Arquivo da tag: nacional

Liderança nacional do PSDB referenda nome de Cássio para vice do Senado: “Estaríamos bem representados”

senador-paulo-roberto-bauerO senador Paulo Roberto Bauer (PSDB-SC) – que liderou a bancada tucana no segundo semestre de 2016 no Senado – referendou, nessa terça-feira (10), o nome do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) para a vice-presidência do Senado. Ao Blog do Gordinho, Paulo Bauer declarou que a bancada tucana estaria bem representada através do paraibano. A informação de que o PSDB vai indicar o nome para vice-presidente do Senado com o nome Cássio como o mais cotado para assumir o cargo foi antecipada pelo Blog do Gordinho na semana passada.

“Sem dúvidas nenhuma um dos grandes nomes que o PSDB tem é o do senador Cássio Cunha Lima, que foi um grande líder, é um nome histórico dentro do partido, tem uma biografia política bastante consistente e importante. Por isso ele é um dos nomes, mas sem dúvida se destaca, e se aceitar, e a bancada decidir pelo nome dele, nos estaríamos muito bem representado na Mesa Diretora”, disse.

Segundo ele, pela regra, o partido de maior representatividade indica o nome para a presidência da Casa, o que ficaria a cargo do PMDB. O PSDB tradicionalmente ocupou a primeira-secretaria, terceiro cargo mais relevante. O senador afirmou também que, sendo a partir do próximo mês a bancada com o segundo maior número de integrantes, o partido garante a condição de pleitear a segunda posição mais importante do Senado.

O PMDB ainda não se posicionou formalmente, mas a indicação da legenda gira em torno do senador Eunício Oliveira (PMDB-CE). O PSDB trabalha para apoiar a candidatura de Eunício para presidência e vai defender que a vaga de vice seja ocupada pelo PSDB.

Apesar de ainda não ter ocorrido reuniões formais em torno de um nome para disputar a vaga de vice, o senador relevou que há comentários internos em favor de Cássio, mas que normalmente as decisões só são tomadas na semana anterior aos inícios dos trabalhos.

Paulo Bauer é vice-líder do PSDB e ocupou durante os últimos quatro meses o cargo de líder no Senador, com a licença médica do senador Cássio.

Blog do Gordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Dívida dos estados com o Tesouro Nacional soma quase R$ 470 bilhões

dividaO endividamento dos estados com a União soma hoje quase R$ 470 bilhões, de acordo com levantamento exclusivo feito pela Agência Brasil, com base em dados disponibilizados pelo Banco Central. As dívidas junto à administração direta são de quase R$ 464 bilhões e o restante se refere a débitos em aberto junto autarquias que dependem financeiramente da União, o que exclui os bancos públicos desta conta.

Atualmente, São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro são os principais devedores do Tesouro Nacional. Juntos, eles somam mais da metade do endividamento dos estados, com dívidas que somam R$ 350 bilhões. Já Tocantins, Rio Grande do Norte e Amapá são os estados menos endividados.

estados

Fonte: Instituições financeiras cadastradas no Cadip – Sistema de Registro de Operações de Crédito com o Setor Público. A tabela não inclui informações para a dívida externa, mobiliária e junto ao INSS, FGTS ou outras instituições não financeiras que não o Tesouro Nacional.

 

Agência Brasil

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Devido à crise nacional, Secretário descarta realização de concurso para as polícias em 2017

claudio-limaO secretário da Segurança Pública, Cláudio Lima descartou, durante entrevista ao Programa Rádio Verdade do Sistema Arapuan de Comunicação desta quarta-feira (28), a realização de concurso público para as polícias Civil e Militar em 2017. Ele justificou dizendo que ainda não foram chamados todos os aprovados do último concurso e que por isso a lei não permite a realização de outro processo semelhante e,  somando-se a isso, tem ainda a crise econômica e financeira que o País vem enfrentando.

Sobre os ataques a bancos, Cláudio Lima afirmou que a preservação da vida humana é mais importante do que as explosões a caixas eletrônicos que vêm acontecendo quase todos os dias na Paraíba. “Ninguém devolve a vida daquela empresária que foi assassinada durante um assalto em Campina Grande, por exemplo,”, destacou.

Com relação o combate às explosões de caixas eletrônicos, o secretário garantiu que a polícia vem fazendo a sua parte com a realização de investigações e a prisão de quadrilhas, o que, segundo ele, vem acontecendo com freqüência. “A gente prende bandido quase todos os dias”, garantiu Cláudio Lima ao destacar que o grande problema é que as quadrilhas estão migrando de um estado para outro.

Mais uma vez Cláudio Lima afirmou que os banqueiros têm uma parcela de culpa com relação às explosões dos caixas eletrônicos porque não implantam nenhum sistema de segurança ou tecnologia para impedir esse tipo de crime. “Já existem tecnologias em que no momento em que o caixa eletrônico é violado, um dispositivo é acionado e queima o numerário, mas que ainda não foi implantado pelos donos dos bancos, mesmo isso sendo lei”, disse o secretário.

Sobre o helicóptero, o secretário garantiu que a manutenção da aeronave já foi concluída e que esta esperando apenas que sejam feitos os últimos testes que serão realizados pela empresa responsável pela manutenção o que deverá acontecer no início de janeiro.

paraiba.com.br

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Calendário nacional de vacinação ganha novas vacinas para adolescentes de ambos os sexos

vacinaA partir do dia 2 de janeiro de 2017, as vacinas contra HPV para meninos com idade de 12 a 13 anos e Meningocócica C (protege contra meningite), para ambos os sexos, também com idade entre 12 e 13 anos, passam a fazer parte do calendário nacional de vacinação. A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio do Núcleo de Imunização, já distribuiu as doses para as Gerências Regionais de Saúde, que repassarão a todos os 223 municípios paraibanos.

Na Paraíba, o público-alvo para se vacinar contra HPV é formado por 72.637 meninos e de Meningocócica são 142.979 entre meninos e meninas. O objetivo da vacinação HPV para população do sexo masculino é prevenir os cânceres de pênis e verrugas genitais. Além disso, por serem os responsáveis pela transmissão dos vírus para as suas parceiras, ao receberem a vacina, os homens colaborarão com a redução da incidência do câncer de colo de útero e vulva nas mulheres, prevenindo também cânceres de boca, orofaringe, bem como verrugas genitais, em ambos os sexos.

A vacinação de adolescentes contra Meningocócica C proporcionará proteção direta impedindo o deslocamento do risco de doença para esses grupos etários, alcançando, ainda, o desejado efeito protetor da imunidade. “É bom que fique claro que não se trata de campanha de vacinação e sim de implantação de vacina na rotina do calendário do adolescente. É muito importante que os pais e responsáveis levem seus jovens para serem imunizados, evitando, assim que adquiram doenças que podem ser evitadas por meio destas vacinas”, disse a chefe do Núcleo de Imunização da SES, Isiane Queiroga.

As vacinas estarão disponívies em todas as Unidades de Saúde da Família a partir do dia 2 de janeiro de 2017.

Secom-PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

TV: Neto não sabe que avião caiu e pergunta sobre jogo contra o Nacional

Divulgação/Site oficial da Chapecoense
Divulgação/Site oficial da Chapecoense

O zagueiro Neto é o único dos quatro sobreviventes brasileiros da queda do avião da Lamia que não sabe do acidente. Segundo a TV Globo, o jogador perguntou diversas vezes neste sábado aos médicos que o tratam na Colômbia como foi a partida contra o Atlético Nacional (que seria a primeira da final da Copa Sul-Americana) e o que aconteceu com ele durante o jogo para estar tão ferido.

Os médicos, entretanto, evitaram entrar no assunto do acidente do avião por recomendação da psicóloga que acompanha a recuperação do jogador.

“Há uma recomendação da psicóloga para não dizer e assim evitar um choque emocional que seria prejudicial para a recuperação clínica neste momento. Estamos aguardando uma opinião mais avalizada”, afirmou Carlos Mendonça, médico da Chapecoense.

Neto voltou a respirar sem a ajuda de aparelhos neste sábado depois de nove dias dependendo de ventilação mecânica. 

“Conseguimos tirar ele da ventilação mecânica. Ele ainda é o paciente de UTI, que precisa de acompanhamento de hora em hora. As próximas 48 horas serão importantes para o Neto. Ele está há nove dias dependendo do ventilador. O pulmão dele precisa aprender a respirar sozinho. O pulmão desarmou. Ele evoluiu bem”, disse o médico Edson Stakonski durante entrevista coletiva.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

UFPB inicia II Encontro Nacional da Agroindústria em Bananeiras

cibelleNa noite dessa segunda-feira (5) , no Auditório Central do Centro de Ciências Humanas, Sociais e Agrárias, campus III – Bananeiras, aconteceu a sessão solene de abertura do II Encontro Nacional da Agroindústria, evento promovido pelo Centro Acadêmico do Bacharelado em Agroindústria.

Integraram a mesa de honra, o professor Aluísio Mario Lins Souto (foto), pró-reitor de Administração da Universidade Federal da Paraíba, na ocasião representando a magnífica reitora da UFPB professora Margareth de Fátima Formiga Melo Diniz, professora Terezinha Domiciano Dantas Martins, diretora do Centro de Ciências Humanas Sociais e Agrárias, professora Cybelle de Oliveira Dantas (foto), Presidente do II Encontro Nacional da Agroindústria, professor Carlos Marinho (foto), Presidente da Comissão Científica do evento, professor Anderson Ferreira Vilela, coordenador do curso de Agroindústria, e João Felipe Santiago Neto (foto), presidente do Centro Acadêmico do Bacharelado em Agroindústria.

Em seu discurso de abertura, o presidente da comissão científica do II ENAG, Carlos Marinho, falou sobre o crescimento em números alcançados nesta segunda edição do evento comemorando os novos feitos, novas parcerias, lançamentos e consolidando a união com a comunidade científica. Doutor Carlos Marinho também aproveitou a oportunidade para agradecer a todos os patrocinadores, apoiadores e em especial ao apoio do Instituto Bioeducação que propiciou a editoração e publicação do e-book, além da publicação dos 10 melhores artigos em edição especial da REVISTA BRASILEIRA DE INFORMAÇÕES CIENTÍFICAS.

O campus III da Universidade Federal da Paraíba (Bananeiras) sedia o evento entre os dias 05 e 08 de dezembro e de acordo com os organizadores, representados pelos professores da UFPB Carlos Marinho e Cybelle Dantas, pretende-se subsidiar debates científicos que contribuam para a formação de linhas de pesquisas ainda não muito exploradas e discutir aspectos da integração agroindustrial, seus desafios, a fim de buscar subsídios para políticas públicas.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Imprensa nacional atesta que a Paraíba tem superávit econômico em meio à crise nacional

dinheiroA imprensa nacional destacou, nesta sexta-feira (11), o desempenho da Paraíba entre o grupo de estados que estão com as finanças equilibradas diante do cenário de crise econômica nacional. Em levantamento feito pelo portal nacional de notícias G1, a Paraíba apresenta superávit financeiro de R$ 302 milhões, no cenário em que apenas sete unidades federativas apresentaram resultado positivo.

O cenário é ainda melhor ao incluir na conta o resultado líquido, descontando-se as dívidas acumuladas contraídas por cada estado. Mesmo diante dos pagamentos, a Paraíba apresenta saldo positivo de R$ 208 milhões. Com base nesse critério, os estados de Alagoas e Minas Gerais apresentam déficit, tornando a Paraíba um dos cinco estados a estarem com situação positiva.

Dentre os critérios avaliados pela equipe do G1, estão o corte de investimentos, o atraso nas obras já em andamento, o atraso de salários, a situação do caixa diante dos pagamentos do 13º salário, o atraso do pagamento a fornecedores ou a possibilidade de declaração de calamidade pública.

A pesquisa também atestou que a pedra no sapato dos orçamentos estaduais reside nos gastos com a Previdência, para o pagamento de servidores aposentados ou inativos. Apesar dos gastos da Paraíba superarem a marca de R$ 1 bilhão no quesito, o valor equivale a 22% do orçamento estadual, uma porcentagem abaixo da média nacional, 23%.

De acordo com o levantamento do G1, 16 estados mais o Distrito Federal cortaram investimentos nos últimos dois anos, 14 informaram  estão com obras paradas ou atrasadas por falta de dinheiro; oito com atrasos de salários de servidores; e 16 não pagaram em dia os fornecedores. A situação mais grave é a de seis estados que não garantem que haverá caixa para pagar o 13º dos funcionários neste ano.

Secom-PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

SBT fecha como vice-líder nacional de ibope pelo 11º mês consecutivo

silvio-santosDados exclusivos de audiência mostram que a emissora de Silvio Santos fechou outubro com 5,5 pontos de média, em segundo lugar isolado na Painel Nacional de Televisão. Foi o 11º mês consecutivo em que o SBT manteve o posto.

O PNT abrange as 15 principais regiões metropolitanas do país. A medição da Kantar Ibope, obtida pela coluna, contempla as 24 horas do dia.

Ainda que apenas nas casas decimais, o SBT deixou a Record em terceiro lugar (5,2 pontos). Ou seja, o SBT marcou cerca de 6% a mais que a rival no período. Curiosamente, uma das maiores audiências da emissora é justamente a do programa de seu dono, Silvio Santos, quase sempre registrando dois dígitos de ibope.

Na liderança segue imbatível a Globo, com 12,8 pontos.

A Band veio em quarto lugar, com apenas 1,4 ponto. E a RedeTV! em quinto, com 0,4 ponto.

Cada ponto no PNT equivale a cerca de 240 mil domicílios sintonizados, tendo cada domicílio uma média (estimada com base em dados do IBGE) de 3,3 habitantes.

Com uma programação baseada em novelas ou reprises de novelas à tarde, e produções muito mais baratas que as da Record, o SBT é a segunda emissora aberta mais vista no Brasil desde dezembro do ano passado.

twitter – @feltrinoficial

tvefamosos

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Encontro nacional reforça que desencarceramento é única solução ao sistema prisional

encontroCom a proposta comum de descontruir o punitivismo vigente na sociedade brasileira, 120 pessoas, de diferentes grupos que atuam pela promoção de direitos humanos, além de egressos do sistema penal e familiares de pessoas presas, participaram em 8 de outubro, na Casa de Oração do Povo da Rua, em São Paulo (SP), de um encontro de reflexão sobre a Agenda Nacional pelo Desencarceramento, que lançada em 2013 propõe, a partir de 10 diretrizes, o amplo desencarceramento no país e a desmilitarização das polícias.

As reflexões iniciais do encontro foram feitas em uma mesa-redonda, mediada por Paulo Cesar Malvezzi Filho, assessor jurídico da Pastoral Carcerária, da qual participaram o Padre Valdir João Silveira, coordenador nacional da Pastoral Carcerária; Débora Silva, do movimento Mães de Maio; e Monique Cruz, da ONG Justiça Global.

Ainda na primeira parte do evento, houve espaço para as falas de outras pessoas presentes. Chamou a atenção o relato dos familiares de presos que denunciaram a recorrência das práticas de revista vexatória nas visitas às unidades prisionais e falaram da revolta dos presos com as condições em que vivem; e o testemunho de egressos sobre a realidade perversa do ambiente prisional, com frequentes torturas físicas e psicológicas, seja em unidades geridas pelo Estado ou pela iniciativa privada por meio das PPP´s.

É urgente desencarcerar e desmilitarizar

Em sua reflexão inicial, Padre Valdir alertou para a urgente necessidade de desmilitarização das polícias, tendo em vista que segundo dados do 9º Anuário do Fórum de Segurança Pública, em média, três pessoas são vítimas da letalidade policial por hora. Nesse sentido, o Padre defendeu o fortalecimento da polícia comunitária, com vistas à promoção conjunta de políticas de segurança que respeitem a cidadania e os direitos humanos das minorias.

Ainda segundo Padre Valdir, atualmente a polícia atua pautada em estereótipos para a resolução de conflitos, o que leva à criminalização da pobreza, uma vez que são alvos principais da ação policial os jovens, negros e periféricos.

No que se refere à expansão da população carcerária no Brasil, hoje próxima a 700 mil pessoas, Padre Valdir enfatizou que a atual política de guerra às drogas jogou o país em um cenário de violência sistêmica contra as classes menos favorecidas, causando morte e o aumento da população carcerária.

O Padre falou ainda dos efeitos nocivos da criminalização das drogas e rebateu a ideia de que legalizá-las levaria a uma escalada no consumo. Para ele, o aumento da criminalidade, comumente apresentado como consequência do consumo de drogas ilícitas, é na realidade resultante do efeito da própria criminalização das drogas, sendo o atual proibicionismo a mola propulsora do encarceramento em massa e do fortalecimento violento das ações policiais.

Em resumo, no entender do coordenador nacional da PCr, o Estado deve abrir mão da repressão penal, que é uma solução enganosa, para valer-se de mecanismos alternativos para o tratamento da questão das drogas.

Também Monique Cruz, da Justiça Global, afirmou que a ONG é contrária a qualquer tipo de criminalização das drogas, seja do usuário, seja da própria substância. “A proibição de drogas

não diminui o consumo, ao contrário, permite que crianças estejam relacionadas a esse mercado, então, cria-se um mercado ilegal no qual circula muito dinheiro”, afirmou.

Ainda segundo Monique, existe um discurso socialmente construído de que a pessoa presa deve ser sempre tratada como inimiga, não merecendo ter a sua dignidade respeitada pela polícia, pelo judiciário ou sequer pelos serviços de saúde quando precisa.

Débora da Silva, das Mães de Maio, também lamentou a recorrente truculência das ações policiais, e nesse sentido disse ser indispensável a desmilitarização das polícias. Pediu, ainda, que o Ministério Público dê especial atenção às denúncias que são feitas pelos familiares dos presos e não tenham subserviência aos tribunais de justiça.

Para o Padre Gianfranco Graziola, vice-coordenador nacional da Pastoral Carcerária, é preciso combater as causas do encarceramento em massa. “Tem a questão da droga, tem a questão de hoje se conceber a sociedade como um quartel, com a militarização não só da polícia, mas do Estado, do Judiciário, de todo um sistema”, avaliou, lamentando, ainda, que “os poderes públicos constituídos não são democráticos e não querem quebrar o paradigma, mas nós continuamos a bater na porta deles para dizer que não concordamos com isso”.

Como mudar essa realidade?

Na segunda parte do encontro, divididos em grupos, os participantes discutiram sobre como articular uma mobilização antipunitivista na sociedade brasileira, a partir do fortalecimento das lutas locais e nacionais e da mobilização de outras pessoas e coletivos para que se juntem na luta pelo desencarceramento e pela desmilitarização das polícias.

Dentre as muitas sugestões apresentadas, que não são deliberações finais, estão um foco inicial maior na luta pelo desencarceramento dos presos provisórios (hoje mais de 40% do total de pessoas encarceradas); mapear todas as entidades e grupos nos estados que dialogam com a questão do desencarceramento; elaboração de agendas específicas em cada estado para somar às propostas da Agenda Nacional de Desencarceramento; criação de grupos de trabalho em diferentes áreas do saber sobre o tema; divulgar a agenda a partir de ferramentas de artes, como forma para a crítica do encarceramento em massa; instigar a criação de uma frente parlamentar para pautar o desencarceramento junto a deputados e senadores; e tornar a data de 2 de outubro como o Dia Nacional de Luta pelo Desencarceramento.

Outras sugestões foram apresentadas por quase a totalidade dos grupos: ouvir sempre o que os familiares dos presos, os encarcerados e os egressos têm a dizer sobre as políticas prisionais no país; tornar a linguagem da atual agenda mais simples, mais popular e menos técnica, para que seja compreendida por um número maior de pessoas; fortalecer a temática do desencarceramento nas mídias sociais dos diferentes coletivos; criar uma rede de comunicação (por e-mail ou mídia social) para circular informações sobre o tema e voltar a fazer um encontro nacional sobre a temática em 2017, em outra cidade do país.

O encontro de 8 de outubro, em São Paulo, foi articulado pela Pastoral Carcerária, movimento Mães de Maio, Justiça Global, Ação Educativa, Associação Juízes para a Democracia (AJD), IBCCRIM, Margens Clínicas, Centro de Direitos Humanos do Sapopemba, Sociedade Maranhense de Direitos Humanos, Comissão Pastoral da Terra (CPT), Conselho Indigenista Missionário (CIMI), assessoria da Comissão Caridade, Justiça e Paz da CNBB, Fala Guerreira, Centro Santos Dias de Direitos Humanos, Amparar, Instituto Terra, Trabalho,

Cidadania (ITTC), Instituto Práxis de Direitos Humanos, Cáritas Brasileira, Instituto Paulista de Juventude (IPJ), Pastoral da Juventude Nacional, Pastoral Operária Nacional, Grupo de Amigos e Familiares de pessoas presas de Belo Horizonte, Pastoral do Povo de Rua, LEAP Brasil, Mecanismo de Combate e Prevenção à Tortura do Rio de Janeiro, Pastoral do Menor Nacional, Grupo Elas Existem, Casa Viviane, Centro de Juventude Anchietanum, Associação Nacional de Travestis e Transexuais, Coletivo DAR, Rede Brasileira de Centros e Institutos de Juventude, Programa Magis Brasil – Jesuítas, Casa Viviane, entre outras organizações.

Por Assessoria de Imprensa da Pastoral Carcerária Nacional

(Daniel Gomes, Edcarlos Bispo e Marcelo Naves)

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Mais de 132 mil pessoas já passaram pelo Santuário Nacional de Aparecida

Eduardo Saraiva/A2IMG
Eduardo Saraiva/A2IMG

Pelo menos 132 mil pessoas estiveram no Santuário Nacional de Aparecida, no Vale do Paraíba, em São Paulo, até o horário das 13h desta quarta-feira (12), feriado nacional da padroeira do Brasil.

A contagem parcial de peregrinos foi divulgada pela assessoria de imprensa do santuário. Desta forma, deve ser superada a previsão inicial de que 167 mil devotos passassem pelo local durante todo o dia de celebração. No ano passado, 151 mil pessoas passaram pelo santuário. A contagem final de devotos neste ano só deverá ser divulgada às 11h de quinta-feira (13).

Ao longo do dia, já foram realizadas seis missas –uma delas, a missa solene presidida por dom Raymundo Damasceno Assis, teve com lotação máxima, aproximadamente 30 mil pessoas.

A missa de encerramento será realizada às 19h, presidida pelo reitor do santuário, João Batista. Antes haverá a procissão com a imagem de Nossa Senhora de Aparecida, que deve percorrer 1km das ruas da cidade até voltar à igreja.

Para a partir das 21h, estão programados shows de Renato Teixeira, Gino e Geno, Rio Negro e Solimões e o cantor Rick Sollo.

Leonardo Benassatto/Futura Press/Futura Press/Estadão Conteúdo

Fieis rezam no Salão das Velas, um dos pontos de grande visitação na Basília Nacional de Aparecida

Não há espaço para circulação dentro do templo, corredores estão lotados e muita gente se aperta nas entradas para conseguir ao menos enxergar uma das centenas de telas que transmitem ao vivo a celebração.

Milhares de peregrinos estão utilizando o acostamento da rodovia Presidente Dutra como o principal acesso ao templo religioso. Na região do Vale do Paraíba o tráfego está carregado. Não há uma estimativa oficial do número de romeiros a pé que chegam a Aparecida.

Aloisio Mauricio/Fotoarena/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Fiéis rezam na Basílica de Nossa Senhora Aparecida nesta quarta-feira (12)

Segundo a assessoria de imprensa da Basílica, a previsão é que outubro supere um milhão de visitantes –como já ocorreu em 2015 com os 1.165 milhão de pessoas que passaram pelo santuário.

Dario Oliveira/Código19/Estadão Conteúdo

Peregrinos celebramo feriado no Santuário Nacional, na cidade de Aparecida, no interior de São Paulo

Para o ano que vem, são esperados números ainda maiores em função das comemorações dos 300 anos da descoberta da imagem da santa por três pescadores no rio Paraíba do Sul.

Luciano Claudino/Código19/Estadão Conteúdo

Fiéis participam de missa em frente à Catedral de Campinas, no interior de São Paulo, em homenagem ao dia de Nossa Senhora de Aparecida, na manhã desta quarta-feira (12)

Na capital paulista, o feriado da padroeira é celebrado com uma missa solene no Vale do Anhangabaú, na região central, presidida pelo cardeal Odilo Pedro Scherer, arcebispo metropolitano de São Paulo. (Com Estadão Conteúdo)

Marivaldo Oliveira/Código19/Estadão Conteúdo

Movimentação de fiéis na tradicional celebração do Dia de Nossa Senhora de Aparecida, a padroeira do Brasil, no Santuário Nacional, na cidade de Aparecida

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br