Arquivo da tag: mulher

Mulher recebe ameaças de morte do ex-marido mesmo após duas medidas protetivas, na PB

Uma mulher de 28 anos está recebendo ameaçadas de morte nas redes sociais por parte do ex-marido mesmo depois de solicitar duas medidas protetivas, em Alagoa Grande, na Paraíba. Ela é vendedora autônoma e tem dois filhos do relacionamento.

O casal ficou junto por cinco anos. Não foi agredida fisicamente, mas desde que se separaram, os xingamentos e ameaças se tornaram frequentes. “Ele fica mandando mensagem, mandando foto de caixão, dizendo que está preparado”, diz a mulher.

Há mensagens de celular e prints de postagens nas redes sociais que mostram a agressividade do ex-marido e são usadas como prova contra o homem de 35 anos. As provas estão no processo judicial.

As medidas protetivas foram baseadas na Lei Maria da Penha, que o ex-marido não respeitou. Segundo a vítima, o agressor disse que primeiro ia matar a criança, os pais e depois mataria a ex-esposa. “Só vou acreditar que essa lei existe, se ele for preso”, confessa.

A delegada Maria Soledade, que fez o pedido da medida protetiva, disse que também já atendeu outra vítima do mesmo agressor e emitiu medida protetiva. Ela disse ainda que a mulher de 28 anos deve procurar a Polícia Militar.

Foto: Gabriel Lain/Banco de dados/NSC Comunicação

G1

 

Após passar mal, mulher dá a luz sem saber que estava grávida, na PB

Uma mulher de 25 anos deu a luz a um menino em um hospital de João Pessoa após passar mal, ser socorrida e descobrir apenas na hora do parto, que estava grávida.

De acordo com as informações a mulher passou mal e achou que estava sofrendo com uma crise renal, mas no momento do atendimento soube que estava grávida e em trabalho de parto.

De acordo com a mulher, que já é mãe de uma menina, durante os nove meses de gestação ela não teria tido nenhuma alteração que levasse à suspeita de gravidez.

PB Agora

 

 

Mulher é socorrida para a capital após ter faca cravada na cabeça

Mais um caso de violência contra a mulher, foi registrado na noite de ontem na Paraíba, desta vez na cidade de Mari, quando uma mulher foi socorrida para o hospital de emergência e trauma de João Pessoa, após ter uma faca cravada na cabeça. O crime aconteceu na cidade de Mari, Zona da Mata paraibana e a vítima precisou ser transferida para a capital.

Segundo o médico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), Leonardo Morais, a mulher tem 42 anos e estava alcoolizada no momento em que foi socorrida. Ele informou que a arma branca não chegou a perfurar o crânio, mas a paciente perdeu muito sangue.

“A arma foi imobilizada na região cefálica dela e ficou entre o crânio e o couro cabeludo. Estava um pouco alcoolizada mas preenchia critérios de instabilidades”, disse o profissional.

De acordo com a equipe policial que fez a escolta da ambulância, o autor do ataque teria sido uma pessoa do convívio social dela e que desinteligências seriam recorrentes.

 

pbagora

 

 

Em continuidade a Operação “Torre”, mulher é presa e mais droga é apreendida em Solânea

Em continuidade a operação “TORRE”, iniciada na manhã desta terça-feira (16), as Polícias Civil e Militar da Paraíba, através da 21ª SECCIONAL em Solânea e 7ª CIPM, prenderam mais uma pessoa responsável pelo tráfico de drogas, Maria Anália Roseno de Souza, conhecida como Anália, 34 anos.

Anália era responsável pela contabilidade da atividade ilícita e também escondia droga na residência de sua mãe em Solânea, onde foi apreendido 58 pacotes de maconha, 240 pedras de crack, 2 balanças de precisão e documentos com anotações do tráfico de entorpecente.

A operação foi desencadeada na manhã de hoje para cumprimento a mandados de busca e apreensão e prisão preventiva, com foco em investigados por diversos crimes graves na região do Brejo.

Até o momento foram presas 6 pessoas e apreendida substância entorpecente, sendo empregado 30 policiais, entre Policiais Civis e Militares na operação.

Informações da Polícia Civil

 

 

Mulher de 57 anos é mais um caso confirmado de Covid-19 em Solânea

Uma mulher de 57 anos de idade é o novo caso confirmado de Covid-19 em Solânea, Brejo paraibano. Ao todo, são 36 casos confirmados, 18 em investigação e 138 descartados. Além disso, 31 pessoas com histórico de viagem estão em quarentena e outras 27, sem histórico de viagem, também são acompanhadas pela Secretaria de Saúde Municipal.

O novo caso confirmado, a paciente de 57 anos, apresenta sintomas como tosse. Foi descartada a morte da criança de 5 anos por Covid-19 e o adolescente de 14 anos que morreu ainda está em investigação.

A Secretaria de Saúde está tomando todas as medidas de monitoramento, tratamento e assistência aos pacientes e pessoas que tiveram contato com os mesmos. Recomenda-se a todos que continuem com o distanciamento social e só saiam de casa em casos extremamente necessários, com o uso obrigatório de máscaras.

Redação FN

 

 

Mulher é presa por policiais do 4º BPM por embriaguez ao volante e desacato

Uma mulher suspeita de embriaguez ao volante e desacato foi presa por policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) na noite desse sábado (23), no centro da cidade de Pilões, depois que algumas pessoas informaram aos policiais do Destacamento local que ela estaria com sinais de embriaguez, conduzindo uma moto de cor branca em via pública e com uma criança na garupa, colocando em risco a própria vida, da criança e também de terceiros.

De imediato, os policiais chegaram ao local informado e encontraram a mulher já conduzindo outra moto e a que tinha sido usada por ela antes estava caída ao solo, mais adiante. Durante a abordagem, ela estava muito agressiva e proferiu inúmeras palavras de baixo calão, assim como frases de desacato, contra os militares. Ela ainda chegou a partir na direção dos policiais para tentar agredi-los, tendo sido contida com a força necessária.

A mulher foi presa e conduzida para a Delegacia de Polícia Civil, enquanto a criança ficou à disposição do Conselho Tutelar e depois foi entregue aos cuidados de familiares.

 

Assessoria 4º BPM

 

 

Mulher tenta matar companheiro durante o sexo em motel de Cabedelo

Uma mulher foi presa em flagrante após tentar matar seu companheiro durante uma relação sexual em um motel de Cabedelo, na região metropolitana de João Pessoa, na tarde deste sábado (23), utilizando uma taça de vidro.

A suspeita foi levada à delegacia, enquanto o homem encaminhado ao Hospital de Emergência e Trauma após ter perdido muito sangue em decorrência dos cortes muito profundos.

 

Foto: Águia
paraiba.com.br

 

 

Mulher é presa por embriaguez e desordem por policiais do 4º BPM em Pilõezinhos

Uma mulher suspeita de embriaguez e desordem foi presa por policiais das guarnições do Comando do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) e do Destacamento local na noite dessa segunda-feira (11), no centro da cidade de Pilõezinhos.

Os policiais realizavam as Operações Cidade Segura e Previna-se quando um homem informou que a sua esposa se encontrava embriagada, quebrando os móveis da residência do casal e perturbando os vizinhos.

De imediato, as guarnições foram ao local e constataram a veracidade da informação feita por ele, sendo assim, foi dada voz de prisão à mulher, que em seguida foi conduzida para a delegacia.

 

assessoria 4º BPM

 

 

Mulher é morta a facadas em Pilar, na PB; principal suspeito é ex-companheiro

Uma mulher de 42 anos foi morta a facadas na noite de domingo (3), na zona rural do município de Pilar, na Mata Paraibana. De acordo com a Polícia Militar, o principal suspeito é o ex-companheiro da vítima, que já havia a agredido outras vezes, conforme explicou a família.

Segundo a polícia, o crime aconteceu no fim da noite, por volta das 23h, no sítio Chã de Areia, quando o ex-companheiro deu um golpe de faca no do peito da mulher e fugiu. Conforme o relato de familiares da vítima à polícia, o suspeito já tinha um histórico de agredir a mulher com frequência.

A vítima foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O corpo foi encaminhado para o Núcleo de Medicina Legal de Itabaiana, onde deve passar pelo exame cadavérico. O suspeito não foi localizado.

G1

 

Número de denúncias de violência contra a mulher aumenta mais de 100% no isolamento social, na PB

O número de denúncias de violência contra a mulher aumentou 105,6% no primeiro mês de isolamento social, na Paraíba, com relação ao mês anterior. O período analisado pelo aplicativo SOS Mulher PB é de 21 de fevereiro a 21 de março e de 21 de março a 21 de abril. No primeiro mês de análise foram 142 denúncias, saltando rapidamente, no mês de isolamento social, para 292 denúncias.

De acordo com a promotora da violência doméstica em João Pessoa, Dulcerita Alves, os dados refletem o isolamento social. “Imagina você se isolar com o inimigo? Os ânimos se acirram, o estresse aumenta, ainda mais se o inimigo consome álcool ou tem outro vício. Tudo isso junto, aumenta com certeza a violência”, ressalta a promotora. “Pode acreditar que são muito mais (casos). Eu tenho certeza da subnotificação, porque as mulheres acham que os serviços pararam”, completa.

O maior aumento registrado entre o mês anterior e o mês de isolamento social ocorreu em casos de violência moral que, segundo cartilha da ONU, acontece quando as mulheres são vítimas de ofensas, calúnias, xingamentos, difamações e injúrias; quando são humilhadas publicamente ou até mesmo acusadas de um crime que não cometeram.

No mês de isolamento social foram 21 denúncias, enquanto que no mês anterior 8 mulheres realizaram as denúncias. O aumento percentual registrado, portanto, ultrapassou os 162%.

O segundo maior aumento é o da violência psicológica, saindo de 57 denúncia entre fevereiro e março, para 137 denúncias nos trinta dias de isolamento social, provocando um aumento de 132% no número total de denúncias.

A violência psicológica se trata de ofensas disfarçadas de brincadeiras, humilhações, críticas sobre tudo o que as mulheres fazem. Ou quando tentam controlar a forma de vestir, comer, pensar ou se expressar. Quando vigiam as mulheres, ameaçam, chantageiam e as isolam dos amigos e familiares.

O aplicativo também registra denúncias de violência física, sexual e patrimonial. A violência física sofreu um aumento de 53,3% durante o isolamento social, enquanto que a violência sexual aumentou 54,5% e a violência patrimonial sofreu um aumento superior a 97%.

O aplicativo SOS Mulher PB está disponível para celulares com sistemas operacionais Android e IOS e tem diversos recursos, como a denúncia via telefone pelo 180, por formulário e e-mail. As informações são enviadas diretamente para o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, que fica encarregado de providenciar as investigações.

Dulcerita alerta que a mulher precisa entender que está isolada, mas não está só. Os órgãos de apoio continuam funcionando e, além disso, os canais não presenciais de ajuda também são essenciais, como o Disque 180.

“Nesses casos de família, os vizinhos, os amigos que sabem do relacionamento abusivo são peças fundamentais. Se escutou uma briga, um pedido de socorro, liga 180, chama a polícia”, frisou.

As denúncias podem ser feitas por meio de três telefones:

  • 197 (Disque Denúncia da Polícia Civil)
  • 180 (Central de Atendimento à Mulher)
  • 190 (Disque Denúncia da Polícia Militar – em casos de emergência)

 

G1