Arquivo da tag: Movimento

Suspeito de jogar mulher de carro em movimento é preso em João Pessoa

Um jovem de 23 anos de idade foi preso em flagrante suspeito de jogar uma mulher de um carro em movimento em uma avenida de João Pessoa. O caso foi na madrugada desta terça-feira (28) e a prisão ocorreu durante a noite. A vítima é uma jovem de 21 anos de idade que está internada na UTI do Hospital de Trauma de João Pessoa.

De acordo com as informações da Polícia Civil, o suspeito foi preso após ser encontrado na casa da avó dele, que mora em um condomínio no bairro Bessa, em João Pessoa. Ele foi atuado em flagrante por crime de trânsito e por tentativa de homicídio, de acordo com o delegado Ademir Fernandes. O suspeito deve passar por audiência de custódia nesta quarta-feira (29).

Segundo o delegado, durante depoimento, o suspeito disse que estava bebendo com a vítima, que é amiga dele e mora com ele, e quando eles estavam voltando pra casa houve uma discussão no carro e a mulher teria se jogado do veículo em movimento. Antes disso, ele disse que foi agredido dentro do carro.

O delegado Ademir Fernandes disse que o depoimento do suspeito é questionável, pois ele não teria prestado socorro a vítima, já que alega que ela se jogou, e também não se apresentou na delegacia. O carro do jovem também foi apreendido e vai passar por perícia.

A vítima está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Trauma de João Pessoa. Segundo a equipe médica, ela sofreu traumatismo craniano e está em coma induzido.

G1

 

Detran abre o Movimento Maio Amarelo na Paraíba nesta terça-feira

Pelo terceiro ano consecutivo, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB) adere ao Movimento Maio Amarelo, com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito, por meio de uma ação conjunta entre o Poder Público e a sociedade civil. A programação será aberta oficialmente nesta terça-feira (2), às 8h, no auditório da Escola de Serviço Público do Estado da Paraíba (Espep), com palestra sobre Educação e segurança no trânsito.

Com o tema “Minha escolha faz a diferença no trânsito”, este ano o movimento pretende despertar a conscientização da sociedade sobre a importância da direção segura. Para isso, durante todo o mês de maio, o Detran-PB realizará diversas ações em torno desse tema, a fim de chamar a atenção de diferentes setores da sociedade civil para o número excessivo de acidentes no trânsito.

Definido pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), o tema “Minha escolha faz a diferença no trânsito” foi criado pelo Observatório Nacional de Segurança Viária para o Movimento Maio Amarelo deste ano, com a finalidade de alertar para que todos escolham as melhores posturas no trânsito. Segundo a campanha do Observatório, o tema é um estímulo para que condutores de qualquer tipo de veículo (caminhões, ônibus, vans, automóveis, motocicletas e bicicletas), inclusive pedestres, optem pela conduta apropriada.

Segundo a chefe da Divisão de Educação de Trânsito do Detran da Paraíba, Abimadabe Vieira, a programação marcará a adesão do Estado ao movimento internacional. “O objetivo é promover ações durante todo o mês e assim despertar na sociedade a consciência para a epidemia nacional que são os acidentes de trânsito no Brasil, que geram um alto custo social e financeiro”, afirmou a chefe da DET, representante do Maio Amarelo na Paraíba.

Diversos órgãos públicos e entidades confirmaram a adesão ao movimento, a exemplo do Departamento de Estradas e Rodagens (DER), Polícia Militar, Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Maçonaria, Rotary Clube, Faculdade Maurício de Nassau e motoclubes.

Programação – O Detran-PB definiu um roteiro de ações para o Maio Amarelo, conforme abaixo:

Secom-PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Esposas pedem melhorias para PMs e não descartam movimento igual ao do ES na PB

(Foto: Walla Santos)
(Foto: Walla Santos)

As esposas dos policiais militares organizam reunião esta semana e aguardam convocatória do governo do Estado para negociar melhores condições de trabalho e reposição salarial para seus maridos. De acordo com o Correio Online, a Associação de Esposas, Mães e Pensionistas de Policiais e Bombeiros Militares da Paraíba (Assemp) não descarta a realização de bloqueio semelhante ao ocorrido no Espírito Santo, caso as reivindicações não sejam atendidas. A perda salarial desde 2010, atingiu 58,26%.

Zoraide Gouveia, presidente da Assemp, informou que nova assembleia será realizada ainda esta semana para discutir a situação dos militares. “Não tem data e local, mas, vamos tratar desse descaso do governo com nossos filhos e maridos e decidir que atitude vamos tomar. Não descartamos a possibilidade de fazer o mesmo que foi feito no Espírito Santo. Esperamos que não chegue a esse ponto, que haja uma convocação para conversar, desde 2011 que a gente tenta e nunca atenderam. Somos mais de 250 mulheres e em Campina Grande, João Pessoa e outros municípios, mas, muitas outras estão procurando para aderir. Vamos tomar conta, em cada localidade haverá uma representante. A associação era só um compartimento na Borborema em 2009 e depois passou a ser em todo o Estado, com registro em 2014”, disse.

“Temos mais adesão agora por estar sendo exposto o que de fato acontece. Dizem que deram 75% de aumento e a gente que é esposa, dona de casa, sabe que isso não ocorreu. A Polícia Militar da Paraíba tem o pior salário do Brasil. Não queremos o primeiro, mas, que também não fosse o último. Nos vídeos de campanha foi prometido o subsídio, risco de vida e nada cumprido. Foi pior que o outro (governador). Chegamos a um ponto em que não aguentamos mais e não há como nos punir por falar, pois, não somos subordinadas e nossos maridos estão cumprindo seus papéis”, enfatizou Zoraide.

Associação propõe negociação

A Amep informou que a proposta de reajuste é de 45% e que tentará resolver com negociação. “Para que não deságue na sociedade que não tem culpa e já paga muitos impostos para ter o serviço. Nossa visão é não radicalizar, voltada para o diálogo. Tomamos conhecimento que o governo sinalizou conversa com a Polícia Civil e estamos dispostos a dialogar. Até para não expor o policial e a família que já têm vários problemas. A Amep é mais interiorizada, independente das associações da capital e tem 400 sócios espalhados pelo interior”, disse Luciano Gomes, presidente interino.

Cobrança

Em assembléia na última sexta, o Clube dos Oficiais da Polícia e Bombeiro Militar da Paraíba decidiu encaminhar documento ao Estado cobrando melhores salários e reparação nas perdas inflacionárias. Segundo o COPM-BM, o reajuste foi de 12% frente à inflação de 58,26% desde 2010.

Diálogo

O secretário de governo do Estado da Paraíba, Nonato Bandeira, disse que o governo está disposto a conversar com a categoria. Ele afirmou ainda que esteve na espera do presidente do Clube dos Oficiais da Polícia e Bombeiro Militar da Paraíba, coronel Francisco, mas que não foi procurado. As afirmações foram feitas no programa Correio Debate, da rádio 98 FM/ Correio Sat.

“Eu soube sábado que o coronel Francisco iria procurar o governo. Coloquei até o paletó para recebê-lo e ele não foi. As portas estão abertas. Estava aguardando e não foi ninguém. Eu fiquei lá no Palácio e não foram entregar documentos”, disse.

Por fim, Nonato sugeriu uma unificação nacional no piso dos policias e que passasse a ser bancado pelo governo federal.

Bruna Vieira e Rammom Monte, do Correio Online

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Movimento convoca população a ‘jogar fezes’ na Câmara de CG

campina-grandeO Movimento Brasil Livre na Paraíba está convocando uma manifestação inusitada contra a aprovação de aumentos dos próprios salários pelos vereadores de Campina Grande, no agreste paraibano.

Os líderes do movimento, através de chamamento pelas redes sociais, sugerem que a Câmara da Rainha da Borborema seja atacada com fezes.

A mobilização acontece nesta quinta-feira (15), às 10h.

“Venha jogar bosta na Câmara de Vereadores de Campina Grande”, diz a nota do MBL afirmando que a manifestação será contra o aumento dos salários e impostos na cidade.

Roberto Targino – MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Moradores fazem movimento pedindo abastecimento de água em Dona Inês

mobilizacaoSem água há cerca de quatro anos, moradores da Cidade de Dona Inês, no Curimataú Paraibano, saíram às Ruas da Cidade na manhã deste sábado (10) reivindicando o abastecimento de água pela Cagepa.

A Mobilização dos Sem Água de Dona Inês, que teve como tema; “água é vida, queremos água”, aconteceu no centro da Cidade, com parada em frente ao mercado público, onde os moradores discursaram.

Nenhum representante da Cagepa local conversou com o grupo que exigia um posicionamento da Gerência local.

Populares também pediram mais ações na área de recursos hídricos por parte da Prefeitura.

Blog do Mago

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Servidores deixam sede da prefeitura após três dias do maior movimento da história de Belém (PB)

ocupacaoApós três dias de ocupação da sede da prefeitura de Belém, os servidores municipais deixaram o prédio, pacificamente, no início da tarde desta quarta-feira (26), onde protestavam contra a demissão, em massa, de funcionários pelo prefeito Edgard Gama. A liminar de reintegração de posse foi concedida pela juíza Andressa Torquato, depois do pedido do procurador do município, Marcus Freire.

Os funcionários demitidos alegam que os contratos assinados têm válida até o dia 31 de dezembro, e por isso reivindicam explicação do gestor municipal pela demissão de quase 100 (cem) servidores de cinco secretarias, ocorrida no último dia 20 de outubro, por meio da Portaria nº 120, publicada no Diário Oficial do município. A Resolução Nº 23.457, de 15 de dezembro de 2015, do Tribunal Superior Eleitoral, proíbe a contração ou demissão de funcionários três meses antes e depois das eleições.

Manifestantes fizeram um mural com os nomes de alguns servidores municipais demitidos
O movimento começou com um ato em frente à Secretaria de Saúde na manhã da segunda-feira (24), em seguida os servidores fizeram um “apitaço” pela principal avenida da cidade, onde se encontra o estabelecimento comercial do prefeito Edgard Gama, e se dirigiram ao prédio da Prefeitura de Belém, com o objetivo de cobrar, do prefeito derrotado, o cumprimento da resolução do TSE.

“Apitaço” realizado pelos servidores na segunda-feira (24), no centro de Belém

A manifestação seguiu pacífica, sem depredação do espaço público e sem interrupção dos trabalhos na sede da prefeitura de Belém. O movimento liderado, principalmente, pelas mulheres, maioria nas demissões ocorridas, repercutiu em todo o estado da Paraíba através das redes sociais, blogs e portais de notícias, emissoras de rádio e na TV Cabo Branco.

A TV Cabo Branco destacou a manifestação dos servidores que ocuparam, pacificamente, a prefeitura de Belém

Os manifestantes pretendem marcar uma audiência com a juíza para levar ao conhecimento dela, e também do Ministério Público, as demissões que eles consideram ilegais, por terem sido realizadas poucos dias após o término das eleições. Além disso, segundo denúncias na imprensa local, a demissão em massa já prejudica serviços essenciais para a população, como a saúde e assistência social.

Alimentos doados por várias pessoas que se solidarizaram com o ato dos servidores demitidos, na sede da prefeitura de Belém, foram encaminhados ao abrigo Bom Pastor, na tarde desta quarta-feira (26), por alguns integrantes do movimento, os quais foram recebidos pela direção da instituição que cuida de idosos em Belém.

Direção do abrigo de idosos Bom pastor recebe alimentos doados pelos servidores municipais após a desocupação do prédio da prefeitura de Belém
Já o prefeito Edgard Gama… permanece incomunicável.

correiobelenense

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

PMDB critica Ricardo por ligação com Movimento dos Sem Terra na Paraíba

Protesto-PMDBRevoltado com ataques à sede do seu partido durante por manifestantes pró Dilma Rousseff durante a tarde, o tesoureiro do PMDB estadual, Antônio Souza, criticou, na noite desta quinta-feira (12), a ligação do governador Ricardo Coutinho com movimentos sociais que depredam o patrimônio público e privado, como o Movimento do Sem Terra (MST).

Em entrevista ao programa 60 Minutos, apresentado pelos jornalistas Heron Cid e Anderson Soares, na Rádio Arapuan  FM,  Antônio Souza lembrou que o socialista chegou a posar em foto com o boné no MST durante evento no sertão do Estado.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“Eu não sei como é que se passa a autoridade de nosso estado selar fileira com MST, selar fileira com militantes do PT, incentivar invadir e queimar o asfalto de BR com pneus, de invadir sede de partidos, repartições públicas. Agora ele tem que entender que o PT saiu do governo, a anarquia vai acabar”, disparou Antônio Sousa.

Sobre os ataques a sede do PMDB, Antônio Souza disse que existem as instituições para dar voz ao contraditório e não há necessidade de se fazer “baderna”.

Roberto Targino – MaisPB

Vemprarua se assume como movimento do 1% mais rico

VEMPRARUAO movimento Vemprarua, que esteve na linha de frente das recentes manifestações de março e abril pedindo o impeachment da presidente Dilma Rousseff, uma iniciativa que deu com os burros n’água, começa a mostrar sua real natureza.

Na realidade, a organização representa os interesses do 1% mais rico da sociedade brasileira. Tanto é assim que o Vemprarua começa a ser mobilizar em torno de duas bandeiras extremamente elitistas: o combate à taxação de grandes fortunas e ao imposto maior sobre heranças.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Liderado pelo empresário Rogério Chequer, o Vemprarua se diz apartidário, mas tem claras conexões com o PSDB. Chequer já gravou vídeos com o ex-presidente FHC, pediu votos para Aécio Neves e subiu em carros de som de José Serra.

Como a cruzada pelo impeachment foi abandonada pelo próprio PSDB, ele agora passa a defender abertamente os interesses dos ultraricos brasileiros. O que indica que a classe média remediada que saiu às ruas em março e abril pode ter sido iludida pelas lideranças do movimento.

Reportagem dos jornalistas Pedro Venceslau e Valmar Hupsel Filho, do Estadão (leia aqui), informa que a Aliança Nacional dos Movimentos Democráticos se reúne nesta quinta-feira 28 com políticos de oposição para exigir, entre outras coisas, a rejeição à taxação de grandes fortunas e impostos sobre heranças, pautas que não constavam entre as reivindicações dos grupos.

Segundo a matéria, atualmente tramitam 12 projetos na Câmara neste sentido, com o objetivo de ajudar no esforço do governo de equilibrar as contas. “O principal grupo da ‘Aliança’ é o Vem Pra Rua, que é fundado por grandes empresários e executivos do mercado financeiro. No material de divulgação do encontro, o Vem Pra Rua informa que a pauta da reunião é a revisão dos pleitos da Carta do Povo Brasileiro, documento entregue pelo grupo aos parlamentares de oposição em abril. A versão antiga do texto não constava a rejeição à taxação das grandes fortunas e imposto sobre herança”, diz ainda a reportagem.

 

BRASIL247

Movimento LGBT/PB lança nota de repúdio ao presidente da Câmara dos Deputados

Nota de RepudioMovimento LGBT da Paraíba lançou manifestro de repúdio ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB/RJ) que desembarca hoje à noite em João Pessoa e participa de um debate sobre reforma política na manhã desta sexta-feira.

Ontem, a Câmara Municipal da Capital se recusou a colocar em votação a proposta da vereadora Eliza Virgínia (PSDB)  condendo título de cidadania pessoense ao deputado carioca.

Na nota, o movimento destaca que titudes do Presidente da Câmara, Deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), dentre elas as de desarquivar projetos que instituem a “cura Gay’, o “Dia do Orgulho hétero”, e o “Estatuto da Família”.

Confira a nota na íntegra:

O Movimento LGBT da Paraíba e suas entidades parceiras vem a público manifestar seu mais veemente repúdio as atitudes do Presidente da Câmara, Deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), dentre elas as de desarquivar projetos que instituem a “cura Gay’, o “Dia do Orgulho hétero”, e o “Estatuto da Família”. Tais projetos se caracterizam como tentativas claras de institucionalizar o preconceito e a discriminação em razão da orientação sexual e/ou a identidade de gênero, além de violarem frontalmente o princípio constitucional da dignidade da pessoa humana, a democracia brasileira e a luta histórica pela igualdade substancial.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

O Legislativo deve em harmonia com os demais Poderes, zelar pelo cumprimento das prerrogativas perante a sociedade, respeitar e garantir os direitos e conquistas da população brasileira. O presidente da Câmara dxs Deputadxs tem utilizado o cargo para legislar segundo suas convicções pessoais de cunho fundamentalista, sob a justificativa de que heterossexuais sofrem discriminação em virtude de sua orientação sexual. Cunha ainda ignora a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que, de forma unânime, reconheceu o casamento igualitário entre pessoas do mesmo sexo. Segundo Cunha, só deve adotar uma criança casais heterossexuais, preferindo que mais crianças continuem no orfanato esperando por uma família.

Em suas afirmações machistas, sexistas, homofóbicas, limitadoras das liberdades e dos direitos individuais, o mencionado deputado defende que a criminalização do preconceito e da discriminação em razão da orientação sexual e/ou das identidades de gêneros que destoam dos “padrões” fixados por uma suposta normalidade, a descriminalização do aborto, a regulamentação da mídia, não vão tramitar na Casa durante seu mandato. De acordo com a vontade pessoal do deputado Cunha, a Câmara só aprova que está do lado do obscurantismo e que agirá de forma ditatorial sem permitir o diálogo, uma premissa da democracia. A laicidade é o princípio fundamental que rege o Estado Democrático de Direitos.

Segundo dados do relatório produzido pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República sobre a violência contra lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT) no Brasil revelam que em 2012, foram notificados pelo Disque 100, 3.084 denúncias de 9.982 violações relacionadas à população LGBT, envolvendo 4.851 vítimas e 4.784 suspeitos. Em relação a 2011 houve um aumento de 166,09% de denúncias e 46,6% de violações.

Deste modo, os grandes projetos desse País precisam avançar e abranger os cidadãos e cidadãs LGBT, reconhecendo e compreendendo suas especificidades e vulnerabilidades. Não aceitamos retrocesso nas conquistas de direitos, nem perseguições a comunidade LGBT. Conclamamos pessoas LGBT e a sociedade em geral para a defesa do Estado Democrático de Direito, laico e contra a Homofobia e, nesse sentido, convidamos todos para, no próximo dia 10 (Sexta-feira) de abril uma concentração que ocorrerá às 8h no Pavilhão do Chá, e, posteriormente, se somarem a outros movimentos sociais em um grande ato de repúdio ao Presidente da Câmara, Deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em frente da Assembleia Legislativa do Estado da Paraíba.

Assinado:

Grupo de Mulheres Maria Quitéria- GMMQ

Movimento do Espírito Lilás- MEL

Movimento de Bissexuais da Paraíba – MOVIB

Associação de Travestis e Transexuais da Paraíba -ASTRAPA

Gayrreiros do Vale de Itabaiana / Paraíba – GPV

Grupo Fórum LGBT de Catolé / Paraíba

Coletivo CONTIGOH da Paraíba

Grupo de Ação Pela Vida – Marí/ Paraíba – GAPV

Centro de Defesa de Direitos Humanos do Agreste da Paraíba – UEPB/CH

Fórum de Diversidade Sexual e Gênero – Campina Grande

Associação do Orgulho LGBT – Cajazeira/PB

Associação dos Homossexuais de Campina Grande

Setorial de Diversidade Sexual e Gênero do Levante Popular da Juventude

Movimento Mudança Movimento nacional

Movimento Nacional Mães Pela Igualdade

Instituto José Ricardo

Grupo Coral de Sapé – GCS

Articulação Brasileira de Gays – ARTGAY

Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Transexuais – ABGLT

Comissão da Diversidade Sexual e Direitos Homoafetivo / OAB- PB

 

 

clickpb

Movimento anti-Dilma na Paraíba acontece em João Pessoa e Campina Grande

movimentoNeste domingo, 15 de março, inúmeros lugares no Brasil inteiro marcaram atos públicos de repúdio ao governo da presidenta petista Dilma Rousseff. 25 estados do país e mais de cem cidades, inclusive algumas fora do Brasil, confirmaram adesão às manifestações.

Na Paraíba os atos estão marcados para João Pessoa e Campina Grande. Na capital, a manifestação acontece às 15h, no Busto de Tamandaré e na Rainha da Borborema, o ato começa às 14h, na Praça da Bandeira.

Embora o movimento anti-Dilma seja heterôgeneo, já que uns defendem o impeachment, outros a intervenção militar, enquanto alguns grupos defendem uma manifestação de repúdio à política em geral e não apenas ao PT, a maioria dos eventos vem sendo organizada pelo mesmo movimento, o ‘Brasil Livre’.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

A página do evento na Paraíba tem 570 curtidas. A expectativa é a de que poucas pessoas compareçam aos atos no estado, já que tradicionalmente o número de pessoas que se manifestam na internet são bem maiores do que os que comparecem de fato.

‘Movimento Brasil Livre’

O movimento tem alegadamente uma posicionamento direitista. Eles defendem o impeachment da presidenta e de seu vice. Apesar de negarem oficialmente, os líderes do movimento defendem também uma intervenção militar, em último caso, mas preferem omitir para não trazer propaganda negativa. O grande objetivo do movimento é brecar o que eles consideram um processo de ‘bolivarianismo’ e de ‘cubanização’ do Brasil. Eles também se dizem contra a corrupção e a impunidade no país.

Entre os apoiadores do movimento, vários artistas de renome no país, como Caio Castro, Kadu Moliterno, Malvino Salvador, Thaila Ayala e Latino. Na Paraíba, o cantor Biliu de Campina e Lucas Veloso, filho de Shaolin, declararam apoio ao movimento. E entre os jornalistas, destacam-se Reinaldo Azevedo, da Veja e Diogo Mainardi, da Globonews.


Feliphe Rojas