Arquivo da tag: Missa

Casal é flagrado na maior pegação por traz da Catedral, durante a Missa em Guarabira

videoUm casal foi flagrado por populares, na tarde deste domingo (07), enquanto se “pegavam” nomeio da rua e em plena luz do dia, na praça que fica por traz da Catedral de Nossa Senhora da Luz, no Centro de Guarabira.

As imagens, que já estão rolando pelas redes sociais, foram gravadas por um morador da rua, por volta das 17:00h, enquanto uma Missa era celebrada na igreja, com a participação de centenas de fiéis.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Como se ali fosse o local mais apropriado para tal ato, o casal parecia estar à vontade e não se incomodava com as pessoas que passavam ou que ali residem.

Confira as imagens no vídeo abaixo:

portalmidia

Mulher acha em missa do Dia das Mães acusado de matar filha dela há um ano, no Sertão da Paraíba

jovemUma ocorrência chamou a atenção dos moradores do município de Nazarezinho, no  Sertão do estado, distante 460 quilômetros de João Pessoa, nesse domingo (11), Dia das Mães.

Uma mulher que há cerca de um ano perdeu a filha em um acidente de trânsito em que o responsável pela tragédia estava foragido, avistou e reconheceu o suspeito nas ruas da cidade, que tem cerca de sete mil habitantes, e o denunciou à polícia.

De acordo com informações do tenente Leandro, do 14º Batalhão, a mãe ligou para o Copom por volta das 11h, informando que tinha avistado o responsável pelo acidente que matou a filha dela.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Os policiais foram até o local e deram voz de prisão ao suspeito que estava em um estacionamento de um posto de combustível e não esboçou nenhuma reação.

O militar disse, ainda, que contra ele havia um mandado de prisão em aberto e ele foi levado para a delegacia de Sousa, também no Sertão e de lá foi para o presídio regional da cidade.

O acidente

Maria de Lourdes Ribeiro Casimiro, 23 anos, estava com um amigo na porta de uma residência na zona rural de Nazarezinho, quando um veículo desgovernado teria batido contra duas motos estacionadas e os dois amigos que estavam parados em frente à casa.

A jovem foi arremessada a uma distância de 15 metros, chegou a ser socorrida, mas morreu horas depois.

O responsável pelo acidente fugiu do local e, segundo testemunhas, estaria com sintomas de embriaguez. O acidente aconteceu em março do ano passado e as informações sobre o caso, como os dados da vítima, foram divulgados pelo 14º Batalhão da PM..

 

portal correio

Após polêmica, frei volta a celebrar missa em BH e número de fiéis dobra

frei-volta-a-missaCerca de 2.000 pessoas assistiram à missa celebrada às 11h deste domingo (9) pelo frei Cláudio van Balen, 81, na Igreja Nossa Senhora do Carmo, zona sul de Belo Horizonte. O frei, ligado à ala mais progressista da Igreja Católica e defensor da Teologia da Libertação –e que há cinco décadas celebra a missa nesse horário–, havia sido afastado em janeiro pela Arquidiocese de Belo Horizonte e Província Carmelita de Santo Elias, mas retornou à função após pressão dos fiéis.

A presença de 2.000 pessoas na missa representa o dobro do público que normalmente frequentava as celebrações das 11h de domingo na igreja. O templo, que tem capacidade para 800 pessoas sentadas, foi tomado fiéis que acabaram ocupando espaços laterais e parte do altar, e dezenas de pessoas ficaram do lado de fora da igreja.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Depois que o sinete do altar tocou três vezes, frei Cláudio van Balen entrou e foi aplaudido com entusiasmo pelos fiéis –alguns choravam. O frei, então, levantou a mão direita pedindo silêncio, e a missa pode começar. Balen nada falou sobre seu afastamento.

“Em nome do pai, amém. Excluídos sejam incluídos, pela nossa prática do bem. É missão de todos a convivência transformadora”, disse o frei no rito inicial. “Apegados ao poder, maltratamos irmãos”, continuou.

Após o afastamento do frei, a missa das 11h do dia 26 de janeiro (um domingo) foi tomada por uma manifestação de fiéis, que protestavam contra a saída do religioso. As cerca de mil pessoas que tinham ido assistir à missa impediram que ela fosse realizada pelos freis Evaldo Xavier, 47, e Wilson Fernandes, 31, que assumiu a paróquia no início do ano.

Após o episódio, a Arquidiocese e a Província Carmelita proibiram as missas do frei e fecharam a igreja, mas os fiéis compareceram ao local no último domingo (2), entoaram cânticos católicos, rezaram e protestaram contra a ausência do frei. Foi então que, na segunda-feira (3), a Arquidiocese e a Província Carmelita voltaram atrás e anunciaram o retorno do frei.

Emoção

A estudante Silvia Couto Gonçalves de Souza, 26, aluna da escola da Apae (Associação de Pais e Amigo dos Excepcionais) de Lagoa Santa, na região metropolitana de Belo Horizonte, sentou-se ao pé do altar para assistir à celebração, mas rezou pouco: Silvia chorou durante toda a celebração. Olhava para o frei, abaixava a cabeça, e chorava.

“Ela gosta muito do frei Cláudio. Já se acostumou com ele”, disse a mãe de Silvia.

A médica geriatra Diana Carvalho Ferreira, 33, rezou acompanhou a missa do lado de fora da igreja. Ao lado do filho Raul, que no sábado (8) completou um mês de idade, ela disse que a missa era “especial”.

“Não poderia ficar com ele lá dentro, cheio do jeito que está. Ele ainda não foi batizado, mas fiz questão de trazer. Essa missa é especial. O frei Cláudio explica bem a religião na prática, no dia a dia, na nossa vida. A gente consegue colocar os ensinamentos religiosos em prática.”

 

Uol

Arquidiocese proíbe missa e fiéis protestam rezando na rua em Belo Horizonte

Cerca de 300 pessoas se reuniram neste domingo (2) em frente à Igreja Nossa Senhora do Carmo, em Belo Horizonte, para protestar contra a suspensão das missas de frei Claudi van Balen
Cerca de 300 pessoas se reuniram neste domingo (2) em frente à Igreja Nossa Senhora do Carmo, em Belo Horizonte, para protestar contra a suspensão das missas de frei Claudi van Balen

Cerca de 300 católicos ligados à Igreja Nossa Senhora do Carmo, na zona sul de Belo Horizonte, rezaram na avenida de mesmo nome, em frente à entrada principal do templo, às 11h deste domingo (2), em protesto contra a decisão da Arquidiocese de Belo Horizonte e da Província Carmelita de Santo Elias em proibir as missas de frei Cláudio van Balen, 81, ex-pároco da igreja.

As duas entradas da igreja, uma das mais tradicionais da capital mineira, permaneceram fechadas neste domingo (2).

Os fiéis entoaram cantos católicos, rezaram a “Ave Maria”, leram um manifesto, deram-se as mãos e caminharam até o salão paroquial, na entrada detrás da igreja, na rua Grão Mogol, aplaudiram e gritaram o nome de frei Cláudio van Balen.

A reportagem do UOL tentou entrar em contato com os padres da Igreja Nossa Senhora do Carmo, mas o salão paroquial ficou fechado e os telefones não foram atendidos. A assessoria de imprensa da Arquidiocese Metropolitana de Belo Horizonte não foi encontrada para comentar o assunto. Frei Cláudio van Balen também não foi localizado.

No domingo passado, (26 de janeiro), frei Evaldo Xavier, 47, tentou realizar uma missa solene, em que celebrava a sua nomeação como prior provincial da Província Carmelita, e de frei Wilson Fernandes, 31, como novo pároco da Igreja Nossa Senhora do Carmo, às 11h, horário das missas de frei Cláudio van Balen, há quase cinco décadas. Mas não conseguiu. Frei Evaldo Xavier foi vaiado por cerca de mil pessoas, e teve de celebrar a missa no salão paroquial, para aproximadamente cem pessoas.

Ala progressista da Igreja

A decisão em fechar a igreja e proibir as missas de frei Cláudio van Balen, considerado uma pessoa avançada e aberta, ligado à ala mais progressista da Igreja Católica e defensor da Teologia da Libertação, e há cinco décadas à frente da paróquia, após o episódio, culminou no protesto.

“Fomos atraídos (pelo Frei Cláudio van Balen) por seu jeito direto, franco e amoroso de um pescador. Por seu testemunho, fé libertária e concepção de poder como serviço. Hoje, esse homem não tem mais espaço neste templo grandioso. (…) Se não há lugar aqui para o Frei Cláudio (van Balen), também não há lugar para nós”.

“Também não há lugar para nosso serviço, nossa disponibilidade, nosso tempo, nosso dinheiro”, afirmou o manifesto lido pela socióloga Glória Maria Arreguy Maia, 71, bancária aposentada. Ao fim da leitura, o texto foi aplaudido pelas pessoas que se aglomeravam em frente ao gradil do santuário. A assinatura dos presentes para um manifesto contra o afastamento do frei começou a ser recolhida. Algumas mulheres começaram a entoar cânticos católicos, a multidão acompanhou. As pessoas foram dando-se as mãos. Rezaram a “Ave Maria”. Diversos homens e mulheres choravam. As pessoas caminharam até o salão paroquial, após as homenagens e aplausos para o frei ausente, se dispersaram.

Batizada na Igreja Católica, Glória Maia deixou a igreja quando fez faculdade, na faixa etária dos 20 anos. Voltou-se novamente para o catolicismo há 14 anos, após conhecer frei Cláudio. “Ele é a minha igreja. Se ele não voltar, eu também não volto.”

O engenheiro civil André Wolff, 45, estava inconformado. “Tinha vergonha e constrangimento de vir à igreja porque me separei há seis anos e casei novamente. Frei Cláudio me fez ver que não era isso. Que Cristo veio para incluir, que ele está de braços abertos para todos. Hoje frequento a Igreja por causa dele. Se ele (frei Cláudio) sair, eu, minha atual esposa (Adriana) e minha filhinha (Laura, cinco meses) deixaremos de frequentar a igreja. “Ele é a minha igreja. Se ele não voltar, eu também não volto”, afirmou Wolf.

“Ele (frei Cláudio) é o nosso reflexo. Ele é a nossa comunidade. Ele nos representa”, disse a fisioterapeuta Leopoldina Andrade, 41. Acompanhada do marido, o também fisioterapeuta Luiz Felipe Mindello, 47, e dos dois filhos Pedro, 16, e Rebeca, 10, ela diz que não volta à igreja, caso haja afastamento definitivo do frei. “Não vou voltar. Não tenho interesse nenhum”.

“Estou profundamente arrasado. Frei Cláudio é um homem iluminado, formado na teologia da libertação. Ele escreveu mais de 50 livros. É um intelectual”, afirmou o economista Murilo Carneiro Pereira, 73. Há 45 anos, o empresário frequenta as missas de frei Cláudio na Igreja Nossa Senhora do Carmo. “Ele é o catalisador da comunidade. Somos adultos, mas precisamos que ele esteja presente. Senão vamos nos dispersar”, disse o economista.

Irene Marques Pereira, 87, estava decepcionada. Ela já se esqueceu há quantos anos canta no coral da missa das 11h na igreja. “Desde pequena. Antes de mim, minha mãe, que já faleceu há muito tempo, já vinha à Igreja (Nossa Senhora) do Carmo”, afirmou.

“Nunca passei uma coisa dessas. Na missa passada, saí correndo daqui. Já rezei em casa, mas agora vou ter de ir à missa às 16h30 na Igreja São José. Não tem jeito”, disse.

uol

Missa dos parlamentares é realizada na sede da CNBB

IMG 9188 310x190Deputados, senadores, assessores de parlamentares e colaboradores da Comissão Brasileira de Justiça e Paz (CBJP) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) estiveram presentes na tradicional Missa dos Parlamentares. A celebração ocorreu na quinta-feira, 17, na capela Nossa Senhora Aparecida, na sede da Conferência, em Brasília.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A missa, organizada pela CBJP e pela assessoria de política da CNBB, é realizada na terceira quinta-feira de cada mês, às 8h.

Após a celebração, todos foram convidados para um momento de confraternização, uma oportunidade para fortalecer laços fraternos e de amizade.

Fonte: CNBB

Teto de igreja desaba 15 minutos após padre encerrar missa em Natal

 

Teto da igreja - 1O teto da igreja de São Bartolomeu desabou na noite do sábado (7) no conjunto Vila Paraíso, zona Norte de Natal. O desabamento aconteceu cerca de 15 minutos depois que o padre Henrique Inácio encerrou a missa após ver uma rachadura na estrutura do prédio. Todas as pessoas que participavam da missa, cerca de 60, segundo o padre Inácio Henrique Teixeira, já haviam deixado o local e ninguém se feriu.

Teto de igreja - 2Ao G1 o padre Inácio Henrique relatou que a missa foi iniciada às 18h. Após ver uma rachadura na parede, o padre se sentiu incomodado e encerrou a celebração após 30 minutos.  “Fiquei com aquilo na cabeça e decidi cancelar a missa na metade. Recolhemos os bancos para dentro da sacristia e saímos. Do lado de fora conversávamos sobre o que seria feito e quinze minutos depois veio o estrondo”, afirma.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Além do teto, as paredes laterais também desabaram. De acordo com o padre, a igreja passava por uma obra de revitalização e vinha recebendo melhorias há dois anos. De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Natal, Jeoás Santos, ainda não se sabe o que causou o desabamento. “A chuva pode ter contribuido, mas é preciso aguardar o laudo técnico do engenheiro”, explica.

O coordenador da Defesa Civil acrescenta que a igreja terá de ser demolida por segurança. “Ainda existe risco de desabamento. A estrutura está totalmente comprometida”, avalia. O local foi isolado pela Defesa Civil e Corpo de Bombeiros.


G1

IV Missa do Vaqueiro e Cavalgada será realizada no próximo dia 9 em Solânea

O município de Solânea vai ser palco para a IV Missa do Vaqueiro e Cavalgada. O evento vai ser realizado no próximo dia 9, a partir das 6h30, no Parque e Haras Wel Ranch. As inscrições custam apenas R$ 5 mais um quilo de alimento não perecível.
A festa começa com um café da manhã programado para iniciar às 6h30, momento em que também começa a concentração dos vaqueiros. Às 9h o padre Geraldo Bernardi celebra a missa. O evento tem prosseguimento às 11h30, logo após a missa, quando a cavalgada segue até a cidade de Solânea.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A partir das 13h40 começa a confraternização dos vaqueiros que receberão homenagens. Em seguida, eles participam de um churrasco, corrida de jegues, animação e aboio de vaqueiros e de um forró.
Também haverá premiação com troféus para os vaqueiros. Serão premiados: o mais encourado, o mais idoso, o mais jovem, a mais idosa e a mais jovem. Além disso, receberão prêmios os 1º e 2º lugares melhores aboios e a charrete mais enfeitada.
Cartaz
Redação/Focando a Notícia

Cardeal decano pede ‘unidade’ da Igreja em missa que abre conclave

Dom Angelo Sodano, cardeal decano da Igreja Católica, apelou pela “colaboração” e pela “unidade” dentro da Igreja, nesta terça-feira (12), durante a missa Pro Eligendo Pontifice, que abre o conclave que vai eleger o sucessor do Papa Bento XVI.

Todos os cardeais presentes em Roma, eleitores ou não, participam na cerimônia, uma das mais intensas dos últimos anos. Eles entraram na Basílica de São Pedro com semblante sérioe concentrado.

Ele exortou os cardeais a “colaborar para edificar a unidade da Igreja” e “cooperar com o sucessor de Pedro”.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Estamos convocados a cooperar com o Sucessor de Pedro, fundamento visível de tal unidade eclesiástica’, afirmou o influente cardeal.

“Eu os exorto a se comportarem de maneira digna, com toda humildade, mansidão e paciência, suportando-se reciprocamente com amor, tentando conservar a unidade do espírito por meio do vínculo da paz”, disse Sodano, em referência à carta de São Paulo aos Efésios.

Ao ser citado pelo cardeal decano, o Papa Emérito Bento XVI, que renunciou em 28 de fevereiro, em um gesto inédito na história moderna da Igreja, foi bastante aplaudido.

Sodano afirmou que o pontificado de Bento XVI foi “luminoso” e expressou a gratidão dos cardeais ao Papa Emérico, pedindo a Deus que dê “outro bom pastor à sua Santa Igreja”.

“Queremos agradecer ao Pai que está nos Céus pela amorosa assistência que sempre reserva a sua Santa Igreja e em particular pelo luminoso pontificado que nos concedeu com a vida e as obras do 265º sucessor de Pedro, o amado e venerado pontífice Bento XVI, ao qual neste momento renovamos toda a nossa gratidão”, disse.

No sermão, o cardeal também citou os Papas João Paulo II e Paulo VI, alem de lembrar o trabalho importante da Igreja nos últimos anos, que tem impacto não apenas entre os fieis, mas em diferentes culturas.

“Oremos para que o próximo Papa possa continuar esse incessante trabalho de nível mundial”, afirmou.

Cardeais assistem à missa Pro Eligendo Pontifice nesta terça-feira (12) na Basílica de São Pedro, no Vaticano (Foto: AFP)Cardeais assistem à missa Pro Eligendo Pontifice nesta terça-feira (12) na Basílica de São Pedro, no Vaticano (Foto: AFP)

Cardeais concentrados
A missa atraiu principalmente pessoas ligadas a Igreja, como seminaristas, padres e freiras, e também fieis. Dentro da Basílica, todos estavam muito atentos as orações e respeitosos aos ritos.

O maximo de conversa ouvida durante a missa foi a tradução das palavras para outros idiomas entre pessoas próximas – a missa foi celebrada basicamente em latim e italiano, com a primeira leitura em inglês e a segunda em espanhol, alem de orações dos fieis em cinco outros idiomas, incluindo o português.

Para conseguir um lugar sentado – especialmente perto do altar, onde ficaram os cardeais – foi preciso acordar cedo.

Às 9h, uma hora antes do inicio da missa, todos os lugares sentados já estavam ocupados. Muitas pessoas ficaram em pe nas laterais. Pouco antes do inicio da missa, foi o rosário foi rezado em latim.

Na entrada dos cardeais, nem mesmo os religiosos tiveram cerimônia – centenas de câmeras fotográficas e celulares foram levantados para registrar imagens dos homens que irão eleger o próximo pontífice a partir desta tarde. Quase todos os cardeais entraram concentrados, com semblante serio.

Alguns, entretanto, se destacavam – foi o caso do brasileiro Dom João Braz de Aviz, que entrou e saiu muito sorridente, visivelmente emocionado, olhando os fieis nos olhos e cumprimentando-os com o olhar.

O norte-americano Timothy Dolan, arcebispo de Nova York ,também era só sorrisos na entrada e na saída dos cardeais – ele chegou ate a arriscar acenos para os fieis.

Começo do conclave
Após a missa, os 115 cardeais eleitores começam o processo de escolha do novo Papa.

Uma primeira votação está marcada ainda para esta terça-feira, mas, segundo o padre Federico Lombardi, porta-voz do Vaticano, o nome do novo Papa não deve sair nesta terça.

O cardeal brasileiro Dom Odilo Pedro Scherer é citado, pela imprensa e por analistas, como um dos favoritos a vencer a eleição, ao lado do italiano Angelo Sodano.

Bento XVI surpreendeu o mundo e a Igreja ao anunciar, em 11 de fevereiro, que iria renunciar ao cargo, após oito anos de um pontificado marcado por crises e divisões internas.

(*) Com agências internacionais

G1

Campina Grande: Lourdinas completa 60 anos e data será marcada com Missa

 

LourdinasA Escola Virgem de Lourdes (EVL), mais conhecida como Lourdinas, completa neste mês de fevereiro 60 anos de sua fundação. Para marcar a comemoração, na manhã desse domingo (24) será realizada uma Celebração Eucarística em Ação de Graças pelo tempo de existência da instituição de ensino.

A história da EVL começou no dia 11 de fevereiro de 1953, data em que a semente Lourdina é lançada em Campina Grande. Com a Missão de educar e evangelizar crianças e jovens, as Irmãs da Imaculada Conceição de Nossa Senhora de Lourdes dedicaram todos esses anos ao serviço aos campinenses.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Nesta caminhada, conquistamos a confiança das famílias, que nos entregam seus filhos, tesouro maior da sua existência e objetivo final do nosso trabalho, e assim, formamos gerações inteiras, acompanhamos cada passo do processo evolutivo dos alunos. Todos eles deixam a marca da sua presença e levam em sua bagagem a formação Lourdinas”, afirmou Socorro Tavares, ex-aluna e atual coordenadora pedagógica do Ensino Fundamental II da EVL, em um texto comemorativo.

Respeitada e referência em ensino de qualidade, a Escola Virgem de Lourdes pretende reunir na celebração comemorativa as pessoas que fizeram parte de sua história e que ajudaram a pôr em prática o carisma “Amar é Servir”, como professores, colaboradores, alunos e seus familiares.

A Celebração Eucarística será realizada no Ginásio de Esportes da EVL, às 10h.

Assessora de Comunicação e Eventos para o Focando a Notícia
Escola Virgem de Lourdes – Campina Grande

Cachorro vai à missa todos os dias mesmo após morte de sua dona

Todos os dias, o cão Tommy vai à missa. Ele não perde uma sequer e já é conhecido por quem frequenta a igreja de Santa Maria Assunta, na vila de San Donaci, na Itália. Até o padre virou amigo do pastor alemão, que passa o tempo todo quietinho, ao lado do altar, e não late.

O hábito foi criado quando sua dona, Maria Marguerita Lochi, estava viva. Há dois meses, ela morreu e o funeral foi na mesma igreja. O cachorro não se acostumou com sua ausência, segue fiel à italiana e sempre a espera pacientemente.

Reprodução
Cão Tommy participa de missa em igreja na Itália
Cão Tommy participa de missa em igreja na Itália

HISTÓRIA DE FILME

O caso é bem parecido com a de Hachiko, personagem do filme “Sempre ao seu lado”, dirigido por Lasse Hallström. Baseado em uma história real, o cachorro é foi encontrado em uma estação de trem por Parker (Richard Gere), com quem criou profundos laços de amizade.

Folha