Arquivo da tag: moradores

Moradores agradecem a Assembleia Legislativa por aprovação de Projeto que cria a APA de Jacarapé

Através da Associação de Sustentabilidade dos Pescadores, Ambientalistas e Moradores da Praia de Jacarapé (ASPAMJA), as 88 famílias moradoras da comunidade Jacarapé emitiram uma nota nesta quarta-feira (21) em agradecimento aos deputados e deputadas estaduais que aprovaram o Projeto de Lei do deputado Tião Gomes (Avante), que cria a Área de Proteção Ambiental (APA) de Jacarapé.

O plenário da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) derrubou, por maioria, nesta terça-feira (20), o veto do governador João Azevêdo ao Projeto de Lei.

O projeto torna-se Lei Estadual após promulgação pelo Governo do Estado em publicação no Diário Oficial.

O deputado Tião Gomes explicou que a partir da implantação da APA, a Praia de Jacarapé terá suas belezas naturais ainda mais preservadas. O parlamentar disse que o projeto vai assegurar um desenvolvimento econômico da localidade.

Veja a nota dos moradores

Prezados Deputados e Deputadas

Nós moradores da Comunidade de Jacarapé agradecemos pelo apoio ao Projeto de Lei nº 435/2019, de autoria do deputado Tião Gomes, que criou a Área de Proteção Ambiental de Jacarapé.

Somos 88 famílias de comunidade tradicional que moramos nesta praia desde os anos 80. Diante da criação da Unidade de Conservação de Proteção Integral em 2002, o único meio para nossa regularização fundiária, sonho e esperança de moradia para estas famílias, foi através deste Projeto de Lei.

Hoje nos sentimos representados pelos Senhores e as Senhoras que tornaram possível este grande sonho. Seremos eternamente gratos, principalmente ao Senhor Deputado  Tião Gomes de ter acreditado no potencial desta comunidade e aos demais que pelo senso de justiça votaram a favor do Projeto.

Segue a lista dos Deputados e Deputadas que votaram a favor da APA de JACARAPÉ.

1.         TIAO GOMES

2.         JOÃO BOSCO

3.         MANOEL LUDGÉRIO

4.         JOÃO HENRIQUE

5.         RANIERY PAULINO

6.         ANÍSIO MAIA

7.         EDIMILSON SOARES

8.         CAIO ROBERTO

9.         JUTAY MENESES

10.      CAMILA TOSCANO

11.      GALEGO SOUZA

12.      NABOR WANDERLEY

13.      TOVAR TAVARES

14.      ANDERSON MONTEIRO

15.      ÉRICO DJAN

16.      FELIPE LEITE

17.      JÚNIOR ARAÚJO

18.      CABO GILBERTO

19.      MEICHIOR NAELSON

20.      MOACIR BARBOSA

21.      TARCIANO DINIZ

22.      WALBER VIRGOLINO

23.      POLLYANA DUTRA

24.      DODA DE TIÃO

Votaram contra nosso projeto

1.         LINDOLFO PIRES

2.         JEOVÁ VIEIRA

3.         ESTELIZABEL BEZERRA

4.         INÁCIO FALCÃO

5.         WILSON SANTIAGO

Tereza Cristina Araújo de Oliveira

Presidenta da Associação de Sustentabilidade dos Pescadores, Ambientalistas e Moradores da Praia de Jacarapé – ASPAMJA

João Pessoa, 20 de agosto de 2019.

 

 

Moradores de prédio que desabou parcialmente e corre risco de cair relatam como escaparam sem ferimentos

Moradores do prédio no Bairro Maraponga, em Fortaleza, que desabou parcialmente e corre o risco de ruir, passaram a madrugada deste domingo (2) num misto de tristeza, revolta e alívio por terem saído sem ferimentos e incerteza quanto ao destino de suas moradias. Após deixarem suas residências, muitos foram dormir em casas de parentes ou conhecidos. Alguns, entretanto, passaram a noite na rua onde moravam.

Moradores do residencial voltaram ao prédio em busca de informações durante a noite do sábado. — Foto: Leabém Monteiro/SVM

Moradores do residencial voltaram ao prédio em busca de informações durante a noite do sábado. — Foto: Leabém Monteiro/SVM

Por volta das 17h deste sábado (1º), o prédio residencial teve a estrutura danificada após colunas de sustentação romperem e o prédio cair, esmagando o térreo. Alertados por estalos, os moradores das 16 unidades deixaram o local a tempo e ninguém se feriu. De acordo com a Defesa Civil de Fortaleza e o Corpo de Bombeiros, há risco real do imóvel desabar completamente a qualquer momento. Outras 12 casas vizinhas ao edifício tiveram danos e os moradores foram evacuados.

“Eu estava no quarto, tinha acabado de sair do banho e senti que o prédio balançou. A gente saiu descendo as escadas correndo e avisando pro pessoal que [o prédio] estava desabando. Graças a Deus eu saí com vida”, contou o coordenador de logística Roberto Patriolino, morador do local. “Ninguém consegue nem dormir, eu não vou nem pregar o olho, mas vou ficar na casa da minha noiva essa noite”.

Roberto relatou ao G1 que perdeu tudo: carro, computador, que era seu instrumento de trabalho, celular, notebook, documentos e todos os móveis do apartamento.

‘Pressentimento’

A vendedora Roberta Veras não estava no apartamento no momento do desabamento e foi ao local durante à noite após o ocorrido. Ela disse que morava no prédio há seis anos, mas teve um pressentimento e já estava há alguns dias dormindo na casa da mãe. “Têm dois ou três meses que eu estava achando estranho, vendo rachaduras. Eu tive um pesadelo, que o prédio estava caindo e comecei a ir para minha mãe com o meu filho”, afirmou.

Morador voltou para ver o que havia sido destruído na residência que fica próxima ao prédio. — Foto: Reprodução/TV Diário

Morador voltou para ver o que havia sido destruído na residência que fica próxima ao prédio. — Foto: Reprodução/TV Diário

Não foram apenas os condôminos que tiveram prejuízos. Moradores do entorno também tiveram suas residências destruídas após o desmoronamento. É o caso do montador Leonardo Rodrigues, que vivia com o pai numa casa ao lado do prédio, também destruída com o impacto do desabamento do edifício.

“Não tem canto certo pra gente dizer onde vai passar a noite. Já coloquei umas coisinhas que tenho na casa do meu primo, mas o resto das coisas, vai demorar muito tempo para resolver. Ninguém sabe como é que vai ser. Vamos esperar a resposta da Defesa Civil”, disse.

Solidariedade

Um grupo de mulheres preocupadas com o ocorrido e querendo ajudar de alguma forma se voluntariaram e levaram sopas e outros alimentos os moradores desalojados na Travessa Campo Grande.

Voluntárias prepararam sopa para alimentar os moradores da Rua Travessa Campo Grande em Fortaleza — Foto: Reprodução/TV Diário

Voluntárias prepararam sopa para alimentar os moradores da Rua Travessa Campo Grande em Fortaleza — Foto: Reprodução/TV Diário

A Defesa Civil do Município de Fortaleza informou que enviou duas equipes do Núcleo de Ações Emergenciais ao local para realizar uma vistoria e isolar a área, além de dar apoio às famílias.

Equipes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar também estiveram durante a noite no local para dar apoio e assistência. A área foi isolada com uma faixa para evitar que curiosos ou moradores se aproximem do imóvel.

G1

 

 

Notícia falsa de triplo homicídio assusta moradores de Solânea

Uma brincadeira de muito de mal gosto. É assim que pode ser definida a notícia falsa que foi espalhada nessa quinta-feira (9) no município de Solânea. No aplicativo de mensagens foram espalhados áudios onde algumas pessoas informavam sobre um triplo homicídio que teria acontecido na cidade. Para piorar ainda mais a situação, fotos e vídeos se espalharam deixando a população assustada.

A notícia falsa, conhecida por fake news, teria sido divulgada por um morador de Solânea e em pouco tempo quem recebeu a informação, fotos e vídeos já estava apavorado, já que o fato se expandiu nos grupos de WhatsApp.

E a fake news não se limitou a Solânea. Na delegacia de Polícia Civil e no Batalhão da Polícia Militar, repórteres de outras cidades começaram a ligar na tentativa de saber sobre o fato, que seria notícia a ser publicada em jornais, TVs e portais.

Um repórter de João Pessoa recebeu como resposta de um policial que “há tempos existiriam uns “gaiatos” estão espalhando notícias falsas sobre ocorrências naquela região”.

No fim, se descobriu que tudo não passava de um boato, de uma brincadeira de péssimo gosto, que assustou os moradores e atrapalhou o trabalho da polícia.

 

Redação FN

 

 

Vereadores de Solânea aprovam requerimentos que beneficiam moradores

A última sessão do mês de abril da Câmara Municipal de Solânea foi bastante movimentada. Marcada pela aprovação de vários requerimentos, os vereadores garantiram que a população da cidade consiga ter acesso a inúmeros benefícios que vão desde a revitalização de praças até a pavimentação de ruas.

O vereador Jucian Jad, por exemplo, solicitou que a Prefeitura Municipal faça a pavimentação da Rua Santo Agostinho no Conjunto Pe. Leonardo e a revitalização da Praça Nivaldo Firmino da Costa, próximo ao Fórum.

Já Flávio Evaristo apresentou requerimento solicitando a pavimentação da Rua João Luís Pereira e a revitalização da Praça Artur Florentino Bezerra.

Josenildo Costa, teve também os requerimentos 038 a 042/2019 aprovados, onde solicita recuperação de passagens molhadas no Sítio Vidau e Bom Sucesso e melhoramento das estradas dos sítios Salgado dos Catitas, Salgado dos Paulos, Pedra Grande e Barros.

Também foi aprovado o requerimento apresentado na semana passada pelo vereador Tiago José que solicita ao prefeito Kayser Rocha a reserva e sinalização de faixa do binário nos períodos de 5h às 7h e das 18h às 20h para que a população possa praticar atividades físicas em segurança.

Todos os requerimentos aprovados serão encaminhados aos setores competentes para execução.

Durante a sessão os vereadores também debateram as conquistas e perdas nos direitos dos trabalhadores em alusão ao Dia do Trabalhador celebrado em 1º de Maio.

Ao final da sessão o presidente da Casa também aproveitou para agradecer a presença da comunidade do Saco dos Campos que foi até a Câmara para agradecer a obra de terraplanagem do campo de futebol daquela localidade. A obra foi fruto de um requerimento de autoria do vereador Flávio Evaristo.

Ascom-CMS

 

 

Maior chuva dos últimos 20 anos deixa moradores desabrigados na PB

A maior chuva nos últimos 20 anos deixou moradores desabrigados em Pocinhos. Um dilúvio atingiu a cidade localizada no Agreste paraibano, próxima a Campina Grande, na tarde desta quinta-feira (21). Em apenas uma hora choveu 100 mm no município segundo a Agência Executiva de Gestão das Águas (AESA).

A chuva forte acompanhada de ventania,  provocou alagamentos em bairros inteiros. A água invadiu casas, igrejas e outros estabelecimentos, causando grande prejuízo e deixando moradores desabrigados.

Uma ponte que dá acesso a um bairro ficou danificada com a enxurrada.

De acordo com informações do jornalista Ubiratan Cirne, a prefeitura liberou uma escola pública municipal para abrigar as pessoas desalojadas no município.

Pocinhos vinha sofrendo com a escassez de água há muito tempo e a chuva desta quinta foi a maior dos últimos 20 anos.

Há também informações de chuvas em outras cidades do entorno como Puxinanã, Montadas, Areal, e parte de Lagoa Seca. Nos videos abaixo é possível ter uma dimensão da intensidade da chuva e dos estragos provocados.

pbagora

 

 

Moradores de Solânea e Borborema podem trocar lâmpadas antigas por outras novas

Moradores de 12 municípios da Paraíba poderão trocar lâmpadas antigas por outras novas e mais eficientes durante este mês de outubro. O projeto Nossa Energia faz parte do Programa de Eficiência Energética da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Cada unidade consumidora tem direito a ganhar até cinco novas lâmpadas, mediante a comprovação de residência em comunidade de baixo poder aquisitivo. Para ter direito ao benefício é preciso levar as lâmpadas que serão substituídas e estar em dia com a conta de energia.

A programação inclui também palestras de conscientização, com o objetivo de disseminar práticas de combate ao desperdício de energia, e exibição de filmes em praça pública. A iniciativa é uma parceria com a Secretaria de Cultura do Estado, que cede os títulos exibidos.

Até o final do mês, o Nossa Energia vai passar por Pitimbu, Borborema, Alhandra, Solânea, Itaporanga, Jacaraú, São Mamede, Campina Grande, Juazeirinho, Queimadas, Santa Rita e São Miguel de Taipu.

Programação

02 e 03/10

Pitimbu (cinema itinerante): Rua Dr. João Gonçalves, em frente à Igreja Senhor do Bonfim

Borborema (cinema itinerante): Praça Dr. José Amâncio Ramalho

04 a 06/10

Alhandra: Rua Creuzonice Januário Nunes – Praça José Elenildo de Bezerra da Silveira

Solânea: Rua Epitácio Pessoa, Centro, “Quadra de Solânea”

08 a 11/10

Itaporanga: Rua Projetada, em frente à Escola Estadual de Ensino Fundamental Chagas Soares

Jacaraú (cinema itinerante): Av. Vidal de Negreiros – Praça Vidal de Negreiros

15 e 16/10

São Mamede: Praça de Eventos “O Bezerrão”

15 a 17/10

Campina Grande (cinema itinerante): Rua José Rodrigues de Lima, Santa Terezinha, próximo a Igreja Católica

17 a 19/10

Juazeirinho: Rua Pedro Barros, em frente a Prefeitura

18 e 19/10

Queimadas: Rua João Barbosa da Silva – próximo a Prefeitura

22 a 24/10

Santa Rita (cinema itinerante): Rua Prefeito Antônio Teixeira – Praça Arnóbio Ferreira Nunes

São Miguel do Taipu (cinema itinerante): Praça Elias Cavalcante

G1

Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Horário de verão 2017 começa no domingo; moradores de 10 estados e DF devem adiantar relógio em 1 hora

O horário de verão de 2017 começa na primeira hora deste domingo (15). À meia-noite, os moradores de 10 estados e do Distrito Federal devem adiantar o relógio em uma hora.

O ajuste vale para as regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal) e vigora até 18 de fevereiro do ano que vem.

Com isso, o horário no leste do Amazonas e nos estados de Roraima e Rondônia fica duas horas atrasado em relação à Brasília, enquanto oeste do Amazonas e Acre ficam três horas atrás.

O horário de verão foi instituído com o objetivo economizar energia no país em função do maior aproveitamento do período de luz solar.

A medida foi utilizada pela primeira vez em 1931 e depois em outros anos, sem regularidade. Em 2008, ganhou caráter permanente e passou a vigorar do terceiro domingo de outubro até o terceiro domingo de fevereiro do ano seguinte.

Início do horário de verão 2017 (Foto: Arte/G1)

Início do horário de verão 2017 (Foto: Arte/G1)

Fim do horário?

O governo federal chegou a avaliar o fim do horário de verão neste ano,depois que um estudo do Ministério de Minas e Energia indicou que o programa vem perdendo efetividade.

A análise mostrou que a intensidade de consumo de energia elétrica estava mais ligada à temperatura do que ao horário, com picos nas horas mais quentes do dia.

Porém, o Brasil enfrenta um período de estiagem, com hidrelétricas com níveis de água reduzidos, o que vem obrigando o governo a ligar as termelétricas (de operação mais cara) e até mesmo a importar energia de outros países.

Nesse cenário, qualquer economia de eletricidade é bem-vinda. Por isso, o governo decidiu manter o horário de verão em 2017. Para 2018, o assunto ainda será analisado.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Via-sacra encenada encanta moradores de Algodão de Jandaíra

paixão 4Emoção. É essa a palavra que define a via-sacra encenada apresentada no município de Algodão de Jandaíra na Semana Santa. Principalmente porque o espetáculo foi resultado do esforço conjunto dos moradores, autoridades e artistas locais.

A iniciativa partiu de André Freitas, o jovem Luiz Neto e Maria Daniela. Eles começaram a pensar a encenação, mas não sabiam como realizar, já que as dificuldades eram muitas. Mas, o esforço de todos resultou num trabalho de sucesso.

paixão“Começamos a procurar pessoas para formar o elenco. Neste tempo, lembrei que eu tinha um roteiro do Espetáculo Paixão de Cristo realizado em Natal pela comunidade Católica Shalom em 2008. Nos colocamos em oração e começamos a pedir doações de tecidos velhos, que as pessoas já não usassem e as pessoas começaram a doar. Assim, fomos montando o figurino. Foram dois meses de oração e ensaios. Duas semanas antes da apresentação, vimos a necessidade de construirmos um piso em frente à capela para que pudéssemos usar a calçada da mesma como palco. Algumas pessoas da cidade, junto com alguns comerciantes, autoridades e as pessoas do elenco foram doando os materiais de construção e quando conseguimos tudo, 27 homens se juntaram num “mutirão” e na manhã da sexta-feira santa o piso foi construído. Depois disso, começamos a conseguir objetos e cortinas para o cenário”, contou André.

paixão3

E mais ajuda foi chegando para a  realização do espetáculo. “Aprefeitura municipal colaborou com o carro de som e enviou transportes à toda a zona rural para que as pessoas viessem assistir a apresentação. A apresentação aconteceu no domingo da Ressurreição logo após a santa missa que teve início às 17h e foi presidida pelo Padre José de Arimatéia”, contou.

O final do trabalho emocionou a todos. “No início eu não acreditava que ficaria tão bonito e tão semelhante ao espetáculo oficial, mas contemplei a cada instante a providência divina sendo manifestada através do coração generoso de cada cidadão. O espetáculo emocionou muitas pessoas e de certo, alegrou o coração de Deus. Obrigado a todos os que colaboraram e rezaram por esta obra. O ano de apresentações artísticas está apenas começando!”, se alegrou André Freitas.

paixão2

Focando a Notícia

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Moradores de Serraria fazem apelo para não perder linha de ônibus que vai para JP

rio tintoOs moradores da cidade de Serraria estão preocupados com a ameaça de perderem a única linha de ônibus da cidade. A informação de que a empresa Rio Tinto vai tirar da rota a linha Serraria-João Pessoa das 07h40 e João Pessoa-Serraria das 17h30 está preocupando os moradores da cidade.

Segundo um moradora que não quis revelar o nome isso vai prejudicar a todos, pois muitos realizam tratamentos de saúde e circulam nessa linha com muita frequência.

“Sempre que preciso fazer um tratamento de saúde mais especializado vou pra João Pessoa nessa linha, pois consigo fazer meus exames e retornar pra minha cidade no mesmo dia, já tem outros moradores que vão resolver outras coisas e sempre viajam nesse ônibus”, comentou a moradora.

A empresa ainda não divulgou oficialmente a saída da linha, mas os moradores já começaram seus apelos para que isso não aconteça.

Focando a Notícia

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Fissuras em barragem de Patos, na PB, preocupam moradores e órgãos

barragemO surgimento de fissuras na barragem da Farinha, em Patos, no Sertão paraibano, tem preocupado a população do município. O nível de água do reservatório, que em fevereiro estava em 6,6%, subiu para 7,9% em março, com as chuvas registradas na região. A Defesa Civil de Patos já realizou inspeções no local e sugeriu que sejam feitos reparos urgentes, alegando que existe o risco de que a barragem rompa. Próximo ao local, existem moradias.

O presidente da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), João Fernandes, informou que a barragem foi inspecionada por técnicos e vai precisar passar por reparos. Ele também disse que o processo de licitação para contratação da empresa para esse trabalho foi inciado na Secretaria de Obras, mas ainda não tem uma previsão para o início dos trabalhos.

Em menos de um mês a barragem, que é responsável por parte do abastecimento da cidade de Patos, recebeu uma recarga de 1,3%, que corresponde a cerca de 320 mil m³ de água.

Com o nível de água maior, o vazamento através das fissuras na barragem também aumentou e os moradores do local estão com medo de que ocorra uma tragédia e exigem providências do órgãos. O problema foi percebido desde o ano passado.

“A gente tem medo dela [a barragem] ceder de repente e atingir as pessoas das redondezas. O que a gente precisa é que eles prestem atenção e venham ajeitar essas coisas aqui”, disse a agricultora Edninatânia dos Santos.

O agricultor João dos Santos mora em frente à barragem e, sem ter outro lugar para se abrigar, disse que vai permanecer no local. “Eu mesmo não entendo disso, mas de qualquer maneira eu acho que pode ter algum perigo. Mas, só com um tempo, quando começar a chover [mais], a barragem encher a gente vai ver direitinho”, disse ele.

Inspeções
A Defesa Civil de Patos destacou que está preocupada com a situação da barragem. Desde 2016 já foram realizadas duas inspeções e os relatórios foram encaminhados ao Governo do Estado da Paraíba e para Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa). “Essas fissuras que nós constatamos são quatro. E existem fissuras de até 60 centímetros. A gente pode ver que já estão nascendo até plantas. Isso consta que há infiltrações”, disse Jakiano Almeida, coordenador da Defesa Civil.

Para a Defesa Civil, a barragem apresenta sinais de que vai romper e sugere que uma reforma preventiva seja feita com urgência. “Essa infiltração existe. Com certeza, precisamos com urgência esses reparos. Porque a qualquer momento pode acontecer um desastre, como já aconteceu na barragem de Camará, na Paraíba; na barragem de Mariana, em Minas Gerais”, disse o coordenador.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br