Arquivo da tag: nacional

Brasileirão Série C: Náutico vence o Sampaio Correia e conquista o primeiro título nacional da história

O Clube Náutico Capibaribe conquistou o seu primeiro título nacional da história. Em jogo frenético, após vencer o jogo de ida por 3 a 1, o alvirrubro pernambuco empatou em 2 a 2 neste domingo com o Sampaio Correia, no estádio Castelão, em São Luís, Maranhão e levantou a taça.

Sobre o jogo – Com a necessidade de fazer pelo menos dois gols de diferença, o Sampaio Corrêa se lançou ao ataque desde o primeiro minuto e abriu o placar aos 13, quando Everton recebeu pela direita, cortou para o meio e bateu de canhota. A bola quicou no gramado e enganou o goleiro Jefferson. 1 a 0.

No minuto 23, Esquerdinha cruzou na área e Paulo Sérgio cabeceou livre. Jefferson, dessa vez, salvou o Náutico. Quando o placar marcava 29 jogados, Eloir chutou de longe e o goleiro do Timbu espalmou. Ainda deu tempo de Esquerdinha driblar Hereda e cair na área. O Sampaio reclamou demais de pênalti, mas o juiz mandou seguir.

Segundo tempo – O Sampaio Corrêa foi para cima em busca da reação, mas recebeu uma ducha d’água fria aos seis minutos. Jean Carlos cobrou escanteio e Álvaro marcou para o Timbu. O gol fez com que os donos da casa tivessem que marcar mais dois para levar aos pênaltis.

Desanimado, o Sampaio viu o Náutico passar a controlar a partida. No minuto 16, Salatiel fez jogada individual e ficou cara a cara com Jefferson, mas parou no goleiro. Quando o placar marcava 26, outra excelente defesa de Jefferson em cabeceio contra de Eloir.

O Sampaio Corrêa só assustou efetivamente no minuto 36, quando Eloir, agora a favor, mandou uma bomba na trave. Pouco tempo depois, Esquerdinha foi até a linha de fundo e cruzou para Salatiel, sozinho, empurrar e manter vivo o sonho do título. Só que viria outra frustração.

Com 39 jogados, o Náutico se aproveitou da empolgação do Sampaio e marcou com Matheus Carvalho em contra-ataque, garantindo a taça da Série C. No fim, houve uma confusão generalizada e expulsão de Diego, dos visitantes. Nada que tenha apagado o título do Timbu.

 

_
Portal WSCOM

 

 

Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo começa segunda-feira

Em parceria com os governos estaduais, distrital e municipais, o Ministério da Saúde inicia, na próxima segunda-feira (7), a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo. Na primeira fase, que vai até o dia 25 de outubro, o público-alvo serão as crianças com idade entre 6 meses e 4 anos e 29 dias.

A segunda etapa, de 18 a 30 de novembro, terá foco na população com idade entre 20 e 29 anos. Em entrevista coletiva, o ministro titular da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse que a prioridade para este grupo justifica-se porque, como provavelmente não receberam a segunda dose da vacina, seus filhos acabam apresentando um sistema imunológico mais vulnerável à doença. Além dos dois períodos, a campanha também destaca o dia 19 de outubro como o Dia D, para mobilização nacional.

Levantamento do governo federal mostra que, até o dia 28 de agosto, 5.404 casos de sarampo foram confirmados em todo o país. Além disso, houve o registro de seis óbitos, sendo quatro deles de pacientes menores de 1 ano.

A unidade federativa com maior incidência é São Paulo (15,11 a cada 100 mil habitantes), que concentra 97% dos casos e é seguida por Bahia (6,64) e Sergipe (5,86). Embora apresente índice de 0,21, o Pará preocupa, devido à sua cobertura vacinal, que é, atualmente, de 76%, disse Mandetta. O Amapá apresenta a segunda cobertura mais baixa, de 77%, perdendo para a Bahia, com 80%, e o Maranhão e o Piauí, ambos com 83%.

De acordo com informações da pasta, foram adquiridos, para este ano, 60,2 milhões de doses da vacina tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola. Para o ano que vem, a encomenda foi de 65,4 milhões de doses.

Em 2020, o ministério dará continuidade à campanha. A imunização será dividida em três etapas e incluirá pessoas com idade de 50 a 59 anos. Ao todo, espera-se que a vacinação atinja 39 milhões de brasileiros, que equivalem a 20% da população.

“Nós sabemos que as crianças de 6 meses a 1 ano de idade são as que respondem clinicamente pior ao sarampo. Acabam desenvolvendo um quadro de pneumonia muito grave, e os óbitos acabam tendo uma prevalência maior nessa faixa etária. Então, o clássico é vacinar aos 12 meses e aos 15 meses. Quem fez isso com seus filhos abaixo de 5 anos fez o correto, a criança está coberta e não há necessidade de aplicar mais uma dose. Aqueles que só deram uma dose aos 12 meses e não deram a segunda devem ir agora para fazer a segunda dose, porque uma dose só não dá sistema imunológico competente para enfrentar um surto de sarampo”, afirmou o ministro.

“O que é a novidade à qual as pessoas devem estar atentas? De 6 meses a 1 ano, quando não era recomendada a primeira dose, estamos fazendo a chamada dose 0. Vacinar os bebês e depois, aos 12 meses, fazer a dose regulamentar, como se fosse a primeira, e a segunda. Essas crianças a gente vai blindar mais, porque elas são as principais vítimas fatais do sarampo”, acrescentou, ressaltando que o governo está cogitando voltar a aplicar a vacina oral contra sarampo, que ficou vulgarmente conhecida como a “vacina de gotinha”.

 

Jornal do Brasil

 

 

Imprensa nacional aponta deputado Chió como defensor da Amazônia

O deputado estadual Chió (REDE-PB) foi listado pela imprensa nacional como defensor da Amazônia, ao cobrar ações pró-floresta “acima de discussões partidárias e ideológicas”.

Ao lado de deputados, senadores, prefeitos e vereadores de 14 legendas de todo o Brasil que fazem parte da Rede de Ação Política pela Sustentabilidade – RAPS, o parlamentar assinou o manifesto divulgado pela imprensa nacional, a exemplo da Folha de São Paulo, Diário de Pernambuco, entre outros jornais.

O manifesto foi entregue ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) no dia 28 de Agosto, chamando atenção do Brasil para “desatenção do governo federal” com a questão climática e pedindo prioridade para a discussão da Amazônia, acima de qualquer debate partidário e ideológico.

 “O mundo celebra neste 05 de Setembro, o dia da Amazônia. Precisamos unir o Brasil em torno de um debate de proteção da nossa floresta, que supere divergências políticas. Estamos falando da sobrevivência da planeta. Nada é mais importante que garantir a proteção de um bioma responsável direto pelo equilíbrio climático e ambiental em todo o mundo. Estamos pautando essa discussão na Paraíba, através da Assembleia Legislativa”, destacou Chió.

Confira, na íntegra, o manifesto:

“Os acontecimentos recentes em relação à Amazônia colocaram no centro do debate nacional e internacional a política ambiental brasileira e sua importância para o desenvolvimento do país e para a estabilização do clima global.

Nós, líderes políticos eleitos, membros da Rede de Ação Política pela Sustentabilidade (RAPS), nos manifestamos em defesa da agenda climática, de sua emergência e da necessidade de que o tema, assim como a Amazônia, de interesse de toda a sociedade brasileira, ultrapasse discussões partidárias e ideológicas e seja tratado como prioridade por agentes políticos em distintas posições e esferas.

Ressaltamos, em especial, nossa preocupação com a desatenção do Governo Federal com a questão climática, expressa na diminuição de recursos para o combate efetivo às mudanças do clima, em alterações nas regras para licenciamento ambiental que o tornem mais brando, no crescimento do desmatamento e na desqualificação dos dados científicos sobre o assunto, no avanço de atividades econômicas em áreas de proteção e terras indígenas, nos embates diplomáticos que podem resultar, entre outros, em alterações no Fundo Amazônia e na redução dos espaços de diálogo sobre o tema envolvendo a sociedade civil e outros níveis de governo.

Reiteramos, ainda, nosso compromisso com essas ações, em defesa de um país mais justo, com mais oportunidade e qualidade de vida para todos, capaz de respeitar seus recursos naturais disponíveis e seus compromissos internacionais.”

 

Fonte: Ascom Deputado Estadual Chió (REDE/PB) com Ascom RAPS e Folha de São Paulo.

 

 

Nacional nega intervenção e alega ‘autodissolução’ no PSB da PB

A Direção Nacional do PSB negou, em nota enviada nesta segunda-feira (19), que o partido tenha promovido qualquer intervenção e justificou a medida aplicada devido a ‘autodissolução’, iniciada pelos próprios membros da sigla no estado.

Segundo a nota, o Diretório Estadual da Paraíba informou que 51% dos diretorianos renunciaram, o que implica a dissolução da direção partidária, como previsto no Artigo 24 do Estatuto do PSB.

O presidente nacional, Carlos Siqueira, informou que o PSB defende a unidade e o entendimento de suas lideranças na Paraíba e cobrou uma resposta objetiva do governador João Azevêdo sobre a reunião, prevista para acontecer nesta terça-feira (20).

“O convite formulado ao governador João Azevedo, em que pese a gravidade do quadro ainda não mereceu, infelizmente, uma resposta objetiva, no sentido de confirmá-lo ou de sugerir outra data para a realização do encontro já mencionado”, diz trecho da nota.

Nesta segunda, João Azevêdo alegou que não participará do encontro para debater o futuro do PSB devido a outros compromissos já agendados para o dia da reunião.

Confira a nota na íntegra:

A Direção Nacional do Partido Socialista Brasileiro – PSB recebeu na última sexta-feira (16) às 15:10 um comunicado oriundo do Diretório Estadual da Paraíba, no qual é informada sobre a renúncia de 51% de seus componentes.

O comunicado observa que, segundo a previsão do Artigo 24 do Estatuto do PSB, a renúncia de membros nessa proporção implica a dissolução da direção partidária. O caso em questão deve ser considerado, portanto, uma AUTODISSOLUÇÃO do Diretório Estadual, visto ser iniciativa de seus próprios membros.

Destaque-se que o Diretório Nacional não realizou qualquer tipo de ato no presente caso e, muito especialmente, NÃO PROMOVEU EM ABSOLUTO INTERVENÇÃO ALGUMA, conforme alguns veículos de imprensa e algumas lideranças locais chegaram a anunciar equivocadamente.

Em sentido diametralmente oposto, a presidência do PSB propôs ao governador João Azevedo e ao ex-governador Ricardo Coutinho um encontro para tratar desse quadro nesta terça-feira (20), uma vez que diante de qualquer conflito, o ideal é estabelecer o diálogo, para superar a situação da melhor forma possível.

Ao Diretório Nacional do PSB interessa, sob este aspecto, que a solução seja efetivamente encontrada e que ela coroe a preservação da UNIDADE PARTIDÁRIA o entendimento entre as lideranças na Paraíba.

Saliente-se que a solução de UNIDADE defendida pela Direção Nacional do PSB interessa ao povo da Paraíba como um todo, porque o partido tem liderado no Estado, assim como ocorreu na prefeitura de João Pessoa, um projeto político de excepcional qualidade, que se realizou em benefício dos que de fato necessitam de políticas públicas de Estado, como é o caso da saúde, da educação e da segurança pública.

O convite formulado ao governador João Azevedo, em que pese a gravidade do quadro ainda não mereceu, infelizmente, uma resposta objetiva, no sentido de confirmá-lo ou de sugerir outra data para a realização do encontro já mencionado.

A disposição da Direção Nacional se mantém, contudo, a mesma. Reiteramos, portanto, a conclamação às mais importantes lideranças da Paraíba ao diálogo produtivo, para o qual pode atuar como mediadora, visto ter convicção de que o legado do PSB no Estado e o sucesso que lograram as administrações socialistas devem estar acima de qualquer animosidade. 

MaisPB

 

 

Secretário Nacional de Segurança vem à Paraíba participar do iBRASJUS

O secretário nacional de Segurança Pública, General Guilherme Cals Theophilo Gaspar de Oliveira, estará na Paraíba no dia 27 de agosto para participar do iBRASJUS Fórum 2019. O evento começa no dia 26 e segue até 28 no Centro Cultural Ariano Suassuna, no Tribunal de Contas da Paraíba (TCE-PB), em João Pessoa. O general abrirá o segundo dia do fórum falando sobre ‘Crime organizado e os seus reflexos na sociedade’. O primeiro dia do evento será aberto pelo vice-procurador-geral da República, Luciano Mariz Maia. A programação completa pode ser conferida no https://forum2019.ibrasjus.org/programacao

Além do secretário nacional de Segurança Pública, o segundo dia do IBRASJUS Fórum 2019 contará com a participação do ex-secretário Nacional e consultor em Segurança Pública, Coronel José Vicente da Silva Filho, e do promotor de Justiça de São Paulo, Lincoln Gakiya. Eles também participarão do primeiro debate do dia que tratará sobre crime organizado e que terá a coordenação do delegado da Polícia Civil da Paraíba, Ragner Magalhães.

Sistema Prisional Brasileiro: desafios e soluções

O ‘Sistema Prisional Brasileiro: desafios e soluções’ é outro tema importante que estará na mesa de debates do iBRASJUS Fórum 2019 ainda na manhã da terça-feira. Dentro da cartela de especialistas renomados para discutir o assunto estão o secretário da Justiça e Cidadania de Santa Catarina, Leandro Antônio Soares Lima, e o diretor de Inteligência Penitenciária do Departamento Penitenciário Nacional, Washington Clarck dos Santos. Esse painel terá a coordenação do tenente-coronel da Polícia Militar da Paraíba e doutor em Ciências Jurídicas, Arnaldo Sobrinho.

O iBRASJUS FÓRUM 2019 vai reunir alguns dos melhores nomes das áreas de segurança e justiça no Brasil com o intuito de apresentar propostas de soluções para prevenir e reduzir os vários tipos de violência praticados no país e fortalecer a segurança.

O evento é uma iniciativa do Instituto Brasileiro de Segurança e Justiça e tem por finalidade fomentar o diálogo e o debate sobre questões que vêm afetando a qualidade de vida da população, produzindo violência, medo e insegurança, além de comprometer o processo de desenvolvimento econômico, social e civilizatório da nação brasileira.

Confira mais detalhes da programação do 2º dia do iBRASJUS Fórum 2019

Painel 5 – A Tecnologia como Instrumento de Governança, Gestão e de Potencialização da Capacidade Operativa do Sistema de Justiça Criminal

Coronel Alfredo Deak Júnior – Diretor de Justiça e Segurança Pública da Microsoft na América Latina

Aline Lobato – Professora Doutora em Psicologia Investigativa/UEPB e vice-presidente executiva do iBRASJUS

Cel PM Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior – Comandante-Geral da Polícia Militar do Estado de Santa Catarina e presidente do Conselho Nacional de Comandantes-Gerais das Polícias e Bombeiros Militares do Brasil

Douglas Prehl – Diretor de Segurança do Banco Santander

Coordenador: Humberto de Sá Garay – Consultor em Inteligência e Defesa da Dígitro Tecnologia S/A e sócio fundador do iBRASJUS

Painel 6 – Controle de Fronteiras no Brasil: desafios e riscos

General de Divisão Ivan Ferreira Neiva Filho – Chefe do Escritório de Projetos do Exército Brasileiro

Coronel Aristóteles Martins Rocha – Subchefe do Estado-Maior do Comando Militar do Sudeste do Exército Brasileiro

Rafael Francisco França – Delegado da Polícia Federal, chefe do Serviço de Operações Especiais de Fronteiras-SOESF/DICOR/PF e sócio fundador do iBRASJUS

Coordenador: Marcílio Toscano Franca Filho – Procurador do Ministério Público de Contas do TCE/PB, professor da UFPB, professor visitante da Universidade de Turim (Itália) e sócio fundador do iBRASJUS

Música e Cultura

– Lançamento dos Livros:

• CRIME.GOV – Quando corrupção e governo se misturam

Autores: Jorge Pontes e Márcio Anselmo

• CONTROLE DE FRONTEIRAS NO BRASIL

Autor: Rafael Francisco França

– Apresentação Musical

 

 

Assessoria

 

 

Em nota, PSB nacional diz que declaração de Bolsonaro “beira o racismo”

As declarações feitas pelo presidente da República Jair Bolsonaro na última sexta-feira (19) durante um café da manhã com jornalistas continuam ecoando. A repercussão negativa fez com que políticos, artistas e líderes partidários, além da população, se avaliasse com preconceituosa a fala do Chefe do Executivo Nacional.

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, usou as redes sociais para expor uma nota de repúdio da sigla contra as declarações do presidente da República.

No café da manhã com jornalistas, sem saber que seu microfone estava ligado, Bolsonaro, em conversa com o ministro Onyx Lorenzoni afirmou: “Daqueles governadores de ‘paraíba’, o pior é o do Maranhão. Não tem que ter nada com esse cara”.

Em nota, o PSB disse que Bolsonaro mostrou “desapreço pelo povo nordestino como um todo” e que sua declaração “beira o racismo”.

Confira nota do Partido Socialista Brasileiro na íntegra:

NOTA DE REPÚDIO | O Partido Socialista Brasileiro – PSB externa o mais amplo repúdio em relação aos recentes comentários do Exmo. Sr. presidente da República, que demonstraram não apenas desapreço pelo povo nordestino como um todo, mas especialmente uma sorte de preconceito que beira o racismo, algo completamente incompatível com a função que exerce. Nesse contexto, que só pode entristecer um país tão acolhedor como é o Brasil, em que pesem as imensas e históricas dificuldades sociais e econômicas, cabe desagravo particular ao Exmo. Sr. governador do Maranhão, Flávio Dino, que foi alvo de uma tentativa de desqualificação, que o brilhantismo de seu governo afasta por completo. O PSB observa que à democracia e aos democratas não interessa em absoluto o divisionismo, que envenenou a história de muitos povos na história contemporânea e que, consequentemente, deve ser combatido onde ele se apresente entre nós. Carlos Siqueira, presidente nacional do Partido Socialista Brasileiro – PSB

 

PB Agora

 

 

Política nacional e requerimentos são destaques durante sessão na Câmara de Solânea

A última sessão da Câmara Municipal de Solânea teve debate acalorado sobre a política nacional. Os vereadores Josenildo Costa, Márcio Prudêncio e Flávio Evaristo travaram um amplo debate sobre o atual governo federal e as demandas nacionais que continuam afligindo até mesmo os solanenses.

Questões como o Programa Mais Médicos foi debatido nos âmbitos da atuação do governo do PT e da decisão do atual presidente em cortar o programa no país. Os vereadores Jucian e Júnior Melo, foram outros parlamentares que também entraram no debate. (você pode ver como foi a sessão do facebook da Câmara)

Requerimentos

O vereador Flávio Evaristo apresentou um requerimento solicitando a aquisição de veículos permanentes para auxílio das equipes do Caps e Nasf. Segundo o parlamentar, a proposta atende ao pedido feito pelas equipes de trabalho desses setores para que possam prestar um serviço mais ágil e eficiente aos solanenses. “Nosso requerimento vem atender os pedidos desses prestadores de serviço durante nossas visitas a essas unidades, acredito que é um pedido justo e que em breve seremos atendidos”, destacou Flávio.

Márcio Prudêncio celebrou durante a sessão ordinária a aprovação de seu requerimento que propõe a construção de casas populares no terreno que seria destinado ao presídio estadual. “Não é por uma casa, é por dignidade. Moradia é uma área que merece toda atenção por parte dos gestores e Kayser Rocha tem nosso apoio na busca por recursos que permitam a construção de um complexo habitacional digno para os solanenses”, destacou Márcio na tribuna.

Quem também teve seu requerimento aprovado, foi o vereador José Porfírio (Minininho). O parlamentar havia solicitado, junto a secretaria de serviços públicos, transporte e estradas, a implantação de redutores de velocidade na rua Santo Antônio, no conjunto Pe. Cícero.

Vale destacar também que foi aprovado o Projeto de Decreto Legislativo do vereador Flávio Evaristo, que concede o título de cidadão solanense ao Senhor Sandoval Pereira, mais conhecido na cidade por Sandoval Publicidade.

 

Ascom-CMS

 

 

“Prejuízos devastadores à ciência, economia e soberania nacional”, alertou o deputado Chió, sobre cortes na educação

Ao participar das manifestações de rua nesta quarta-feira, 15 de Maio, e de uma audiência pública, em João Pessoa, contra os cortes na educação, o deputado Estadual Chió (REDE) defendeu o envolvimento de todos os setores da sociedade, pela garantia do funcionamento das universidades públicas.

“O que está acontecendo é devastador. Além de afetar diretamente os estudantes, os professores, a pesquisa e a extensão, os prejuízos são imensos para a soberania nacional e para a economia de cidades que se desenvolveram com a chegada e o funcionamento das universidades, como por exemplo, Bananeiras, Cuité, Picuí, Pombal, Patos, entre outras”, alertou Chió (REDE).

De acordo com o parlamentar, as ruas deram um recado e a Assembleia Legislativa, através da Mesa Diretora se mobilizou e já viabiliza uma agenda com toda bancada Federal, para que as vozes de estudantes e professores das universidades e institutos federais paraibanos, ecoem em Brasília.

“Educação, assim como gestão pública, não é para qualquer um. Os impactos dessa visão equivocada de gestão, junto à educação, são incalculáveis. O Brasil precisa aumentar os investimentos públicos para que as instituições de ensino possam receber cada vez mais alunos advindos, em sua maioria, de famílias que dependem do salário mínimo para viver”, completou Chió.

Frente Parlamentar

Nesta semana, o deputado Chió (REDE), que é vice-presidente da Comissão de Educação, Cultura e Desportos da Assembleia Legislativa aprovou o Requerimento Nº 1.467/2019 para a constituição de uma Frente Parlamentar pelo Fortalecimento da UEPB, com o objetivo de discutir, propor e acompanhar ações relacionadas ao fortalecimento da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB).

 

Fonte: Ascom Dep. Estadual Chió (REDE) 

 

 

Professores da UEPB aderem à greve nacional da educação e definem segunda paralisação em maio

Contra a Reforma da previdência, os cortes de verbas na universidades e institutos federais e na UEPB e por reposição salarial já. Esta é a pauta dos professores da Universidade Estadual da Paraíba que justifica sua adesão à Greve Nacional da Educação, amanhã, 15/05, com concentração em Campina Grande na Praça da Bandeira a partir das 09h.

A decisão de paralisar foi tomada por unanimidade, numa assembleia geral da categoria, pela unanimidade dos participantes. Muitos docentes da UEPB estão convocando a população por suas redes sociais para a mobilização desta quarta-feira (15) Veja: https://www.instagram.com/p/Bxbag4ehcRi/

Os professores também aprovaram uma segunda paralisação para ainda esse mês, na Semana Nacional das Universidades Estaduais, entre 20 e 24/05, para a realização de um ato público em João Pessoa, para cobrar do governo do estado a abertura de diálogo com a Associação dos Docentes da UEPB – ADUEPB, para discussão da pauta da categoria.

Desde janeiro a ADUEPB solicita uma audiência ao Governo para a discussão da pauta salarial sem receber nenhuma resposta. Os professores ativos e aposentados acumulam uma perda de 30,74% em seus salários nos últimos cinco anos e estão com suas progressões de carreira congeladas por tempo indeterminado.

Deliberações

Além da adesão à greve nacional da educação, os professores da UEPB também decidiram realizar uma campanha de mídia para divulgar e valorizar o trabalho da categoria e a sua importância para a qualidade de vida da população paraibana.

Moções aprovadas:

A assembleia da ADUEPB também aprovou por unanimidade várias moções. A primeira é de solidariedade ao Professor David Lobão, que está ameaçado de processo por um vereador de Campina Grande.

A segunda, também de solidariedade aos alunos da Universidade de São Carlos que foram injustamente condenados a pagar uma indenização de R$ 50 mil por supostos danos materiais, como consequência pelos protestos contra o aumento do preço da refeição, em maio de 2018, numa clara perseguição a quem luta por direitos;

Uma terceira moção, de repúdio ao governo federal pelos cortes nas bolsas de Mestrados e Doutorados e a última de repúdio ao colégio eleitoral da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio) onde o Professor Ricardo Silva Cardoso, atual vice-reitor,  foi indicado como primeiro nome da lista tríplice para reitor, mesmo não participando da consulta eleitoral a comunidade acadêmica, desprezando assim o resultado  da referida consulta.

 

Redação com Aduepb

 

 

 

Botafogo-PB vence o Nacional e vai à final do Paraibano

O Botafogo-PB é finalista do Campeonato Paraibano. O time da Maravilha do Contorno se classificou para a decisão do Estadual após derrotar o Nacional de Patos pelo placar de 1 a 0. A partida aconteceu na tarde deste domingo (14) no Estádio Almeidão, em João Pessoa. O Belo já havia vencido o Canário do Sertão, em Patos, na última quarta-feira (10) pelo placar de 2 a 1. Agora, o Alvinegro da Estrela Vermelha encara o Campinense, que despachou o Atlético de Cajazeiras, na outra semifinal.

Precisando do resultado, o Nacional se lançou ao ataque logo no início da partida. E após uma boa trama, viu o goleiro Saulo fazer uma bela defesa e impedir que o placar fosse aberto. Após o susto, foi a vez do Belo levar perigo ao gol adversário em pelo menos três chances ainda nos dez minutos iniciais. Em um dos lances, Rogério acertou um forte chute de fora da área obrigando Geffson a fazer uma linda defesa.

Ainda no decorrer do primeiro tempo, as duas equipes continuaram em busca do primeiro gol. E foi o Belo que chegou mais perto. Aos 30 minutos, após boa jogada de Marcos Vinícius, o time chegou até a balançar as redes, mas o árbitro assinalou impedimento.

Assim como na primeira etapa, foi o Naça que deu as caras no início do segundo tempo. Logo no primeiro minuto, o goleiro Saulo foi novamente obrigado a fazer uma grande defesa.  Mas o susto ficou aí. Logo no minuto seguinte, Clayton recebeu um passe de Paulo Renê e estufou as redes do Almeidão.

E o Belo continuou pressionando. Aos quatro minutos, Paulo Renê encheu o pé e acertou o travessão.  E o camisa 30 do Botafogo permaneceu tentando deixar o seu. Aos oito minutos, ele acertou um chute no canto esquerdo do goleiro Geffson, que fez mais uma boa defesa. Apesar da insistência, a partida acabou mesmo em 1 a 0 para o time da casa.

A primeira partida da grande final do Paraibano já acontece nesta quarta-feira (17), em Campina Grande. Já no dia 23, Botafogo-PB e Campinense decidirão em João Pessoa, no Estádio Almeidão, quem será o campeão paraibano de 2019.

(Foto: Gabriel Botto)

portalcorreio