Arquivo da tag: morta

Acidente de moto deixa uma pessoa morta na curva do Eucalipto, em Araçagi

O irmão de um ex-vereador morreu na noite desta sexta-feira (20) em um acidente de moto na curva do eucalipto, na Rodovia PB-057, entre os municípios de Guarabira e Araçagi, na Paraíba.

Gelson Gonçalo Xavier, de 39 anos era natural de Guarabira e irmão do ex-vereador Beto de Paulino da cidade de Araçagi. Segundo a polícia civil, o motociclista teria perdido o controle da moto e sobrado na curva.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada e ao chegar ao local o médico confirmou o óbito. Uma perícia foi realizada para investigar o acidente.

Há relatos que houve uma colisão entre a moto e um carro, mas a polícia civil não confirmou e disse que o laudo ficará pronto em até 30 dias. O corpo foi encaminhado ao Núcleo de Medicina e Odonto-Legal (Numol) de Guarabira.

Blog do Pedro Júnior

 

 

Adolescente é morta com tiro de espingarda dentro de casa, em Sousa, PB; companheiro é suspeito

Uma adolescente de 17 anos foi morta com um tiro de espingarda calibre 12 na tarde desta terça-feira (3), na cidade de Sousa, no Sertão paraibano. Segundo a Polícia Civil, o feminicídio ocorreu dentro da casa onde a vítima morava com o companheiro. Ele é o principal suspeito do crime e fugiu do local.

De acordo com as informações da Polícia Civil, em Sousa, o crime ocorreu por volta das 14h30, no bairro Alto do Cruzeiro. A vítima foi atingida por um tiro na lateral do tórax. Ela chegou a ser socorrida pelo Samu, mas quando chegou ao Hospital Regional de Sousa já estava morta.

Na residência do casal, a Polícia Civil encontrou a espingarda utilizada no crime. Também foi encontrada uma quantidade de crack em um saco plástico. Ainda segundo a Polícia Civil, familiares da vítima relataram que o casal tinha um histórico de brigas, mas não sabe o que exatamente motivou o crime.

Até as 15h50 desta terça-feira, a Polícia Civil e a Polícia Militar continuavam realizando buscas para tentar localizar o suspeito.

Foto: Beto Silva/TV Paraíba

G1

 

Mulher é morta a facadas na PB e ex-companheiro é suspeito; ‘cena macabra’, diz delegado

Uma mulher foi morta e a filha dela, de 13 anos, foi esfaqueada na madrugada desta quarta-feira (28), em Condado, no Sertão da Paraíba. De acordo com o delegado da Seccional de Patos, Manoel Martins, responsável pelo caso, o principal suspeito do crime é o ex-companheiro da mulher, um homem de 39 anos, que teria arrombado a casa da vítima com uma alavanca e, em seguida, atacado a ex-companheira.

“O que a gente viu foi uma cena macabra. Não dá pra dizer de quem é exatamente o sangue espalhado pela casa, porque a mulher foi esfaqueada, a filha dela, de 13 anos, também e, pelo que vimos, houve luta corporal e ele também deve ter ficado bastante ferido”, contou o delegado Manoel Martins.

O caso aconteceu por volta da 0h30, na rua Sebastião Barbosa dos Santos. Conforme o delegado, a Polícia Militar foi acionada ao local por volta da 1h. Ao chegar na casa, a polícia encontrou a mulher morta, a filha dela gravemente ferida e um menino de 5 anos, que também estava no local e, segundo o delegado, estava transtornado.

“O suspeito arrombou a casa pela porta da sala com uma alavanca. Lá dentro estava a mulher morta cheia de perfurações, a filha de 13 anos esfaqueada e um menino de 5 anos, que a gente ainda não sabe se é filho da vítima ou do suspeito”, relatou o delegado.

Na casa, além da mulher morta, identificada como Juberlúcia Oliveira da Silva, de 30 anos, a polícia encontrou a alavanca utilizada pelo suspeito para entrar na casa e uma faca. De acordo com o delegado, ainda não se sabe se a faca seria do suspeito ou se a vítima teria pego o objeto para se defender.

Polícia encontrou celular e documentos do suspeito

Segundo o delegado, a polícia acredita que o suspeito do crime também ficou ferido. “A polícia encontrou um grande rastro de sangue saindo da casa até um matagal próximo do local. O suspeito fugiu pra dentro dessa mata e lá nós encontramos o celular e todos os documentos dele”, contou.

Conforme o delegado, testemunhas relataram que o suspeito já havia premeditado o crime. “As primeira investigações revelaram que ele estava morando em São Paulo há algum tempo e que vivia ameaçando a ex-companheira de morte e aí ele teria vindo pra cidade só para matar a mulher”, frisou.

Menina de 13 anos em estado grave

Ainda de acordo com o delegado Manoel Martins, a filha da Juberlúcia de Oliveira, uma menina de 13 anos, foi encontrada ferida com diversos golpes de faca. A menina foi socorrida por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada para o Hospital Regional de Patos.

“A menina está internada em estado grave na UTI do Hospital Regional de Patos. Só ela vai poder nos relatar o que de fato aconteceu dentro dessa casa. E isso só será possível após a recuperação dela, porque não podemos ouvir o menino de 5 anos, que também estava na casa. A criança também foi encontrada transtornada”, disse o delegado.

Até as 11h desta quarta-feira (28), as informações do delegado eram de que o suspeito do crime continuava foragido. “A gente acredita que ele não vai conseguir ficar muito tempo escondido, porque pela cena do crime, ele ficou muito ferido também. Então logo logo ele vai ter que procurar ajuda médica”, salientou Manoel Martins.

G1

 

Guarabira: jovem foi morta por estrangulamento e polícia quer saber se houve estupro

A polícia continua trabalhando nas investigações para tentar elucidar o assassinato da jovem Deysiane Taynalle, de 23 anos, encontrada morta no começo da tarde desta terça-feira (6), às margens do Canal do Juá, em Guarabira.

No local do crime, peritos contaram que possivelmente a morte foi provocada por estrangulamento, visto que o corpo foi encontrado despido e com um fio envolto no pescoço da vítima. Mas o resultado conclusivo só será divulgado posteriormente pela Polícia Científica.

Os peritos reclamaram da dificuldade que terão devido à alteração da cena do crime que foi feita por curiosos que se aglomeraram, deixando pegadas, amassando a vegetação existente, depois que o corpo foi localizado por crianças que empinavam pipa nas imediações do Canal.

A polícia solicitou que fosse realizado exame de conjunção carnal para saber se ouve estupro contra a vítima. Depois de concluídos os exames, o corpo deverá ser encaminhado ao município de Esperança, terra natal da jovem, onde será sepultado.

O crime

De acordo com as investigações, Deysiane estava na casa da sogra na noite de sábado quando foi para casa, sozinha, do bairro do Nordeste para as proximidades do Canal do Juá, onde residia, tendo que atravessar o local ermo, e teria sido atacada por um ou mais elementos.

Ela estava desaparecida desde o último sábado (3) e foi encontrada somente nesta terça, já em estado de decomposição.

Em entrevista à imprensa, o companheiro da jovem, Rodrigo França, de 22 anos, disse que ela estava com suspeita de gravidez. Ele contou ainda que estava em casa aguardando a companheira chegar.

 

 

portal25horas

 

 

“Ela estava com suspeita de gravidez”, diz esposo de jovem morta em Guarabira

Rodrigo, de 22 anos, disse em entrevista a repórter Pedro Júnior (Rádio Talismã FM 99,3), que quer ajuda da polícia para desvendar a morte da sua esposa, Deysiane Taynelle, de 23 anos, encontrada morta nesta terça-feira (6), na cidade de Guarabira.

Rodrigo afirmou na entrevista que a morte da sua esposa foi uma covardia. “Sem explicação, ela não devia e nem conhecia ninguém”, disse.

Perguntado se estava sofrendo acusação, Rodrigo disse que jamais teria como fazer isso com ela. “Eu amava muito ela”, declarou.

O delegado Norival Portela do NI – Núcleo de Homicídios da 8ª DSPC, também se pronunciou e afirmou que o crime se trata de um – CVLI – Crime Violento Letal Intencional. Os familiares foram ouvidos e diligências internas e externas estão sendo realizadas no intuito de elucidar o fato.

“Estamos trabalhando no caso e o propósito é elucidar o fato e descobrir o responsável, mas dentro de um trabalho com coletas de indícios que realmente possa surtir efeitos”, frisou Portela em entrevista ao repórter Pedro Júnior.

 

portal25horas

 

 

Idosa é morta com 4 perfurações de faca após ter a sua casa invadida e incendiada em Queimadas-PB

A Policia Militar da Paraíba registrou, neste domingo (7), mais um crime brutal. Desta vez uma idosa, 76 anos, foi assassinada a golpes de arma branca após ter a sua casa invadida por dois homens na cidade de Queimadas, região metropolitana de Campina Grande. Segundo informações de populares, após a invasão, um incêndio também foi registrado no local.

De acordo com a Polícia Militar, dois homens teriam invadido e incendiado a residência da idosa identificada como Maria José da Silva e efetuado ao menos 4 perfurações de faca na mesma. O companheiro da vítima, que também mora no local, é acamado e está internado.

Imagem reprodução/Foto: whatsapp

Devido ao incêndio, o Corpo de Bombeiros Militar chegou a ser acionado, mas vizinhos conseguiram apagar o fogo. A polícia faz diligências para tentar localizar os suspeitos. A Polícia Civil investiga o caso.

 

wscom

 

 

Mulher morta com facadas no pescoço é encontrada dentro de casa em Campina Grande

O corpo de uma mulher foi encontrado dentro de sua residência na madrugada desta segunda-feira (20) em Campina Grande. O caso foi registrado no bairro José Pinheiro.

De acordo com informações da polícia, a mulher tinha marcas de vários golpes de faca no pescoço. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para prestar socorro à mulher, mas ela já estava morta.

Depois de constatado o óbito, o corpo da mulher foi levado até o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) em Campina Grande. A polícia aguarda algum parente da mulher para fazer sua identificação.

Segundo levantamento da polícia com testemunhas, a mulher morava no local aproximadamente há um ano, quando deixou João Pessoa para viver em Campina Grande. Ela vivia sozinha na casa.

A polícia irá investigar o que de fato aconteceu para tentar descobrir o autor do crime. Até o momento não há informações sobre algum suspeito.

 

 

clickpb

 

 

Mulher é morta com tiros na cabeça, em Santa Rita, na PB

Uma mulher foi morta a tiros, na noite desta quarta-feira (1º), no bairro Santa Cruz, em Santa Rita, na Grande João Pessoa. A vítima foi atingida por disparos na cabeça e, segundo a Polícia Civil, a morte foi uma execução por questão de territorialidade das facções.

Jaciele da Silva Freitas tinha 25 anos. Conforme o delegado Paulo Josafá, a vítima tem dois irmãos que pertencem a uma determinada facção e, há meses, ela prestou depoimento contra a outra facção. Nenhuma testemunha falou no local, mas o delegado acredita que o depoimento tenha motivado o crime.

Nenhum suspeito do homicídio foi identificado, localizado ou preso. A Polícia Civil descarta a possibilidade de feminicídio. Jaciele da Silva deixa dois filhos.

G1

 

Mulher é morta com golpe de faca e companheiro é principal suspeito, em João Pessoa

Uma mulher foi morta com golpe de faca na madrugada desta sexta-feira Santa, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa. De acordo com a Polícia Militar, o principal suspeito do crime é o companheiro da vítima, que já teria agredido a mulher outras vezes, conforme testemunhas contaram à polícia.

Ainda conforme informações da PM, a Ana Priscilla do Rego Viana, de 31 anos, foi morta próximo a um terreno baldio e o corpo dela foi encontrado dentro de uma construção abandonada.

A polícia informou que a vítima já denunciou o companheiro pelo menos duas vezes na Delegacia da Mulher. A família dela também já havia denunciado o suspeito. No entanto, por ele não ter residência fixa, a localização dele foi dificultada. O casal tem um filho de um ano.

A Polícia Militar e a Polícia Civil estiveram no local. O caso vai ser investigado. O suspeito do crime, identificado como Cleonildo Poncio Leon de Oliveira, de 39 anos, não foi preso.

Foto: Reprodução/TV Cabo Branco

G1

 

Criança é morta a tiros em carro com homem que havia acabado de deixar a prisão na PB

Uma criança de 9 anos foi morta com dois tiros dentro do carro onde estava um ex-detento, recém liberado da prisão, na noite desta quinta-feira (15), em Santa Rita, na Grande João Pessoa. O homem recebeu um alvará de soltura no mesmo dia e estava sendo solto, após passar três meses preso.

Letícia Agripino estava no carro com o pai, a madrasta, um irmão de 3 anos e um amigo da família, que dirigia o carro. Eles iriam ao médico, mas antes passaram no Presídio Padrão de Santa Rita para buscar um primo do pai da criança, preso por posse ilegal de arma. Nesse momento, o carro foi alvo de vários tiros.

Segundo o delegado Hugo Helder, ao pegar o ex-detento, o carro foi atingido por vários tiros, ainda perto do presídio. O pai da criança ficou ferido por estilhaços das balas. A menina de 9 anos ainda foi socorrida e levada para UPA de Santa Rita, mas não resistiu e morreu.

A Polícia Civil ainda não sabe explicar o que pode ter acontecido. O ex-detento informou, em primeiro depoimento à polícia, que não esperava ser solto nesta segunda-feira. Ele afirmou que não conversou com nenhum advogado e que só ficou sabendo do alvará de soltura praticamente na hora de deixar o presídio.

Ainda conforme o delegado Hugo Hélder, o ex-detento informou que um agente penitenciário teria feito a ligação para a família informando do alvará de soltura.

Todos os ocupantes do carro, segundo a Polícia Militar, são de Odilândia, Zona Rural de Santa Rita.

Foto: Reprodução/TV Cabo Branco

G1