação, segundo a policia, fraudulenta de sua vida privada e profissional. Em nada tendo a ver com o Partido dos Trabalhadores”, diz a nota.

A Executiva Municipal ainda acrescentou que, nesta quinta-feira, está afastando sumariamente os filiados e que vai encaminhar, para a próxima reunião do Diretório Municipal, a expulsão definitiva dos quadros do PT.

O casal começou a ser investigado depois do registro das ocorrências pelas vítimas na Delegacia de Defraudações e Falsificações. Elas denunciaram as negociações criminosas de imóveis e informaram todo o esquema atribuído ao suspeito e a um outro homem, preso em flagrante pela equipe do DDF em julho. As vítimas também disseram que sofreram ameaças de morte e perseguições.

O suspeito que foi preso em julho continua recolhido no presídio do Roger. Na tarde dessa quarta-feira (28), foi realizada a primeira audiência dos processos. Os agentes de investigação receberam a informação de que quando a audiência dele foi encerrada, o homem que foi preso nesta quinta-feira ligou para duas vítimas, dando continuidade às ameaças e querendo marcar um encontro com elas, o que causou bastante preocupação à polícia e culminou com a prisão em flagrante do suspeito e da mulher dele, também suspeita de integrar a associação criminosa.

Eles foram presos em uma casa localizada no bairro de Jaguaribe na zona oeste da capital. Os dois homens são suspeitos de liderar a associação criminosa especializada na negociação de imóveis de programas sociais. Os suspeitos se apresentavam para as vítimas como funcionários da Prefeitura de João Pessoa e falavam ter acesso ao programa de financiamento. Assim, eles pediam dinheiro às pessoas para dar sequência às negociações e, depois que recebiam os valores, desapareciam deixando as vítimas com os prejuízos”, disse o delegado da DDF, Lucas Sá.

As investigações mostraram que os suspeitos vinham atuando há pelo menos quatro anos na capital. Os levantamentos também revelam que a dupla costumava portar armas de fogo alegando ser para proteção pessoal, mas também usavam para intimidar as vítimas e as testemunhas das negociações fraudulentas para que elas não denunciassem os crimes praticados por eles à Polícia Civil. Uma dessas armas, um revólver calibre 38, foi apreendida com o casal no momento da prisão. Também foram encontradas seis munições intactas com o suspeito, cinco munições na bolsa da suspeita e um veículo registrado em nome de uma pessoa que já morreu.

O casal foi autuado em flagrante pelos crimes de ameaça, porte ilegal de arma de fogo e associação criminosa. As investigações da Delegacia de Defraudações e Falsificações de João Pessoa serão direcionadas agora para a identificação de outros membros da associação criminosa e de outras vítimas dos suspeitos, para que o prejuízo causado por eles seja devidamente reparado. Qualquer denúncia sobre o caso pode ser feitas para o telefone 197 Disque Denúncia da Secretaria da Segurança e da Defesa Social. Não precisa se identificar e todas as informações serão investigadas pela equipe da DDF.

 

G1

 

 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

‘Fim de ciclo’ pesa e São Paulo admite negociar Centurión com o Boca

(Foto: Ricardo Moreira/ Fotoarena/LANCE!Press)
(Foto: Ricardo Moreira/ Fotoarena/LANCE!Press)

O São Paulo pode diminuir a quantidade de estrangeiros em seu elenco a qualquer momento. Isso porque Boca Juniors (ARG), favorito nas negociações, e Racing (ARG) tentam o empréstimo de uma temporada de Ricardo Centurión e o clube paulista admite que a saída do atacante de 23 anos é iminente. O vínculo com o Tricolor tem quatro anos de duração e terminará em 2019, mas dirigentes acreditam que o ciclo do jogador está perto do fim.

A visão é de que Centurión não tem conseguido ultrapassar um nível de rendimento desde o bom início no ano passado. A falta de confiança e a impaciência da torcida são fatores usados pelos são-paulinos para defender uma mudança de ares. Nem mesmo o técnico Edgardo Bauza, quem mais deu chances ao argentino no clube, confia em uma recuperação imediata.

Ricky se animou com a possibilidade de defender o Boca, pois, segundo funcionários do Tricolor, é torcedor do clube xeneize. Em algumas ocasiões, foi visto com Jonathan Calleri assistindo e vibrando com partidas do Boca na concentração. Com o Racing, o atacante tem a identificação de ter crescido nas categorias de base e sempre declara amor à equipe nas redes sociais.

Nesta quarta-feira, Centurión perdeu a vaga de titular para Kelvin em treino tático comandado por Bauza. Ao longo da atividade ele foi acionado para jogar como centroavante, na vaga de Gilberto, e marcou golaço ao aplicar caneta em Lucão e driblar Denis. Mais tarde, ficou com Cueva, Mena e Chavez brincando em disputa com o auxiliar José Di Leo.

O São Paulo contratou Centurión por mais de R$ 13 milhões em fevereiro de 2015, graças ao investimento de Vinicius Pinotti, empresário que acabou entrando na diretoria e hoje é peça fundamental no resgate do marketing do clube. O alto valor da compra também não deve ser um fator impeditivo para a transferência ao Boca, dada como certa na imprensa argentina.

MSN

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Santos aceita proposta de R$ 65mi e libera Gabigol para negociar com a Juventus

 (Fred Casagrande/FramePhoto)
(Fred Casagrande/FramePhoto)

O Santos aceitou no fim da manhã desta segunda-feira uma proposta da Juventus por Gabigol. O clube italiano ofereceu R$ 65 milhões, limpos de impostos, para o Peixe, que autorizou o atacante a negociar com o atual campeão do Calcio.

Apesar de ter revelado Gabigol, o Santos só tem 40% dos direitos econômicos,  o que torna a proposta da Juventus ainda mais significativa.  O pai do jogador, que tem outros 40%, e a Doyen, dona dos outros 20%, negociarão seus valores com a Juve de maneira individual.

Gabigol está na mira do futebol estrangeiro há tempos. Em janeiro, ele recebeu oferta salarial de R$ 5 milhões por mês de um clube chinês, mas recusou. Em junho, foi a vez do Borussia Dortmund procurá-lo.

yahoo

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Crise política obriga Dilma a negociar ajuste fiscal com presidente da Câmara

Presidente Dilma Rousseff concede entrevista, em Brasília
Presidente Dilma Rousseff concede entrevista, em Brasília

A presidente Dilma Rousseff entrará pessoalmente na articulação para tentar aprovar as medidas de ajuste fiscal no Congresso. Pressionada por dificuldades na política, à espera da CPI da Petrobrás e com a economia em apuros, Dilma decidiu abrir diálogo com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e vai chamá-lo para uma conversa, nos próximos dias.

O aceno para a trégua com Cunha, desafeto do Planalto, também será a senha para Dilma se reaproximar do vice-presidente Michel Temer, afastado das decisões do núcleo político.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A cruzada para salvar o governo de outro vexame no Congresso inclui o titular da Fazenda, Joaquim Levy, e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que chegará a Brasília na quarta-feira, além de vários outros ministros.

Levy participará hoje de jantar com Temer, Cunha, o presidente do Senado, Renan Calheiros, ministros do PMDB e a cúpula do partido, no Palácio do Jaburu.

O ministro explicará ao PMDB a necessidade de medidas impopulares, como corte de subsídios, redução de incentivos e mudanças nos benefícios previdenciários e trabalhistas, para a economia voltar a crescer. O PMDB ameaça, por exemplo, derrubar o veto da presidente à correção de 6,5% na tabela do Imposto de Renda, que entrará amanhã na pauta de votações.

Dilma enviará outra medida provisória ao Congresso, propondo reajuste de 4,5%. “Queremos saber do ministro da Fazenda o tamanho dessa crise econômica e verificar se há margem de negociação”, disse o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE).

Foi Lula quem aconselhou Dilma a ouvir o PMDB, negociar com Cunha e a matar “dois coelhos com uma só cajadada”, fazendo com que o armistício seja pelas mãos de Temer.

O vice-presidente está isolado e não participa das reuniões do chamado G-6, grupo composto por seis ministros do PT que semanalmente se reúne com Dilma para avaliar as estratégias do governo. A presidente quer fazer um gesto pedindo ajuda de Temer para enfrentar a crise.

Lista de Janot. Na semana em que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, promete enviar ao Supremo Tribunal Federal pedido de investigação de políticos citados pela Operação Lava Jato no esquema de corrupção na Petrobrás, Lula desembarcará em Brasília disposto a articular a defesa do governo e do PT. Na quarta-feira, véspera da instalação da CPI da Petrobrás, Lula jantará com senadores petistas. Além disso, pretende se reunir com Temer, Renan e Eunício.

O governo está preocupado com a “lista de Janot”, que deve atingir deputados e senadores de partidos da base aliada, como PT, PMDB e PP, mas tenta desviar o foco, apontando o dedo para a oposição. Na sexta-feira, Dilma seguiu a estratégia combinada com seu núcleo duro e disse que a corrupção na estatal foi ignorada no governo Fernando Henrique Cardoso, do PSDB. O ex-presidente reagiu, afirmando que ela lançara mão de uma tática “infamante”.

“Nós vamos entrar na guerra contra os que tentam nos empurrar para o corner”, disse Jorge Viana (PT-AC), vice-presidente do Senado que será anfitrião do jantar com Lula.

Na tentativa de criar uma “agenda positiva”, Dilma anunciará, na quinta-feira, novas regras para o regime Simples. Depois virão o pacote anticorrupção, o Plano Brasil Exportador, a terceira etapa do Minha Casa Minha Vida e o Mais Especialidades. Tudo acompanhado por mais viagens e entrevistas. No diagnóstico de Lula, Dilma só vai superar a turbulência com a tática “olho no olho”.

Estadão

 

Caixa aceita negociar dívidas de empresas com o FGTS

caixaO Diário Oficial da União publicou nesta sexta-feira (3) a Circular 662, da Caixa Econômica Federal (CEF), que define critérios e procedimentos operacionais para renegociação de dívidas de Pessoas Jurídicas (empresas e cooperativas) com o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) nas áreas de habitação, saneamento e infraestrutura.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Para tanto, informa a circular, o agente devedor deverá formalizar junto à gerência de filial do FGTS de sua vinculação a intenção de renegociar suas dívidas, indicando o rol de garantias a serem oferecidas, para que o agente operador promova seu enquadramento nas condições da circular. A CEF informou que o Conselho Curador do FGTS não estabeleceu um valor que servirá como teto para a operação.

Haverá, em caso de atraso no pagamento de encargos, atualização monetária, com base no índice de atualização dos saldos das contas vinculadas do FGTS, acrescida de juros contratados apurados em proporção ao dia da data de vencimento dos encargos.

A apuração do valor da dívida vencida para liquidação ou renegociação é feita com base nas condições contratuais, considerando o período entre a da data do vencimento, inclusive, e a data da renegociação, indica a circular.

 

Brasil Econômico/Marcela Beltrão