Arquivo da tag: motoristas

Operação já soma 94 acidentes e 3.577 motoristas imprudentes

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou, nesta terça-feira (25), que 3.577 motoristas foram flagrados cometendo algum tipo de infração de trânsito em rodovias da Paraíba desde o dia 7 de junho, quando foi iniciada a Operação Festejos Juninos.

Entre os atos irregulares está direção sob efeito de álcool, categoria na qual 114 motoristas foram flagrados. O número é 63% maior do que o registrado no mesmo período do ano anterior, quando 70 condutores foram pegos em flagrante dirigindo embriagados.

A Festejos Juninos, que segue até o domingo (30), visa intensificar a fiscalização nas rodovias federais com maior fluxo de veículos e pessoas. Até o momento, já foram fiscalizadas 10.011 pessoas.

A PRF registrou, desde o início da operação, 94 acidentes de trânsito, com 100 pessoas feridas e 7 mortes. Em 2018, durante o mesmo período ocorreram 84 acidentes, com 101 feridos e 9 mortes.

Feriado prolongado

O feriado de Corpus Christi e São João fizeram com que muitos motoristas aproveitassem a folga para viajar. De quinta-feira (20) a segunda-feira (24), momento com maior fluxo de veículos durante o mês de Operação, foram fiscalizadas 3.256 pessoas. Neste período foram flagrados 56 motoristas dirigindo sob o efeito de álcool, 1.383 infrações de trânsito pelas mais diversas irregularidades foram registradas e 370 veículos foram recolhidos aos pátios da PRF. Também ocorreram 21 acidentes, com 22 feridos e quatro mortes.

Combate a crimes

As ações de combate ao crime também foram intensificadas neste período, o que resultou na prisão de 41 pessoas, 6 veículos foram recuperados, 2 armas de fogos e 3,7 kg de cocaína foram apreendidas. As ações de combate ao crime e de fiscalização de trânsito continuarão intensificadas até o final do mês e contam com a participação de policiais de outras unidades da federação, como Brasília e Pará, bem como de policiais que desenvolvem atividades administrativas e esta época são deslocados para desenvolveram atividades operacionais.

 

portalcorreio

 

 

“Afrouxamento da lei vai liberar os motoristas para agirem de forma mais imprudente”, avalia especialista sobre projeto que altera Código de Trânsito

Um dos pontos do projeto do presidente Jair Bolsonaro que pretende alterar o Código Brasileiro de Trânsito pode potencializar as infrações de trânsito. Essa é a avaliação do presidente da comissão de trânsito da OAB de São Paulo, Rosan Coimbra.

O especialista aponta que o aumento de 20 para 40 pontos na carteira para que o motorista perca a habilitação significa, na prática, beneficiar o infrator.

“Me parece que este afrouxamento da lei vai liberar os motoristas para agirem de forma mais imprudente, o que constitui um risco para todos os usuários da via. Então, acreditamos que essa não é melhor solução”, alertou.

Rosan Coimba, contudo, elogiou a proposta que trata do recall, que é o chamamento das fábricas para que os proprietários dos veículos façam alterações ou adequações de substituição de peças por motivos de segurança. Pela proposta, o registro do veículo seria barrado por defeito de fabricação não corrigido, o que impede, por exemplo, a transferência de propriedade do veículo.

“É uma boa iniciativa e que visa efetivamente a segurança do veículo e a segurança de todos os usuários da via pública”, disse.

O documento entregue pelo governo também propõe a ampliação do prazo de validade da carteira de motorista de 5 para 10 anos e estabelece que as habilitações já expedidas antes da lei ser implantada tenham o prazo estendido automaticamente. O ponto mais polêmico é o que retira a exigência de exame toxicológico para motoristas profissionais, como caminhoneiros, e propõe ainda o fim da multa para veículos que circulem durante o dia, em rodovias de pista simples, sem o farol baixo.

Em relação ao uso de cadeirinhas infantis em veículos, o governo defende que a obrigatoriedade vire lei e não uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito, como ocorre atualmente.

 

agenciadoradio

 

 

Operação Lei Seca flagra 97 motoristas alcoolizados em março de 2019 na Paraíba

A Operação Lei Seca multou 97 motoristas no mês de março por dirigir sob efeito de álcool na Paraíba. De acordo com o Departamento de Trânsito da Paraíba (Detran-PB), mais especificamente pela Divisão de Policiamento e Fiscalização, as informações foram divulgadas em uma balanço nesta segunda-feira (1°).

Foram realizados 858 testes de bafômetro, que resultaram na apreensão de 81 carteiras de habilitação (CNHs) e na remoção de 18 veículos aos pátios do órgão. A operação ainda autuou 87 condutores em flagrante, pela prática de outras infrações ao Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

O CTB prevê que os condutores de veículos flagrados sob efeito de álcool estão sujeitos à multa no valor de R$ 2.934,70, além de responder a processo administrativo de cassação da CNH por um ano.

Em caso de reincidência, será cobrado o dobro do valor da multa e o condutor responderá pela cassação da CNH pelo período de dois anos.

G1

 

Em protesto, motoristas de ônibus de CG paralisam atividades

Na manhã desta quinta-feira (14), os motoristas de ônibus de Campina Grande fizeram uma paralisação de advertência durante duas horas.

De acordo com informações do Sindicato de Motoristas de Ônibus da cidade, o motivo da paralisação é que as empresas de ônibus não estão realizando o pagamento da categoria de forma regular.

Os motoristas estariam sem receber reajuste de salário desde o ano passado.

No próximo dia 21 caso não tenham recebido o pagamento, os motorista declararam que irão realizar uma nova paralisação, deste vez por tempo indeterminado.

PB Agora

 

 

‘Lei Seca’ flagra 65 motoristas dirigindo bêbados na PB

Foto: Divulgação

Sessenta e cinco motoristas foram flagrados dirigindo sob efeito de álcool pela Operação Lei Seca durante o mês de abril, na Paraíba. Dois motoristas foram conduzidos à delegacia por prática de crime de alcoolemia. O balanço foi divulgado nesta quarta-feira (2) pela Divisão de Policiamento e Fiscalização do órgão.

De acordo com o balanço mensal, foram realizados 1.082 testes de bafômetro, que resultaram na apreensão de 56 carteiras de habilitação (CNHs) e na remoção de 30 veículos aos pátios do órgão.

A operação ainda autuou em flagrante 70 condutores pela prática de outras infrações ao Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

PMs que não são do BPTran também podem emitir multas a motoristas na PB

Policiais militares que não fazem parte do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran) e das Companhias de Trânsito da PM estão utilizando um equipamento que permite a aplicação de multas de trânsito ‘em tempo real’.

De acordo com o tenente Bertuni, do 5º Batalhão da Polícia Militar, o equipamento funciona interligado com o sistema do Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB).

“O policial militar também pode fazer a multa, que quem faz naturalmente é o BPTran. Quando o policial faz uma ocorrência ele pode usar esse equipamento, que é um recurso online, onde fazemos a notificação.Ele vai vincular a multa ao sistema do Detran e emitir a multa em tempo real”, disse o tenente.

Portal Correio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Motoristas poderão ser multados a partir desta sexta-feira em Guarabira

A partir desta sexta-feira (20), motoristas que trafegam em Guarabira no Brejo paraibano, correm o risco de serem multados em caso de infração de trânsito.

Gilberto Machado, superintendente da STTRANS de Guarabira fez o anuncio em entrevista concedida ao locutor Fabiano Lima do programa “Giro de notícias” da Rádio Rural.

O superintendente disse que os agentes passaram por processos de capacitação e abordagem aos motoristas.

“A cidade já está habilitada a proceder com as notificações a infratores, seja conduzindo carro ou motocicleta” disse Gilberto.

Os agentes da STTRANS estão distribuindo panfletos de orientação já alertando os motoristas das principais infrações.

A equipe de transito também está atuando na abertura de novos espaços para estacionamento. O motorista que for flagrado estacionando em lugar proibido poderá ser notificado. Os valores das multas estão estabelecidos no Código de Trânsito Brasileiro.

Veja as principais infrações:

Estacionar em fila dupla, não uso do capacete, uso do celular ao volante, não uso do cinto de segurança, dirigir sob efeito de bebidas alcoólicas, desrespeito aos sinais de trânsito e avançar faixa de pedestres.

Redação NE1 com Eduardo Figueiredo

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Motoristas são flagrados em carros de luxo a quase 200 km/h e têm CNHs suspensas

Divulgação/PRF-PB

Dois motoristas foram multados e tiveram o direito de dirigir suspenso ao serem flagrados dirigindo carros de luxo em alta velocidade nesse domingo (25), em trechos da BR-230 no município de Patos, Sertão paraibano, a 316 km de João Pessoa.

No primeiro caso, um automóvel modelo Hyundai Azera foi flagrado a 192 km/h. Menos de uma hora depois, os radares fotográficos da Polícia Rodoviária Federal (PRF) registraram um Chevrolet Camaro a 175 km/h.

De acordo com a PRF, os motoristas receberam 7 pontos na Carteira de Habilitação Nacional (CNH) e ficarão impedidos de dirigir por 12 meses. Eles ainda terão que pagar, cada um, multa no valor de R$ 880,41.

A PRF destacou que, além da alta velocidade, o risco de acidente assumido pelos motoristas foi agravado pelo fato de a pista ser simples e sem sinalização. O limite permitido para a localidade seria 100 km/h.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Motoristas de Uber e taxistas se envolvem em confusão na rodoviária de João Pessoa

Uma confusão entre motoristas do aplicativo Uber e taxistas acabou com dois carros com para-brisas quebrados na noite de terça-feira (23), em João Pessoa. A briga teve início quando dois motoristas do Uber foram até o terminal rodoviário, no bairro do Varadouro, para pegar passageiros. A confusão resultou em um protesto e bloqueio das entradas e saída de veículos da rodoviária por cerca de 50 motoristas do Uber até a chegada da polícia

De acordo com a associação dos motoristas de transporte particular, que defende o motorista de Uber, explicou que a confusão começou com um bate-boca iniciado por um taxista. Por sua vez, a coordenação dos taxistas que trabalham na rodoviária informou que os parabrisas foram quebrados por motociclistas que passaram pelo local. Após o protesto na rodoviária, os motoristas do Uber foram vistos em carreata na avenida Epitácio Pessoa.

A confusão aconteceu justamente no dia em que a Câmara Cível do Tribunal de Justiça em João Pessoa decidiu pela manutenção do aplicativo Uber na capital paraibana. Conforme o relator do processo, o desembargador José Ricardo Porto, o serviço prestado pelo Uber é configurado como transporte de passageiro individual privado, não se confundindo com os dos taxistas, um serviço público.

Dois carros de motoristas de Uber foram quebrados na noite de terça-feira (23) em João Pessoa (Foto: Reprodução/TV Cabo Branco)

Dois carros de motoristas de Uber foram quebrados na noite de terça-feira (23) em João Pessoa (Foto: Reprodução/TV Cabo Branco)

“Não visualizo como o transporte por meio da plataforma eletrônica Uber seja considerado clandestino ou ilegal, a ponto de os motoristas nesta qualidade sofrerem algum tipo de sanção da municipalidade”, ponderou. O desembargador destacou que, no âmbito da atividade econômica, a norma geral que vigora nas sociedades democráticas, baseada na liberdade, é que aos particulares é lícito fazer tudo que não seja proibido por lei.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

PRF flagra mais de 700 motoristas com excesso de velocidade

prf-radaresA Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou diversas irregularidades durante o final de semana nas rodovias federais que cortam a Paraíba. Da última sexta até o domingo, mais de 700 condutores foram flagrados trafegando com excesso de velocidade. Ultrapassagem proibida, motociclistas sem fazer uso do capacete, falta do uso do cinto de segurança e condutores dirigindo sob efeito de álcool também foram algumas das infrações observadas.

Motocicletas, veículos de passeio e autocargas cometeram a infração de transitar em velocidade superior à máxima permitida, e que dependendo do excesso cometido, pode caracterizar infração gravíssima, computando 7 pontos na CNH. As irregularidades foram observadas principalmente nas BRs 230, 101 e 104, onde o fluxo de veículos é mais intenso e as maiores velocidades foram flagradas: 167, 171 e 178 Km/h.

A PRF alerta que condutores que trafegam pelas rodovias federais precisam ficar atentos, pois além dos radares fixos instalados, diversos radares fotográficos portáteis estão em operação diariamente em todo estado, inclusive trabalhando de forma sequenciada. Ou seja, um mesmo condutor pode ser flagrado diversas vezes em uma mesma viagem durante seu trajeto.

Segundo a PRF as velocidades altas (acima do limite permitido) e as inadequadas (dirigir rápido demais para as condições do momento) são sempre maléficas. Em alta velocidade, os efeitos dos erros dos condutores são ampliados e o tempo de parada (tempo de reação + tempo de frenagem) implica em uma maior distância percorrida.

Veja flagrantes

Veja os valores e pontuação na CNH:

Se o excesso foi de 20% acima da máxima permitida, a infração é média, computa 4 pontos na CNH e o valor é R$ 130,16.

Caso o excesso fique na faixa de 20 a 50 % acima da máxima permitida, a infração é grave, computa 5 pontos na CNH e o valor é R$ 195,23.

Mas se o excesso cometido for acima de 50% da máxima permitida, a infração é gravíssima, computa 7 pontos na CNH e o valor é 880,29, além da penalidade da suspensão do direito de dirigir.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br