Arquivo da tag: Mundial

EUA têm recorde mundial de mortos por Covid-19 em um dia, com 1.169

Os Estados Unidos registraram 1.169 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, segundo contagem de referência realizada nesta quinta-feira (2) pela Universidade Johns Hopkins. Com esta cifra, o país teve o maior número de mortes em 24 horas, desde o início da pandemia, em todo o mundo.

O pico anterior para um dia aconteceu na Itália, onde 969 pessoas morreram em 27 de março. O país europeu somou mais de 13,9 mil mortos, enquanto a Espanha superou os 10 mil.

A contagem dos EUA foi baseada em dados colhidos entre quarta (1) e quinta-feira. Na manhã de sexta-feira (3) o país já registrava mais de 6 mil mortes e ao menos 245 mil casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus, segundo a Johns Hopkins.

Mais cuidados

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, recomendou na quinta-feira aos moradores da cidade cobrir o rosto quando estiverem em público, mesmo se for com uma máscara caseira.

“Quando se coloca a cobertura de rosto, todos são protegidos”, ele afirmou.

Na quarta-feira, o prefeito de Los Angeles, Eric Garcetti, já havia pedido para que os residentes da cidade usassem máscara quando estivessem em público.

1 milhão de casos no mundo

Também na quinta-feira, o número de casos confirmados de Covid-19 no mundo superou a marca de 1 milhão. O total de mortos pelo novo coronavírus Sars-Cov-2, passou dos 50 mil.

Os diagnósticos da nova doença explodiram no último mês: em 2 de março, o mundo registrava cerca de 92 mil casos. Ou seja, o número de registros de Covid-19 aumentou quase 1.000% em 31 dias.

Entretanto, o número real de casos pode ser bem maior porque nem todos são diagnosticados e reportados. Por isso, a Organização Mundial de Saúde (OMS) tem reforçado a necessidade de testar o máximo de pessoas possível.

Foto: Joe Raedle/Getty Images/AFP

G1

 

Dia Mundial da Atividade Física relembra a importância de se movimentar

O dia 6 de abril foi escolhido há anos como o Dia Mundial da Atividade Física. O objetivo é lembrar a todos que o sedentarismo é um alto fator de risco para a saúde. Desde 2002 por determinação da OMS (Organização Mundial da Saúde), vários países ao redor do mundo celebram esta data promovendo ações de impacto, tendo como foco dispersar a atenção da população para a importância de adotar um estilo de vida fisicamente mais ativo. O tema para o ano de 2020 é “Todo Passo Conta”, ressaltando que ninguém precisa de equipamentos especiais para se exercitar. É necessário apenas a disposição de abandonar a inatividade física; o combate ao sedentarismo é a estratégia número um na luta para diminuir a incidência das doenças crônicas não transmissíveis, por exemplo as doenças cardiovasculares e a diabetes.

Números do IBGE mostram que 47% dos brasileiros são sedentários. A OMS considera que 30 minutos de atividade física leve a moderada, cinco vezes por semana já são um ótimo começo para conseguir que os benefícios possam ser sentidos no organismo, no corpo e na mente das pessoas.

Se você está sedentário há algum tempo e tem receio de voltar a praticar alguma atividade física por não ter fôlego ou considerar não possuir disposição suficiente para isso, não se preocupe. Inicialmente você deve procurar uma atividade que lhe agrade e até convidar um amigo para participar. O profissional de Educação Física é a pessoa ideal para orientar sobre o assunto. Ficar parado é que não dá.

A atividade física pode ser definida como qualquer movimento corporal produzido pelos músculos esqueléticos que requerem gasto de energia, tais como: caminhadas, corrida, ciclismo, natação, dança, qualquer atividade esportiva e evidentemente a recreação, que podem ser realizadas em qualquer nível de habilidade e diversão.

Incorpore a atividade física no seu dia a dia. Ande até a padaria, desça um ponto antes da sua casa ou escola, suba e desça pelas escadas em vez de usar o elevador, saia para passear com cachorro, cuide do jardim, encontre seus amigos a pé. Brinque mais com a vizinhança: pule corda, amarelinha, corra em locais apropriados, SEJA ATIVO!

A prática regular de atividade física é capaz de melhorar a circulação sanguínea, fortalecer o sistema imunológico, ajudar a emagrecer, diminuir o risco de doenças cardíacas e fortalecer os ossos, por exemplo. Os idosos também podem fazer exercícios e os mais indicados são aqueles que estão de acordo com a funcionalidade do corpo. É também importante para melhorar a qualidade de vida e a disposição para realizar as atividades do dia-a-dia e, por isso, é importante as pessoas de todas as idades praticarem exercício.

Outros benefícios relacionados a atividade física são: melhorar a autoestima e promover a sensação de bem-estar; diminuir a depressão; diminuir o estresse e o cansaço; aumentar a disposição; melhorar a força e resistência muscular; melhorar a aparência da pele.

É importante que antes de começar ou voltar a praticar exercícios sejam realizados exames para verificar o estado geral de saúde para que seja indicado o melhor tipo de atividade física e/ou exercício, bem como a intensidade indicada, por exemplo. Além disso, o ideal é que você seja acompanhado por um profissional de educação física capacitado.

Autora: Thaisa Rodbard Mileo professora nos cursos de Licenciatura e Bacharelado em Educação Física do Centro Universitário Internacional Uninter

 

 

O desafio mundial de proteger a Água

A ONU (Organização das Nações Unidas) declarou em 1993, o dia 22 de março como o Dia Mundial da Água, a partir das recomendações da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento.

A água é fonte de vida e essencial para a sobrevivência das espécies, inclusive do homem. O nosso organismo possui mais de 70% de água, suprindo as necessidades básicas e de saúde de qualquer indivíduo. O Brasil é privilegiado quanto aos recursos hídricos, visto que é megadiverso — assim, 25% da biodiversidade do planeta está no nosso país, incluindo a água doce.

Quando falamos em escassez de água, pode até soar estranho se observarmos o cenário nacional da grande quantidade de chuvas. Como exemplo, temos as ocorrências no Sudeste e os desastres causados pelo mau ordenamento urbano e territorial dos municípios, julgando a chuva como o maior fator de risco na urbanização.

É um desafio para os gestores públicos criar mecanismos de proteção dos mananciais de água e, em especial, a proteção dos rios, como fonte de abastecimento no meio urbano e nos grandes centros. As políticas públicas de saneamento devem ir mais além do que debates, movimentos etc. Deve-se enfrentar e coibir as formas irregulares de moradias, em especial, da destinação de resíduos domésticos lançados em algum rio ou mar.

Por isso, fazer referência ao dia 22 como Dia Mundial da Água é algo de tamanha importância. Necessitamos de água de boa qualidade e em grande quantidade. Em alguns países há disputa pela água, o que ainda não ocorre aqui no Brasil. Devemos seguir os bons exemplos e “plantar água”, ou seja, proteger as nascentes, plantar árvores no entorno, nas margens dos rios e, cada vez mais, deixar claro para a sociedade a importância da água para as atuais e futuras gerações.

Nesta importante data e nas demais, vamos evitar o desperdício e fazer uma reflexão profunda sobre o tema junto aos nossos filhos, família, alunos, escolas e comunidade em geral.

Autores: Rodrigo Berté, diretor da Escola Superior de Saúde, Biociências, Meio Ambiente e Humanidades do Centro Universitário Internacional Uninter; e André M. Pelanda, professor dos cursos da área ambiental da instituição.

 

 

Morre Valdir Espinosa, campeão carioca pelo Botafogo e mundial pelo Grêmio

O técnico campeão da Libertadores da América e Mundial pelo Grêmio em 1983 e carioca pelo Botafogo-RJ em 1989, Valdir Espinosa, morreu nesta quinta-feira (27) aos 72 anos de idade. Ele foi submetido a uma cirurgia na região do abdômen no dia 17, e internado novamente no dia 20, mas não se recuperou.

Atualmente, Espinosa ocupava o cargo de gerente de futebol do Botafogo, clube com o qual tinha grande identificação pela conquista do Campeonato Carioca de 1989.

Valdir Espinosa em sua volta ao Botafogo — Foto: Vitor Silva/Botafogo
Valdir Espinosa em sua volta ao Botafogo — Foto: Vitor Silva/Botafogo

História

Nascido em Porto Alegre, Espinosa começou sua carreira no futebol como jogador do Grêmio. Atuou por oito anos como profissional, passando por CSA, Esportivo e Caxias. Parou em 1978 e no ano seguinte já iniciou no cargo de treinador do Esportivo.

Desde então, construiu uma carreira sólida, com o auge em 1983, quando comandou o Grêmio campeão da Libertadores e do Mundial. Na época, o time contava com jogadores como Renato Gaúcho, De León, Paulo César Caju e Mário Sérgio.

Em 1989, Espinosa aceitou o convite do Botafogo, que não conquistava o Campeonato Carioca havia 20 anos. Com um gol de Maurício na final contra o Flamengo, o time celebrou o título invicto da competição e criou mais um momento histórico para a carreira do treinador.

Espinosa rodou o Brasil como treinador e teve experiências internacionais. Ele trabalhou no Cerro Porteño, do Paraguai, no Al-Hilal, da Arábia Saudita, e no Tokyo Verdy, do Japão. Também teve uma rápida passagem pelo Las Vegas City.

Globo Esporte

 

 

“Rota suicida”: imprensa mundial detona Brasil por queimadas

A imprensa internacional repercutiu nesta sexta-feira, 23, o agravamento da crise provocada pelos incêndios na Amazônia. Grandes jornais europeus, como o Guardian, o El País e o Le Monde ressaltaram a pressão da comunidade internacional sobre o presidente Jair Bolsonaro e os riscos que os incêndios na floresta representam para a estabilidade climática do planeta.

“Líderes mundiais pressionam o Brasil para desviar de rota suicida em incêndios na Amazônia”, escreveu o Guardian em sua manchete principal.

O premiê britânico, Boris Johnson, divulgou nota na qual disse estar profundamente preocupado com os incêndios e o impacto das chamas na natureza. O primeiro-ministro usará o encontro do G-7 no sábado na França para pedir um foco renovado na proteção da natureza.

O francês Le Monde destacou: “A Amazônia paga pela política do presidente brasileiro”. A reação da França foi a mais dura contra o aumento na destruição na floresta equatorial.

O presidente Emmanuel Macron acusou Bolsonaro de mentir sobre sua política climática durante a reunião do G-20 em Osaka em julho e disse que estuda desistir do acordo entre UE e Mercosul.

BBC britânica destacou em seu site as ameaças de Macron e questionou: ‘Incêndios na amazônia: como a situação ficou tão ruim?’

Na Itália, o La Repubblica lembrou que Bolsonaro encoraja o desmatamento da Amazônia.

A nível diplomático, representantes do G7 já trabalham em Biarritz para coordenar uma resposta ao desmatamento em larga escala da floresta.

 

Foto: Bruno Kelly / Reuters

Estadão

 

 

Governo da Paraíba capta do Banco Mundial cerca de US$ 50 milhões para o “Programa Paraíba Rural Sustentável”

O Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD) possui mais de 200 projetos ativos no Brasil, os recursos ultrapassam os U$ 30 bi. Na Paraíba, o montante será aplicado na agricultura familiar por meio de licitações públicas de produtos e serviços, que irão beneficiar 45 mil famílias no estado

Em fevereiro deste ano, o Senado Federal autorizou o governo da Paraíba a contrair um empréstimo de cerca de US$ 50 milhões junto ao Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD). O crédito externo será usado para execução do “Programa Paraíba Rural Sustentável”, que prevê investimentos em segurança hídrica, perfuramento de poços, dessalinizadores e sistemas de abastecimento d’água. Essa ação do governo vai beneficiar 45 mil famílias que trabalham com agricultura familiar no estado.

Outra iniciativa relevante do BIRD, mais conhecido como Banco Mundial, foi a execução do Projeto META em parceria com o Ministério de Minas e Energia (MME), que teve como principal objetivo contribuir para ampliar e consolidar os avanços dos setores energético e mineral brasileiros. O MME obteve, nos últimos anos, uma autorização para financiamento de cerca de U$ 98 mi, aplicado, em duas fases, ao “Projeto META”.

Parte desses recursos foi utilizada na primeira fase do Projeto via processos licitatórios, na construção de um laboratório de Ultra-Alta Tensão Externo no Rio de Janeiro, o segundo no mundo, depois da China, na aquisição de hardwares e softwares a serem utilizados na operação nacional do sistema elétrico, na realização de Curso de Pós-Graduação para Servidores do Ministério de Minas e Energia em Políticas Públicas e Gestão Governamental nos Setores Energético e Mineral, entre outras ações.

Muito além dos dois casos citados, o Brasil possui mais de 200 projetos ativos com o BIRD, executando cerca de U$ 30 bi em doações e financiamentos. A maior parte desses recursos é executada por meio de licitações públicas. Os valores disponibilizados pelo BIRD podem ser direcionados a todos os entes da Administração Pública, porém, devem seguir critérios rigorosos do financiador.

Palavra do especialista

No caso de licitações de produtos e serviços realizadas por meio da obtenção de recursos do BIRD, são consideradas as normas das Diretrizes para Aquisições de Bens, Obras, Serviços e Consultorias financiados por empréstimos do BIRD, pois devem ser executados por meio de modalidades licitatórias diferenciadas, conforme rege o Art. 42, parágrafo 5º da Lei 8666-93.

Nas mencionadas licitações, as empresas participantes devem seguir normativas próprias do BIRD. Segundo Alfredo Dezolt, economista especialista em gestão de projetos da UGP Brasil, a falta de conhecimento técnico das instituições públicas para a elaboração e execução de projetos e preparação de propostas técnicas e financeiras dificulta e atrasa o andamento dos processos licitatórios que se alinhem às exigências do Banco Mundial.

“O desconhecimento dos processos para acessar essas fontes de recursos internacionais de fomento é um dos maiores entraves para uma captação mais abrangente de recursos disponíveis para melhoria de setores vitais da sociedade brasileira”, declara o economista.

O especialista da UGP também menciona que uma situação crítica na cadeia executiva dos financiamentos com recursos internacionais está no desconhecimento, por parte das empresas e prestadores de serviços, das regras e diretrizes diferenciadas para participar dos certames licitatórios.

“Nossa experiência, durante a gestão dos certames financiados pelo Banco Mundial, aponta que cerca de 60% das propostas técnicas e/ou financeiras apresentadas nesse tipo de licitação são desclassificadas por falhas formais e/ou procedimentais; ou seja, há pouco conhecimento técnico, principalmente de empresas nacionais, para competir nesse mercado”, explica.

O economista complementa informando que “as empresas nacionais, transnacionais e estrangeiras, de modo geral, não dominam os procedimentos de apresentação de propostas, que devem, além de respeitar os princípios da Lei 8.666/93, seguir as diretrizes internas dos agentes financiadores internacionais, como o Banco Mundial” finaliza.

Mais recursos, maior desenvolvimento

O governador do estado da Paraíba, João Azevêdo, afirma que o recurso recebido para o governo é de extrema importância para a economia da região e que o montante será investido na vulnerabilidade agroclimática do estado e no acesso a mercados econômicos, principalmente aqueles voltados para a agricultura familiar.

“Nós vamos ter investimentos de 50 milhões de dólares do BIRD. Esses recursos injetados na base da economia, sem sombra de dúvidas, farão uma diferença significativa, considerando que exatamente das 117 mil famílias que dependem da agricultura familiar, praticamente a metade estará envolvida com esse projeto”, destaca o governador.

Nos próximos meses, o governo paraibano deve iniciar o direcionamento dos recursos obtidos no BIRD, que serão utilizados no “Programa Paraíba Rural Sustentável”.

 

objetiva.com

 

 

Fifa anuncia novo Mundial de Clubes, a cada 4 anos e com 24 times

A Fifa anunciou nesta sexta-feira a criação de um novo Mundial de Clubes, a ser disputado a cada quatro anos, com a presença de 24 times. A primeira edição será organizada em junho e julho de 2021, em local a ser definido, ocupando a janela deixada pela Copa das Confederações no calendário mundial.

Gianni Infantino realizou pronunciamento em Miami — Foto: AFP

Gianni Infantino realizou pronunciamento em Miami — Foto: AFP

A nova competição terá 24 clubes: oito da Europa, seis da América do Sul e as demais divididas entre os demais continentes. A Fifa deixou para cada confederação continental definir os critérios de classificação ao Mundial.

– Houve muitas discussões construtivas, com o presidente da Uefa. Estamos avançando nesse assunto. Temos a responsabilidade de tomar decisões, e tomamos a decisão, e nas próximas semanas essas discussões vão dar frutos. Hoje há clubes que representam mais do que uma cidade, um país. Há clubes que são internacionais, têm fãs por todos os lados. Será importante para eles tentar ser campeões mundiais – afirmou o presidente da Fifa, Gianni Infantino.

Ameaça de boicote da Europa

Horas antes do anúncio da Fifa, enquanto membros do conselho ainda estavam reunidos, os gigantes europeus fizeram uma ameaça oficial de boicote à nova competição. A Associação de Clubes Europeus (ECA, na sigla em inglês) afirmou por meio de carta para a Fifa que iria boicotar o torneio, por ser “frontalmente contra a aprovação” do novo formato e que “nenhum membro do ECA vai disputar essa competição”.

O documento está assinado por representantes de 15 dos maiores clubes da Europa, incluindo Juventus, Real Madrid, Ajax, PSG, Barcelona, Bayern de Munique, Manchester United e Benfica. Trata-se de mais uma batalha na guerra entre a Fifa e os grandes clubes europeus, que também se opuseram ao aumento do número de participantes da Copa do Mundo para 48 seleções — mas foram derrotados.

No lugar da Copa das Confederações

O Mundial de Clubes reformado vai substituir no calendário dois torneios que eram considerados fracasso de público, crítica e qualidade técnica: o velho Mundial de Clubes (disputado por sete clubes em dezembro) e a Copa das Confederações, que desaparece do calendário.

Ainda haverá duas edições do velho Mundial com sete clubes, em 2019 e 2020. A edição de 2021 ainda não tem local definido, uma vez que o calor do verão no Catar, no meio do ano, inviabilizaria a prática do futebol em alto nível. Desta forma, o torneio não será um evento-teste para as instalações da Copa do Mundo.

GE

 

Dia Mundial da Voz é celebrado com roda de conversa na LBV em João Pessoa/PB

Saúde da voz na Terceira Idade foi o tema abordado

Preocupada com o bem-estar de seus atendidos, a Legião da Boa Vontade – LBV em sua sede na Rua das Trincheiras, 703, promoveu nesta última segunda-feira, 16, uma roda de conversa com suas idosas que integram o programa Vida Plena, sobre o Dia Mundial da Voz.

O Departamento de Fonoaudiologia da Universidade Federal da Paraíba – UFPB, representado pelas mestres em fonoaudiologia, Renata Serrano e Alexandra Aguiar, que mediaram uma roda de conversa com as idosas da LBV, esclarecendo-as sobre a importância da voz na Terceira Idade. A psicóloga da LBV, Luciane Borges, comenta que é muito importante proporcionar o conhecimento. “A roda de conversa desenvolvida pelas fonoaudiólogas da UFPB, foi maravilhosa. Nossas idosas interagiram bastante e serão as multiplicadoras desse conhecimento da saúde da voz para seus familiares”, declara a psicóloga.

A fonoaudióloga Renata Serrano, explica a importância dos cuidados com a voz na Terceira Idade. “Nos idosos o envelhecimento é natural, mais é importante observar se tem cansaço ao falar, ardor, falha na voz, dor ao falar, mudança de tom, tudo pode estar relacionado a uma lesão nas pregas vocais. Evitar álcool e cigarro por desenvolver o câncer de laringe. Contudo, a prevenção para ter uma voz saudável é beber água, alimentação saudável e ter uma rotina de sono estabelecida”, alerta a mestre em fonoaudiologia.

Anualmente, em 16 de abril, celebra-se o “Dia Mundial da Voz” e a conscientização sobre a importância da voz no Brasil foi iniciada em 1999, e a partir de 2003 passou a ter expressão internacional.

O objetivo da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia neste dia e na semana que o circunda é promover a conscientização da população sobre a importância da voz humana para a promoção da saúde, bem como realizar conscientização de sinais e sintomas que favoreçam o diagnóstico precoce de doenças, como o câncer de laringe, que podem comprometer a qualidade de vida e a própria sobrevida dos indivíduos.

A roda de conversa, aconteceu no Centro Comunitário de Assistência Social da LBV, localizada na Rua das Trincheiras, 703 – Bairro Jaguaribe. Conheça e colabore com o trabalho desenvolvido pela Legião da Boa Vontade na capital paraibana. Acesse www.lbv.org ou ligue: (83) 3198.1500.

 

Assessoria

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Dia Mundial da Atividade Física lembra a importância da prática de exercícios

Para lembrar a importância da atividade física tanto para a saúde do corpo quanto para o cérebro, foi criado o Dia Mundial da Atividade Física, celebrado nesta sexta, 06 de abril. Praticar exercícios vai além de dispor de uma hora na academia ou fazer algum esporte. É possível fazer movimentos desde os mais simples aos mais intensos e em qualquer idade. É possível realizar uma sequência de exercícios nos mais diversos ambientes para estimular o corpo.

“Há exercícios que caem bem para quem é iniciante porque o esforço é mínimo e o resultado positivo”, aponta Jailson Santos profissional de educação física do Hapvida. Ele orienta que há exercícios como polichinelo, agachamento, bicicleta, pula corda, e outros que podem ser iniciados por aquelas pessoas que desejam começar a praticar atividades físicas.

Os benefícios vão além do físico. Mais que perder peso e combater a obesidade, a prática regular de movimentos gera benefícios como o fortalecimento dos ossos, articulações e músculos, e fortalece o coração. Tem importância no controle da gordura corporal, melhora o humor, ajuda na vida sexual e estimula a atividade cerebral.

Assessoria 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Grêmio estreia no Mundial com motivos de sobra para cuidados

O discurso não chega a ser novidade no futebol. Ninguém no Grêmio fala do sonho de disputar a final do Mundial de Clubes antes da hora, algo que seria de certa forma normal, especialmente com a possibilidade de encarar o Real Madrid pela frente. A “final” do Tricolor ocorre nesta terça-feira, na estreia na competição, contra o Pachuca, às 15h (de Brasília), no Estádio Hazza Bin Zayed, em Al Ain, com transmissão ao vivo do GloboEsporte.com. Uma lista de motivos explica o por quê.

Chamou atenção a maneira enfática com a qual Renato tratou o assunto em sua entrevista coletiva, na véspera da partida. Do mesmo modo, Pedro Geromel falou logo a seguir, com sua velocidade semelhante à das antecipações dentro de campo, e reforçou a visão do comandante e grupo de jogadores.

– Estamos focados no Pachuca, viemos até aqui estudando os dois possíveis adversários, o Pachuca foi vencedor e estamos preparados e focados. Vamos fazer de tudo, temos que fazer nosso melhor e vamos nos doar para isso. Não estamos pensando em quem vai ser o adversário na final, não tem sentido pensar na frente sem ver a semifinal – garantiu o zagueiro gremista.

Renato garante que foco do Grêmio está na semifinal (Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio)

Renato garante que foco do Grêmio está na semifinal (Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio)

São vários motivos para as preocupações:

  • Fuso Horário

Aos poucos a delegação gremista vai se adaptando às seis horas de diferença para o Brasil. No entanto, especialmente com relação ao sono, o fuso diferente ainda é sentido por membros do clube gaúcho. O preparador físico Rogério Dias, em conversa informal, revelou que estava com dificuldades para dormir. O vice de futebol Odorico Roman elencou o fuso como um dos problemas que faz o Grêmio estar muito concentrado na semifinal.

– Existem algums fatores que podem influenciar. Primeiro, a questão do fuso horário, que aos poucos vamos entrando, mas ainda se sente efeitos – comentou o dirigente ao GloboEsporte.com.

  • Rivalidade e exemplo

Claro que ninguém admite publicamente. Mas é inegável que o Grêmio não quer repetir o vexame do maior rival ao eliminado do Mundial antes da final, especialmente nos Emirados Árabes. Os torcedores, porém, constantemente citam essa situação, em meio a risadas. O Inter, em 2010, foi eliminado no mesmo país pelo Mazembe, do Congo, e acabou como primeiro sul-americano a ficar de fora da decisão.

Inter foi eliminado pelo Mazembe de Kidiaba em 2010 (Foto: Getty Images)

Inter foi eliminado pelo Mazembe de Kidiaba em 2010 (Foto: Getty Images)

Mas não o único. O Atlético-MG, em 2013, foi derrubado pelo Raja Casablanca, do Marrocos, em outro exemplo a não ser seguido pelo Grêmio. No ano passado, o Atlético Nacional, então campeão da Libertadores, foi superado pelo japonês Kashima Antlers. Por isso o discurso ensaiado de respeito ao Pachuca.

  • Ansiedade do jogo único

Serão dois sentimentos muito complicados para se administrar nesta terça-feira. Primeiro, porque é a estreia gremista no Mundial de Clubes. O Pachuca, por outro lado, já quebrou o gelo ao vencer o Wydad Casablanca na prorrogação, embora tenha se desgastado em 120 minutos. E toda estreia reserva dificuldades em campeonatos deste porte.

Junta-se a isso uma tensão inerente pelo jogo ser eliminatório. Mas, diferente da campanha da Libertadores, sem a partida de volta. Diante do discurso normalmente propagado por Renato Gaúcho, são 90 minutos, e não 180, de decisão. Colocar na cabeça do jogador a necessidade de estar concentrado torna-se essencial para evitar surpresas.

– A gente conversa com o Renato e ele conversa com os jogadores e demais membros da comissão. Até diria que talvez venha a ser quase uma rotina, é uma equipe muito consciente, sabe a importância que tem este jogo, este torneio que estamos disputando. Vencê-lo seria uma glória extraordinária, então neste primeiro jogo a busca pelo resultado é para passar a final – disse o vice-presidente Adalberto Preis.

  • Desempenho ruim não ilude

O Grêmio já preparou um relatório sobre o Pachuca para ser consumido internamente. O analista de desempenho Antônio Cruz está em Al Ain e vai mostrar um vídeo com os principais pontos fortes e fracos na tarde desta terça, na palestra antes do jogo. Na segunda, antes do treino, outro vídeo já havia sido mostrado pelo técnico Renato Gaúcho, também preparado pelo profissional.

Pachuca sofreu para bater o Wydad Casablanca na prorrogação  (Foto: Reuters)

Pachuca sofreu para bater o Wydad Casablanca na prorrogação (Foto: Reuters)

Após a classificação do Pachuca, o consenso no Grêmio é de que fraco futebol apresentado pelos mexicanos no primeiro jogo pode ser ilusório. Não seria um comportamento comum. A qualidade do jogo foi ruim, mas os tricolores não acreditam que tal desempenho irá se repetir nesta terça no Hazza Bin Zayed. Também por isso o resguardo.

– E não fique pensando que o Pachuca não mostrou um bom futebol, cada jogo é um jogo. Mesmo que estivesse jogando muito bem. Precisamos analisar o adversário não em 90 minutos apenas. Sabemos que é o jogo da vida deles, mas vai ser o das nossas vidas também – apontou Renato.

Cercado de cuidados, com a tentativa de reproduzir o foco da Libertadores, o Grêmio começa sua caminhada curta na busca pelo bicampeonato mundial. A provável escalação tem Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Kannemann e Cortez; Michel, Jailson, Ramiro, Luan e Fernandinho; Lucas Barrios.

GRÊMIO X PACHUCA – SEMIFINAL – MUNDIAL DE CLUBES

  • Local: Estádio Hazza Bin Zayed, em Al Ain, Emirados Árabes.
  • Data e horário: terça-feira (12), às 15h (de Brasília).
  • Escalação provável do Grêmio: Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Kannemann e Cortez; Michel, Jailson, Ramiro, Luan e Fernandinho; Lucas Barrios.
  • Escalação provável do Pachuca: Pérez; Herrera, Martínez, Murillo e García; Hernández; Urretaviscaya, Honda, Gúzman e Aguirre; Sagal.
  • Trio de arbitragem: Felix Brych, auxiliado por Mark Borsch e Stefan Lupp (trio alemão). Árbitro de vídeo: Feliz Zwayer.
  • Transmissão: TV Globo (com Galvão Bueno, Walter Casagrande, Maurício Saraiva e Arnaldo Cezar Coelho), SporTV (com Jader Rocha e Lédio Carmona) e GloboEsporte.com (após o jogo, a transmissão continua com a análise dos comentaristas Casagrande, Maurício Saraiva e Alexandre Alliatti).

GE

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br