Arquivo da tag: nasce

Porco nasce com tromba de elefante no Sertão paraibano

porcoO marchante José Venceslau da Silva, proprietário de pequeno sítio, localizado nas proximidades da zona urbana da cidade de Conceição, tomou um susto quando viu um filhote, que uma das porcas do seu rebanho pariu. O porquinho nasceu com uma anomalia, com uma tromba de elefante. Pouco tempo depois de nascer, o filhote morreu, ainda com o cordão umbilical.

Segundo o marchante, quando ele foi verificar o nascimento dos animais, no início da manhã deste domingo (28), percebeu que um dos oitos porcos, nasceu com focinho diferente. O animal tinha tromba igual a de um elefante e semelhança com um rinoceronte.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

No entanto, como o porquinho nasceu com a boca fechada, morreu em seguida.

porco 3

MaisPB com Vale do Piancó Notíciais

Acidente mata grávida e marido, mas bebê nasce com o impacto e é salvo

Acidente mata grávida e marido, mas bebê nasce com o impacto e é salvo em Goiânia, Goiás (Foto: Divulgação/Ag. Mais)Casal estava em um motocicleta que foi atropelada por caminhão (Foto: Divulgação/Ag. Mais)

O casal Vladimir Lopes Oliveira, de 30 anos, e Antônia Dulcimar Batista, de 28, morreu após a motocicleta em que estavam ser atropelada por um caminhão desgovernado na manhã desta terça-feira (4), no Residencial Cidade Verde em Goiânia. Grávida, a mulher morreu na hora. No entanto, a criança nasceu no local do acidente e sobreviveu. Encaminhada ao Hospital Materno Infantil, a menina ainda faz exames, mas a unidade informou que ela passa bem.

Segundo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (Samu), o bebê nasceu com o impacto da colisão. “Não é normal. Só por Deus que a criança sobreviveu”, afirmou o operador de frotas do Samu, Allan Rodrigues da Silva.

Diferentemente da versão apresentada pelo Samu, o sargento Idevandir Antônio da Silva, do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, informou que um socorrista do Samu ajudou a retirar o bebê da barriga da mulher. Entretanto, o Samu não confirma a informação. Conforme os socorristas, a vítima aparentava estar no 8º mês de gestação.

A equipe que atendeu a criança no hospital informou que o recém-nascido sofreu uma fratura na clavícula e outra na testa, mas não corre risco de morte e nem precisou ser levada para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Pai da criança, o condutor da motocicleta, chegou a ser socorrido consciente e levado ao Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). No entanto, ele morreu durante procedimento cirúrgico na unidade de saúde.

Acidente
De acordo com a Polícia Militar, a motocicleta estava parada na frente de uma carreta no semáforo da Avenida Santa Maria, no Residencial Cidade Verde. Segundo o sargento do Batalhão de Trânsito, outro caminhão seguia em alta velocidade, não conseguiu parar a tempo e bateu na traseira da carreta, que acabou atropelando o casal.

O caminhoneiro que causou o acidente, de 36 anos, fugiu, mas voltou ao local da colisão com um advogado. Segundo o sargento, ele foi orientado a se apresentar na Delegacia Especializada em Investigações de Crimes de Trânsito de Goiânia (Dict).

Investigação
O caminhoneiro prestou depoimento no final da manhã na Dict. Segundo a delegada Silvana Nunes Ferreira, ele alegou que houve falha mecânica nos freios. “Vamos abrir inquérito para averiguar se realmente houve problema mecânico ou se ele foi imprudente. Vamos analisar as circunstâncias e pegar os registros dos radares instalados na via”, explicou.

O motorista não ficará detido porque se apresentou espontaneamente à Polícia Civil. O teste de bafômetro apontou que ele não estava embriagado.

 

G1

Nasce terceira via contra Ricardo e Veneziano em 2014

O ministro das Cidades e deputado federal licenciado, Aguinaldo Ribeiro (PP), revelou nesta sexta-feira (11) a formação de uma terceira força política que trabalha para enfrentar o governador Ricardo Coutinho (PSB) e o ex-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital (PMDB), na disputa pelo Governo do Estado em 2014. A aliança já estaria sendo selada entre o PP, PSC e PT.

Aguinaldo não quis revelar os nomes indicados pela aliança para disputar as eleições de 2014, mas deixou claro que legendas já visualizam o palanque para a disputa estadual.

Os líderes estaduais do partido já ensaiaram a aliança nas eleições de 2012, guando trabalharam para as legendas ficarem juntas em Campina Grande e João Pessoa, mas a proposta esbarrou na Justiça Eleitoral durante o pleito. Nas duas cidades, as direções municipais dos partidos tiveram posicionamento diferente. Em Campina Grande, o PT tentou ter candidatura própria, desautorizada, dias antes da eleição, pela Justiça que determinou aliança com a candidatura da deputada Daniella Ribeiro (PP) e o PSC teve como candidato o deputado Guilherme Almeida.

Em João Pessoa, o PSC teve Ítalo Kumamoto como candidato a vice na coligação de Cícero Lucena, apesar da orientação do partido, para que a aliança fosse feita com o PT que elegeu Luciano Cartaxo. O PP e PT estiveram juntos na Capital.

MaisPB

Nasce um bebê por hora nos EUA com sintomas de vício, diz estudo

A cada hora, nasce um bebê, nos Estados Unidos, com sintomas de dependência de opiáceos, segundo um estudo publicado na revista científica da “American Medical Association”.

Entre 1999 e 2009, triplicou o número de recém-nascidos com síndrome de abstinência no país, devido a um grande aumento na incidência de grávidas viciadas em substâncias legais e ilegais derivadas do ópio.

Segundo os autores do estudo, baseado em dados de mais de 4.000 hospitais, grande parte do problema é o vício em remédios para dor, entre eles oxicodona e codeína. Só em 2009, 13,5 mil bebês teriam nascido no país com síndrome de abstinência neonatal.

Vício

Logo após o nascimento, a bebê Savannah Dannelley teve de ficar internada na unidade neonatal de um hospital em Illinois, ligada a máquinas que monitoravam sua respiração e batimentos cardíacos.

Ela chorava muito, tinha diarreia e dificuldade de se alimentar, problemas típicos em bebês com abstinência. Alguns também têm problemas respiratórios, baixo peso e convulsões.

Sua mãe, Aileen, de 25 anos, parou de tomar analgésicos no início na gravidez, substituindo os remédios por metadona sob supervisão médica.

Agora, tanto ela como a bebê passam por um tratamento para combater o vício.

“É muito duro, todo dia, emocionalmente e fisicamente”, disse Aileen Dannelley à agência Associated Press.

Altos custos

Não se sabe ao certo quais são os impactos de longo prazo para a saúde de bebês que nascem com sintomas de dependência, mas reagem bem durante as primeiras semanas de vida.

Algumas pesquisas científicas, mas não todas, apontam um risco mais alto de problemas de desenvolvimento.

O que fica claro, segundo o novo estudo, é que os custos médicos são muito mais altos com bebês que nascem com o problema.

“Bebês com síndrome de abstinência neonatal precisam de hospitalizações iniciais mais longas, frequentemente mais complexas e mais custosas”, conclui o estudo.

Em média, um recém-nascido com sintomas de dependência passa 16 dias no hospital, comparado com apenas três para os demais bebês.

Para Stephen Patrick, um dos autores da pesquisa, “os opiáceos estão se tornando um grande problema nos Estados Unidos”.

Marie Hayes, da Universidade do Maine, diz que em 85% dos casos de bebês com síndrome de dependência, as mães eram viciadas em remédios normalmente vendidos com receita médica e, em poucos casos, as mães eram dependentes de heroína ou estavam tomando remédios por necessidade, após um acidente de carro, por exemplo.

Um editorial da revista que acompanha o estudo diz que enquanto “os opiáceos oferecem um controle de dor superior”, eles também tem sido “receitados de forma exagerada, desviados e vendidos ilegalmente, o que cria um novo caminho para o vício em opiáceos e um problema de saúde pública materna e infantil”.

paraibaurgente

Com rara condição genética, bebê nasce com 6 pernas

Médicos paquistaneses lutam para salvar a vida de um menino que nasceu com seis pernas devido a uma rara condição genética. Jamal Raza, diretor do Instituto Nacional de Saúde Infantil, em Karachi, afirma que o bebê nasceu há uma semana e está na unidade de tratamento intensivo (UTI). As informações são do site do jornal inglês The Daily Telegraph e da agência AFP.

Segundo o jornal, um médico do hospital que não quis se identificar afirma que o menino sofre de uma desordem genética que afeta um recém-nascido a cada 1 milhão ou mais. “Os médicos estão examinando a criança para planejar o tratamento necessário para salvar a vida do bebê e garantir que ele tenha uma vida normal”, diz nota oficial do governo.

Imran Shaikh, pai da criança, vive em Sukkur, 450 km ao norte de Karachi. “Somos uma família pobre. Estou grato pelo governo ajudar a tratar meu bebê”, diz à imprensa.

Terra