Arquivo da tag: mostrar

Miss Bumbum vira coelhinha dois dias após mostrar dedo para fotógrafo

missIndianara Carvalho parece ter se acalmado depois de ter sido flagrada fazendo topless em um local pouco comum para os paparazzi: a praia do Guarujá, em São Paulo. Apenas dois dias depois do flagra, a Miss Bumbum Brasil apareceu em uma atitude bem menos irritada e fez uma pintura corporal para virar uma coelhinha de Páscoa.

A versão sexy do personagem foi criada pelo artista plástico Victor Nogueira na tarde desta quinta-feira, 2, em São Paulo. “Estou me sentindo muito sexy e desejada nesta fase da minha vida”, contou a Miss Bumbum que confessa amar chocolate, mas diz que não vai exagerar nesta Páscoa.

Recentemente, Indianara Carvalho causou polêmica ao posar para foto enrolada em uma bandeira do Brasil. Ao EGO, ela se defendeu: “Tirei a foto sem segundas intenções. Na verdade, eu coloquei a bandeira no meu corpo devido ao contrastes das cores! Simples assim. Achei uma foto linda e postei. Não esperava receber tantas criticas, as pessoas acharam que eu faltei com respeito a bandeira. Eu jamais faria tamanha hostilidade.”

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Indianara Carvalho (Foto: Marcelo Brammer / AgNews | Divulgação)Indianara Carvalho (Foto: Marcelo Brammer / AgNews | Divulgação)
Indianara Carvalho (Foto: divulgação)Indianara Carvalho (Foto: divulgação)
Indianara Carvalho (Foto: divulgação)Indianara Carvalho (Foto: divulgação)
Indianara Carvalho (Foto: divulgação)Indianara Carvalho (Foto: divulgação)
Indianara Carvalho (Foto: divulgação)Indianara Carvalho (Foto: divulgação)
Indianara Carvalho (Foto: divulgação)Indianara Carvalho (Foto: divulgação)
Indianara Carvalho (Foto: divulgação)Indianara Carvalho (Foto: divulgação)
Indianara Carvalho (Foto: divulgação)Indianara Carvalho (Foto: divulgação)
Indianara Carvalho (Foto: divulgação)Indianara Carvalho (Foto: divulgação)
Indianara Carvalho (Foto: divulgação)Indianara Carvalho (Foto: divulgação)
EGO

Prefeito oferece carro de presente a quem mostrar uma obra de Cássio em sua cidade

JuncoA falta de obras e ações durante a gestão do ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) tem provocado as mais diversas reações entre as lideranças políticas da Paraíba. Desta vez, foi o prefeito de Junco do Seridó, Branco Simões (PSD), que aproveitou a passagem da Caravana do Trabalho por sua cidade, na tarde desta quinta-feira (25), para lançar um desafio aos aliados do tucano.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Lancei um desafio aqui no meu município, e que agora eu amplio. Se alguém me mostrar uma obra feita por Cássio em Junco do Seridó, eu dou o meu carro de presente pra essa pessoa. Até agora ninguém venceu esse desafio e ninguém vencerá, porque ele não entregou uma única obra na cidade, enquanto o governador Ricardo Coutinho entregou mais de R$ 6 milhões em obras e ações”, disse Branco.

O prefeito revelou que não votou no governador Ricardo Coutinho (PSB) nem no primeiro nem no segundo turno das eleições de 2010, mas que não poderia deixar de votar no socialista agora pelo trabalho que ele vem desenvolvendo na Paraíba. “Tenho visto o trabalho que Ricardo tem realizado, e não estou nem um pouco arrependido do meu apoio. Meu partido está em outra coligação, me convidaram a apoiar Cássio, mas eu sou um homem trabalhador e só posso votar em um homem trabalhador como Ricardo”, finalizou.

A educação foi a área que mais recebeu investimentos da gestão de Ricardo em Junco do Seridó, com a entrega de 58 tablets e aquisição de dois ônibus escolares, além da construção da escola Ezequiel Fernandes e de um ginásio de esportes, no valor de R$ 4 milhões. O governo socialista ainda investiu no apoio à mineração, no Sítio Chorão, beneficiando 160 famílias.

Através do Pacto Social, Junco do Seridó recebeu recursos de mais de R$ 1milhão para a aquisição de uma ambulância, construção de uma escola municipal e de uma passagem molhada na estrada de acesso ao Distrito de Bom Jesus, além da reforma e ampliação da Escola Santo Onofre.

Da Redação com Assessoria

CPMI do Cachoeira: para relator, depoimento de arquiteto serviu para mostrar que governador do PSDB mentiu

 

Após ouvir o depoimento do arquiteto Alexandre Milhomen, o relator da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira, deputado Odair Cunha (PT-MG), concluiu que o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), mentiu em depoimento prestado à comissão no dia 12 de julho.
De acordo com o relator, Perillo teria “montado” a história da venda da casa para esconder sua relação com o empresário Antônio Carlos de Almeida Ramos, conhecido como Carlinhos Cachoeira, apontado pela Polícia Federal como líder de uma organização criminosa que envolve políticos e empresários.
Ao ser indagado se o governador teria mentido em seu depoimento, Cunha respondeu: “Com certeza. Está evidente que a história foi uma história montada. A história da casa é para negar a relação do governador com o senhor Carlos Cachoeira”, disse o relator.
Milhomen disse na CPMI que foi contratado por Andressa Mendonça, mulher de Cachoeira, para decorar a casa na qual que ela moraria provisoriamente. Pelo serviço, o arquiteto disse ter recebido R$ 50 mil, pagos em cinco parcelas de R$ 10 mil. O arquiteto também calculou que as compras de móveis e objetos de decoração para a casa somaram cerca de R$ 500 mil, pagos por Andressa.
“Quem comprou a casa foi o senhor Carlos Cachoeira, os áudios mostram isso, e aqui o arquiteto disse que quem o contratou foi a senhora Andressa”, disse o relator.
As gravações interceptadas pela Polícia Federal indicam que os serviços prestados pelo arquiteto foram contratados em maio de 2010, antes que ocorresse a negociação do imóvel da forma que o governador informou à comissão. Em fevereiro desse ano, a Polícia Federal prendeu Cachoeira nessa casa.
Perillo, em seu depoimento, negou ter vendido a casa para Cachoeira. Ele disse que vendeu o imóvel ao empresário Walter Paulo Santiago, dono da Faculdade Padrão. “Está evidenciado que a prestação do serviço foi antes da aquisição da casa pelo senhor Walter Paulo e que quem contratou o arquiteto foi o senhor Carlos Cachoeira, para fazer uma decoração vultosa que custou mais de R$ 500mil com a aquisição de móveis”, disse o relator.
O relator avaliou que não há necessidade de se tomar um novo depoimento de Perillo. “Nós vamos agora continuar buscando meios de prova para desmontar a tese aqui desenhada, a historia montada pelo governador Marconi Perillo”, afirmou.
Segundo Odair Cunha, “fica cada vez mais evidente pelos áudios da Polícia Federal, que dão conta que Carlos Cachoeira queria comprar a casa em fevereiro, que dão conta da preocupação de Carlinhos Cachoeira com a casa estar no seu nome em abril, que dão conta da decoração dessa casa, que dão conta de que Cachoeira queria vender a casa no final de junho e no começo do mês de julho”.
Outro ponto confirmado pelo arquiteto durante o depoimento é que parte do pagamento pela decoração foi paga pela empresa Alberto e Pantoja, que, segundo a Polícia Federal, recebeu repasses da Delta Construções, investigada como parte do esquema atribuído a Carlinhos Cachoeira.
O relator informou que os próximos passos da CPMI buscarão estabelecer os vínculos de Cachoeira dentro da estrutura do governo de Goiás. Ele rebateu as críticas de outros parlamentares que o acusam de direcionar as investigações da comissão para o governador Marconi Perillo.
” Nós, aqui, não queremos defender governador nenhum. Nós temos uma organização criminosa que se apoderou do aparelho de segurança pública do estado, que ameaça promotores, que ameaça juízes, e vamos continuar investigando essa organização criminosa. Quem quer defender a organização criminosa, a turma do Cachoeira, vai ter que vir aqui”, destacou, referindo-se às críticas feitas principalmente pelo deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP).
Cunha evitou falar sobre os requerimentos de convocação do ex-diretor da matriz da empresa Delta, Fernando Cavendish, e do ex-diretor do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), Luiz Antônio Pagot. As duas convocações vêm sendo defendidas na CPMI pelos parlamentares de oposição. “Vamos tratar desse assunto só no próximo dia 5 de julho”, limitou-se a responder o relator, referindo-se à próxima reunião administrativa da CPMI.

Luciana Lima/Repórter da Agência Brasil
Focando a Notícia

Artista guarabirense vai mostrar arte em ‘naif’ em exposição paulista

Marcio Bizerril e a sua tela em Naif

O cordelista e artista plástico guarabirense, Marcio Bizerril terá duas de suas obras expostas no Serviço Social do Comércio – SESC da cidade de Piracicaba, no estado de São Paulo.

Segundo Bizerril, trata-se de uma exposição de artes em tela ‘naif’ – a Bienal Naife 2012 de Piracicaba, a qual estará aberta ao público entre os meses de agosto a dezembro deste ano.
Ele ainda disse que não vai estar presente no evento, mas que atendendo a solicitação dos organizadores, estará enviando –via Correios– as telas com arte denominada, cujo mesmo, de “Retratos da Nossa Gente”, as quais possuem 30 cm x 30 cm de tamanho.
De acordo com informes da web, a arte em naif é um estilo de obra primitiva moderna, que é preparada por artistas sem formação acadêmica no que executam – o que não implica que a qualidade de suas obras sejam inferior. Porém ao longo do tempo o estilo vem sendo cada vez mais aceito e valorizado.
http://ivanildosantos.blogspot.com.br